Cultura

| Moda

A Chanel anunciou, nessa segunda-feira (17), o adiamento de um desfile previsto para maio em Pequim, devido ao novo coronavírus, que já tirou a vida de 1.700 pessoas na China desde o seu surgimento, em dezembro.

A empresa tomou esta decisão com base "na situação atual e levando em conta as recomendações das autoridades chinesas".

##RECOMENDA##

Adiado para "um momento mais oportuno", este desfile era uma réplica do que foi apresentado em dezembro 2019, dedicado a diversos ofícios artísticos.

Chamado de "31 rue Cambon", em alusão à sede dos salões e estúdios históricos da Chanel no centro de Paris, esta coleção se inspira no apartamento de Gabrielle Chanel, e foi apresentada em Paris com decoração idealizada pela cineasta Sofia Coppola.

"A Chanel acompanha a situação de perto. A saúde e o bem-estar de seus equipamentos e de seus clientes são a prioridade", disse a companhia em um breve comunicado.

Dias antes da próxima Semana de Moda de Paris (de 24 de fevereiro a 3 de março), o criador chinês Jarel Zhang cancelou seu desfile na capital francesa, a fim de "garantir a boa saúde e a segurança dos dois países e reduzir o número de contatos".

Outro grande evento na China que foi afetado pela epidemia é o salão do automóvel de Pequim, uma reunião importante do setor que estava marcada para 21 a 30 de abril e foi adiada.

O filho de Mick Jagger e Luciana Gimenez, Lucas Jagger, vai dar um grande passo para a sua carreira na moda internacional. É neste domingo, dia 16, que o artista vai estrear nas passarelas pela marca Tommy Hilfiger.

O garoto de apenas 20 anos de idade já estava fazendo anteriormente alguns trabalhos para marcas famosas de revista, mas essa é a primeira vez em que ele vai subir nas passarelas para representar uma grande marca.

##RECOMENDA##

Para quem não sabe, Lucas Jagger estuda em Nova York e é realmente um admirador da moda. Tudo porque ele é visto com bastante frequência nas primeiras filas de desfiles.

Dos espetaculares modelos da Rodarte com um toque de Drácula aos acolhedores ponchos de Michael Kors, passando pela homenagem de Prabal Gurung aos sonhadores novaiorquinos, essas são as últimas tendências da Semana de Moda de Nova York, que termina nessa quarta-feira.

- Michael Kors invernal -

##RECOMENDA##

Michael Kors levou para passarela nesta quarta-feira (12) um "glamour acolhedor" para os meses de inverno em sua coleção 2020, com looks confortáveis e protetores, mas também luxuosos.

Longos suéteres com tecidos pesados, casacos de cashmere, muito tartã e saias de tweed trazem a sensação de uma cabana com lareira e chocolate quente nas mãos.

As silhuetas são lânguidas, com ponchos e botas de montaria, na ideia de inverno de Kors, de 60 anos, que se inspirou tanto no campo quanto na cidade.

O músico de country canadense Orville Peck fez a trilha sonora ao vivo do desfile, e as atrizes Julia Louis-Dreyfus e Blake Lively estavam na primeira fila do desfile na Bolsa de Valores.

- Beleza Rodarte -

As fundadoras da Rodarte, as irmãs californianas Mulleavy, voltaram para Nova York pela primeira vez desde setembro de 2016 para apresentar sua coleção outono-inverno, após terem desfilado em Paris e Los Angeles.

Em uma Cidade Gótica, lembraram a todos na noite da terça-feira que seus modelos -assim como os de Marc Jacobs- são o mais próximo da Alta-costura que a moda americana tem para oferecer.

Apresentado em uma igreja episcopal de Manhattan, o desfile foi grandioso, seguindo a solenidade do local, com um toque gótico de conde Drácula.

Os bordados surgiram em profusão, com cristais, pérolas e flores, além de tecidos pintados à mão e lantejoulas.

A maioria dos vestidos eram leves, mas com uma complexidade rara na moda prêt-à-porte, sem pesar.

As modelos usavam batons pretos e telas nos cabelos com looks góticos com uma lembrança de Drácula.

O desfile "começou na era da inocência" com um vestido de pois branco e vermelho com um ar dos anos 1940 usado pela supermodelo Bella Hadid, "e mergulhou no desconhecido", disse a estilista Kate Mulleavy em entrevista após o desfile.

Sua irmã Laura disse que foram integrados pela primeira vez vários elementos novos do prêt-à-porter, principalmente o jeans, mas "usando uma linguagem que continua elevada".

As estilistas são as favoritas de atrizes como Yalitza Aparicio e Kirsten Dunst, e abriram seu negócio a um público mais amplo.

"Se você vem a um desfile, devemos te levar a um lugar novo", disse Laura Mulleavy. "Mais tarde, dissecaremos as vestimentas que não são usadas na rua, mas aqui devem fornecer uma ideia", disse, em referência ao processo pelo qual se despojam as peças dos ornamentos da passarela.

- Os sonhadores de Prabal Gurung -

O estilista novaiorquino nascido em Singapura e criado no Nepal, de 40 anos, apresentou sua coleção com uma grande homenagem a Nova York no 65º andar do Rockefeller Center, com uma vista de quase 360º da Big Apple, incluindo o Empire State.

Um pianista tocava música clássica enquanto as modelos -incluindo uma mulher mais velha, uma modelo plus size e uma transexual- desfilavam pela sala com vestidos e looks ecléticos para a noite, muitos acompanhados por boás, xales, jaquetas e estolas de plumas.

Mas os looks eram tão diferentes -de um elegante vestido tomara que caia em seda florida estampada e babados até os joelhos até um look em estampa animal com jaqueta de plumas brancas por cima- que deu a impressão de falta de coerência.

"Essa noite faço uma homenagem a vocês, novaiorquinos de nome ou de alma, um coquetel de oito milhões de pessoas. Os ousados. Os desajustados. Os livres. Os belos, audazes, impossíveis sonhadores", descreveu Gurung.

Após meio século marcado por uma criatividade extravagante e um espírito transgressor no mundo da moda, o estilista francês Jean Paul Gaultier se despediu das passarelas nesta quarta-feira (22), cercado por suas musas, como Rossy de Palma e Mylene Farmer.

Gaultier antecipou que o desfile seria uma grande festa com "muitos amigos", e não decepcionou. No elegante teatro musical de Châtelet, com orquestra e cantores ao vivo, o antes "enfant terrible" da moda apresentou mais de 200 looks em um ambiente de euforia, com modelos sorridentes e exageradas, além de um público que aplaudiu com entusiasmo por mais de uma hora.

##RECOMENDA##

O estilista, de 67 anos, anunciou na última sexta-feira (17), de surpresa, que esse seria seu último desfile, mas garantiu que sua marca, propriedade do grupo espanhol Puig, continuaria com um projeto que seria anunciado brevemente e do qual é um "instigador".

- "A moda tem que mudar" -

"Acredito que a moda tem que mudar. Há muitas roupas, roupas que não servem para nada. Não joguem fora, reciclem", diz Gaultier em nota distribuída entre o público, explicando pelo menos de forma parcial sua decisão de colocar ponto final em seus desfiles.

"Essa noite, verão minha primeira coleção de alta costura "upcycling"; abri as gavetas", disse citando a técnica que consiste em utilizar peças antigas e dar nova vida à elas.

Antes de Rossy de Palma, Mylene Farmer e as irmãs Bella e Gigi Hadid desembarcarem na passarela usando as últimas criações com base de jeans, cintos de couro, seda e tule, o desfile começou com a representação de um funeral, com modelos em looks pretos totalmente estáticas.

Com trilha sonora de Boy George, um caixão entrou no cenário com dois seios cônicos presos na tampa. Uma coroa de flores dizia "Moda para sempre".

No final do desfile, subiu um telão para mostrar os bastidores e Gaultier com um macacão azul de trabalho, cercado por seus colaboradores, que acabaram levando-o nos ombros e enchendo-o de beijos.

O desfile aconteceu durante a Semana da Moda de Alta Costura, que ocorre durante a Semana de Moda de Alta Costura, um seleto clube ao qual Gaultier pertence desde 2001 junto a outras 15 marcas, como Dior e Chanel.

- "Inconformista" -

Subversivo e livre, Gaultier é um dos estilistas mais importantes de todos os tempos, e desafiou a tradição da beleza tradicional incluindo todas as orientações sexuais em seus desfiles, muito antes dos demais. Também foi precursor na fusão de gêneros na passarela.

Nos anos 1980, revolucionou a moda com suas criações geniais, como o corpete cônico usado por Madonna, a saia masculina e a camiseta listrada de marinheiro, uma reinterpretação em homenagem à sua avó, que o "vestia de azul".

Gaultier fez de seus desfiles um mundo aparte: longe do tradicional formato rígido da passarela, montou verdadeiros espetáculos cheios de excentricidade e ousadia, mais próximos de um cabaré.

"Estilista inconformista busca modelos atípicas. Rostos disformes são aceitos", dizia um anúncio que publicou nos jornais nos anos 1980.

Convidou para a passarela homens mais velhos, mulheres com sobrepeso e em 2014 colocou em sua passarela a drag queen Conchita Wurst.

Criou também figurinos para filmes como "Má educação" e "Kika", de Pedro Almodóvar, "O Quinto Elemento" de Luc Besson, e colaborou com seus desenhos coloridos no carnaval do Rio e no Dia dos Mortos do México.

Muitos o consideram referência histórica, como o estilista espanhol Alejandro Gómez Palomo, cuja marca Palomo Spain desfila com sucesso em Paris há dois anos.

- Todos belos! -

"Jean Paul Gaultier tinha 17 anos quando começou a trabalhar comigo, acreditava nele e continuo acreditando nele. É o único a quem apoiei", lembrou recentemente seu mentor Pierre Cardin em uma entrevista à AFP.

Em 2018, declarou que "todo mundo é belo" em seu espetáculo autobiográfico "Fashion Freak show" em Paris. Seu sucesso lhe deu asas para voar além das semanas de moda, segundo especialistas.

"Há muitos naos que ouvíamos falar de Gaultier, tenho que tomar uma decisão, o momento chegará. O espetáculo lhe deu perspectivas de futuro", segundo o historiador de moda Olivier Saillard.

"Era muito bonito ver o público rir, chorar, se sentir em comunhão com ele. É mais alegre que um desfile de moda que dura 11 minutos, com as pessoas fazendo fotos com seus smartphones e apenas aplaudindo", acrescenta em entrevista à AFP.

Para esse especialista, Gaultier continuará "construindo aparências, mas de outra maneira".

As mulheres estão cansadas de lingerie que ficam apertando o corpo e trazendo desconforto para seu dia. E se a busca for por conforto e moda em uma mesma peça, opte pelo sutiã sem bojo.

Uma tendência que voltou para moda atualmente, o sutiã sem bojo é uma peça versátil que remete conforto para as mulheres de todas as idades e estilos, independente se a procura for por sustentação ou não.

##RECOMENDA##

O sutiã sem bojo com aro é perfeito para as mulheres que possuem mais seios e não se sentem confortáveis para abrir mão do sutiã com bojo. Essa peça sem bojo e com aro promove sustentação para os seios que são maiores.

No verão não tem nada melhor do que usar peças leves com tecidos fresquinhos, e o sutiã sem bojo auxilia com essa sensação, além de serem mais fáceis de lavar e secar e de ser transportados em malas de viagens, quase não ocupa espaço.

É uma peça confortável e ainda consegue ser sensual, o sutiã de renda sem bojo é perfeito para compor uma lingerie para uma noite especial, ou até mesmo para ficar a mostra nas roupas para compor qualquer look de dia ou de noite.

Desvantagens do sutiã sem bojo

A única desvantagem dessa peça é que para quem está acostumado a usar sutiã somente com bojo vai estranhar no início a sustentação dos seios, que é menor em comparação ao com bojo, mas mesmo assim ainda possui ótima sustentação.

A sustentação do sutiã sem bojo com aro é relativamente tão boa quanto a do sutiã com bojo, porém a diferença dessas peças é que o bojo esquenta e aperta muito o corpo feminino, causando muito desconforto.

Por isso, as mulheres estão cada dia mais adapta dessa lingerie, que além de beleza a procura é bem maior quando o assunto é conforto, a peça não aperta e nem marca a pele, desta forma é perfeito para qualquer ocasião.

Podemos perceber que esse sutiã possui sustentação, pois nas lojas existem diversos modelos de sutiã tomara que caia sem bojo, ou seja, não possui alças, mas ainda assim possui sustentação, são variações de uma mesma peça por ser bem procurada pelas mulheres.

A busca por conforto é tão grande, que a maioria dos conjuntos de lingerie possuem a opção da peça ser sem bojo, o que promove com que as mulheres aceitem mais seu corpo e não foquem somente em seguir padrões de beleza de seios fartos e durinhos.

É difícil encontrar desvantagens em uma peça que remete tanto conforto para mulher. Nos dias de hoje, o cotidiano pede conforto para que a mulher possa realizar suas milhares de tarefas diárias, por isso, o sutiã sem bojo está tão presente na atualidade.

Comprar biquíni todo verão já virou rotina, a gente sempre quer estar na moda e ter mais um conjunto de biquíni para compor nossa moda praia é sempre bem-vindo, mas existe um acessório que também é indispensável, que é a canga.

A canga possui diversas estampas e tamanho, e não serve só como saída de praia ou para estender no chão e pegarmos aquele bronzeado. Essa peça é versátil e pode ser usada como saia, vestido, blusa e até bolsa, isso tudo com as diversas amarrações que conseguimos fazer.

##RECOMENDA##

Algumas lojas já vendem esse combo de conjunto de biquíni e canga com as mesmas cores e estampas e ainda ajudam nas diversas formas que você pode usar na moda praia.

As cangas retangulares são as mais comuns, mas se você gosta de inovar e estar sempre na moda, esses tecidos com outros tipos de formato, como, os redondos, triangulares e quadrados são a novidade do verão.

Além de ser uma peça fresquinha, você não precisa sair de casa com várias roupas pesadas para ir até à praia, ou se você vai para algum lugar depois, como, um restaurante ou caminhar pela beira do mar, é só colocar ela por cima que fica lindo e super confortável.

Os biquínis de cortininha são os mais procurados quando chega o verão, então, aposte em modelos coringas com cores neutras para combinar com todos os estilos de canga e com as estampas super coloridas que possuem.

Tendências do verão

O verão 2020 está trazendo muitas cores, estampas e felicidade nas peças de maiôs e modelos de biquínis, então, para quem gosta de se jogar nas cores, esse é momento certo para acompanhar a moda praia.

Por incrível que pareça o que está na moda é o vintage, são roupas inspiradas em décadas passadas com modelagens atuais. Os anos 60, 70, 80 e principalmente os 90 voltaram e prometem ficar por muito tempo.

O estilo tie-dye tem o objetivo de brincar com as cores e faz aquele degradê que fica lindo no corpo e mais uma vez está presente no verão, mas não só nas roupas, agora também, nos biquínis e maiôs.

Os biquínis de cintura alta ou hot pants conquistaram o coração da mulherada, por mais que a princípio tenha sido rejeitado por medo da marca de sol, essa peça modela o corpo e com os cuidados corretos com o sol, não deixa marca.

Poá e animal print já eram características marcantes de outras estações e no verão não seria diferente. São peças essenciais para compor seu look praiano, e não precisa ser necessariamente na estampa do biquíni, pode ser na canga, ou no chinelo.

Agora, se você realmente adora cores fortes e chamativas, o seu momento chegou! Cores neon são tendências do verão há muito tempo e permanecerão em nossas praias e nos biquínis em 2020.

Não se esqueça dos acessórios de praia, como, óculos de sol moderno, pulseiras grandes, cangas diferentes das convencionais, bolsas, brincos e chapéus farão toda diferença na suas roupas de praia.

Chega o verão e já queremos viajar, e sempre compramos roupas de praia novas para entrarmos na moda ou comprar aquela peça que estava faltando, e a peça coringa dessa estação de todos os anos, sem dúvidas, é o biquínis meia taça.

O biquíni cortininha e meia taça são os mais usados entre as mulheres. São modelos que combinam com todos os estilos e tipo de corpo, além de apresentar diversas cores e estampas o que facilita na hora da escolha.

##RECOMENDA##

Para as mulheres mais jovens, essa peça cria um molde para o seio, deixando-o com um formato arredondado e com o aspecto de ter mais volume. Para mulheres mais maduras o biquíni meia taça dá suporte, sustenta os seios, são confortáveis e possuem peças com tiras laterais mais largas.

Tanto para as mulheres que possuem poucos seios e procuram por volume, tanto para as que possuem seios maiores e buscam por sustentação, esse é o biquíni ideal, não importando a finalidade ou a ocasião, essa peça combina com todos os tipos de corpo e idade.

Esse biquíni nunca sai de moda, então se você tomar os devidos cuidados com a peça na hora de lavar, secar e guardar, você poderá usá-lo em diversas ocasiões e por muitos anos sem sair da moda.

A história do biquíni

O biquíni é peça fundamental do nosso guarda-roupa e foi inventado no século XX pelo estilista francês Louis Réard. A primeira peça apareceu nas praias e clubes no ano de 1946 causando muita confusão, sendo visto como atentado ao pudor, condenado pelas igrejas e proibido em muitos países.

Mas, porque o nome dessa peça é biquíni? Esse nome foi inspirado por uma ilha nos EUA que se chama Bikini, na mesma época da invenção desta peça, essa ilha foi teste para as bombas nucleares o que chamou a atenção do estilista.

Quem mais usava os conjuntos de biquínis eram as pin-ups que eram mulheres sensuais que pousavam para as fotos e desfilavam com trajes mais ousados na época, eram consideradas mulheres vulgares por usarem esse tipo de roupa, então, foram as primeiras a aceitarem o biquíni como traje de banho.

Na década de 70 o biquíni começou a diminuir de tamanho com o modelo tanga, logo depois, na década de 80 o modelo asa-delta tomou conta das praias brasileiras — hoje em dia está na moda novamente, já que é uma peça que modela o corpo — nos anos 90 surgiram os modelos mais curtos e acessórios, como, bolsas, chapéus e óculos de sol.

Entretanto, o biquíni já estava presente em nossas vidas há muitos anos. Foram encontrados ilustrações nos ladrilhos da Villa Romana del Casale - Itália, que mostravam mulheres se exercitando nas praias com vestimentas semelhantes aos biquínis.

Vai casar em 2020? Saiba as tendências de vestido de noiva para o novo ano e arrase! Há vários estilos que estão na moda, escolha qual mais combina com você!

Com capa

##RECOMENDA##

O vestido de noiva com capa já foi uma tendência em 2019. Em 2020, a capa estará com um estilo mais retrô e elegante! Também existe vários tipos de capas: maiores, menores, mais detalhadas, mais transparentes, entre outros modelos.

Com renda e outras texturas

Em 2020, as noivas podem apostar no  vestido de noiva com renda, mas com detalhes diferentes. Formatos, mistura com flores e bolinhas, é uma dica para estar na moda e arrasar!

Com tule

Sonha em casar com um vestido estilo princesa? Essa é a hora! Os vestidos com saias volumosas de tule estão em alta!

Manga longa

O vestido de noiva manga longa foi muito usada em 2019, mas em 2020, a manga vem mais “dramática”, ou seja, com mais detalhes e elegantes. É um look perfeito para casamentos em campos ou praia.

Decote

Outra tendência é o vestido de noiva com decote profundo. É um modelo muito bonito, mas a noiva tem que tomar cuidado ao usá-lo para não ficar vulgar.

Com transparência

A transparência não é novidade nos vestido de noiva, né? Em 2020, esse vestido vai continuar sendo muito escolhido pelas noivas! Na hora do aluguel de vestido de noiva, você irá se deparar com várias opções de vestidos com transparência. Alguns mais ousados, outros mais simples e em diferentes partes, como só na manga, na saia, no colo.

Minimalista

O vestido simples com alguns detalhes é outra sugestão. Lisos com detalhes na manga, por exemplo, não tem erro!

Tomara que caia

O vestido de noiva tomara que caia é outra tendência de 2020! Esse estilo é adorado por algumas! Apesar de ser lindo, se você não se sentir confortável, escolha outro modelo! Existem muitas opções!

Macacão

Quer sair do tradicional? Que tal um macacão? Esse look é estiloso e é uma boa escolha para casamentos civis! Você também pode usar saia e cropped ou até terninhos!

Brilhos

Vestidos com pouco e muito brilho também é uma tendência!

Tendo brilho no seu vestido ou não, você vai brilhar no seu casamento! Por isso, use o vestido que mais se sentir confortável! O importante é você gostar do reflexo do espelho no dia de dizer “sim”!

Uma das superstições mais praticadas durante a festa da virada de ano é a escolha da roupa que vai atrair boas energias quando o relógio bater a meia-noite. Porém, muito além de escolher o branco pela paz e o vermelho para conquistar um grande amor, a decisão do look pode levar em consideração não apenas a aleatoriedade do desejo, mas também, a cor que está ligada ao número do seu ano. 

Na numerologia, cada pessoa entra no ano novo com um número pessoal e cada número é correspondente a uma cor. O cálculo para encontrar esse resultado é feito somando algarismo do dia e mês de nascimento mais os do ano vigente. Por exemplo, se você nasceu no dia 22 de março deve calcular (2+2)+(0+3)+(2+0+2+0) = 11 = 1+1 = 2. Dessa forma 2 será o número do seu ano. Faça o cálculo e confira qual cor será a que melhor vai se encaixar no seu look durante a virada!

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Faltam três dias para o réveillon. Passadas as celebrações do Natal, o momento agora é de focar nas cores e tecidos das roupas para a chegada do ano novo. A influenciadora digital Camila Diniz, em parceria com o LeiaJá, escolheu três looks para as mulheres receberem 2020 com muito conforto e estilo.

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Foi dada a largada para as comemorações natalinas. Entre as diversas celebrações que acontecem na véspera de Natal, um detalhe que não pode passar em branco são as roupas. Para a influenciadora digital Camila Diniz, os vestidos e estampas podem ser uma boa saída para as mulheres que querem fugir das tradicionais roupas vermelhas.

"Ousar é a palavra mágica para quem deseja inovar o estilo", afirma Camila. Em parceria com o LeiaJá, a pernambucana foi à loja Sacada Store, na Zona Norte do Recife, e garimpou três opções de looks para o público feminino arrasar durante as festas de Natal.

##RECOMENDA##

Confira:

Vestindo nada além de sutiã e calcinha rendados, Helena Schargel, uma avó de respeito, faz uma pose sedutora durante sessão de fotos de sua última coleção de lingerie para mulheres com mais de 60 anos.

"Ótimo, maravilhosa!", incentiva o fotógrafo, enquanto Helena, às vésperas de completar 80 anos, em 23 de dezembro, encara, confiante, a câmera em um armazém reformado em São Paulo.

##RECOMENDA##

Após décadas trabalhando em uma tecelagem, a flexível e ativa Helena deixou a aposentadoria mais de dois anos atrás para se dedicar à missão de resgatar as mulheres mais velhas da invisibilidade.

Sua estratégia? Uma moda sexy, criada especialmente para elas e exibida por ela.

"Esse projeto tem um propósito: tirar as mulheres da invisibilidade", explica Helena à AFP, em seu apartamento elegantemente decorado na maior cidade do país.

Ela lançou várias coleções de roupas íntimas com a brasileira Recco Lingerie. Uma linha esportiva, em conjunto com a marca Alto Giro, foi lançada este ano e vem muito mais pela frente, diz ela.

Helena, que ajuda no desenho das peças, diz que as brasileiras com mais de 60 anos costumam ser negligenciadas por empresas de moda, pela sociedade e até por elas mesmas.

Ela compartilha palavras de estímulo em sua conta no Instagram, que tem cerca de 18.000 seguidores, a maioria mulheres de todas as idades.

Mensagens como "arrisque-se" e "você pode tudo" inundam seu feed, que recebe centenas, às vezes milhares de curtidas e comentários.

"Eu nunca pensei em quantos anos tenho, isso nunca me incomodou", diz Helena, que considera uma loucura a popularidade da cirurgia plástica no Brasil.

"Há muito pouco tempo, eu descobri que não tenho mais 33", complementa.

Filha de imigrantes poloneses, Helena Schargel começou a fazer roupas na adolescência e as vendia na confecção dos pais.

Foi o começo de toda uma vida trabalhando com moda. No meio do caminho, ela se casou duas vezes e teve dois filhos. Agora, ela tem cinco netos, e algumas vestem suas roupas.

A quase octogenária, que se movimenta com a agilidade de alguém décadas mais jovem, não se acostumou com a aposentadoria.

"Eu agradeço a Deus, eu não preciso fazer ginástica", diz ela, enquanto ri, sentada em uma cadeira, vestindo calça legging preta e branca, blusa ampla combinando e tênis.

"Eu faço pilates três vezes por semana. Faz bem para mim e para minha alma", acrescenta.

'Absurdamente confortável'

A decisão de Schargel de desfilar de lingerie é ousada em um país machista, onde as mulheres mais velhas são tratadas como se não estivessem mais vivas, explica à AFP a editora-chefe da Vogue Brazil Paula Merlo.

"Ela nos faz lembrar que há vida depois dos 60, 70 e que pode ser sexy, ainda pode ser divertida e também rentável", acrescentou.

Depois de um pouco de frio na barriga, Helena diz sentir-se confortável vestindo lingerie em público.

Determinada a aparecer o mais natural possível, ela insiste em que suas fotos não sejam retocadas.

"Eu sempre falo: por favor, deixa todas as ruguinhas a que tenho direito. Elas são muito importantes. Mostram que cheguei aqui e agora", disse.

Em sua longa sessão de fotos, Helena alterna, descalça, entre o vestiário e o estúdio, exibindo roupas íntimas e peças de sua nova coleção de pijamas para vestir nas ruas.

Ela se move com facilidade em frente à câmera, enquanto o fotógrafo Pablo Saborido faz as fotos.

"Eu gosto muito de trabalhar com pessoas que saem um pouco do perfil de modelo", diz Saborido, de 39 anos.

Helena diz que suas lingeries são "absurdamente confortáveis". Algumas peças "ajudam a levantar o bumbum", acrescenta, atrevida.

À medida que a população global envelhece, Helena diz que o mundo precisa se preparar para a explosão de idosas nas próximas décadas.

"O mundo está ficando cheio de pessoas mais velhas. Daqui a 20 ou 30 anos, vai ter muito mais vovós do que gente jovem", diz ela.

"Nós precisamos nos preparar para isso. As empresas precisam se preparar para isso", acrescentou.

O Bonita de Corpo, coletivo de enfrentamento à gordofobia, sobe à passarela, neste sábado (14), dentro da programação do evento Arte Transforma, na Torre Malakoff. Será o primeiro desfile promovido pelo grupo com o intuito de ressignificar os corpos que protagonizam o mundo da moda. 

Idealizado pela fotógrafa Aline Sales, o Bonita de Corpo tem como objetivo questionar e ressignificar os padrões de beleza estabelecidos na sociedade. Formado pelo designer de Moda Julio César, pela jornalista e performer Thaisa Espindola, a publicitária Larissa Santos, a estudante de Pedagogia Thalita Ramos,  além de Aline, o coletivo tem construído estratégias e ações para debater a gordofobia no estado de Pernambuco. 

##RECOMENDA##

No desfile deste sábado (14), o grupo leva para a passarela corpos que habitualmente não se vêem no meio 'fashion'. A ação se propõe a abrir espaço para a reflexão a respeito dos padrões de beleza, além de trazer à luz a falta de diversidade existente no campo da moda. 

Serviço

Desfile do Bonita de Corpo no Arte Transforma

Sábado (14) - 16h

Torre Malakoff (Praça do Arsenal - Bairro do Recife)

2 kgs de alimento 

 

Não era neve inofensiva: a rede americana Walmart anunciou que removeu de seu site canadense um suéter e outras roupas de natal que faziam apologia à cocaína colombiana.

O suéter tinha um Papai Noel com uma expressão de euforia e um sorvete na mão em frente a uma mesa onde três linhas brancas são desenhadas.

##RECOMENDA##

A imagem estava acompanhada pela frase “Let it snow”, em português “Deixa nevar”. No jargão americano, “neve” é uma das formas pelas quais a cocaína é chamada.

A descrição do produto, comercializado por um fornecedor externo no site canadense Walmart, era explícita: “A melhor neve vem da América do Sul (...). É por isso que o Papai Noel adora aproveita ro momento em que recebe a neve colombiana de muito boa qualidade”.

Uma porta-voz do Walmart confirmou à AFP nesta terça-feira que a peça havia sido removida do site canadense no fim de semana e não havia sido vendida nas lojas.

No entanto, não especificou por quanto tempo esteve à venda.

Esses suéteres “não representam os valores do Walmart e não têm lugar em nosso site”, afirmou a empesa em comunicado, no qual se desculpava.

Será na cidade de Vitória, na Mata Sul de Pernambuco, a última edição do Gospel Fashion Day de 2019. O evento acontece nesta sexta (29) e sábado (30), no Vitória Park Shopping, com mais de 20 lojas oferecendo peças com até 50% de desconto. 

A feira, voltada ao público evangélico, vai contar com as participações das marcas Hadassa Bolsas, Divas Moda Evangélica, Nataly Liss Cosméticos e Luxo de Bíblia, entre outras. Além disso, também haverá pocket shows e louvor com cantoras como Mayra Carvalho e Trio Triad. 

##RECOMENDA##

Serviço

Gospel Fashion Day

Sexta (29) e sábado (30)

Vitória Park Shopping

 

Um dos brechós mais esperados da capital pernambucana, o Closet Brechó fará sua última edição do ano neste sábado (30) e domingo (1º). Com peças a partir de R$ 5, o evento reúne moda feminina, infantil e masculina, no Vila Celebrar, nos Aflitos, a partir das 10h.

Para os interessados em peças de marcas com custo-benefício, o Closet Brechó conta com roupas e acessórios de grifes nacionais e internacionais. Além de peças de desapego das blogueiras pernambucanas Karine Filizola, Dani Guedes e Laurinha Marinho.

##RECOMENDA##

O evento permite que as peças sejam vestidas antes mesmo de compradas. Investindo em provadores coletivos e individuais para os presentes, o espaço de moda sustentável ainda divide as roupas por tamanho para facilitar a procura dos itens.

Trazendo opções para todas as idades, tamanhos e públicos, o evento já está em sua 13ª edição. A entrada é apenas um 1kg de alimento não perecível que será doado ao instituto Gretas, que presta assistência a cidades do Sertão pernambucano.

Serviço

Closet Brechó

Sábado (30), Domingo (1º) | 10h

Vila Celebrar (Rua Manuel Carvalho, 338, Aflitos)

1kg de alimento não perecível

O I Love Bazar vai promover uma edição especial de Black Friday. Prometendo até 70% de desconto em roupas, maquiagens e acessórios, o bazar acontece nesta sexta (29), sábado (30) e domingo (1º), no The Garden Open Mall, em Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A entrada é um quilo de alimento não perecível. 

O evento reúne 60 lojas que vão prometem oferecer até 70% de desconto em produtos como roupas femininas, masculinas, infantil, acessórios, calçados e maquiagem, entre outros. As compras poderão ser feitas em dinheiro, cartão de débito ou crédito. 

##RECOMENDA##

O I Love Bazar vai oferecer ambiente climatizado e provadores em todas as lojas. Os alimentos arrecadados durante os três dias de evento serão doados para a instituição sem fins lucrativos, Lar de Clara. 

Serviço

I Love Bazar - Black Friday

Sexta (29), sábado (30) e domingo (1º) - 11h às 20h

The Garden Open Mall (Av. Bernardo Vieira de Melo, 209 - Piedade)

1kg de alimento não perecível

A marca de lingerie americana Victoria's Secret anunciou que seu emblemático desfile que atrai milhões de espectadores não acontecerá este ano, após polêmicas e resultados financeiros decepcionantes.

"Vamos nos comunicar com nossos clientes, mas não será tão importante quanto o desfile", disse Stuart Burgdoerfer, diretor financeiro da controladora L Brands, em teleconferência com analistas financeiros sobre os resultados do terceiro trimestre.

##RECOMENDA##

As vendas da Victoria's Secret continuam baixas após um 2018 já difícil. Elas afundaram os resultados do terceiro trimestre da L Brands, que aponta um prejuízo líquido de 252 milhões de dólares, contra um prejuízo de 43 milhões em relação ao mesmo período do ano passado.

"Vemos um impacto específico nas vendas logo após a transmissão do desfile? A resposta a essa pergunta é não", disse Burgdoerfer.

"É importante desenvolver o marketing da Victoria's Secret", acrescentou ele, confirmando que o desfile que acontece desde 1995 não teria uma edição este ano.

O boato já circulava desde que a modelo australiana Shanina Shaik disse à imprensa britânica que o desfile de 2019 seria cancelado.

No ano passado, o desfile teve uma pegada mais cosmopolita do que o habitual para uma marca criticada regularmente pela falta de diversidade de seus modelos.

Mas poucos dias depois, o diretor de marketing da marca Ed Razek rejeitou categoricamente a possibilidade de incorporar modelos transgêneros e mulheres acima do peso no desfile.

Diante da polêmica nascida nas redes sociais, Razek teve que se desculpar publicamente.

Foi nesse contexto, juntamente com a difícil situação econômica da marca, que o CEO Jan Singer renunciou.

A Nike informou nesta quarta-feira (13) que deixará de comercializar seus produtos na plataforma Amazon, encerrando um programa piloto que durava dois anos.

A fabricante de artigos esportivos disse que se concentrará na venda direta dos seus produtos, como parte de uma nova estratégia comercial, mas que não abandonará outras parcerias externas.

##RECOMENDA##

A Nike tinha anunciado em 2017 seu acordo com a Amazon, pelo qual a fabricante disponibilizaria seus itens, em troca de uma política mais restritiva da plataforma digital contra produtos falsificados.

No entanto, recentemente, executivos da Nike demonstraram insatisfação com a presença de produtos falsificados na Amazon. A decisão da Nike tem sido considerada pelo mercado um grande golpe à Amazon, pois outras grandes empresas também têm evitado comercializar seus produtos na plataforma. 

Da Ansa

O verão está chegando e se você é mulher e gosta de seguir as tendências e moda do momento, com certeza você vai querer conferir os lançamentos de biquinis para 2020. As novidades em modelos e estampas que estão fazendo a cabeça e vestindo as mulheres nas praias do Brasil.

O LeiaJá foi até a Dhay Arts Biquinis, localizada no bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife, para conhecer as novidades do mercado e saber o que vem com tudo na estação mais ensolarada do ano.

##RECOMENDA##

A loja, possui um atelier para fabricação própria e para as clientes que desejam realizar encomendas e pedidos sob medidas. Convidamos as modelos Andresa Andrade e Eveline Marinho para mostrar as novidades na loja. Confira:

1. Top ciganinha

Trabalhado no modelo ciganinha, com alças ombro a ombro mais caída, esse biquíni vem sendo o queridinho das blogueiras e famosas, trazendo uma pegada mais divertida.

2. Maiô com recorte 

Para quem opta pelo uso do maiô, a alta da estação são modelos mais trabalhados em recortes e detalhes, como este, que trazem uma valorização a mais para o corpo feminino.

3. Nude

Os biquínis nudes vem com tudo nessa estação, mas a aposta desse tom, são os detalhes e acessórios que o modelo pode conter. Neste aqui, o diferencial vem no trancado acrescentado as peças.

4. Neon

O neon continua com tudo desde o verão passado, mas neste verão não só o laranja e o verde entraram pra cartela de cores, o rosa e o lilás também entraram para jogo, com modelagens diferenciadas. Neste caso, a aposta é o sutiã trabalhado com aros de metal, que dá uma sustentação a mais e um charme ao modelo.

5. Cortininha Estampado

O tradicional cortininha, que é o queridinho das brasileiras, vem nessa estação com uma pegada mais coloridas e estampas que são a cara do verão, como os coqueiros.

6. Amarrações

Este biquíni traz um toque mais ousado, com destaque para parte superior do biquíni que traz a aposta de amarração na cintura e no pescoço. O modelo é aposta certa para quem quer ‘causar’.

7. Hot Pant com recorte

Conecido como cintura alta, este modelo também vem da estação passada, mas a aposta para esse verão é o trabalho em detalhes e recortes, na cintura e na parte superior do biquíni, além das estampas.

8. Top sutiã sereia

Este modelo se tornou o queridinho no último ano, porque além de ser mais trabalhado, inspirado nas sereias, este biquíni traz bastante sustentação para que tem muito busto.

9. Asa Delta

O antigo Asa delta vem nesse verão com uma pegada mais jovial, com estampas divertidas e conjuntinhos de combinação com as cangas, o modelo aposta no colorido e nas cores quentes.

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando