Tópicos | fotos íntimas

A popstar Demi Lovato, dona dos hits "Sorry Not Sorry", "Give Your Heart a Break", "Stone Cold", "Cool For The Summer", "Heart Attack", "Skyscraper", entre outros, teve a sua conta do Snapchat invadida. Hackers entraram na rede social e realizaram publicações com fotos íntimas da cantora.

"Participe deste servidor de discórdia para os meus nus", dizia a mensagem no Snap, indicando um link antes de divulgar uma imagem que supostamentente seria dela. Segundo o site The Blast, a equipe de Demi Lovato está tomando as devidas providências para que as imagens não sejam reproduzidas em outras plataformas. Até o momento, Demi não se pronunciou sobre o assunto. No Twitter, fãs da cantora lamentaram a atitude dos invasores.

##RECOMENDA##

"Como existe pessoas que querem fazer o mal para esse anjo chamado Demi Lovato?", comentou no microblog um dos internautas. "Demi Lovato e qualquer outra mulher tem o direito sim de fazer fotos íntimas e isso não suja a imagem de ninguém, afinal, é só um corpo, anatomia, como qualquer outro, mas é de direito dela também decidir com quem compartilhar essas fotos não exposição por hacker desocupado", comentou outra pessoa. 

[@#video#@]

O programa "Conversa com Bial", exibido nessa terça-feira (20), recebeu a atriz Carolina Dieckmann. Apresentando para Pedro Bial o projeto musical "Karolkê", Carolina foi às lágrimas ao relembrar o passado.

No bate-papo, ela voltou a falar das fotos íntimas que vazaram em 2012. Carolina Dieckmann contou que em nenhum momento ficou coagida em ceder as chantagens do hacker que divulgou suas imagens. Na época, a atriz se preocupou apenas em explicar toda a situação ao filho Davi, fruto do relacionamento com o ator Marcos Frota.

##RECOMENDA##

Emocionada ao tocar no assunto, Carolina afirmou que o primogênito ficou sem compreender o que havia acontecido. "Ele não entendeu na época. Não tem como entender", disse. Após o escândalo das fotos sensuais, Carolina Dickmann teve o seu nome atribuído à criação de uma lei contra crimes cibernéticos. 

No dia 3 de fevereiro, a cantora Luísa Sonza foi pega de surpresa ao perceber que tinham entrado no seu perfil do Instagram e divulgado uma foto sua completamente nua. A esposa do humorista Whindersson Nunes informou aos seguidores da rede social que o conteúdo publicado partiu de alguém que supostamente tinha a sua senha.  

"Acho que alguém pegou minha senha, postou e não sei porque a pessoa fez isso, não entendi. [...] É isso, peço desculpas, mas quem fez isso não me abalou tanto quanto queria me abalar. É só mais um peito, só mais uma foto. Todo mundo tem isso aí, né", declarou. 

##RECOMENDA##

Assim como Luísa, outros famosos passaram pelo constrangimento quando tiveram registros íntimos espalhados na web. Por isso, relembre as celebridades que tiveram problemas com fotos e vídeos compartilhados sem autorização. 

Carolina Dieckmann 

No ar em "O Sétimo Guardião" como a Afrodite, esposa do machista Nicolau, personagem de Marcelo Serrado, Carolina Dickmann passou por uma saia justa ao descobrir que suas fotos sem roupa haviam sido roubadas e estavam repercutindo na internet. Em 2012, a atriz prestou depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Centro do Rio de Janeiro, sobre o vazamento de suas fotos. Um ano depois, a Câmara dos Deputados aprovou uma lei com o nome de Carolina para combater crimes cibernéticos. 

Lewis Hamilton e Nicole Scherzinger 

Nicole Scherzinger e Lewis Hamilton sempre foram vistos como "o casal". Juntos por quase oito anos, o relacionamento da cantora com o piloto de Fórmula 1 chegou ao fim em 2015, mas o que os dois jamais pensaram era que no futuro próximo algo daria errado. Na última semana, o jornal britânico The Sun noticiou que um vídeo íntimo do ex-casal foi disponibilizado na internet. Hackers divulgaram o conteúdo de Nicole e Hamilton em um momento de carícias, de aproximadamente três minutos. O vídeo foi reproduzido por mais de 500 mil pessoas. Nicole Scherzinger e Lewis Hamilton não se pronunciaram sobre o caso. 

Paolla Oliveira 

Em março de 2018, Paolla Oliveira, que deu vida a policial Jeiza na novela “A Força do Querer”, viveu momentos de aflição com um registro seu divulgado. A atriz, que na época foi escalada para participar da série “Assédio”, teve uma foto nua vazada. Após ser fotografada nos bastidores da série da Globo, Paolla se pronunciou. “Até quando a invasão da privacidade de um ser humano, o desrespeito a um ambiente de trabalho e a atitude desonesta de trair a confiança de colegas de trabalho serão tratados como um ato de esperteza em nossa sociedade?”. O autor das fotos foi um operador de câmera que participava das gravações.

José Loreto 

A separação conturbada de José Loreto e Débora Nascimento não é a primeira dor de cabeça que o ator já enfrentou. O intérprete de Júnior, de "O Sétimo Guardião", viu um registro seu pelado circular na web em julho de 2017. Após vazamento, Loreto usou o Instagram para desabafar. “Infelizmente, nas últimas horas, fui pego de surpresa ao ver minha intimidade exposta em um vídeo feito aproximadamente há dez anos e gravado sem a minha permissão, obviamente sem a mesma para sua divulgação. A divulgação de vídeos íntimos não autorizados além de crime, são tristes porque afetam as vítimas e também suas famílias e as consequências muitas vezes podem ser devastadoras", declarou.

Caio Castro 

O ator Caio Castro, sucesso por papéis de destaque na Globo, como "Malhação", "Ti Ti Ti", "Fina Estampa" e "I Love Paraisópolis", já passou por momentos tensos na carreira. Em 2013, Caio foi parar nos principais noticiários após um registro seu pelado, em frente ao espelho, repercutir na internet. Quando a foto vazou, a assessoria dele tratou de desmentir a situação. No Twitter, por exemplo, os internautas afirmaram que a imagem não sofreu alterações por meio de photoshop. 

*Fotos: Reprodução/Instagram

Um professor de uma escola em São Sebastião da Bela Vista, que fica no Sul de Minas Gerais, foi preso suspeito de pedir vídeos íntimos de um aluno de 13 anos, em troca de boas notas. Segundo as autoridades, o educador de 32 anos leciona na Escola Estadual Coronel Gabriel Capistrano e estaria mantendo conversa com o menor via WhatsApp.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, o suspeito foi preso na última segunda feira (10), “em flagrante pelo crime previsto no artigo 217 do código penal que trata de atos libidinosos com menor de 14 anos na forma tentada”. Em depoimento, o docente preferiu permanecer em silêncio.

##RECOMENDA##

Em nota, a Polícia Civil afirma que “os aparelhos celulares da vítima e do suspeito foram apreendidos para avaliação da perícia” e que “as investigações procedem para apuração dos fatos, e para averiguar se existem outras vítimas”. O suspeito teve a sua prisão convertida para preventiva e foi encaminhado para o sistema prisional, onde se encontra à disposição da justiça. 

 

Jennifer Lawrence, finalmente, poderá se sentir justiçada! De acordo com a BBC, quatro anos após a atriz ter fotos íntimas suas vazadas na internet, o hacker responsável pelo crime foi condenado pela justiça americana.

George Garofano foi condenado a oito meses de prisão nos Estados Unidos. Ele ainda terá que cumprir três anos de liberdade condicional, além de 60 horas em serviço comunitário. Além dele, outros três homens foram presos no escândalo hackers de 2014, que culminou na divulgação de fotos íntimas de diversas celebridades de Hollywood como, Jennifer Lawrence, Kirsten Dunst, Kate Upton e outros famosos e anônimos. Os demais responsáveis já foram condenados a penas de nove a 18 meses de prisão.

##RECOMENDA##

O hacker, de 26 anos de idade, admitiu ter acesso a nomes e senhas de usuários através de e-mails que enviava, se identificando como membro da equipe de segurança da Apple. Em abril deste ano, ele se assumiu culpado, no intuito de reduzir a pena. No tribunal, ele ainda assumiu responsabilidade pelo ocorrido, afirmando ter cometido um grande erro e que lamenta todos os dias.

Um homem da cidade de São José dos Campos foi condenado a pagar uma indenização de R$ 14 mil por divulgar fotos íntimas de uma mulher com quem teve um relacionamento. De acordo com relatos da jovem, após terminar o namoro de 11 meses o rapaz passou a ameaçá-la dizendo que divulgaria fotos de nudez explícita caso ela não reatasse. Com a negativa, ele criou um perfil falso e divulgou as imagens, compartilhando inclusive com familiares dela pelo WhatsApp.

Em depoimento, a moça disse que as atitudes provocaram diversos problemas a ela, que teve que apagar suas contas das redes sociais. Por causa da divulgação de números de contato, passou a ser assediada por estranhos e deixou de frequentar a faculdade, apresentando sintomas de depressão. Conforme explicou o defensor público, Júlio Camargo de Azevedo, a atitude do rapaz violou, inclusive, direitos constitucionais como vida privada, imagem, honra e intimidade da vítima.

##RECOMENDA##

“Esta decisão é paradigmática em razão de sua função pedagógica. É o Poder Judiciário deixando claro que há consequências jurídicas para aquele que pratica a chamada 'pornografia da vingança'. Importante uma postura firme do Sistema de Justiça em relação a isso”, declarou o jurista. Por essa razão, o juiz Matheus Amstalden Valarini, da 3ª Vara Cível de São José dos Campos determinou o pagamento da indenização de 15 salários mínimos, referentes a danos morais.

Após ter fotos íntimas vazadas nas redes sociais, o Padre Antônio Bernardo dos Santos, pároco de Palmeira dos Índios, interior de Alagoas, será investigado pela Diocese da cidade. Será  apurada a conduta do religioso da Catedral Nossa Senhora do Amparo.

As imagens mostram o padre ao lado de dois jovens, que seguram latas de bebida alcoólica, com a mão em cima da genitália de um deles. O processo corre em segredo de justiça e após a fase investigativa da Diocese, seguirá para o Vaticano para a decisão do Papa Francisco. No entanto, o Padre já foi afastado de suas atividades.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Confira a nota na íntegra:

A Diocese de Palmeira dos Índios comunica que, no dia de hoje, foi instituído um Processo Administrativo Penal em desfavor do Reverendo Pe. Antônio Bernardo dos Santos, do clero desta Diocese. O Processo transcorre em segredo de justiça. Os autos do procedimento canônico, concluída a fase diocesana, seguirão para a Cidade Estado do Vaticano, em Roma (Itália), para a decisão do Santo Padre Francisco. Rezemos pela Santa Igreja, particularmente pela nossa Diocese. 

Palmeira dos Índios, AL, 09 de maio de 2017 

De acordo com o jornal The Sun, Demi Lovato teve algumas fotos íntimas vazadas na web e publicadas em sites pornográficos. Ainda não se sabe como essas fotos foram divulgadas, no entanto, acredita-se que seu computador foi invadido com por hacker, que acabou espalhando as fotos há alguns dias.

Ainda não se sabe quando a foto foi tirada e se mais fotos podem surgir nos próximos dias. O vazamento de suas fotos aconteceu três anos depois de que Demi foi vítima de um ataque em massa nas contas do iCloud de algumas celebridades. Na épocas, fotos roubadas de Demi na cama com o ex-namorado Wilmer Valderrama.

##RECOMENDA##

No Twitter, Demi esclareceu que não se trata de nenhum nude seu, apenas uma foto em que seu decote ficou em evidência.

"Amando como todo mundo está enlouquecendo sobre uma foto. Não é um nude, é só um decote. Além de que, todo mundo já me viu nua por minha escolha antes, disse no microblog usando a hashtag para explicar que seus seios não são tão grandes como aparentam".

A 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve condenação de uma mulher que deve pagar indenização por danos morais no valor de R$ 8 mil ao ex-namorado e à mulher dele. No dia seguinte ao casamento dos autores da ação, a ré enviou para a família e amigos do casal e-mails com conversas e fotos íntimas entre ela e o noivo, que foi seu namorado.

A mulher não negou o envio dos e-mails, mas alegou três razões para recorrer da primeira decisão da Justiça: cerceamento de defesa, com julgamento antecipado da causa; ausência de reiteração na sua conduta e de dano moral indenizável, por afirmar que o relacionamento amoroso era de conhecimento da noiva; e, por fim, que teria sofrido ofensas que deveriam ser compensadas com redução no valor de indenização pelo suposto dano moral.

##RECOMENDA##

Para a juíza Rosangela Telles, relatora da sentença, e os desembargadores José Joaquim dos Santos e Álvaro Passos, as alegações não poderiam ser acolhidas. De acordo com a relatora, o cerceamento de defesa era inexistente, já que cabe ao juiz "aferir conveniência e oportunidade para o pronto julgamento da lide".

Além disso, a juíza baseou-se no artigo 5º, inciso X, da Constituição que prevê que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas. "Evidente que o padecimento e a angústia pela qual o casal de noivos passou não configura mero aborrecimento do dia a dia, mas, sim, inegável violação a direitos da personalidade. A situação se postergou mesmo após o casamento. O boletim de ocorrência foi lavrado durante a lua-de-mel", afirmou em seu voto.

A magistrada também aponta que "a descrição dos fatos narrados, sem dúvida, evidencia uma inegável situação de menosprezo" por parte da mulher e que não é cabível a alegação de ofensas recíprocas como meio idôneo de afastar o dano moral.

O homem suspeito de tentar extorquir um padre através de fotos íntimas do religioso foi preso na manhã desta quinta-feira (21). José Douglas foi detido em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, por volta das 5h.

De acordo com o delegado Cláudio Castro, do Grupo de Operações Especiais (GOE), o homem estava na casa de um amigo. “Ele já temia a prisão e por isso não estava mais dormindo em casa. Quando chegamos na residência, o irmão do suspeito apontou onde ele estava”.

##RECOMENDA##

O caso tomou repercussão esta semana, depois que o Padre Severino Ézio de Melo foi afastado das suas funções na Diocese de Pesqueira. Fotos íntimas do religioso foram espalhadas pelas redes sociais. Nas imagens, ele aparece ao lado de outro homem sem camisa e com uma taça de bebida na mão.

O homem ao lado do religioso foi identificado como Abraão. Segundo José Douglas, que se diz ex-companheiro do padre, Abraão seria estaria se relacionando com sacerdote atualmente. Ele também alega que as ameaças de divulgação das imagens não eram pelo dinheiro, mas por uma desavença pessoal, e que não foi o responsável por postar as fotos.

“Ele diz que não fez tudo isso por dinheiro. Mas o fato do suspeito ter pedido R$ 30 mil pelas fotos já configura como extorsão”, concluiu o delegado.

Com informações de Jorge Cosme

Nesta terça-feira (19), o Padre Severino Ézio de Melo foi afastado das suas funções na Diocese de Pesqueira, localizada no Agreste de Pernambuco, devido à divulgação de imagens comprometedoras que foram espalhadas nas redes sociais. Nas fotos, o religioso aparece ao lado de outro homem.

De acordo com o delegado da cidade de Pesqueira, José Correia, as investigações foram realizadas pelo Grupo de Operações Especiais (GOE). “Até o momento, não temos oficialmente nada divulgado. Todas as investigações estão sendo feitas pelo GOE, o que ouvimos falar na cidade diz respeito apenas à publicação de imagens do padre”, contou o delegado.

##RECOMENDA##

Segundo relatos de alguns moradores do município, o religioso mantinha um relacionamento homoafetivo e fotos íntimas foram espalhadas pela internet. Em nota, a Diocese de Pesqueira se posicionou sobre o caso.

“A Diocese de Pesqueira, na Pessoa do seu Bispo Diocesano, Dom José Luiz Ferreira Sales CSSR, vem apresentar ao público a seguinte nota acerca dos fatos envolvendo o Pe. Severino Ézio de Melo.

Ao tomar conhecimento dos fatos, o referido sacerdote foi afastado imediatamente das suas funções sacerdotais e ao mesmo tempo foram tomadas medidas conforme as leis vigentes da Igreja Católica.

A Igreja, Mãe Mestra, não aceita qualquer tipo de comportamento contrário aos princípios da moral, ética cristã, destinados ao modo reto de viver de todos os seus filhos e filhas, chamados a um contínuo processo de conversão de todo tipo de pecado.

Embora reprove veementemente tais atos, a igreja lembra seus filhos e filhas, o contínuo exercício da misericórdia, embora usando a verdade e medidas medicinais, não exclui a misericórdia a nenhuma pessoa humana, como nos ensina o Santo Padre, o Papa Francisco: "Ele (Deus) me impede ainda a apelar para esta misericórdia, e a implorá-la nesta fase difícil e crítica da história da igreja e no mundo" (MV. n9).”

*Mais informações em instantes

A atriz vencedora do Oscar Jennifer Lawrence falou em público pela primeira vez sobre as fotos íntimas roubadas por hackers e publicadas on-line, denunciando este vazamento como um "crime sexual".

Em declarações exclusivas à revista Vanity Fair, a atriz disse que havia se sentido violada e que agora teme que o roubo das fotografias picantes afete sua carreira.

##RECOMENDA##

"O fato de eu ser uma pessoa pública, de eu ser uma atriz, não significa que tenha buscado isso", disse na edição de novembro da revista, que estará disponível on-line na quarta-feira.

"É meu corpo e (divulgar fotos íntimas) deveria ser minha escolha. E o fato de não ser minha escolha é absolutamente repugnante. Nem mesmo posso acreditar que vivemos em um mundo assim", expressou.

No mês passado, hackers publicaram nas redes sociais fotos nas quais mais de uma dezena de celebridades de Hollywood apareciam nuas. Haviam roubado as imagens das contas particulares das artistas na nuvem iCloud da Apple, o que a gigante da tecnologia classificou como um "ataque dirigido".

"Não é um escândalo. É um crime sexual", disse a atriz de 24 anos à Vanity Fair.

"É uma violação. É nojento. A lei tem que mudar e nós precisamos mudar. Por isso esses sites (onde as fotos foram publicadas) são responsáveis".

"Alguém é sexualmente explorado e violado e a primeira ideia que alguns têm é tirar proveito econômico disso. Está além da minha compreensão", prosseguiu a estrela da série "Jogos Vorazes".

"Não posso imaginar alguém tão irreflexivo, descuidado e tão vazio por dentro".

Lawrence, ganhadora do Oscar por "O Lado Bom da Vida", havia enviado as fotografias ao seu então namorado num momento em que mantinham um relacionamento à distância.

A princípio quis escrever um comunicado para responder ao vazamento, mas explicou: "Cada coisa que tentava escrever me fazia chorar ou me deixava furiosa".

Depois "comecei a escrever um pedido de desculpas, mas não tenho razão para me desculpar. Estava em um relacionamento bom, amoroso, saudável, por quatro anos. Era à distância e seu namorado vai olhar pornografia ou vai olhar para você".

Mais de uma dezena de celebridades de Hollywood ameaçaram processar o Google por não ter conseguido deter esses vazamentos.

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando