Esportes

| Futebol

A Fifa anunciou nesta sexta-feira os países que serão candidatos a receber o Mundial Feminino de 2023. O Brasil se manteve na disputa e terá a concorrência de Colômbia, Japão e de Austrália e Nova Zelândia, estes dois últimos que uniram suas candidaturas.

O prazo para enviar à Fifa o livro da candidatura, o compromisso para ser organizador e os documentos exigidos para se converter em anfitrião da competição se encerrou nesta sexta-feira, e a entidade máxima do futebol mundial apresentou as quatro candidaturas, revelando que Argentina, África do Sul e Coreia do Sul, em conjunto com a Coreia do Norte, desistiram. Todo o material foi publicado no site oficial do órgão.

##RECOMENDA##

Agora, os países serão submetidos a um processo de avaliação, incluindo visitas de equipes de inspeção às federações que devem ocorrer entre janeiro e fevereiro de 2020. Uma vez finalizado este processo, o anfitrião será anunciado em junho do próximo ano, durante o congresso anual da entidade em Addis Ababa, na Etiópia.

"A (Copa) da França em 2019 foi certamente um momento decisivo para o futebol feminino, e agora é responsabilidade da Fifa tomar medidas concretas para continuar promovendo o incrível crescimento do jogo. Com a Copa do Mundo Feminina gerando um interesse sem precedentes entre as federações, estamos garantindo que o processo de seleção dos anfitriões seja contínuo, objetivo, ético e transparente. Quando o Conselho da FIFA anunciar os anfitriões, não deve haver dúvida alguma sobre o motivo dessa escolha", afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

A edição de 2023 do Mundial Feminino será a primeira a contar com 32 equipes, o mesmo número de seleções da Copa Masculina.

CANDIDATURA BRASILEIRA - A CBF crê que está forte na disputa para que o Brasil seja sede do Mundial. A entidade que rege o futebol brasileiro apresentou em seu livro enviado à Fifa motivos para convencer a entidade de que está apta a receber o evento.

"A Fifa já demonstrou que confia na nossa capacidade de realizar eventos deste porte. Eu tenho repetido que a partir de agora a CBF será candidata a receber todas as grandes competições do futebol mundial, pois temos experiência e equipamentos comprovadamente de excelência. Sabemos que temos fortes concorrentes, mas acreditamos na possibilidade de termos mais uma Copa do Mundo no Brasil", avaliou o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Na carta que abre o livro e está assinada por Caboclo, a CBF destaca o desenvolvimento do futebol feminino no Brasil, ressaltando a contratação de treinadoras para os times de base, a chegada da técnica sueca bicampeã olímpica Pia Sundhage para comandar a seleção principal e a criação de um calendário exclusivo para a modalidade a partir de 2020, com cinco competições nacionais. Além disso, também salienta o fato de o País ter sido sede de grandes eventos recentemente, como a Copa do Mundo Masculina, em 2014, e a Olimpíada, em 2016.

A CBF apresentou oito cidades como sedes: Belo Horizonte (Mineirão), Brasília (Mané Garrincha), Manaus (Arena da Amazônia), Porto Alegre (Beira-Rio), Recife (Arena de Pernambuco), Rio de Janeiro (Maracanã), Salvador (Fonte Nova) e São Paulo (Arena Corinthians), com o Maracanã sendo palco da grande final. A entidade sugere que o torneio seja realizado entre 13 de julho e 13 de agosto de 2023.

Eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo pela Fifa, Marta aparece em destaque no documento. A imagem forte e vitoriosa dela é usada pela CBF como um ponto importante para que o Brasil vença a disputa.

"Estamos passando por um momento muito especial no Brasil com o futebol feminino. Obviamente a Copa do Mundo na França e toda o visibilidade que tivemos contribuiu muito para que os brasileiros possam acordar sobre o futebol feminino e ver o esporte sob uma luz melhor e mais atenta", disse no texto.

Vanderlei Luxemburgo não será o técnico do Vasco em 2020. O treinador, que assumiu o time com poucas rodadas no Campeonato Brasileiro, confirmou nesta sexta-feira que não se acertou com o presidente Alexandre Campello para renovar o vínculo. Foram diversas reuniões até o técnico tomar sua decisão.

Em um comunicado, Luxemburgo afirmou que o problema para sua continuidade não foi financeiro, mas esbarrou na necessidade de uma equipe mais competitiva para brigar por títulos. "Sei das dificuldades do Vasco e fiz uma proposta dentro da realidade que eu entendo não afetar o lado financeiro, porém pelo trabalho realizado esse ano, que para um clube do tamanho do Vasco foi pouco, sou ambicioso e me permito pensar grande, tenho objetivo de buscar sempre conquistas e títulos, o que me faz pensar no todo, por isso preferi deixar o presidente à vontade", explicou.

##RECOMENDA##

O treinador foi contratado com o objetivo de livrar o clube do rebaixamento. À época, o time havia conquistado apenas um ponto em cinco rodadas. Com Luxemburgo, o Vasco melhorou bastante o rendimento, somou 49 pontos e, além de ficar distante da degola, conquistou uma vaga na Copa sul-americana. Em oito meses, o técnico comandou o time em 34 jogos, com 12 vitórias, 12 empates e 10 derrotas.

Luxemburgo fez um agradecimento especial aos torcedores. "Sei que construímos uma relação calcada em confiança e respeito mútuo. Cada dificuldade nos fortaleceu, mas os gestos de carinho do torcedor para comigo só me fez perceber o quanto o futebol ainda está vivo dentro de todos nós", escreveu o treinador.

"Parabéns torcida vascaína, vocês nos ajudaram muito na manutenção da equipe na primeira divisão, lugar do Vasco, quero agradecer também aos funcionários do clube, aos atletas e a direção, a convivência e o trabalho foram maravilhosos. Saio com o sentimento de ter contribuído para mais um momento importante da vida desse gigante e a partir desse instante, como acabo de encerrar as negociações para a renovação do contrato, para que cada um possa seguir o seu caminho", finalizou.

Um dos sobreviventes da tragédia da Chapecoense com o avião da LaMia, o zagueiro Neto anunciou a aposentadoria do futebol nesta sexta-feira. O defensor tentou retornar aos gramados na atual temporada, chegou a treinar com bola em março, mas as dores levaram o atleta a pendurar as chuteiras. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube.

Apesar do rebaixamento da Chapecoense à Série B do Campeonato Brasileiro, Neto chegou a ser convidado para entrar em campo na vitória por 3 a 0 diante do CSA, pela última partida do clube na Arena Condá em 2019. O jogador, porém, não se viu em condições de retornar aos gramados. A sugestão saiu da diretoria, em combinado com a comissão técnica do até então técnico Marquinhos Santos. O clube pretende realizar um evento para marcar sua despedida.

##RECOMENDA##

O zagueiro de 34 anos começou a carreira no Francisco Beltrão-PR e passou por Cianorte=PR e Metropolitano-SC antes de parar no Guarani. O vice-campeonato paulista com o clube campineiro o levou para o Santos. Em 2015, chegou na Chapecoense, onde estava até hoje.

Neto foi o último sobrevivente a ser resgatado da tragédia que matou 71 pessoas, sendo 19 jogadores do time que acabou conquistando a Copa Sul-Americana de 2016. O defensor ficou internado por duas semanas na Colômbia até ser liberado para retornar à Chapecó, a fim de dar prosseguimento ao tratamento.

O zagueiro tem contrato com a Chapecoense até dezembro de 2021. A expectativa é que ele fizesse a pré-temporada com a equipe visando o Campeonato Catarinense. No entanto, acabou não retornando aos gramados. Dos sobreviventes, apenas Alan Ruschel chegou a entrar em campo. O lateral estava emprestado ao Goiás, mas retornou ao clube de Chapecó após o fim de contrato.

Já Jackson Follmann vem atuando como uma espécie de embaixador do clube, enquanto Neto tomou frente das defesas dos familiares das vítimas. Eles vêm pedindo providências da seguradora Tokio Marine Kil, responsável pela aeronave da LaMia.

O argentino Ezequiel Lavezzi anunciou nesta sexta-feira a aposentadoria do futebol aos 34 anos. O anúncio foi feito por meio de uma publicação em seu perfil no Instagram. O último clube do agora ex-jogador foi o Hebei Fortune, da China.

"Foram anos incríveis dessa história. Anos marcados por aprendizado, momentos únicos e muitas lembranças que permanecerão no meu coração para sempre. Sou eternamente grato por aqueles que ficaram ao meu lado ao longo desta jornada. Com muita alegria, me despeço da etapa mais incrível que a vida me deu. Fui muito feliz!", escreveu o argentino nas redes sociais.

##RECOMENDA##

Lavezzi foi revelado pelo Atlético Estudiantes e, em seu país natal, também atuou no San Lorenzo antes de rumar ao futebol italiano para jogar no Napoli. Lá, ficou de 2007 a 2012 e formou um trio ofensivo de sucesso com o eslovaco Hamsik e o uruguaio Cavani.

Depois, foi negociado com o Paris Saint-Germain por cerca de R$ 75 milhões, sendo uma das primeiras contratações de impacto do clube francês, que, à época, havia acabado de se tornar rico depois que foi comprado pelo empresário bilionário Nasser Al-Khelaifi.

Sem muito espaço no PSG depois que o clube passou a desembolsar quantias ainda mais altas em suas contratações, Lavezzi aceitou uma proposta do Hebei Fortune, o último clube de sua carreira, pelo qual atuou por quatro temporadas.

Lavezzi também integrou o elenco da Argentina que foi vice-campeão da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. O atacante foi titular na final vencida pelos alemães por 1 a 0. Pela seleção argentina, conquistou os Jogos Olímpicos de 2008. Pelos clubes, seus títulos de mais destaque são a Copa da Itália, o bicampeonato da Copa da França e o tetra do Campeonato Francês.

O 2020 do Náutico vai ser sem a joia da base Thiago, que agora vai vestir a camisa do Flamengo. O LeiaJá marcou presença no treino do Náutico nesta quinta-feira (12) e conversou com exclusividade com o volante e capitão Josa.

A conversa foi longa e o jogador se debruçou sobre vários assuntos. Um deles, claro, foi Thiago. Mas Josa aproveitou também para lembrar dos profissionais envolvidos na base alvirrubra.

##RECOMENDA##

"Parabenizar o clube pela formação que vem tendo, o pessoal que trabalha na base. Eu acho que tem tudo para subir bastante atletas para ajudar no profissional", salientou.

Capitão da equipe durante toda a temporada, o volante aproveitou para falar sobre a relação com a garotada: "Eu sou capitão dentro de campo né, mas tem um grupo de lideranças. A gente consegue fazer essa aproximação com esses atletas mais novos. É bom essa mesclagem, a gente tenta passar um pouco da nossa experiência. Graças a Deus a gente tem uns moleques bons de cabeça aqui que sobe da base, sempre escuta, participa bastante. Fica fácil para trabalhar com eles", afirmou.

Thiago - O mais 'famoso' desses atletas é Thiago, a entrevista com Josa foi exatamente no dia que ele deixou o clube. O volante aproveitou para deixar uma mensagem ao jogador.

"Falar de Thiago é fácil, é um menino bom que ajudou bastante a gente esse ano aqui. Foi muito regular. Sem sombra de dúvida, se ele continuar fazendo o que ele vem fazendo, olhando pelo trabalho dele, da família dele, ele tem tudo para ser um grande jogador no cenário do futebol", disse.

"Nós recebemos a notícia com bastante felicidade, queríamos que ele ficasse com a gente nesse ano de 2020 que vai ser de muito trabalho, mas contente por ele, moleque de 18 anos e tem muito para crescer, já vai levar uma formação preparada daqui do Náutico, vai chegar lá cascudo. Conversei com ele, falei que dependia só dele. Estamos aqui na torcida", completou.

A entrevista completa com o volante Josa você acompanha em breve no nosso portal e nas redes sociais do LeiaJá.

O Flamengo anunciou nesta sexta-feira a renovação de contrato do meia Everton Ribeiro, capitão do time e uma das referências do atual elenco. O jogador, que tinha vínculo até o final de 2021, estendeu seu contrato com o clube rubro-negro até dezembro de 2023.

"Agradeço ao presidente e toda a diretoria que me fizeram essa felicidade de estar renovando por quatro anos com o Flamengo. Sou muito grato a tudo que o clube me deu, estou muito feliz aqui e espero continuar sendo campeão", afirmou Everton Ribeiro.

##RECOMENDA##

Everton Ribeiro chegou ao Flamengo em junho de 2017, depois de defender o Al-Ahli, da Arábia Saudita, por três temporadas. O meia foi adquirido por cerca de R$ 22 milhões, o que foi, à época, a maior transferência da história do clube rubro-negro. Hoje, o jogador mais caro não só do Flamengo, como da história do futebol brasileiro, é o meia uruguaio Arrascaeta, pelo qual o clube carioca pagou cerca de R$ 63 milhões.

No estrelado elenco flamenguista, Everton Ribeiro, de 30 anos, é peça importante para o bom funcionamento coletivo do time comandado pelo português Jorge Jesus. Nesta temporada, ele marcou seis gols em 60 jogos. No total, em quase três temporadas com a camisa do time rubro-negro, balançou as redes 23 vezes em 157 partidas. Recentemente, como capitão, o meia levantou os troféus da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro.

Nesta sexta-feira, a delegação flamenguista embarca para Doha, no Catar, para a disputa do Mundial de Clubes. A estreia está programada para a próxima terça-feira e será contra o vencedor do duelo entre o saudita Al Hilal e o tunisiano Espérance.

O técnico do Flamengo, Jorge Jesus, pode ter como obstáculo no Mundial de Clubes no Catar um time competitivo que ele próprio ajudou a organizar. O campeão asiático Al-Hilal, da Arábia Saudita, foi o último trabalho do português antes da vinda ao Brasil e joga neste sábado, às 11h (horário de Brasília), no papel de favorito diante do Esperance, da Tunísia, representante da África. Quem vencer será o adversário da equipe rubro-negra na semifinal do torneio, na terça-feira.

O Al-Hilal leva ao Catar um elenco com vários jogadores experientes e alguns deles com boas lembranças pela convivência com Jorge Jesus por sete meses. O português dirigiu o time até janeiro deste ano e conquistou como título a Supercopa Saudita. Um dos autores do gols na vitória por 2 a 1 na decisão foi o meia brasileiro Carlos Eduardo, um fã do trabalho do treinador. O atual treinador é o romeno Razvan Lucescu.

##RECOMENDA##

"Infelizmente, o Jorge acabou ficando pouco tempo com a gente, mas com certeza se via um trabalho de muita qualidade, muita intensidade mesmo como se vê, é uma marca dele. Acho que o Flamengo vem demonstrando esse trabalho que ele faz", disse o jogador ao Estado.

Há quatro anos no clube, Carlos Eduardo é testemunha de um grande crescimento da equipe local. "Temos um time muito forte e equilibrado. Há muitos jogadores experientes aqui, que atuaram em grandes times da Europa, alguns jogaram Copa do Mundo. É um time acostumado com decisões, estamos sempre brigando por títulos na Arábia Saudita e o projeto é sempre chegar forte na Liga dos Campeões asiática, e este ano conseguimos fazer isso e sair campeões."

O time saudita viaja ao Catar com nomes experientes. O goleador é o francês Gomis, ex-Lyon. Ao lado dele, outro jogador importante é o italiano Giovinco, ex-Juventus. Todos chegaram ao clube graças ao investimento dos milionários donos. "A diretoria aqui busca montar a equipe sempre para disputar títulos, ambiciosa. Acho que isso, inclusive, é o que faz muitos jogadores se interessarem pelo projeto de atuar no Hilal, essa ambição", afirmou Carlos Eduardo.

O meia não é o único jogador do elenco com conhecimento sobre o Flamengo e o trabalho de Jesus. O colombiano Cuellar deixou o time carioca no meio do ano após três temporadas para se juntar ao Al-Hilal. O atacante peruano André Carillo trabalhou com o técnico português por um ano no Sporting. Todos formam uma espécie de núcleo de espiões. "A gente está conversando muito pouco sobre esse jogo, porque ainda é apenas uma possibilidade. Temos de fazer nossa parte, pensar no Esperance, passar do primeiro jogo", explicou o brasileiro.

O Al-Hilal tem como inspirações as zebras recentes no Mundial de Clubes. Times como Al-Ain, Kashima Antlers e Raja Casablanca superaram equipes sul-americanas e chegaram à decisão contra potência europeias.

"A gente trabalha pra isso. Vamos respeitar todos os adversários do campeonato, vamos buscar fazer o nosso melhor. Mas claro, assim como todos os que estão na competição, também estamos lá porque conquistamos, então vamos chegar fortes e ambiciosos", disse Carlos Eduardo.

O time terá como adversário por vaga na semifinal um campeão africano mais acostumado ao torneio. O Esperance Tunis está pela terceira vez no Mundial de Clubes. A equipe tunisiana não tem estrelas. O elenco é formado por reservas da seleção local e mais alguns reforços do próprio futebol africano, como argelinos, nigerianos e marfinenses.

RIVAL DO LIVERPOOL - A outra semifinal do Mundial também será definida neste sábado. A partir das 14h30 (horário de Brasília), o representante local Al-Sadd enfrenta o Monterrey, do México. A equipe da América do Norte aposta em um plantel formado por vários jogadores argentinos para passar pelo time local, comandado pelo técnico espanhol Xavi. Na estreia, o Al-Sadd passou na prorrogação pelo frágil Hienghene, da Nova Caledônia.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou nesta sexta-feira que pela primeira vez terá uma mulher no comando da arbitragem estadual. A ex-assistente Ana Paula Oliveira é a nova presidente da comissão de arbitragem da entidade e terá como papel organizar e desenvolver o segmento no âmbito estadual. O antigo ocupante do cargo, Dionísio Roberto Domingos, deixou a FPF.

Aos 41 anos, Ana Paula tem experiência de mais de 20 anos no futebol. O ingresso dela na FPF foi em 1998. Depois disso, trabalhou como assistente em três finais do Campeonato Paulista, além de ter no currículo jogos da Copa Libertadores, da Copa Sul-Americana e do torneio olímpico dos Jogos de Atenas-2004. Ana Paula integrou o departamento da arbitragem da CBF entre 2014 e 2019.

##RECOMENDA##

Nos últimos anos ela trabalhou como instrutora da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e da Fifa. Ana Paula também atua como instrutora e observadora do árbitro de vídeo (VAR). Como vice na entidade, ela terá Emerson Augusto de Carvalho, ex-auxiliar de arbitragem. Outra mulher também vai compor a equipe de trabalho: Tatiane Sacilotti, que foi assistente na Copa do Mundo Feminina da França, em 2019.

O antigo chefe do departamento de arbitragem participou da polêmica final do Campeonato Paulista de 2018. Dionísio Domingos estava em campo na decisão entre Palmeiras e Corinthians, em que o time alviverde reclamou do cancelamento de um pênalti. O ex-dirigente até mesmo foi interrogado durante o processo de apuração do caso.

A maconha não é mais proibida na Major League Baseball (MLB), a liga americana de Beisebol. O anúncio desta sexta-feira (13) que retirou a erva da lista de proibição manteve a cocaína e opioides como substância proibidas no exame antidoping.

Apesar de ficar de fora da lista de doping, atletas que tiverem a substância relacionadas a maconha flagrada no organismo precisarão passar pelo programa conjunto de tratamento, como diz o comunicado.

##RECOMENDA##

"O programa prevê avaliação obrigatória, tratamento voluntário e a possibilidade de ação disciplinar pelo clube do jogador ou do Gabinete do Comissário em resposta a determinadas condutas envolvendo canabinóides naturais", diz um trecho da publicação.

A motivação da revisão de todo programa de ações contra as drogas na MLB foi devido a morte de Tyler Skaggs, dos Los Angels em julho deste ano. O jogador se engasgou no próprio vomito e morreu. No exame realizado foi constatado a presença de álcool e opioides em seu organismo.

A saída de Neymar do Barcelona em agosto de 2017 deixou uma ferida aberta entre o atleta e o clube. O jornal espanhol 'Mundo Deportivo', publicou nesta sexta-feira (13) que o atleta brasileiro vai processar o clube cobrando uma quantia de R$ 16 milhões.

A informação do jornal espanhol esclarece que a cobrança é devido a uma parte do salário do atleta que teria ficado pendente no período da sua ida para o PSG.

##RECOMENDA##

“É uma coisa que passou, mais cedo ou mais tarde haverá um acordo", comentou Neymar pai que confirmou a ação judicial ao Barcelona em entrevista à rádio Caderna Ser.

LeiaJá também

--> O dia que a cadeia parou e a bola rolou

--> Seleção feminina massacra o México em amistoso

Em preparação para a Olimpíada de 2020, a seleção brasileira feminina venceu o primeiro de dois amistosos com o México neste fim de ano. Nesta quinta-feira (12), na Arena Corinthians, triunfou por 6 a 0, em jogo que atraiu apenas 4.993 torcedores pagantes ao estádio. Bia Zaneratto foi o destaque do duelo ao marcar três gols na etapa final.

A seleção não teve muitas dificuldades para conquistar a sua vitória, tanto que abriu o placar logo aos nove minutos do primeiro tempo. No lance, Debinha acionou Duda na ponta direita. A atacante, uma das novidades da convocação da técnica Pia Sundhage, avançou sem marcação e chutou alto e cruzado da grande área para fazer 1 a 0.

##RECOMENDA##

Soberana em campo, com movimentação constante no ataque, a seleção teve dois gols anulados durante o primeiro tempo e ainda realizou vários lances de efeito, com passes de letra, chapéu e canetas, empolgando a torcida na Arena Corinthians. E ainda marcou pela segunda vez aos 40, após falha da defesa mexicana, que chegou a roubar a bola de Bia Zaneratto, mas se atrapalhou, deixando a bola novamente com a atacante, que rolou para Debinha finalizar, fazendo 2 a 0.

Na etapa final, Pia promoveu várias alterações na seleção. A equipe, então, não conseguiu repetir o ritmo do primeiro tempo, mas também não correu muitos riscos. E ainda marcou mais quatro vezes, se aproveitando da fragilidade da defesa mexicana. O primeiro saiu aos 25 minutos, dessa vez com Bia Zaneratto. Após cruzamento de Andressinha, Gabi Zanotti, na segunda trave, desviou para a pequena área, com Bia só empurrando a bola para as redes.

A atacante voltaria a aparecer aos 37 minutos. Ela avançou até a grande área, driblou a sua marcadora e chutou cruzado, no canto esquerdo da meta mexicana, fazendo 4 a 0. Aos 42, Bia tocou para Millene, que dominou e bateu para as redes. Depois, aos 45, Andressinha cruzou para Bia cabecear às redes.

As seleções brasileira e mexicana voltarão a se enfrentar no domingo, agora em Araraquara, na Fonte Luminosa. Será o último compromisso da equipe dirigida por Pia em 2019, sendo que o time ainda está invicto nos 90 minutos regulamentares, embora tenha perdido dois duelos nos pênaltis. São, no total, cinco vitórias e dois empates em sete duelos sob o comando da treinadora.

Os clubes brasileiros arrecadaram R$ 1 bilhão com bilheterias e os programas de sócio-torcedores em seus estádios em 2018. Isso significa um crescimento de 6% em relação ao ano anterior. Para este ano, a projeção é ainda maior. O Flamengo, por exemplo, deve encerrar 2019 com um faturamento superior a R$ 140 milhões no Maracanã.

Os números fazem parte de um estudo exclusivo sobre o faturamento das arenas produzido pela consultoria Sports Value, especializada em marketing esportivo. Para a elaboração do ranking, foram consideradas as receitas com sócio-torcedor (público que adquire preferencialmente os ingressos para os jogos), bilheteria e outras explorações das arenas, como bares, restaurantes, camarotes e publicidade. O estudo considera os 100 maiores clubes do País.

##RECOMENDA##

Os dados totalizados se referem ao ano de 2018, pois a maioria dos clubes não divulga balanços trimestrais. Os líderes do ranking no ano passado foram Palmeiras (R$ 164 milhões), Flamengo (R$ 91 milhões) e Grêmio (R$ 83 milhões). A projeção para 2019 é de alta, mas sem avanços significativos. "Para este ano, o Flamengo apresentou grande crescimento, mas outros clubes tiveram queda, como Palmeiras e Grêmio, por exemplo. Por isso, acredito em uma pequena subida neste ano", avalia Amir Somoggi, especialista em marketing e gestão esportiva e responsável pelo estudo.

Somoggi explica que o comportamento do torcedor brasileiro ainda está vinculado ao desempenho dentro de campo. Por isso, o Palmeiras deve apresentar números menores neste ano - apesar de alto investimento no elenco, o clube não conquistou títulos. O Grêmio deve cair de R$ 81 milhões para R$ 77 milhões.

Nesse contexto, o Flamengo pode se aproximar do time alviverde ou até alcançar a liderança do ranking. O balanço financeiro do clube carioca nos nove primeiros meses de 2019 aponta que as receitas com sócio-torcedor atingiram R$ 40 milhões enquanto a bilheteria passou de R$ 65 milhões.

Dados da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) apontam que o campeão brasileiro e da Libertadores levou 1,89 milhão de pagantes em seus 36 jogos como mandante na temporada e dominou os levantamentos de público e renda. O time de Jorge Jesus teve a maior média de pagantes na temporada: 52.537 torcedores por jogo. O número é tão expressivo que o Corinthians, que terminou na segunda colocação, ficou bem atrás do líder, com 33.143 pagantes por partida. Mesmo com a diferença, o time alvinegro deve faturar R$ 62 milhões, um milhão a mais do que ano passado.

Os pesquisadores apontam que ainda existe espaço para desenvolvimento de receitas no Brasil, seja com os programas de sócios ou com bilheteria e novas explorações comerciais. Hoje, os estádios brasileiros têm índice de ocupação abaixo de 50%. Com isso, o faturamento ainda está distante dos números do mercado mundial. Hoje, a Série A do Brasileirão ocupa o 10º lugar no cenário mundial de faturamento. Só os estádios do Campeonato Inglês, por exemplo, geram R$ 3 bilhões por ano. As grandes ligas esportivas dos Estados Unidos - MLB (beisebol), NFL (futebol americano), NHL (hóquei) e NBA (basquete) - lideram o ranking global.

A Chapecoense deve passar por uma forte reformulação para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro de 2020. Quatro dias após o fim do Brasileirão, a equipe catarinense confirmou a dispensa de 16 jogadores. No geral, são seis atletas sob fim de empréstimo e dez sem ter vínculo renovado por decisão da diretoria.

Entre os cedidos, despedem-se do time Arthur Gomes, Caique Sá, Dalberto, Everaldo, Kayzer e Thiago Santos. Por outro lado, Augusto, Eduardo, Douglas, Elicarlos, Camilo, Márcio Araújo, Rafael Pereira, Gum e Amaral não despertam interesse na cúpula catarinense por renovação para 2020.

##RECOMENDA##

Enquanto alguns se despedem da Arena Condá, outros voltam no início de janeiro, após fim de empréstimo. São os casos de Luiz Otávio, Vinícius Freitas, Júlio César, Lucas Mineiro, Aylon e Alan Ruschel.

Também nesta quinta a diretoria do clube catarinense anunciou a renovação contratual do lateral Roberto, que vinha sendo cotado no Santa Cruz. O atleta assinou por mais uma temporada. Foram 22 partidas com a camisa alviverde.

Além de Roberto, a Chapecoense tenta renovar com mais dois jogadores. São eles: o goleiro Vagner, que pertence ao Palmeiras e passou boa parte do ano lesionado, e o meia Yann Rolim, junto ao Barra-SC.

A Chapecoense também encaminhou a contratação do zagueiro Ruan Renato, que disputou a última Série B pelo Figueirense. O jogador tem bom relacionamento com Hemerson Maria, novo treinador da equipe, mas vem sendo pretendido por outros clubes da segunda divisão.

Fabson Lemos, apelidado de 'Cebola', foi ovacionado no campeonato de futebol do Presídio de Igarassu. Foto: Júlio Gomes/LeiaJáImagens

##RECOMENDA##

É contraditório respirar liberdade dentro do sistema prisional. Por todos os lados, grades, cadeados e muros determinam o limite exato entre o universo carcerário e o mundo que há além da contenção. Porém, por alguns instantes, Fabson Lemos, 39, sentiu-se liberto, mesmo dentro da cadeia. Correu, sorriu, vibrou. Abraçou amigos. Recebeu uma leve brisa no corpo. Ouviu seu nome sendo exaltado em gritos de outros detentos, o colocando em um patamar de estrela. A democracia do futebol permitiu que homens encarcerados se vissem livres.

Fabson está privado de liberdade há oito anos. Cumpre pena no Presídio de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, onde vivenciou uma experiência para carregar na memória, nessa quarta-feira (11). O reeducando disputou a final do campeonato de futebol da unidade prisional, que neste ano chega a sua terceira edição. Barro vermelho, laterais estreitas. Terra batida, traves franzinas. O campo acanhado foi o palco da disputa cujo objetivo, literalmente, não foram as medalhas e troféus. De acordo com os detentos, o simples fato de correrem atrás de uma bola vale mais que uma premiação; na cadeia, qualquer distração é bem vinda.

“O futebol é primordial em termos de ressocialização. Fico lisonjeado em sentir o calor dessa massa. O campeão hoje é um só: o Presídio de Igarassu. O coração fica a mais de mil, desde ontem ninguém dorme. A cadeia parou para assistir esta final. Os detentos não falam outra coisa: comentam a decisão, falam do futebol limpo. Essa cadeia é um exemplo”, relata Lemos ao LeiaJá, momentos antes de jogar a partida decisiva da competição. Ele é integrante da Juventus, do Pavilhão H do PIG, que encarou o time do Real Madrid, formado por detentos do Pavilhão G.

Ligeiro no campo e nas palavras. Jeferson Santos Pereira, de 22 anos, discursa rapidamente antes de a bola rolar. Habilidoso nas quatro linhas, o reeducando herdou o talento dos tempos de liberdade, época em que passou por categorias de base de diferentes times de Pernambuco. Na cadeia, contudo, ele é apenas mais um detento, uma vez que sua capacidade futebolística não o faz superior em relação aos demais homens. Prevalece o respeito aos companheiros de cadeia. “Minha vida lá fora era complicada, mas, com fé em Deus, estava vencendo. Quando vim para Recife sofri influência, minha cabeça também não estava boa. Hoje estou preso. Este futebol aqui representa muitas coisas. Só eu sei o que passei no Cotel, tive muitos apertos, desgosto da vida. Graças a Deus, vim para Igarassu e a situação começou a ficar um pouco melhor”, desabafa o jovem.

Rivalidades do mundo do crime são descartadas no momento da partida. Entre os próprios presidiários havia o entendimento de que a ordem precisava ser preservada para que novos eventos esportivos sejam realizados na cadeia. “Já é a terceira liga e nós estamos acostumados. O respeito é mútuo e se tiver inimigo é na rua. Aqui, a magia do futebol transforma isso: o retorno é a tranquilidade. A rivalidade é no futebol”, afirma o diretor do PIG, Charles Belarmino.

Charles Belarmino, diretor do PIG, argumenta que o futebol é um instrumentos de recuperação social. Fotos: Júlio Gomes/LeiaJáImagens

A competição teve início em julho deste ano e seguiu com o formato de pontos corridos. Ao todo, 12 times, de diferentes pavilhões, entraram na disputa, cada um com dez jogadores. Até a decisão, 74 partidas foram disputadas.

O PIG tem capacidade para 426 homens. No entanto, assim como em outros presídios, existe lotação: a unidade possui mais de 4 mil reeducandos. “Todos estão aptos a jogar, independente de habilidade. Cada representante dos pavilhões faz sua equipe e coloca os times para jogar”, explica o supervisor de segurança do Presídio de Igarassu, Eronildo Santos.

Ao final da partida, a Juventus venceu o Real Madrid por 4x1. O placar, porém, não foi o mais importante. A cadeia comemorou o futebol e reviveu, mesmo que por alguns instantes, o que a liberdade pode oferecer. Com o apito derradeiro, a arbitragem apontou o campeão; cabe agora ao juiz decidir quem seguirá trancado ou retornará ao convívio social.

LeiaJá também

--> Pernambuco pode ter campeonato de futebol entre presídios

A CBF sorteou, na tarde desta quinta-feira (12), os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil 2020. A competição, que vai para a sua 32ª edição, começa em fevereiro e termina em setembro.

Afogados, Náutico, Santa Cruz e Sport são os representantes do estado. Quem joga fora de casa tem a vantagem do empate na fase inicial. Confira os primeiros adversários de cada um deles:

##RECOMENDA##

Brusque-SC x Sport

Toledo-PR x Náutico

Operário-MT x Santa Cruz

Afogados x Atlético-AC

O São Paulo decidiu comprar Tiago Volpi em termos definitivos. O goleiro de 28 anos está emprestado pelo Querétaro, do México, até a metade do próximo ano. A decisão foi tomada em reunião na noite desta quarta-feira (11) e o anúncio oficial da diretoria será feito nos próximos dias. Volpi se firmou no time depois de vários outros goleiros deixarem a desejar. Foi o primeiro a ganhar posição desde a saída de Rogério Ceni.

O clube vai exercer o direito de compra no valor de US$ 5 milhões (cerca de R$ 21 milhões). O pagamento, no entanto, não será feito à vista. A primeira metade (US$ 2,5 milhões, aproximadamente R$ 10,5 milhões) será paga até o dia 31 de dezembro. O clube vai efetivar a compra apenas perto do prazo final. A outra metade de US$ 2,5 milhões será paga em quatro parcelas, entre junho de 2020 e junho de 2021.

##RECOMENDA##

O parcelamento do negócio tornou viável a contratação do goleiro. O valor para contratar Volpi corresponde a boa parte do orçamento de 2020 para aquisição de jogadores na temporada que vem. O orçamento será votado pelo Conselho Deliberativo no próximo dia 19.

Por isso, o São Paulo terá de negociar jogadores na próxima janela de transferências para poder contratar mais atletas. O São Paulo espera ganhar fôlego financeiro com a venda de ao menos um jogador ainda neste ano. O mais provável é que seja Antony, que caminha para reforçar o RB Leipzig, da Alemanha, por mais de R$ 80 milhões.

Volpi foi um dos grandes destaques da temporada, principalmente na classificação do time à Libertadores em função da sexta posição no Campeonato Brasileiro. O novo contrato dele com o São Paulo já está acertado e não será preciso negociar salários ou luvas. A duração do vínculo seria de quatro anos. O goleiro já manifestou ao Querétaro o desejo de permanecer no Brasil. Tiago Volpi é um dos dois únicos atletas do São Paulo com contrato até o fim do ano - o outro é o lateral Igor Vinícius, que também deverá ser contratado definitivamente.

O mistério envolvendo a contratação do jovem atacante Thiago, de 18 anos, chegou ao fim. A joia do Náutico está de malas prontas para o Rio de Janeiro, onde vai integrar o elenco do Flamengo. No contrato, o clube carioca propôs uma cláusula de confidencialidade que impede a divulgação dos valores da transação, mas o Timbu já indicou que esta é a maior venda já realizada pelo clube.

O Náutico garantiu 18% dos direitos econômicos do jogador. Thiago, que ganhou destaque em 2019 e chegou a ser convocado para as categorias de base da Seleção Brasileira, foi qualificado pelo presidente Edno Melo como “ouro da casa”.

##RECOMENDA##

Agora, o torcedor do Timbu fica na expectativa por novas contratações para aprimorar o elenco que vai disputar as competições de 2020. Na última semana, o clube anunciou um pacotão de reforços formado pelo zagueiro Ronaldo Alves, o atacante venezuelano Guillermo Paiva, o volante Luanderson e goleiro Marcão.

 

Quatro dias após a definição do rebaixamento do Cruzeiro, a diretoria do clube mineiro confirmou nesta quinta-feira a saída de Zezé Perrella do comando da gestão do futebol. Ele havia assumido esta função há apenas dois meses, em meio a turbulências no Cruzeiro, dentro e fora dos gramados.

Perrella, com longo histórico de atuação no clube, já havia deixado o cargo de presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro na terça-feira. Ao se licenciar da função, ele alegara que pretendia se dedicar exclusivamente à gestão do futebol do clube mineiro. José Dalai Rocha assumira a função de presidente do conselho.

##RECOMENDA##

Para o cargo de gestor do futebol, Márcio Rodrigues foi o escolhido pela diretoria. Ele foi vice-presidente do clube na gestão de Gilvan de Pinho Tavares, antecessor ao atual presidente, Wagner Pires de Sá.

Perrella, que vinha sendo oposição a Pires de Sá, aceitou se juntar ao grupo no início de outubro, quando o Cruzeiro já vivia situação difícil no Brasileirão. Ele substituiu Itair Machado, alvo de seguidas polêmicas nos últimos meses. Na mais recente, chamou a atenção da oposição do Cruzeiro o alto salário recebido pelo então vice-presidente, de R$ 180 mil por mês, apesar da forte crise financeira vivida pelo clube.

Na polêmica mais grave, Itair e o presidente cruzeirense são investigados pela Polícia Civil e pelo Ministério Público por suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos. Há suspeita ainda de que os dirigentes tenham infringido regras de transferência da Fifa e da CBF.

Com uma fraca campanha no campeonato deste ano, o Cruzeiro foi rebaixado pela primeira vez na história no domingo, ao ser derrotado pelo Palmeiras por 2 a 0, no Mineirão, na última rodada do Brasileirão. Em 2020, a equipe mineira terá que disputar a Série B.

O treinador Nereu Pinheiro faleceu nesta quinta-feira (12), aos 69 anos, em decorrência de um tumor na cabeça. Tido como uma referência no futebol pernambucano, ele comandou seis clubes do Estado e foi responsável por revelar jogadores de destaque como Juninho Pernambucano, Russo, Chiquinho e Sandro Barbosa.

Com passagens por Sport, Santa Cruz, Central, América, Olinda e Ferroviário do Cabo, Nereu conquistou espaço no futebol pernambucano após campanhas vitoriosas, acessos e o vice-campeonato da Copa do Brasil, em 1989.

##RECOMENDA##

O professor completaria 70 anos na próxima segunda-feira (16) e, em abril do ano passado, foi o escolhido para comandar a Seleção Pernambucana diante do Barça Legends, em um jogo amistoso, na Arena Pernambuco.

Confira algumas homenagens

[@#video#@]

Detentos do sistema carcerário de Pernambuco poderão participar de um campeonato de futebol. A informação foi revelada ao LeiaJá, nesta quarta-feira (11), pelo diretor do Presídio de Igarassu (PIG), na Região Metropolitana do Recife, Charles Belarmino.

A proposta está sendo estudada pela Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), do Governo de Pernambuco. Segundo o diretor do PIG, reeducandos de diferentes presídios poderão se enfrentar na competição, em jogos que deverão ser realizados no campo do próprio Presídio de Igarassu. Além disso, times de várzea formados por pessoas em liberdade poderão disputar o campeonato.

##RECOMENDA##

“Quem vai organizar é o Presídio de Igarassu”, afirmou o diretor da unidade. Sobre como serão realizados os transportes dos detentos de um presídio para outro, Charles Belarmino revelou que o procedimento já está em fase de estudo. “Tudo isso está sendo estudado e, se Deus quiser, vai dar certo. Vai ser um sucesso”, disse ao LeiaJá.

Ainda de acordo com o diretor do PIG, caso seja aprovado, o campeonato entre presídios deve ser iniciado em julho do próximo ano. “É o tempo que estará pronta a nossa arena. Pretendemos fazer um society. Com o apoio da Secretaria e do Governo do Estado a gente vai conseguir”, declarou. O investimento para a construção do campo e realização da competição ainda não foi definido.

No que diz respeito aos presídios que deverão disputar o campeonato, alguns já estão em pauta. “Cotel, a PAI (Penitenciária Agrícola de Itamaracá) está interessada, Barreto Campelo também”, relatou Belarmino.

O diretor do PIG também informou à reportagem que triagens deverão ser feitas para definir quais detentos poderão participar do campeonato. Boa conduta é um dos principais critérios para a escolha dos participantes.

O secretário executivo da Seres, Cícero Rodrigues, também confirmou ao LeiaJá a intenção de promover o campeonato de futebol entre presidiários. Confira no vídeo:

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando