Cultura

| Cinema

Ben Affleck deu uma entrevista recentemente ao Podcast Awards Chatter onde comentou que o seus três filhos com Jennifer Garner: Violet de 15 anos de idade, Seraphina de 12 anos de idade e Samuel de oito anos de idade, acabaram fazendo um pedido para o papai.

Isso mesmo, as crianças acabaram se unindo para pedir ao ator que ele aceitasse o convite para interpretar o Batman, nos cinemas. E como um grande pai coruja, Affleck acabou aceitando em nome das crianças.

##RECOMENDA##

Eu fiz o Batman por causa dos meus filhos. Queria fazer algo que meu filho adoraria. Digo, meus filhos não viram Argo.

Apesar das crianças terem gostado, as críticas do público não foram tão tranquilas para o papel do ator não. Ben ainda relembrou de um episódio que vestiu o traje para alegrar seu filho.

Usei o uniforme [do Batman] na festa de aniversário do meu filho, o que fez valer a pena cada momento de sofrimento em Liga da Justiça.

E para quem não sabe, o ator se separou de Garner desde 2017 e acabou descobrindo depois que era alcoólatra, e durante o bate papo no podcast ele acabou comentando um pouco mais sobre o assunto.

Comecei a beber muito na época de Liga da Justiça, e é uma coisa difícil de confrontar, enfrentar e lidar. Já estou sóbrio há algum tempo e sinto-me muito bem, mais saudável e melhor do que nunca. O processo de recuperação do alcoolismo foi muito instrutivo. Acho ótimo para as pessoas que não são alcoólatras, sabe? Tipo: 'seja honesto. Tenha integridade. Assuma a responsabilidade. Ajude outras pessoas'. É um bom conjunto de coisas que eles ensinam a você. Demorei um pouco para entender. Tive alguns deslizes, como a maioria das pessoas, mas me sinto muito bem.

Já em outro podcast, no do The Hollywood Reporter, Ben Affleck contou abertamente sobre o término de noivado que teve com Jennifer Lopez e quanto a mídia os perturbava enquanto eles estavam juntos, principalmente em relação a própria cantora.

As pessoas eram tão maldosas sobre ela! Eram sexistas, racistas. Essas me***s foram escritas sobre ela de uma forma que, se você escrevesse agora, seria literalmente demitido por dizer o que disse. Agora ela é renomada e respeitada pelo trabalho que fez, de onde veio e pelo conquistou, como deveria ser. Eu diria que você tem uma chance melhor, vindo do Bronx, de terminar como a Sotomayor [ministra], na Suprema Corte, do que ter a carreira de Jennifer Lopez e ser quem ela é hoje aos 51 anos de idade.

Para quem não lembra, o relacionamento dos dois era alvo de muitas críticas da imprensa na época e o ator até chegou a abrir o coração sobre isso durante a conversa. Eles namoraram em 2002 e chegaram a noivar no mesmo ano, mas o casamento acabou não acontecendo e a dupla se separou em janeiro de 2004.

Você sabe, sempre há uma história do mês e meu namoro com Jennifer Lopez era aquela história de tabloide na época em que o negócio cresceu exponencialmente.

Após a conclusão do primeiro arco do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) em "Vingadores: Ultimato" (2019), o ator Chris Evans, que viveu o herói Capitão América, aposentou o escudo. Mas informações divulgadas pelo portal Deadline, indicavam um possível retorno do ator ao personagem.

Os rumores que começaram a circular na internet apontavam que o ator retornaria para o MCU, só que não em um novo filme sobre Steve Rogers, mas em participações especiais em outras histórias.

##RECOMENDA##

Ao ser questionado pelos fãs nas redes sociais, Evans negou os rumores e publicou no Twitter que isso é uma novidade até para ele. De acordo com o que foi divulgado no Deadline, as negociações com o ator estariam apenas no começo e, por conta disso, não se sabe se o intérprete do Capitão América estava falando a verdade ou se foi uma tentativa de despistar as especulações.

Em várias entrevistas concedidas por Evans após o lançamento de "Vingadores: Ultimato", o ator deixou bem claro que não fazia mais parte do MCU.

O cineasta sul-coreano Bong Joon-ho, autor do premiado "Parasita", presidirá o júri do 78º Festival de Cinema de Veneza, que acontece de 1º a 11 de setembro, anunciaram os organizadores nesta sexta-feira.

"O diretor Bong Joon-ho presidirá o júri internacional da competição no 78º Festival Internacional de Cinema de Veneza, que premiará com o Leão de Ouro o melhor filme e outros prêmios oficiais", anunciou a Mostra em comunicado.

##RECOMENDA##

"O festival de Veneza tem uma longa história e é uma honra para mim estar associado a esta maravilhosa tradição cinematográfica", reagiu o realizador, citado na nota.

"Como presidente do júri, e acima de tudo como incorrigível cinéfilo, estou pronto para admirar e aplaudir todos os grandes filmes selecionados pelo festival. Isso me enche de alegria e de sinceras esperanças", acrescentou.

Para Alberto Barrera, diretor artístico da Mostra, o renomado diretor coreano é "hoje uma das vozes mais autênticas e originais do cinema autoral".

"Estou muito grato a ele por concordar em colocar sua paixão de cinéfilo atento, curioso e sem preconceitos a serviço do nosso festival", comentou.

A última edição do festival de Veneza foi realizada no início de setembro, como é tradicional, apesar da pandemia do coronavírus.

Não registrou nenhum contágio e teve poucos astros de Hollywood e muito cinema independente.

Bong Joon-ho, de 51 anos, vencedor com "Parasita" da Palma de Ouro no festival de cinema francês de Cannes e de quatro prêmios Oscar (melhor roteiro original, melhor filme estrangeiro, melhor diretor e melhor filme), é também o autor de "Cão Que Ladra Não Morde" (2000), "Memórias de um assassino" (2003), "Expresso do Amanhã" (2013) e "Okja" (2017).

Em dezembro do ano passado, a Warner anunciou que todos os filmes com estreia programada para 2021 seriam lançados na plataforma de streaming HBO Max simultâneo aos cinemas. Parte dessa decisão é causada pelas consequências da pandemia de coronavírus (Covid-19), que fechou parte dos exibidores físicos. O fato pode refletir em futuras tendências da indústria cinematográfica.

O anunciou trouxe de volta o debate sobre os serviços de streaming substituírem os cinemas físicos, e dividiu a opinião do público consumidor. Em recente entrevista, o ator Tom Hanks afirmou que os cinemas vão sobreviver à crise sanitária e vão voltar mais fortes do que nunca.

##RECOMENDA##

Embora serviços como Netflix, Amazon, Disney+ e Amazon Prime Video sejam opções consideráveis ao consumidor, muitos entendem o ato de ir ao cinema como uma experiência diferenciada, por conta da tela grande e da qualidade do áudio presentes nos exibidores. É o caso do criador e apresentador do portal Combo Infinito, Ariel de Souza, 35 anos, de Taboão da Serra (SP). "Sou um apaixonado por cinema. Adoro o clima e a atenção exclusiva que um filme pede enquanto estamos na sala escura com a pipoca no colo", declara.

O apresentador do portal Combo Infinito, Ariel de Souza | Foto: Arquivo Pessoal

Antes da pandemia, o cinema atingia números em bilheteria que chegavam à casa dos bilhões. "Coringa" (2019) alcançou a marca de US$ 1,074 bilhão, e o sucesso "Vingadores: Ultimato" (2019) faturou US$ 2,798 bilhões com ingressos. Por conta disso, Souza acredita que os streamings precisarão de uma estratégia para gerar renda parecida, além da tradicional assinatura. "Em um mundo sem pandemia, eu assistiria aos grandes blockbusters no cinema e aos lançamentos que eu talvez tivesse dúvidas quanto a qualidade em casa", relata Souza.

Embora seja apaixonado experiência proporcionada nos cinemas, o apresentador também destaca a comodidade de poder pausar um filme para ir ao banheiro, sem a preocupação de perder cenas, como um diferencial no streaming. "Caso as empresas decidam lançar seus filmes também em streaming, eu ficaria dividido e avaliaria caso a caso se eu estaria confortável em gastar uma grana pra sair de casa, ou se aproveitaria a comodidade de assistir ao mesmo filme na minha sala", comenta.

O designer gráfico e modelador 3D Thiago Duarte | Foto: Arquivo Pessoal

Por outro lado, o designer gráfico e modelador 3D Thiago Duarte, 34 anos, de São Paulo, acredita que, assim como as mídias de áudio CD e Vinil cederam espaço para os arquivos MP3 e armazenamentos em pen-drives e cartões de memória, os cinemas também serão substituídos pelo streaming. "Pensando no cenário de pandemia, onde fomos condicionados a manter o distanciamento social, o streaming acabou sendo impulsionado, levando parte da experiência da sala de cinema para dentro de casa", reflete.

Ao pensar em um mundo onde todos estão vacinados e imunizados, Duarte afirma que o cinema nunca foi uma atração que lhe prendia a atenção e, para ele, é muito mais confortável consumir as obras em sua residência.

A adaptação dos cinemas

Por mais que exista um debate de streaming vs cinema, nem todos analisam essas duas vertentes como competidoras, e percebem neles experiências diferentes. "O streaming é uma maneira de entretenimento para quem fica em casa, por outro lado, a sala de cinema é uma diversão coletiva, para quem quer sair”, explica André Sturm, diretor do Petra Belas Artes, em São Paulo, que durante a pandemia também passou a oferecer o serviço de streaming Petra Belas Artes à La Carte.

Na visão de Sturm, as salas de cinemas devem se preocupar em oferecer experiências que as pessoas não teriam em casa, como qualidade nos produtos oferecidos, que vão desde o atendimento, projeção do filme, ar condicionado e limpeza. "Uma pessoa quando quer sair de casa, ela vai optar entre ir ao teatro, show ou cinema. Ver uma comédia no cinema é totalmente diferente do que ver em casa, pois você gargalha junto outras pessoas", destaca.

Por conta da variedade de mídia, os produtores de filmes poderão adequar suas obras em plataformas específicas. "Haverá produções que serão feitas para o streaming, que não possuem potência para serem filmes de estreia nas salas de cinema, mas que são agradáveis de assistir nos serviços domésticos. Assim como também teremos filmes para todas as janelas", finaliza Sturm.

Depois de conquistar a televisão e as redes sociais, é a vez de Maísa explorar novas plataformas, como a Netflix. Nesta sexta (15), a atriz chega ao serviço de streaming com o filme Pai em Dobro, do qual é protagonista. A produção é uma comédia juvenil que conta, ainda, com um elenco de peso, com nomes como Eduardo Moscovis e Fafá de Belém. 

Na trama, Maísa é Vicenza, uma jovem nascida e crescida em uma comunidade hippie que viaja para a cidade grande, o Rio de Janeiro, em busca do seu pai. Lá, ela se depara com dois possíveis pretendentes, vividos por Eduardo Moscovis e Marcelo Médici, ambos com personalidades bastante distintas, e outras novidades pertinentes a uma grande metrópole. 

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O filme foi gravado no início de 2020, sendo assim, traz uma realidade bem diferente da vivenciada pelos fãs da atriz nos últimos tempos, com aglomeração, Carnaval e uma rotina normal. A comédia conta também com participação da cantora Fafá de Belém, que interpreta a Mãe Lua, avó de Vicenza.

No Twitter, rede social em que Maísa interage muito com os fãs, o público e ela própria têm compartilhado a expectativa para a estreia da produção. “O Brasil tem obrigação de valorizar o trabalho da minha prima @maisa e só a minha opinião importa”, tuitou o ator Bruno Gagliasso. 

A Cinemateca Pernambucana, da Fundação Joaquim Nabuco, divulgou o balanço de acessos ao site onde estão disponíveis 261 produções cinematográficas do Estado. Em 2020, o portal contabilizou 286.693 visitas. No ano anterior, a marca foi de 38.928. Ou seja, um aumento de 736,46% nos acessos. Para a coordenadora do Cinema da Fundação e Cinemateca Pernambucana, Ana Farache, os números atestam a importância de disponibilizar as produções para o acesso virtual, sobretudo na pandemia. “Com o distanciamento social e fechamento das salas de cinema, os acessos diários foram tão grandes que dobramos nosso link para melhor atender ao público”, revela.

De acordo com Ana Farache, novos títulos foram adicionados à plataforma no último ano. “Muitos diretores chegaram a disponibilizar mais filmes para serem assistidos online no portal.” Depois de Pernambuco, onde houve a concentração de 59% dos acessos, São Paulo (10,53%), Rio de Janeiro (5,57%), Bahia (3,40%), Minas Gerais (2,94%), Ceará (2,70%), Paraíba (2,43%), Rio Grande do Norte (2,31%), Distrito Federal (1,99%) e Rio Grande do Sul (1,40%)  foram os estados brasileiros com o maior percentual de engajamento. O balanço revelou ainda que 1,98% dos acessos foram realizados dos Estados Unidos. Portugal (0,71%), França (0,43%) e Argentina (0,31%) também visitaram o acervo do cinema pernambucano.

##RECOMENDA##

Recorde, o dia 31 de março reservou 21.376 dos acessos totais. Na data, obras que até então só poderiam ser conferidas no espaço foram liberadas para o acesso remoto. Em seguida, os períodos de 20 de maio a 19 de junho, 26 a 30 de julho e 4 a 6 de novembro conservam uma média de mais de mil acessos diários. Para os monitores da Cinemateca Pernambucana, o reforço das mídias sociais e o monitoramento do sistema de streaming contribuíram para a marca. “Toda a cadeia produtiva sai mais fortalecida com essa propagação ampla de um cinema que já é reconhecido mundialmente como de grande valor estético e sócio-cultural, além de ser inspiração para novos realizadores”, celebra a coordenadora da Cinemateca Pernambucana.

Dentre as produções, os sucessos de audiência tratam de aspectos profundos desses Brasis, como os dramas A História da Eternidade (7.203 acessos), de Camilo Cavalcante, ambientado no Sertão; e Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (2.688), de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz, que fala das solidões. Mas não foram apenas as ficções que renderam cliques, o documental O Silêncio da Noite É Que Tem Sido Testemunha das Minhas Amarguras (4.092), de Petrônio Lorena, investiga a poesia do Pajeú e também foi campeão de acessos. O remake da comédia O Auto da Compadecida (2.770), de Guel Arraes, adaptado para o público surdo, e o curta-metragem A Arte de Ser Profano (3.079), de Fernando Spencer, completam o ranking.

Cinemateca Pernambucana

Inaugurada em 2018, a Cinemateca Pernambucana funciona no Campus Gilberto Freyre, da Fundaj, em Casa Forte, na Zona Norte do Recife. Quase 300 filmes, entre curtas e longas-metragem, podem ser conferidos no acervo do espaço. São produções que datam desde 1924 até os dias atuais.

A Cinemateca se constitui, também, como centro avançado de estudos e pesquisas na área do cinema. “Coletar, catalogar, preservar, difundir, estudar, pesquisar e ressignificar as obras. Essas são as responsabilidades de uma cinemateca. Sem esquecer que a história dos filmes do passado fortalece e expande a nova produção audiovisual”, defende Ana Farache. Confira as produções em cinematecapernambucana.com.br

 

*Via assessoria de imprensa

Taylor Simone Ledward, cantora e viúva do ator Chadwick Boseman, se emocionou ao agradecer pela homenagem póstuma que o astro do filme Pantera Negra recebeu no Gotham Awards 2021. Em um vídeo, ela falou sobre como se sente honrada em receber o prêmio em nome do marido, que morreu em agosto de 2020, aos 43 anos de idade, após uma batalha contra um câncer no cólon.

"É uma honra receber esse prêmio em nome do meu marido, um reconhecimento não apenas de seu profundo trabalho, mas de seu impacto nesta indústria e neste mundo. [...] Ele foi a pessoa mais honesta que eu já conheci. Ele procurou ativamente por isso, em si mesmo, nas pessoas ao seu redor e no momento em que viveu", disse Taylor em trecho do vídeo.

##RECOMENDA##

Ela ainda deixou uma mensagem para o marido e apareceu visivelmente emocionada: "Chad, obrigada. Eu te amo. Estou muito orgulhosa de você. Continue nos iluminando. Obrigada".

Os dois estavam juntos desde 2015 e essa foi a primeira vez que Taylor se pronunciou desde a morte do companheiro.

Anitta está prestes a brilhar nas telas dos cinemas. De acordo com o jornal carioca Extra, a 'poderosa' recebeu convite para atuar em um filme que conta a própria história. A publicação afirma que a história do longa-metragem poderá ter a artista como a protagonista.

Anitta já estaria investindo durante a pandemia em aulas de interpretação, mas não se sabe ao certo se os estudos teriam a ver com o convite. O projeto, ainda sem muitos detalhes concretos, vai contar com profissionais brasileiros e estrangeiros. A produção irá ganhar forma assim que todos os envolvidos estiverem seguros em relação à Covid-19.

##RECOMENDA##

Em 2020, a cantora mostrou o seu lado atriz quando fez uma participação na novela Amor de Mãe. Na trama escrita por Manuela Dias, a artista encenou com o ator Thiago Martins ao viver a personagem Sabrina. Vale lembrar que Anitta também já esteve presente nos filmes Copa de Elite, Minha Vida em Marte e Meus 15 anos, além do internacional Breaking Through.

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma nova realidade para as pessoas mundo afora. O que era possível fazer antes da proliferação da doença, hoje, já não dá para fazer em um dia considerado comum. Assim como os adultos, as crianças tiveram que se adaptar a uma nova rotina.

Estudando em casa, através de videochamada, os pequenos passaram a viver uma realidade que nunca imaginariam ter. O confinamento com os pais mostrou que é possível fazer atividades simples e divertidas, no conforto do próprio lar. Com o avanço do vírus, os cinemas limitaram suas entradas para que as pessoas se sintam seguras.

##RECOMENDA##

Como janeiro é um mês de muita alegria e diversão, aproveitar a simplicidade proporcionada no cotidiano é uma boa pedida para quem precisa movimentar ainda mais a mente. Por isso, o LeiaJá selecionou alguns filmes para a criançada assistir nas plataformas durante as férias escolares.

Soul (Disney+)

Entrou recentemente no catálogo do Disney+ o filme Soul. A animação da Pixar aborda a relação com a morte de um jeito delicado e humorado.

Matilda (Netflix)

Dona de um dom mágico, a pequena Matilda se diverte com os seus poderes dentro de casa e na escola.

Rango (Prime Video)

Vivendo uma crise de identidade, o camaleão Rango tem o sonho de se tornar um grande herói.

Os Smurfs (Globoplay)

Ameaçados pelas maldades de Gargamel, os Smurfs saem da floresta encantada e encaram altas aventuras no agito da cidade de Nova York.

A Dama e o Vagabundo (Disney+)

O live-action A Dama e o Vagabundo mostra a vida de cachorros adoráveis, que tentam encarar com emoção e sabedoria os problemas.

Finalmente o tão esperado 2021 chegou, depois de um ano turbulento como foi o anterior. Mas vale lembrar que apesar do novo ano, ainda estamos vivendo numa pandemia mundial e é preciso ter cautela. 

Mas para começar o ano de uma forma divertida e quem sabe também nostálgica (dos bons momentos, é claro), o LeiaJá listou pra você 1o filmes que completam 20 anos agora em 2021, e podemos te dizer, tem muito filme bom. A lista conta com alguns clássicos e alguns queridinhos dos cinéfilos de plantão. Então confere:

##RECOMENDA##

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel

[@#video#@]

Harry Potter e a Pedra Filosofal 

[@#podcast#@]

Shrek

Velozes e furiosos 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

O Diário da Princesa 

A Viagem de Chihiro

Monstros S.A

Onze Homens e Um Segredo

Dia de Treinamento 

O diretor britânico Michael Apted, famoso por sua série de documentários "The Up Series" e por seu trabalho na saga James Bond, morreu nesta sexta-feira (8) aos 79 anos, disse seu agente.

Michel Apted dirigiu, entre outros, "O Destino Mudou sua Vida", em 1980, e "Nas Montanhas dos Gorilas", em 1988, além da saga James Bond, no filme de 1999 "O Mundo Não é o Bastante".

##RECOMENDA##

Mas no Reino Unido ficou conhecido, sobretudo, pela série documental "Up", na qual registrava a cada sete anos a evolução de 14 crianças britânicas de diferentes origens socioeconômicas, desde os sete anos de idade, quando o projeto teve início em 1964, até seus 63 anos.

"Sentimos tristeza em nossos corações hoje, enquanto lamentamos o desaparecimento deste amado diretor", disse Thomas Schlamme, atual diretor do Directors Guild of America (DGA), do qual Michael Apted também foi presidente, em nota.

"Seu legado ficará para sempre gravada no mundo do cinema e em nossa associação", acrescentou Schlamme, que chamou seu antecessor de um "visionário destemido" e elogiou sua "sabedoria" e "inteligência".

“Estamos profundamente tristes com a notícia da morte de Michael Apted”, disse Kevin Lygo, diretor da ITV, rede que transmitiu os documentários nos quais ele acompanhou a vida de 14 britânicos pelos anos.

“A série 'Up' mostrou tudo de bom que a televisão pode dar na sua ambição e na sua capacidade de ser o espelho da sociedade e de entreter as pessoas, ao mesmo tempo que enriquece a nossa perspectiva sobre a condição humana”, acrescentou.

Michael Apted deixa a esposa, Page, e três filhos: Jim, John e Lily.

Recentemente, internautas fizeram um mutirão para decidir quais celebridades iriam entrar para a lista dos homens mais bonitos de 2020. Para o ranking, fãs do ator Henry Cavill contemplaram ele com a 5ª posição. Sucesso no universo cinematográfico, o astro internacional de 37 anos arranca suspiros de diferentes públicos quando posta fotos nas redes sociais.

Além do intérprete de Superman, a lista coroou o youtuber Felix Kjellberg com o 1º lugar, V, do BTS, em 2º, Chris Hemsworth em 3º e Jungkook, do BTS, na 4ª posição. Os modelos brasileiros Marlon Teixeira (49º lugar) e Dan Matsunaga (75º) também foram eleitos como os homens mais bonitos do mundo.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

De acordo com levantamento feito pelo Gower Street Analytics, a bilheteria mundial de cinema arrecadou US$ 12,4 bilhões em 2020 e teve queda de 71%, na comparação com 2019. O motivo dessa baixa foram as normas de distanciamento social ocasionadas pela pandemia de Covid-19, que interrompeu diversas produções e fechou os cinemas.

A pesquisa mostra que, de maneira isolada, as maiores produtoras estadunidenses tiveram queda de 81% na bilheteria, na comparação com 2019. Mesmo com a baixa, a Disney/Fox foi a que mais arrecadou, com US$ 1,26 bilhões. Em segundo lugar está a Sony, com US$ 1,18 bilhão, seguida da Warner, com US$ 1,08 bilhão, e a Universal, com US$ 1,03 bilhão.

##RECOMENDA##

Os dados de bilheteria da Disney/Fox em 2020 ajudam a ter uma dimensão do impacto da pandemia na indústria cinematográfica. A produtora arrecadou ao todo US$ 1,26 bilhão, ou seja, ficou US$ 240 milhões abaixo do que foi arrecadado apenas com o filme "Frozen 2", em 2019, que teve bilheteria de US$ 1,5 bilhão. "Vingadores: Ultimato" (2019), por exemplo, arrecadou sozinho quase US$ 2,8 bilhões.

O ano de 2020 prometia o lançamento de filmes aguardados pelo público, como "007 - Sem Tempo para Morrer" e "Velozes e Furiosos 9". Mas, por conta da crise sanitária, os longas foram adiados para 2021. Algumas produtoras resolveram lançar seus filmes direto no serviço de streaming, como foi o caso do live-action de "Mulan", disponível no Disney+.

A Warner seguiu o mesmo caminho ao anunciar que seus próximos filmes seriam lançados nos cinemas e no on demand em simultâneo. O estreante dessa nova empreitada foi "Mulher-Maravilha 1984", que estreou nas salas e no HBO Max em dezembro do ano passado.

O ator Chris Pratt realizou uma live em seu perfil nas redes sociais e acabou confirmando sua participação no filme 'Thor: Love and Thunder', que ja está na fase de pré-produção. No momento da revelação, Chris conversava com o ator Tom Holland, intérprete do Homem-Aranha, e que tem fama nos bastidores da Marvel de não guardar segredos, mas parece que não é só ele.

Chris comentou que retorna ao papel de Senhor das Estrelas em Guardiões da Galáxia Vol. 3 em 2023 e em seguida grava iria para a Austrália gravar Thor. Logo em seguida Tom Holland comentou a afirmação do amigo com espanto. "Espere. Você acabou de dizer que fará Thor?", disse ele, tendo a confirmação de Chris em seguida.

##RECOMENDA##

Depois de alguns instantes, pensando no assunto, Pratt comentou: "Eu não deveria dizer isso? Não, eles sabiam disso. Eles sabiam", Pratt respondeu. "Acho que eles sabiam... Não, eles sabiam! Se não sabiam, agora sabem. M**."

O Festival de Cannes, que acontece tradicionalmente em maio, acontecerá em 2021, mas pode ser adiado para o fim de junho ou julho devido à pandemia, informaram os organizadores.

O principal festival de cinema do mundo, que não foi celebrado no ano passado por causa da crise de saúde, ainda levará um tempo para "avaliar a situação", afirmou uma porta-voz.

##RECOMENDA##

Até o momento, o festival está programado para acontecer entre 11 e 22 de maio. "Mas estamos avaliando novas datas entre o fim de junho e o fim de julho, caso a pandemia exija o adiamento", acrescentou a mesma fonte.

No ano passado, outros festivais importantes, como a Berlinale e a Mostra de Veneza, foram organizados, apesar da Covid-19.

Mas este ano, o Festival de Berlim adiou o evento para março (normalmente acontece em fevereiro) e anunciou que a edição acontecerá em formato virtual.

Estão abertas as inscrições para a décima primeira edição do CINEFANTASY – Festival Internacional de Cinema Fantástico. Os interessados podem enviar seus filmes até 07 de fevereiro de 2021, desde que a temática seja fantástica: de horror, ficção científica e/ou fantasia.

Nesta edição ampliamos o universo fantástico com filmes de western, thriller e ação, podendo ser da categoria ficção, animação ou documentário.

##RECOMENDA##

Os premiados recebem o troféu José Mojica Marins e as produções brasileiras concorrem a vários prêmios dos parceiros institucionais do festival. Além disso os melhores filmes brasileiros de curta e longa-metragem são indicados para o disputado Prêmio FANTLATAM, premiação internacional da Alianza Latinoamericana de Festivales de Cine Fantastico.

A grande novidade do 11º CINEFANTASY é a mostra de curta-metragem FANTASTIC BLACK POWER, exclusiva para realizadores negros e negras.

Desde a 8ª edição o Cinefantasy vem levantando bandeiras afirmativas para todos, todas e todes: começa com a mostra MULHERES FANTÁSTICAS em 2018, em 2019 cria a mostra FANTÁSTICA DIVERSIDADE para realizadores LGBTQI+ e, em 2020 apresenta as mostras FANTASTEEN com curtas-metragens focados no público adolescente e a PEQUENOS FANTÁSTICOS para crianças a partir de 05 anos de idade, fortalecendo a formação de um futuro público do cinema fantástico. O Cinefantasy é um festival que tem como mote o fantástico, mas nunca deixa de pensar as causas sociais e denuncia violências como feminicídio, homofobia, racismo, desmatamento e pedofilia.

O festival se divide nas seguintes sessões competitivas:

- MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS - são filmes produzidos nos últimos 24 meses.

Ficção e Animação, com duração a partir de 60 minutos, captados em qualquer formato.

Documentários, com duração a partir de 40 minutos, captados em qualquer formato.

- MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS - são filmes produzidos nos últimos 24 meses, com duração de até 15 minutos, inéditos em Festivais realizados no estado de São Paulo, captados em qualquer formato, que participam das seguintes categorias:

Amador

Animação

Brasil Fantástico

Espanha Fantástica

Estudante

Fantasia

Fantasteen

Fantastic Black Power

Fantástica Diversidade

Ficção Científica

Horror

Mulheres Fantásticas

Pequenos Fantásticos

O regulamento completo está disponível no site.

Da assessoria

Uma confusão envolvendo a morte de Tanya Roberts tomou conta da internet esta semana. Entretanto, a atriz de fato morreu na noite da última segunda-feira, dia 4, aos 65 anos de idade. Segundo informações do site TMZ, Tanya morreu no hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles, nos Estados Unidos, pouco depois da 21 horas, como foi confirmado por Lance O'Brien, parceiro da artista.

Como você viu, Lance disse ao empresário da atriz que ela havia morrido no último domingo, dia 3. Ele tentou explicar o erro na última segunda-feira, afirmando que tinha visitado Tanya no hospital no domingo e que ela abriu os olhos de repente, mas depois os fechou, e ele a viu desaparecer. Naquele momento, Lance pensou que ela estava morta e deixou o local, sem falar com a equipe médica.

##RECOMENDA##

Horas depois, ele recebeu uma ligação informando que a estrela ainda estava viva. O empresário de Tanya ainda afirmou que Lance teria dito que a atriz morreu em seus braços. Depois de toda a confusão, foi confirmado pelo hospital que a artista morreu, de fato, na noite de segunda-feira.

Tanya Roberts participou da série That '70s Show e foi a Bond girl do filme 007 - Na Mira dos Assassinos, de 1985. Ela não tem filhos.

A atriz Barbara Shelley, sucesso no filme Drácula: Príncipe das Trevas (1966), morreu nesta segunda-feira (4), vítima de Covid-19. A britânica de 88 anos estava internada por conta de complicações da doença. Shelley teve sua morte confirmada pela revista norte-americana The Hollywood Reporter.

O agente Thomas Bowington declarou que a estrela internacional possivelmente teria contraído o novo coronavírus através de exame de rotina. "É provável que Covid-19 apareça no certidão de óbito", afirmou ele em declaração à AP, segundo informações do site Deadline.

##RECOMENDA##

Muito antes de se tornar atriz, Barbara Shelley trabalhava como modelo. Ela colecionava no currículo grandes clássicos do cinema como A Aldeia dos Amaldiçoados (1960), A Górgona(1962), Rasputin: O Monge Louco (1964) e Uma Sepultura na Eternidade (1967).

Em 2020, vimos muitas produções que deram o que falar nos streamings, seja pela qualidade, atuação dos atores ou histórias inéditas que deixaram o público apaixonado. O LeiaJá listou algumas dessas obras, que podem ser acompanhadas na virada do ano.

The Crown (Netflix)

##RECOMENDA##

Este ano, a quarta temporada da série 'The Crown' foi ao ar e causou muitos comentários por mostrar as infidelidades que a princesa Diana sofreu em seu casamento com o príncipe Charles. Quem também se destacou nesta temporada foi a personagem de Gillian Anderson, Margareth Thatcher.

A série' We Are Who We Are' se tornou uma queridinha do público por sua qualidade e enredo. A produção conta a história de jovens americanos que vivem com suas famílias em uma base militar na Itália e mostra o crescimento do personagem Fraser Wilson, com as suas duas mães interpretadas pelas atrizes Chloë Sevigny e a brasileira Alice Braga.

I May Destroy You (BBC/HBO)

A série alcançou uma aprovação de 97% por parte da crítica. A producao é escrita por Michaela Coel, que tambem a dirige, produz e interpreta sua personagem central. A série até recebeu uma proposta da Netflix no valor de 1 milhão de dólares, mas Michaela recusou porque perderia os diretos de criadora da obra. Então, aceitou a proposta da BBC em parceria com a HBO, pelo mesmo valor.

Dark (Netflix)

A série chegou a sua terceira temporada neste ano e fez bastante sucesso, sendo muito comentada pelo público nas redes sociais pela qualidade, mas também por causar uma grande confusão na cabeça dos espetadores por sua trama fragmentada.

O Gambito da Rainha (Netflix)

Desde sua estreia, a obra tem sido considerada por muitos a melhor série que foi lançada este ano. Após sua estreia, a produção alcançou 62 milhões de visualizações em apenas 28 dias.

A produção é estrelada por Anya Taylor-Joy e traz o mundo dos enxadristas (jogadores de xadrez), de uma forma ainda não vista.

A Máfia dos Tigres

A produção é uma série documental e conta a história do caipira americano Joe Exotic, que cria cerca de 1.200 Tigres, além de ursos e outros animais em cativeiro na sua propriedade, em Oklahoma. A trama é cheia de confusões e loucuras que parecem apenas uma história de ficção, mas que realmente aconteceram na vida real.

As Fives (GloboPlay)

A série transmitida pelo GloboPlay é um spin-off da novela “Malhação: Viva a Diferença”, que foi exibida na TV Globo até março de 2018. Traz as personagens principais da trama já conhecidas pelo público (Keyla, Tina, Lica, Ellen e Benê), enfrentando novos desafios.

A produção deu o que falar na web após sua estreia: a atriz Dira Paes protagonizou cenas quentes com uma das personagens principais da série.

The Boys (Amazon Prime Video)

A série estreou sua segunda temporada em 2020 e ganhou repercussão nas redes sociais, pelos absurdos feitos pelos heróis e trazendo referências da vida real, se tornando queridinha do público. Com o sucesso, a produção foi renovada para sua terceira temporada, ainda sem data para estreia. 

Tom Cruise viveu recentemente uma polêmica quando em um áudio vazado ele demonstrou toda a sua fúria com um dos funcionários da produção de Missão: Impossível, filme que atualmente ele está produzindo.

E agora, segundo o The Sun, o ator construiu um verdadeiro estúdio em uma base militar no sul de Londres para finalizar todas as filmagens do sétimo longo da franquia. Esse espaço só foi alugado com a intenção de de terminar de forma segura as gravações do longa, amenizando assim os riscos de contaminação do novo coronavírus.

##RECOMENDA##

Lembrando que era sobre o vírus que Tom Cruise deu uma surtada no áudio vazado e com esse novo espaço, eles vão controlar ainda mais os protocolos de segurança. Apesar de já estar gravando por muito tempo, Missão: Impossível tem a previsão de estrear apenas em novembro de 2021!

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando