Carreiras

| Empregos

A AKQA, agência de comunicação digital e design, está com inscrições abertas para vagas de emprego destinadas a profissionais fora do eixo Rio/São Paulo. Para participar da seleção, os interessados devem se candidatar até este domingo (17) por meio de um formulário eletrônico.

A oportunidade visa selecionar, ao longo do ano, profissionais que moram fora dos grandes centros urbanos do País para integrarem durante seis meses, de forma home office, os times de estratégia, criação e atendimento/ projetos do estúdio. Conforme a agência, os interessados em serem contratados precisam ter alguma experiência em comunicação, mesmo que em fase inicial, ser proativo, comunicativo, interessado, ligado em cultura e redes sociais, estar alinhada a cultura corporativa mais informal e morar preferencialmente nas regiões Centro-Oeste, Norte, Nordeste e Sul.

##RECOMENDA##

O processo seletivo será composto por análise curricular. Ao serem contratados, os profissionais serão acompanhados por um mentor da empresa, trabalharão 40 horas semanais e ganharão remunerações no valor de R$ 2 mil, mais o auxílio-internet de R$ 200. O número de vagas não foi divulgado pela AKQA. Veja mais detalhes no site da seleção.

As Agências do Trabalho de Pernambuco já divulgaram as vagas referentes a esta quinta-feira (14). Ao total, são disponibilizadas 283 oportunidades para funções que pedem profissionais desde sem escolaridade até ensino superior. 

No Recife, há vagas para cargos como manicure, com seis meses de experiência e ensino fundamental completo; barbeiro, também com seis meses de experiência registrados na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), mas sem escolaridade requerida; e Supervisor de Carga e Descarga, também com o mesmo período de experiência exigido nas funções anteriores e ensino médio completo. Nesta última função, o salário é de R$1.620,05. Nas demais, a remuneração naõ foi informada.

##RECOMENDA##

Já em Petrolina, há oportunidades para a função de garçom, com seis meses de experiência e ensino fundamental completo; cozinheiro de restaurante, também com seis meses de experiência, mas com fundamental incompleto. Em Nazaré da Mata, a oportunidade oferecida é para Fiscal de Prevenção de Perdas, com seis meses de experiência comprovada em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Há outras vagas, oferecidas nas unidades da Agência do Trabalho de Araripina, Arcoverde, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Caruaru, Garanhuns, Goiana, Igarassu, Ipojuca, Nazaré da Mata, Paudalho, Petrolina, Recife, Salgueiro, Santa Cruz do Capibaribe, São Lourenço da Mata, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão. 

As Agências do Trabalho de Pernambuco tambpem oferecem vagas temporárias e para pessoas com deficiência. Para concorrer a uma das ofertas de emprego, é preciso fazer o agendamento no site da Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco. Veja mais detalhes no quadro de oportunidades completo desta quinta-feira (14). 

Até 22 de janeiro, a cidade de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, recebe inscrições para um processo seletivo simplificado que vai contratar 104 motoristas. Os contratados terão vínculo temporário com a prefeitura. Além dos benefícios (gratificação de R$ 212,60, vale-alimentação ou refeição de R$ 520 e vale-transporte), o salário da função é de R$ 1.749,57.

De acordo com o edital publicado no site da Prefeitura de Guarulhos, a exigência é de que todos os candidatos tenham concluído o ensino fundamental e sejam detentores da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da categoria "D". No momento da inscrição, que deverá ser feita por email, os postulantes ao cargo devem colocarem o nome completo e o cargo no campo "Assunto", além de anexar um exemplar do currículo, as fotos do RG, da CNH, do comprovante de residência e do diploma ou histórico escolar. Outro documento requisitado no ato de registro de candidatura é a certidão informativa de pontuação por infrações de trânsito emitida pelo Detran-SP ou Poupatempo, junto dos certificados solicitados no item 6.1 do edital (se necessário).

##RECOMENDA##

Para fazer a inscrição, basta encaminhar o e-mail para o endereço drhinscricao@guarulhos.sp.gov.br até 22 de janeiro. De acordo com a prefeitura, as contratações temporárias não interferem no concurso público que está em andamento na cidade e deve ter a homologação, além do chamamento dos outros motoristas participantes do certame vigente, registrados em junho de 2021.

A JUSTA Soluções Financeiras S.A  divulgou que está com 300 vagas de emprego abertas em cidades de todo o Brasil. As oportunidades são para consultores externos de vendas (especialistas de território), para a área de tecnologia na filial de Recife (PE) e áreas de back office na filial de Alphaville (SP).

As oportunidades abertas podem ser consultadas pela internet. As remunerações e benefícios variam de acordo com cada oportunidade. Porém, todos contam com auxílio transporte, refeição e saúde.  

##RECOMENDA##

“A JUSTA procura por pessoas que sejam incomuns e imparáveis, ou seja, que se destacam da maioria e tenham garra, muita vontade de aprender e principalmente, de crescer profissionalmente; isso é o que realmente importa na hora da seleção dos candidatos”, disse a empresa, segundo informações da assessoria.

O Grupo Eleva Educação, holding de educação básica, está com vagas abertas para seu Programa de Estágio 2021 destinado a estudantes de pedagogia, com previsão de conclusão de curso entre dezembro de 2021 e julho de 2022. Interessados devem se candidatar até o dia 17 de janeiro por meio do site da seleção.

O programa terá duração de um ano letivo, previsto para começar em março, e visa desenvolver as competências dos participantes em diferentes áreas da educação. As oportunidades são para atuar na área de gestão escolar nas escolas da marca espalhadas pelo Brasil.

##RECOMENDA##

Os candidatos passarão por uma seleção composta por análise curricular e teste de português. Ao serem selecionados, os estagiários trabalharão 30 horas semanais. O Grupo não informou a quantidade de vagas e nem o valor das remunerações. Confira mais detalhes por meio do site do processo seletivo.

Empresa atuante no segmento de pagamentos eletrôicos, a Cielo divulgou, nesta terça-feira (12), um balanço sobre as inscrições do seu Programa de Estágio 2021. De acordo com a companhia, 5.637 inscritos foram registrados na disputa por 58 vagas.

Na prática, segundo a Cielo, foram 97 concorrentes por vaga. “Os mais de 300 selecionados nas primeiras fases são estudantes de graduação ou tecnólogos, de qualquer curso, com formação prevista entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022. As primeiras etapas contaram com teste de fit cultural, lógica e vídeo. As próximas fases contam com dinâmicas on-line em grupo e entrevistas com o gestor da área na qual o candidato deseja atuar”, detalhou a empresa.

##RECOMENDA##

A previsão é que os aprovados comecem a trabalhar, de maneira remotada, na segunda semana de ferreiro. O estágio oferece bolsa de R$ 1.800 para estudantes no penúltino ano de curso, bem como os participantes do último ano recebem R$ 2 mil.

A Porto Seguro, empresa de soluções e seguros financeiros, está com inscrições abertas para o processo seletivo que visa contratar profissionais com nível superior para a área de Clientes e Digital. Para participar, os interessados devem se candidatar por meio do site da companhia.

Ao todo, estão sendo disponíveis 34 vagas para início imediato na matriz da empresa, localizada no bairro Campos Elísios, em São Paulo. Entre as funções ofertadas estão Scrum Master, UX/UI e UX Research, PM, PO, UX Research Lead, Analytics Lead e Teach Lead.

##RECOMENDA##

O processo seletivo será composto por testes e entrevistas com líderes da área. Ao serem selecionados, os profissionais trabalharão em home office e ganharão alguns benefícios como vale refeição e alimentação, assistências médica e odontológica, seguro de vida, entre outros.

O valor do salário não foi divulgado, mas a empresa assegura que é compatível com o mercado. Confira mais informações por meio do site da Porto Seguro.

A AES Brasil, empresa de geração de energia renovável, encerra, neste domingo (10), as inscrições para o Programa de Estágio 2021 que visa desenvolver conhecimentos, habilidades e competências dos estudantes por 24 meses. Para participar, os interessados devem se candidatar por meio do site da seleção.

A oportunidade é destinada aos estudantes de graduação dos cursos de engenharia, administração, direito, matemática, estatística, meteorologia, ciências contábeis, econômica ou de dados, com previsão de conclusão em dezembro de 2022 ou posterior. O programa exige que os candidatos tenham domínio da língua inglesa a partir do nível intermediário.

##RECOMENDA##

A seleção será composta por análise curricular e os estagiários selecionados trabalharão 30 horas semanais na cidade de São Paulo. A empresa não divulgou o número de vagas e nem o valor do salário. Confira mais detalhes através do site do processo seletivo.

A Faculdade UNINASSAU Teresina, campus Redenção, iniciou processo seletivo para formação de cadastro de reserva para docentes do curso de Direito. Os interessados devem enviar o currículo lattes, atualizado e comprovado, até a próxima terça-feira (12). Em razão das medidas de segurança contra a Covid-19, todas as avaliações serão realizadas por e-mail e pelas plataformas online Forms e Microsoft Teams.

Como requisitos para concorrer às vagas, os candidatos precisam ter título de mestre ou doutor, disponibilidade para lecionar nos turnos manhã e/ou noite, experiência mínima de três anos em docência do Ensino Superior, além de pós-graduação específica na área das disciplinas Cumprimento de sentença e execução de título extrajudicial e/ou Direito Empresarial.

##RECOMENDA##

O processo seletivo conta com três etapas: avaliação do currículo lattes; prova escrita e prova didática. Todos os testes serão avaliados por uma comissão composta por três integrantes da coordenação do curso de Direito da UNINASSAU Teresina. A contratação para a vaga será feita de acordo com a classificação obtida.

O candidato deverá enviar o Currículo Lattes para o e-mail direito.ali@uninassau.edu.br até o dia 12 de janeiro de 2021, ocasião em que será realizada análise e arquivamento no banco de dados da Instituição. Confira o edital aqui.

Da assessoria 

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) recebe, até 20 de janeiro, inscrições de professores interessados em trabalhar de modo temporário no ano letivo de 2021. De acordo com a pasta, serão contratados até 10 mil professores para atuarem de maneira presencial na rede pública de ensino paulista.

Segundo a Seduc-SP, o vínculo dos profissionais da educação deve valer até o fim do ano letivo de 2021. O processo seletivo é realizado por meio do modelo classificatório, no qual o diferencial que eleva a pontuação dos educadores escolhidos é obtido pelos títulos e pela experiência comprovada na área em que desejam atuar.

##RECOMENDA##

No ato do cadastro, a secretaria recomenda que os professores escolham as disciplinas que desejam ensinar, além de selecionarem a Delegacia de Ensino em que pretendem lecionar. Para fazer a inscrição, os docentes devem acessar o bancodetalentos.educacao.sp.gov.br.

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq) divulgou, nesta quarta-feira (6), o aplicativo SINE Fácil, que visa ajudar os trabalhadores a se cadastrarem em vagas de emprego, agendar entrevistas ou acompanhar processos seletivos. Os interessados podem baixar o aplicativo de forma gratuita no PlayStore.

Para acessar o SINE Fácil, o interessado precisa fazer o cadastro com as informações pessoais e declarar pelo menos seis objetivos profissionais para que possam se encaixar às vagas de emprego oferecidas pelas Agências. A outra opção é acessar o aplicativo pelo QR Code disponibilizado apenas nas Agências do Estado.

##RECOMENDA##

“É importante que você abra o aplicativo todos os dias para saber se há agendas de entrevistas ou acompanhar processos seletivos. Para isso, é importante preencher todas as informações pessoais sem erros e informar os objetivos que são as áreas que você pretende atuar”, explica, em nota, a Secretaria. Os trabalhadores que tiverem dificuldades com o aplicativo podem acessar o site da Seteq, onde encontram os endereços de cada agência, e agendar o horário de atendimento presencial.

Nesta quarta-feira (6), as Agências do Trabalho de Pernambuco oferecem 300 oportunidades de emprego. Por meio da internet, os candidatos podem fazer o agendamento para o atendimento presencial.

No Recife, entre as vagas disponíveis, o cargo de leiturista, profissional responsável pela leitura de consumo de energia, gás e água em residências, conta com 130 vagas. O salário previsto é de R$ 1.092 e os candidatos devem ter ensino médio completo.

##RECOMENDA##

Em Bezerros, no Agreste do Estado, a função de churrasqueiro conta com uma vaga para salário de R$ 1.342,12. Não é exigido nível de escolaridade.

As Agências ainda possuem vagas exclusivas para pessoas com deficiência. Uma delas, para o cargo de porteiro, é ofertada em Caruaru, exigindo pelo menos seis meses de experiência na função.

Confira todas as vagas e suas exigências. Veja também os endereços das unidades das Agências do Trabalho.

Os setores do serviço e do comércio iniciaram o novo ano aquecidos na capital paulista. Na primeira semana de 2021, os dois segmentos são os que mais oferecem empregos entre as 700 vagas abertas no Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (Cate).

Empresas de logística e da construção civil abriram mais de 200 vagas para o cargo de motorista. A exigência é que o profissional seja habilitado com a categoria "D" da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de ser obrigatória a apresentação do documento atualizado. Outra condição imposta pelas empregadoras é que o candidato tenha experiência no trabalho realizado com caminhão basculante. Para a função, os salários são de R$ 2 mil.

##RECOMENDA##

Já o setor do comércio abriu 90 chances de emprego para profissionais que tenham experiência mínima de seis meses no cargo de assistente de vendas. Além da prática na função, é necessário que os candidatos tenham concluído o ensino médio. A remuneração mensal varia entre R$ 1.045 e R$ 2 mil.

Em outra área do segmento de serviços, empresas que atuam no setor de limpeza também estão com vagas de emprego em aberto. São 84 chances com salários de R$ 1,2 mil. Para concorrer não é necessário ter experiência e a escolaridade mínima exigida é o ensino fundamental completo.

O processo seletivo do Cate acontece até quarta-feira (6). Os candidatos escolhidos para darem sequência ao rito de contratação serão comunicados e terão horário de comparecimento agendado para evitar aglomerações desnecessárias no posto de atendimento. Para fazer a inscrição em qualquer uma das vagas, basta acessar www.bit.ly/vagasnocate.

As Agências Estaduais do Trabalho em Pernambuco retomam, nesta segunda-feira (4), após as festividades de virada do ano, o oferecimento de oportunidades de empregos. Pela internet, os interessados devem realizar o agendamento para os atendimentos presenciais nas unidades.

Mais de 90 vagas de trabalho estão disponíveis nesta segunda-feira. No Recife, por exemplo, entre os cargos está a ocupação de costureira de peças sob encomenda, que reúne cinco oportunidades. O salário previsto é de R$ 1.300.

##RECOMENDA##

Em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado, existem quatro vagas para vendedor pracista, com exigência mínima de seis meses de experiência. Não é exigido nível de escolaridade.

Há, ainda, vagas exclusivas para pessoas com deficiência. No município de Caruaru, no Agreste, existe uma oportunidade para o cargo de servente de obras. A remuneração salarial prevista é de R$ 1.207; um semestre de experiência, no mínimo, é pedido entre os concorrentes.

Confira essas e outras oportunidades. Por meio da internet, veja os endereços das Agências do Trabalho de Pernambuco.

Termina nesta segunda-feira (4) o  período de inscrição da seleção pública simplificada da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) para contratação de 60 médicos intensivistas. O objetivo é reforçar a rede de assistência à Covid-19 das I (sede Recife), IV (Caruaru) e V (Garanhuns) Gerências Regionais de Saúde (Geres). Do total de vagas, 44 são para profissionais com atuação com o público adulto e 16 com o pediátrico. O edital está disponível no https://cutt.ly/vjrvjCI  e as inscrições devem ser realizadas no ead.saude.pe.gov.

A seleção será realizada em etapa única, por meio de avaliação curricular, de caráter classificatório e eliminatório. A carga horária de trabalho semanal é de 24 horas em um único turno ou dividida em dois plantões de 12 horas. A remuneração é de R$ 9.886 e a contratação terá duração de até seis meses, podendo ser prorrogada por até dois anos.

##RECOMENDA##

O resultado preliminar do certame será divulgado no dia 8 de janeiro. Já os recursos podem ser interpostos até as 23h59 do dia 11 de janeiro. O resultado final sairá em 13 deste mês.

MAIS CHAMAMENTOS - Na penúltima semana de dezembro de 2020, o Governo de Pernambuco autorizou a convocação de 949 profissionais aprovados em seleção pública simplificada para qualificar a rede de assistência aos pacientes com quadros suspeitos ou confirmados da Covid-19, além do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE). As vagas são de médicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, nutricionistas, biomédicos e técnicos de enfermagem, radiologia e farmácia. Os profissionais já estão sendo convocados para atuar em serviços da Região Metropolitana do Recife (RMR) – área de abrangência da I Gerência Regional de Saúde (Geres) – e também na II Geres (sede em Limoeiro), IV Geres (Caruaru), V Geres (Garanhuns) e VII Geres (Salgueiro).

*Da assessoria 

Dados divulgados no dia 23 de dezembro de 2020 pela Pesquisa Nacional por Amostra dos Domicílios Covid-19 (Pnad Covid-19), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o Brasil registrou um número recorde de desempregados da série histórica da pesquisa, iniciada em maio: 14 milhões de pessoas sem emprego, realidade que atinge mais fortemente mulheres (taxa de desemprego em 17,2% enquanto para os homens é 11,9%) e negros (pretos e pardos) com 16,85% frente a 11,5% entre os brancos. 

O desalento (índice de pessoas que desistiram de buscar emprego) também aumentou, chegando ao terceiro trimestre de 2020 em 5,7% no País, segundo a Pnad Contínua. Neste cenário desanimador e com a virada do ano, resistem expectativas de trabalhadores e trabalhadoras que, em meio à pandemia de Covid-19 e com o fim do auxílio emergencial pressionando mais ainda os orçamentos familiares, buscam voltar ao mercado pela retomada do emprego com abertura de novas vagas no mercado.

##RECOMENDA##

O ano que se inicia traz boas expectativas para os especialistas no assunto, baseados nos dados de 2020. Para o economista da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE), Rafael Ramos, setores que já vêm apresentando uma melhor recuperação de empregos deverão ter destaque. 

“Tem a agropecuária, que mesmo com a pandemia e a crise econômica, continuou vendendo, exportando. A crise desvalorizou o câmbio e deu incentivo para exportar, especialmente commodities. A construção civil tem saldo positivo [de empregos], vem crescendo impulsionada pela taxa de juros em 2%, que favorece o financiamento de imóveis. Esses dois setores provavelmente deverão ser os que mais irão contribuir para a retomada de empregos”, explica Ramos.

Apesar de a recuperação das vagas de emprego ser mais lenta que a da economia, Rafael acredita em um 2021 superior a 2020. “Se espera que a conjuntura como um todo melhore em 2021. O principal motivo é a expectativa para ter uma vacina em 2021, a gente não espera que vá haver um novo lockdown”, diz o especialista. Segundo ele, a projeção é que todos os setores tenham um resultado melhor que em 2020. “Comércio e serviços pela inovação criada esse ano, e-commerce, setores que podem ter benefícios. Creio que comércio, serviços, agropecuária, é provável sim que todos mostrem desempenho melhor. Pode não ser positivo, mas a expectativa é que o desempenho seja melhor”, afirma ele com base em dados fornecidos pela Pnad e pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mantido pela Secretaria do Trabalho, órgão que integra a pasta da Economia.

O ritmo acelerado de áreas ligadas à tecnologia como TI e e-commerce é visto com muito bons olhos pelo economista. Segundo ele, esses setores, especialmente no ramo da Tecnologia da Informação (TI), assim como o comércio eletrônico, “trazem desenvolvimento de inovação e acabam atuando na geração de emprego". "TI é serviço, mas vai atuar no comércio, agropecuária, indústria, no próprio setor de serviço. Ele vai atuar em todos os setores e acaba puxando os demais”, acrescenta.

Rafael explica que uma das razões para o otimismo em relação ao ano que se inicia é a reação em ritmo acelerado após a flexibilização de medidas restritivas que têm o objetivo de frear a contaminação pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2). Apesar disso, a retomada da empregabilidade é um processo que leva mais tempo. “É comum o emprego demorar mais. A gente vem vivendo de choques com crises em 2015 e 2016, greve de caminhoneiros, guerra comercial EUA x China e se o setor produtivo não investe rápido, com comportamento conservador do investidor no cenário incerto, a geração de emprego tem freio pelas reduções de investimentos”, explana o economista.

Apesar das boas expectativas, nem tudo está indo tão bem como poderia. André Morais, economista do Conselho Regional de Economia de Pernambuco (Corecon-PE), até faz uma previsão positiva para a geração de empregos em 2021, indicando uma melhor recuperação não apenas nos setores da construção civil e agropecuária, mas também na indústria. No entanto, mesmo ela enfrenta alguns problemas, como a dificuldade de suprir o mercado que reabriu antes que a operação industrial fosse plenamente retomada e pudesse suprir a demanda por produtos, levando até à escassez de certos ítens, como a construção civil. 

“Isso deu muito impacto na inflação, porque a gente teve a questão do auxílio-emergencial que deu um fôlego, mas quando chegar o próximo IBC-BR, a gente vai ver o impacto da restrição e retirada do auxílio. Esse é o medo da gente, porque ele [o auxílio] reduziu, mas depois de dezembro acabou. Tem muita gente desempregada, tem muita gente desalentada, aquela pessoa que já procurou tanto emprego que desanimou e já desistiu. Aí começa a ter uma migração para o autônomo, só que não é uma coisa imediata. O problema é ter gente aí que vai sofrer”, afirma o economista.

De acordo com André, os setores de serviços e comércio, que têm uma grande participação na composição do Produto Interno Bruto (PIB), são os que mais empregam e vêm enfrentando ainda muitas dificuldades para reagir devido às restrições impostas pela pandemia. Para ele, apenas a partir do momento em que houver vacinação contra a Covid-19, esses dois setores-chave para a economia vão começar a recuperar os empregos perdidos, estimulando outros segmentos.

“A grande mudança virá dos setores de comércio e serviços e eles só vão reagir como a gente imagina com a vacina. Estamos falando de dois setores que vão voltar com algo em torno de 500 mil vagas, fora o impacto que esse retorno vai ter nos outros setores. Virando 2021, eu acredito que o setor de construção civil, deve ter impacto pelo menos no curto prazo. Os outros devem continuar [contratando], porque o setor agro importou muito, se beneficiando do dólar alto. A indústria parte exporta, parte produz internamente”, analisa.

LeiaJá também

--> 2020: Pequenos negócios foram os que geraram mais empregos

--> Desemprego recorde: os setores que mais demitiram em 2020

Um levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) revelou que micro e pequenas empresas estão assumindo um papel importante na retomada dos empregos no Brasil e também na inclusão de negros no mercado de trabalho. A pesquisa foi realizada com base em dados do Novo Caged, sistema composto por informações captadas dos sistemas eSocial, do Ministério da Economia.

Segundo o Sebrae, o levantamento também demonstrou que entre pessoas negras e brancas, os negros sofreram menos com demissões. “Os trabalhadores negros têm encontrado mais vagas no mercado de trabalho do que os brancos, neste ano, tendo em vista que as empresas, sobretudo as de pequeno porte, dispensaram mais trabalhadores brancos do que negros e contrataram mais negros do que brancos”, afirmou o presidente do Sebrae, Carlos Melles, segundo informações da assessoria de comunicação do órgão.

##RECOMENDA##

Em 2020, de julho a outubro, cerca de 287 mil negros e negras foram contratados pelas micro e pequenas empresas, número 62,5% superior ao de contratação de pessoas brancas, que foi de 177 mil. Também há uma quantidade superior quando comparado às médias e grandes empresas, que no mesmo período, contrataram 223 mil negros e 61 mil brancos.

Ainda de acordo com a pesquisa, o número de pessoas brancas que sofreram com demissões foi alta, independente do porte da empresa, além disso, esse grupo sofre um saldo negativo de geração de emprego. Em contraste, em relação aos empregados negros, o saldo é positivo com 38.612 mil empregos gerados em 2020.

Devido à pandemia do novo coronavírus, as empresas tiveram que se reinventar e proporcionar aos colaboradores modelos de trabalho pouco antes explorados como home office ou o estilo híbrido (presencial e a distância). Agora, em 2021, a continuidade desses modelos tem sido pauta na maioria das organizações brasileiras.

Segundo o levantamento realizado pela empresa especializada em vale-alimentação e vale-refeição, VR Benefícios, 79% das organizações entrevistadas declararam ter adotado novas medidas de gestão de pessoas por conta da pandemia. Entre essas iniciativas implementadas, o trabalho remoto aparece em 48% das companhias.

##RECOMENDA##

O diretor executivo de Marketing e Serviços ao Trabalhador da VR Benefícios, Paulo Grigorovski, explica que os profissionais estão mais satisfeitos com o home office devido à segurança e à praticidade. "Notamos que o trabalho remoto aumentou a satisfação das pessoas inicialmente por permitir mais segurança para elas e suas famílias. Posteriormente, o engajamento e a satisfação aumentaram ainda mais com a percepção do tempo ganho na eliminação do deslocamento entre casa e trabalho", explica.

Aricleyton Freitas, coordenador de marketing da imobiliária Eduardo Feitosa, revelou que com a chegada da pandemia, ele teve que se adaptar ao trabalho em casa. Após alguns meses, voltou a trabalhar presencialmente na empresa e sentiu que precisava se readaptar novamente. Hoje, ele afirma que comparando o trabalho remoto e o presencial, o híbrido seria o mais adequado.

"Em um contexto geral, eu gostei do home office. Trabalhar em um estilo híbrido talvez. Agora trabalhar 100% home office não, não queria trabalhar nessa modalidade. Eu gosto do contato das pessoas e gosto de encontrar pessoas novas", diz o profissional.

A estagiária de marketing em uma imobiliária, Danielle Rodovalho, confirma que se sentiu mais segura trabalhando em casa, mas devido à falta de um local silencioso, foi um desafio se concentrar no serviço. Ela diz: "Para ter um desempenho mais eficiente, sem dúvidas é melhor trabalhar no escritório, principalmente no meu caso que moro com tantas pessoas em um local pequeno. Porém, agora que os casos de Covid-19 voltaram a aumentar de forma considerável, se tivesse a opção, gostaria de estar mais em home office, e quando surgisse uma pauta mais urgente, trabalhar do escritório".

Como serão as relações e os modelos de trabalho em 2021?

Para Cleyciane Paz, analista de RH do Grupo Ser Educacional, 2021 será um ano de adaptação às novas tendências e estilos de trabalho que surgiram por causa da pandemia. “Percebe-se que a transformação digital se fez presente e que tem expectativa alta de permanecer em evidência. Por isso, a partir de agora, é importantíssimo que os profissionais desenvolvam flexibilidade e busquem alinhar as suas demandas à tecnologia”, aconselha.

Ela acredita que o “novo normal” para os modelos de trabalho se caracterizará fortemente pelo estilo híbrido. “Dependendo do negócio da empresa, algumas demandas devem ser realizadas no ambiente corporativo, daí surge a tendência do formato híbrido, em que as pessoas terão as suas atividades realizadas da sua própria casa e de forma esporádica comparecerão ao ambiente corporativo para realizar atividades mais específicas", projeta.

O psicólogo organizacional e headhunter, Cleyson Monteiro, aponta que a relação dos profissionais com o trabalho home office ainda é um desafio. “As pessoas, na verdade, ainda não estão preparadas para trabalhar em home office, haja vista a dificuldade de um profissional trabalhar em casa, já que ele não tem uma internet qualificada ou uma estrutura a seu favor, e isso tem gerado um sofrimento psíquico e, principalmente, uma angústia e ansiedade que temos observado até nas clínicas psicológicas”, explica. No entanto, o headhunter afirma que nas organizações, o modelo de trabalho home office tende a se fortalecer ainda mais com o tempo.

“Mesmo sabendo que o pós-pandemia implicará em um restabelecimento das atividades presenciais, muitas atividades serão impactadas com esse novo conceito de trabalho. Eu diria que o modelo mais adequado seria o trabalho híbrido, onde as pessoas vão conciliar o trabalho em home office, mas também o trabalho presencial”, reforça.

Na visão de Edja Vasconcelos, psicóloga e gerente de Recursos Humanos (RH) da empresa GRI Brasil, o ano de 2020 fez muitos profissionais e donos de empresas refletirem sobre as formas e relações de trabalho. Para ela, “éramos muito resistentes em relação ao home office, mas a pandemia nos ensinou a tirar o melhor desse modelo de trabalho”.

A especialista afirma que em 2021 os modelos de trabalho irão variar, a depender da empresa. “As empresas mais tradicionais sempre vão optar pelo presencial porque vão preferir ver o funcionário produzindo independente do cargo; já as empresas mais modernas vão optar pelo home office, embora acredito que a maioria das organizações terão o estilo híbrido como melhor opção. Com isso, acredito sim que o home office vai ser fortalecido em 2021, que essa forma mais flexível e mais híbrida vai ser a mais utilizada no próximo ano e daqui para frente”, finaliza.

Diariamente, a curva de crescimento do novo coronavírus é detalhada pela imprensa. No mês de dezembro, o Ministério da Saúde registrou 7.318.821 casos confirmados de Covid-19 e, ao que tudo indica, o primeiro semestre de 2021 continuará com as medidas de segurança até que a vacina seja disponibilizada para toda a população. Entre os diversos prejuízos, a pandemia impactou não somente a saúde das pessoas, como também o mercado de trabalho, como afirma Kezia da Silva, psicóloga e recrutadora da indústria metalúrgica 'Expometal'.

“A pandemia trouxe um retrocesso para a economia, ocasionando desemprego e pior, o comprometimento da saúde física e mental das pessoas”, diz a especialista. Ela acrescenta: “Acredito que se continuar como está, teremos ainda mais desemprego.”

##RECOMENDA##

Para a psicóloga e recrutadora de uma indústria farmacêutica, Patricia Neves, caso a pandemia continue em 2021, alguns mercados serão afetados negativamente, outros positivamente. “Acredito que alguns setores vão se retrair, outros estão indo de encontro à crise e demonstram índices de crescimento. Um exemplo claro é o campo da saúde mental que vem com uma demanda crescente”, explica.

A analista de Recursos Humanos (RH) do Grupo Ser Educacional, Cleyciane Paz, comenta que com a chegada da pandemia, um novo cenário surgiu no mercado de trabalho. Ela aconselha que, “para garantir a sua empregabilidade, os profissionais precisarão criar estratégias para se reinventar e se adaptar a este contexto.

"É importante que o profissional entenda a nova realidade da sua área, busque se capacitar, invista em networking e busque entender e dominar as novas habilidades exigidas pelo mercado de trabalho”, elenca analista de RH. Patricia Neves também pontua como os profissionais podem se reinventar para atender às novas demandas: “Pensando em um mercado ainda mais competitivo, o profissional que entende que ele é seu maior concorrente, procura se qualificar na área que propõe atuar, investe em equilíbrio emocional e demonstra um padrão adaptativo, conquistando assim maiores chances de manter sua empregabilidade e/ou conquistá-la.”

Ao LeiaJá, a analista do Grupo Ser comenta que diante do “novo normal”, as empresas também precisam se reinventar. Para isso, segundo ela, "os profissionais de RH das corpoções estão investindo nos processos de recrutamento e seleção para que os novos contratados estejam alinhados a este novo perfil desenhado pela pandemia.”

A especialista ainda indica quais são os principais perfis e habilidades profissionais buscados pelos selecionadores; confira:

1 - Resiliência

É de extrema importância a capacidade de se reinventar diante de situações adversas; a resiliência permite que o indivíduo desenvolva habilidades e encontre soluções para superar os desafios e se adaptar às mudanças.

2 - Conhecimento tecnológico

Diante da necessidade de distanciamento social, as tecnologias foram essenciais para a continuidade dos processos neste caso. É de extrema importância que o profissional esteja atento às novas tecnologias para não ficar distante desta nova rotina virtual das empresas.

3 - Capacitação contínua

Esse processo também é chamado de recapacitação. A área de RH está cada vez mais atenta a esses profissionais que buscam continuamente desenvolver novas habilidades e novos conhecimentos que agregam em sua carreira e geram diferencial competitivo para as organizações.

4 - Empatia

A área de Recursos Humanos busca, cada vez mais, estratégias para proporcionar qualidade de vida aos seus colaboradores. Também almeja que seus novos contratados sejam profissionais sensíveis ao outro, que se colocam à disposição para apoiá-lo e que contribuem positivamente com o clima da organização.

5 - Inteligência emocional

Estamos em um momento de incerteza, medo e muita cobrança e o perfil ideal buscado pelas empresas é aquele profissional que compreende e gerencia os seus próprios sentimentos.

LeiaJá também

--> PageGroup revela profissões que estarão em alta em 2021

Em dez meses de pandemia da Covid-19, a taxa de desocupação chegou a 14,4% no terceiro trimestre, número maior em comparação com o início do ano, que registrava 10,5% de pessoas desempregadas, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas, em 2021, há expectativas de que o cenário mude para um volume maior de contratações.

Em entrevista ao LeiaJá, o secretário do Trabalho, Empregos e Qualificação de Pernambuco (Seteq), Alberes Lopes, disse que apesar do período de contratação mais forte ser no último trimestre do ano, o início de 2021 ainda estará em aquecimento para diversos setores. “Nós tivemos uma pandemia que o mundo não esperava e isso influenciou diretamente no mercado de trabalho, então, para o ano de 2021, a expectativa é que seja melhor. Até porque é um ano de esperança, será um ano em que o mercado vai reagir de uma forma diferente de 2020”, afirma o gestor.

##RECOMENDA##

Além do turismo, Lopes acrescenta outras áreas que chegam aquecidas ao Estado e que, com isso, deverão trazer mais oportunidades de empregos aos pernambucanos. "As pessoas podem se preparar para buscar empregos na indústria, no comércio, nos grandes atacados que estão vindo para Pernambuco”, afirma o gestor do Seteq-PE.

Mudanças na busca por empregos

Com a chegada da pandemia, recrutadores tiveram que mudar a forma de conhecer um candidato. O coordenador de treinamentos da Blackbelt It Solutions, Jessé Barbosa de Araújo, comenta que “o LinkedIn é uma das maiores redes de visualização profissional do mundo, então, quem abastece com todas as informações seu perfil tem maior visibilidade, pois muitos recrutadores usam essa rede para conhecer os candidatos, além de outras plataformas para seleção”.

Nesse sentido, muitos candidatos têm melhorado sua presença na web, sendo este um dos pontos de atenção para a preparação na busca por oportunidades. Dentre os profissionais, está Hingrid Oliveira, 23 anos, que está desempregada desde fevereiro deste ano. "Sempre procuro me inscrever em sites de vagas de empregos, grupos e aplicativos para acompanhar as vagas de empregos disponíveis", afirma. Perguntada sobre planos para 2021, Hingrid demonstra entusiasmo e falou sobre um roteiro para conseguir dar uma guinada na vida profissional. Ela pretende “atualizar o currículo para ficar bem apresentável nos sites de empregos, usufruir dos serviços da agência do trabalho, voltar a entregar currículos em lojas, além de adquirir outros conhecimentos".

"Quero fazer um curso de Pacote Office avançado e aprender duas línguas, inglês e francês", afirma Hingrid sobre os planos de qualificação profissional. Os planos de Hingrid entram na rota do cenário mais otimista previsto em 2021. Diante disso, resta apenas um questionamento: como se preparar para dentrar no mercado de trabalho?

Em resposta, o psicólogo e headhunter, especialista que analisa e seleciona os profissionais, Cleyson Monteiro, enfatizou que “o profissional que está procurando uma oportunidade de evolução no mercado de trabalho tem que começar a se preparar agora”. Para isso, o especialista listou algumas orientações para direcionar a preparação. Veja a seguir:

Plano de desenvolvimento de empregabilidade

Para realizar o processo, é necessário que o candidato filtre em quais empresas há interesse de trabalhar, conhecer a cultura das corporações em que tentará vaga de emprego, além de saber quais caminhos devem ser traçados para alcançar o objetivo.

Currículo adequado

Para conquistar a vaga almejada, é importante montar um currículo coerente e sem excessos, que comunique objetivamente qual a pretensão do profissional dentro da empresa, ou seja, uma apresentação que encante o recrutador.

Cadastrar o currículo em sites de emprego

Uma das ações que ganharam mais força em meio à pandemia foi a busca de empregos pela internet. O headhunter Cleyson Monteiro propõe que os profissionais não deixem de cadastrar seu currículo em sites, como Vagas.com ou LinkedIn. Assim, os recrutadores terão acesso às realizações profissionais do candidato.

Fazer um vídeo-currículo

Junto com a pandemia, aconteceram muitas atualizações nos processos de recrutamento de pessoas. Uma delas foi a necessidade de os candidatos terem um vídeo-currículo. Segundo Monteiro, essa habilidade de se comunicar por vídeo é um novo requisito para os novos profissionais. A recomendação é treinar.

Qualificação para o setor que pretende se candidatar

É indispensável manter-se atualizado, com qualificações oferecidas por agências de trabalho ou até mesmo na internet de forma gratuita. Dessa forma, os profissionais podem se destacar nessa busca por oportunidades em 2021.

Ainda há outras observações para uma preparação que agregue valor ao profissional, segundo secretário da Seteq-PE, Alberes Lopes. Dentre elas, estão uma boa aparência e vestimenta adequada para entrevista de forma remota, como tem ocorrido devido à restrição de circulação de pessoas.

Também é importante, de acordo com Lopes, não interromper o momento de fala do recrutador e não ter “fake news” no currículos, a exemplo, cursos não realizados.

O secretário ainda acrescenta que há possibilidade de qualificação e participação em seleções realizadas nas 29 unidades da Seteq-PE, distribuídas por todo o Estado de Pernambuco

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando