Tópicos | Sport

No último treinamento realizado em Recife antes da partida contra a Portuguesa, o técnico rubro-negro não confirmou a equipe titular e sinalizou que quatro mudanças podem ser feitas.

O atacante Bruno Mineiro está a disposição de Mazola e deve retornar a equipe titular, a dúvida será no companheiro de ataque. Roberson e Viçosa fizeram uma boa partida contra o Boa Esporte e um dos dois pode ser o titular, além de Willians que mesmo não estando em boa fase corre por fora pela vaga.

##RECOMENDA##

Naldinho é outro que pode voltar a equipe no meio campo, além de Rithely que não foi confirmado por Mazola se retorna a equipe ou se Maylson será mantido. Na lateral direita a dúvida fica entre Thiaguinho e Moacir e na defesa Montoya será o titular, já que Tobi está suspenso. 

Na tarde desta segunda-feira (07) o elenco rubro-negro realiza a última movimentação antes da partida, no Centro de Treinamento do Palmeiras. 

O paranaense Heber Roberto Lopes será o árbitro do jogo entre Portuguesa e Sport, nesta terça (8/11), no Canindé, pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os auxiliares serão Moisés Apartecido de Souza e Luciano Roggenbaum, ambos do Paraná.

O jogo é fundamental para as pretensões do time rubro-negro. O Sport é o sétimo colocado, com 51 pontos, dois a menos do que o Vitória, que fecha o G-4. No entanto, entre as duas equipes ainda estão Americana e Bragantino, ambos com 52 pontos. Já a Lusa, líder com 71 pontos, poderá ratificar a conquista do título se vencer os leoninos.

##RECOMENDA##

Para este jogo, o técnico Mazola Júnior encerrou a preparação na manhã deste domingo (6/11), na Ilha do Retiro. A viagem para São Paulo estava prevista para o final da tarde de hoje.

Mazola Jr voltou ao comando do Sport na reabilitação contra o Boa Esporte. Após a goleada, o treinador ‘rugiu’, mais uma vez, com as típicas frases de efeito. E diretamente contra o adversário da próxima rodada: a líder Portuguesa.

“Estamos vivos e garanto que não vai ter festa no Canindé, a festa vai ser adiada. Convoco a torcida pernambucana que está em São Paulo para invadir o Canindé. Tenho certeza que o Sport vai conquistar uma grande vitória e embalar rumo à primeira divisão”, disparou.

##RECOMENDA##

Questionado sobre o motivo para tanta confiança na vitória, Mazola respondeu com entusiasmo. “Acredito na qualidade do meu time, conheço todos os times e atletas do campeonato, o caldeirão tá fervendo, o Sport vai subir. Na próxima rodada vai embolar tudo, com a nossa vitória contra a Portuguesa, não vamos para participar de festa”, finalizou.

O Sport se tornou um verdadeiro caldeirão durante a má fase que se instalou na Ilha do Retiro durante a Série B. Quedas de treinadores, protestos da torcida e brigas internas. Nos últimos “boatos”, Thiaguinho foi apontado com um dos principais envolvidos. O lateral seria um dos líderes de uma provável panelinha que estava fazendo corpo mole para a demissão do treinador PC Gusmão.

Na entrevista coletiva após a vitória contra o Boa Esporte, o atleta que foi escolhido pela imprensa como um dos melhores da partida, disparou contra as críticas sobre as brigas. “Estou parecendo um lutador aqui no Sport. Briguei com todo mundo, sou bem forte, né? Podem falar o que quiser, minha resposta vai ser dentro de campo”, contou.

##RECOMENDA##

Thiaguinho reiterou o objetivo do acesso. “Vamos lutar e conseguir o acesso. Vai ser difícil, mas se jogarmos com essa determinação nós vamos conseguir”, disse. O lateral, por sinal, finalizou a entrevista com um tom de desafio. “Quanto mais vocês falarem, mais vou ter ódio, mais gana. Não preciso provar nada para vocês, preciso provar apenas para meu grupo”, afirmou.

“Ficamos no 0x0”, justificou Mazola Jr após a vitória contra o Boa Esporte, nesta sexta, na Ilha do Retiro. O comandante rubro-negro se referiu ao treinador PC Gusmão, demitido na última rodada.

O ‘empate técnico’ aconteceu por uma situação semelhante. PC assumiu o comando do Sport após a demissão do próprio Mazola, ainda na 17ª rodada, quando o Leão perdeu para o Americana. Na ocasião, os pernambucanos conseguiram a reabilitação no jogo seguinte, fora de casa, contra o Paraná.

##RECOMENDA##

“Gostaria de compartilhar essa partida e vitória com o PC Gusmão, assim como ele fez comigo na estreia. Então ficamos agora no 0x0”, justificou. O outro alvo dos agradecimentos foi a torcida. “Mais uma vez não largaram a gente. A torcida veio com o intuito de ajudar e deixo meus agradecimentos ao verdadeiro torcedor que comprou essa briga conosco”, finalizou.

Mesmo jovem, Junior Viçosa chegou no início da Série B como principal contratação do Sport para a competição. Fama de matador, esperança rubro-negra de ter encontrado o dono da camisa 9. Porém, o atacante não se encaixou como o esperado na equipe titular e começou a ser perseguido pela torcida.

Contra o Boa Esporte, o jogador de 22 anos parece ter finalmente desencantado. Os dois gols tiram um “peso das costas” e deixa os pernambucanos vivos na luta pelo acesso. “Eu nunca desconfiei do meu futebol, sei do meu potencial, sei do meu grupo e conseguir fazer os gols. Temos um elenco bom e vamos conseguir nosso objetivo que é subir”, afirmou.

##RECOMENDA##

Viçosa também destacou o poder de reação da equipe na partida. “A gente não esperava começar perdendo, mas no intervalo o professor conversou, sabíamos que estavam com menos um, faltavam 45 minutos e era preciso ter paciência. Quando marcasse o primeiro gol a virada iria sair e conseguiríamos os três pontos”, disse.

O sonho do acesso para elite do futebol nacional era o prêmio para o vencedor de Sport e Boa Esporte, nesta sexta, na Ilha do Retiro. Os rubro-negros chegaram a ter os piores pesadelos quando os visitantes abriram o placar com apenas dois minutos de jogo. Porém, a expulsão do goleiro Luiz Henrique e os quatro gols, marcados por Hamilton, Junior Viçosa (2) e Roberson, deixam os pernambucanos com uma sobrevida na Série B.

Com a vitória, o Sport diminuiu – pelo menos até o fechamento da rodada neste sábado – a diferença para o G4 para dois pontos. Em sexto lugar, a equipe de Mazola viaja na próxima terça-feira até São Paulo para encarar a líder Portuguesa, que ainda não foi matematicamente campeã.          

##RECOMENDA##

O JOGO

O que está ruim sempre pode piorar. Essa frase vem se repetindo jogo após jogo na Ilha do Retiro. Precisando da vitória para seguir sonhando com o acesso, o Sport viu logo no início da primeira etapa um verdadeiro pesadelo. Com apenas dois minutos, Jheimy acertou uma forte cabeçada e abriu o placar para os visitantes.

Apesar da pressão negativa da torcida e de ter levado um gol relâmpago, os rubro-negros não ficaram abatidos. Comandados por Marcelinho Paraíba, a equipe fez uma verdadeira blitz contra a defesa mineira. Na primeira grande chance, o camisa 10 deixou Willians cara a cara com o goleiro Luiz Henrique. Melhor para o arqueiro.

Porém, em seguida, o goleiro do Boa Esporte deixou a equipe em situação delicada. Após passe de Roberson, Rithelly dividiu a bola com Luiz Henrique fora da área e na sequência do lance o atacante ficou com a sobra da dividida e bateu em direção ao gol. O camisa 1 interceptou a bola fora da área com a mão e viu o cartão vermelho com apenas 15 minutos de jogo.

Na cobrança da falta, dentro da meia lua da grande área, Marcelinho Paraíba mandou uma bomba para um milagre de Luiz Fernando, que entrou no lugar de Carlos Magno. Com um a mais, o Sport criou diversas chances. Junior Viçosa, Wellington Saci, Roberson, Thiaguinho... Todos sem sucesso.

Na volta para o intervalo, Maylson entrou no lugar de Moacir. A alteração quase surtiu efeito nos primeiros minutos do segundo tempo. Após bate-rebate dentro da área, o meia bateu forte e a bola passou raspando. Logo em seguida, na base da pressão, Saci cruzou na área, Maylson ajeitou de cabeça e Tobi, livre de marcação, escorou por cima do travessão.

Se a pressão dos jogadores mais ofensivos não surtia tanto efeito, o Sport precisou de um jogador conhecido pela marcação. Em mais de 100 jogos apenas um gol com a camisa rubro-negra. Sim, Hamilton. O camisa 5 arriscou de muito longe e o goleiro Luiz Fernando ‘aceitou’. 1x1 e ainda mais pressão na Ilha do Retiro.

O gol de desempate era questão de tempo. Exatamente cinco minutos. Thiaguinho recebeu passe de Maylson, que deu equilíbrio e toque de bola ao meio de campo, e cruzou para Junior Viçosa antecipar a zaga adversária e mandar para o fundo das redes.

Se Thiaguinho acertou o cruzamento do lado direito, Wellington Saci não quis ficar para trás. O lateral-esquerdo achou Roberson dentro da área mineira e deu uma bela assistência para o primeiro gol do atacante com a camisa do Sport. 3x1. No finalzinho da partida, o Sport ainda transformou o que parecia ser um pesadelo em goleada. Junior Viçosa recebeu passe de Roberson e bateu na saída do goleiro.

Acusações, manifestações, críticas... Se o Sport não vive uma boa fase no futebol, fora das quatro linhas o clube passa por uma crise política. Em meio a conturbada situação da equipe na Série B, uma oposição ao presidente Gustavo Dubeux, encabeçada pelo conselheiro Artur Gonçalves, e com apoio do polêmico e histórico rubro-negro Homero Lacerda, ataca a atual gestão do Leão da Ilha.

Durante a semana, os opositores se reuniram para programar uma manifestação contra o mandatário. Formado por conselheiros, sócios e ex-dirigentes, o protesto critica a provável modernização da Ilha do Retiro, com a construção da arena, o caráter ditatorial de Dubeux, além da ingerência do futebol.

##RECOMENDA##

"O motivo de estarmos aqui é a péssima administração de Gustavo Dubeux. Ele age com descaso e com falta de respeito a ex-diretores", destacou Artur Gonçalves, ao site Super Esportes, se referindo a um suposto afastamento arbitrário de cinco conselheiros que se opuseram a construção da arena multiuso. O conselheiro também lembrou a história democrática de Pernambuco, comparando o presidente do Sport a ditadores como Pinochet e Kadafi.

Polêmico, Homero Lacerda também externou a insatisfação com a atual fase do clube. “O Sport em uma condição financeira maravilhosa, com uma folha salarial de quase R$ 1 milhão, perde o Pernambucano para um time de quarta divisão. Na Copa do Brasil, é eliminado para o Sampaio Correia. Nunca vi uma segunda divisão tão fácil, e o Sport está claudicando. O Sport hoje, para completar, virou o time do boi”, disse. Outra reclamação do cartola foi sobre a eleição de Dubeux, segundo ele, aconteceu ‘às pressas’. Porém, vale salientar que o próprio Homero aprovou na época.

Sempre tranquilo, o presidente do Sport preferiu desvincular a insatisfação do grupo opositor a situação do time dentro das quatro linhas. Segundo Dubeux, a intriga acontece por conta da arena. “Se o problema é esse, se eles estão incomodados, então vamos discutir novamente. Não tem problema, a gente convoca outra assembleia. Coloca os sócios e conselheiros para votarem de novo. Agora, não vou fazer valo de batalha desse assunto”, rebateu o mandatário, que ressaltou que esse momento deveria ser de união.

O Sport tenta contra o Boa Esporte, nesta sexta (4/11), na Ilha do Retiro, às 19h30 (do Recife), se manter vivo na Série B do Campeonato Brasileiro. Um resultado que não seja a vitória deixa o Leão praticamente fora da disputa por uma das vagas na Série A. Os leoninos ocupam a oitava colocação com 48 pontos. Entre o Sport e a Americana, quarta colocada com 51 pontos, ainda estão Vitória e Criciúma, ambos com 50, e o Bragantino, que soma 49.

A derrota no Clássico dos Clássicos para o Náutico, 2x0, na semana passada, gerou mudanças drásticas na Ilha. O treinador PC Gusmão foi demitido e Mazola Júnior, que fazia a função de auxiliar técnico, foi efetivado. Na verdade, Mazola vai reestrear à frente do time profissional do Sport, uma vez que exerceu o cargo após a demissão de Hélio dos Anjos, no início da competição.

##RECOMENDA##

A principal missão de Mazola durante a semana foi trabalhar para levantar a auto-estima dos jogadores rubro-negros, que já caíram no descrédito para muita gente, inclusive parte de torcida rubro-negra.  O problema é que a pressão é enorme. O próprio treinador declarou que se o time não vencer o Boa Esporte hoje, adeus classificação.

Apesar do momento delicado, o zagueiro Tobi segue confiante no time rubro-negro. “Por mais que as dificuldades aumentem, fico mais confiante, pelo que vem acontecendo na competição. Os adversários não estão ganhando. Pelos nossos resultados, já era para a gente estar fora. Mas isso não aconteceu e acho que acredito que ainda tem algo de bom guardado para este grupo”, declarou Tobi.

Em relação ao time, Mazola Júnior vai promover algumas mudanças. A principal novidade é a entrada de Roberson no ataque. O jovem atacante, que veio do Grêmio, entrou em campo apenas no finalzinho do jogo contra o ASA. Ao seu lado, Willians forma a dupla ofensiva. No meio de campo, com a suspensão de Naldinho, Thiaguinho ganha uma nova oportunidade. Nas laterais, Moacir e Wellington Saci jogam.

BOA ESPORTE

O time mineiro, umas das maiores surpresas do campeonato, ainda sonha com o acesso, uma vez que tem 47 pontos, um a menos do que o Sport. No entanto, o objetivo do clube, que era permanecer na Série B, já foi alcançado.

Ficha do jogo

 Sport: Magrão; Moacir, Tobi, Gabriel e Wellington Saci; Hamilton, Rithely, Thiaguinho e Marcelinho Paraíba; Willians e Roberson. Técnico: Mazola Júnior.

Boa Esporte: Luiz Henrique; Jackson, Thiago Carvalho, Carciano e Marinho Donizete; Claudinei, Jean Cléber, Olívio e Moisés; Carlos Magno e Jheimy. Técnico: Nêdo Xavier.

Local: Ilha do Retiro.

Horário: 19h30.

Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA).

Assistentes: Lúcio da Silva Matos (PA) e Eduardo Lincoln Neves (RN).

O Sport é o primeiro finalista do Campeonato Pernambucano Adulto de Futsal. A equipe leonina venceu o Sete de Setembro por 3x1, na última quinta (3/11), no ginásio Marcelino Lopes (na Ilha do retiro). O rubro-negro aguarda o resultado de Tigre e Santa Cruz para saber com que decidirá o título da competição.

Depois de ter vencido a primeira partida, em Garanhuns, por 3x1, o Sport jogava com o regulamento ao seu favor e ainda contou com a boa presença da torcida rubro-negra nas arquibancadas do ginásio.

##RECOMENDA##

Os leoninos souberam administrar a partida deste o primeiro minuto de jogo e conseguiram impedir o ímpeto dos garanhuenses, que fizeram uma boa partida, mas não conseguiram evitar a derrota e a desclassificação.

A outra vaga na final do Pernambucano Adulto de Futsal será decidida na partida entre Tigre e Santa Cruz, neste sábado (5/11), no Ginásio Monsenhor Adelmar, às 17h, em Garanhuns. A equipe da casa joga por um empate, uma vez que venceu o primeiro jogo por 2x1. O Santa Cruz precisa de uma vitória para forçar uma terceira partida.

O Sport é o primeiro finalista do Campeonato Pernambucano Adulto de Futsal. A equipe leonina venceu o Sete de Setembro por 5x1, na última quinta (3/11), no ginásio Marcelino Lopes (na Ilha do Retiro). O rubro-negro aguarda o resultado de Tigre e Santa Cruz para saber com que decidirá o título da competição.

Depois de ter vencido a primeira partida, em Garanhuns, por 3x1, o Sport jogava com o regulamento ao seu favor e ainda contou com a boa presença da torcida rubro-negra nas arquibancadas do ginásio.

##RECOMENDA##

Os leoninos souberam administrar a partida deste o primeiro minuto de jogo e conseguiram impedir o ímpeto dos garanhuenses, que fizeram uma boa partida, mas não conseguiram evitar a derrota e a desclassificação.

A outra vaga na final do Pernambucano Adulto de Futsal será decidida na partida entre Tigre e Santa Cruz, neste sábado (5/11), no Ginásio Monsenhor Adelmar, às 17h, em Garanhuns. A equipe da casa joga por um empate, uma vez que venceu o primeiro jogo por 2x1. O Santa Cruz precisa de uma vitória para forçar uma terceira partida.

Permitam-me o crime na separação das sílabas do título. Foi a maneira mais explícita que encontrei para enfatizar o desconforto causado palas intervenções de alguns “dirigentes” no atual contexto do Sport Club do Recife. Sou totalmente favorável às críticas, desde que elas sejam fundamentadas e defensáveis. Entremos, pois, no mérito da questão.

O presidente Gustavo Dubeux montou uma diretoria com experientes e inovadores. Na teoria, a mescla ideal. Branquinho e Vanderson, ex- presidentes com vários títulos. Guerra, Maluf, Lucena e Aécio, empresários bem sucedidos dispostos a dedicar tempo e serviço ao Leão.

Mãos à obra. Geninho, quase unanimidade na crônica,é convencido a ficar.Aliás, os sucessores também foram elogiados. Hélio, Mazolla, PC...

Dubeux convence Marcelinho a vir para o Sport (ainda na gestão Sílvio Guimarães). A direção contrata Bruno Mineiro, Hamilton, Naldinho, Saci, Gabriel... ninguém critica. A imprensa afirma categoricamente: “O Náutico tem um time.O Sport tem um ELENCO.

Paralelamente ao dia a dia do futebol, Dubeux lança o projeto ARENA SPORT. O futuro do Leão passa necessariamente por aí. Administração tranqüila. Salários em dia, bichos em dia e passivos de ex-presidentes sendo sanados.

Só que os resultados no futebol não vêm. Perde o Hexa, Sai da Copa do Brasil pelas mãos do Sampaio Correia e Faz uma campanha irregular na série “B”. Aí, os caras que passaram o ano de braços cruzados aparecem, usam o microfone e dizem que nada presta. Que tudo foi errado. Que a administração foi uma M...

Ah! E que a ARENA é um equívoco. Senhoras e senhores: Não tenho procuração pra defender Dubeux. Mas não irei na onda dos aproveitadores. Daqueles que querem proveito próprio, político ou de projeção. E muito menos dos cronistas que fazem média com a torcida: “O time perde? Dá porrada que o torcedor adora”. Como diria o filósofo Mário Jr.:” Tô fora”.

Dubeux tem culpa no cartório, sim. É o presidente do clube. É o grande culpado, aliás. Mas atire a primeira pedra aquele que não achar lógica ou coerência nas atitudes que ele tomou. Porque os caras não criticaram antes? Porque concordaram com as atitudes dele. Comentaristas ou oportunistas do “Eu já sabia”: Apresentem-se...

 

 A única certeza para o time titular do Sport que entra em campo contra o Boa Esporte, próxima sexta-feira, na Ilha do Retiro, é que mudanças ocorrerão. Mazola, que volta ao comando da equipe após a demissão de PC Gusmão, vem testando diversas opções durante os treinamentos. O treinador rubro-negro anda promovendo mudanças em, praticamente, todos os setores da equipe.

No coletivo realizado na manhã desta quarta-feira, no CT José Médicis, em Paratibe, o técnico promoveu as entradas de Wellington Saci, na lateral-esquerda, e Thiaguinho, no meio de campo, por opção técnica, e precisou trocar atletas por questões físicas. Vetado pelo departamento médico, o zagueiro Gabriel, e com desgaste físico, o meia Marcelinho Paraíba, não participaram da movimentação. Com isso, o Vitor Hugo e Maylson ocuparam as vagas, respectivamente.

##RECOMENDA##

A ausência confirmada é do atacante Bruno Mineiro. Com isso, o ataque deve ser formado pela dupla Willians e Roberson, principal novidade entre os 11 titulares rubro-negros. Outro que deve voltar a figurar, pelo menos entre os suplentes, é o volante Robston, recuperado de uma lesão na virilha.

O duelo da próxima sexta-feira, na Ilha do Retiro, contra o Boa Esporte vale a esperança de um futuro melhor para o Sport em 2012. Uma vitória deixa o Leão vivo na luta contra o acesso, já o resultado negativo acaba com o sonho de retornar para elite do futebol nacional. Pensando nisso, a diretoria rubro-negra aposta na força da torcida para conquistar o objetivo.

E para isso, os cartolas apostam em promoção de ingressos para que os torcedores (que andam bem descontentes) estejam presentes nas arquibancadas. Os bilhetes começam a ser comercializados nesta quarta, a partir das 9h.

##RECOMENDA##

Confira os preços:

Arquibancada central – R$ 30

Estudante e idoso – R$ 15

Arquibancada placar – R$ 10

Cadeira ampliação – R$ 40

Assento especial – sócio R$ 30 – não-sócio R$ 40

Cadeira – R$ 50

Promoção sócio:

Até as 15h da sexta – R$ 10

Após às 15h – R$ 15

Locais de venda:

Bilheterias da Ilha do Retiro

Quiosques do clube nos Shoppings Recife e Tacaruna

Loja Futebol do Brasil (avenida Conselheiro Aguiar, Recife Trade Center, 1472)

Loja Carol Esportes (Boa Viagem e Areias)

Vetado pelo departamento médico, o atacante Bruno Mineiro está fora da partida contra o Boa Esporte, na próxima sexta-feira (04), às 19h30, na Ilha do Retiro. Com isso o técnico Mazola promoveu mudanças no ataque com relação a equipe que enfrentou o Náutico.

No treinamento realizado na manhã desta terça-feira (01), no CT, em Paratibe, o treinador rubro-negro fez uma reunião com os jogadores e depois comandou um trabalho em campo reduzido e um treino tático. A novidade no ataque foi a escalação de Roberson ao lado de Willian.

##RECOMENDA##

Com a suspensão de Naldinho, o lateral Thiaguinho deve voltar a ser escalado no meio campo. O time que iniciou o treinamento foi formado com: Magrão; Moacir, Gabriel, Tobi e Diogo; Hamilton, Rithely, Thiaguinho e Marcelinho Paraíba; Roberson e Willians.

O técnico Mazola Júnior já reassumiu o time do Sport com problemas para escalar a equipe na partida contra o Boa Esporte, na próxima sexta-feira (04), às 19h30, na Ilha do Retiro. 

O lateral direito Renato, expulso na partida contra o Náutico e o volante Naldinho, que recebeu o terceiro cartão amarelo, estão suspensos e por isso não enfrentam a equipe mineira. O meia Robston, com uma lesão na coxa direita, continua no departamento médico do clube.

##RECOMENDA##

Em compensação o artilheiro da equipe na Série B, Bruno Mineiro, pode retornar a equipe. No jogo contra o Náutico o atacante ficou de fora por causa de dores no quadril.

O Sport ainda tem mais cinco partidas na Série B e oito jogadores estão pendurados com dois cartões amarelos. São eles: os laterais Thiaguinho, Wellington Saci e Diogo, o zagueiro Tobi, os volantes Hamilton, Rithely e Danilo Alves e os atacantes Branquinho e Júnior Viçosa.

Os bastidores do Sport estão pegando fogo. O ex-presidente do clube, Homero Lacerda, fez duras críticas a gestão do atual mandatário leonino, Gustavo Dubeux. Homero reclamou da má jornada do Leão na temporada e voltou a bater no projeto da Arena do Sport.    

"Foi um ano negro para o Sport. Perdemos o hexa para um time de Quarta Divisão. Com todo respeito ao Santa Cruz, que se superou, mas o Sport, com um folha salarial de R$ 1,5 milhão, não poderia perder o campeonato. Na Copa do Brasil, foi desclassificado por um time modesto (Sampaio Corrêia-MA) e está perdendo a chance de subir em uma Série B muito fácil. Mas o pior é a especulação imobiliária que o presidente está fazendo na Ilha do Retiro. Tenho apreço por Gustavo Dubeux, mas ele está comentendo um crime para o Sport, entregando a Ilha para um empresa explorar por 30 anos e depois entregar só o bagaço", disparou Homero. 

##RECOMENDA##

Gustavo Dubeux não ficou calado e respondeu à altura. "Acima de tudo, sou torcedor do Sport. Não sou oportuinista, não sou político e não pretendo ser. Estou defendendo os interesses do Sport, que precisa ter uma Arena moderna, assim com Grêmio e Internacional. Não sou eu que quero fazer a Arena, mas sim a maioria dos rubro-negros", declarou Dubeux, acrescentando que no próximo dia 7 de novembro o projeto será apresentado à Prefeitura do Recife.

O futebol, às vezes, prega algumas peças. Em 2009, um centroavante grandalhão, de 1,92 m de altura, chegou à Ilha do Retiro para reforçar o time que fazia uma péssima campanha na Série A do Campeonato Brasileiro. O Sport não se ajeitou, caiu para a Segundona, e o atacante, chamado Lincom, passou quase despercebido pelas bandas da Ilha.

Dois anos depois, Lincom reaparece para o futebol no Bragantino. E com o camisa do Braga ele é um dos destaques da Série B. O atacante já marcou 18 gols na competição e divide a artilharia do certame com Kieza, do Náutico. E olhe que Lincom ainda pode ajudar o Bragantino a subir para a Série A. o Braga é o sétimo colocado, com 49 pontos, um a mais do que o Sport. São as voltas do mundo do futebol. 

##RECOMENDA##

Desconhecido da torcida rubro-negra, Mazola Júnior assumiu o time profissional do Sport interinamente após a demissão de Hélio dos Anjos, no comecinho da Série B. De tapa-buraco, Mazola acabou sendo efetivado no cargo. O jovem treinador, que comandava os juniores do Sport, teve uma campanha de altos e baixos e a pressão da torcida por um técnico renomado fez a diretoria leonina "rebaixar" Mazola para auxiliar-técnico e contratar o experiente PC Gusmão.

No entanto, PC Gusmão não teve vida longa na Ilha. Após um início muito bom, com cinco vitórias e um empate e a entrada do clube no G-4, as coisas desandaram e o treinador acabou demitido após a derrota para o Náutico. A "batata quente" caiu no colo de Mazola novamente.

##RECOMENDA##

Faltando cinco rodadas para o final da Série B, ele precisa resgatar a confiança do elenco, que necessita ganhar quatro dos últimos cinco jogos para seguir lutando por uma vaga na Série A. Uma missão digna de milagre.   

O treinador PC Gusmão não resistiu à derrota para o Náutico, 2x0, esta tarde (29/10), nos Aflitos. A diretoria do Sport se reuniu após o jogo e decidiu demitir o técnico. A notícia foi confirmada pelo presidente do clube, Gustavo Dubeux, no site oficial do Sport. 

PC Gusmão assumiu o Sport na 19ª rodada. Após um bom início, o time caiu de rendimento, sobretudo nas últimas seis rodadas. Nos cinco jogos restantes do campeonato, o Leão será comandado por Mazola Júnior, que dirigiu o time antes da chegada de PC Gusmão. 

##RECOMENDA##

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando