Esportes

| Futebol

Surpreendido por um mandado de intimação para prestar esclarecimentos na Delegacia de Repressão à Intolerância Esportiva, nesta quinta-feira (22), um representante do grupo Intervenção Popular Coral e conselheiro do Santa Cruz alega perseguição política. Às vésperas da eleição agendada para o dia 14 de dezembro, que vai definir a futura gestão tricolor, Jhonny Guimarães é um dos que luta pela mudança do estatuto e já denunciou suspeitas de irregularidades na administração do clube.

"A gente acredita que venha de alguém vinculado ao Santa Cruz, até porque outros torcedores e outras lideranças também já foram chamados à delegacia por conta da sua luta pelo bem do clube. Infelizmente essas táticas ainda são usadas, mas com ninguém do nosso grupo vai funcionar", afirmou o líder, que considerou a prática 'coronelista'.

##RECOMENDA##

Sem saber o motivo da intimação recebida nessa terça (20) - pois o documento não especifica a infração imputada ou o autor da denúncia -, ele ainda não sabe o que lhe espera, mas adianta que prestará depoimento acompanhado de um advogado penal. "A gente tem relato de torcedores que também foram intimados a prestar depoimento com alegações de difamação e calúnia. Amanhã é que o delegado vai me explicar", acrescentou.

Jhonny também é jurista, mas divide seu tempo com o projeto para fiscalizar a Administração do clube. Questionado sobre a atuação do Intervenção Popular Coral, ele explica que o grupo vem "denunciando irregularidades, suspeitas de fraudes em eleições, brigando pela fiscalização das contas e tudo mais”.

“Hoje, o Intervenção é visto pelas pessoas do clube como um grupo de oposição [...] a gente quer contribuir para o crescimento do Santa Cruz e muitas vezes somos vistos como inimigos por quem tá a frente do clube. Infelizmente", lamenta.

Participação nas eleições

Sobre o planejamento para as eleições, Jhonny garante que o grupo não vai fazer indicações para cargos executivos. "Nosso grupo não vai participar das eleições colocando nomes para cargos executivos ou algo do tipo. A gente pretende apoiar uma chapa que defenda a mesma bandeira de transparência", complementou.

Clube não vai se manifestar

O LeiaJá entrou em contato com o Santa Cruz, mas, através da assessoria, o clube informou que não iria responder às acusações de perseguição.

Nesta quarta-feira, o técnico Guto Ferreira pode conquistar seu segundo título no comando do Ceará. Atual campeão da Copa do Nordeste, o treinador encara o Fortaleza, de Rogério Ceni, na decisão do Campeonato Cearense, adiada em decorrência da pandemia da covid-19. O jogo no estádio Castelão começa às 21h30.

Em julho, Guto levou a melhor diante do Fortaleza na semifinal da Copa do Nordeste. Dessa vez, o cenário é outro. O Fortaleza vive melhor fase e tem a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 2 a 1. No Campeonato Brasileiro, o Ceará faz campanha regular. É o 13º colocado, com 19 pontos.

##RECOMENDA##

Existe algo específico a que você possa creditar seu bom desempenho no Ceará? Elenco? Torcida? Ambiente de trabalho?

Temos grandes lideranças dentro do elenco e, desde o início do nosso trabalho, estabelecemos metas e os jogadores se cobram muito. Tanto no dia a dia, quanto nos jogos. Acho que isso tem feito as coisas acontecerem dentro do clube.

Neste ano, você venceu a Copa do Nordeste. Em 2017, você já tinha conquistado o título com o Bahia. Quais são as semelhanças e diferenças entre as duas conquistas?

O estágio de trabalho com a equipe da Bahia era outro. Tínhamos conquistado o acesso na Série B e feito contratações pontuais para qualificar o plantel. A fase de preparação nos Estados Unidos contribuiu muito para que a equipe não abandonasse totalmente os trabalhos físicos durante as férias. Isso fez com que todo mundo chegasse com uma preparação muito boa no torneio. As peças que chegaram cresceram dentro da qualidade do trabalho. A situação do Ceará, por outro lado, é diferente. Viemos de uma pandemia e tivemos o trabalho de recuperação de um grande tempo parado, sendo que a equipe não estava completamente encaixada. No Bahia, jogamos um futebol extremamente agressivo, de marcação alta. Já no Ceará até conseguimos realizar algo parecido, mas, em decorrência do contexto, muitas vezes tivemos mais de buscar anular o adversário do que propor o jogo. Isso por causa do tempo de trabalho. Sem dúvidas foram dois grandes títulos que influenciaram muito minha carreira, mas a recordação com o Ceará fica na frente porque vencemos de forma invicta.

A boa fase em campo tem se refletido com a torcida do Ceará. Criaram até uma miniatura sua, o "Gutinho". Como essa confiança da torcida no seu trabalho se reflete no vestiário com os jogadores?

O Gutinho é uma valorização grande na minha carreira. Fico feliz com isso. Pelo respaldo que o torcedor tem me dado. Creio que a principal confiança no grupo seja em decorrência do que nós fazemos no dia a dia, não simplesmente porque o clube está valorizando a marca do treinador. O fator principal é o que você consegue agregar dentro do grupo.

Os torcedores te chamam de "Gordiola" por causa do seu peso e, claro, em decorrência da boa fase. Você se incomoda com esse apelido ou leva na brincadeira?

Sempre encarei com carinho a questão do Gordiola. Enquanto seguir dessa maneira, não tem problema nenhum. Creio que até tenha ajudado bastante a quebrar o gelo e algum tipo de discriminação que pudesse vir em relação ao gordo. Além disso, é uma comparação com um grande treinador, embora eu acredite que meu trabalho não tenha muita coisa a ver com o dele (Pep Guardiola). Ainda tenho que trabalhar muito para chegar próximo do que ele é dentro do mercado. Mas essa situação do apelido, embora tenha sido o Flávio Prado, na Ponte Preta, quem me deu, pegou mesmo no Nordeste. Acredito que o nordestino tem, por cultura, empregar apelidos de uma forma carinhosa, como este, e valorizar o profissional. Tenho meu respeito pelo Gordiola e pela manifestação do torcedor.

Nessas últimas rodadas, percebemos que o Campeonato Brasileiro está bastante disputado, principalmente no meio da tabela, onde o Ceará se encontra. Nas próximas semanas o clube inicia a disputa da Copa do Brasil. Como será feita a conciliação das duas competições? Você é favorável ao rodízio de atletas?

A competição está muito disputada, de fato, e o Campeonato Brasileiro está se projetando em dois blocos. O primeiro envolve três ou quatro equipes na parte de cima, já o segundo um blocão de 12 a 16 equipes. Todos com uma diferença muito pequena de pontos. Ficamos jogando três meses sem parar, fazendo um jogo a cada três dias e esse tipo de situação desgasta demais o atleta. Não é nem questão de gostar ou não gostar, ser a favor ou não do rodízio, ele é necessário agora. É preciso ter plantel e muita habilidade. Quando você não tem elenco, é preciso abrir mão de jogar para vencer. Você prioriza os jogos que acredita que vai ganhar. Quem tem plantel vai mexer e brigar para vencer em todos os jogos. Quem não tem vai ter de arrumar algum tipo de solução, senão fatalmente vai ficar desgastado e estará sujeito a uma sequência de derrotas. Por isso, o rodízio de jogadores é muito importante. É preciso trabalhar muito mais do que com 11 atletas. É preciso fazer todo o grupo se sentir importante e ter habilidade na estruturação do modelo de jogo para que o conjunto não seja tão afetado.

Conquistar o título do Campeonato Cearense de certa forma coroa sua boa fase?

Com certeza. Todo título chancela um grande trabalho. O título de campeão cearense, nesse momento, apesar das dificuldades de ter perdido o primeiro jogo, mostra a força do grupo, o bom momento e nossos limites, apesar das dificuldades.

O Internacional foi o único clube dentre os chamados "12 grandes" que você comandou. Por que você acha que não teve chance de comandar outro time dentro desse grupo?

Sinceramente, não sei porque não deu certo. Essa talvez seja uma resposta para os dirigentes responderam. Com certeza são 12 camisas fortíssimas. Trabalhar em um desses clubes elevaria e muito o patamar do meu trabalho. Estou preparado para isso, mas com certeza não me pressiono. Aguardo e sigo trabalhando firme e forte nos clubes que me oportunizaram. Dou sempre meu melhor. Quem sabe um dia, um desses 12 clubes me conceda a possibilidade de desenvolver um projeto, como outros têm me dado, embora meu nome já tenha sido ventilado em muitos deles. O fato de não ter dado certo não me abala. Sigo trabalhando, fazendo meu melhor e aguardando por outras possibilidades.

Dez dias após vencer o Peru pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, a seleção brasileira voltará a ser convocada nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro. O técnico Tite vai anunciar a lista dos jogadores, a partir das 11 horas, para os duelos contra Venezuela e Uruguai.

O jogo contra a Venezuela está marcado para o dia 13 de novembro, às 21h30, no Morumbi, em São Paulo. Os uruguaios serão os adversários da seleção no dia 17, em Montevidéu. O Brasil tem 100% de aproveitamento nas Eliminatórias até agora, com duas vitórias em dois jogos. Goleou a Bolívia por 5 a 0 na estreia, na Neo Química Arena, em São Paulo. E, depois, superou o Peru por 4 a 2, em Lima.

##RECOMENDA##

Nesta sexta-feira, Tite vai anunciar os convocados de forma virtual, devido à pandemia do novo coronavírus. Na sequência, em tempo real, os jornalistas poderão fazer perguntas para o treinador e para a comissão técnica.

Para esta convocação, o treinador deve ter mais opções a sua escolha. Isso porque jogadores que foram desfalques nos dois primeiros jogos das Eliminatórias devem estar recuperados de lesão a tempo de jogar no próximo mês.

São os casos do o goleiro Alisson, do Liverpool, dos laterais Alex Sandro (Juventus) e Daniel Alves (São Paulo) e do atacante Gabriel Jesus, do Manchester City.

Após conversas nos últimos dois dias e reuniões no Equador, o Palmeiras desistiu da contratação do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez. O treinador aceitou dirigir o clube, mas disse que não poderia deixar o Independiente Del Valle neste momento. A atitude irritou os palmeirenses, que têm pressa para acertar com um substituto de Vanderlei Luxemburgo.

A desistência do Palmeiras aconteceu na noite da última terça-feira, após reuniões com o treinador, no Equador. Ramírez acertou salários e todas as exigências feitas por ele foram acatadas pelo Palmeiras, mas o espanhol informou que só poderia assumir o clube após o Del Valle deixar a Libertadores. O cenário pode mudar apenas se o Del Vale for eliminado nesta quarta-feira, mas a chance é pequena.

##RECOMENDA##

O espanhol chegou até a indicar reforços para o Palmeiras e um diretor jurídico do clube paulista foi para o Equador, junto com o diretor de futebol, Anderson Barros, para acertar o contrato e a ideia era anunciá-lo ainda nesta quarta-feira. Os dirigentes foram para o Equador em um avião da Crefisa, patrocinadora do clube.

O que mais irritou a diretoria do Palmeiras foi o fato de Ramírez não ter dito em momento algum que gostaria de encerrar seu ciclo na Libertadores pelo Del Valle. O anúncio só aconteceu após clube e treinador acertarem todas as pendências.

Sem Ramírez, o Palmeiras volta a estaca zero na busca por um treinador, mas a ideia é manter a busca por um estrangeiro. Nomes como dos argentinos Gabriel Heinze e Guillermo Schelotto são comentados. Guto Ferreira e Rogério Ceni também são especulados. Enquanto isso, o time segue sendo comandado pelo auxiliar técnico Andrey Lopes.

O Del Valle é o segundo colocado do Grupo B, com 9 pontos. O Flamengo lidera com 12, o Junior Barranquilla tem 6 e o Barcelona-EQU aparece com 3. Nesta quarta, o Flamengo recebe o Junior e o Del Valle joga no Equador com o Barcelona.

O time equatoriano é eliminado se perder para o Barcelona e o Junior derrotar o Flamengo. Neste caso, a disputa seria no saldo de gols. Neste momento, o Del Vale tem 4 de saldo e o Junior, -2.

O Flamengo está de olho na liderança do Brasileirão e jogará sem alguns titulares, às 21h30, diante do Júnior Barranquilla, pela Copa Libertadores. Já garantido nas oitavas de final, basta um ponto no Maracanã para a confirmação do primeiro lugar no Grupo A.

O time defenderá a dianteira apostando mais uma vez na força do elenco. Poupar os principais jogadores se faz necessário pois, domingo, vai até Porto Alegre encarar o líder Internacional. Ganhar no Sul deixará os cariocas isolados na ponta do Brasileirão.

##RECOMENDA##

O técnico Domenèc Torrent já adiantou que dará descanso a alguns titulares. Mas não revelou quem pode ganhar folga. Uma ausência certa é a do zagueiro Gustavo Henrique, com trauma no testículo. "O atleta Gustavo Henrique passou por avaliação com o urologista Paulo Henrique, que recomendou repouso de três dias e antibioticoterapia. Segue sob os cuidados do Departamento Médico", informou o Flamengo.

Bruno Henrique, suspenso no Brasileirão, deve ser presença certa. Mas pode não ter o artilheiro Pedro a seu lado. O centroavante vem jogando sem descanso faz tempo. Assim como Isla, Filipe Luís, Thiago Maia e Éverton Ribeiro podem descansar também.

"Disputamos muitas partidas esse mês. E só necessitamos de um ponto para terminar em primeiro do grupo. Vamos tentar preservar alguns titulares", afirmou Domenèc. "Dou importância à Libertadores, mas faremos muitas mexidas", admitiu o espanhol. E foi além: "Nossa equipe tem jogadores maravilhosos, podemos fazer mudanças tranquilamente."

O Flamengo soma 12 pontos, diante de 9 do Independiente del Valle e 6 do Júnior Barranquilla. Além da possibilidade de fechar na ponta até com derrota, os cariocas têm a favor o retrospecto. Foram cinco encontros com o rival desta noite e o time ganhou todas, anotando 11 gols e levando apenas 4.

Adversário do Flamengo, o Junior Barranquilla tem chances pequena para avançar às oitavas de final. Precisa vencer e contar com derrota do Del Valle para o equatoriano Barcelona, além de tirar a diferença do saldo (4 a menos 2). Mas um empate confirma sua ida para a segunda fase da Sul-Americana.

Em crise depois de igualar a pior sequência desde 2016 com a derrota sofrida para o Fortaleza por 2 a 0, no último domingo, o Palmeiras esquece o Campeonato Brasileiro e se concentra na Libertadores. O time alviverde quer usar o duelo contra o Tigre nesta quarta-feira, às 21h30, para se reabilitar na temporada, reduzir um pouco a enorme pressão no clube e garantir a melhor campanha da fase de grupos do torneio sul-americano. Disputada no Allianz Parque, a partida é válida pela última rodada da fase de grupos.

Os resultados negativos diante de Botafogo, São Paulo, Coritiba e Fortaleza deixaram o Palmeiras em crise e sob intensas cobranças. A diretoria ainda busca um técnico para substituir Vanderlei Luxemburgo, demitido há uma semana. O favorito para assumir o cargo é o espanhol Miguel Angel Ramirez, treinador do Independiente del Valle. O presidente Maurício Galiotte e o diretor Anderson Barros estão, inclusive, no Equador para negociar a contratação.

##RECOMENDA##

Embora o momento seja ruim, um dos piores dos últimos anos, na Libertadores, a situação é muito tranquila. A equipe alviverde lidera o Grupo B, com 13 pontos, e já está classificada para as oitavas. Além disso, se vencer, garante a melhor campanha da fase de grupos e, com isso, conquista o direito de decidir os duelos em casa até as semifinais, caso chegue até lá. Lanterna da chave, o Tigre soma apenas um ponto e já está eliminado.

Já muito longe dos líderes do Brasileirão, o Palmeiras joga suas fichas na Libertadores e na Copa do Brasil. Mas o fato é que para brigar pelo título em quaisquer torneios precisa melhor o desempenho em campo. No domingo, diante do Fortaleza, o time foi dominado e não deu nenhum sinal de evolução depois da saída de Luxemburgo.

Com os resultado negativos em sequência, os problemas táticos e o jogo pobre tecnicamente, é muito provável que o treinador interino Andrey Lopes, que comandou apenas um treinamento antes do confronto desta quarta, mude a escalação para o confronto com os argentinos.

No Ceará, com vários desfalques, Emerson Santos e Mayke foram titulares. A tendência é de que não tenham uma nova oportunidade já que o zagueiro e o lateral foram dois dos piores em campo. Entretanto, Marcos Rocha, se recupera de uma lesão muscular na coxa direita e deve seguir fora.

Se Andrey preferir não utilizar Mayke, a opção é improvisar Gabriel Menino na posição. Na zaga, Felipe Melo retorna após cumprir suspensão e jogará ao lado de Gustavo Gómez. Luan continua fora para tratar um estiramento na coxa. Ele já começou o processo de transição física, mas só deve retornar aos gramados em novembro.

Como a escalação com três meio-campistas - Zé Rafael, Lucas Lima e Raphael Veiga - não funcionou no último domingo, a tendência é que o treinador mude o esquema e lance ao menos mais um atacante para jogar perto de Luiz Adriano. Wesley, Veron, Rony e Willian são as opções. Gustavo Scarpa também pode aparece entre os titulares.

Lucas Braga e Marcos Leonardo decidiram a vitória diante do Defensa y Justicia, por 2 a 1, mas devem ter de esperar um pouco mais para ganhar uma chance entre os titulares do Santos. Cuca não quer pressão desnecessária em seus jovens talentos e pretende não "queimá-los." O técnico voltou a pedir reforços após o triunfo na rodada final da fase de grupos da Copa Libertadores e admitiu que errou ao anunciar despedida de Soteldo.

Mesmo com a vaga nas oitavas de final garantida por antecedência, Cuca não quis poupar titulares diante dos argentinos. Tudo para não criar uma responsabilidade a mais para os jovens.

##RECOMENDA##

"Hoje (terça-feira) eu tinha três a menos no banco porque não temos elenco grande. Quem fala em testar novos jogadores é porque não o treinador. Se fosse o treinador, não iria testar", afirmou Cuca. "Perder jogos com meninos é diferente. Se perde mais do que a partida", analisou.

O técnico pretende ir colocando aos poucos os mais jovens na equipe. Vem fazendo isso com frequência no Brasileirão, mas sempre analisando a situação. Cuca pretende dar experiência à nova safra de "Meninos da Vila" e sabe que precisa de jogadores maduros ao lado deles.

Cuca, porém, pode ser "obrigado" a recorrer a um dos jovens caso Marinho não se recupere para o jogo diante do Fluminense. Kaio Jorge vai para a seleção brasileira sub-20 nesta quarta-feira e desfalca o Santos em quatro rodadas.

Por outro lado, o treinador agora conta com Soteldo. Depois de dizer que contra o Coritiba era o último jogo do venezuelano no clube, ele admitiu que "errou", induzido pela diretoria santista.

O clube usaria os R$ 40 milhões da venda de Soteldo para quitar dividas e poder buscar reforços. "Me passaram que era 99% de chance, mas 99% não é 100%. Se ficar, vamos achar uma maneira de saldar as dívidas, pagar os bancos e fortalecer o elenco porque precisamos", enfatizou o técnico, mais uma vez pedindo reforços à direção.

Cuca vem conversando todos os dias com Soteldo. O venezuelano ainda não definiu se aceita a proposta do Al Hilal. "Converso com ele todo dia, toda hora. Tem 23 anos. Foi um erro ter falado que era último jogo, mas foi um erro que me passaram. Se for assim, quero errar sempre".

"Me passaram que era 99% de chance, mas 99% não é 100%. Se ficar, vamos achar uma maneira de saldar as dívidas, pagar os bancos e fortalecer o elenco porque precisamos", enfatizou o técnico, mais uma vez pedindo reforços à direção.

Aliviado após conseguir se reencontrar com as vitórias, depois de vencer o Oeste nesta terça-feira (20), o técnico Gilson Kleina dedicou o resultado positivo a todos que estão envolvidos no dia a dia do do NáuticoA vitória foi dedicada ao staff alvirrubro justamente em uma semana de mudanças no clube. 

"Essa vitória é do Náutico, dos torcedores, para a diretoria, para comissão técnica, pessoal do apoio e principalmente para os atletas que se dedicaram, vieram para cá com uma responsabilidade muito grande. Não existe jogo fácil", disse. 

##RECOMENDA##

O Náutico teve uma semana de dispensas, trocas até no departamento de futebol e a vitória vai servir para aliviar a pressão sobre a equipe. "Uma semana de tomadas de decisões, muita coragem e é uma vitória para que aumente nossa confiança", concluiu.

Depois de seis rodadas, o Náutico voltou a vencer e a balançar as redes na Série B. Os três pontos vieram contra o Oeste, nesta terça-feira (20), na Arena Barueri, em São Paulo: 1 x 0. Apesar de um jogo ruim de ambas as equipes, Kieza apareceu para marcar e afastar a seca de gols dele e da equipe. 

O jogo

##RECOMENDA##

A partida começou morna. Nenhuma das equipes teve coragem para criar um ambiente de pressão no jogo nos primeiros minutos. Os goleiros trabalharam em bola parada. Primeiro o Oeste com uma pancada de Kauã Jesus, aos 22, defendida por Jefferson. Minutos depois, foi a vez de Jean Carlos obrigar Caíque a grande defesa. O ritmo lento e sem muitas emoções durou e a primeira etapa foi encerrada com o placar da Arena Barueri intacto. 

O segundo tempo parecia que seria um espelho do primeiro. A falta de ideias era visível nos times e talvez por isso que ambas não venciam desde a nona rodada. Mas foi aí que a estrela do atacante, que vivia uma seca de gols brilhou. Kieza recebeu passe de Jhonnatan após uma transição rápida e bateu cruzado estufando as redes e abrindo o placar.

O Náutico acelerou depois do gol e conseguia encurralar a equipe do Oeste no seu campo de defesa e ainda chegou com falta perigosa cobrada por Jorge Henrique enquanto o lanterna da competição não oferecia nenhum risco. O Timbu controlou os minutos finais apesar dos paulistas esboçarem uma reação com bolas na àrea que não foram efetivas.

O Náutico voltou a vencer na competição após seis rodadas e ganhou uma posição na tabela. Já o Oeste segue como último colocado da Série B e se afunda cada vez mais na zona de rebaixamento.

Ficha de jogo

Competição: Campeonato Brasileiro (Série B)

Local: Arena Barueri-SP

Oeste: Caíque França; Matheus Rocha (De Paula), Matheus Dantas (Diogo), Caetano, Salomão; Lídio, Caio Vinicius, Éder Sciola; Kauã Jesus (Ramon), Madson (Marlon), Mazinho. Tec. Sério Alexsandro

Náutico: Jefferson; Hereda, Carlão, Camutanga, Willian Simões; Rhaldney, Jhonnatan (Djavan), Jorge Henrique (Dudu), Jean Carlos (Erick); Vinicius, Kieza. Téc. Gilson Kleina. 

Gol: Kieza (NAU)

Arbitragem: Douglas Schwengber

Cartão amarelo: Willian Simões (NAU) Caio Vinicius (OES)

Vice da Liga dos Campeões na temporada passada, o Paris Saint-Germain abriu a nova edição da competição sendo surpreendido pelo Manchester United, na França. Neymar pouco fez, Rashford decidiu no fim, como já fizera em 2019, e os ingleses festejaram muito o triunfo por 2 a 1.

O PSG reclamou muito da arbitragem, que teria anotado um pênalti inexistente aos ingleses e ignorado dois para os franceses. Neymar chegou a levar cartão amarelo por reclamação no lance de possível empurrão em Mbappé, na área. Mas o placar acabou sendo justo por causa da coragem dos visitantes em jamais abdicar da busca pela vitória. Já a equipe francesa ficou devendo futebol.

##RECOMENDA##

Foi um dia de estreia para o brasileiro Alex Telles no Manchester United. Mas os olhares estavam todos para as duplas de ataque formadas por Neymar e Mbappé de um lado e Rashford e Martial do outro.

A promessa era de muitas chances de gols. Mas se o United tinha Bruno Fernandes na criação, o PSG sentiu muito a falta de Verrati no meio-campo. Sem criatividade na armação, a bola quase não chegou aos atacantes no primeiro tempo.

Bem marcados, Neymar e Mbappé não foram bem na etapa inicial e ainda viram os visitantes abrirem o marcador, após pênalti questionável de Diallo em Martial. Bruno Fernandes cobrou e Navas pegou. O árbitro mandou voltar e desta vez a cobrança foi precisa: 1 a 0

No começo do segundo tempo, Martial "achou" que fosse companheiro de Neymar e jogou contra. O brasileiro cobrou o escanteio e o atacante rival mandou de cabeça contra as próprias redes. O empate sugeriu crescimento do PSG em busca da virada.

Mas não foi o que ocorreu. Depois de a arbitragem ignorar dois pênaltis aos franceses, o United cresceu. Navas evitou o segundo gol dos ingleses com bela defesa dos 24 minutos. Rashford chutou forte e o goleiro desviou para escanteio.

No fim, porém, num déjà-vu de 2019, mais uma vez Rashford foi decisivo. Naquele jogo das oitavas de final, ele fez de pênalti aos 49, e classificou o time numa improvável virada por 3 a 1. Desta vez, o atacante bateu cruzado, aos 41 do segundo, para garantiu a vitória inglesa por 2 a 1. A bola bateu na trave e entrou.

Mas a liderança do Grupo H é do RB Leipzig, em função do saldo de gols. Com gols de Angelino, os alemães fizeram 2 a 0 no Istambul Basaksehir.

Festa alemã de um lado, tristeza do outro. Apontado entre os favoritos na Liga dos Campeões, o Borussia Dortmund foi até a Itália e apanhou da Lazio, por 3 a 1. Assim, é o último do Grupo F. No outro jogo da chave, o Brugge fez 2 a 1 no Zenit, na Rússia.

A volta do Barcelona à Liga dos Campeões foi com uma goleada que deve acalmar os ânimos no clube. Ainda abalado pela derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique nas quartas de final na temporada passada, um resultado que provocou mudanças no clube, incluindo a chegada do técnico Ronald Koeman, o time abriu a sua participação na temporada 2020/2021 do torneio com um triunfo por 5 a 1 sobre o húngaro Ferencváros, no Camp Nou.

A goleada do Barcelona foi liderada por Messi, que abriu o placar no momento em que o seu time enfrentava dificuldades diante do campeão húngaro, além de ter participação direta no terceiro, de Philippe Coutinho, e quinto gols da equipe. Mas também chamou a atenção a ausência de Griezmann, que não deixou o banco de reservas mesmo com Koeman tendo realizado as cinco substituições a que tinha direito.

##RECOMENDA##

O resultado deixa o time com os mesmos três pontos da Juventus no Grupo G, mas em vantagem no saldo de gols, pois o clube italiano fez 2 a 0 no Dínamo de Kiev, na Ucrânia. E as equipes vão se encontrar na próxima semana, em duelo agendado para Turim, mas sem Piqué em campo, pois o zagueiro foi expulso no segundo tempo do duelo desta terça. Antes, no sábado, o Barcelona disputará clássico com o Real Madrid no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol.

O time catalão, que começou o duelo com os brasileiros Neto e Philippe Coutinho como titulares, sofreu no início da partida, embora tenha aplicado uma goleada na equipe húngara. Afinal, viu o VAR anular um gol de Nguen aos nove minutos, por impedimento. E o brasileiro Isael ainda acertou o seu travessão aos 19.

Mas aí Messi apareceu. Fez jogada individual que só parou no pênalti cometido por Kovacevic. Ele mesmo executou a cobrança, com precisão, aos 27, para colocar o Barcelona em vantagem, deixando sua marca na Liga dos Campeões pela 16ª temporada consecutiva.

A partir daí, o Barcelona deslanchou na partida. E marcou mais um, antes do intervalo, aos 42, após um lindo lançamento de De Jong por cima da defesa. De frente para o goleiro Dibusz, Ansu Fati tocou de leve para fazer 2 a 0. O time manteve o ritmo no começo da etapa final e chegou ao terceiro gol logo no começo, aos sete minutos. Dessa vez, após jogada de Messi, Ansu Fati rolou para Coutinho chegar batendo. Um desvio na defesa ajudou o brasileiro a fazer o terceiro da sua equipe.

O Barcelona ainda levou um susto, aos 24, quando Piqué foi expulso ao cometer pênalti, convertido por Kharatin. Mas ficou nisso, tanto que o time ainda marcou duas vezes contra o atual campeão húngaro. O primeiro foi de Pedri, aos 37 minutos, depois de linda jogada de Dembelé pela ponta direita. Aos 44, Dembelé recebeu um presente de Messi na grande área para fechar o placar em 5 a 1.

GRUPO E - Também nesta terça-feira, os dois jogos do Grupo E terminaram empatados. No Stamford Bridge, Chelsea e Sevilla não saíram do 0 a 0. E Rennes e Krasnodar ficaram no 1 a 1 na França.

Um incêndio nas proximidades do CT do Fluminense, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, foi controlado pelo Corpo de Bombeiros nesta terça-feira (20) de acordo com UOL. Apesar da proximidade, o fogo não atingiu o espaço em que fica o Centro Treinamento Carlos Castilho.

Mesmo com incêndio, o Fluminense seguiu suas atividades normalmente na manhã desta terça. Nas redes sociais, os vídeos do fogo assustaram alguns torcedores que se preocuparam com o CT e com os atletas. 

##RECOMENDA##

O Fluminense se reapresentou nesta terça após folga. O treino começou por volta das 11h. O time enfrenta o Santos no domingo (25) no Maracanã. O tricolor das laranjeiras é o sexto colocado com 26 pontos. 

[@#video#@]

Após assumir o comando da seleção brasileira sub-17, em setembro, o técnico Paulo Victor Gomes anunciou sua primeira lista de convocados. Foram 26 jogadores chamados para um período de treinos em Itu, em preparação para o sul-americano da categoria, marcado para ser disputado no Equador, entre 31 de março e 25 de abril de 2021.

Os jogadores vão se apresentar no dia 2 de novembro, já na cidade de Itu (SP). Serão 11 dias de treinamentos. Os times que vão ceder mais jogadores à seleção são Palmeiras e Atlético Mineiro, com quatro atletas cada, e o Botafogo, com três.

##RECOMENDA##

O técnico Paulo Victor assumiu o time sub-17 em substituição a Guilherme Dalla Déa. Ele liderava a equipe sub-15, campeã sul-americana em 2019. Portanto, dá sequência ao trabalho com os mesmos jogadores, agora na categoria loco acima.

"Eu acompanho de perto essa geração desde 2018. São atletas talentosos e promissores. Alguns já figuram entre os profissionais em seus respectivos clubes. Esta convocação une atletas campeões sul-americanos comigo na categoria sub-15 e novos nomes que observamos recentemente após o retorno do calendário da base", comentou o treinador.

 

Confira a lista dos convocados da seleção sub-17:

Goleiros: Gabriel (Bahia), Gustavo Reis (Red Bull Bragantino), Murilo (Palmeiras) e Mycael (Athletico-PR);

Zagueiros: Kaiky (Santos), Rômulo (Atlético-MG), Tiago Coser (Chapecoense), Victor Gabriel (Sport) e Vinícius Serafim (Palmeiras);

Laterais: Ataíde (Athletico-PR), Vinícius Tobias (Internacional), Ramon (Botafogo), Thauan Lara (Internacional);

Meio-campistas: Arthur (Fluminense), Caio Ribas (Atlético-MG), David (Ceará), Kauê (Botafogo), Robinho (Palmeiras) e Victinho (Atlético-MG);

Atacantes: Erick (Vasco), Felipe Augusto (Corinthians), Giovani (Palmeiras), Matheus França (Flamengo), Matheus Nascimento (Botafogo), Sávio (Atlético-MG) e Ângelo (Santos).

[@#video#@]

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, pediu nesta segunda-feira, que o jogador Robinho, condenado na Itália por violência sexual contra uma mulher embriagada, seja preso "imediatamente".

"Cadeia imediatamente, não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamento dos áudios, gente. Querem mais o quê? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo para posar como herói", disse a ministra, ao chegar no Palácio do Planalto para um evento com o presidente Jair Bolsonaro sobre tratamentos para a covid-19.

##RECOMENDA##

A ministra disse acreditar que o Santos agiu certo ao rescindir o contrato com Robinho, que havia acertado seu retorno ao time no último dia 10. Robinho foi condenado em primeira instância, mas recorreu e diz ser inocente. No estágio atual do processo, ele não pode ser preso no Brasil. Se a condenação for mantida, Brasil e Itália deverão chegar a um acordo sobre o cumprimento da pena.

"O clube já reviu, e parabéns ao Santos por ter rescindido. Eu sei que ainda cabe recurso, mas acho que está muito claro. O vazamento dos áudios está muito claro, a forma como isso chegou para nós", declarou Damares.

"Esse é um crime que não merece nenhuma consideração ao abusador, ao estuprador. A gente não tem que fazer concessão com esse tipo de crime. Tem que cumprir a pena que é estabelecida, ou lá ou aqui, imediatamente", prosseguiu Damares.

Damares disse que ficou com enjoo e teve vontade de vomitar ao ler a transcrição do áudio do jogador, revelada pelo GE.globo. "A sensação que aquilo me causou, enjoo, vontade de vomitar. Foi muito ruim ter lido o que eu li de um jogador do porte dele. Foi muito ruim", afirmou.

O técnico Luiz Felipe Scolari corre contra o tempo para ajustar o mais rápido possível o Cruzeiro. Nesta segunda-feira, ele se integrou ao elenco em Curitiba e já começou a implantar a sua filosofia de trabalho.

Registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, o técnico quer estrear com vitória diante do Operário-PR, em Ponta Grossa, nesta terça, em rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Uma vitória pode já significar a saída da zona de rebaixamento, a primeira missão do novo treinador.

##RECOMENDA##

Ao lado dos auxiliares Paulo Turra e Carlos Pracidelli, além do preparador físico Anselmo Sbragia, o comandante bateu um longo papo com os jogadores cruzeirenses antes de comandar um trabalho de posicionamento.

Erguer o moral do abatido elenco e mostrar que os jogadores têm condições de render mais são as principais tarefas. O Cruzeiro vem perdendo muitos gols na Série B e castigado nos contragolpes. O time, com muitos jovens, não consegue mostrar reação após sair atrás.

Felipão tenta arrumar a casa e corrigir esse defeito. Não apenas na conversa. Depois do papo com o grupo, ele pegou o apito e foi ao campo. Gesticulou bastante para mostrar como e onde quer seus comandados.

Além dos inúmeros problemas, com o Cruzeiro no penúltimo lugar da tabela, sem vencer há quatro jogos, e com pequena chance de acesso no momento, Felipão ainda iniciará sua segunda passagem no clube sem a defesa titular.

O zagueiro Léo está machucado e o capitão Manoel foi diagnosticado com a covid-19. Terá de apostar nos meninos Caca e Paulo.

O Náutico confirmou um reforço cria do CT alvirrubro, o meia Marcos Vinícius. O jogador, que já vinha sendo dado como certo no clube, foi anunciado oficialmente nesta segunda-feira (19) e celebrou o retorno ao time. "Feliz por está de volta para casa", disse o atleta.

Marcos ainda agradeceu o esforço da diretoria para sua volta ao clube: "Tive outras propostas, mas preferir estar aqui. Espero poder ajudar no resto da competição", afirmou.

##RECOMENDA##

Marcos não teve sequência em 2019 e nem em 2020. Se somadas as duas temporadas foram apenas sete jogos. No Náutico, o jogador espera por uma sequência maior.

[@#video#@]

O atacante Lourenço, que chegou recentemente no Santa Cruz, fez seu primeiro gol com a equipe no sábado (17), na vitória sobre o Treze-PB e celebrou. O jogador agradeceu as chances que vem tendo na equipe e prometeu agarrar as oportunidades.

Foi na maior arma do Santa Cruz, na bola parada que o tento veio e Lourenço explica que o lance é treinado todo os dias. "Treinamento né, a gente vem treinando sempre na bola parada de eu atacar ali no primeiro pau, tive muita felicidade do primeiro homem perder a passada (...) fico muito feliz por ter feito gol e ajudado a equipe", comentou. 

##RECOMENDA##

O jogador ainda avaliou que mesmo atuando na ponta o que não é habitual quer agarrar todas as oportunidades que tiver com a camisa coral. "A oportunidade está vindo aqui na ponta, então vou fazer de tudo para cumprir bem e fazer o melhor para jogar", completou.

Assim como o Oeste, seu próximo adversário, o Náutico não vence na Série B desde a 9ª rodada. Essas campanhas aproximaram oclube recifense da zona de rebaixamento e afundou o Oeste na lanterna da competição. Os time se enfrentam nesta terça-feira (20) na Arena Barueri em São Paulo. 

Em suas últimas vitórias, o Oeste bateu o CSA por 2x1 e o Náutico venceu o Botafogo-SP por 3x1. De lá para cá, o Timbu ainda chegou a conquistar dois pontos com empates, contra Paraná e Chapecoense. Já o Oeste perdeu quase todas as partidas, tendo pontuado apenas no 0x0 contra o Cruzeiro.

##RECOMENDA##

O time paulista está afundado na lanterna com apenas sete pontos, oito a menos do que o Náutico, 16° colocado e primeira equipe fora da zona. Em caso de resultado negativo para o Timbu e empate do Figueirense, ou vitórias de Botafogo-SP e Cruzeiro, a equipe alvirrubra entra na zona de rebaixamento. Já o Oeste, mesmo vencendo, permanecerá como último colocado.

Ainda não será nesta terça-feira que Edinson Cavani fará sua estreia com a camisa do Manchester United. O atacante uruguaio foi descartado pelo técnico Ole Gunnar Solskjaer para o jogo contra o Paris Saint-Germain, em Paris, pela abertura da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Cavani era dado como certo no time e enfrentaria de cara sua ex-equipe, na capital francesa. Mas o treinador achou melhor preservar o jogador, que ainda não recuperou totalmente a forma física. Cavani sequer viajou com a delegação para Paris, nesta segunda-feira.

##RECOMENDA##

"Edinson precisa de mais alguns dias de treino físico antes de pensarmos na estreia, talvez no fim de semana", disse o técnico. No sábado, o United vai receber o Chelsea, no Old Trafford, pela sexta rodada do Campeonato Inglês.

Cavani não será a única baixa da equipe para a estreia na Liga dos Campeões. Outros desfalques serão o capitão Harry Maguire, Mason Greenwood, Eric Bailly e Jesse Lingard. Todos se recuperam de problemas físicos.

O uruguaio teve menos tempo de treino que os companheiros porque precisou ficar em isolamento social assim que desembarcou na Inglaterra, devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

Sem jogar desde 10 de março, ele optou por não renovar seu compromisso com o Paris Saint-Germain e ficou de fora das finais da Liga dos Campeões, no fim da temporada europeia passada. O artilheiro era objeto de desejo de muitos clubes pelo mundo, inclusive do Grêmio e do Atlético-MG.

Por causa do período parado - o atleta faz apenas treinos particulares -, o técnico Oscar Tabárez não o convocou para integrar a seleção uruguaia nos dois primeiros jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar.

Thiago Carpini e Oeste chegaram a um acordo nesta segunda-feira, e o treinador deixou o comando do lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro após apenas quatro jogos. A diretoria já corre atrás de um substituto, mas para o duelo contra o Náutico, nesta terça-feira, Sérgio Alex, auxiliar fixo do time de Barueri, ficará no banco de reservas.

"Numa conversa, ambas as partes acharam melhor assim. Carpini mostrou ser competente e com certeza vai ser um vitorioso. Só temos a agradecer", disse Mauro Guerra, diretor de futebol.

##RECOMENDA##

O Oeste começou a Série B com Renan Freitas e, após resultados negativos, apostou em Carpini, sem clube desde a saída do Guarani. Ele, porém, não repetiu o mesmo desempenho que teve no time de Campinas. "O time amanhã (terça-feira) será comandado pelo Sérgio Alex, um dos auxiliares fixos do clube. Mas vamos trazer, sim, um técnico. O nome ainda não está definido", seguiu Guerra.

Anunciado em 30 de setembro, Carpini estreou na derrota para o Figueirense por 4 a 1. O grande resultado do treinador, que deixou os paulistas sem vencer uma vez sequer, foi o empate sem gols contra o Cruzeiro. No mais, o Oeste perdeu de Operário (1 a 0) e Confiança (3 a 1).

Foram quatro jogos com três derrotas e um empate, um aproveitamento de 8,3%. Carpini ficou exatos 20 dias à frente do Oeste, que se reapresentará às 16 horas para se preparar para o duelo contra o Náutico na terça, às 19h15, na Arena Barueri, pela 17ª rodada da Série B.

O Oeste amarga a lanterna com apenas sete pontos, a oito do que o próprio Náutico, primeiro clube fora da degola.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando