Tópicos | login

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou, nesta segunda-feira (25), os locais de aplicação das provas do XXX Exame de Ordem Unificado. Para acessar a informação, os examinandos que estão na lista de convocados devem fazer login com CPF e senha na área de acompanhamento.

As provas da segunda fase serão aplicadas no próximo domingo (1º), quando os examinandos respondem a quatro questões objetivas e elaboram uma peça profissional. Para mais detalhes, consulte o edital do exame.

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> OAB XXX: confira o resultado da 1ª fase

-->  Vídeo: aula para prova da OAB traz dicas sobre contestação

--> OAB: veja uma aula sobre Cláusula de Desempenho

Seja sincero, você realmente cria senhas diferentes cada vez que precisa fazer uma nova conta em algum site ou se cadastrar em algum serviço? Se a resposta for negativa, saiba que você não está sozinho. De acordo com a PSafe, desenvolvedora dos aplicativos dfndr security, 5 em cada 10 brasileiros utilizam a mesma senha em diferentes contas ou serviços na internet. 

O número  representa cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo país. E não é só isso. Segundo a pesquisa, 23,4% dos entrevistados declararam que já compartilharam suas senhas com terceiros e pouco mais da metade deles afirma não ter o hábito de trocar suas senhas. 

##RECOMENDA##

Para se ter uma ideia de como a criatividade não é o forte da maioria dos usuários da internet, em 2018, pelo segundo ano consecutivo, um levantamento das senhas mais utilizadas no mundo revelou que a preferida da população era “123456”. Os seis números permanecem no pódio em 2019,  segundo dados do Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC), órgão governamental do Reino Unido, a segunda é “password” ou - em português - senha.

Para Emilio Simoni, diretor do dfndr lab - laboratório especializado em segurança digital - utilizar uma senha fraca ou repetida em diferentes serviços online, aumenta as chances de um hacker ter acesso às informações do usuário. “Ao invadir uma conta, a primeira ação do atacante é tentar acessar outros serviços na internet com a mesma senha e, depois, alterá-la para que o usuário não tenha mais acesso a sua conta. Em alguns casos, o hacker pode utilizar informações da vítima e de seus contatos para enviar phishings personalizados por e-mail, induzindo que ela clique e informe dados sigilosos, como senhas bancárias”, afirma o diretor.

Ainda de acordo com a pesquisa da companhia 16,3% dos usuários já usaram suas senhas bancárias ou de cartão de crédito em contas online. Dado preocupante, visto que, com o passar dos anos e com o aumento da tecnologia, os crimes de roubo de dados estão em ascensão. Confira as dicas para criar uma senha forte (via PSafe):

1 - Dê preferência para senhas longas de, no mínimo, 8 caracteres;

2 - Misture letras minúsculas e maiúsculas, número e símbolos;

3 - Evite senhas de fácil dedução, como data de aniversário, telefone ou nome de parentes;

4 - Utilize uma senha diferente para cada conta ou serviço online, como e-mail e redes sociais;

5 - Realize a troca de suas senhas a cada três ou quatro meses e jamais informe seu código para terceiros.

Confira abaixo a retrospectiva do desenvolvimento da Internet, rede agora usada por bilhões de pessoas no mundo todo, no 30º aniversário do nascimento da World Wide Web:

- 1969: pai da Internet -

##RECOMENDA##

Em outubro de 1969, cientistas da Universidade da Califórnia (UCLA) em Los Angeles tentam trocar dados entre dois computadores.

Seu principal objetivo é transmitir três letras - "LOG" - através do sistema binário para um segundo computador. Posteriormente, acrescentaram mais duas letras para formar "LOGIN".

Sua segunda tentativa foi bem-sucedida e, assim, nasceu o projeto ARPANET, financiado pelo Departamento da Defesa dos Estados Unidos.

Considerado o pai da Internet, o sistema cresce a partir de um núcleo de quatro computadores usados pelas redes universitária e militar, para 13 computadores, em 1970, e 213, em 1981.

- 1971: primeira mensagem eletrônica -

Em 1971, a American Ray Tomlinson envia o primeiro e-mail no ARPANET. Essa mensagem separa o nome do usuário e a rede que ele usa com o sinal arroba [@].

- 1983: comunicação pela rede -

Para trocar informações entre dois computadores na mesma rede foi necessário criar um "protocolo": uma série de estágios controlados pelas regras da comunicação.

Nos anos 1970, os americanos Robert Kahn e Vinton Cerf desenvolvem o TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol) ainda em uso nos dias de hoje. Isso permite a troca de dados entre computadores na mesma rede, ou em redes diferentes.

O protocolo é adotado em 1º de janeiro de 1983 no ARPANET, permitindo conectar outras redes de computadores, principalmente entre universidades. É dessas interconexões que é a Internet surge.

- 1990: nascimento da World Wide Web -

Em 12 de março de 1989, o físico britânico Tim Berners-Lee, trabalhando para o laboratório europeu CERN, propõe um sistema descentralizado de gestão da informação. Isso marca o nascimento da World Wide Web.

Seu argumento era que o CERN tinha milhares de funcionários e novos chegando o tempo todo, o que tornava complicado encontrar informações que pudessem estar relacionadas, mas não armazenadas no mesmo lugar.

Ele propõe, então, um sistema de links de hipertexto, ou seja, a possibilidade de clicar em palavras-chave em uma página para ser levado diretamente para a página dedicada a eles. Com isso, conseguiria se conectar a outras páginas.

Em 1990, o belga Robert Cailliau se junta a Berners-Lee para desenvolver sua invenção. Baseia-se em dois pilares: a linguagem HTML, um código que permite a criação de um site; e o protocolo para troca de hipertexto HTTP, o sistema que permite ao usuário solicitar e depois entrar em uma página web.

Em dezembro, o primeiro servidor entra em operação - um computador onde as páginas da web, fotos e vídeos são armazenados - bem como o primeiro website.

A web é tornada pública em abril de 1993. Sua popularidade se espalha a partir de novembro com o lançamento do Mosaic, o primeiro mecanismo de busca a aceitar imagens. Isso revoluciona a web, tornando-a de uso amigável.

O Mosaic é posteriormente substituído por navegadores como Internet Explorer, Google Chrome e Mozilla Firefox.

Graças à Web, o número de usuários da Internet explodiu, passando de vários milhões, no início dos anos 1990, para mais de 400 milhões de pessoas, em 2000.

- 2000: celulares e redes sociais -

Os anos 2000 marcam o início da Internet sem fio para todos.

Em 2007, a Apple lança a nova tendência em smartphones com seu primeiro iPhone.

Em dez anos, as assinaturas de banda larga móvel aumentaram de 268 milhões para 4,2 bilhões em todo mundo.

As redes sociais mais populares começam a aparecer em 2003 e, um ano depois, Mark Zuckerberg cria Thefacebook.com, uma rede on-line inicialmente voltada para conectar estudantes de Harvard.

Hoje, o rebatizado Facebook possui 2,3 bilhões de usuários.

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram divulgados na última quinta-feira (18) e podem ser aplicados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir desta terça-feira (23). Em ambos os casos, é necessário utilizar a senha de acesso para as consultas. Caso o candidato tenha esquecido o código, é possível recuperá-lo através da página do Inep em caminhos distintos.

A primeira opção, que serve para esqueceu apenas a senha, é ir no link da página do participante e, após digitar o CPF, clicar em “Esqueci minha senha”. Em seguida, aparecerá uma tela com o e-mail cadastrado no primeiro acesso; é fundamental conferir se a informação está correta. Caso não lembre o endereço ou não tenha mais acesso a ele, será necessário responder um desafio e clicar na opção “Não tenho mais acesso a este e-mail”. Na tela seguinte, o estudante precisará confirmar o número de celular que aparece na inscrição.

##RECOMENDA##

Caso também não se lembre ou não tenha mais acesso ao telefone apresentado, outro desafio aparecerá para ser respondido, e em seguida, o estudante deve clicar em “Não tenho acesso a este telefone celular”. Depois, deverá ser realizada uma alteração dos dados de contato, e após o preenchimento dos campos solicitados, o participante deve responder a outro desafio e clicar em “Salvar novos dados de contato e enviar uma nova senha”, aguardando a exibição da mensagem “Dados confirmados com sucesso”. Após esse processo, o cadastrado receberá um email com uma nova senha informando que foi realizada uma alteração.

Somente após a recuperação desses dados é que o estudante poderá acessar a lista de cursos, instituições participantes e municípios que oferecem as vagas do Sisu. Para se candidatar, o estudante precisa acessar o mesmo endereço eletrônico, informar o número de inscrição a senha do Enem 2017 e selecionar, por ordem de preferência, até duas opções de cursos.

As inscrições do Sisu seguem até o dia 26 pela página virtual do sistema. Para facilitar o entendimento, a TV MEC divulgou um vídeo com um tutorial para a recuperação da senha:

[@#video#@]

Nesta quarta-feira (22), em sua conferência para desenvolvedores, o Twitter anunciou a ferramenta Digits, que permite fazer login em aplicativos ou sites usando apenas o número do seu celular. O processo usado pela rede social será semelhante ao que é aplicado para se registrar no WhatsApp.

Com o Digits, os usuários não precisarão mais lembrar senhas para tudo. A ferramenta pede que o usuário insira o número de celular na hora de fazer login, e então digitar código que irá receber via SMS para autorizar a entrada no aplicativo ou ferramenta. É um processo parecido com o que o Google usa para a verificação de dois passos. O objetivo do Twitter é aplicar isto ao maior número de aplicativos possíveis.

##RECOMENDA##

Digits fará parte da Fabric, um novo kit de desenvolvimento lançado nesta quarta, e a promessa é que, no dia do lançamento, estará presente em 216 países e funcionando em 28 idiomas diferentes.

Muitos dos jogadores que estavam ansiosos para jogar Watch Dogs, um dos games mais aguardados do ano, estão decepcionados. É que os servidores do jogo, que foi lançado nessa terça-feira (27), estão enfrentando problemas na autenticação, o que impede que muitos players consigam realizar o login no Uplay para começar a jogatina. Na página oficial do título eletrônico do Facebook, muitos usuários de PC e de consoles reclamam sobre a falha.

O login no serviço Uplay é necessário para que as opções de multiplayer do game funcionem corretamente. Através da sua conta oficial do jogo do Twitter, a Ubisoft declarou que está ciente do ocorrido e que os players podem ter que esperar algum tempo antes de conseguirem jogar.

##RECOMENDA##

No game, o jogador entra na pele de Aiden Pearce, hacker anti-herói altamente qualificado que consegue se infiltrar no sistema operacional CtOS, utilizado em vários dispositivos da cidade de Chicago. Todo o enredo é formado em torno de crimes da nova era da tecnologia da informação (TI), onde o protagonista precisará realizar suas missões e terá a ajuda do advento tecnológico para tal.

Quando estamos na casa de amigos, dos pais ou até mesmo no trabalho, é comum usarmos os computadores disponíveis para dar aquela 'olhada' no Facebook. Acontece que, após conferir as notificações, nem sempre nos lembramos de desconectar nossa conta no PC alheio.

Por sorte, graças a uma ferramenta da rede social, é possível realizar o logoff através de qualquer máquina, evitando que pessoas desconhecidas se aproveitem de um descuido para acessar a sua conta. Confira o passo a passo:

##RECOMENDA##

1 - Faça login na sua conta do Facebook;

2 - Clique na seta apontando para baixo, no canto superior direito da tela, e selecione a opção “Configurações”;

3 - Na página de configurações, selecione a aba “Segurança”, localizada no lado esquerdo da tela;

4 - O próximo passo é clicar na subdivisão “Onde você está conectado(a)”.

5 - Nesta seção você pode visualizar onde seu Facebook está aberto, em que horário o login foi feito e, eventualmente, localizar onde ele foi logado. Se existir alguma sessão indesejada, basta clicar em “Encerrar atividade”. Feito isso, todas os logins indesejados serão encerradas de qualquer PC.

Em breve, o Yahoo não permitirá que seus usuários acessem seus serviços, como o Flickr, por exemplo, através de suas contas do Facebook ou Google. De acordo com a empresa, a decisão será implementada aos poucos e faz parte de um plano de ações para aumentar o interesse de suas ferramentas pelos usuários.

"O Yahoo está trabalhando continuamente para melhorar a experiência do usuário", disse a empresa em um comunicado. O site Tourney Pick'Em, serviço focado no basquete universitário, foi um dos primeiros a adotar a estratégia, apesar de ainda não ter tido os botões para login do Facebook e Google removidos para brasileiros.

##RECOMENDA##

Um infográfico divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Facebook ressalta o número de sites e apps que utilizam a rede social para fazer login em seus sistemas. Segundo divulgado pela companhia, mais de 850 milhões de conexões por mês são feitas através do sistema do site.

O anúncio também mostra que 81% dos principais aplicativos da Apple fazem uso do login integrado ao Facebook. No Android chega a 62%. Confira no infográfico abaixo:

##RECOMENDA##

O serviço do internet banking do Banco do Brasil ainda apresenta instabilidades, desde a manhã da última segunda-feira (1º). Os internautas não conseguem ter acesso a sua conta através do seu login e senha. A empresa confirmou a instabilidade do serviço através do Facebook e do Twitter.

Também através das redes sociais os clientes do banco reclamaram da indisponibilidade do site do BB, principalmente por ser o primeiro dia do mês, utilizado por muitas empresas para fazer o pagamento.

##RECOMENDA##

Confira a nota publicada no Facebook do Banco do Brasil:

"Prezados clientes, o Autoatendimento BB pela Internet está indisponível no momento. Recomendamos utilizar os caixas eletrônicos, a Central de Atendimento BB, o Autoatendimento BB pelo Celular e os Correios para a realização de consultas e transações. Lamentamos o transtorno, nossa equipe está trabalhando para regularizar o acesso via internet."

 

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando