Carreiras

| Empregos

O Programa de Estágio 2020 da empresa Elanco Saúde Animal está com inscrições abertas para o processo seletivo que prioriza a contratação de candidatos afrodescendentes e pessoas com deficiência (PCD). As candidaturas vão até o dia 2 de outubro, por meio do site nacional do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

Há oportunidades para graduandos de todo Brasil que estudam nos cursos de administração, farmácia, química, engenharias, comunicação, marketing, relações internacionais, medicina veterinária, e áreas afins. Os candidatos não precisam ter experiência profissional prévia. Para algumas posições, é necessário somente conhecimentos em pacote Office, inglês e/ou espanhol.

##RECOMENDA##

O processo seletivo será composto por um dinâmica e entrevista virtual. Os aprovados trabalharão 6 horas por dia e ganhará bolsa auxílio de R$ 2.300 por mês, além de outros benefícios como vale-refeição, vale-transporte, planos de saúde e odontológico, entre outros. O quantitativo de vagas não foi informado. Mais detalhes podem ser obtidos através do site da seleção.

De acordo com informações divulgadas pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) na última segunda feira (21), o número de pessoas em home office em julho é inferior na comparação com o mês de junho. A queda seria de 11,7%.

A estimativa é de que 300 mil pessoas tenham voltado para os serviços presenciais. A pesquisa aponta que 7,06 milhões (84%) dos que seguem em home office são trabalhadores formais.

##RECOMENDA##

Conforme levantamento, a maioria das pessoas em trabalho remoto são mulheres (55,7%), pessoas brancas (64,5%) e com idade de 30 a 39 anos (32,1%). No quesito escolaridade, mais de 70% das pessoas em home office contam com nível superior completo. Profissionais das ciências e intelectuais correspondem à metade (51%) de todos os trabalhadores remotos.

 

O Governo Britânico abriu uma vaga para o cargo de Diretor de Energia do Fundo de Prosperidade, que terá como função principal, segundo informações do Consulado Geral, “liderar a implementação efetiva do programa Fundo de Prosperidade de Energia no Brasil, que desempenhará um papel crítico na realização dos objetivos de mudança climática do governo do Reino Unido focados no Brasil”. O salário é de R$ 10.674 por mês.

Entre os requisitos para os candidatos, estão falar português e inglês fluentemente, diploma universitário e pelo menos dois anos de experiência profissional, habilidades interpessoais e de comunicação, habilidades organizacionais e bom julgamento político, entre outras.

##RECOMENDA##

Listadas como habilidades “desejáveis”, estão a experiência em trabalhar com política interna e assuntos institucionais, pesquisa e relatórios escritos, relações governamentais e consultoria política. O cargo é de tempo integral, com carga horária de 36 horas, e os candidatos devem residir em Belo Horizonte, Brasília, Recife, Rio de Janeiro ou São Paulo. 

As inscrições devem ser feitas até o dia 4 de outubro através do site do Consulado Geral Britânico, onde também podem ser encontradas informações adicionais. O início do trabalho está previsto para o dia 23 de novembro. 

LeiaJá também

--> Multinacional diz que irá gerar cerca de 2 mil vagas em PE

Com o aumento do número de profissionais realizando as atividades do trabalho em casa, em decorrência da pandemia provocada pelo novo coronavírus, muitas dúvidas surgem a respeito do limite de disponibilidade para demandas da empresa. Devo responder alguma questão do trabalho fora do meu expediente? Para esclarecer esse e outros pontos importantes, o LeiaJá entrevistou o consultor em Recursos Humanos Jessé Barbosa e a procuradora do Trabalho Melícia Carvalho.

Para o consultor em Recursos Humanos, existe um limite de disponibilidade. “O home office embora tenha alterado o formato do trabalho, o mesmo não deve ser encarado como uma atividade sem fim. O indivíduo deve cumprir o seu horário como se estivesse na empresa, não digo que em caso de necessidade não se possa abrir uma exceção, mas que de fato a mesma não se torne hábito e vire uma regra”, esclarece Jessé. A procuradora do trabalho Melícia Carvalho seguiu a mesma linha de raciocínio do consultor de RH quando questionada se existe um limite para atender demandas da empresa. “O trabalho home office é um trabalho como é exercido na empresa. Nele também precisam ser observadas todas as normas legais, toda a regulação do trabalho referente à jornada, intervalos de descanso e alimentação, e repouso semanal remunerado”, exemplifica.

##RECOMENDA##

“O fato do trabalhador estar trabalhando em casa não quer dizer que o trabalho dele deixou de ser regulamentado ou deixou de observar todos os limites e garantias que são estabelecidos para o trabalho presencial”, acrescenta Melícia. A procuradora também comentou que o trabalhador tem a mesma jornada que teria se estivesse trabalhando na empresa; caso elabore jornada extra, é preciso receber pelas horas extras trabalhadas e essas horas precisam respeitar o máximo legal que são duas horas por dia.

Para solicitações da empresa fora do horário de trabalho, o consultor de RH Jessé comentou que se é uma demanda esporádica à qual pede-se uma certa flexibilidade para atendimento da mesma, pode-se abrir um exceção, mas que isso não se transforme em uma regra. “Caso venha se tornar corriqueiro, tenha uma conversa franca com a gestão, apresentando limites no atendimento das demandas. Outra coisa que ajuda a se livrar desses pedidos constantes é evitar ficar atento depois do expediente a e-mail e telefone corporativos, grupos de WhatsApp da empresa e outras formas de comunicação corporativa; isso ajudará os outros entenderem que você não encontra-se disponível para aquele momento”, diz.

Já de acordo com a procuradora do trabalho, “se eu estou fora do expediente e o líder liga solicitando alguma demanda, antes devo observar se é algo urgente". "Caso seja inadiável, e o trabalhador podendo atender, é indicado que atenda, e se aquilo me gerou alguma hora extra, deve-se receber por isso”, explica Melícia. “Se é um caso habitual e constante de terminar o expediente e o chefe continuar pedindo novas tarefas e solicitando demandas fora do expediente, daí cabe ao trabalhador deixar claro que não tem disponibilidade, que há outros compromissos ou que a jornada já foi cumprda”, acrescenta.

A procuradora do trabalho também comentou que “o fato de o serviço ser home office não impede que as pessoas continuem tendo seus outros compromissos, é preciso ter o momento de trabalhar, mas também é necessário se dedicar aos projetos pessoais, à família e ao lazer”, diz Melícia.

De acordo com o consultor em RH, a ideia do home office não deve ser deturpada pelo simples fato de o colaborador não ter se deslocado para a empresa e por isso ele deve estar disponível full time. Compete também ao colaborador que encontra-se nesta modalidade a capacidade de entregar resultado, não permitindo que essa liberalidade do home office o engesse na entrega de resultados.

“Se eventualmente o trabalhador observa que a empresa não está tendo a compreensão da regulamentação e que há demanda a qualquer tempo, a qualquer hora, por achar que está em casa é sinal de estar disponível, é preciso deixar claro que as obrigações serão cumpridas, mas dentro de todo o contexto legal”, reforça a procuradora do Trabalho.

Além disso, se o profissional tem uma jornada de trabalho de oito horas, por exemplo, ele está durante aquelas oito horas disponível para a empresa, nos canais estabelecidos para a comunicação. É necessário imaginar que o trabalho remoto deve ser exercido com os mesmos deveres, direitos e garantias que ele era exercido no ambiente físico da empresa.

“É preciso lembrar que tudo passa por uma questão de bom senso e sensibilidade. O fato de o trabalhador estar remotamente, não quer dizer que estar emocionalmente e humanamente longe da empresa. É importante também que mesmo distante de forma física, sejam mantidas as boas relações, as boas práticas e a solidariedade, para que as pessoas possam manter os laços que já foram construídos, pois, a base ética, solidária e empática é que faz um local de trabalho bacana, construtivo e bom para todos”, finaliza a procuradora do Trabalho Melícia Carvalho.

No ano em que os movimentos por inclusão e diversidade ganharam importância inédita, o Magazine Luiza abriu as inscrições para seu programa de trainees de 2021 - e vai aceitar apenas candidatos negros. "O objetivo é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional", diz a empresa.

Atualmente, a varejista tem em seu quadro de funcionários 53% de pretos e pardos. Mas apenas 16% deles ocupam cargos de liderança. "O alerta despertado por essa baixa participação fez com que o Magalu decidisse atuar, oferecendo oportunidades para quem ainda está começando a carreira", reforça a companhia.

##RECOMENDA##

Para a consultora e professora de MBA na área de Recursos Humanos, Jorgete Lemos, a iniciativa vem em um momento no qual as diferenças sociais e raciais ficaram escancaradas, tanto em razão da pandemia, quanto em virtude das manifestações antirracistas americanas. Movimentos como o Black Lives Matter voltaram com força em todo o mundo este ano, após o assassinato do americano George Floyd.

Segundo a especialista, além de estar sensível a uma preocupação que é global, a varejista deverá ter ganhos na ponta do lápis. "As empresas favorecem seu próprio negócio quando reduzem a desigualdade", garante Jorgete. Vários estudos acadêmicos comprovam os ganhos financeiros quando o quadro de empregados é mais diverso. Além disso, para ela, o desenvolvimento econômico do País só virá quando a população negra for incluída economicamente. "Estamos falando de cerca de 57% da população."

A professora da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pesquisadora em racismo e seus efeitos no mercado de trabalho, Alessandra Benedito, chama a atenção para o fato de que processos deste tipo ajudam o crescimento profissional dos jovens contratados.

Para ela, ações afirmativas são, por natureza, temporárias, com o sentido de reduzir desigualdades históricas. "Ações afirmativas não são permanentes. Devem existir enquanto existe o processo de exclusão."

Regras

As inscrições para o programa de trainee do Magalu tiveram início nessa sexta-feira (18) e podem participar profissionais formados entre dezembro de 2017 e dezembro 2020, em qualquer curso superior. O conhecimento em língua inglesa e experiência profissional anterior não fazem parte dos pré-requisitos para a seleção.

O processo seletivo será dividido em seis etapas. A seleção começará com testes online. Em seguida, os candidatos passarão pela etapa que consiste na gravação de um vídeo de apresentação profissional e por entrevistas com o departamento de recursos humanos.

Aqueles que seguirem no processo serão entrevistados por diretores de área e, depois, pela diretoria executiva. Os finalistas participarão de uma conversa com o presidente da empresa, Frederico Trajano.

O programa de trainees 2021 foi desenvolvido em parceria com as consultorias Indique Uma Preta e Goldenberg, Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), Faculdade Zumbi dos Palmares e Comitê de Igualdade Racial do Mulheres do Brasil.

A empresa farmacêutica Bayer abriu vaga para seu programa de trainee 2021 voltado a profissionais negros, o “Liderança Negra Bayer”. Entre os requisitos, está a formatura em cursos de graduação ou pós-graduação entre dezembro de 2017 e dezembro de 2020, com possibilidade de avaliação de casos em que a formatura sofreu atrasos decorrentes da pandemia de Covid-19. 

Não foi informado onde os trainees serão lotados, mas a empresa, que tem sede na cidade de São Paulo, afirma que quem morar em uma cidade diferente da que sediar a vaga desejada, precisa ter disponibilidade para mudanças. O salário, também de acordo com a Bayer, é de R$ 6.900.

##RECOMENDA##

As inscrições foram abertas nesta sexta-feira (18) e podem ser feitas através do site do programa de trainee, até o dia 21 de outubro. A seleção será composta por uma jornada on-line, dinâmica de grupo virtual, um encontro preparatório para a última etapa e pelo chamado “Bayer Day”, composto por uma roda de conversa com profissionais da empresa, painel de negócios e entrevista final. 

A admissão dos candidatos selecionados será realizada nos meses de dezembro de 2020 e janeiro de 2021. Entre os benefícios oferecidos pela empresa aos trainees, estão assistência médica e odontológica, transporte, restaurante no local de trabalho, seguro de vida, previdência privada, subsídio a medicamentos, academia, incentivos à qualidade de vida, Conte Comigo (assistência psicológica, consultoria jurídica e financeira) e CoopBayer (Cooperativa que tem como objetivo a educação financeira dos colaboradores). 

LeiaJá também

--> Com muitos currículos, Novo Atacarejo encerra inscrições

A primeira loja do Novo Atacarejo, localizada no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife, lançou uma seleção com inscrições que iriam até o dia 25 de setembro. Porém, devido à grande quantidade de candidatos inscritos, a rede antecipou para esta quinta-feira (17) o prazo final para o recebimento dos currículos.

Ao todo, o processo seletivo que visa contratar 484 profissionais, recebeu, segundo a Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo (STQE), da Prefeitura do Recife, 61.198 currículos, até o dia 15 deste mês. “Tivemos uma grande quantidade de interessados e entendemos que a quantidade recebida é suficiente para fazer análise curricular e seguir com as demais etapas do processo”, explicou a coordenadora de marketing da rede, Jéssica Almeida.

##RECOMENDA##

Os currículos passarão por uma triagem feita pela equipe da Agência de Emprego do Recife, que avaliará os candidatos de acordo com o perfil profissional e encaminhará à empresa uma lista com até 2 mil nomes. A partir daí, os profissionais passarão por uma entrevista presencial com o setor de Recursos Humanos (RH) que contratará ou formará o banco de talentos.

Com cerca de 6 mil metros quadrados de área de vendas, 38 caixas e um estacionamento com 500 vagas, o Novo Atacarejo funcionará na Avenida General San Martin, 1449, de esquina com a Avenida Abdias de Carvalho. Serviços de açougue, frios, padaria com produção própria e a comercialização de 9 mil itens fazem parte do projeto comercial do supermercado. As atividades estão previstas para iniciar em dezembro deste ano.

Nesta sexta-feira (18), a Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq) comunicou que as agências do Trabalho de Pernambuco voltarão a oferecer intermediação de mão de obra. Os serviços serão oferecidos a partir do dia 21 de setembro, mediante a um agendamento antecipado pelo Portal PE Cidadão.

Dentre as 29 agências do Estado, apenas 22 irão oferecer 540 vagas de intermediação. Enquanto isso, 555 vagas serão destinadas especificamente para os profissionais que precisam dar entrada no seguro desemprego, que desde o início da pandemia tem sido oferecido pelas agências.

##RECOMENDA##

Entre essas agências, a unidade localizada na Rua da Aurora, na área central do Recife, também oferecerá o serviço de intermediação de 50 vagas para o público geral e dez para o jovem aprendiz.

Segundo nota à imprensa, e de acordo com o secretário do Seteq Alberes Lopes, não é possível oferecer o mesmo volume de vagas de empregos nas agências, dada a pandemia da Covid-19. Essa foi uma das medidas adotadas para evitar aglomerações nas unidades. No entanto, as ofertas de vagas serão regularizadas em breve.

Vale ressaltar a importância dos agendamentos e a procura das agências de emprego no município em que o trabalhador reside. Além do Portal Cidadão, o agendamento ou buscar por mais informações podem ser feitos pelo site do Seteq.

Para quem está procurando uma recolocação, um estágio ou seu primeiro emprego, conseguir um convite para novas etapas de um processo de seleção é um passo importante e animador. Essa fase depende, em grande parte, de como é feita a primeira apresentação do candidato à vaga no momento de registrar a sua candidatura.

Nos processos seletivos mais modernos - especialmente durante a pandemia da Covid-19, que aumentou o número de seleções 100% on-line -, os profissionais podem se deparar com diversas solicitações feitas pelas empresas para ajudar a conhecer melhor cada candidato, para além do tradicional currículo. Um exemplo dessa nova realidade são as cartas de apresentação, elemento desconhecido por alguns profissionais, mas que têm espaço em processos seletivos com o tempo.

##RECOMENDA##

Segundo a analista de recursos humanos da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau, Rafaella Vieira Schettini, as cartas são documentos “com um breve resumo das habilidades, competências e experiências de um candidato que deseja concorrer a uma vaga de emprego". Ela complementa: "Geralmente ela é enviada junto do currículo do candidato e deve ser elaborada de forma sucinta, pois tem a finalidade de agilizar o processo seletivo”. 

A finalidade de solicitar cartas de apresentação, segundo Rafaella, é ajudar a pessoa que está avaliando os candidatos à vaga. “Através do envio das cartas de apresentação, o recrutador consegue conhecer melhor o candidato e assim filtrar o perfil desejado com mais agilidade, pois ele consegue analisar de forma mais rápida se o mesmo possui as habilidades, competências e vivências necessárias para a vaga. Trata-se de um grande facilitador no processo de triagem”, explica a analista de RH. 

Ikla Lima Cavalcante, 29, é psicóloga especializada em Neuropsicologia, mestre em Neurociência Cognitiva e Comportamento, bem como é professora do curso de psicologia da UNINASSAU. Ela explica que é importante os profissionais que buscam vagas estarem atentos à elaboração de cartas de motivação, pois essa forma de seleção, embora ainda seja novidade, vem se tornando mais comum. “É um pouco recente, mas que vem sendo cada vez mais implementada pelas empresas”, argumenta.

Entre as dicas para ter sucesso na elaboração de uma boa carta de apresentação que potencialize as chances de contratação, Ikla chama atenção para a boa escrita com uso correto da norma culta, além da premissa básica de todas as maneiras que um profissional tem para se apresentar em um processo seletivo: a sinceridade. 

“A primeira dica seria fale a verdade. Não adianta tentar criar um perfil que não existe. Ser sincero e verdadeiro tem suas vantagens. A segunda dica seria a de muito cuidado com a escrita, atentar sempre para a escrita correta. E a terceira dica seria a conte suas experiências numa perspectiva de apresentação/exposição e nunca numa atitude pretensiosa”, diz a professora. 

No que diz respeito à estrutura da carta, o consultor em recursos humanos e coordenador de treinamentos na Blackbelt It Solutions, Jessé Barbosa de Araújo, explica que ela deve trazer “um resumo das informações dos candidatos, bem como, a capacidade de ser sucinto, objetivo e direto” e também “não devem ultrapassar 15 linhas, ou seja, 3 parágrafos”. 

Entre os elementos que devem estar presentes no texto, Jessé cita o nome da empresa a quem se destina a carta, nome e idade do candidato(a), sua formação acadêmica, principais competências técnicas alinhadas a vaga, características comportamentais que estejam alinhadas ao FIT Cultural ( valores e atributos da cultura organizacional) da empresa e experiências profissionais que contribuíram para a carreira e fomentam expertise na área à qual se está concorrendo. 

Jessé também recomenda que os candidatos evitem o uso de gírias ou de um tom muito intimista na escrita da carta ao descrever a si mesmo(a). “A maioria das pessoas tendem a ter dificuldade no momento de construir uma carta de apresentação, pois falar de si na segunda pessoa exige uma capacidade de auto conhecimento. Tente focar nas competências, naquilo que a empresa está exigindo da vaga, assim haverá maiores chances de ser chamado para a entrevista. Atente-se na forma da escrita, evite gírias ou um texto muito intimista como se conhecesse a pessoa. Seja cordial”, recomenda o especialista.

A empresa pernambucana de tecnologia 'Pitang Agile IT' está com 15 vagas de emprego abertas para profissionais da área de tecnologia da informação. Quem deseja se candidatar deve cadastrar seu currículo no site da companhia.

Há oportunidades para cargos de desenvolvedor de back end, cloud architect, desenvolvedor node sênior, front end junior, engenheiro de testes, entre outros. Além disso, a empresa está ofertando vagas para trabalhos presenciais, em Recife e São Paulo, além do modelo home office.

##RECOMENDA##

As remunerações e a jornada de trabalho não foram divulgadas. Confira mais detalhes por meio do site da empresa.

O município de Bonito, no Agreste de Pernambuco, vai gerar cerca de dois mil novos empregos. O motivo é a autorização da construção de uma unidade da multinacional de origem japonesa Yazaki. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17), pela assessoria de imprensa do Governo de Pernambuco.

A empresa, especializada na produção de chicotes automotivos e outros componentes, como displays, dispositivos eletrônicos e instrumentos, integrará integrando o conjunto de fornecedores da fábrica da Jeep em Goiana, na Zona da Mata Norte. O investimento na nova planta é de R$ 60 milhões.

##RECOMENDA##

“Bonito hoje, com certeza, entra em uma nova etapa com a chegada dessa empresa, que vai compor o polo automotivo de Pernambuco. Um grupo com o porte da Yazaki, que tem uma experiência mundial na fabricação de componentes eletrônicos, vai dar uma nova visão, uma visão da economia do futuro, da mão de obra qualificada, de realmente fazer diferença na qualidade de vida e no crescimento profissional das pessoas daqui do Agreste. Bonito vai ser uma referência para a região a partir do momento em que chega uma empresa desse porte, de um ramo novo”, afirmou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa.

O empreendimento, de acordo com as informações liberadas, será erguido em um terreno de dez hectares, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes de Alencar. A unidade terá 21 mil metros quadrados de área construída e suas instalações utilizarão os mesmos modelos da unidade de Sergipe, que é composta por mais de 90% de trabalhadores locais. A previsão é que a fábrica inicie as operações em junho de 2021.

“Como Yazaki, nossa missão junto às comunidades é ser uma empresa comprometida com o mundo e necessária à sociedade. A fábrica de Bonito vem para reforçar esse propósito. Estamos fazendo um investimento milionário na região, com a certeza de que vamos modificar positivamente o futuro desta cidade e contribuir para que, a partir das atividades da Yazaki, novas oportunidades sejam geradas”,disse o presidente da Yazaki  Mercosul, Lázaro Figueiredo, segundo a assessoria de imprensa do Governo do Estado.

De acordo com a nota, a Yazaki já possui contrato e integra a cadeia de suprimentos da Fiat Chrysler Automobiles e poderá gerar até 2023 mais de nove mil empregos diretos. “É uma oportunidade de investimento muito importante. Bonito abraçou a proposta da Yazaki e, em pouco tempo, estaremos iniciando as obras. Em breve, vamos fazer a inauguração e gerar essas oportunidades de emprego para a população aqui da região”, disse o secretrário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

Desde que a Fiat Chrysler inaugurou suas instalações em Goiana, em abril de 2015, já foram atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados e geradas mais de 13,6 mil vagas formais no mercado de trabalho pernambucano. Atualmente, há cerca de 120 empresas instaladas e atuando, de forma direta ou indireta, no setor automotivo.

Até este mês, foram aprovados mais de 180 novos projetos de implantação ou expansão de indústrias, centrais de distribuição e importadoras em solo pernambucano. Segundo informações, a perspectiva é de geração de 26,2 mil novos empregos.

Ao todo, foram 130 novos projetos anunciados em 2019, totalizando quase R$ 15 bilhões em investimentos e uma perspectiva de gerar 22 mil postos de trabalho diretos em todo o Estado. Em 2020, foram 51 novos projetos atraídos e a projeção é de que sejam geradas 4,2 mil vagas de emprego com carteira assinada.

Nesta quinta-feira (17), a rede varejista de eletrônicos e móveis 'Magalu' divulgou a inauguração de um centro de distribuição (CD), localizado em Duque de Caxias, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, que ocorrerá ainda neste ano. Com abertura do CD, serão oferecidas 300 vagas de empregos na região. Além dessa oportunidade, a empresa pretende criar mais 100 vagas de empregos indiretos, com o objetivo de estimular a economia local. 

Interessados poderão candidatar-se às oportunidades por meio do site Carreiras Magazine Luiza. De acordo com nota à imprensa, a proposta do centro de distribuição é agilizar as entregas e baratear os processos de e-commerce. Além disso, vendedores locais poderão enviar seus produtos através do serviço da ‘Magalu Entregas’.

##RECOMENDA##

Para Luís Fernando Kfouri, diretor de logística do Magalu, entrar no Rio de Janeiro sempre foi um sonho da rede varejista. A empresa entende que “sua chegada no Rio ajuda na estratégia da empresa de se tornar no sistema operacional do varejo brasileiro”.

No site do processo seletivo, os candidatos podem consultar os critérios exigidos pelas vagas e os detalhes das etapas do processo seletivo. A companhia não revelou os valores dos salários.

A Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) condenou o Banco do Nordeste do Brasil S/A a pagar indenização por dano moral coletivo, no valor de R$ 200 mil, pela contratação irregular de estagiários.

De acordo com o desembargador Eridson João Fernandes Medeiros, relator do processo no Tribunal, a instituição financeira agia “em total descompasso com a legislação, utilizando o estágio como forma de substituir empregados, implicando sério prejuízo à atividade educacional”. A decisão manteve julgamento anterior da 6ª Vara do Trabalho de Natal em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

##RECOMENDA##

A fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, realizada em 19 agências no Estado, constatou a utilização dos estagiários para o trabalho rotineiro do banco, em atividades sem relação com a natureza dos cursos universitários. “Não havia complementação da formação escolar, pois os estagiários eram meramente inseridos no modo de produção da agência bancária, contribuindo para o alcance de suas metas”, destacou o desembargador Eridson Medeiros. Isso, nas palavras do magistrado, “sem nenhum compromisso com a apreensão das noções práticas acerca da teoria desenvolvida na universidade, o que corrobora com a total desnaturação desses contratos”.

Além da indenização de R$ 200 mil, a decisão determinou ainda que o Banco do Nordeste deixe de continuar com a contratação irregular de estagiários, sob pena de uma aplicação de multa de R$ 10 mil mensais. Os valores da indenização e da multa, caso esta seja aplicada, devem ser destinados à Caixa Escolar da Escola Estadual da Casa do Menor Trabalhador. A decisão da Segunda Turma do TRT-RN foi por unanimidade quanto ao mérito. O número do processo é o 0000739-18.2018.5.21.0006.

Da assessoria do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região - Rio Grande do Norte

De acordo com um levantamento feito pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), o Brasil perdeu mais de 7,8 milhões de postos de trabalho no primeiro semestre de 2020. Pela primeira vez na história, menos da metade da população com idade para trabalhar tem ocupado uma vaga no mercado. O dado é um reflexo da crise do coronavírus (Covid-19), que afetou diversos segmentos.

As principais áreas afetadas são aquelas que exigem que as pessoas saíam de casa. "O isolamento afetou áreas como alimentação, moda, varejo tradicional, construção civil, beleza, feiras livres, indústria de eletroeletrônicos, logística e transporte, serviços educacionais presenciais, cinema, teatro e turismo", relata a consultora de RH e especialista em gestão de pessoas e liderança Dilza Taranto.

##RECOMENDA##

Apesar dos impactos causados pela crise, uma lenta recuperação se inicia. Porém, o perfil de trabalho e consumo mudou. "Alguns exemplos são a manutenção parcial do trabalho em home office, o consumo de produtos sustentáveis e o consumo minimalista, reconfiguração do comércio e maior qualidade de vida", aponta a consultora. Segundo ela, o atual cenário exige inovação por parte daqueles que estão no mercado, além de aliar o modelo de negócio com as evoluções tecnológicas.

O cenário de pandemia também requer criatividade por parte do empreendedor, e muitos trabalhadores vão precisar se adaptar às novas tendências do mercado. "É preciso que cada empreendedor questione, repense seu negócio, crie formas alternativas de produtos, serviços e entregas de maneira que ele sobreviva à crise", afirma Dilza.

O processo seletivo para a primeira loja da rede Novo Atacarejo, a ser instalada no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife, já registra números expressivos de interessados nas vagas de emprego. Ao LeiaJá, a assessoria de imprensa da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo (STQE), da Prefeitura do Recife, responsável pela primeira triagem dos candidatos, revelou a quantidade de currículos recebidos até a última sexta-feira (11): 61.198.

Desde o dia 10 deste mês, início do recebimento, do total de currículos registrados, 1.643 foram entregues presencialmente no Centro Comunitário da Paz (Compaz), localizado na Avenida Geral San Martin, 1208, no bairro do Cordeiro, no Recife, de esquina com a Avenida Abdias de Carvalho. Os outros 59.555 foram enviados para o e-mail agencia.emprego@recife.pe.gov.br. O envio pode ser feito até 25 de setembro.

##RECOMENDA##

Ao todo, a seleção oferece 484 vagas para diversos cargos, tais como caixa, estoquista, embalador, açougueiro e operador de empilhadeira. A Agência de Emprego do Recife fará a triagem e, posteriormente, direcionará 2 mil currículos ao Novo Atacarejo, que ficará responsável pelo restante do processo seletivo.

“Para concorrer, os candidatos devem ser moradores do Recife, ter mais de 18 anos e Ensino Médio completo. O processo seletivo tem o objetivo de preencher todo o quadro funcional da nova loja, que deve ser inaugurada em dezembro deste ano. A empresa não exige experiência para cargos de nível operacional, como caixa, estoquista e embalador. É importante ter formação para os cargos de nível técnico, como açougueiro e operador de empilhadeira, e exige-se experiência para funções de liderança, como gerente e encarregado”, informou a Prefeitura do Recife.

O secretário de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo do Recife, Antônio Júnior, orienta que os currículos devem ser enviados via e-mail para garantir a comodidade dos candidatos. “Só em último caso, quando a pessoa realmente não tiver opção de acesso à Internet, deve-se comparecer ao Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, para entregar o documento presencialmente”, destaca, conforme informações da assessoria de imprensa.

A entrega presencial ocorre das 8h às 13h, também até 25 de setembro. No processo, há testagem de temperatura, aplicação de álcool gel, distanciamento obrigatório e uso de máscaras, como forma de combate à Covid-19. “Ninguém precisa se apressar, pois não haverá nenhum tipo de vantagem para quem entregar o documento antes. Por comodidade e segurança, recomendamos que todos usem o e-mail”, diz o secretário.

Com cerca de 6 mil metros quadrados de área de vendas, 38 caixas e um estacionamento com 500 vagas, o Novo Atacarejo funcionará na Avenida General San Martin, 1449, de esquina com a Avenida Abdias de Carvalho. Serviços de açougue, frios, padaria com produção própria e a comercialização de 9 mil itens fazem parte do projeto comercial do supermercado. As atividades estão previstas para iniciar em dezembro deste ano.

“Deveremos abrir 15 lojas em Pernambuco até 2023. Já estão em funcionamento as unidades de Carpina, Vitória de Santo Antão e Arcoverde. Até o final do ano, serão inauguradas as lojas de Santa Cruz do Capibaribe e do Recife”, adianta a coordenadora de marketing da empresa, Jessica Almeida. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (81) 3355-2922 e (81) 99249-9570.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) promoverá, nos dias 16 e 17 de setembro, das 14h às 17h e das 18h às 21h, a primeira edição da feira de profissões on-line e gratuita que visa apresentar os cursos técnicos e pós-técnicos oferecidos pela instituição. Interessados poderão assistir através do canal Senai Pernambuco.

O evento contará com a participação de especialistas do Senai Pernambuco e convidados do segmento produtivo pernambucano, nos quais abordarão, em lives, temas como mercado de trabalho e estágio, cases de sucesso e as formações profissionais que serão demandadas pelas indústrias do Estado nos próximos anos. Entre as áreas tecnológicas que serão abordadas, estão inclusas Mecatrônica, Automação Industrial, Climatização e Refrigeração, Plástico e Química.

##RECOMENDA##

De acordo com a diretora de Educação do Senai Pernambuco, Carla Abigail, as profissões técnicas serão importantes para o desenvolvimento do Estado neste período pós-pandemia, porque são focadas na prática que o mercado de trabalho exige. Hoje, os cursos técnicos da instituição apresentam taxa de empregabilidade média de 78,1%.

“Os cursos do Senai-PE estão voltados para atender às necessidades identificadas pelo Mapa do Trabalho, que levantou as profissões que serão mais demandadas pela indústria até 2023. Estamos atentos ao futuro do mercado do trabalho”, destacou, em nota, a diretora.

O Plano Sempre de Assistência Funeral, empresa do Grupo Vila, está com inscrições abertas para 11 vagas de emprego para atuação em Pernambuco. As oportunidades são para o cargo de vendedor e quem deseja concorrer a uma das vagas deve cadastrar o currículo no site da empresa.

Para participar da seleção, os candidatos devem atender a alguns requisitos, como ter o ensino médio completo e experiência com venda consultiva. Conforme a companhia, quem tiver um perfil proativo, determinado e resiliente, além de iniciativa e persistência, tem mais chances de ser contratado.

##RECOMENDA##

Efetivados, os profissionais terão uma remuneração "compatível com o mercado" e outros benefícios como vale alimentação ou vale refeição, carro corporativo e auxílio educação (conforme política vigente).

Mais informações podem ser obtidas através do site de vagas da empresa. O Plano Sempre fica localizado na Avenida Norte Miguel Arraes de Alencar, 5027, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife.

Em meio a alta de desempregados no País, a empresa Sodexo abriu 201 vagas de empregos destinadas a profissionais de todos os níveis de escolaridade. Os interessados poderão candidatar-se através do perfil da multinacional no site da InfoJobs 

Dentre os mais de 100 serviços oferecidos pela empresa, há vagas para estoquista, assistente administrativo, técnico de segurança do trabalho, além de postos de trabalho no setor hospitalar, analista de recursos humanos, dentre outras. Não há prazo de encerramento para envio dos currículos, segundo publicado pela Sodexo. 

##RECOMENDA##

As vagas são voltadas para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Minas Gerais. Os contratados poderão receber salários de R$ 946 a R$ 4. 446, a depender do cargos assumido.

Em Pernambuco, a Secretaria de Administração, em parceria com a Secretaria de Políticas Públicas de Prevenção à Violência e às Drogas (SPVD), anunciaram, nesta sexta-feira (11), um novo processo seletivo destinado à contratação de 79 profissionais com nível superior. As inscrições começarão a partir do dia 14 de setembro por meio do site da banca organizadora da seleção.

Há oportunidades disponíveis para os cargos de articulador de difusão social, articulador de políticas públicas integradas, articulador do sistema de controle social, articulador de tecnologia da informação, assistente administrativo, entre outros. Para confirmar a inscrição, a seleção está cobrando uma taxa no valor de R$ 25.

##RECOMENDA##

Os candidatos passarão por um processo seletivo composto pela avaliação curricular, comprovação de títulos e experiência profissional. Ao serem efetivados, os profissionais trabalharão 44 horas semanais e terão uma remuneração que varia de R$ 2.200 a R$ 3.200, a depender do cargo escolhido. Confira mais detalhes através do edital da seleção.

Suspensão de contratos. Redução salarial. Desligamentos. Esses fatos estão sendo comuns durante o período de crise econômica brasileira em meio à pandemia do novo coronavírus. Até junho deste ano, a taxa de desemprego subiu para 13,3% no País, segundo informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Essa taxa ganha proporções maiores quando há um recorte regional. No Nordeste, há uma estimativa de 34,1% de pessoas desempregadas no primeiro trimestre de 2020. Enquanto isso, Pernambuco conta 13,5% de pessoas desocupadas até julho deste ano, ou seja, sem nenhum tipo de trabalho. Os dados são do IBGE.

##RECOMENDA##

“As empresas, com a pandemia e com a crise, não têm pra quem vender [produtos ou serviços]; elas têm um comprometimento com sua receita e terá que honrar com seus custos fixos”, analisa o economista Daniel Campelo. “Um desses custos é justamente com mão de obra. Uma empresa despreparada, por exemplo, ela corta mão de obra e assim corta custos”, completa.

De acordo com Daniel, os dados econômicos apontam que, “durante a pandemia, as empresas, de forma geral, têm dado uma segurada nas promoções e nos aumentos salariais dada a inconsistência do mercado financeiro e do consumidor”. Apesar dessa movimentação desfavorável, há alento para alguns trabalhadores como Mercedes Nayara, 20 anos, que foi promovida ao cargo de analista financeiro no primeiro semestre deste ano.

“Em meados de 2019, comecei meu primeiro emprego como jovem aprendiz no cargo de aprendiz de auxiliar administrativo”, relata Mercedes. “No início de janeiro de 2020, fui contratada por tempo integral como assistente administrativo. Logo em março, entramos na pandemia e muitos colegas tiveram seus contratos suspensos, mas eu fiquei trabalhando em home office”, relembra.

Posteriormente, Mercedes alcançou a primeira promoção. “Logo após o retorno das atividades presenciais, recebi a notícia que seria promovida à analista financeira e fiquei muito feliz com a notícia, pois mesmo em tempos de pandemia, as portas para mim se abriram”, explica a analista em entrevista ao LeiaJá.

Depois disso, Mercedes conseguiu uma segunda promoção neste ano, assumindo novas responsabilidades. “Tem sido bem puxado, mexer com financeiro é uma responsabilidade muito grande”, diz a profissional.

A entrevistada é moradora da Zona Oeste do Recife, e está no quarto período do curso de enfermagem da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau. Mercedes revela que recebia em média R$ 500 como jovem aprendiz e que, agora, na nova função, esse valor praticamente triplicou.

Se comparada com a taxa de desemprego (27,1%), entre jovens brasileiros de 18 a 24 anos, a história da jovem é uma exceção diante da atual realidade frente à pandemia. O economista Daniel Campelo explica que casos como esses “podem acontecer”, mas são específicos, levando em consideração a própria reação do mercado diante da crise, resultando em um “recuo”. O especialista reitera que “a tentativa é de manter empregos”.

Tendências do mercado de trabalho

O economista reforça que as empresas que resistiram melhor à crise são as que oferecem serviços essenciais. No entanto, o especialista ressalta algumas estratégias adotadas pelas companhias, de produtos ou serviços, para manter os empregos. “Nos casos possíveis, houve a liberação da equipe para realizar o trabalho a distância, o home office”, explica o profissional.

Daniel ainda aponta que esse movimento é uma tendência que “vai apresentar nos próximos meses e anos, uma nova dinâmica para as organizações”. Com isso, o profissional ressalta que é possível observar impactos no mercado financeiro e no laboral - esse último refere-se a aqueles que oferecem força de trabalho.

A especialista em gestão, qualidade e produtividade, Lu Bazante, diz que as “organizações precisam se manter observando e avaliando os seus colaboradores, num fluxo natural da relação entre eles” e que “escolher a melhor pessoa para um cargo ou funções, é algo desafiador não apenas em período de pandemia”. Ela também explica que “se essa promoção traz consigo aumento salarial, para este momento atual, isso pode ser um alívio para aquele colaborador”.

Nesse sentido, e com as incertezas no mercado mencionadas pelo economista Daniel Campelo, Lu Bazante explica que pode haver “insegurança em muita gente e pode ser que traga como efeito secundário o aumento da competitividade dentro das organizações”. 

“A formação de um indivíduo também é muito relevante para os resultados da organização. Por isso, definir requisitos básicos e buscar pessoas que os tenham impacta sim nos resultados", acrescenta a especialista.

Para entender melhor os efeitos causados nas pessoas pós-promoções, conversamos com a psicóloga Márcia Karine Monteiro. “Hoje, você receber uma promoção é uma valorização e reconhecimento ainda maior do trabalho realizado”, diz a profissional, que também é coordenadora do curso de psicologia da UNINASSAU. Com isso, a autoestima do colaborador será elevada.

Além desse fator, a piscologa alerta sobre a importância de um clima organizacional, que deverá contribuir para o melhor desempenho desse colaborador ante as circunstância atuais. 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando