Notícias

| Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu parecer ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) contra o recurso da União para reverter a obrigação de reintegrar uma segunda sargento trans da Marinha. A militar, que trabalha como operadora de sonar, contestou na Justiça sua reforma baseada em doença inexistente e pediu sua reintegração, com os respectivos efeitos financeiros.

Na manifestação ao TRF2, o MPF que atua em 2ª instância (RJ/ES) refutou a alegação da União de que não poderia ser multada por descumprir ordem judicial em razão de uma referência errônea a dispositivo legal (remeter ao art. 356, mas ter citado por engano o art. 354).

##RECOMENDA##

No parecer ao tribunal, a procuradora regional da República Mônica de Ré rebateu a via processual adotada pela União para essa impugnação (União usou agravo de instrumento quando a legislação prevê ser eventual caso de embargos de declaração).

“A determinação de reintegração no serviço ativo da Marinha na função de operadora de sonar, com o uso de trajes femininos, dispensa de corte de cabelo e possibilidade de uso de maquiagem, no prazo de dez dias, sob pena de multa diária de R$ 5 mil, não caracteriza julgamento extra petita, porquanto tal multa foi aplicada para garantir o resultado prático da decisão”, afirma.

“A reforma compulsória, justificada pelo fato de ser transexual, condição considerada como transtorno de comportamento pela Marinha do Brasil, ao referir-se à Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas relacionados com a Saúde (CID-10), está desatualizada”, completa.

O agravo de instrumento será apreciado pela 7ª Turma do TRF2 em sessão de julgamento ainda a ser definida. Se o TRF2 concordar com o MPF, a militar deve ser reintegrada após a rejeição do recurso (agravo de instrumento) interposto pela União.

Após três dias consecutivos de fortes chuvas e registro de ao menos 75 chamados para queda de árvores em razão da condição climática na quarta-feira (28), na capital e na região metropolitana de São Paulo, a chuva começa a se afastar. Os ventos que sopram do oceano, porém, continuam trazendo ar frio e úmido para a Grande São Paulo.

Nesta quinta-feira (29), o céu permanece encoberto, com possibilidade de chuva leve e a sensação de frio na capital, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da Prefeitura. Os termômetros oscilam entre 12°C e 15°C. Os temporais devem voltar a atingir o Estado entre sexta-feira (30) e sábado (1º).

##RECOMENDA##

Ainda na quarta-feira, com dia novamente chuvoso, o Corpo de Bombeiros também registrou dez chamados para desabamentos/deslizamentos (sem vítimas). Ocorrências semelhantes também já tinham sido registradas no dia anterior, após as fortes chuvas.

Na sexta-feira, o céu permanece nublado e encoberto, com possibilidade de chuva de até moderada intensidade no início da tarde na capital paulista e região metropolitana de São Paulo. A temperatura permanece baixa entre 13°C e 17°C. Desta forma, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) também mantém o estado de atenção para baixas temperaturas em toda a capital paulista desde domingo, 25.

Uma frente fria avança pelo litoral do Sudeste e chega ao Espírito Santo nesta quinta, ajudando a espalhar nuvens de chuva por quase todo o interior desta região. Ainda de acordo com a Climatempo, há risco de chuva forte em áreas do Sudeste, Centro-Oeste e Norte do País.

Nesta quinta, a instabilidade predomina sobre o litoral paulista. No interior, o volume de chuva diminui, mas ainda há possibilidade de chuva moderada a forte intensidade em algumas localidades.

As condições para temporais devem aumentar entre sexta e sábado com acumulados elevados para a incidência de raios. Só no domingo, dia de eleições, o tempo deve melhorar, com previsão de chuva apenas no litoral paulista, na região Franca e em parte das regiões do Vale do Paraíba, de Ribeirão Preto, Barretos e São José do Rio Preto.

A Defesa Civil do Estado também alerta que até sábado há previsão de chuvas fortes e contínuas, seguidas de raios, ventos e granizo.

Setembro mais chuvoso na capital paulista

Até a manhã de quarta-feira, a estação do Mirante de Santana, na zona norte de São Paulo, registrou 123,8 mm de chuva neste mês de setembro de 2022, ficando 48,6% acima da sua média que é de 83,3mm.

Com isso, de acordo com a Climatempo, a capital paulista registrou o setembro mais chuvoso dos últimos sete anos, desde 2015, quando acumulou 202,4 mm e 201,7 mm nas estações automáticas e convencional do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), respectivamente.

Na última terça-feira, 27, a cidade de São Paulo também registrou a maior quantidade de raios em um dia desde meados de março. Foram registrados 154 raios e 405 descargas elétricas atmosféricas. Conforme a Climatempo, enquanto as descargas atmosféricas são geradas pelas nuvens de tempestades e podem ou não se conectar ao solo, os raios são apenas as descargas que se conectam ao solo.

Outras regiões

De forma geral, na região Sudeste, a instabilidade predomina também em todo o Estado do Rio de Janeiro, no centro-sul do Espírito Santo e na zona da mata mineira. Segundo a Climatempo, o alerta para temporais e chuva mais persistente fica concentrado no litoral norte de São Paulo e nas áreas de divisa com o Estado do Rio de Janeiro.

Na região Sul, o dia é com muita nebulosidade em todos os Estados e há condições para chuva em quase todas as localidades. No Centro-Oeste, áreas de instabilidade provocam muita nebulosidade e pancadas de chuva com raios são esperadas em quase toda a região.

Na região Norte do Brasil, o calor intenso predomina sobre o Tocantins e áreas ao centro-sul e leste do Pará. Nas demais áreas, são esperadas pancadas de chuva nesta quinta-feira.

Embora a previsão indique algumas pancadas de chuva na faixa litorânea desde o sul da Bahia até a região de Natal e também no litoral do Maranhão, o dia quente deve prevalecer em quase todo o Nordeste.

Uma mulher, de 22 anos, foi atropelada e morta por volta das 7h da manhã desta quinta-feira (29), enquanto trabalhava em uma praça de pedágio, localizada em Santo Antônio da Patrulha, no Rio Grande do Sul. A vítima foi atingida por uma carreta que seguia no km 19 da BR-290, no sentido Litoral-Porto Alegre.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou à RBS TV que a motorista fugiu com o veículo, mas foi abordada horas depois em uma empresa de Campo Bom, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e disse aos agentes que não tinha visto o acidente.

##RECOMENDA##

Imagens das câmeras de segurança mostram que a vítima foi atropelada pelo rodado traseiro direito da carreta. A suspeita foi levada para a delegacia, onde prestou depoimento. 

O LeiaJá solicitou um posicionamento da CCR Viasul, concessionária do local, que não retornou até a publicação da matéria. O espaço segue aberto.

Para muitos, a possibilidade de chegar aos 100 anos é um sonho utópico. No Brasil, a expectativa de vida é de 76,8 anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Curitiba, porém, a escritora Iris Bigarella mostra que não só é possível chegar a essa idade, como alcançá-la de maneira saudável, lúdica e extremamente feliz.

"Envelhecer é uma fase muito rica, na qual podemos desenvolver formas de conhecimento e enriquecimento espiritual muito preciosas", conta ela, que diz se sentir realizada aos 99 anos. "A fragilidade do corpo faz parte do ciclo da vida, mas confesso achar bem aborrecido ter de aceitar", brinca. Em entrevista ao Estadão, ela conta quais são os seus segredos para a longevidade.

##RECOMENDA##

"A caminhada até os 100 anos é mais uma corajosa conquista do que um planar aleatório", resume. Tendo enfrentado as consequências da Grande Depressão durante os anos 1930, as dificuldades da 2.ª Guerra Mundial e tantas outras dores pessoais, viver bem, para ela, é sinônimo de perseverança. "Para viver feliz é preciso nunca desistir, não se entregar e ter força e fé para continuar."

Para chegar aos 100 anos, seus cuidados pessoais partem de três pilares: saúde mental e busca pelo conhecimento; saúde física, por meio de uma alimentação balanceada e exercícios físicos; e momentos de alegria. Em relação a esse último item, sua família, composta de três filhos, cinco netos e mais seis bisnetos, é essencial. "Certamente um bom motivo para perceber beleza na vida", diz.

Curiosa, ela sempre fez questão de experimentar coisas novas e aprender o máximo possível sempre que via uma oportunidade. "Não há limite para expandir a consciência. Me deixa triste a perda de algumas faculdades humanas, como a visão e a audição, por conta da idade avançada. Mas há recursos tecnológicos que ajudam, por isso não dá para desistir", afirma ela que, além de português, é fluente em alemão, inglês e entende francês e italiano.

Desde muito jovem, Iris já questionava os enigmas da existência com estudos que vão de História e Antropologia a Psicologia Analítica. Em busca de respostas, ela fez frequentes viagens de estudos, workshops e participou de retiros. O amor pela leitura também a ajudou, especialmente quando se trata do israelense Yuval Harari, a quem ela muito admira.

À frente do seu tempo

Descendente de alemães, Iris sempre levou os estudos a sério. Assim, cursou faculdade em uma época na qual poucas mulheres faziam o mesmo, nos anos 1940. Optou pela faculdade de Geografia, para "responder a suas apreensões quanto às nódoas escuras do passado e sobre o futuro e os caminhos do mundo". Foi lá que conheceu o "homem da sua vida", João José Bigarella, com quem foi casada por 67 anos - ele morreu há cinco anos. "O maior dos desafios de um matrimônio é reagir sensatamente, com amor, paciência e tolerância às emoções agressivas e confusas que o convívio diário e a rotina nos impõem."

Interno

Além de cuidar da cabeça, Iris faz questão de participar ativamente de numerosas atividades físicas, como pilates, tai chi chuan, fisioterapia e caminhadas. "Claro que sem o dinamismo de antes", avisa. Além disso, ela mantém a mente ativa com hobbies como escrever poemas, pintar com aquarela e meditar.

"Aprendi a expressar a barafunda de minha vida tão infinitamente complexa - como a de todos os seres humanos - olhando para dentro de mim", reflete. "Acordei na arte e consegui pôr para fora tudo o que ficara encolhido nos refúgios de um inconsciente reprimido, como diria Sigmund Freud."

O autoconhecimento acrescido de uma dose de bom humor facilita sua rotina. "Espalho bilhetes pela casa com lembretes de beber água e outras coisas simples, mas que ajudam no dia a dia", conta.

De acordo com ela, as pessoas a sua volta sempre lhe perguntavam sobre o segredo da sua longevidade com humor e disposição e isso a inspirou a escrever um livro. "Nunca quis dar dicas como se eu fosse a dona da verdade. Mas estimular as pessoas a procurarem, elas mesmas, o caminho. Decidi que iria dizer como eu mesma fiz, como foi a minha forma de encarar a vida", descreve.

E assim surgiu o livro "Chegando Feliz aos Cem Anos - História de uma Apaixonante Jornada", recém-lançado pela Editora Chiado. "Creio que sempre levei para a vida do dia a dia todas essas formas de viver e perceber a riqueza da vida espiritual", finaliza.

Desde o início da pandemia, os idosos tendiam a ser os pacientes mais graves de Covid-19. Com vacinas aprovadas para a maioria das faixas etárias, esse cenário mudou. O número de bebês e crianças de até cinco anos hospitalizados entre 14 de agosto e 10 de setembro foi de 678, o que equivale a quase o dobro dos internados com mais de 60 anos, que foram 387. A situação é diferente do primeiro semestre; período em que foram registradas 90.206 hospitalizações de maiores de 60 anos e de 7.809 menores de cinco.

No primeiro semestre deste ano, de cada 50 pessoas internadas por complicações causadas pela covid-19, três eram crianças menores de cinco anos. Depois do mês de julho, essa faixa etária passou a representar duas de cada cinco internações. Os dados são do Observatório de Saúde na Infância (Observa Infância), uma iniciativa de divulgação científica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e foram embasados pelos Boletins Epidemiológicos Especiais do Ministério da Saúde.

##RECOMENDA##

Em janeiro, o governo de São Paulo informou que as internações de crianças e adolescentes em leitos de UTI pelo coronavírus no Estado haviam aumentado 61% nos últimos dois meses, atingindo uma ocupação de leitos pediátricos de 60%. O anúncio foi feito quatro dias depois do início da imunização da faixa etária de cinco a 11 anos.

Segundo a Fiocruz, conforme os índices de vacinação entre adolescentes, adultos e idosos aumenta, as taxas de mortalidade e hospitalização em todas essas faixas diminuem, mas essa diminuição é mais lenta entre os bebês e crianças pequenas. Entre os idosos, houve redução de 325% na média diária de óbitos por covid-19, e de 250% entre os menores de cinco anos.

No dia 13 de julho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da vacina Coronavac para crianças de três e quatro anos, mas, até 23 de setembro, somente 2,5% desse grupo populacional havia recebido as duas doses da vacina. Para bebês de seis meses a dois anos, a Anvisa aprovou o uso de uma dose diferente do imunizante da Pfizer no dia 16 de setembro.

Vacinação infantil avança devagar

Em junho, quando as crianças com menos de cinco anos ainda não contavam com uma vacina aprovada para sua faixa etária, o Observa Infância divulgou uma pesquisa que indicava que, desde março de 2020, em média duas crianças nessa faixa de idade morriam da doença no País.

Em agosto, quando crianças a partir dos três anos já podiam ser vacinadas, o consórcio de veículos de imprensa apurou que de cada três crianças entre os três e os 11 anos, apenas uma estava com o esquema vacinal completo e metade não havia recebido nem a primeira dose do imunizante. O cenário é atribuído por especialistas a fatores como a falta de doses disponíveis em alguns Estados e a desconfiança dos pais sobre a aplicação da vacina em crianças.

Um mutirão para reconhecimento de paternidade será realizado nesta sexta-feira (30), das 7h às 16h, na sede do Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc). A ação é uma parceria com o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP). Serão recolhidos materiais biológicos para exames de DNA, de forma gratuita, por ordem de chegada e sem agendamento prévio.

O projeto Encontre Seu Pai Aqui quer facilitar a inclusão da paternidade no documento de pessoas que ainda não foram reconhecidas legalmente. Os organizadores destacam que esse reconhecimento amplia direitos, inclusive à herança, além de resgatar a dignidade de pessoas que não têm esse vínculo registrado.

##RECOMENDA##

O projeto existe há cinco anos e já foram feitas mais de 12 mil solicitações desde o lançamento. A ideia é que os mutirões sejam feitos todos os meses.

Para participar, todos os envolvidos  – filho ou filha, mãe e provável pai  – devem estar de acordo e comparecer juntos no momento da coleta. Eles devem levar documento original com foto ou certidão de nascimento. A certidão será aceita apenas para menores de 18 anos. A triagem e a coleta de sangue ocorrem dentro do próprio órgão em uma sala reservada. 

Quem não estiver acompanhado do suposto pai pode dar continuidade ao processo com apoio do MPSP, que estará com uma equipe no local.

Se o suposto pai já tiver morrido, é possível fazer o teste com a presença da mãe e de parentes de primeiro grau do falecido, como pais (preferencialmente), irmãos (por parte de pai e mãe) e filhos (com suas respectivas genitoras).

Depois do exame de DNA, os envolvidos serão chamados na Promotoria de Justiça para receberem o resultado. Se for o caso, eles receberão encaminhamento para o Cartório de Registro Civil.

O concurso 2.525 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (28) no Espaço Loterias da Caixa em São Paulo, não teve acertadores das seis dezenas. Os números sorteados foram: 03 - 20 - 22 - 37 - 41 - 43.

O próximo concurso (2.525), no sábado (1º), deve pagar um prêmio de R$ 300 milhões.

##RECOMENDA##

A quina teve 404 ganhadores e cada um vai receber R$ 43.914,62. Os 30.194 acertadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 839,40.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

O sorteio é realizado às 20h, no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

A Caixa Econômica Federal paga hoje (29) a parcela de setembro do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 9. Esta é a segunda parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa subiu para 20,2 milhões neste semestre, a partir deste mês.

##RECOMENDA##

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que uma nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês.

Benefícios Básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas.

Podem receber os benefícios extras as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e de até R$ 200, em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o auxílio. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para integrar o programa social, os nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro do ano passado.

Auxílio Gás

Neste mês não haverá o pagamento do Auxílio Gás, que beneficia famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Como o benefício só é concedido a cada dois meses, o pagamento voltará em outubro.

Só pode receber o Auxílio Gás quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

O Brasil notificou 8.800 novos casos de covid-19 nesta quarta-feira, 28. A média móvel de testes positivos, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 6.436, o que representa uma queda de cerca de 8% em relação à última semana.

O país também registrou 48 novas mortes pelo coronavírus nos últimos sete dias. A média está em 46 nos últimos sete dias. No total, são 685.978 vítimas e 34.696.863 casos diagnosticados da doença.

##RECOMENDA##

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, mais de 33.838.636 de pessoas se recuperaram da doença desde o início da pandemia.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho de 2020, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou a 181.632.398, o equivalente a 84,55% da população total. Outros 11.896 brasileiros receberam a primeira aplicação do imunizantes nas últimas 24 horas.

Do total, 170.702.172 completaram o esquema vacinal primário (duas doses ou vacina da Janssen), o que representa 79,46% da população total.

Os Estados membros da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) elegeram nesta quarta-feira, 28, o brasileiro Jarbas Barbosa Da Silva Jr. como novo diretor. Em comunicado, a entidade informou que assumirá o cargo no dia 1º de fevereiro do ano que vem para um mandato de 2023 a 2028.

Ele sucederá Carissa F. Etienne.

##RECOMENDA##

"Eu estou muito orgulhoso. Para qualquer especialista em saúde pública desta região, assumir o cargo de diretor de uma organização que tem 120 anos e que é tão respeitada pelos países é uma grande honra", disse Jarbas Barbosa da Silva na sua conta no Twitter.

Uma jovem de 13 anos foi assassinada por outra adolescente, de 12 anos, no Jardim Paulista, em Taubaté, no Vale do Paraíba, na manhã da última terça-feira, 27. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo na nuca.

O crime aconteceu por volta das 11h30 e os policiais do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) foram acionados por volta das 15h. A garota foi encontrada pela mãe, quando ela voltou do trabalho no início da tarde.

##RECOMENDA##

Após checar câmeras de segurança próximas ao local do crime, a polícia identificou como suspeita uma adolescente de 12 anos, que era amiga da vítima. Ela foi apreendida em uma escola municipal da cidade.

Segundo a polícia, a adolescente confessou o crime durante interrogatório na delegacia. Ela estava acompanhada do pai e afirmou aos policiais que, após o disparo, voltou para casa, escondeu a arma calibre 380 e foi para a escola. A adolescente pegou a arma de fogo na residência de um parente no domingo, 25. Agora os policiais trabalham para identificar o proprietário do armamento.

Na casa da vítima foram encontrados bilhetes que demonstravam afeto entre as duas adolescentes. Conforme a investigação policial, um desentendimento entre as garotas foi a motivação do assassinato. A adolescente foi encaminhada para uma unidade da Fundação Casa, em São José dos Campos.

De acordo com uma familiar da vítima, foi um choque quando descobriu quem matou a jovem, já que as duas adolescentes eram amigas e sempre estavam juntas. Além disso, ainda segundo a familiar, na manhã do crime, a adolescente que estava sozinha em casa, pediu à mãe permissão para receber a amiga. O velório ocorreu manhã desta quarta-feira, 28.

Na manhã desta quarta-feira (28), uma ponte no km 25 da BR-319, localizada no município de Careiro da Várzea, Amazonas, desabou deixando mortos e, ao menos, seis pessoas feridas. Segundo a Secretaria de Saúde da cidade, as primeiras vítimas foram levadas já nas primeiras horas do dia para a Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada nas proximidades de onde aconteceu a tragédia. 

Não se sabe ao certo o número total de pessoas que morreram em decorrência dessa tragédia. 

##RECOMENDA##

“Recebemos a informação [da tragédia] era 7h30 da manhã, através da enfermeira da UBS da BR-319 sobre esse trágico acidente, onde começaram a chegar as primeiras vítimas logo nos primeiros horários. A iniciativa da Secretaria de Saúde foi reforçar os profissionais com mais quatro enfermeiros, médicos, nossas estruturas de SOS de ambulância, carros, todos foram colocados à disposição", detalha o secretário Herlon Carlos.

Cerca de seis pacientes com fraturas foram levados para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, localizado em Adrianópolis. "Esses pacientes estão estáveis e em observação", aponta Herlon. O secretário se solidarizou com os familiares das vítimas em nome da cidade. "Nós estamos desde as primeiras horas do dia trabalhando para ajudar os que foram vitimados nesta tragédia", complementa.

A BR-319 é de responsabilidade do governo federal. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), informou que o km 23 está interditado devido a ocorrência na estrutura da ponte, que fica sobre o rio Curuça. "As equipes da Autarquia se dirigiram ao local imediatamente e já estão mobilizadas para realizar as ações necessárias, alinhadas com as forças de segurança que também trabalham no caso (Defesa Civil e Resgate)", publicou o órgão.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), informou por meio de sua conta no Twitter que suspendeu a agenda de campanha para coordenar as ações em apoio às vítimas do acidente. "Nossas equipes já estão no local para fazer o atendimento. Também montamos um comitê com representantes de diversos órgãos para alinhar as ações", assegurou.

Lima assevera ainda que conversou com o ministro da Infraestrutura e o Dnit e colocou o Estado à disposição "para diminuir os transtornos causados pelo acidente. Vamos enviar balsas para fazer o deslocamento de carros no local, enquanto o governo federal refaz a ponte", pontua.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia nesta quarta-feira (28) a primeira fase da Operação Eleições 2022 em todo o Brasil. No primeiro turno, a etapa se estenderá até a segunda-feira, dia 3 de outubro. E caso haja segundo turno, finalizará no dia 31 do corrente mês. Durante seus 94 anos de história, a PRF tem se destacado em suas ações nacionais, considerando-se uma importante instituição de segurança pública brasileira, o que a torna imprescindível neste momento de eleições e exercício da cidadania.

Nesse contexto, a fiscalização será reforçada com o objetivo de garantir a segurança do direito ao voto, a fluidez no trânsito das rodovias federais e o combate aos mais diversos crimes, principalmente os tipificados como eleitorais: boca de urna, corrupção, transporte irregular de eleitores, compra de votos, entre outros que porventura possam ocorrer em trechos de rodovias federais.

##RECOMENDA##

Por sua vez, no trânsito, infrações como o transporte irregular de passageiros, embriaguez ao volante e ultrapassagens indevidas estarão no foco da PRF para evitar a ocorrência de acidentes durante o período de maior movimentação nas estradas.

Estas ações serão realizadas em conjunto com outros órgãos e serão monitoradas em tempo real por meio do Centro de Comando e Controle Nacional (C3N) na Sede Nacional em Brasília, e contarão com o apoio de gabinetes de crise mobilizados no âmbito de todas as unidades regionais, no intuito de incrementar as ações de segurança viária e garantir aos eleitores o direito ao voto livre e imparcial.

Para informações, denúncias, comunicação de crimes e acidentes a PRF dispõe do número de emergência 191. A ligação é gratuita e atende 24 horas em qualquer parte do País.

Da assessoria

Uma adolescente de 13 anos foi assassinada com um tiro na nuca disparado por uma amiga, de 12 anos, nessa terça-feira (27). O crime ocorreu dentro da casa da vítima, no bairro Jardim Paulista, em Taubaté, no interior de São Paulo e a atiradora apreendida pela Polícia Civil.

A Delegacia Especializada em Investigações Criminais apontou que a adolescente foi à casa da amiga e fez o disparo de pistola 380. Imagens de câmeras de segurança foram analisadas e indicaram a visita da suspeita.

##RECOMENDA##

A vítima, identificada como Ana Lívia, foi encontrada morta horas depois e a atiradora apreendida na escola, onde estudava com a amiga.

A adolescente confessou o crime e disse que foi motivado por um desentendimento com Ana Lívia. Ela também informou que pegou a pistola na casa de um parente no último domingo, segundo o G1.

O velório ocorre nesta quarta (28), na funerária Sagrada Família e o sepultamento é previsto para o fim da manhã, no cemitério municipal.

Seis em cada dez jovens relatam ter sentido ansiedade nos últimos seis meses, pelo impacto da pandemia de Covid-19 em suas vidas. Um em cada dois (50%) sente cansaço e exaustão frequentes, enquanto 18% relataram depressão e 9%, automutilação ou pensamento suicida. Na educação, 55% sentem que ficaram para trás na aprendizagem e 34% já pensaram em não querer mais estudar - 11% ainda cogitam largar os estudos.

Os dados, considerados preocupantes, são da pesquisa Juventudes e a Pandemia: E agora?, que ouviu mais de 16 mil jovens de 15 a 29 anos em todo o Brasil. A sondagem, coordenada pelo Atlas das Juventudes, abordou temas como saúde, educação, trabalho, democracia e redução de desigualdades.

##RECOMENDA##

O impacto da pandemia na saúde mental dos jovens é o que mais chama a atenção. Para 82% deles a pandemia ainda não acabou e quase 5 em 10 ainda temem perder familiares ou amigos. Quase 4 em 10 jovens se preocupam com a possibilidade de outras pandemias e têm receio de passar por dificuldades financeiras. Mais da metade relatou ter feito uso exagerado de redes sociais e 44% vivem falta de motivação para ações cotidianas.

"Vivenciei tudo isso. Tive ansiedade, fiquei com o psicológico abalado e tive depressão, como muitos outros jovens que conheço. Só consegui superar com o apoio da minha família", contou o estudante de Direito Matheus Henrique Souza de Oliveira, de 21 anos, morador de Sorocaba, no interior de São Paulo. Mais da metade desse público vai manter os bons hábitos adquiridos na pandemia, como usar máscaras quando doentes, usar álcool em gel ou lavar as mãos com mais frequência e manter as vacinas em dia.

Apoio psicológico

O agravamento da saúde mental levou 30% dos jovens (3 em 10) a usarem aplicativos de auxílio psicológico nos últimos três meses. Muitos recorreram à psicoterapia e um quarto a atividades de socialização, como encontrar amigos, enquanto 4 em 10 citaram atividades físicas. Quase metade dos jovens defendeu o acompanhamento psicológico especializado nessa faixa etária, na saúde pública e nas escolas. Para 74% dos entrevistados, um dos aprendizados da pandemia é a importância da saúde mental.

Segundo a professora Maria Rosa Rodrigues, da Universidade de Araraquara (Uniara), os dados da pesquisa são bastante preocupantes, mostrando o quanto os jovens foram afetados pela pandemia. "O que a gente percebe muito claramente no retorno (à normalidade) é o quanto foi difícil para eles o afastamento social, o medo, a perda dos espaços de socialização, resultando no aumento dos casos de ansiedade e depressão que se refletem na busca por atendimento psicológico."

Ensino remoto

Na educação, em função do período de ensino remoto, 52% sentem que desenvolveram ou intensificaram a dificuldade de manter o foco, 43% de se organizar para os estudos e 32% de falar em público. Em relação aos aprendizados, 9 em 10 concordam que as pessoas entenderam que há várias formas de aprender, que a tecnologia está sendo mais bem utilizada no ensino e surgiram novas dinâmicas de aula e de avaliação.

Matheus Oliveira lembra que teve muita dificuldade para se adaptar ao ensino remoto. "Eu era de uma geração presencial e tive de migrar para um meio tecnológico que eu não conhecia. Para piorar, o ensino remoto não oferecia a mesma qualidade, então houve dificuldade para lidar com as aulas e perda na aprendizagem", afirma. Ele ressalta que na época trabalhava como estagiário e a empresa o colocou em home office com os outros funcionários. "Mas a empresa oferecia mais recursos do que a escola, então a gente fazia videoconferências semanais ou quinzenais sem problema."

Embora parte dos jovens tenha interrompido os estudos em algum momento da pandemia - 28% em 2020, 16% em 2021 e 3% este ano -, mais de sete em dez estão otimistas em relação ao desenvolvimento nos estudos. Para seis em dez, o otimismo prevalece em relação à qualidade do ensino e à conexão da educação com o trabalho.

Política

A pesquisa abordou também as expectativas dos jovens em relação aos governantes. Para 63% dos participantes, educação deve ser prioridade dos próximos governos, enquanto 56% preferem a saúde, incluindo o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), como foco de governança. Já 49% apontaram a recuperação da economia, renda e trabalho como prioridades. Para 30% são necessárias ações de combate à fome.

A maioria - 9 em cada 10 - defende a democracia e 80% concordam que a pandemia deixou as pessoas mais atentas à política. Dos jovens ouvidos, 82% pretendem votar no próximo domingo, mas quase 70% estão pessimistas em relação ao compromisso dos políticos com a sociedade.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (28) um prêmio acumulado e estimado em R$ 200 milhões, o maior do ano para a modalidade.

O sorteio das seis dezenas do concurso 2.524 será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, na cidade de São Paulo, com transmissão ao vivo pelo canal da Caixa no YouTube.

##RECOMENDA##

De acordo com a Caixa, caso um apostador ganhe sozinho o prêmio da faixa principal e aplique todo o valor na poupança, receberá R$ 1,4 milhão de rendimento no primeiro mês.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.

 A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

A Caixa Econômica Federal paga hoje (28) a parcela de setembro do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 8. Esta é a segunda parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa subiu para 20,2 milhões neste semestre a partir deste mês.

##RECOMENDA##

O beneficiário pode consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que uma nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas.

Podem receber os benefícios extras as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e de até R$ 200, em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para integrar o programa social, os nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro do ano passado.

Auxílio Gás

Neste mês não haverá o pagamento do Auxílio Gás, que beneficia famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Como o benefício só é concedido a cada dois meses, o pagamento voltará em outubro.

Só pode receber o Auxílio Gás quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

   Um vídeo viralizou nas redes sociais, em que registrou um motoboy sendo agredido por policiais militares (PMs), em frente a um condomínio residencial, no Parque das Laranjeiras, em Manaus, no último domingo (25). 

 No vídeo, um dos policiais solicita os documentos do entregador com gritos e palavrões, enquanto um segundo agente aparece segurando uma arma. As imagens também registraram o momento em que o motoboy entrega a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e teve o documento rasgado pelos policiais. 

##RECOMENDA##

Segundo o G1, o entregador contou em um áudio enviado para um grupo de amigos, que a abordagem dos policiais aconteceu após ele ter sinalizado aos agentes que o pisca alerta da viatura que estavam não estava ligada. 

 "Eles entraram para a esquerda, e eles [a viatura onde estavam os policiais] não deram pisca [alerta]. Aí eu buzinei, e disse 'Dá o pisca, meu patrão', só isso. Daí eu segui normal, e lá na frente eles me encostaram, daí eu parei, e subi a calçada, e eles começaram a me agredir", afirmou o motoboy. 

Pronunciamento 

Após a repercussão do caso, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), afirmou em nota que não compactua com os “desvios de conduta praticados por seus policiais”.  “A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) informa que tomou conhecimento do fato e determinou instauração do processo administrativo disciplinar pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) da instituição para que o caso seja devidamente apurado e que as medidas administrativas em relação ao ocorrido sejam tomadas”. 

 Além disso, a Corregedoria-Geral da SSP-AM afirmou que vai acompanhar o processo disciplinar a ser instaurado pela PMAM. “A SSP-AM também reforça que não compactua com quaisquer desvios de conduta de agentes da Segurança Pública estadual, tendo o dever legal de apurar o fato”, destacou.   

[@#video#@]

Uma bebê brasileira que nasceu com dois dentes viralizou nas redes sociais. A criança nasceu de 37 semanas e a mãe, Ádria Paes, compartilhou a situação inusitada da filha no TikTok. Até a publicação desta matéria, o vídeo tinha mais de sete milhões de visualizações. 

De acordo com o Metrópoles, que conversou com a odontopediatra Ilana Marques, a condição pode acontecer de duas formas: a primeira é batizada de dente natal, que é quando a estrutura cálcica aparece no momento do nascimento do bebê. A segunda é chamada de dente neonatal, e surge quando os pontinhos brancos aparecem na cavidade bucal após as primeiras semanas de vida.  

##RECOMENDA##

No entanto, o caso pode atrapalhar no desenvolvimento do bebê, por ser incomum. É necessário fazer uma radiografia para saber a origem do dente. “O diagnóstico diferencial deve ser feito pelo odontopediatra para decidir pela remoção ou manutenção do dente”, explicou a médica. 

A bebê que viralizou nasceu com os dois dentes supranumerários e foi preciso fazer a extração. “Ela é indicada quando existir risco de aspiração ou deglutição e quando o dente apresenta borda cortante, podendo provocar ferimentos na base da língua do bebê ou nos mamilos da mãe durante o aleitamento materno”, explicou. O primeiro dente de um bebê pode nascer a qualquer momento entre os oito meses e 1 ano de vida. 

[@#video#@] 

A juíza da 6ª Vara Criminal de São Paulo, Erika Soares de Azevedo Mascarenhas, decretou a prisão preventiva do empresário Thiago Antonio Brennand Tavares da Sila Fernandes Vieira. Até a última sexta-feira (23) ele deveria ter entregue o passaporte em Juízo e confirmado seu retorno ao Brasil. Ele viajou a Dubai no último dia 4 e seu paradeiro, até então, é desconhecido.

De acordo com a decisão de Mascarenhas do último dia 9, caso o empresário descumprisse qualquer uma das determinações cautelas previstas - que envolvem, além do retorno ao Brasil, a aproximação com as vítimas e o ato de frequentar quaisquer academias em todo o território nacional - ele poderia ter a sua prisão preventiva decretada.

##RECOMENDA##

Brennand foi flagrado por câmeras de segurança agredindo a modelo Helena Gomes dentro de uma academia em um shopping de São Paulo. O caso foi revelado pelo Fantástico, da TV Globo e, desde então, várias outras vítimas sentiram-se encorajadas a denunciar o empresário.

Até o momento, dez mulheres já teriam o denunciado pelos crimes de estupro, ameaça, lesão corporal e cárcere privado. Elas começaram a ser ouvidas pelo Ministério Público de São Paulo nesta segunda (26). Além dos casos de violência de gênero, Brennand é acusado de agredir um garçom de um restaurante dentro do condomínio de Porto Feliz (cerca de 35km de Sorocaba, interior de São Paulo).

COM A PALAVRA, THIAGO BRENNAND

A reportagem entrou em contato com o advogado Ricardo Sayeg que, por ora, está representando a defesa do empresário Thiago Brennand. Contudo, ele afirmou que por ora não comentará o caso.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando