Esportes

| Futebol

O técnico Cuca admite que o São Paulo "deveria estar rendendo mais". A equipe não vence há quatro jogos, com duas derrotas e dois empates. Após o 1 a 1 com o CSA na noite deste domingo, no Morumbi, o treinador lembrou os desfalques que teve nas últimas partidas.

Hernanes, Alexandre Pato, Pablo e Toró estavam no departamento médico e voltaram a jogar justamente contra o CSA. Além disso, Daniel Alves e Igor Gomes retornaram na última quinta-feira da seleção brasileira principal, enquanto Antony voltou na terça da seleção olímpica.

##RECOMENDA##

"Acho que poderia e deveria estar rendendo mais, principalmente em cima dos últimos quatro resultados. Antes, a gente vinha de cinco vitórias seguidas e estava rendendo bem. A perda de um setor inteiro (ofensivo, por causa da lesões) traz um prejuízo enorme. Esses jogadores recuperados clinicamente não vão render tudo que podem. Entram outras questões, precisam readquirir o ritmo de jogo e a confiança, que vêm com o passar dos jogos. Eles jogam e rendem mais do que hoje", disse Cuca.

O treinador também explicou a opção por escalar Daniel Alves na lateral-direita, sua posição de origem. Desde que o jogador estreou pelo São Paulo, vinha sendo utilizado como meia. Contra o CSA, Hernanes entrou no meio-campo e Daniel Alves foi para a lateral, com Juanfran no banco de reservas.

"Teve a perda do setor inteiro de ataque, tem que dar tempo para os caras se entrosarem. O Daniel e o Igor chegaram na quinta-feira. Colocamos o Daniel na lateral, com Hernanes no meio, um meio de campo criativo. Começamos o jogo muito bem, o time bem espaçado. Mas a bola não entra, começa a bater ansiedade e a confiança vai saindo. O adversário marcou muito bem, mas não justifica. Esse é um jogo que deveríamos ter ganhado", afirmou Cuca.

"Não é para abrir espaço no meio. O Daniel é importante em todos os sentidos, principalmente no aspecto técnico. Hoje (domingo), em uma parte do jogo, o Tchê Tchê foi para a direita e ele para a armação. No começo da semana, vocês todos falavam do Daniel na lateral. Agora acaba o jogo e uma parte vai falar que ele tem que ser meia. O que fizer e vencer vai estar certo, e o que fizer e não vencer vai estar errado. O futebol é assim", acrescentou o treinador.

O São Paulo está em sexto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos, dez a menos do que o líder Flamengo. Na próxima rodada, a equipe visita o Botafogo no sábado, às 11h, no Engenhão.

O Santa Cruz anunciou nesta segunda-feira (16), que concretizou a transferência de Elias Carioca, em caráter definitivo, ao Athletico Paranaense. O atacante foi um dos destaques corais no início da temporada, mas caiu de rendimento ainda no primeiro semestre e amargou o banco de reservas durante a maior parte do ano.

Segundo o clube coral, o Furacão adquiriu o percentual de 80% dos direitos econômicos do atleta, pelo preço total de R$ 1.641.009,82. Só que, desse montante, R$ 741.009,82 dizem respeito ao valor atualizado para quitação do processo CNRD 2018/O/096 movido pelo CAP em face do Santa Cruz Futebol Clube, devido ao não repasse do percentual de 50%, quando da transação do ex atleta André Luis realizada em 2017, conforme constante no termo protocolado junto ao CNRD.

##RECOMENDA##

O Santa esclarece que "a continuidade do processo na CNRD poderia causar diversas penalidades ao clube tais quais multas, impossibilidade de inscrição de novos atletas e suspensão de competições". Ainda, de acordo com o comunicado, o saldo restante, no valor de R$ 900.000 servirá para o pagamento de débitos trabalhistas, acordos judiciais e extrajudiciais, manutenção da folha de atletas e funcionários e investimentos em infraestrutura da sede e do gramado do Arruda.

[@#video#@]

Um dos jogadores mais cobiçados pelos clubes europeus para as próximas janelas de transferências, o goleiro espanhol David de Gea decidiu ficar onde está e nesta segunda-feira acertou a sua renovação de contrato com o Manchester United até o final da temporada 2022/2023, com opção de mais um ano. De quebra, de acordo com a imprensa inglesa, passou a ser o atleta mais bem pago do elenco, superando o meia francês Paul Pogba.

De Gea passará a ganhar 15 milhões de euros por temporada (R$ 67 milhões). Desde 2011 no Manchester United, o goleiro soma 367 partidas pela equipe de Old Trafford, onde conquistou um título do Campeonato Inglês, um da Copa da Inglaterra, um da Copa da Liga Inglesa e um da Liga Europa.

##RECOMENDA##

Após a renovação do contrato com o Manchester United, De Gea concedeu uma entrevista à TV oficial do clube e disse sonhar com mais conquistas. "Desde que cheguei, nunca imaginei que jogaria mais de 350 jogos por este clube. Agora que meu futuro está definido, tudo o que quero é ajudar a equipe a alcançar o que acredito ser possível e voltarmos a conquistar troféus", comentou o espanhol de 28 anos à MUFC TV.

Já o treinador norueguês Ole Gunnar Solskjaer disse estar encantado com a continuidade do goleiro. "O David tem provado ser o melhor do mundo e uma parte vital dos nossos objetivos, em que procuramos levar o Manchester ao lugar a que pertence", indicou.

Nesta quinta-feira, De Gea estará em campo na estreia do Manchester United na Liga Europa. Pelo Grupo L, em casa, no estádio Old Trafford, enfrentará o Astana, do Casaquistão. No Campeonato Inglês, após cinco rodadas, o time está na quarta colocação com oito pontos, sete atrás do líder Liverpool.

Atirar coisas na torcida adversaria pode render multas pesadas a clubes de futebol, mas se essas 'coisas' forem ursinhos de pelúcia, não tem problema. A torcida do Ado Den Haag lançou ursos na torcida do Feyenoord onde estavam crianças do hospital infantil Sophia de Roterdã. O jogo aconteceu neste domingo (15).

Ao todo foram cerca de três mil ursinhos de pelúcias jogados para as crianças presentes. Desde 2016 o Den Haag tem uma campanha. "Adote um urso por um euro" que ajuda hospitais infantis da região.

##RECOMENDA##

A partida chegou a ser interrompida por volta do minuto 12 devido aos ursos de pelúcia, mas retornou minutos depois. O jogo terminou com a vitória do Feyenoord por 3x2.

Confira o vídeo:

[@#video#@] 

LeiaJá também

--> Vídeo: alto-falante pega fogo antes de partida da NFL

Um movimento de torcedores do Santa Cruz tem crescido e chamado atenção nas redes sociais. A 'Intervenção Popular Coral' é um movimento apartidário que busca modernização do Santa Cruz através da mudança do estatuto do clube. A frente do grupo está Jhonny Guimarães, advogado.

O LeiaJá conversou nesta segunda-feira (16) com Jhonny, um dos nomes fortes do movimento que explicou detalhadamente as intenções e as motivações do grupo.

##RECOMENDA##

"Eu fui advogado de uma das chapas das eleições de 2017 e vi como o processo eleitoral do Santa Cruz é irregular, até em indícios de fraudes, a lista de sócio é turbulenta. Desde então venho me preparando para propor essa reforma do estatuto", disse Jhonny.

A motivação veio depois das eleições de 2017. Jhonny fez parte da equipe de advogados da Chapa Santa Cruz do Povo, liderada por Fábio Melo. Naquela ocasião alguns indícios de fraudes foram flagrados, segundo Jhonny. O numero de sócios é um dos motivos de maiores dúvidas.

“Tem uma ação judicial que eu venci que determina o recadastramento total dos sócios do Santa Cruz. A gente estava se preparando para fazer essa mobilização pela reforma do estatuto e aí teve o episódio do Diogo Melo, primeiro secretário do conselho, que estava pautando a reforma lá dentro e renunciou porque disse que os grandes poderes do clube não tinham interesse em modernizar. Isso foi o estopim”, afirmou.

“Eu vou buscar judicialmente essa lista que o clube está se negando a dar. Os indícios eles são claros, quem esteve lá no dia das eleições viu muita coisa acontecendo, foi muito turbulento, teve torcedor puxando arma e tudo mais. Algumas práticas são suspeitas. Primeira a lista de sócio que a gente identificou mais de 500 nomes falsos, na justiça conseguimos remover. Não temos provas para apontar, ninguém para culpar, mas a gente sabe que a eleição no Santa Cruz no mínimo ela é confusa”, completou.

A ação vencida por Jhonny será executada nesta segunda (16) como ele revelou. A expectativa é que no prazo de 30 dias ela seja efetuada caso o juiz acate o pedido conforme solicitação.

Mesmo tendo feito parte de uma chapa nas eleições de 2017, Jhonny garante que todo movimento pela modernização não tem posição política no clube.

“É uma mobilização popular, sem qualquer vínculo com chapa, com candidato, não somos nem contra a situação e nem a favor, a gente quer uma verdadeira reforma política no clube. Ampliando a participação da torcida no conselho deliberativo. Abrindo voto para todas categorias de torcedor e regularizando as eleições para que sejam o mais transparente possível”, salientou.

“No sábado (14) eu me reuni com cerca de 100 torcedores do Santa Cruz e a gente começou a colher assinaturas e explicando como a gente vai atuar que é: colhendo a assinatura de 1/5 dos sócios do Santa Cruz, convocando a assembleia extraordinária para se votar o novo estatuto. Está bem maior do que a gente imaginava. Tem ponto de coleta, tem motoqueiro para ir buscar. É bom para o Santa Cruz, a gente tem pessoas que apoiam a situação, mas estão conosco nessa luta pela modernização do estatuto”, concluiu.

Em números, Jhonny acredita que cerca de mil assinaturas de sócios de todas as categorias são suficientes para convocar uma nova assembleia para mudança do estatuto. Ele ainda revela confiança na aprovação e na modernização do clube.

Grupo criou pontos de coletas das assinaturas dos socios além de serviço de motoboy. Foto: Divulgação/Intervenção Popular Coral

[@#video#@] 

 

O Remo avançou para a semifinal da Copa Verde ao derrotar por 6 a 1 o Atlético Acriano, na tarde de domingo (15), no Baenão lotado. O Leão precisava virar o resultado de 2 a 1 do jogo de ida com uma vitória por no mínimo dois gols de diferença para seguir na competição. Veja os melhores momentos do jogo aqui.

Com apenas 1 minuto de jogo, depois de escanteio, o atacante Wesley abriu o placar para os azulinos, dando início a uma partida eletrizante para os donos da casa. Em seguida, em cobrança de falta, Neto Baiano marcou o segundo gol, aos 17 minutos. Ainda no primeiro tempo, Gustavo Ramos cruzou a bola para Wesley, que marcou o terceiro gol, aos 41 minutos. Nos acréscimos, o Atlético Acriano diminuiu com um gol de Jovambert.

##RECOMENDA##

No segundo tempo, o Remo iniciou novamente de forma ofensiva. Aos 14 minutos, o atacante Hélio sofreu pênalti. Neto Baiano cobrou e fez o quarto. Logo após, Ronaell marcou o quinto gol depois de receber um passe na entrada da área. O Atlético não conseguia mais reagir no jogo e a equipe paraense fechou a partida com o sexto gol, mais uma vez dele, Neto Baiano.

Em entrevista, após o jogo, o técnico Eudes Pedro explicou a proposta de jogo do time azulino. “ Trabalhamos bastante durante a semana. Sabíamos da dificuldade que seria o jogo, mas a gente ia propor o tempo inteiro com a nossa torcida empurrando. Acredito que o Remo não tem que jogar sem ser dessa forma em casa. Não foi fácil, apesar do placar elástico”, disse o técnico azulino.

Autor dos três gols, Neto Baiano declarou que espera enfrentar o Paysandu na semifinal: “Eu quero enfrentar o Paysandu, espero que se classifique e que eu possa fazer gol. Clássico é bom, dá nome ao jogador, dá contrato, então espero que seja o clássico”, afirmou.

Na quarta-feira (18), o Remo conhecerá o seu adversário na semifinal da Copa Verde. O jogo será entre Paysandu e Bragantino, às 15h30, no Estádio São Benedito, o Diogão, em Bragança.  

Por Alana Bázia.

 

 

A Fifa realizou nesta segunda-feira, em sua sede em Zurique, na Suíça, o sorteio do Mundial de Clubes deste ano, que será realizado desta vez no Catar - sede da Copa do Mundo de 2022. Nele, ficou definido que o campeão da Copa Libertadores fará a sua estreia, no dia 17 de dezembro, já pelas semifinais, contra o vencedor do duelo de quartas de final entre o tunisiano Espérance, vencedor da Liga dos Campeões da África, e o representante da Liga dos Campeões da Ásia.

A luta pelo título da Libertadores já está nas semifinais. Em outubro, de um lado da chave estão dois clubes brasileiros, Flamengo e Grêmio, que duelarão nos dias 2 (em Porto Alegre) e 23 (no Rio de Janeiro). Do outro estão os grandes rivais argentinos River Plate e Boca Juniors, que reeditarão a polêmica final do ano passado, vencida pelo River em uma partida em campo neutro, o estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha. A decisão desta temporada será em jogo único, no dia 23 de novembro, em Santiago, no Chile.

##RECOMENDA##

Um dos possíveis rivais do campeão da Libertadores teve o seu título continental confirmado apenas nesta segunda-feira. O Comitê de Apelações da Confederação Africana de Futebol (CAF, na sigla em francês) negou a apelação do Wydad Casablanca, do Marrocos, que pedia a realização de uma nova final contra o Espérance. No jogo decisivo, disputado no dia 31 de maio, em Túnis, os jogadores do time marroquino abandonaram o campo quando perdiam por 1 a 0 e tiveram um gol anulado por impedimento, em sinal de protesto pelo não funcionamento do árbitro de vídeo (VAR).

Já no caminho do Liverpool, o campeão da Liga dos Campeões da Europa, que fará a sua estreia no dia 18 de dezembro, pode aparecer o Al Sadd, representante do país-sede que tem como técnico o ex-meia espanhol Xavi Hernández, ou o Hienghène Sports, da Nova Caledônia, campeão da Oceania, que se enfrentam na primeira fase - no dia 11 -, ou o Monterrey, do México, campeão da Concacaf, que estreia na segunda fase.

Para este Mundial, a Fifa e o Comitê Organizador ainda não divulgaram quais estádios serão utilizados. A decisão pelo terceiro lugar e a grande final serão disputadas no dia 21 de dezembro.

Confira a tabela do Mundial de Clubes da Fifa:

11/12 (quarta-feira)

Jogo 1 - Al Sadd (Catar) x Hienghène Sport (Nova Caledônia)

14/12 (sábado)

Jogo 2 - Monterrey (México) x Vencedor do Jogo 1

Jogo 3 - Campeão da Ásia x Espérance (Tunísia)

17/12 (terça-feira)

Disputa de quinto lugar - Perdedor do Jogo 2 x Perdedor do Jogo 3

Semifinal - Campeão da Copa Libertadores x Vencedor do Jogo 3

18/12 (quarta-feira)

Semifinal - Vencedor do Jogo 2 x Liverpool (Inglaterra)

21/12 (sábado)

Disputa de terceiro lugar

Final

O Náutico precisa de uma vitória por 2 gols de diferença para ir à final do Campeonato Brasileiro da Série C. Nesse domingo (15), na primeira partida da semifinal, o Timbu perdeu por 2 x 1 para o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. A volta é no próximo dia 22, nos Aflitos, às 18h. Caso os pernambucanos devolvam o placar de um gol de diferença, teremos pênaltis.

O JOGO

##RECOMENDA##

O Náutico conseguiu abrir o placar na segunda metade da primeira etapa. Aos 36 minutos, Jhonnatann cruzou da direita, a bola desviou no meio do caminho e Álvaro foi mais rápido que o goleiro, para chegar e bater de voleio.

No segundo tempo, o Timbu poderia ter ampliado com Jean Carlos tentando por cobertura, e obrigando Marcelo Carné a se esticar todo para evitar o gol, e depois com Álvaro chegando de carrinho, em um cruzamento da esquerda, e acertando o travessão.

Só que aí, exatamente no lance seguinte, os donos da casa acharam uma brecha na defesa alvirrubra. Vidal acionou Gabriel, que saiu por trás da zaga, sozinho, invadiu a área e bateu no canto de Jefferson, empatando o jogo.

E aí, um lance de sorte para os gaúcho decidiu a partida. Aos 49, falta para o Juventude. O lateral esquerdo Eltinho cobrou com categoria, mas a bola acertou o travessão. Porém, na volta, ela pegou nas costas de Jefferson e morreu nas redes.

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro da Série C

Local: Alfredo Jaconi (Caxias do Sul)

Juventude: Marcelo Carné; Vidal, Genilson, Sidimar e Eltinho; João Paulo, Lennon (Dener), Aprille e Renato Cajá (Rafael Bastos), Dalberto e Breno (Gabriel). Técnico: Marquinhos Santos

Náutico: Jefferson; Hereda, Fernando Lombardi, Camutanga (Rafael Ribeiro) e Wilian Simões; Josa, Jhonnatann e Jean Carlos; Matheus Carvalho, Neto Pessôa (Jiménez) e Álvaro. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Gols: Gabriel e Eltinho (JUV); Álvaro (NÁU)

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)

Cartões amarelos: Genilson (JUV); Camutanga (NÁU)

O Sevilla assumiu a liderança isolada do Campeonato Espanhol neste domingo ao derrotar o Alavés por 1 a 0, fora de casa, pela quarta rodada da competição. A equipe da Andaluzia, para assumir a ponta, contou também com o tropeço do Atlético de Madrid no sábado, pela mesma rodada.

Neste momento, o time do técnico Julen Lopetegui chegou aos dez pontos, contra nove do rival de Madri, que foi batido pela Real Sociedad por 2 a 0, fora de casa - o Atlético vinha de aproveitamento de 100% no campeonato até então. Já o Alavés permaneceu com cinco, ocupando o 11º lugar.

##RECOMENDA##

O gol único da partida deste domingo no Estádio de Mendizorroza, em Vitoria-Gasteiz, foi marcado pelo meia espanhol Joan Jordan, aos 37 minutos da primeira etapa, em cobrança de falta batida com perfeição.

Outros dois times que venceram fora de casa neste domingo foram o Espanyol e o Granada. O time de Barcelona passou pelo Eibar com o placar de 2 a 1, de virada, e chegou ao seu primeiro triunfo na competição, com gols de Ferreyra e Granero - Ramis anotou para os anfitriões. O resultado colocou o Espanyol em 16º lugar, deixando o adversário com apenas um ponto, na vice-lanterna.

Já o Granada obteve sua segunda vitória seguida ao superar por 2 a 0 o Celta, em Vigo, graças à eficácia nas conclusões de Sanchez e Herrera, chegando aos sete pontos, agora com o sexto posto na tabela. Derrotado pela segunda vez na temporada, o clube da Galícia ficou com quatro pontos, em 13º.

Quem decepcionou sua torcida foi o Betis, que, jogando em Sevilha, apenas empatou com o Getafe (18º) em 1 a 1 e agora marca quatro pontos, no 15° lugar. Jogando no Benito Villamarin, o time da casa ainda saiu perdendo, com um gol de pênalti de Jaime Mata no primeiro tempo. Até que Joaquin deixou tudo igual, na etapa final, também em uma penalidade máxima.

E mais um empate na rodada foi registrado no confronto entre Valladolid (12º) e o ainda invicto Osasuna (nono), que ficaram no 1 a 1 no José Zorrilla.

O Bahia encerrou a série de três vitórias seguidas e perdeu a chance de fechar o primeiro turno dentro do G6 do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, o time de Salvador (BA) saiu atrás no placar, mas buscou o empate por 1 a 1 com o Fortaleza, na Arena Fonte Nova, pela 19ª rodada. Felipe Pires e Gilberto marcaram os gols da partida.

Com o resultado, o Bahia segue na sétima posição, com 31 pontos. Na parte inferior da tabela, o Fortaleza é 14º colocado, com 22 pontos, quatro à frente do Cruzeiro, primeiro time dentro da zona do rebaixamento.

##RECOMENDA##

A postura do Fortaleza surpreendeu no início da partida. Os visitantes se lançaram ao campo de ataque usando a velocidade. Foi desta forma que a equipe abriu o placar. Aos nove minutos, Osvaldo puxou contra-ataque e encontrou bom passe para Felipe Pires. O atacante invadiu a área e tocou por cima, na saída de Douglas.

A festa tricolor, no entanto, não durou muito. Isto porque o Bahia deixou tudo igual aos 13 minutos. Artur tentou fazer o corte dentro da área, mas foi derrubado por Carlinhos: pênalti. Gilberto foi para a cobrança e não deu chances para Felipe Alves.

As equipes não conseguiram manter a mesma intensidade no decorrer do primeiro tempo e o equilíbrio predominou. O Bahia teve dificuldades para sair jogando e chegar ao campo de ataque. O Fortaleza, por sua vez, não repetiu a velocidade na troca de passes, mas teve a chance mais perigosa, em finalização de fora da área de Romarinho. A igualdade foi tanta que os times terminaram o primeiro tempo com a mesma porcentagem de posse de bola (50% a 50%).

O segundo tempo foi completamente diferente do primeiro, longe de ter a mesma intensidade e correria. O Fortaleza conseguiu se fechar bem e impedir que o Bahia chegasse ao campo de ataque. Os donos da casa tiveram duas boas oportunidades em cobranças de falta, mas não aproveitaram. O time visitante, por sua vez, assustou em finalização de fora da área de Romarinho.

Sem criatividade para furar o bloqueio imposto pelo adversário, o Bahia começou a fazer chuveirinhos na área do Fortaleza. Numa destas jogadas, Fernandão fez o desvio de cabeça, mas mandou para fora.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para enfrentarem adversários paulistas. O Bahia visita o Corinthians, no sábado, às 19 horas, em São Paulo. O Fortaleza recebe o Palmeiras, no domingo, às 16 horas, no Castelão.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 1 x 1 FORTALEZA

BAHIA - Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Guerra (Arthur Caíke); Artur (Fernandão), Gilberto e Lucca (Élber). Técnico: Roger Machado.

FORTALEZA - Felipe Alves; Tinga, Quintero, Jackson e Carlinhos; Gabriel Dias, Felipe e Romarinho (Matheus Alessandro); Osvaldo (Matheus Vargas), Wellington Paulista e Felipe Pires (Edinho). Técnico: Zé Ricardo.

GOLS - Felipe Pires, aos 9, e Gilberto (pênalti), aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Moisés (Bahia); Wellington Paulista (Fortaleza).

RENDA - R$ 822.359,00.

PÚBLICO - 32.092 pagantes (32.655 no total).

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Com uma "ajuda" do goleiro Cássio, o Fluminense derrotou o Corinthians por 1 a 0, neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Paulo Henrique Ganso marcou o único gol do jogo no primeiro tempo, após uma falha grosseira de Cássio. Na última rodada, no empate por 2 a 2 contra o Ceará, o goleiro já teve atuação contestada, após sofrer um gol olímpico nos acréscimos.

O Corinthians encerra o primeiro turno com 32 pontos, dez atrás do líder Flamengo, ainda na briga pelas primeiras posições. A vitória leva o Fluminense para 18 pontos, na 16ª posição, e tira o clube carioca da zona do rebaixamento.

##RECOMENDA##

A derrota encerrou uma invencibilidade de dez partidas do Corinthians no Brasileirão (cinco vitórias e cinco empates). O time ainda não havia sido derrotado desde o retorno da competição após a disputa da Copa América.

Na 20ª rodada, a primeira do returno, o Corinthians enfrenta o Bahia, sábado, 19h, em Itaquera. Antes disso, porém, o time de Carille entra em campo na quarta-feira, também em seu estádio, para enfrentar o Independiente del Valle, pela primeira partida das semifinais da Copa Sul-Americana. Já o Fluminense encara o Goiás, no domingo, no Serra Dourada.

O JOGO - A condição ruim do gramado do Mané Garrincha quase tirou Cássio do jogo. Durante o aquecimento, a bola tocou o solo na grande área e acertou o rosto do goleiro, que caiu no gramado e precisou de atendimento médico.

Com a bola rolando, Corinthians e Fluminense fizeram um primeiro tempo movimentado, mas de pouca criatividade e chances de gols. O lado direito corintiano com Fagner e Pedrinho, ponto forte do time de Carille, não funcionou.

Diante de um cenário de poucas chances e equilíbrio, a vantagem parcial do time carioca se deu por uma falha individual do goleiro Cássio.

A melhor chance do Corinthians na primeira etapa veio através da bola parada. Aos 7, após cobrança de escanteio, Gil cabeceou e acertou a trave de Muriel. O Fluminense também respondeu com uma jogada de bola parada. Aos 29, Nenê cobrou falta com perigo sobre o gol.

Quando a primeira etapa caminhava para o empate sem gols, Ganso arriscou um chute de fora da área, Cássio tentou encaixar a bola, mas ela bateu nos braços do goleiro e foi para as redes. Falha do goleiro corintiano.

"Fui fazer o movimento e infelizmente a bola saiu do meu braço. Foi uma falha que não pode acontecer. Mas faz parte do jogo", reconheceu o goleiro, que negou que a bolada sofrida no rosto antes do início da partida tenha influenciado na falha que originou o gol do Fluminense. "Lógico que tomei a bolada ali, mas não tenho problema (de admitir), foi falha minha, tomei o gol e não tem o que justificar".

No segundo tempo o Corinthians se lançou ao ataque em busca do empate e deu espaços para os contRa-ataques do Fluminense, que não aproveitou a chance de ampliar o placar.

Mesmo com maior tempo de posse de bola, o time de Carille continuou encontrando dificuldades na criação das jogadas, a ponto de o goleiro tricolor Muriel não ter praticado nenhuma defesa importante.

Carille ainda tentou aumentar o volume ofensivo com as entradas de Vagner Love e Boselli, mas não chegou ao gol de empate.

Nos acréscimos, após cobrança de falta de Jadson, Gil subiu livre de marcação, mas cabeceou para fora, acabando com as chances do empate.

 

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 x 0 CORINTHIANS

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri Lima (Dodi), Allan (Frazan), Ganso (Pablo Dyego), Nenê e João Pedro; Yony González. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Carlos Augusto; Gabriel (Vagner Love), Júnior Urso (Jadson), Janderson, Mateus Vital, Pedrinho; Gustavo (Boselli). Técnico: Fábio Carille

GOLS - Ganso, aos 39 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Júnior Urso, Nino, Yuri Lima, Muriel, Gilberto.

RENDA - R$ 1.444.560,00.

PÚBLICO - 15.733 pagantes.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

A eliminação do Paysandu na Série C, semana passada, no Recife, diante do Náutico, ainda está rendendo brincadeiras do maior rival do Papão. A torcida do Remo aproveitou a partida deste domingo (15), contra o Atlético-AC, em Belém, pela Copa Verde, para fazer piada com a derrota bicolor.

Na entrada do estádio Baenão, tinha vendedor oferecendo faixa do Náutico e um torcedor com um “Vuaden de Papelão”, em alusão ao árbitro que marcou um pênalti para o Timbu aos 49 minutos da segunda etapa.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

 

Há 12 jogos sem vencer, ocupando a 18ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série B, o Figueirense parecia presa fácil para o Sport. E foi. Com gols de Hernane Brocador e Norberto, o Leão venceu nesse domingo (15), em Florianópolis, afundou os donos da casa na zona de rebaixamento e se firmou no G4, na terceira colocação com 38 pontos.

O JOGO 

##RECOMENDA##

Aos 11 minutos da primeira etapa quase que os donos da casa abrem o placar. Victor Guilherme cruzou na área e Willian Popp acertou a trave. Na sequência do lance, Héliton tentou de bicicleta, mas Mailson pegou.

Já o Sport, quando chegou, foi cirúrgico. Leandrinho passou para Hyuri, que, de letra, deixou na medida para Hernane Brocador bater de dentro da área e abrir o placar. Leão na frente, porém, nem tudo foi sorte. João Igor e Hyuri saíram machucados. Marcão e Marcinho entraram.

No segundo tempo, o Sport também não precisou se esforçar muito para ampliar. Aos 13, Marcinho foi até a linha de fundo e cruzou voltando. Norberto subiu sozinho para, de cabeça, mandar no canto direito de Matheus Vidotto: 2 x 0.

O Figueirense ainda descontou aos 44, com Andrigo chutando de longe e Mailson engolindo um "peru".

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B

Local: Orlando Scarpelli (Florianópolis)

Figueirense: Matheus Vidotto; Victor Guilherme, Alemão, Ruan Renato e Héliton; Zé Antônio (Patrick), Betinho (Andrigo), Tony e Robertinho; Willian Popp e Yuri Mamute (Matheus Lucas). Técnico: Vinícius Eutrópio

Sport: Mailson; Norberto, Adryelson, Rafael Thiery e Sander; João Igor (Marcão), Charles, Leandrinho e Guilherme, Hyuri (Marcinho) e Hernane Brocador (Elton). Técnico: Guto Ferreira

Gols: Andrigo (FIG); Hernane Brocador e Norberto (SPO)

Arbitragem: Andrey da Silva e Silva (PA)

Assistentes: Márcio Gleidson Correia (PA) e Bárbara Roberta da Costa (PA)

Cartões amarelos: Robertinho e Willian Popp (FIG); Norberto (SPO)

O Sampaio Corrêa largou com boa vantagem no início da briga por uma das vagas na final da Série C do Campeonato Brasileiro. A equipe, comandada pelo técnico João Brigatti, foi a campo no final da tarde deste sábado e venceu o Confiança por 2 a 0, no Batistão, em Aracaju (SE), na ida das semifinais.

Gols marcados fora de casa não contam como critério de desempate, portanto o time maranhense avança mesmo se perder por um gol de diferença na rodada de volta. Já a equipe sergipana precisará de uma vitória por três gols para avançar direto, ou por dois para levar a decisão aos pênaltis. O jogo decisivo será disputado no dia 21, sábado, no Castelão.

##RECOMENDA##

Em campo, o Sampaio foi bastante superior. Depois de abrir o placar aos 20 minutos, com um gol de Esquerdinha, viu os adversários cometerem muitos erros e por pouco não ampliou ainda no primeiro tempo. O segundo saiu aos 12 minutos da etapa final, quando Salatiel recebeu livre, de Eloir, e mandou para o fundo da rede. Decepção para a torcida do Confiança que lotou o Batistão, com quase 15 mil torcedores.

No domingo, a partir das 18 horas, Juventude e Náutico começam a disputa pela outra vaga na final, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Existe um pedido de anulação da partida de volta das quartas de final entre Paysandu e Náutico, feito pelo clube paraense, em tramitação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Apesar disso, a entidade optou por não adiar o jogo.

Na chamada final simbólica do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, deu Flamengo. Com uma atuação que não foi brilhante neste sábado, no Maracanã, o líder da competição ao menos manteve a eficiência, batendo o vice-líder Santos por 1 a 0, em partida válida pela 19ª rodada, e garantindo a melhor campanha na primeira metade da disputa.

O triunfo, que foi o sexto seguido, o 13º na campanha e manteve impressionantes 100% de aproveitamento em dez duelos em casa, saiu com uma pintura de gol criada pelo artilheiro do Brasileirão, Gabriel Barbosa no fim do primeiro tempo.

##RECOMENDA##

O resultado leva a equipe treinada pelo português Jorge Jesus aos 42 pontos, na melhor trajetória do clube carioca em um turno na era dos pontos corridos, iniciada em 2003. Já o Santos estaciona nos 37 pontos e passa a pensar em manter a boa competitividade no returno para se manter entre os primeiros.

Na partida, Jorge Sampaoli optou por um esquema com uma linha de quatro zagueiros, dando chance a Luan Peres, que, emprestado pelo Brugges, da Bélgica, estreou atuando como lateral-esquerdo, avançando o titular da posição, Jorge, para a armação no meio campo por dentro.

Jorge Jesus, por sua vez, cumpriu com o esperado e repetiu uma escalação pela primeira vez desde que passou a comandar o time da Gávea, em junho deste ano. Antes, foram 14 formações diferentes até este sábado, quando usou o mesmo time que iniciara na vitória ante o Palmeiras, na 17ª rodada.

Também era esperado um confronto aberto, uma vez que as duas equipes se notabilizaram neste ano por atuarem de forma ofensiva. E o Santos não se intimidou a princípio e tentou adiantar sua marcação, buscando a velocidade dos ponteiros Marinho e Soteldo nas costas da linha de defesa alta do Flamengo.

De início mais nervoso do que o normal, com maior posse de bola, o Flamengo errava muitos passes, com os homens de frente encaixotados por uma bem posicionada e atenta defesa santista, enquanto Gerson, Rafinha e Filipe Luís, bem marcados, tentavam, sem sucesso, se aproximar no apoio à armação.

Porém, como costuma acontecer nesses jogos, o gol inaugural surgiu dos detalhes. Tudo começou com um erro de passe de Eduardo Sasha na altura do ataque, aos 43 minutos. De posse da redonda, Everton Ribeiro finalmente encontrou Gabriel Barbosa marcado apenas por um defensor santista e lançou. Em velocidade, o camisa 9 partiu em direção ao gol até dar um breque, puxar para o pé esquerdo diante de Gustavo Henrique e, de fora da área, tocar por cobertura, aproveitando um curto passo à frente de Éverson. A bola ainda tocou levemente no travessão antes de concretizar o golaço, o seu 16º na competição, que fez explodir o Maracanã.

A vantagem no placar trouxe um Flamengo mais seguro para o início da etapa final. Fruto de seu maior acerto, à base da já tradicional pressão imposta na saída de bola do adversário, Gabriel Barbosa quase marcou o segundo logo antes dos dois minutos, batendo quase da entrada da área após roubada de Willian Arão - outra vez excepcional neste quesito. A bola passou próxima à trave esquerda de Éverson.

A partir de então, o Santos conseguiu se estabilizar outra vez no confronto, buscando manter-se mais com a posse no campo ofensivo. Só que não contava com os espaços antes disponíveis no primeiro tempo para seus dois velocistas. Notando tal dificuldade, Sampaoli resolveu retirar Luan Peres para a entrada de Uribe, como uma forma de buscar novas opções e tentar penetração pelo meio.

Mas foi o Flamengo que ameaçou outra vez, com bela jogada individual de Bruno Henrique pela lado esquerdo, na linha de fundo. A bola chutada pelo camisa 27 explodiu nas costas de Éverson e saiu pela linha de fundo.

A tentativa seguinte do comandante santista foi com Cueva. O peruano, voltando ao time após quase quatro meses de ausência, entrou no lugar de um apagado Sasha. Contudo, a recomposição defensiva do time da casa era muito eficiente.

Naquele momento do duelo, sobressaíam-se as melhores individualidades rubro-negras. Aos 34, Arrascaeta, que vinha discreto, quase deixou o dele, mandando um chute que passou muito próximo ao gol de Éverson. No fim, prevaleceu a força de uma equipe que não está disposta a perder a concentração tão facilmente, nas partidas e no campeonato.

O Flamengo volta a campo pelo Brasileirão visitando o Cruzeiro no próximo sábado, às 17h, enquanto o Santos retorna à Vila Belmiro para enfrentar o Grêmio, no mesmo dia, só que às 21h.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 x 0 SANTOS

FLAMENGO - Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson, Arrascaeta (Berrío) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus.

SANTOS - Éverson; Lucas Veríssimo, Luan Peres (Uribe) e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Alison, Carlos Sánchez (Felipe Jonatan) e Jorge; Marinho, Eduardo Sasha (Cueva) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

GOL - Gabriel Barbosa, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Marinho, Cueva e Soteldo (Santos); Gabriel Barbosa e Bruno Henrique (Flamengo).

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC).

RENDA - R$ 3.328.050,95.

PÚBLICO - 62.510 pagantes (68.243 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Após voltar ao Paris Saint-Germain com golaço que deu a vitória por 1 a 0 em cima do Strasbourg, neste sábado, pelo Campeonato Francês, Neymar falou pela primeira vez sobre o desejo de retornar ao Barcelona. O atacante brasileiro admitiu que queria deixar o PSG e alegou motivos pessoais.

Neymar foi vaiado antes, durante e depois da partida deste sábado. Além disso, ele também foi alvo em faixas estendidas no Estádio Parque dos Príncipes, direcionadas ao seu pai. "Neymar Sr. venda seu filho na Vila Mimosa", dizia uma delas, referindo-se a uma zona de prostituição no Rio de Janeiro.

##RECOMENDA##

O atacante disse que já esperava esse comportamento da torcida e lamentou. "Já joguei em várias vezes sendo vaiado. É triste, mas sei que a partir de agora será como jogar todo jogo fora de casa. Deixo claro que não tenho nada contra os torcedores, nem nada contra a entidade Paris Saint-Germain, mas todo mundo sabe que eu queria sair sim, e deixei claro isso. Mas não vou entrar em detalhes do que aconteceu nas negociações. As pessoas e o presidente daqui sabem o que aconteceu, e isso é uma página virada. Hoje sou jogador do PSG e prometo dar tudo em campo, cumprir o meu papel e ser feliz dentro de campo. Não preciso que gritem meu nome e nem que estejam ali por mim. E sim pelo PSG", afirmou Neymar.

"Teve alguns motivos, principalmente pessoais. Deixo bem claro que não foi nada contra o PSG e nem torcedores. Mas quando você não se sente bem em um trabalho, você procura outro. Não pelas pessoas que tem nele e que você está servindo, e sim por motivos pessoais. Tive os meus e quis sair. Deixei bem claro para todo mundo e fiz o possível, mas infelizmente não deixaram. Mas isso é uma página virada. Primeira vez que estou falando sobre isso, e será a última. A partir de agora minha cabeça está toda voltada para o PSG", acrescentou o atacante.

Neymar não atuava pelo PSG desde o dia 11 de maio. Ele participou dos amistosos da seleção brasileira contra Colômbia e Peru nas últimas semanas, e neste sábado jogou os 90 minutos. Nos acréscimos, marcou um golaço de voleio que deu a vitória ao time francês.

Na comemoração do gol, Neymar colocou a bola dentro da camisa e fez o famoso gesto de gravidez. Após a partida, ele explicou que foi uma homenagem a Carol Dantas, mãe do seu filho, David Lucca, e que deu à luz neste sábado ao segundo filho, fruto do relacionamento com Vinicius Martinez. Neymar tem boa relação com o casal.

No último lance da partida, o brasileiro ainda balançou a rede outra vez, mas o lance foi invalidado com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo) por impedimento de Di Maria. Com a vitória, o PSG chegou a 12 pontos no Campeonato Francês e permanece na liderança.

Para o bem e para o mal, Neymar foi o nome da vitória do Paris Saint-Germain por 1 a 0 sobre o Strasbourg, neste sábado, pelo Campeonato Francês. Em seu retorno ao time parisiense, o craque brasileiro foi vaiado e hostilizado pelas torcidas organizadas antes, durante e depois da partida, mas não se intimidou e marcou um golaço nos acréscimos que garantiu o triunfo de sua equipe.

Xingado a cada vez que pegava na bola, Neymar pareceu não ter sentido as críticas da torcida e nem a falta de ritmo de jogo. Sem sucesso nas negociações para o seu retorno ao Barcelona, ele atuou nos amistosos da seleção brasileira contra Colômbia e Peru na última semana, mas pelo PSG não entrava em campo desde o dia 11 de maio. Neste sábado, foi titular e jogou os 90 minutos.

##RECOMENDA##

As organizadas prepararam uma recepção bastante hostil a Neymar no Parque dos Príncipes. O pai do jogador também foi alvo dos protestos. As vaias foram mais intensas durante o primeiro tempo, etapa em que o PSG pouco fez. Praticamente todos os lances de perigos passavam pelos pés de Neymar.

Desse modo, o brasileiro mostrou que não se abalou com o ambiente desfavorável. Até mesmo faixas ofensivas com o nome de seu pai não o incomodaram. Pelo contrário, pareceu ter dado mais ânimo a ele. "Neymar Sr., venda seu filho na Vila Mimosa!", dizia em português uma faixa estendida no estádio em referência a uma zona de prostituição no Rio de Janeiro. Ela foi recolhida minutos depois.

Outra faixa exibida pelos torcedores dizia: "Seu nome na Torre Eiffel, seus milhões em conta, suas noitadas open bar: Bem-vindo ao inferno, Calimero (personagem de desenho animado conhecido por ser infeliz e reclamar muito)".

Depois de receber muitas vaias e xingamentos, Neymar foi premiado pela insistência e fez parte da torcida mudar seu comportamento ao brilhar no final da partida. O camisa 10, que tinha feito o goleiro fazer grande defesa e quase marcado um gol olímpico - a bola acertou a trave - enfim pôde comemorar. Ele recebeu cruzamento da esquerda e acertou um lindo voleio, de esquerda, para garantir o triunfo do time de Paris e causar sentimentos distintos nos torcedores, de modo que as organizadas continuaram vaiando, mas boa parte dos apoiadores aplaudiu.

Na comemoração do gol, Neymar colocou a bola dentro da camisa e fez o famoso gesto de gravidez. No último lance da partida, o brasileiro ainda balançou a rede outra vez, mas o lance foi invalidado com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo) por impedimento de Di Maria.

O jogo também marcou a estreia de Icardi com a camisa do novo clube. O atacante italiano entrou aos 18 minutos do segundo tempo e teve atuação discreta. O dia era mesmo de Neymar.

O triunfo manteve o time de Paris na liderança do Campeonato Francês, com 12 pontos.

O Liverpool segue irresistível e invencível no Campeonato Inglês. Neste sábado, em duelo válido pela quinta rodada, o time do técnico Jürgen Klopp passou dificuldade, mas contou com grande atuação de Roberto Firmino e Sadio Mané para vencer o Newcastle de virada, por 3 a 1, em casa, no Anfield, e manter os 100% de aproveitamento no torneio.

Além disso, o Liverpool, com o quinto triunfo em cinco jogos - foi a 14ª vitória consecutiva, contabilizando os jogos da última edição do Inglês - abriu uma folga na liderança, agora com 15 pontos, cinco a mais que o vice-líder Manchester City, que encara o Norwich neste sábado, fora de casa. O Newcastle soma cinco pontos e é o 16º colocado.

##RECOMENDA##

A vitória eleva ainda mais o moral para a estreia na Liga dos Campeões. O atual campeão europeu começa a trajetória pela defesa do seu título na próxima terça-feira, quando faz a estreia diante do Napoli, na Itália.

O duelo está marcado para as 16 horas (de Brasília) no estádio San Paolo, em Nápoles, e é o primeiro do Grupo E, que também conta com o Genk, da Bélgica, e o RB Salzburg, da Áustria. Depois, no domingo, o Liverpool encara o Chelsea, em Londres.

Um susto pôs à prova o poder de reação do Liverpool. O lateral holandês Jetro Willems abriu o placar para o Newcastle aos sete minutos e pôs pressão no rival. A vantagem não durou muito e desmoronou quando Mané empatou o jogo com um lindo chute no ângulo esquerdo aos 27 minutos.

Convocado para os últimos amistosos da seleção brasileira, Firmino começou no banco por opção de Klopp. O atacante brasileiro teve a sua entrada adiantada em razão da lesão de Origi e deixou o banco no final da primeira etapa.

Com ele em campo, o time mandante cresceu ainda mais na partida, chegou a ter 80% de posse de bola, e encontrou o segundo gol. Firmino lançou para Mané, que se beneficiou da trapalhada do goleiro, e ficou com o gol livre para virar o jogo aos 39.

O melhor ficou para a etapa final. Inspirado, Firmino deu outra assistência, desta vez em grande estilo, de letra, para Salah. O atacante Egípcio apareceu livre na esquerda e bateu cruzado para fazer o terceiro e selar o placar no Anfield.

Apesar de estar vivendo um jejum de quatro jogos sem vitória no Brasileirão, o Ceará mostrou poder de reação ao buscar um empate por 2 a 2 com o Corinthians, nos acréscimos, em Itaquera, em seu último compromisso pela competição. Mais otimista após o ato heroico, o time comandado por Enderson Moreira buscará o reencontro com a vitória em duelo contra o Botafogo, no Castelão, a partir das 21 horas deste sábado, no encerramento do primeiro turno.

Antes do empate em São Paulo, o Ceará vinha de três derrotas seguidas. Ainda assim, não voltou a se preocupar de vez com o rebaixamento, já que está em 12º lugar, com 21 pontos, a seis da degola. Mas queimou gordura. Uma vitória sobre o Botafogo, décimo colocado, com 26 pontos, pode reaproximar a equipe de uma potencial briga pelo G6 (zona de classificação à Copa Libertadores).

##RECOMENDA##

"A equipe do Botafogo é uma das principais no sentido de posse de bola, gosta de jogar com a bola no pé. É uma equipe extremamente eficiente e cria boas situações para finalizar. Temos tentado buscar o resultado em qualquer situação", avaliou Enderson Moreira.

Satisfeito com o que viu no segundo tempo contra o Corinthians, o treinador fará apenas uma mudança no time. Autor do gol olímpico que decretou o empate nos minutos finais, o atacante Leandro Carvalho ganhará uma vaga no time titular no lugar de Lima.

Um velho conhecido está de volta ao estádio Moisés Lucarelli. Emprestado pelo Juventude para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro, o meia Renato Cajá é o novo reforço da Ponte Preta.

Esta será a quinta passagem do jogador de 34 anos pelo clube campineiro - as outras foram em 2008-2009, 2011-2012, 2014-2015 e 2017. Com isso vai igualar o recorde do centroavante Roger, também com 34 anos, com a camisa do clube. Cajá chega para dividir funções com Rafael Longuine, que não consegue emplacar uma sequência de jogos por problemas físicos.

##RECOMENDA##

Herói do acesso do Juventude com três gols na goleada sobre o Imperatriz-MA, por 4 a 0, na última segunda-feira, Renato Cajá renovou seu contrato com o clube gaúcho até o fim de 2020 e será emprestado para a Ponte. Outros dois clubes paranaenses, Londrina e Coritiba, também demonstraram interesse no camisa 10.

Além de Ponte Preta e Juventude, o meia tem passagens por Mogi Mirim, Ferroviária, Grêmio, Botafogo, Vitória, Bahia e Goiás.

Renato Cajá chega ao clube em um momento complicado da Ponte Preta, que perdeu para o Vila Nova, por 1 a 0, em casa, na última quinta-feira. Com 31 pontos, o time pode ver a distância para o G4 aumentar até o encerramento da 22ª rodada.

Ainda sem o meia, que é aguardado em Campinas no início da próxima semana, a Ponte encara o Operário, na segunda-feira, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR) pela 23ª rodada da Série B.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando