Esportes

| Futebol

O técnico Fábio Carille encerrou neste domingo a preparação do Santos para o jogo de segunda-feira contra o Flamengo, no Maracanã, pela 37.ª e penúltima rodada do Brasileirão. O treinador tinha dúvidas sobre a disponibilidade de Felipe Jonatan, mas o departamento médico confirmou que o lateral, com um desconforto no púbis, não está em condições de jogo, portanto ficou fora da lista de relacionados.

Por outro lado, o atacante Léo Baptistão foi liberado, após se recuperar de uma lesão na panturrilha sofrida no dia 13 de outubro, e apareceu entre os nomes convocados para o compromisso deste início de semana. De qualquer forma, deve ficar apenas no banco de reservas.

##RECOMENDA##

Já Diego Tardelli segue como desfalque entre as opções para o ataque santista. O experiente jogador de 36 anos ainda se recupera de um edema na coxa, tanto que já estava confirmado como desfalque desde a última sexta-feira.

Sem Felipe Jonatan, que vinha sendo escalado no meio de campo, Carille deve utilizar Marcos Guilherme, novamente à disposição após cumprir suspensão por cartão amarelo, como substituto. Também de volta, Marinho, recuperado de um desconforto muscular, será outra novidade no time titular.

Carille deve escalar o Santos com João Paulo; Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho, Vinicius Zanocelo, Marcos Guilherme e Lucas Braga; Marinho e Marcos Leonardo.

Confira a lista de relacionados do Santos:

Goleiros - João Paulo, Diógenes e Jandrei;

Defensores - Luiz Felipe, Madson, Wagner Leonardo, Danilo Boza, Robson Reis, Kaiky e Moraes;

Meias - Sandry, Carlos Sánchez, Vinícius Balieiro, Gabriel Pirani, Vinícius Zanocelo e Camacho;

Atacantes - Léo Baptistão, Marinho, Raniel, Marcos Guilherme, ngelo, Lucas Braga e Marcos Leonardo.

Em depoimento dado à polícia ao lado do advogado, o lateral-esquerdo do Flamengo, Ramon, negou ter ingerido bebida alcoólica antes de se envolver no atropelamento que provocou a morte do ciclista, e entregador de aplicativo, Jonatas Davi dos Santos, de 30 anos. O acidente aconteceu na noite de sábado (4), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com o próprio jogador, o ciclista cruzou a pista repentinamente e o pegou de surpresa. No mesmo depoimento, Ramon afirmou que chamou pelos bombeiros para fazer o atendimento no local. O ciclista, porém, morreu a caminho do hospital Lourenço Jorge. O caso foi registrado como homicídio culposo provocado por atropelamento.

##RECOMENDA##

Investigações ainda indicarão como aconteceu o atropelamento e não há informações se o jogador foi submetido ao teste alcoolemia. Um policial militar que esteve no local, também em depoimento, afirmou que a rua é bem sinalizada, que as condições de climáticas e de visibilidade eram boas no momento do atropelamento, e que o fato ocorreu logo depois de um semáforo.

Ao Estadão, a assessoria do atleta afirmou que Ramon está ainda muito triste e abalado com o ocorrido, e que estão buscando uma forma de entrar em contato com a família da vítima. A assessoria do Flamengo afirmou também que está prestando todo apoio ao lateral neste momento e que "o clube deixou o atleta bem à vontade para vir treinar ou não".

Reeleito presidente do Flamengo neste sábado, Rodolfo Landim comentou o acidente: "Eu estava no meio da contagem dos votos quando alguém me contou. A gente fica triste. Ele é um atleta exemplar. Óbvio que vamos prestar apoio a ele", finalizou.

Imagens do veículo mostram o parabrisa quebrado no lado do passageiro. Toda a lateral direita do carro também ficou danificada, incluindo o retrovisor, que foi arrancado com o choque. A polícia pretende contar com imagens de câmeras de segurança do local, além da coleta de depoimentos para as apurações.

Ramon passou a ser mais utilizado na equipe principal do Flamengo nesta reta final de temporada. O atleta foi titular em sete dos últimos 11 jogos da equipe rubro-negra no Campeonato Brasileiro. O lateral também participou de alguns jogos da Copa do Brasil e da Libertadores.

Ralf Rangnick iniciou com vitória sua primeira experiência como treinador fora da Alemanha. Novo técnico do Manchester United, o alemão contou com um toque de talento brasileiro para vencer o Crystal Palace por 1 a 0, neste domingo (5), em partida decidida pelo volante Fred, autor de um lindo gol que levantou a torcida no Old Trafford.

O triunfo no jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Inglês mantém a invencibilidade do time desde a demissão de Solskjaer, substituído interinamente por Michael Carrick nos três jogos anteriores. Sob o comando interino, foram contabilizados um empate por 1 a 1 com o Chelsea e uma vitória por 3 a 2 sobre o Arsenal, na liga nacional, além de um triunfo por 2 a 0 sobre o Villarreal na Liga dos Campeões.

##RECOMENDA##

O novo momento traz esperanças de um futuro melhor na disputa do Inglês, competição na qual o United ocupa a sexta colocação, com 24 pontos, ainda distante da briga pelo título, uma vez que o líder City tem 35 pontos. O Crystal Palace, que segurou o empate até Fred marcar aos 32 do segundo tempo, é o 12º colocado, com 16 pontos.

Em seu primeiro jogo no comando do time, Ralf Rangnick, ex-treinador de clubes como RB Leipzig e Schalke 04, mandou a campo exatamente a mesma escalação utilizada pelo interino Carrick no jogo contra o Arsenal, em partida disputada na última quinta-feira. O setor ofensivo estava bem organizado, portanto a bola chegava com certa frequência aos pés de Cristiano Ronaldo. O problema é que ele sempre dominava com a marcação já em cima e teve algumas finalizações interceptadas, mas, mesmo assim, conseguiu levar perigo.

Os jogadores de ataque tiveram um apoio importante pelos lados do campo, por onde Dalot e o brasileiro Alex Telles se lançavam em subidas pontuais e eficientes, que geraram oportunidades interessantes. Apesar da superioridade dos donos da casa, com 13 finalizações contra cinco do Crystal Palace, o primeiro tempo acabou sem nenhuma das redes balançadas no Old Trafford.

Ao voltar para o segundo tempo, o United manteve a postura ofensiva, porém viu o Crystal Palace encontrar mais espaços para criar jogadas, ainda que não tenham sido tão perigosas. As dificuldades começaram a aumentar conforme o tempo foi passando. O ataque da equipe de Manchester não funcionava, muito disso em razão de uma atuação inconsistente de Rashford, que errou bastante, rendeu pouco e foi substituído por Elanga aos 30 minutos.

Pouco antes disso, Alex Telles acertou uma bola no travessão, no que até então havia sido a melhor chance da partida. De qualquer forma, o brilho do dia estava em pés brasileiros. Quando o cronômetro marcava 32 minutos, Fred recebeu a bola fora da área, após Greenwood rolar para trás, bateu colocado e viu a bola morrer dentro do gol.

Agora, o Manchester United volta as atenções à rodada final da fase de grupos da Liga dos Campeões, competição pela qual enfrenta o Young Boys, da Suíça, em mais uma partida no Old Trafford. Já classificado às oitavas de final, o time precisa de um empate na partida, marcada para as 17 horas da quarta-feira, para confirmar a primeira colocação do Grupo F. O próximo compromisso na liga nacional é diante do Norwich, no dia 11.

 

OUTROS JOGOS - Fred não foi único brasileiro que marcou um golaço no Campeonato Inglês neste domingo. Em Londres, Lucas Moura abriu o caminho de uma vitória por 3 a 0 do Tottenham sobre o Norwich com um lindo gol. No lance, ele recebeu a bola pelo meio, acertou uma meia-lua, tabelou e limpou mais um marcador antes de chutar forte de fora da área para colocar a bola na rede.

Com isso, o Tottenham se mantém na quinta colocação, com 25 pontos, um a mais que o Manchester United. O Norwich é o lanterna, com dez. Em outra partida, o Leeds, do brasileiro Raphinha, que passou em branco, empatou por 2 a 2 com o Brentford.

Rodolfo Landim foi reeleito neste sábado (4) para seu segundo mandato como presidente do Flamengo. Após um longo dia de eleições na Gávea, iniciadas pela manhã, o resultado saiu no final da noite, com a confirmação da escolha que já vinha sendo projetada internamente. Landim recebeu cerca de 64,5% dos votos e vai comandar o clube no triênio 2022/2023/2024.

A porcentagem corresponde a 1.301 votos. O segundo candidato mais votado, Marco Aurélio Asseff, ficou bem longe, com 284 votos, apenas um a mais que o terceiro, Walter Monteiro, que recebeu 289. Outras 134 pessoas votaram em Ricardo Hinrichsen, enquanto cinco anularam o voto e quatro votaram em branco.

##RECOMENDA##

"É uma vitória expressiva, demonstração de que estamos no caminho certo. Reconhecimento de esforço de toda essa equipe da chapa roxa, do trabalho que viemos fazendo. Acho que serão mais três anos de luta que teremos pela frente. É o reconhecimento do esforço de toda essa equipe da chapa roxa. Tem dado sucesso", comentou Landim em contato com a imprensa logo após a divulgação do resultado.

O presidente reeleito também confirmou que Marcos Braz, seu homem de confiança, seguirá exercendo o cargo de vice-presidente de futebol do Flamengo. Ao falar do assunto, ele mudou o tom, já que o trabalho de Braz vem sendo questionado há algum tempo.

"O cara é vice-presidente que é tricampeão carioca, duas vezes campeão brasileiro, campeão da Libertadores, da Recopa, duas vezes da Supercopa. Ele é um grande vencedor, sujeito que está o tempo todo trabalhando, é meu braço direito no futebol. Está louco?", afirmou.

Landim tinha o objetivo de ser eleito com mais de 80% dos votos, o que daria ao seu grupo 100% das cadeiras do Conselho Deliberativo e de Administração. Com os 64,5%, contudo, a Chapa Roxa, pela qual ele concorreu, conseguiu 120 cadeiras no Deliberativo e 48 na Administração. A Chapa Azul, de Marco Aurélio Asseff, ficou com o restante das cadeiras, 40 no Deliberativo, das quais 30 são titulares, e 18 no Conselho de Administração.

Eleito para o primeiro mandato em 2019, Rodolfo Landim esteve no comando durante conquistas importantes, como a Libertadores do mesmo ano em que foi eleito e dois Campeonatos Brasileiros. Apesar disso, a gestão protagonizou um dos momentos mais tristes da história do clube, quando um incêndio no Ninho do Urubu matou dez jovens atletas.

Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo, se envolveu em um acidente de carro neste sábado (4) na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O atleta conduzia seu veículo quando atropelou um ciclista. A vítima era Jonatas Davi dos Santos, de 30 anos, que foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital Lourenço Jorge. Ele era entregador de aplicativo.

Bombeiros e policiais militares foram chamados para o local. Informações preliminares indicam que o jogador de 20 anos prestou socorro e chamou assistência médica. Ramon depõe na 16ª Delegacia de Polícia, que fica no bairro onde ocorreu o acidente.

##RECOMENDA##

Investigações sobre o atropelamento ainda indicarão como aconteceu o acidente. Relatos iniciais não esclarecem se o ciclista cruzou a pista com semáforo aberto ou fechado.

Imagens do veículo mostram o parabrisa quebrado no lado do passageiro. Toda a lateral direita do carro também ficou danificadas, incluindo o retrovisor, que foi arrancado com o choque. A polícia pretende contar com imagens de câmeras de segurança do local, além da coleta de depoimentos para as apurações.

Ramon passou a ser mais utilizado na equipe principal do Flamengo nesta reta final de temporada. O atleta foi titular em sete dos últimos 11 jogos da equipe rubro-negra no Campeonato Brasileiro. O lateral também participou de alguns jogos da Copa do Brasil e da Libertadores.

Reeleito presidente do Flamengo neste sábado, Rodolfo Landim comentou o acidente: "Eu estava no meio da contagem dos votos quando alguém me contou. A gente fica triste. Ele é um atleta exemplar. Óbvio que vamos prestar apoio a ele", finalizou.

Nesta segunda-feira (6), Athletico Paranaense e Palmeiras se enfrentam pela 37ª rodada do Brasileirão. O jogo ocorre na Arena da Baixada, em Curitiba, a partir das 19h (horário de Brasília).

##RECOMENDA##

Nos próximos dias, acontecem os jogos válidos pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e logo serão definidos os dois últimos times que vão cair para a Série B. Um dos times que mais estão correndo este risco é o Grêmio, que joga amanhã (5) contra o Corinthians, a partir das 16h (horário de Brasília) em Itaquera. A partida é o último respiro do Tricolor Gaúcho na elite do futebol brasileiro nacional, já que existem 93% de chances de rebaixamento.

Independente da situação dramática do Grêmio, em contrapartida, o Corinthians vai em busca de mais uma vitória no Brasileirão. Apesar de estar em 4° lugar na tabela de classificação (56 pontos), outros três pontos são importantes para não correr o risco de perder a vaga no G4. Mesmo que o Timão tenha algumas dúvidas para o duelo, como o meia Giuliano, outros jogadores estão à disposição do alvinegro paulista, como Renato Augusto, Róger Guedes e Jô.

##RECOMENDA##

Na visão do técnico Sylvinho, é importante ter cautela com os atletas que estão no departamento médico em recuperação para que eles consigam estar aptos a retornarem aos treinos e posteriormente aos jogos, sempre com qualidade, especialmente contra o Grêmio. “É um jogo importante, que também será muito difícil, mas nós vamos focar na partida, para tentar seguir no lugar mais alto da tabela de classificação do campeonato”.

Já o Tricolor Gaúcho vive momento de dificuldade e precisa impor aquilo que sabe jogar para conseguir conquistar as próximas partidas, assim como fez na vitória contra o São Paulo por 3 a 0. Vale lembrar que o confronto terá um gosto de vingança, já que em 2007, o Grêmio foi um dos responsáveis pelo rebaixamento do Corinthians e assim, ao que tudo indica, torcida e jogadores paulistas vão estar mais empenhados, justamente para levar o Grêmio direto para a Série B.

De acordo com o comandante Vagner Mancini, o Tricolor Gaúcho vai até São Paulo para enfrentar o Timão, que terá o apoio da torcida. “O Corinthians não vai facilitar, jogará com seu torcedor, que quer nos complicar, mas do outro lado tem uma equipe que vai lutar, que vai fazer toda sua temporada em 90 minutos”. Vale lembrar que apesar de um possível resultado para o time gaúcho, o Grêmio ainda depende de uma combinação de resultados para continuar na Série A do Brasileirão.

 

 

O Real Madrid superou as adversidades fora de casa contra a Real Sociedad e derrubou a invencibilidade do time basco diante de sua torcida no Campeonato Espanhol. Com funções diferentes em campo, os brasileiros Éder Militão e Vinícius Júnior foram grandes destaques na partida, fundamentais para a sexta vitória seguida do Real Madrid na competição. O jogo da 16ª rodada aconteceu no estádio Anoeta e terminou com vitória do time de Madrid por 2 a 0.

Líder isolado, o Real Madrid soma 39 pontos e abre vantagem de oito pontos para o segundo colocado, que é o Sevilla. A Real Sociedad perde pela segunda vez seguida e fica na quinta posição, com 29.

##RECOMENDA##

O início de jogo foi preocupante para o Real Madrid. Benzema, um dos principais jogadores do clube, levou uma pancada e precisou ser substituído por Luka Jovic. O jogo no estádio Anoeta se voltou ainda mais para a Real Sociedad no primeiro tempo, com o time da casa tentando pressionar, mas sem conseguir vencer a zaga do Real Madrid, com destaque para a grande atuação de Éder Militão e Alaba. A torcida do time do país basco tentou empurrar os mandantes, mas o jogo foi para o intervalo empatado por 0 a 0.

Foi logo após a volta dos vestiários que Vinícius Júnior chamou a responsabilidade e tirou o zero do placar aos 2 minutos. O atacante brasileiro recebeu na ponta esquerda, trouxe para o meio driblando os adversários e puxou uma tabelinha com Jovic. Vinícius recebeu para bater de primeira no canto e fazer 1 a 0. Vinícius Júnior alcança a marca de 10 gols e 3 assistências em 16 jogos no Campeonato Espanhol. Na temporada, são 12 gols e 5 assistências em 21 jogos.

Dez minutos depois do gol, Kroos cobrou escanteio na área, Casemiro desviou de cabeça e Luka Jovic mergulhou para mandar para as redes e fazer 2 a 0 para o Real Madrid. Já na reta final, Militão fez grande jogada na zaga e tocou para Vinícius, que disparou e por pouco não marcou mais um. Éder Militão recuperou nove bolas no jogo, ganhando disputas pelo alto e por baixo com muita tranquilidade.

[@#video#@]

Atlético perde de virada

Um pouco mais cedo, o Atlético de Madrid enfrentou o Mallorca. O time de Madrid também abriu o placar com gol brasileiro, de Matheus Cunha. Mas quem deixou o campo com os três pontos foi o Mallorca, com virada já nos acréscimos. Russo empatou de cabeça e Takefusa Kubo fez o segundo.

O Atlético de Madrid fica empatado em pontos com a Real Sociedad, ocupando a quarta colocação. O Mallorca chega a 19 pontos e ocupa a 12ª colocação na tabela. Na próxima rodada, Real Madrid e Atlético de Madrid fazem clássico. Antes disso, o Real joga com a Internazionale e o Atlético enfrenta o Porto pela Liga dos Campeões. Já o Mallorca receberá o Celta em casa, enquanto a Real Sociedad buscará a recuperação fora de casa contra o Betis.

A estratégia utilizada na final da Libertadores nos 2 a 1 diante do rubro-negro carioca em Montevidéu dá esperanças ao ex-meia Rivaldo de ver um Palmeiras com uma campanha vitoriosa em seu próximo desafio internacional: o Mundial de clubes que será realizado em fevereiro do ano que vem em Abu Dhabi.

Em entrevista à Betfair, o ex-jogador destacou a entrega dos atletas e a mentalidade do técnico Abel Ferreira no encontro que definiu o título da Libertadores em favor da equipe paulista.

##RECOMENDA##

"O segredo desse sucesso esteve na consciência que o técnico Abel Ferreira e seus comandados tiveram de que seu oponente era muito forte. O Flamengo era favorito, mas o Palmeiras soube montar uma estratégia defensiva e explorar os erros de seu rival para cravar uma grande vitória", falou o ex-camisa 10.

O triunfo, para o ex-jogador, teve como grande marca a solidariedade do elenco em brigar por um objetivo em comum: o título. "Não seria justo destacar um nome, nem sequer o Deyverson, que marcou o gol da vitória, pois foi todo o grupo que conquistou esse troféu coma sua grande união."

Com duas partidas a cumprir nesta reta final de Brasileiro, o Palmeiras mira suas atenções para o Mundial. Sobre o torneio, Rivaldo deu sua opinião sobre um suposto confronto contra o Chelsea.

"A equipe já teve uma má experiência em 2020 e essa foi uma lição. Agora, o time deverá entrar muito mais focado já nas semifinais. Nunca será um jogo fácil. Só assim terá condições de chegar à final", comentou.

O desafio de encarar o Chelsea, segundo ele, pode ser medido pela campanha recente do Palmeiras na Libertadores. "O time londrino está em grande fase, mas como poucos acreditavam que o Palmeiras pudesse eliminar o Atlético-MG e o Flamengo, acho que pode ser possível uma vitória sobre o time inglês. Seria um marco histórico para o clube que elevaria o técnico Abel Ferreira para um patamar superior como um dos técnicos de maior sucesso na história do clube paulista".

O Mundial de clubes vai ser realizado entre os dias 3 e 12 de fevereiro de 2022. O adversário do Palmeiras na semifinal vai ser o Monterrey, do México, ou o Al Ahaly, do Egito, que se enfrentam pelas quartas de final. Na edição da competição do ano passado, a equipe de Abel Ferreira acabou derrotada pelo Tigres do México em seu primeiro confronto. Na disputa do terceiro lugar, a eliminação veio nos pênaltis para o Al Ahly.

O Palmeiras decidiu não renovar o contrato de Felipe Melo, que vence ao final deste ano, e o atleta não faz mais parte do elenco. O clube informou a decisão ao experiente volante neste sábado, dia seguinte à festa de comemoração pelo tricampeonato da Libertadores. Com isso, o jogador está livre para assinar com outros clubes. Fluminense e Internacional já demonstraram interesse em seu futebol.

Felipe Melo, hoje com 38 anos, já disse mais de uma vez que planeja jogar mais duas temporadas. Ele queria, portanto, prorrogar seu vínculo por esse período. Mas o Palmeiras entendeu que, a despeito de sua importância dentro e fora do vestiário e do desejo do técnico Abel Ferreira de sua permanência, seu ciclo chegou ao fim.

##RECOMENDA##

Sem se aprofundar na opção de não ampliar o contrato do atleta, o Palmeiras, que a partir do dia 15 deste mês será presidido por Leila Pereira, afirmou que "decisões difíceis na hora certa definem o peso do personagem na história" e disse que a saída de Felipe Melo "não marca o fim de sua trajetória no Palmeiras, mas o início da eternização".

"Você ascende ao patamar mais elevado que o futebol proporciona, marcado para sempre nas paredes do clube e na memória do torcedor", destacou.

No texto de agradecimento, o Palmeiras lembrou de momentos adversos do veterano, deu destaque para o carinho da torcida pelo volante e enalteceu a sua postura em campo e fora dele. O clube também publicou um vídeo com duração de seis minutos a fim de exaltar seus feitos na trajetória de cinco anos na equipe alviverde.

"Você trouxe essa alegria à torcida que canta e vibra duas vezes. A mesma torcida que, desde o começo te abraçou e cantou a plenos pulmões: "o bagulho é doido, Felipe Melo pitbull cachorro louco".

Felipe Melo chegou ao Palmeiras em 2017. Logo em sua apresentação, avisara que daria tapa na cara de uruguaio caso preciso fosse, e promessa foi cumprida posteriormente. O experiente volante passou por períodos difíceis e ficou perto de ter sua saída precoce decretada depois que brigou com o técnico Cuca, tanto que foi afastado. Mas depois foi reintegrado e passou a escrever uma nova história, ainda com controvérsias, mas com vitórias e títulos.

O jogador deixa o Palmeiras com cinco títulos: Brasileirão de 2018, o Campeonato Paulista de 2020, a Copa do Brasil de 2020 e as duas Libertadores de 2020 e 2021. "Que missão cumprida", enalteceu o clube.

Do elenco atual, Felipe Melo é o terceiro jogador com mais jogos (225, atrás apenas de Dudu, com 333, e Willian, com 253) e o segundo que mais venceu (136 triunfos, empatado com Willian e atrás somente de Dudu, com 189).

No cômputo geral, ele é o segundo jogador de linha com mais vitórias pelo Palmeiras em Libertadores (25, atrás apenas de Gómez, com 26) e o terceiro que mais jogou no Allianz Parque (98 jogos, superado por Dudu, com 141, e Willian, com 108).

Na reinauguração da loja, na sala de troféus e no campo, onde tiveram atividades de lazer, centenas de tricolores estiveram presentes para presenciar as novidades da Volt, nova fornecedora do Santa Cruz.

Danilo Lira, de 33 anos, esteve no Arruda acompanhado de seu filho Ícaro, de apenas 11 anos. Morador do Arruda, ele acompanhou o evento e conferiu as novidades do clube após ver seu filho jogando pelo sub-11 do Santa, no Arrudinha, onde venceram o São Lourenço por 14x1. "Aprovamos a camisa, gostei dos detalhes do escudo e do design moderno da camisa", iniciou. 

##RECOMENDA##

Sobre o futuro tricolor, Danilo se disse esperançoso. "Já estivemos nessa situação antes e a gente, como torcedor, acredita que vamos novamente dar a volta por cima", declarou.

[@#galeria#@]

Fábio Rocha, de 41 anos, compartilha o amor pelo Santa Cruz com seus dois filhos e sobrinhos. Após comprar camisa, almofada e canecas na nova loja do clube, se dirigiu ao gramado para se divertir com os pequenos Fábio, Davi e Maria Eduarda. "Apesar da marca nova, desconhecida, gostei do material e do manto. É confiar, gostei de quando foi a Champs e das camisas da fornecedora própria, a Cobra Coral. Também eram desconhecidas mas foram bem, é confiar", declarou.

No geral, os torcedores do Santa Cruz parecem ter aprovado as novas camisas para 2022. Na loja, a movimentação foi intensa, com filas dando voltas no ambiente buscando garantir o manto oficial. Nos tamanhos de PP a 8G, o padrão tricolor chega custando o valor de 229.99.

Na última sexta-feira (3), o atacante Neilton detonou o departamento médico do Sport. Em uma postagem em uma rede social, o atleta acusou o Leão de "descaso", em relação ao tratamento por parte do clube de uma lesão que ele sofreu no tornozelo direito, na final do campeonato estadual, em maio.

Neilton acusou o DM rubro-negro de prolongar o diagnóstico e o tratamento cirúrgico, e afirmou ter passado por dezenas de infiltrações, além de um procedimento, que pioraram o seu quadro.

##RECOMENDA##

Neste sábado (4), o Sport se proncunciou sobre a acusação. Em nota. o Leão disse, prmeiramente, que o atleta estaria querendo "ganhar a opinião pública e prejudicar o clube e seu departamento médico para uma resposta imediata ao torcedor rubro-negro".

O comunicado ainda diz que "o Sport Club do Recife nega que o atual departamento médico tenha realizado qualquer infiltração no tornozelo do atleta, tendo sido feito uma viscossuplementação, indicada e feita pelo Algologista em questão."

E afirma também que "após o atleta relatar que não havia melhorado o seu quadro clínico por completo, o mesmo foi liberado no dia 19 de setembro para procurar outra opinião fora do Estado".

Confira a nota completa:

Por meio desta, o Sport Club do Recife vem se posicionar diante da nota emitida pelo atleta Neilton Meira Mestk, no dia 03 de dezembro de 2021.

Primeiramente, durante duas semanas, o referido atleta esteve anunciando que iria publicar uma nota sobre o fato. A publicação veio momentos antes da partida do Sport contra o Flamengo, na última sexta-feira à noite, dia 03 de dezembro, na Arena de Pernambuco. O intuito estava claro de querer ganhar a opinião pública e prejudicar o clube e seu departamento médico para uma resposta imediata ao torcedor rubro-negro, quando o foco da sua direção e membros da comissão técnica estava totalmente nessa partida.

Mas vamos aos fatos. A atual gestão, ao assumir o clube no dia 23 de julho de 2021, deparou-se com a situação do atleta em questão com elevado histórico de lesões em seu tornozelo direito.

O atleta estava em tratamento conservador (com fisioterapia, medicações e infiltração com ácido hialurônico em seu tornozelo) para uma patologia em que o clube não pode divulgar o diagnóstico ou os exames, a menos que haja uma expressa autorização do atleta por questões de ética, respeitando a relação médico e paciente.

Após a mudança da gestão no clube (23 de julho de 2021), foi optado pelo atual departamento médico, conjuntamente com o atleta, um procedimento cirúrgico, realizado por um dos melhores especialistas na sua área de atuação na cidade do Recife (inclusive, membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT e Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé – ABTPE). Esse procedimento ocorreu sem qualquer ônus ao atleta, aqui deixando bem claro o cuidado e a presteza do Sport com qualquer atleta com vínculo com o clube.

Importante salientar que o atleta relata ter iniciado os sintomas no dia 23 de maio de 2021, foi submetido a exames de imagens no dia 26 de maio (Ressonância no tornozelo) e tomografia do tornozelo no dia 22 de julho, exame este que subsidiou a indicação do procedimento cirúrgico.

O atleta foi submetido a cirurgia no dia 24 de julho, apenas um dia após a posse da nova gestão do clube, mais uma vez demonstrando o comprometimento do clube com o atleta.

Durante sua reabilitação, o mesmo afirmou que houve melhora parcial de suas queixas e, com isso, o clube, mais uma vez, encaminhou a uma outra referência médica (Algologista renomado na cidade, presidente da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas em Dor) para que fosse tentado a complementação do tratamento com uma terapêutica diferente.

O Sport Club do Recife nega que o atual departamento médico tenha realizado qualquer infiltração no tornozelo do atleta, tendo sido feito uma viscossuplementação, indicada e feita pelo Algologista em questão. Em nenhum momento, qualquer profissional do departamento médico do clube teria comentado que “ele fizesse a infiltração para que pudesse atuar na reta final do Campeonato Brasileiro e que se saísse bem para arrumar um novo contrato”.

Quanto à afirmação que o atleta se encontrava com exame, que apontava um estado clínico da lesão pior após o primeiro procedimento, o Sport Club do Recife não reconhece esta afirmação. Inclusive, há exames comprobatórios (realizado por uma nova ressonância do tornozelo, no dia 09 de setembro de 2021) e imagens do trans operatório, durante o primeiro procedimento, que rechaçam essa informação. O Sport Club do Recife se coloca à disposição para esclarecer sobre este tema, caso o atleta Neilton libere, expressamente, sua divulgação, sem ferir questões de ética médica.

Após o atleta relatar que não havia melhorado o seu quadro clínico por completo, o mesmo foi liberado no dia 19 de setembro para procurar outra opinião fora do Estado. Após essa consulta, foi informado que o médico indicou novo procedimento cirúrgico. Neste momento, prontamente, o clube solicitou por escrito a proposta cirúrgica referida, pois se tratava de um atleta com direitos econômicos vinculados ao Coritiba Football Club e esse é um procedimento médico de praxe.

Essa resposta só foi enviada ao Sport Club do Recife no dia 09 de novembro. De pronto, o departamento médico do clube anuiu à proposta cirúrgica e foram iniciadas as tratativas entre os clubes. O Sport solicitou um orçamento completo com os gastos cirúrgicos, hospitalares e honorários médicos. Esse orçamento completo nunca foi enviado pelo atleta, tendo chegado ao clube um orçamento incompleto no dia 11 de novembro, sem a parte dos honorários médicos, o que inviabilizaria a liberação por parte do Sport. Para nossa surpresa, o atleta e seu staff agendaram a realização da cirurgia sem informação e autorização prévia do clube, impossibilitando o acompanhamento por parte de um membro do departamento médico na cirurgia.

Durante as tratativas do Sport Club do Recife com o atleta, seu empresário e o Coritiba, fomos surpreendidos com uma notificação extrajudicial, datada no dia 18 de novembro e que chegou em nossas mãos apenas no dia seguinte, afirmando que a cirurgia seria realizada neste dia (19 de novembro). O Sport fez uma contranotificação, também extrajudicialmente, no dia 21 de novembro, ressaltando que não seria responsável pelos custos assumidos por este, uma vez que caberia a prévia autorização, já que não foi encaminhado a totalidade dos custos para o procedimento.

Após a realização do novo procedimento cirúrgico, o Sport Club do Recife solicitou, no dia 24 de novembro, o relatório cirúrgico para a programação de sua reabilitação. Até o presente momento não foi enviado nada sobre tais solicitações, nem mesmo o atleta retornou ao clube para reiniciar seu tratamento.

O Sport Club do Recife não se furtou, em nenhum momento, do tratamento do atleta, assim como faz com todos os demais vinculados ao clube. Foram tentados o tratamento conservador, o tratamento cirúrgico com retirada de corpos livres do seu tornozelo, como exposto pelo próprio atleta e, por fim, uma artroscopia e retirada de corpos livres do seu tornozelo, mesmo procedimento que havia sido realizado anteriormente.

Importante colocar que o referido atleta, por diversas vezes, fez elogios ao procedimento cirúrgico realizado nele. Foram elogios públicos como constam em suas redes sociais. Por isso que o clube estranha, assim, suas informações emitidas na nota. Apenas demonstra que ele está sempre atrás de um culpado, sem compromisso nenhum com o clube.

Estranhamos, também, que o atleta venha se posicionar justamente no momento em que os jogadores lutavam, dentro de campo, para fugir do rebaixamento. E somente agora, consolidado a nossa queda que o atleta publicou a nota. Será que se o Sport tivesse permanecido na Série A ele teria feito isso?

O Sport Club do Recife se coloca à disposição para mais esclarecimentos, firmando aqui seu compromisso com a verdade e o cuidado para qualquer atleta que tenha vínculo com o clube. E neste momento, reitera para que o atleta Neilton, oficialmente, permita a divulgação de todos os seus dados médicos que estão em posse do departamento médico do clube, bem como da última cirurgia realizada.

O mais recente caso de acusação de assédio, cometido pelo ex-diretor e irmão do presidente do Náutico, Errison Melo, contra Tatiana Roma, dentro do clube, jogou os holofotes mais uma vez para o machismo envolto no meio do futebol. Algo que parece nunca ter fim.

De quebra, homofobia e racismo também entraram na pauta. Coisas diferentes, mas questionamentos parecidos. O ano de 2021 trouxe alguns exemplos de como essas coisas ainda seguem bem vivas no futebol pernambucano. Quem não se lembra da proibição, que acabou revertida, e que proibia o Náutico de usar a camisa do 'Vidas Negras Importam'? E do ataque homofobico sofrido pelo ex-BBB Gil do Vigor por parte de conselheiros do Sport e que acabou em pizza?

##RECOMENDA##

Por conta da necessidade de discutir o tema, na série de entrevistas do LeiaJá com os candidatos às eleições no Náutico - Bruno Becker, Diogenes Braga e Plínio Albuquerque - todos foram questionados e apresentaram suas visões e seus projetos para combater atos como os citados.

Veja o que disse cada um.

Bruno Becker - Náutico Sustentável

“Se eu quero tratar de forma orgânica isso dentro do clube, eu preciso ter uma diretoria para cuidar disso. A questão das minorias é uma questão social que o clube tem. Ele está inserido no contexto social e precisa se posicionar sobre diversas pautas. Isso não é ativismo político. Não faz sentido o executivo mandar um ofício para o conselho com intuito de jogar com a camisa rosa, a maioria votar para jogar com a camisa, a CBF autorizar e o clube, sem dar satisfação, decidir que não ia jogar mais com a camisa rosa”.

Diogenes Braga - Avança Náutico

"Os clubes são formadores de opinião, são grandes multiplicadores de ideias e de pensamentos e a entidade tem que se comprometer com todos os valores sociais. Temos inúmeros projetos nesse sentido, da própria forma de comunicação do clube, da demonstração do clube que já aconteceu e vem acontecendo. Não é uma questão de começar a ser feito. A camisa preta que o Náutico colocou é muito simbólica. Não adianta ter um projeto, ou uma ação, é uma questão muito mais comportamental”.

Plinio Albuquerque - Inova Náutico

"Não acho que uma camisa vai dizer qual conceito de uma gestão. A minha gestão vai ser uma gestão inclusiva na prática e de todas as formas. Seja num banheiro que respeite homens e mulheres, seja no respeito a qualquer pessoa de qualquer opção sexual, de cor, de qualquer coisa. Vai ser uma gestão de fato inclusiva. Não pode ser só uma camisa”. 

O dia foi de movimento na casa do Santa Cruz. O evento ‘De Volta ao Arruda’, neste sábado (4), foi para reinauguração da loja do clube e o lançamento de novos materiais esportivos, animando os torcedores que estiveram presentes em bom número. 

Renovada, a loja tricolor contou com a presença de jogadores do elenco principal, como Léo Gaúcho e Caetano, e teve movimento intenso por parte dos torcedores, que fizeram a fila dar voltas no ambiente para comprar o novo manto coral.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

No gramado, cama elástica, escorregadores para as crianças se divertirem, barrinhas para jogar futebol e um palco para o desfile de apresentação das novas camisas e show de artistas convidados que torcem para o Santa Cruz.

Novas camisas

Agora fornecidos pela Volt, os uniformes tricolores para a temporada 2022 foram apresentados.

O primeiro padrão tem linhas grossas vermelhas e pretas na horizontal, divididas por brancas mais finas. No escudo do Santa Cruz, detalhes em em escamas, simulando o mesmo modelo contido na cobra coral, símbolo e mascote do clube. A gola é em formato V e as mangas são completamente pretas com detalhes finais no vermelho e branco.

As vestimentas dos goleiros trazem as cores tradicionais dos últimos anos, azul e cinza, mas uma novidade atraente, uma marca d'água do Arruda comemorando os 50 anos do estádio, inaugurado no dia 4 de junho de 1972.

Depois de Bruno Becker e Plínio Albuquerque, candidatos de oposição, chegou a vez de ler as propostas de Diógenes Braga, atual vice-presidente e candidato da situação às eleições do Náutico neste domingo (5), pela chapa Avança Náutico. O dirigente quer transformar o time alvirrubro em um clube empresa e prega pela sequência da gestão.

Com projeto de manutenção do modelo de gestão e de responsabilidade fiscal, Diógenes se debruçou sobre os temas propostos - dívidas trabalhistas, futebol, categoria de base - o atual vice do clube ainda disse que vê como solução para as dívidas a mudança para clube empresa.

##RECOMENDA##

Dívidas trabalhistas

Para Diógenes, as finanças do clube precisam de continuidade do atual modelo de gestão aplicado. O dirigente ainda declarou que, ao lado de Edno, conseguiu equilibrar algumas coisas, mas que tem o desejo de ir além e transformar o Náutico em clube-empresa.

“É preciso que haja uma continuidade desse projeto, a continuidade de uma gestão de responsabilidade para o clube ir sendo saneado, sendo curado de todos os problemas que ele tem”, disse Diógenes. que ainda afirmou que a gestão dele e Edno conseguiu “estancar a grande fábrica de causa trabalhistas” e respeitar o orçamento do clube, situações que para ele estão consolidadas.

“O projeto que eu vejo palpável é transformar em uma SAF (Sociedade Anônima do Futebol), transformar em clube empresa. Você blinda completamente o patrimônio, passa a ter uma programação de pagamentos, de amortização de dívidas e pode aportar investidores. Acho que a grande maioria dos clubes do futebol brasileiro vão aderir”.

Futebol

“Eu concordo com a questão do elenco curto, mas não foi o pernambucano que nos deu uma falsa impressão, o que acontece é que perdemos três peças super importantes e orçamento curto”. Os três jogadores são Wagner Leonardo, que o Santos pediu de volta, Erick, que ele afirma que o clube não tinha ‘menor condição’ de concorrer com a proposta do Ceará, e Kieza, que rompeu o tendão de aquiles.

Questionado sobre a manutenção de Hélio dos Anjos ele não cravou a permanência do treinador, disse que toda preparação do futebol vai ficar a cargo dos seus ‘pares’ Gilberto Correia, vice-presidente de futebol, Eduardo Belo vice-presidente financeiro, Roberto Selva Filho vice-presidente jurídico de futebol e que a decisão deles passaria pela presidência. Mas ressaltou que o treinador tem contrato até 2022.

Categoria de base

“Uma das coisas que mais me dá orgulho no clube é ter brigado quando presidente da comissão do futebol no conselho para colocar no regimento interno que o mínimo de 25% do elenco profissional tinha que ser de originários da base. As pessoas diziam que era loucura que não conseguia”. Ele ainda projetou a próxima temporada e afirmou que vê “o ano de 2022 como ano para revelar muitos atletas”. 

Após o empate diante do Flamengo, sexta-feira (3), na Arena de Pernambuco, o Sport, já rebaixado, segue na 18ª colocação da Série A, com 34 pontos. Faltando duas rodadas para o fim da competição, mesmo que vença Chapecoense e Athletico-PR, o time pernambucano só faria mais seis pontos, terminando o Brasileirão com 40.

Esse aproveitamento já é a segunda pior campanha do Leão na história da primeira divisão na era dos pontos corridos. Um desempenho melhor apenas do que o de 2009, ano em que terminou na lanterna, com apenas 31 pontos.

##RECOMENDA##

No ano de 2018, o Sport terminou a competição com 39 pontos. Mas, na verdade, o time fez 42 em campo. É que, depois de encerrado o Brasileiro, o Leão perdeu 3 pontos no STJD, por falta de pagamento ao jogador Gabriel. 

Segue a lista das campanhas e colocações rubro-negras na Série A dos pontos corridos, na ordem cronológica.

2007

51 pontos - 14° colocado

2008

52 pontos - 11° colocado

2009

31 pontos - 20° colocado

2012

41 pontos - 17° colocado

2014

52 pontos - 11° colocado

2015

59 pontos - 6° colocado

2016

47 pontos - 14° colocado

2017

45 pontos - 15° colocado

2018

39 pontos (perdeu 3 pontos no STJD) - 18° colocado

2020

42 - pontos - 15° colocado

O atacante argentino Depietri foi o herói improvável do Fortaleza na noite desta sexta-feira na Arena Castelão. Foi dele, aos 36 minutos do segundo tempo, o gol que deu a vitória ao time cearense por 1 a 0 e colocou o Fortaleza pela primeira vez na sua história na Copa Libertadores da América.

Com o resultado, o Fortaleza fica em quinto lugar com 55 pontos. O Juventude se complica na luta contra o rebaixamento. Com 43 pontos, na 15ª posição, está apenas três pontos distante do Bahia, primeiro clube na zona de rebaixamento.

##RECOMENDA##

O Fortaleza partiu para cima do Juventude e antes do primeiro minuto o árbitro Bruno Arleu de Araújo consultou o VAR para verificar um possível pênalti para o time cearense em toque de mão após cabeçada de Yago Pikachu. Após consulta, ele assinalou falta para o Juventude de David em cima de Vitor Mendes.

Mais intenso, o Fortaleza seguiu pressionando e chegando ao ataque com velocidade. Aos 13 minutos, David lançou Robson, que desperdiçou na cara de Douglas.

Apesar do domínio e da maior posse de bola, o Fortaleza chegou pouco de forma objetiva ao gol do Juventude na primeira etapa. O time gaúcho se limitou a apenas se defender na primeira etapa.

Se não atacou no começo, no segundo tempo foi o Juventude quem criou a primeira chance de gol. Aos oito minutos, após cruzamento de Guilherme Castilho, Sorriso escorou e Jadson quase fez de fora da área.

Após este lance, o Fortaleza voltou a comandar as ações e Douglas apareceu para salvar o Juventude duas vezes. Aos 13, defendeu conclusão de Robson após cruzamento de Yago Pikachu. Na sequência foi a vez do goleiro afastar chute de Osvaldo.

Aos 19, foi a vez de Marcelo Boeck trabalhar. Após cruzamento ela direita, Sorriso cabeceou no chão e o goleiro fez excelente defesa. Após esta chance, o time gaúcho ditou o ritmo do jogo e teve a chance de abrir o placar aos 33, quando Chico cruzou e Vitor Mendes cabeceou na trave.

Quando o Juventude era melhor, o Fortaleza marcou. Aos 36 minutos, após Douglas cobrar mal o tiro de meta, Depietri aproveita, avança e marca na saída do goleiro.

Depois disso, foi só festa tricolor nas arquibancadas do Castelão com mais de 45 mil torcedores. Ao apito final, foram mais de 15 minutos de comemoração da torcida e com a participação dos jogadores.

Os dois times voltam a jogar na segunda-feira, pela penúltima rodada do Brasileirão. O Fortaleza encara o Cuiabá na Arena Pantanal, às 20h. O Juventude, às 19h, visita o São Paulo no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 1 X 0 JUVENTUDE

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Matheus Jussa e Titi; Yago Pikachu, Ederson, Felipe (Lucas Lima), Matheus Vargas (Romarinho) e Lucas Crispim (Osvaldo); David (Depietri) e Robson (Wellington Paulista). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

JUVENTUDE - Douglas; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Jadson (Capixaba), Dawhan, Guilherme Castilho (Bruninho) e Wescley (Chico); Ricardo Bueno e Sorriso. Técnico: Émerson Ávila (auxiliar).

GOL - Depietri aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG).

CARTÕES AMARELOS - Lucas Crispim e Robson.

RENDA - R$ 802.862,00.

PÚBLICO - 45.398 total.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

O duelo entre Sport e Flamengo, na Arena de Pernambuco, nesta sexta-feira (3), terminou com empate entre as equipes. Mas em campo o que se viu foi um jogo aberto e franco de dois times, que não disputam mais nada na Série A. O gols foram de Gustavo para os pernambucanos e Michael para os cariocas.

Início elétrico

##RECOMENDA##

O início foi com várias chances para os dois times. Vitinho aos 2 ganhou de Sabino e cruzou para Michael que não alcançou. Aos seis, Mikael cruzou e Hernanes obrigou Hugo a boa defesa na resposta do Sport. Pedro aos 9 tentou encobrir Mailson que se recuperou. Depois disso o jogo baixou o ritmo. 

O Flamengo rondava mais a área buscando espaço nas pontas. O Sport ia ao ataque menos vezes explorando as costas da defesa. Aos 22, Mikael que pegou sobra de escanteio e mandou uma bomba que Hugo salvou. Na resposta, uma bola que estava viva na área do Leão sobrou para Michael que na cara do gol errou. Mas já perto dos 40 o atacante se recuperou e livre nas costas do Ewerthon mandou para o fundo das redes abrindo o placar.

Sport em cima

Aos cinco Matheusinho afastou errado, a bola sobrou para Gustavo que carregou invadiu a área e empatou o jogo. O Flamengo foi para cima e seguia achando buracos pelos lados do campo, mas o Sport ia se defendendo e vez ou outra espetava lá frente assim como foi na primeira etapa.

E aos 28, Mikael subiu muito alto e testou firme, mas Hugo salvou novamente e evitou a virada. O Flamengo seguia por cima, mas também não criava tanto assim, quem chegava era o Sport que aos 37 quase virou, mas David Luiz mais uma vez evitou a derrota flamenguista. Mesmo com Leão tendo mais chances o empate foi mantido.

Em uma nota divulgada nesta sexta-feira (3), Neilton detonou o departamento médico do Sport e detalhou o que chamou de ‘descaso’. O atacante sofreu uma lesão no tornozelo direito, na final do estadual, em maio, e tinha previsão de retorno em 2 meses.

O jogador acusa o departamento de prolongar o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e afirma ter passado por dezenas de infiltrações e por um procedimento que pioraram o seu quadro. 

##RECOMENDA##

“No dia 23/05/21 me machuquei na final do Pernambucano, no jogo entre Sport x Náutico e três dias depois fiz o exame de ressonância, onde constava que tive uma lesão grave no tornozelo direito, no qual eu precisaria passar por uma cirurgia de artroscopia de imediato. Mesmo o clube ciente disso, quiseram fazer o tratamento fisioterapêutico, passaram-se meses e não tivemos melhora. Então o clube optou por fazer infiltração, foram cerca de 16 agulhadas e mesmo assim não obtivemos resposta. Confiei no departamento médico pois acreditei que eles sabiam o que estavam fazendo”, afirma.

“Refiz todos os exames e deram os mesmos resultados daquele do dia 26/05/21, então questionei o departamento médico como resolveríamos o meu problema e eles não me davam uma resposta. Foram semanas parado na fisioterapia e ninguém resolvia o meu problema, brigava com os médicos diariamente”, continua Neilton.

O jogador explicou que as sessões de fisioterapia não deram efeito e que voltou a refazer os exames que comprovaram o fato. Foi aí que ele pediu ao clube que pudesse realizar a cirurgia com médico particular, o que foi negado. “Eles tentavam justificar e me convencer que eu não precisava passar por uma cirurgia”.

Neilton então fez o procedimento com o médico do clube, mas nada mudou. “Chegava no clube todos os dias perguntando para eles o que seria feito porque eu queria voltar a jogar. Todos me davam desculpas, chegaram a falar que não tinha mais o que ser feito e tentavam me convencer a jogar mesmo lesionado”.

Depois de todo esse processo, Neilton seguiu cumprindo com sua obrigação de ir ao clube, mas afirma que passou a ser ignorado. “Nesse período eu ia pro clube e era totalmente ignorado e me sentia humilhado, ninguém dava a mínima pro meu problema, chegava no clube e não tinha o que fazer, apenas cumprir minha carga horária. Foram me empurrando com a barriga, sem pensar no ser humano e no lado profissional”.

No decorrer da situação, o médico de Neilton contatou o Sport e o clube disse para ele que a ‘cirurgia era arriscada e que poderia nunca mais jogar’. Mas o médico dele negou que tenha passado essa informação. Novas infiltrações foram indicadas a ele, mas o jogador se negou. Foi liberado, voltou para São Paulo e acionou o Coritiba, clube que detém os direitos do atleta.

“Então dia 19/11/21 realizei a nova cirurgia, arcando com todas as despesas. Para minha surpresa e do médico foi encontrado vários fragmentos no meu tornozelo, inclusive um fragmento bem grande como mostro na foto, foi feito o conserto da primeira cirurgia e uma segunda cirurgia que deveria ter sido feito em julho porém ignorada pelo depto médico do Sport na ocasião. Não obtive mais retorno da parte do Sport, nem sequer pra saber como havia sido a cirurgia”, complementa.

[@#video#@]

Dando sequência à série de entrevistas do LeiaJá com os candidatos à presidência do Timbu, Plinio Albuquerque, da chapa Inova Náutico, se apresenta como mais um oposicionista à gestão de Edno Melo nas eleições do dia 5 de dezembro.  

Plinio é empresário e terá como seu vice o promotor de justiça Waldir Mendonça. Juntos, eles prometem a aplicação de uma “plataforma de gestão de sucesso”. Plínio também falou sobre a permanência ou não de Hélio dos Anjos, e contou que já tem uma empresa contratada para cuidar da saúde financeira do clube. 

##RECOMENDA##

Dívidas trabalhistas

“Já contratamos uma empresa que geriu o Flamengo por seis anos, de 2012 a 2018, é a maior empresa de reestruturação financeira do mundo”, diz. Segundo ele, a empresa está atualmente trabalhando no Cruzeiro e no Coritiba. 

Plínio também falou que a austeridade na atual gestão “é um mito” e que, na realidade, o clube está atrasando salários e devendo a ex-treinadores e citou especificamente o caso Dal Pozzo. 

"Vamos gerir a parte financeira com pé no chão, mas buscando recursos, buscando alternativas de novas receitas para que a gente possa investir no futebol e ter um time brigador. Eu preciso ter ações de marketing, dentro do CT usar o espaço nos Aflitos para gerar receita e aí ter um recurso diferente montar um time forte”, contou.

Futebol

Sobre o futebol, ele afirma que sua gestão vai ter um profissional para cuidar dessa parte para ‘contratar melhor’: “O Centro de Análise de desempenho vai ser reativado e reinvestido valores para que a gente possa ter profissionais de altíssima qualidade para minimizar erros de contratações”.

Sobre a manutenção de Hélio Plínio foi direto: “Hélio dos Anjos é meu treinador”. Plinio também já tem um nome para executivo de futebol, o ex-jogador do Náutico Marcelo Sangaletti. Além disso, ele pretende contar com três diretores estatutários e um coordenador da base. 

Categoria de base

“O clube tem um papel fundamental não só de formar um atleta, mas também um cidadão. Precisa de estrutura para o atleta, mas não só campo e alojamento. Excelente alimentação nutricional, estrutura educacional para que a gente possa fazer desse jovem no futuro fazer valor ao clube”. 

--> Bruno Becker tem projeto para dividas e quer 'time forte'

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando