Cultura

| Cinema

As paródias em vídeo criadas por um brasileiro estão movimentando as redes sociais. Baseadas em campeões de bilheteria como "O Rei Leão" (1994), "Titanic" (1997) e "O Diabo Veste Prada" (2006), a edição de imagens elaborada pelo mestre em cinema Henrique Acquaviva, 35 anos, apresentam sátira e reflexão sobre o momento conturbado da política nacional.

Com o apoio de dubladores que abraçaram a ideia e a criatividade do cineasta, as imitações dos clássicos ganharam os títulos de "O Mito Leão", "Pandemic" e "O Diabo Veste Farda" em diversos canais da Internet.

##RECOMENDA##

A primeira criação de Acquaviva foi "Pandemic". Publicadas há uma semana, as versões dublada e legendada foram vistas cerca de 1,6 milhão de vezes só no Twitter. Segundo o cineasta, a ideia surgiu após assistir a outra sátira em vídeo, o "Já faz 84 anos", no canal da Ale Morais no YouTube, que usa a fala de uma personagem de Titanic para "trollar" a demora do pagamento do auxílio emergencial pelo Governo Federal.

De acordo com o criador, o fato de ser fã incondicional do filme dirigido pelo canadense James Cameron ajudou muito na inspiração, mas o insight surgiu de modo espontâneo. "Estava pronto para dormir, quando comecei a associar os personagens na cabeça, então levantei e passei a noite editando para não perder a ideia", conta. "Fiz uma versão de 5 minutos, postei no Facebook e 'viralizou' naturalmente, depois me sugeriram publicar  no Twitter e como lá teria que ser mais curto, reduzi e publiquei", acrescenta Acquaviva.

Dali em diante, a repercussão veio de diferentes personalidades dos cenários político e artístico brasileiros. "Em poucas horas, comecei a ver o vídeo repostado em canais como Sensacionalista, Mídia Ninja, a atriz Fernanda Paes Leme, a apresentadora Astrid Fontenelle, o cineasta Pablo Villaça, recebi até mensagem do deputado Tulio Gadelha (PDT-PE)", relata o criador.

Segundo ele, a participação do time de dubladores foi fundamental para o sucesso da paródia. "As dublagens foram feitas sem sair de casa, cada ator gravou do jeito que deu e funcionou porque são muito bons", ressalta.

Ainda de acordo com Acquaviva o elenco, que tem entre as dubladoras a atriz Ângela Dip, todo o trabalho é voluntário. "Todos fizeram de graça, não estamos ganhando nada com isso, é pela causa democrática", explica.

Ainda de acordo com Acquaviva, a repercussão negativa foi menor do que ele esperava e não preocuparam o cineasta. "Os poucos que criticaram foram bem agressivos, mas nada fora do esperado pois tenho uma paciência enorme de rebater com argumentos e fatos", comenta. Segundo o cineasta, um dos que poderiam ofendê-lo nas redes era um amigo que votou no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas o eleitor se arrependeu e virou inspiração para a segunda criação, "O Mito Leão".

"Foi uma atitude louvável pois errar todos erramos, o problema é não assumir e insistir no erro", realça. A paródia da animação "O Rei Leão" coloca o chefe do executivo como Scar, vilão do desenho da Disney, e relaciona o momento político do Brasil com cenários de um passado recente.

Já no terceiro vídeo do cineasta, o "Diabo Veste Farda", faz um compilado dos últimos desmandos do Governo Federal e aproveita trechos da famigerada reunião ministerial divulgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no último fim de semana.

Com o número de seguidores triplicado nas redes, o cineasta acredita que a missão está sendo bem executada. Abastecido pela criatividade e apoiado pelo time de dubladores, Acquaviva garante que o objetivo será atingido. "Estou montando o 'Gabinete do Amor' em oposição ao Gabinete do Ódio que se dedica a espalhar difamação e prejudicar opositores", complementa.

A Pixar lançou um curta de 9 minutos no serviço de streaming “Disney+”, intitulado “Out”, que apresenta pela primeira vez um personagem gay. Confira o trailer aqui

O curta-metragem conta a história de Greg, um personagem que tem dificuldades de revelar aos seus pais que é gay e, por conta disso, acaba aborrecendo o seu namorado Manuel.

##RECOMENDA##

Durante a aventura, Greg vai tentar esconder de seus pais uma foto dele com seu parceiro, porem uma mágica vai fazer com que o protagonista troque de corpo com o seu cachorro Jim.

“Out” pertence à série “SparkShorts” da Pixar, que convida animadores independentes para criar pequenos projetos. Nos últimos anos, a Disney vem inserindo pequenas representações LGBT em seus filmes. O caso mais recente foi em “Star Wars: A Ascensão Skywalker”, onde um casal gay aparece se beijando por alguns segundos. Em “Vingadores: Ultimato”, o co-diretor do filme, Joe Russo, interpreta um homem gay em uma breve participação.

Após vários anos de incerteza quanto a um sexto filme da franquia Piratas do Caribe, novas informações estão surgindo e indicam uma possível mudança no rumo da história. Segundo o portal inglês Metro, o produtor da franquia, Jerry Bruckheimer, teria alegado durante uma entrevista ao Collider que em breve entregaria o rascunho da produção para a Disney, mas que o papel de Johnny Depp como Jack Sparrow não estaria garantido.

- Estamos trabalhando em um rascunho no momento, esperamos terminá-lo em breve e entregá-lo à Disney, e espero que gostem. Nós não sabemos. Estamos trabalhando nisso há certo tempo. O que estamos desenvolvendo agora, não sabemos ao certo qual será o papel de Johnny. Então, nós vamos ter que ver.

##RECOMENDA##

De acordo com a análise do veículo, a fala de Bruckheimer pode ser vista como uma negativa de que Depp apareça no filme, ainda mais como parte central da narrativa como ocorreu nos longas anteriores. Afinal de contas, não seria possível escrever um roteiro sem ter certeza de quem seria o personagem principal.

A especulação é que a estrela do longa seja Redd, personagem ruiva que causou polêmica durante uma das atrações dos parques Disney após ser inicialmente apresentada durante um leilão de noivas, sendo vendida pelo preço mais alto. Por conta da situação machista, a Disney reformulou a atração e passou a mostrar a moça como uma destemida pirata que saqueava cidades. A situação ocorreu em 2018, e levantou boatos de que a personagem poderia substituir Sparrow nas telas.

Apesar de não haver nenhuma confirmação oficial por parte do estúdio alguns influenciadores como Daniel Richtman, que atua na área do entretenimento, afirmam que a atriz Karen Gillan, intérprete da personagem Nebulosa em Os Guardiões da Galáxia, estaria sendo cotada para viver a pirata ruiva no novo filme da franquia.

 

Prestes a estrear, sua terceira temporada, a série Dark terá novidades anunciadas em breve. Nesta segunda (25), o showtunner showrunner Baran bo Odar publicou uma imagem enigmática anunciando a chegada de novas notícias a respeito da série, o que foi suficiente para agitar os fãs. 

Na imagem, aparece a mensagem “24h”, indicando que as novidades serão reveladas nesta terça (26). No universo da série, o apocalipse se passa no dia 27 de junho de 2020, praticamente um mês após o suposto anúncio. O IMDB chegou a listar esse dia como data de estreia da nova temporada, mas sem confirmação oficial pela Netflix.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Dark é uma série alemã que começa com o desaparecimento de duas crianças. Isso leva a uma série de eventos que acontecem tanto no futuro, quanto no presente e passado de quatro famílias que vivem na mesma cidade. As duas primeiras temporadas da produção estão disponíveis na Netflix. 

O ator Jeffrey Wright, que interpretará o comissário Gordon no filme "The Batman", afirmou em entrevista para o portal THR que o longa será "a próxima evolução" do personagem criado em 1939.

Wright está trabalhando ao lado do diretor Matt Reeves e do ator Robert Pattinson, que irá interpretar o personagem-título, e comenta que estão tentando criar "algo inédito", mas que ainda tenha a essência de Batman. Os fãs também vão ficar satisfeitos com o batmóvel que, de acordo com o ator, está fidelizado com a cultura americana.

##RECOMENDA##

Para o elenco de "The Batman" também estão confirmados Andy Serkis (Alfred), Colin Farrell (Pinguim) e Zöe Kravitz (Mulher Gato). O filme foi adiado por conta da crise de coronavírus e tem seu lançamento previsto para outubro de 2021.

Durante a quarentena, muitos estão aproveitando para colocar a lista de filmes em dia. O período dentro de casa também pode servir para conhecer mais produções brasileiras. Por isso, o LeiaJá separou cinco títulos nacionais que estão disponíveis no catálogo da Netflix. Confira:

1. "O Barato de Iacanga" (2019)

##RECOMENDA##

Com referência direta ao festival Woodstock, o filme mostra os bastidores do Festival de Águas Claras, lendário evento alternativo realizado no Brasil nos anos 1970 e 1980, sob uma ideologia hippie coletiva que perpetuou na época. A obra foi dirigida e roteirizada por Thiago Mattar.

2. "Mãe Só Há Uma" (2016)

Um adolescente em meio a descobertas sexuais tem a vida virada de cabeça para baixo quando descobre ter sido roubado dos pais biológicos pela mulher que o criou. Em busca de sua família, Pierre (Naomi Nero) encontra sua verdadeira identidade. Dirigido por Anna Muylaert, o longa é vencedor de um Teddy Award, prêmio oferecido a filmes com temáticas LGBT, que analisa as obras apresentadas no Festival Internacional de Cinema de Berlim.

3. "Paraíso Perdido" (2018)

O filme trata sobre sexualidade e música brega. Odair (Lee Taylor) é contratado como segurança de uma jovem drag queen que sempre é alvo de homofóbicos, porém juntos, desenvolvem uma complexa relação. A direção é de Monique Gardenberg.

4. "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" (2014) 

Clássico adolescente, o filme aborda a perspectiva de Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, no ensino médio, e que tem sua vida conturbada após contato com o novo colega de classe, Gabriel (Fábio Audi), que desperta sentimentos confusos e nunca antes vividos por ele. A direção é Daniel Ribeiro.

5. "Branco Sai, Preto Fica" (2014)

Marcados pela violência policial, dois moradores de uma comunidade distópica são vítimas de um tiroteio em um clube de black music de Brasília. Eles se juntam a um visitante do futuro para tramar a derrubada do sistema e provar que a violência é fruto de uma sociedade repressiva. A direção e roteiro ficaram por conta de Adirley Queiroz.

 

A atriz americana Lori Loughlin se prepara para ser presa após se declarar culpada nesta sexta-feira (22) de pagar subornos para que suas duas filhas fossem admitidas na renomada Universidade do Sul da Califórnia.

Como dezenas de outros pais ricos, Loughlin, de 55 anos, atriz da série de TV "Full House" (Três é Demais) e seu marido, o designer de moda Mossimo Giannulli, 56 anos, foram acusados de conspiração por fraude bancária, conspiração para pagar subornos em programas federais e conspiração de lavagem de dinheiro em meio ao escândalo sobre subornos universitários.

##RECOMENDA##

Os dois, vestidos em cores escuras e com atitude conformada, trocaram suas declarações de inocência pela de "culpados" em uma audiência virtual com um juiz federal de Massachusetts, aceitando um acordo com os promotores que poderia aliviar significativamente suas sentenças.

A audiência foi feita pelo Zoom devido à pandemia de coronavírus que fechou os tribunais de todo o país.

Loughlin e seu marido foram acusados de pagar US$ 500.000 para garantir que suas filhas entrassem na USC como membros da equipe de competição de remo, um esporte que nunca praticaram.

O acordo é favorável aos acusados, já que se tivessem ido à julgamento e fossem declarados culpados de todos os crimes, enfrentariam uma pena máxima de 45 anos de prisão cada um.

Se o juiz federal Nathaniel Gorton aceitar suas declarações de culpa, os promotores irão arquivar algumas das acusações e recomendarão uma pena de dois meses de prisão para Loughlin e cinco para Giannulli.

O acordo também diz que Loughlin deverá pagar uma multa de US$ 150.000 e fazer 100 horas de trabalho comunitário. A sentença de seu marido será mais dura: passará cinco meses na prisão, pagará uma multa de US$ 250.000 e deverá cumprir 250 horas de serviço comunitário.

Ambos passarão dois anos em liberdade condicional após cumprirem a pena.

A sentença foi marcada para 21 de agosto.

O organizador do esquema de subornos, William "Rick" Singer, recebeu mais de US$ 25 milhões por subornar treinadores e funcionários responsáveis pelas admissões universitárias, de acordo com a promotoria. Ele se declarou culpado e coopera com as autoridades.

A atriz de "Desperate Housewives", Felicity Huffman, acusada no mesmo escândalo, se declarou culpada por pagar US$ 15.000 para que o resultado do teste de admissão universitária de sua filha fosse melhorado e passou duas semanas em um presídio da Califórnia. Foi liberada em outubro passado.

O diretor Zack Snyder confirmou na última quarta-feira (20) sua versão do filme "Liga da Justiça". A confirmação foi feita após uma live comentada do filme "Homem de Aço" (2013), que reunia fãs e o ator Henry Cavill na rede social Vero. A produção está prevista para ser lançada em 2021 no serviço de streaming HBO Max.

A princípio, Snyder comentou que não tinha controle sobre o lançamento e que se dependesse dele "já teria deixando em algum pen drive". Os fãs haviam entendido que o diretor estava negando que o lançamento aconteceria, mas, na sequência, ele revelou o banner com a confirmação do longa.

##RECOMENDA##

Snyder deixou o projeto em 2016 por conta da morte da filha. O diretor Joss Whedon assumiu as filmagens. O longa foi lançado em 2017 e rendeu US$ 657 milhões de bilheteria. O filme foi bastante criticado pelos fãs, que alegavam que muito do material original de Snyder havia sido cortado.

Na internet os fãs criaram a campanha "Release The Snyder Cut", que recebeu o apoio dos atores do filme, entre eles, Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Jason Momoa (Aquaman).

A Cinemateca Brasileira, localizada na região sul da cidade de São Paulo, pode ter nova coordenadora nos próximos dias. O Palácio do Planalto anunciou, na manhã desta quarta-feira (20), que a então secretária especial da Cultura, a atriz Regina Duarte, deixa o cargo criado pelo governo federal em Brasília e deve assumir a gerência do maior acervo cinematográfico da América Latina em breve. Mas, afinal o que é a Cinemateca?

Criada em 1946, após a dissolução do Primeiro Clube de Cinema por força da ditadura liderada por Getulio Vargas (1882-1954) no início daquela década, a Cinemateca Brasileira ostenta um acervo que guarda cerca de 30 mil obras nacionais e estrangeiras. No início dos anos 1960, o estabelecimento cultural foi convertido em fundação, para que fosse viável a manutenção de convênios com a administração pública. Só no final da década de 1970 que o local inaugurou um Centro de Operações voltado ao trabalho de documentação e pesquisa sobre a cinematografia do Brasil.

##RECOMENDA##

Apesar de ter sofrido quatro incêndios em toda a história, estima-se que o arquivo tenha cerca de um milhão de itens como fotos, roteiros, cartazes e livros, em que se preserva a história da sétima arte no país.

Devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, as visitas do público ao rico arquivo da Cinemateca Brasileira estão proibidas. Nos dias atuais, a gestão da Cinemateca é da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp). Se a atriz Regina Duarte aceitar a sugestão que chamou de "presente" dado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), ela deve assumir o lugar de Olga Futemma, servidora pública que atua como gerente do equipamento há 35 anos.

mainstream adolescente das décadas de 1980, 1990 e 2000 foram carimbados pela ideia do hedonista sonho americano. Porém, há inúmeras produções, hollywoodianas ou não, que carregam uma temática mais periférica e alternativa, levando o submundo como enredo. O LeiaJá separou cinco filmes underground para assistir na quarentena - mas assista sem ter as crianças na sala.

1. "Aos 13" (2003)

##RECOMENDA##

O relacionamento da adolescente Tracy (Evan Rachel Wood) com a mãe é colocado à prova quando ela conhece o submundo das drogas, do sexo e da criminalidade por meio da amiga, Evie (Nikki Reed), a garota mais popular da escola.

2 . "Eu, Christiane F. 13 Anos, Drogada e Prostituída" (1981)

O filme alemão, dirigido por Uli Edel, conta a biografia de Christiane (Natja Brunckhorst), uma jovem comum, que sonha em conhecer a Sound, discoteca mais badalada do momento. Ela conhece Detlev (Thomas Haustein) e começa a se aproximar das drogas e do álcool. Com o passar do tempo, a protagonista começa a se prostituir para sustentar o vício em heroína.

3 . "Kids" (1995)

Nova York é cenário para um grupo de adolescentes que usam variados tipos de drogas e quase nunca praticam sexo seguro e consciente. O hedonismo presente no grupo alternativo é profundamente explorado pelos personagens Casper (Justin Charles Pierce) e Jenny (Chloe Sevigny), uma garota soropositiva.

4. "Geração Prozac" (2001) 

O filme retrata a história real de Elisabeth Wurtzel, interpretada por Christina Ricci, uma promissora adolescente que ingressa na Universidade de Harvard para cursar jornalismo, enquanto lida com uma depressão clínica em noites de trabalho regadas a bebidas e drogas.

5. "Garotas Sem Rumo" (2005) 

O filme retrata duas jovens da classe rica, Allison (Anne Hathaway) e Emily (Bijou Phillips), que estão entediadas com a vida livre de preocupações. Elas são influenciadas pelo estilo hip-hop e se aproximam de membros da gangue da rua 16.

 

A atriz Ruby Rose anunciou nesta terça-feira (19) sua saída da série "Batwoman" (CW), em que ela interpretava a personagem-título.

Em seu comunicado à imprensa estadunidense, Ruby agradeceu aos produtores do seriado, Caroline Dries, Greg Berlanti e Sarah Schechter. "Essa não é uma decisão tomada sem pensar, já que tenho um enorme respeito pela equipe, elenco e todos os envolvidos na série em Vancouver e Los Angeles", declarou a atriz.

##RECOMENDA##

A Warner Bros Television também emitiu um comunicado agradecendo Ruby pelo seu trabalho no seriado e afirmou que a equipe já está à procura de uma nova atriz na comunidade LGBTI para interpretar a personagem.

Nenhum dos comunicados revelaram o motivo que levaram Ruby a deixar a produção.

Ruby foi escalada para interpretar a Batwoman em 2018, inicialmente para um crossover dos seriados da CW. A produção solo da heroína estreou no ano passado. A série é transmitida no Brasil pelo canal HBO e conta a história de Kate Kane, que retorna a Gotham após o seu primo, Bruce Wayne, desaparecer misteriosamente.

A cerimônia do Oscar do ano que vem pode ser adiada devido às interrupções em Hollywood provocadas pela pandemia do novo coronavírus, reportou a revista americana Variety nesta terça-feira (19).

A grande noite da indústria cinematográfica está marcada para 28 de fevereiro.

##RECOMENDA##

Mas, com os cinemas fechados, os sucessos de bilheteria adiados e as produções interrompidas, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas foi obrigada a fazer mudanças significativas nas regras.

Uma das várias fontes anônimas disse à Variety que é "provável" que a cerimônia seja adiada. Não houve, no entanto, nenhuma proposta formal ou discussão detalhada sobre a mudança ou possíveis novas datas, informou a reportagem.

A Academia não respondeu de imediato ao pedido de comentários da AFP.

No mês passado, a Academia - considerada a principal autoridade da indústria cinematográfica em Hollywood - facilitou as regras de elegibilidade, permitindo que filmes não exibidos nas telonas este ano disputem o Oscar.

Na ocasião, a entidade também alertou que "ajustes adicionais às regras da Academia, requisitos de elegibilidade e programação poderiam ser necessários".

"Como anunciado anteriormente, a cerimônia do 93º Oscar está programada para ser transmitida no domingo, 28 de fevereiro de 2021, pela ABC. Quaisquer informações atualizadas sobre a programação serão divulgadas posteriormente", afirmou o comunicado no mês passado.

Atualmente, os filmes devem ser lançados até 31 de dezembro para serem considerados no Oscar do ano seguinte, que geralmente acontece em fevereiro ou março.

Não ficou claro qual o impacto, se houver, de um atraso na cerimônia sobre as regras de elegibilidade.

O Oscar encerra com chave de ouro a temporada de premiações de filmes, que começa com o Globo de Ouro, no começo de janeiro.

Outras premiações ainda não anunciaram atrasos em suas cerimônias, embora muitas também tenham facilitado as regras de elegibilidade.

Tanto o Directors Guild of America quanto o Producers Guild of America disseram nesta terça-feira que os títulos de streaming seriam permitidos este ano.

A cerimônia do Primetime Emmys - reconhecimento da melhor programação televisiva em horário nobre nos Estados Unidos - ainda está agendada para setembro. O Daytime Emmys - referente à programação diurna - já foi substituído por um evento virtual.

Rooney Mara e Joaquin Phoenix são um dos casais mais discretos de Hollywood, e, segundo o jornal britânico Page Six, eles vão ser papais!

O tabloide publicou que Rooney estaria grávida de seis meses e que, cinco meses antes da notícia, teria sido vista com Phoenix saindo de uma clínica de fertilidade.

##RECOMENDA##

Nem Rooney, nem Joaquin, nem representantes do casal confirmaram a notícia.

Tem gente que usa filmes baseados em histórias reais para saber mais sobre determinado assunto ou personalidade. Mesmo com as liberdades criativas feitas pelos produtores e diretores, alguns desses longas são fiéis aos fatos. Outros não são, mas não deixam de ser divertidos por isso. Para quem gosta do gênero, o LeiaJá listou cinco exemplos que estão disponíveis na Netflix.

Gandhi (1982)

##RECOMENDA##

Vencedor de oito prêmios no Oscar daquele ano, incluindo Melhor Filme, Melhor Ator (Ben Kingsley) e Melhor Diretor (Richard Attenborough), o longa conta a história do líder que empregou resistência não violenta na campanha para a independência da Índia. Imperdível.

[@#video#@]

Ray (2004)

Jamie Foxx na pele do lendário cantor e pianista Ray Charles, no filme que lhe deu o Oscar de melhor ator. O elenco tem ainda Kerry Washington (Django Livre) e Terrence Howard (Homem de Ferro).

[@#podcast#@]

A Teoria de Tudo (2014)

A vida do físico Stephen Hawking, cujo papel principal deu o Oscar de Melhor Ator a Eddie Redmayne. 

La Bamba (1987)

A cinebiografia de Ritchie Valens passou a exaustão na Globo, nos anos 90, mas o público mais jovem, que não pegou essa época, pode aproveitar a internet para assisti-lo. Um bom filme sobre um grande músico. 

The Dirt - Confissões do Mötley Crüe (2019)

O filme baseado na trajetória da banda de hard rock é bem mentiroso, mas diverte quem é fã do gênero musical. Porém, tirem as crianças da sala, pois o longa é +18.

O ator e comediante Fred Willard conhecido por seus papéis cômicos em Modern Family e O Âncora faleceu nesta sexta-feira (15) aos 86 anos de idade. Segundo informações do site TMZ, o artista teria morrido enquanto dormia. 

##RECOMENDA##

O seu papel de maior sucesso recente foi o de Frank Dunphy em que interpretava o pai de Phil Dunphy na série Modern Family, que reúne três famílias e suas diversidades. Em 2010 sua participação na série resultou em uma indicação ao Primetime Emmy Award de melhor ator convidado. Em 2013 ele levou o prêmio de melhor ator por sua participação em Soap Opera The Bold and the Beautiful. Durante sua carreira foi indicado quatro vezes ao prémio

Como ator suas primeiras aparições aconteceram nos anos 70 em 'Fernwood 2 Night', Mary Hartman, entre outras séries. Recentemente o ator, de 82 anos, também atuou na série Castle. 

 

Nas próximas semanas, talvez você perceba certa movimentação entre os fãs da saga Percy Jackson e os Olimpianos. Isso porque, na última quinta-feira, dia 14, Rick Riordan anunciou que a saga será adaptada para uma série live action no Disney+!

Não é de hoje que os fãs da coleção esperam por uma nova adaptação dos livros. Desde que a Disney concluiu a aquisição da Fox, em março de 2019, o fandom pediu para que o novo estúdio desse uma chance para a história. Entre dezembro do mesmo ano e janeiro de 2020, Rick chegou a compartilhar com os fãs que estava conversando com os produtores para lutar pela adaptação.

##RECOMENDA##

Eis que, na última terça-feira, dia 12 de maio, o autor anunciou em seu Twitter que tinha uma notícia para dar aos semideuses, como são chamados os fãs da saga, mas que teria que esperar um pouco. Na quinta-feira, enfim, a revelação veio: a Disney concordou em produzir uma série baseada na história de Percy Jackson.

Em um vídeo postado nas redes sociais, Rick e sua esposa, Becky Riordan, contaram que por ora não há muitas informações, mas que compartilharão as atualizações sobre o andamento da produção assim que puderem. O autor ainda escreveu uma mensagem para os fãs no Instagram: "Ei, fãs de Percy Jackson, na última década, vocês trabalharam duro para defender uma adaptação cinematográfica fiel do mundo de Percy Jackson. Alguns de vocês até sugeriram que seria uma ótima série para o Disney +. Não poderíamos concordar mais! Não podemos dizer muito mais nesta fase, mas estamos muito empolgados com a ideia de uma série de ação ao vivo da mais alta qualidade, seguindo a história da série original de cinco livros de Percy Jackson, começando com O Ladrão de Raios na primeira temporada. Tenha certeza de que Becky e eu estaremos envolvidos pessoalmente em todos os aspectos do programa. Haverá muito mais novidades no futuro, mas, por enquanto, temos muito trabalho a fazer! Apertem os cintos, semideuses. Vai ser uma viagem fantástica e emocionante!".

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a direção do Cine PE mudou toda a logística da sua 24ª edição. O festival, que estava marcado para acontecer de 25 a 31 de maio, passa agora a ser realizado em agosto, nos dias entre 24 e 30, com novidades. Sujeito a alteração devido à disseminação da Covid-19, o evento exibirá projeções no estilo drive-in, onde as pessoas assistem filmes dentro dos carros.

Outro plano desafiador é a realização de seminários e oficinas através da internet, com intuito de conter aglomeração. A organização também prevê a divulgação de plataformas de exibições veiculadas por TV e redes sociais em breve. Em nota, o Cine PE declarou que "levará em conta algumas tendências observadas, no que tange aos aspectos da mobilização de público e suas relações possíveis com novos hábitos e costumes".

##RECOMENDA##

"O Cine PE se mostra atento às inovações que abraçam as ações virtuais, em total respeito às preferências de quem ainda não se sente seguro em participar na forma tradicional das relações sociais. Sendo assim, a partir daquele período", explica a direção do festival do audiovisual. 

O portal Animation Magazine informou na última quarta-feira (13) que o novo filme animado "Popeye" será lançado pelo estúdio King Features. Inicialmente, o longa seria distribuído pela Sony, porém o diretor Genndy Tartakovsky havia abandonado o projeto em 2016 e, até então, não havia sido divulgado mais nada a respeito da produção.

Em parceria com a King Features, Tartakovsky assumiu o projeto novamente, mas o filme ainda não possui uma previsão de lançamento. Uma prévia lançada em 2016 pode ser vista aqui:

##RECOMENDA##

A história de "Popeye" narra as aventuras de um marinheiro que ganha super força ao comer espinafre. O personagem precisa sempre se defender de seu rival, Brutos, e proteger sua namorada, Olívia Palito. Em 1980 o personagem ganhou um live-action, estrelado pelo ator Robin Williams (1951-2014).

O diretor Tartakovsky foi responsável por dirigir os filmes da franquia "Hotel Transylvania", além de criar os desenhos "Laboratório de Dexter" (1995), "Samurai Jack" (2001) e "Star Wars: Clone Wars" (2008).

Em tempos de quarentena, qualquer novidade sobre filmes ajuda a segurar a ansiedade. É o caso de Avatar, cujas filmagens foram suspensas na Nova Zelândia por conta da pandemia do novo coronavírus. Mesmo durante o período de isolamento social, o perfil oficial da franquia no Twitter tem divulgado imagens e informações sobre o segundo filme, para a felicidade dos internautas.

Nas últimas duas semanas, o perfil postou algumas fotos das capturas de cenas aquáticas de Avatar 2, sequência do filme lançado em 2001 que deve chegar aos cinemas em dezembro de 2021. Uma das imagens, postada na última quarta feira, dia 13, mostra os atores Sam Worthington, Zoe Saldana, Kate Winslet, e Cliff Curtis dando uma pequena pausa nas filmagens - dentro de um imenso tanque d'água, construído especialmente para a produção do longa!

##RECOMENDA##

No tweet, o perfil revelou:

Do set das sequências [do filme]: Zoe Saldana, Sam Worthington, Kate Winslet e Cliff Curtis dando um tempo na captura de desempenho subaquático para uma foto rápida! Curiosidade: Grande parte da captura de desempenho ocorreu neste tanque de 900 mil galões [cerca de três e 400 mil litros], construído especificamente para a sequência.

No começo do mês, a página também revelou para que servem essas dezenas de bolinhas brancas na superfície da água, que passaram a fazer muito mais sentido depois do esclarecimento:

Do set das sequências: Jim Cameron [diretor do longa] dirigindo os atores antes que eles mergulhem debaixo d'água para captura de performance. Curiosidade: Essa camada de branco na superfície da água é composta por bolas flutuantes que impedem que as luzes interfiram nas filmagens subaquáticas.

As fotos, imagens conceituais e declarações divulgadas pelo perfil indicam que o meio aquático terá grande importância no desenvolvimento da história. O filme manteve sua data de lançamento prevista para o dia 17 de dezembro de 2021, conforme afirmado pelo diretor James Cameron à revista Empire. As outras três sequências do longa confirmadas pela Disney estão previstas para dezembro de 2023, dezembro de 2025 e dezembro de 2027.

[@#video#@]

Fãs de De Volta Para o Futuro, chegou a vez de vocês! O elenco do filme se reuniu recentemente em uma videochamada comandada pelo ator Josh Gad e entregou curiosidades sobre algumas cenas do clássico. Vamos conferir algumas?

A atriz Lea Thompson, por exemplo, revelou que já tinha feito seis filmes com Christopher Lloyd, mas que em De Volta Para o Futuro, os dois mal contracenavam juntos - e só se falaram uma vez na trama! A atrista ainda entregou que gostou de interpretar a jovem Lorraine e também a Lorraine que vivia bêbada, já adulta, em uma das realidades alternativas do filme.

##RECOMENDA##

Michael J. Fox e Christoher Lloyd recriaram a cena em que Marty McFly e Doc refletem sobre o fato da mãe de Marty, no passado, estar apaixonada por ele - sem saber que ele era o seu filho, claro. Momentos depois, Michael e Lea também reproduziram o trecho em que Marty descobre que está em 1955 - e o ator ainda leva jeito para o nosso mocinho, viu?

Quer saber mais? Lloyd faz questão de soltar um Great, Scott! na metade do vídeo, mostrando que é e sempre será o nosso Doc.

Lembra da cena do trem no terceiro filme? Pois saiba que o veículo estava realmente em movimento e que a atriz Mary Steenburgen, que viveu Clara, par romântico do Doc, tocou na locomotiva enquanto cavalgava, exatamente como mostrou o longa. Já a transferência do cavalo para o trem foi realizada por um dublê. Naquela época eles não poderiam contar com efeitos especiais, né?

Ao final do vídeo, os atores se emocionam com diversos músicos que tocam a música principal do filme. Assista:

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando