Tópicos | TIM

A empresa de telecomunicações TIM busca novos empreendedores que desejam se aliar à marca, atuando com revendas e reforçando o atendimento aos clientes em sete estados da Região Nordeste. As oportunidades são para Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe e Alagoas - atendendo diversas cidades, não só capitais.

Segundo a empresa, o perfil do candidato deve ser dinâmico e empreendedor, com poder de negociar e influenciar, além de ser comunicativo, ter visão de negócio, foco no cliente e em resultados. Ainda é preciso possuir segundo grau completo e experiência na área de vendas, além de CNPJ ou disponibilidade para adquiri-lo.

##RECOMENDA##

Os selecionados receberão da empresa o apoio ao desenvolvimento do negócio, programa de treinamento e reciclagem, visibilidade da marca e outras vantagens. A companhia não cobra royalties nem taxas de franquia. Para participar, os interessados devem entrar em contato através do e-mail kala.soares@timbrasil.com.br.

LeiaJá também:

--> Programa oferece curso de gestão para ONGs

--> Pesquisa aponta negócios promissores para 2018

Analistas financeiros do setor de telecomunicações voltaram a fazer contas sobre os prós e contras de uma potencial fusão entre a Oi e a TIM, ou até mesmo a compra de uma empresa pela outra.

O assunto entrou no radar com a aprovação do plano de recuperação judicial da Oi e a sinalização do governo federal de que promoverá mudanças no marco regulatório do setor, flexibilizando as obrigações das prestadores de telefonia fixa.

##RECOMENDA##

"As chances de fusão ou aquisição envolvendo TIM e Oi nos próximos 12 meses aumentaram para 50%", afirmaram os analistas do Bradesco BBI Fred Mendes e Tales Freire, em um extenso relatório destinado a investidores.

O negócio anima investidores, que enxergam chances de criar uma corporação maior, com menor competição no mercado e ganho de sinergias por meio da redução de custos e maior eficiência nos investimentos.

A Oi tem a maior cobertura de telefonia fixa do País, o que serve de catalisador para ofertar aos clientes outros serviços fixos, como banda larga e TV paga. Já a TIM tem foco na telefonia móvel e busca aumentar seu portfólio.

As negociações entre as duas operadoras ganharam corpo anos atrás, mas acabaram interrompidas. Os analistas do Bradesco BBI relembraram que as negociações não foram adiante devido a uma série de obstáculos, como o endividamento alto da Oi, o desconhecimento sobre o total de dívidas da empresa, bem como a falta de clareza sobre a quantidade de investimentos necessários para a companhia ampliar sua rede e alcançar as concorrentes.

Agora, entretanto, o plano de recuperação judicial da Oi homologado na Justiça em janeiro removeu parte desses obstáculos, aumentando as chances de que uma fusão volte a ser discutida, avaliaram Mendes e Freire.

Quem ganha

O time do Bradesco BBI calcula que a união de Oi e TIM seria positiva para as empresas, podendo gerar sinergias de aproximadamente R$ 25 bilhões. Desse montante, aproximadamente R$ 20 bilhões seriam economizados pelas teles com corte de custos operacionais, enquanto cerca de R$ 5 bilhões viriam de menos impostos e despesas financeiras.

Eles estimaram ainda que numa conversão de ações, a TIM acabaria com uma fatia de 76% da nova empresa. Dessa forma, a Telecom Italia, controladora da TIM, ficaria com uma participação de 51% na nova corporação.

Em um outro relatório, publicado nesta semana, os analistas Andre Baggio e Marcelo Santos, do banco JPMorgan, indicam que a junção das empresas faz sentido.

Eles observaram que a Oi perdeu participação no mercado ao ficar de fora do leilão da faixa de 700 mhz, em 2014, que permitiu às concorrentes Vivo, TIM e Claro - que arremataram lotes na ocasião - melhorar a qualidade dos sinais de telefonia e internet móvel e racionalizar os investimentos em antenas.

Os analistas do JPMorgan avaliaram ainda que a Oi não tem chance significativa de reestruturar seu negócio de celulares, a menos que faça um investimento muito grande.

"Isso nos parece improvável, dadas as restrições de capital e as necessidades de aportes também em outras áreas, como a banda larga", ponderaram. "A fusão de TIM e Oi em algum momento seria o cenário mais lógico em nossa opinião, tendo em vista as potenciais sinergias", estimam.

Competição

A fusão das teles também implicaria em uma concentração do mercado e diminuição da competitividade que não seria boa para os consumidores, mas favorável ao aumento da rentabilidade das empresas.

Os analistas do JPMorgan avaliam que isso não seria um problema, pois o Brasil já tem o mercado mais pulverizado da América Latina, com o faturamento de telefonia móvel espalhado por cinco operadoras: Vivo (41%), TIM (24%), Claro (18%), Oi (12,9%) e Nextel (4,1%). Quase todos os demais países da região têm apenas três grandes operadoras disputando o mercado.

Na visão dos analistas, a união da Oi com a Claro (dona da Embratel) ou a Vivo (do grupo Telefônica) tenderia a ser recusada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), já que essas operadoras já têm uma atuação grande no segmento de telefonia fixa. Já a possível fusão com TIM poderia demandar apenas a venda de operações móveis em algumas regiões para evitar um excesso de concentração.

"A consolidação seria negativa para a Vivo e a Claro. Ambas as empresas estão aproveitando o enfraquecimento da Oi no segmento fixo e móvel, e uma nova empresa forte os impedirá de continuar a ganhar participação no mercado", apontaram Mendes e Freire, do Bradesco BBI.

O que dizem as empresas

Procuradas, Oi e TIM não comentaram o assunto. Já em uma entrevista coletiva à imprensa em dezembro, o diretor presidente da TIM, Stefano de Angelis, mencionou que não iria considerar potenciais investimentos na compra ou na fusão com a Oi antes de 2019, dado o cenário de incerteza sobre os rumos da concorrente. Naquela ocasião, entretanto, a Oi ainda não havia aprovado seu plano de recuperação junto a credores, o que ocorreu no fim do mês.

Já o diretor presidente da Oi, Eurico Teles, afirmou, após a assembleia que aprovou o plano de recuperação, que "a companhia está pronta para qualquer um que queira comprá-la".

A TIM anunciou nesta quarta-feira (7) que vai oferecer um bônus de internet aos consumidores que optarem pelo acesso às faturas mensais pela internet, em vez de de recebê-las em forma de correspondência. A ação oferece 500 MB extras por mês para quem fizer essa escolha e é válida para qualquer cliente dos planos pós-pagos ou controle elegíveis.

Segundo a operadora, além de reduzir a utilização de papel, a conta online traz mais praticidade para os consumidores, que não precisam esperar a correspondência para conferirem seus gastos. O cliente recebe um aviso por e-mail e SMS quando a fatura está disponível e pode conferi-la pelo aplicativo Meu Tim ou pelo site www.tim.com.br.

##RECOMENDA##

Na plataforma, é possível visualizar todo o consumo detalhado, relatório de gastos e as últimas seis contas, além de checar faturas em aberto. Se o usuário quiser pagar o boleto online, pode ser redirecionado para o ambiente digital do seu banco rapidamente.

Os clientes que ainda recebem a fatura em papel podem solicitar quando quiserem a alteração do tipo de conta e garantir o bônus na próxima renovação do pacote de dados. A adesão pode ser feita pelo aplicativo Meu Tim ou site ou ainda discando *144 do celular TIM ou 1056 de qualquer telefone.

LeiaJá também

--> WhatsApp vai avisar quando mensagem for encaminhada

A TIM, terceira maior operadora de telefonia móvel do País, está avaliando a compra dos negócios de telecomunicação das estatais de energia Cemig e da Copel para crescer em banda larga no País, apurou o 'Estado'.

A tele, controlada pela Telecom Itália, aguarda a abertura do processo de venda das empresas para formalizar a proposta, afirmou uma fonte da alta cúpula da companhia italiana, que preferiu não se identificar.

##RECOMENDA##

Embora as empresas não estejam oficialmente à venda, os controladores da operadora já conversaram com as companhias, de acordo com a mesma fonte. O interesse por empresas regionais ganhou mais força dentro da TIM após tentativas frustradas de fundir a tele com a Oi, que está em recuperação judicial desde junho de 2016 e agora se reestrutura para sobreviver.

Para a TIM, a Copel Telecom é mais estratégica para por ser um pacote "mais completo" - a empresa paranaense atua como operadora por meio da Sercomtel, de Londrina, da qual é acionista. A Sercomtel tem contratos corporativos de empresas e com a prefeitura de Londrina, além de ser referência em banda larga. A Cemig Telecom está presente em Minas Gerais e em alguns Estados do Nordeste, com atuação no segmento de internet via redes de fibra ópticas.

No mercado, a Copel Telecom é avaliada em torno de R$ 1 bilhão e a Cemig Telecom, em cerca de R$ 200 milhões.A Cemig Telecom está com o processo de venda mais avançado, segundo fontes a par do assunto. No dia 28 de fevereiro, os acionistas da companhia vão discutir em assembleia a incorporação da tele à empresa-mãe antes de definir como será a venda desse negócio. No ano passado, a estatal divulgou um plano de desinvestimento de cerca de R$ 8 bilhões, que inclui diversos negócios.

Pessoas familiarizadas com o assunto afirmam que há vários investidores interessados na Cemig Telecom.Já o processo da Copel Telecom ainda não foi aberto oficialmente. O mercado aguarda reunião da empresa, prevista para as próximas semanas, para saber se essa divisão poderá ser colocada à venda a partir do segundo semestre.

Além da TIM, fontes do mercado financeiro acreditam que a Copel Telecom poderá atrair o interesse de fundos e outras operadoras.Procurada, a TIM informou, por meio de nota, que "está sempre atenta às oportunidades do mercado, mas reafirma que no momento não há qualquer negociação em curso".

Peso das regionais. Atrás da Vivo e da Claro no ranking, a TIM busca ampliar sua atuação no País e tem avaliado nos últimos meses empresas regionais de peso para ampliar sua presença em internet. Foi este movimento que a Telefônica/Vivo fez em 2014, ao anunciar a compra da empresa GVT, que pertencia à Vivendi, por R$ 22 bilhões, e se distanciar das rivais.

Mesmo com o mercado concentrado nas mãos das quatro grandes operadoras - Vivo, Claro, TIM e Oi -, as empresas regionais vêm ficando mais agressivas, sobretudo em banda larga. Dados da consultoria especializada em telecomunicações Teleco mostram que, em 2014, a participação das empresas regionais em banda larga era de 11,4%; no ano passado, saltou para 20,5%.

Um caminho mais curto para a TIM ganhar escala seria fazer uma proposta para a Oi. Mas, segundo a fonte da TIM ouvida pelo Estado, embora o negócio faça sentido, a Oi ainda precisa resolver a etapa de conversão de dívidas em ações por parte dos credores e receber aporte antes de buscar um sócio. Essa fonte, contudo, não descartou conversas futuras.

Na terça-feira, 6, as ações da tele fecharam com a maior alta da Bolsa, um dia após a companhia divulgar seus resultados do quarto trimestre. Os papéis ordinários subiram 6,98%, a R$ 13,94. /COLABOROU CIRCE BONATELLI

 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A TIM anunciou nesta quinta-feira (18) o lançamento de três novas ofertas para consumidores que precisam ligar bastante com um valor fixo. A opção mais barata, de R$ 9,99, engloba chamadas ilimitadas entre celulares TIM. Segundo a operadora, os pacotes se renovam automaticamente a cada 30 dias.

A segunda opção também oferece as mesmas ligações ilimitadas entre celulares TIM e inclui o uso à vontade do WhatsApp – com exceção de chamadas de voz e vídeo pelo aplicativo – por R$ 19,99. A terceira e mais completa oferta inclui todos os benefícios anteriores e mais chamadas ilimitadas para qualquer número fixo ou móvel, além de torpedos grátis.

##RECOMENDA##

As três ofertas, porém, não incluem navegação na internet. Quem adquirir os novos planos e quiser acessar redes sociais e sites deve contratar um dos pacotes avulsos de dados. Segundo a TIM, ainda existe um público que utiliza prioritariamente as chamadas de voz para se comunicarem.

"Muitos brasileiros utilizam prioritariamente as chamadas para se comunicarem – com uso eventual de dados, basicamente em aplicativos de mensagens – e precisavam de uma oferta acessível para se manterem conectados aos amigos, à família, ao trabalho, dentre outros, usando os serviços que estão habituados", explica o COO da TIM Brasil, Pietro Labriola.

A oferta é válida em todo o Brasil. Novos clientes podem adquirir um chip ou solicitar a portabilidade em qualquer ponto de venda e ativar o plano pelo app Meu Tim, pelo site www.tim.com.br, enviando SMS com a palavra TIMPRE para 4140 ou ligando para *222.

LeiaJá também

--> Dono de iPhone poderá escolher entre desempenho ou bateria

O Tim Tec, plataforma de cursos livres a distância do Instituto Tim, lançou novos cursos gratuitos sobre empreendedorismo para pessoas que desejam abrir ou aprimorar o próprio negócio. Ao final das capacitações, os participantes recebem um atestado de que cumpriram 40 horas de atividades. 

O desenvolvimento do curso foi realizado em parceria com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC). Quatro especialistas na área foram recrutados pelo instituto para ministrar os cursos, que são divididos em três módulos, intitulados “Empreender com propósito”, “Como planejar seu negócio” e “Como evoluir seu negócio”. Todo o conteúdo pode ser acessado a qualquer hora através da plataforma do Tim Tec.  

##RECOMENDA##

LeiaJá também 

--> Prefeitura oferece mais de 2,8 mil vagas em 52 cursos

--> Centro de Valorização da Vida abre curso para voluntários

A fabricante taiwanesa Asus anunciou o início da comercialização de seu mais recente smartphone em lojas da operadora TIM. A marca terá o Zenfone 4 na versão de 4 GB RAM e 64 GB de memória interna à venda em todo o país ainda neste mês de dezembro, em uma data ainda não especificada.

Os consumidores poderão comprar o aparelho nas principais lojas da TIM com preços vantajosos. Quem optar por contrato de fidelização de 12 meses pagará entre R$ 1.749 e R$ 1.199 nos planos TIM Pós de 7 GB a 50 GB. No pré-pago, o modelo custará R$ 2.099.

##RECOMENDA##

O Zenfone 4 foi o primeiro smartphone lançado no Brasil com o mais recente processador Qualcomm Snapdragon 630. Além disso, traz grande eficiência energética, com bateria de 3.300 mAh e tecnologia de carga-rápida.

Com tela de 5,5 polegadas Super IPS+, o Zenfone 4 traz um sistema de câmera dupla, que permite fotografar em múltiplas perspectivas. O sensor principal de 12 megapixels conta com uma abertura de lente de f/1.8, que proporciona um melhor desempenho em ambientes de pouca iluminação. Para selfies, os usuários contam com 8 megapixels.

LeiaJá também

--> iPhone X chega ao Brasil por até R$ 7,8 mil

Em terra de Netflix e Facebook, quem tem internet sobrando é rei. Aproveitando a Black Friday, a TIM decidiu oferecer 100 GB para que os consumidores de determinados planos possam assistir a séries e filmes sem gastar nada além do valor contratado de seus planos. A franquia adicional vale para clientes novos e atuais que adquirirem as ofertas selecionadas pela operadora.

Os consumidores que contratarem os planos TIM Pós C, D ou E, Da Vinci ou TIM Família ganharão 100 GB extra de dados mensalmente por um ano para assistir a vídeos nos aplicativos Netflix, Looke, Cartoon Network Já! e Esporte Interativo Plus no smartphone.

##RECOMENDA##

Essas ofertas custam entre R$ 133,99 e R$ 799 por mês e incluem, além de 10 GB de internet para navegar, chamadas ilimitadas para qualquer operadora do Brasil e uso do WhatsApp à vontade, sem descontar da franquia, além de outros beneficios oferecidos pela operadora.

Além disso, a TIM também está com descontos em modelos variados de smartphones com 4G, com preços a partir de R$ 99. O Moto G5S, por exemplo, sai por R$ 780 no plano que oferece 3 GB de dados. No pós-pago, o LG G6 é vendido por R$ 899 no TIM Pós C Plus, um desconto de 70% no preço original, que é R$ 2.999, enquanto o LG K4 poderá ser comprado por R$ 99.

LeiaJá também

--> Hackers criam mais 160 promoções falsas para Black Friday

A TIM anunciou que vai reformular seus planos pós-pagos a partir de 13 de novembro para oferecer mais internet aos consumidores. Uma das principais novidades é uma franquia extra de dados para ver vídeos no Netflix e outros serviços de streaming.

Segundo a TIM, a quantidade de internet dedicada para uso exclusivamente desses serviços será a mesma da oferecida no plano contratado. Portanto, se um consumidor contratar um plano de 10 GB, ele terá outros 10 GB reservados para ver séries na Netflix, por exemplo, sem se preocupar em estourar a franquia principal.

##RECOMENDA##

Outros serviços como Esporte Interativo Plus, Looke e Cartoon Network Já também estão inclusos nesta nova franquia separada. De acordo com o Netflix, ao assistir às séries e filmes, o usuário gasta cerca de 1 GB de dados por hora em cada transmissão com definição padrão e até 3 GB por hora caso opte pela alta resolução.

Outra boa notícia é que a partir da próxima semana, os clientes pós-pagos da TIM vão ver a franquia de internet da linha aumentar. Aqueles que usam o TIM Black de 5 GB, por exemplo, vão passar a contar com 7 GB pagando o mesmo valor mensal.

A operadora de telecomunicações Claro iniciou a pré-venda dos smartphones da Apple. Os interessados devem entrar na página dedicada aos novos produtos para realizar a reserva. A TIM também já abriu cadastro para os interessados por meio da loja online da companhia. Segundo as empresas, os modelos estarão disponíveis em lojas físicas no início de novembro.

Resumo da semana: iPhone 8, Nintendo e robô

##RECOMENDA##

Na Claro, o iPhone 8 de 64 GB será vendido por R$ 2.916 no plano pós-pago 25 GB, que tem assinatura de R$ 400 reais por mês. Já a TIM venderá o mesmo modelo por R$ 3.499 no TIM Pós 7 GB, que custa R$ 139,99 mensais. Ainda segundo a TIM, novos e atuais clientes do TIM Black terão descontos especiais caso optem por um plano com fidelização.

Caso optem por comprar o aparelho sem plano, os consumidores vão pagar R$ 3.999 reais pelo iPhone 8 de 64 GB, que é a versão mais básica. O modelo mais caro, de 256 GB, sai por R$ 5.399. Já o iPhone 8 Plus custará entre R$ 4.599 e R$ 5.399, dependendo da configuração selecionada pelo usuário.

Entre as novidades das novas versões dos celulares Apple, estão a possibilidade de carregamento sem fio e o desbloqueio da tela através de reconhecimento facial. Até o fim do ano, a Apple também deve lançar no Brasil o iPhone X, aparelho comemorativo dos 10 anos do lançamento da primeira versão do smartphone.

LeiaJá também

--> Apple e Samsung voltam a se enfrentar nos tribunais

A TIM está oferecendo até o próximo dia 31 de outubro a oportunidade de usuários entrarem no TIM Beta por meio de uma recarga no valor de R$ 100. É necessário que o interessado já use um número da operadora. A compra dos créditos deve ser realizada no site da campanha, com cartão de crédito. Em até 24h, o cliente receberá uma SMS para realizar seu cadastro no plano.

Ao completar seu cadastro, o cliente é migrado automaticamente para o TIM Beta. O valor de R$ 100 pagos na recarga então ficam disponíveis para aproveitar os pacotes disponíveis. O plano mensal, por exemplo, oferece 10 GB de internet, 600 minutos em ligações, além de acesso gratuito ao Deezer (sem descontar da franquia) e o serviço de backup TIM Protect Backup. O valor é de R$ 50.

##RECOMENDA##

Há também o pacote diário, que oferece 10 MB em dados com ligações ilimitadas para TIM e envio gratuito de SMS. O valor é de R$ 1,30. A promoção da TIM terá início nesta quarta-feira (25) e vai até o dia 31 ou até 10 mil convites serem enviados. Você pode conferir o regulamento neste link.

LeiaJá também

--> Empresa realiza primeiro teste da rede 5G em um smartphone

Em tempos de recessão e crise econômica com altos índices de desemprego, quem está buscando uma oportunidade no mercado de trabalho precisa prestar atenção às seleções que surgem, sem perder oportunidades de emprego em empresas que podem oferecer um bom número de vagas, remuneração e planos de carreira interessantes. A operadora de telefonia e internet móvel Tim, o serviço de entrega de comida IFood e a rede de supermercados Extra estão realizando seleções de candidatos a vagas de emprego no Estado de São Paulo. 

Tim 

##RECOMENDA##

São oferecidas 22 vagas de emprego para o cargo de consultor de vendas nas unidades da tim de Campinas, Jundiaí, Osasco, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Caetano, São Paulo e Sorocaba. Podem participar para pessoas maiores de 18 anos, com e sem deficiência que tenham disponibilidade para atuar na escala de 6h por dia e goste de tecnologia. Entre os benefícios oferecidos pela empresa, estão vale refeição, vale transporte, assistência médica e odontológica, seguro de vida, previdência privada, folga no aniversário, participação nos resultados, smartphone com chip de voz e dados, auxílio creche e auxílio para nutrição infantil. Os interessados devem se inscrever através do site de carreiras da Tim. 

IFood 

O IFood está com pelo menos 14 vagas para desenvolvedor sênior nas áreas de backend, full stack, linux/devOps, android e ios. A empresa deseja funcionários com experiência prévia e que tenham "disponibilidade e autonomia". As vagas são voltadas para as unidades de Campinas e São Paulo e incluem benefícios e plano de carreira e os interessados devem se candidatar através da página do IFood no LinkedIn.

Extra 

A rede de supermercados Extra está disponibilizando 80 vagas para o cargo de líder do posto de legumes, frutas e verduras, que atuará no atendimento aos clientes e abastecimento do setor no período da tarde e noite em São Paulo capital e Grande São Paulo. Os candidatos devem ter ensino fundamental completo e terão benefícios como seguro de vida, assistência médica, assistência odontológica, extensão da licença maternidade, enxoval do bebê, cartão da mamãe, refeição no local de trabalho, vale alimentação, vale transporte, cartão multicheque e cooperativa de crédito. Para se inscrever, os interessados devem cadastrar o currículo e registrar a candidatura no site do grupo GPA até o dia 26 de dezembro. 

LeiaJá também 

--> Final de ano deve gerar 51 mil vagas de emprego

--> Número de empregos temporários será menor em 2017 

--> Netflix, Uber e Microsoft abrem vagas de emprego no Brasil

Por unanimidade, o conselho de administração da TIM nomeou nesta quinta-feira (28) o executivo Amos Genish como seu novo CEO, cargo que estava vago desde a saída de Flavio Cattaneo, em julho passado.

Nesse período, a função foi exercida interinamente pelo presidente da TIM, Arnaud de Puyfontaine, que também é CEO do grupo francês Vivendi, principal acionista da operadora italiana, com 23,94% de participação.

##RECOMENDA##

"É um privilégio e uma honra ter sido nomeado CEO da TIM, uma empresa com uma grande história e um futuro ambicioso", afirmou Genish. Fundador da GVT e ex-presidente da Telefônica Brasil (a primeira foi comprada pela segunda em 2015), ele está na Vivendi desde janeiro de 2017 e já vinha ocupando o cargo de diretor-geral de operações da TIM.

"Tomamos uma decisão muito boa, temos um grande líder com uma grande experiência no setor de telecom", declarou De Puyfontaine, que preside o grupo italiano desde junho. As recentes mudanças na cúpula da TIM indicam o desejo da Vivendi de exercer de fato o comando da empresa, embora ela também detenha uma importante fatia (28,8%) da concorrente Mediaset, grupo da família Berlusconi.

Esta última disputa mercado com uma subsidiária da TIM, a Persidera, no setor de redes de transmissão televisiva na Itália. O órgão regulador de telecomunicações no país (Agcom) já determinou que a Vivendi reduza sua participação na TIM ou na Mediaset, o que ainda não foi feito.

A expansão da companhia francesa na nação da bota preocupa o governo italiano, que fará uma reunião nesta quinta para decidir se exerce o chamado "golden power" sobre a TIM. Esse tipo de "poder especial" permite que Roma proteja e blinde uma empresa - ainda que privada - que julgue ter relevância estratégica para o "interesse nacional".

A ideia de usar o "golden power" foi ventilada pelo ministro do Desenvolvimento Econômico Carlo Calenda em agosto passado, em meio à polêmica sobre a nacionalização do estaleiro francês STX - que teria 66,6% de suas ações compradas pela estatal italiana Fincantieri - pelo gabinete do presidente Emmanuel Macron.

Após muitas discussões, os dois países chegaram a um acordo para dividir as ações do estaleiro, com 51% para a Fincantieri (sendo 1% em empréstimo de 12 anos) e 49% com o governo local. Se o "golden power" for exercido", Roma poderá vetar operações relativas a "ativos estratégicos" ou impor condições à empresa em questão.

Da Ansa

A operadora TIM inaugurou na última quarta-feira (9) sua primeira loja "digital" no Brasil. A unidade fica no Morumbi Shopping, zona sul de São Paulo, e oferece aos clientes experiências de interatividade com os produtos e serviços da empresa, além de incluir módulos específicos para fabricantes de celulares, lançamentos e degustação.

"A experiência de São Paulo será um marco. É a primeira de outras lojas que ainda planejamos implementar nesse novo modelo. Foram utilizadas tecnologias que tornam o atendimento mais simples, interativo e digital, alinhado a uma revisão de design, arquitetura e experiência de consumo", diz Breno Rios Sá, diretor nacional de lojas próprias da TIM Brasil.

##RECOMENDA##

Dentro do novo espaço, os clientes poderão testar serviços como o Deezer (streaming concorrente do Spotify e oferecido pela TIM em seus planos) e o TIM Banca Virtual. Além disso, a empresa incluiu em seu portfólio de produtos acessórios para celular, como fones de ouvido, capas e carregadores.

O conceito da loja digital é assinado pelo arquiteto André Piva e foi desenvolvido para dar suporte a uma experiência "100% digital e interativa". O modelo também deve ser aplicado em outras unidades da TIM espalhadas pelo país. 

Com oportunidades para diversos cargos em dez empresas brasileiras, o site do Vagas, plataforma que oferece empregos e cadastros online, está disponibilizando para profissionais com ensino médio, técnico e superior, 391 postos de trabalho. Os interessados podem se candidatar pela internet.  

Entre as oportunidades, há vagas para analista contábil, vendedor, técnico em enfermagem, designer gráfico e auxiliar administrativo. As empresas com os cargos disponíveis são Bunge, Friboi, Hospital e Maternidade São Luiz, I.Social, Itaú, Kroton, Magazine Luiza, Polishop, Teleperformance e TIM Brasil.

##RECOMENDA##

Confira: 

Bunge 

A multinacional de origem holandesa é especializada em agronegócio e alimentos. A empresa é detentora de diversas marcas reconhecidas pelo consumidor brasileiro: Salada, Soya, All Day, Cardeal, Delícia, Primor, Etti, Salsaretti e Bunge Pro. No site do Vagas, a Bunge está oferecendo 21 oportunidades para as funções de ajudante geral, analista de inteligência agroindustrial, analista de trade marketing, vendedor, assistente de faturamento e recebimento, analista de logística, assistente administrativo e estagiário.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Friboi 

a companhia opera no processamento de carnes bovina, suína, ovina e de frango e no processamento de couros. Na plataforma de emprego, a Friboi está oferecendo 26 vagas para as funções de coordenador de vendas, coordenador financeiro, assistente financeiro, analista contábil, analista de marketing internacional, entre outras.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Hospital e Maternidade São Luiz 

Com 32 oportunidades, o Hospital possui quatro unidades em São Paulo. As vagas são para os cargos de ajudante de cozinha, mensageiro hospitalar, auxiliar de farmácia, jovem aprendiz, técnico de enfermagem, técnico de manutenção e auxiliar de enfermagem. 

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

I. Social 

Especializada em auxiliar as empresas na contratação de pessoas com deficiência, a empresa está ofertando 39 oportunidades no site do Vagas. Entre os cargos, há vagas para promotor de vendas, vendedor, consultor de vendas, analista de recursos humanos e assistente administrativo. Todas as funções são também para pessoas com algum tipo de deficiência.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Itaú  

Do total das vagas oferecidas pela plataforma, 118 são do Itaú Unibanco. Os cargos disponíveis são para assistente de recursos humanos, designer, analista de engenharia e estagiário.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Kroton 

Fundada em Belo Horizonte, a empresa está com 44 oportunidades de trabalho para diversas cidades no País.Analista de viagens, analista de produtos, coordenador comercial são alguns dos cargos disponíveis.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Magazine Luiza 

Estão sendo oferecidas 20 vagas nas unidades da empresa espalhadas pelo Brasil. Há vagas para as funções de assistente de vendas e vendedor. 

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Polishop  

Com 36 vagas, a Polishop está com oportunidades abertas para os cargos de vendedor, caixa, subgerente, analista de marketing, designer gráfico, gerente de loja, executivo de contas, entre outras.  

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Teleperformance 

A empresa possuir 27 oportunidades abertas para as funções de analista, agente de vendas, agente de atendimento, analista de planejamento financeiro, coordenador de operações, agente de retenção, agente ativo de vendas, agente de cobrança e muitos outros. 

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

Tim Brasil 

Especializada no setor de telefonia, a Tim oferece 28 vagas destinadas aos cargos de consultor de vendas, supervisor de loja, consultor sênio, call center e estagiário. 

Clique aqui para se candidatar ou saber mais sobre as vagas.

LeiaJá também

--> Com salário de até R$ 3,6 mil, Senai oferece empregos 

--> Grupo Trino anuncia seleção para vagas de emprego na RMR

--> Secretaria em PE abre seleção com 45 vagas

A TIM, empresa de telefonia, está com inscrições abertas para o seu programa de estágio. São 200 vagas, distribuídas por sete Estados brasileiros (RJ, SP, MG, PR, DF, PA e PE), para estudantes da graduação tradicional e de escolas técnicas. As etapas da seleção são divididas em triagem de currículos, dinâmica de grupo e entrevista com o gestor da área. Durante o ano inteiro, a empresa irá realizar as admissões e, para participar, os estudantes devem ter previsão de conclusão de seus cursos entre dezembro de 2018 e dezembro de 2020. 

De acordo com a TIM, o aproveitamento dentro da empresa, de estagiários, é elevado e o objetivo da seleção é alcançar a maior diversidade possível de candidatos. "Buscamos colaborar efetivamente com o desenvolvimento dos novos profissionais que estão chegando ao mercado e oferecer a oportunidade de iniciar uma carreira em uma grande companhia. No ano passado, 57% das nossas vagas iniciais de carreira foram preenchidas por estagiários que estavam concluindo o programa. Além disso, apostamos na construção de uma companhia diferente e na diversidade. Por isso, as vagas também estão disponíveis para estudantes com deficiência", destaca Régia Barbosa, diretora de Gestão de RH da TIM Brasil. 

##RECOMENDA##

A empresa promete remuneração compatível com o mercado, smartphone com plano de voz e internet ilimitada, vale-refeição, vale-transporte, seguro de vida, assistência médica e odontológica, folga no dia do aniversário e o Gympass, um passe livre para mais de 8 mil academias em todo o Brasil, pagando apenas uma mensalidade e utilizando quando quiser. As inscrições estão sendo realizadas pelo site do programa de estágios.

A TIM anunciou, nesta segunda-feira (24), que iniciou a operacionalização do VoLTE, tecnologia que permite ligações de voz em alta definição pela rede 4G. A operadora será a primeira da América Latina a disponibilizar a funcionalidade, inicialmente em Brasília. Depois, será a vez das capitais Recife, Fortaleza, Natal, Maceió, Rio de Janeiro e a cidade de Uberlândia receberem a novidade até o fim do mês.

A tecnologia permite que as ligações evoluam para uma rede de dados, garantindo eficiência e estabilidade. Qualidade é uma das vantagens da novidade, já que as chamadas são realizadas em alta definição de voz, sem ruídos.

##RECOMENDA##

Outros fatores importantes para o usuário são a navegação simultânea utilizando o 4G, menor consumo de bateria e redução do tempo de espera para a ligação ser estabelecida, que cairá de oito para dois segundos, em média.

Segundo a TIM, os usuários não precisarão pagar mais por isso e o serviço de ligações continuará sendo tarifado da mesma maneira, conforme consta em seu plano. A operadora também ressalta que, mesmo usando a rede 4G, as chamadas não são descontadas do pacote de dados do cliente.

"Não haverá qualquer tarifação adicional ou ajuste nas ofertas. O cliente também não precisará fazer uma ativação ou escolher qual rede quer utilizar. Tudo acontece de forma automática, simples e transparente para o consumidor", informa o CTO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville, em comunicado.

O acesso à tecnologia depende de um smartphone compatível e da atualização do sistema operacional para a versão mais recente. Os consumidores poderão conferir no hotsite www.tim.com.br/vozemhd a lista completa de modelos que já oferecem suporte ao recurso, além de esclarecerem suas dúvidas. 

LeiaJá também

--> Como o fim do sinal analógico vai melhorar sua internet 4G

Muito se fala das vantagens que a TV digital trará para os espectadores. O que poucos sabem, no entanto, é que o desligamento do sinal analógico também pode melhorar a qualidade da internet 4G. Isso porque a frequência dos 700 MHz, atualmente ocupada pelos canais abertos, será liberada para o uso das operadoras de banda larga móvel. A novidade permite um maior alcance de sinal e aumento da velocidade. Tudo sem custo adicional para o usuário.

O LeiaJá conversou com especialistas da operadora TIM, pioneira no uso da frequência de 700 MHz no Brasil, para entender como a tecnologia funciona e que vantagens ela traz para o usuário. Na prática, a primeira diferença sentida pelo consumidor é na cobertura do sinal, que agora poderá ser até quatro vezes maior se comparado ao da faixa de 2.600 MHz - usada atualmente pelas outras empresas de telecomunicações.

##RECOMENDA##

Resultados

Mas estes números não significam nada para o consumidor se, de fato, não houver uma melhora na navegação de sites e redes sociais. Onde o 4G já funciona na frequência dos 700 Mhz, a TIM informa que conseguiu colher bons frutos. "Em Teresina, por exemplo, primeira capital do Nordeste a usufruir da nova faixa - o tráfego de dados subiu 68% nos dois primeiros meses de ativação", ressalta o gerente de engenharia de redes da TIM Nordeste, Ageu Guerra.

Isso significa que mais pessoas estão usando o 4G, afinal, ele está chegando com menos interferências a locais como interior de residências, pontos comerciais, garagens e elevadores. Além de Teresina, Recife, Natal, Maceió e até Fernando de Noronha, conhecida antes por seus problemas de conexão, já operam com a faixa do 700 Mhz. Mas os benefícios não acabam por aí. A bateria do seu smartphone também vai agradecer.

Isso porque um dos fatores que mais gastam a bateria dos aparelhos é o baixo sinal da operadora. Se ele é fraco ou inexistente, o smartphone vai consequentemente utilizar mais energia para procurar cobertura. Com a faixa dos 700 Mhz, o 4G chega à mais locais, reduzindo esse consumo extra e garantindo algumas horas a mais de uso longe da tomada.

A TIM diz que quer levar o 4G na frequência 700 MHz além. Só no Nordeste, a empresa espera ativar a solução em 568 cidades ainda este ano. "Em Pernambuco, a previsão é contemplar 72 localidades, sendo que em 10 delas a operadora sairá do 2G para o 4G, promovendo uma excelente experiência de uso de dados móveis a uma população que não tinha acesso à internet de banda larga móvel", afirma o especialista.

E os aparelhos?

Para usufruir destes benefícios, o consumidor precisa estar em uma das cidades que já oferecem cobertura, ter o chip 4G em seu smartphone e observar se seu aparelho suporta a tecnologia. Segundo a TIM, os modelos de celular do portfólio da companhia já são compatíveis com a solução.

"A TIM  só vende chip compatível com o 4G desde 2015. Mas algumas pessoas trocam de aparelho e cortam um chip 3G, em vez de trocar, por isso elas não conseguem acessar essa tecnologia. É importante que o cliente vá à loja e garanta que seu chip é compatível. Além disso, as ofertas de dados da operadora se mantêm, sem qualquer reajuste de preços por conta disso", informa o diretor de vendas da região TIM Nordeste, Daniel Moreira.

LeiaJá também

--> Velocímetro diz se você usufrui da internet que contratou

--> Saiba como escolher o conversor digital ideal para sua TV

--> TIM atinge 1.850 cidades com a conexão 4G

--> Saldo de internet não usado poderá acumular por 2 meses

A  TIM anunciou nesta sexta-feira (7) que sua internet móvel 4G chegou a mais 385 municípios, totalizando 1.850 cidades cobertas com a tecnologia. De acordo com os resultados da companhia no primeiro trimestre do ano, cerca de 66% do tráfego de dados dos seus usuários já são gerados através de dispositivos 4G.

O plano da operadora é cobrir mais de 90% da população urbana do país com a tecnologia. A TIM foi a pioneira na agregação de três frequências utilizadas no 4G (1.800 MHz, 2.600MHz e 700 MHz), melhorando principalmente a experiência indoor de navegação móvel de seus usuários.

##RECOMENDA##

No mês de junho, a empresa ativou a faixa de 700 MHz em mais sete capitais - Recife (PE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Rio Branco (AC). De acordo com o plano industrial da companhia para o triênio 2017-2019, a empresa investirá R$ 12 bilhões no país, com foco na expansão e qualidade da rede 4G.

LeiaJá também

--> Claro tem 4G mais rápido do Brasil, aponta estudo

--> TIM ativa rede 4G na frequência de 700 MHz no Recife

Após ser a primeira operadora a ativar a rede 4G na faixa de 700 MHz no Brasil, a TIM passa a utilizar a frequência em mais sete capitais - Recife (PE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Rio Branco (AC). A novidade permite um maior alcance de sinal e aumento da velocidade, proporcionando uma melhora na experiência dos usuários.

Por ser uma frequência mais baixa, o alcance de cobertura pode ser quatro vezes maior comparado ao da faixa de 2.600 MHz, além de proporcionar uma maior penetração em ambientes fechados.

##RECOMENDA##

"Em Fortaleza e Recife, por exemplo, esperamos aumentar nossa cobertura 4G indoor de 50% para mais de 95%. Isto garante a qualidade na conexão de dados onde quer que o cliente esteja", explica o CTO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville.

Segundo a TIM, os resultados já podem ser mensurados. Em Brasília, por exemplo, houve um crescimento de 60% do tráfego 4G em menos de um mês e o percentual de clientes conectados a este tipo de conexão cresceu mais de 30% no mesmo período.

A TIM adquiriu o direito de operar na frequência de 700 MHz após vencer um dos lotes do leilão de faixas promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em setembro de 2014. O investimento da empresa foi de R$ 2,85 bilhões nessa aquisição.

LeiaJá também

--> Anatel afrouxa regras para prestadoras de banda larga

--> Londres substitui cabines telefônicas por pontos de Wi-Fi

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando