Tópicos | Trilhas

[@#galeria#@]

Para relembrar os maiores sucessos do cinema mundial, o Centro de Formação de Cantores Siga Canto promove, no dia 31 de agosto, às 19h30, no Teatro Margarida Schivasappa, no Centur, o show “And the Oscar Goes To...”, que em português significa “E o Oscar Vai Para...”. No evento, mais de 20 cantores vão interpretar trilhas sonoras dos filmes que marcaram gerações.

##RECOMENDA##

Rememorar o enredo dos filmes das décadas de 70 aos anos 2000 através da música-tema. Esse é o objetivo do show que traz os sucessos mundiais cinematográficos: “Ghost: O Outro Lado da Vida” (Unchained Melody), “Titanic” (My Heart Will Go On), “Flashdance” (What a Feeling), “La La Land: Cantando Estações” (City of Stars), entre outros recordes de bilheteria.

Também estarão no repertório as trilhas sonoras dos filmes nacionais: “Lisbela e o Prisioneiro” (Você Não Me Ensinou a Te Esquecer), “2 Filhos de Francisco” (No Dia que Eu Saí de Casa), “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (O Que Será) e outros sucessos do cinema brasileiro.

Além de despertar a memória afetiva, com trilha sonora interpretada ao vivo, durante o show o público relembra cenas dos filmes e suas respectivas canções, transmitidas em um telão com característica do cinema. “A ideia é fazer com que a plateia volte ao cinema, e trazer essa memória da história de cada filme”, explica a diretora e produtora do show, Renata Del Pinho. "Estão no repertório canções de filmes ganhadores do Oscar. E também filmes que não ganharam o prêmio Oscar mas que gostaríamos que ganhassem. Por isso o nome do show 'And the Oscar Goes To...'."

A apresentação do show das trilhas de filmes faz parte do processo de conclusão do Curso de Férias do Centro de Formação de Cantores Siga Canto, realizado no mês julho.

O Centro de Formação de Cantores Siga Canto é uma escola direcionada para o ensino de técnicas vocais básicas e avançadas, assim como interpretação e expressão corporal, técnicas de palco e microfone. Os artistas/alunos da escola já vivenciaram o palco nos shows “Toda do Ventre Para o Mundo”, “100 anos de Música Brasileira”, “Aquela da Novela”, “Duets” e o projeto Circuito Sonoro com mais de 30 shows pela cidade.

Serviço

Evento:  Show “And the Oscar Goes To...”

Data: 31 de agosto

Hora: 19h30

Local: Teatro Margarida Schivasappa

Informações: 98497-7713 / 987126840 (whatsApp)

Redes Sociais: @sigacanto | facebook/sigacanto

Ingressos: https://www.sympla.com.br/show-and-the-oscar-goes-to-__608559

Da assessoria do evento.

[@#galeria#@]

A pequena cidade de Carolina, na região Sul do Maranhão, parou pra ver as provas do Circuito Multiesportivo paraense Sun&Fun Adventure, que durante o último fim de semana mobilizou mais de duas centenas de participantes nas modalidades de Stand Up Paddle, Mountain-Bike e a Corrida Rústica. O evento ainda é novo, mas vem crescendo junto aos amantes de esporte de aventura por não ter obrigatoriedade de tempo. A ideia é deixar todo mundo solto pra curtir seu próprio limite e estabelecer suas próprias regras usando uma bússola de tempo imaginário caminhando em locais poucos conhecidos e de díficil acesso. As trilhas são demarcadas, porém, tem gente que se perde e depois se acha e segue firme até a linha de chegada.

##RECOMENDA##

"Dá maior adrenalina, funciona como antidepressivo e valoriza suas forças físicas e psicológicas", contou o farmacêutico Hélio Carvalho, que mora na vila de Grajaú, a 70 Km de Carolina. Ele não chegou em primeiro. No entanto, sintetizou o que é participar do circuito. O primeiro colocado foi Matheus Almeida, 40, um carioca que mora em Balsas (MA) e grande incentivador nas corridas de bike em trilhas. O segundo lugar foi de Vilian Alves, de Carolina, e o terceiro foi Wagner Silva, também de Carolina. "Eu fiquei em terceiro"? "Gente que legal", comemorou muito. O trio completou a trilha de 50Km em três horas de tempo e já era noite quando voltaram à linha de chegada.

A prova de Mountain-Bike foi realizada na tarde de sábado, 9, com 62 participantes dos Estados do Pará, Maranhão e Tocantins. A Central das Corridas, plataforma digital usada pelo Sun&Fun pra realizar as inscrições, havia registrado 82 inscrições. No feminino, as jovens Milceia Procópio (1º), Livia de Souza (2º) e Julia Vidal Melo (3º), ambas de Balsas (MA), ocuparam o pódio. Antes das bikes, a agitação ficou por conta dos atletas do Stand Up Paddle, pela manhã. A modalidade chamou atenção dos moradores que nunca tinham visto uma competição náutica não motorizadas nas águas do rio Tocantins, que separa Carolina, da Vila Fidélis, no Estado do Tocantins.

O secretário municipal de Esportes de Carolina, Rogério Rodrigues de Souza, confirmou a informação e sugeriu uma parceria com os paraenses com objetivo de incentivar o uso do rio como cenário de ações esportivas. "Nós vamos ficar conversando e quem sabe essas experiência possam vir pra Carolina", disse. Outro secretário municipal que elogiou o circuito paraense foi Leonardus Amorim. "O evento vai abrir portas e oportunidades pra Carolina trabalhar seu plano de turismo pra chamada baixa temporada", disse.

O município de Carolina, juntamente com Estreito e Riachão, ficou incluído no traçado geográfico do Parque Ambiental de Chapada das Mesas, criado em 2005 pelo Governo Federal como forma de preservação ambiental. A área ocupa 159.951 hectares  de vegetação de cerrado, campos e um relevo acentuado de grandes chapadões, quedas d'águas e cachoeiras. Esse cenário facilitou a abertura de empreendimentos grandiosos como o Complexo da Pedra Caída e várias fazendas que abriram trilhas ecológicas pro segmento turístico. E foi pra esse contexto que o Sun&Fun levou seus participantes na segunda parte da programação que vai até novembro com mais duas etapas: Salinópolis e Curuçá.

Ao propor a realização da segunda etapa, edição especial Carolina, a coordenação do evento não esperava tanta repercussão. "A procura foi muito grande e ficamos temerosos, mas seguimos em frente e conseguimos trazer nossa logística de guarda-corpo, pódio e pórtico. Deu muito trabalho, mas nós faríamos tudo de novo em nome dos nossos atletas. A cidade de Carolina abraçou nosso evento e nós conseguimos fazê-lo com grandiosidade. Eu agradeço ao Governo do Estado do Pará, ao governador Simão Jatene, e os secretários Adenauer Goés, do Turismo, Renilce Nicodemos, de Esporte e Lazer, e Daniel Nardin, da Comunicão Social, pelo apoio", disse Live Gomes, organizadora do Sun&Fun Adventure, na manhã desta segunda-feira, 12.

O Circuito tem muitas surpresas como a do campeão da prova de Stand Up Paddle, Marcos Silvano Miranda, o "Marcão", 51. Ele remou os 10Km da prova em pé sobre um caiaque, quando o recomendado é uma prancha de mais de 2 metros de comprimento e remos em alumínio. "Eu remo todos os dias nesse rio e ainda pratico muito esporte. Eu tô muito feliz em ver esse rio cheio de atletas, colorido, uma festa. É muita emoção", disse chorando o grandalhão, que dedicou seu desempenho ao rio e ao povo de Carolina. "Esse rio precisa ser usado ao esporte", desabafou. O caiaque do campeão logo virou atração entre os turistas e moradores de Carolina. "Ele é um verdadeiro campeão", disseram. O pódio de Marcão foi completado com Abílio Diniz, do Pará, e Thassyo Costa, de Balsas, no Maranhão. No feminino, muita festa também pras atletas Leila Solon, em primeiro, Luciana Dantas, em segundo e Tânia Assis, em terceiro. Todos receberam medalhas e uma lembrança da cerâmica paraense.

Outro exemplo de superação revelado pelo Sun&Fun é da dona casa Joana Martins da Silva, 69, que faz parte do grupo "Socorrer" há vários anos e diz que não vai parar. O percurso de 15KM foi concluido em mais de cinco horas. Dona Joana, como é conhecida entre a turma mais jovem, recebeu todo carinho da equipe, que só fecha o evento quando chega o último participante. "É nossa regra", conta Bruno Calderon, diretor de provas do Sun&Fun Adventure. A trilha da Corrida Rústica foi montada no camplexo da Pedra Caída, que pela primeira vez abriu sua porta pra receber um evento do Estado vizinho. O local é grandioso com cachoeiras, teleférico, tirolesa e outras atrações dignas de parques temáticos internacionais. "Estamos muito orgulhosos, o Pará é referência em eventos multiesportivos", disse Live Gomes.

A prova da Corrida Rústica é a mais esperada do circuito. Foram 150 participantes de um total de 232 inscritos pela internet. A largada foi as 7h da amnhã, em clima de descontração. Os participantes vêm em grupos ou sozinhos, "o que vale é a alegria", disse a campeã no feminino Silene dos Santos, do grupo "Amigas da Praça", de Ananindeua. "O esporte é bom, muda tudo na vida da gente", completou a atleta Deize Bastos, que corre junto com a campeã. "Nosso grupo é bem grande e esperamos continuar crescendo", completou. O pódio feminino foi completada com as atletas Andreia Regina, Silvanea Menezes, em terceiro.

Entre os homens, não teve essa de tempo esticado. O campeão foi Athila Cavalcante, com tempo de uma hora e dezoito minutos. O rapaz é de Araguaína e já venceu as provas de 10 mil e 5 mil no circuito Norte e Nordeste da Caixa Econômica Federal; o segundo colocado foi Marcelo Pinto, com tempo de uma hora e vinte e um minutos, e em terceiro, Evanis Carlos, de Carolina, ficou em terceiro com tempo de uma hora e vinte e cinco minutos.

O Sun&Fun também atraiu muitos outros corredores. Um dos mais animados era Rafael Sousa Rabelo, de Araguaina. "Eu vi o Sun&Fun nas redes sociais e estou aqui pra aprender a logística e participar da prova, já que temos projeto nessa área e queremos melhorar nosso trabalho. Até aqui, estou gostando muito", disse. Outros grupos de Imperatriz, Araguaína, Balsas e Belém completaram a festa. Também teve participação de casais como Flávio Silveira e sua esposa Livia Silveira, os dois eram só sozinhos na chegada. O circuito Sun&Fun Adventure segue em mais duas etapas no Pará. As incrições estão abertas no site do evento www.circuitosunfun.com.br

Por Selma Amaral, da assessoria do evento.

 

 

Criar uma catapulta, construir uma pipa e identificar as questões da matemática e da física, e realizar experimentos de química. O Espaço Ciência realizará de 2 de janeiro a 3 de fevereiro, a programação de férias, gratuita com mais de 23 opções de oficinas, trilhas e exposições. Não é necessária inscrição para participar das atividades e as fichas serão distribuídas por ordem de chegada, no turno da manhã ou da tarde. Confira a programação no site do Espaço.

As oficinas são interdisciplinares, envolvendo as áreas de biologia, física, astronomia, matemática, informática, robótica, artes e meio-ambiente – integrando o conhecimento científico e a brincadeira. Cada atividade terá disponibilidade para 25 participantes e será acompanhada por um monitor.

##RECOMENDA##

Programação

As crianças e a família podem participar das exposições e passeios do Espaço Ciência: Trilha Ecológica, Trilha da Descoberta, passeio em barco solar pelo manguezal Chico Science, Planetário, e exposições como a NanoExplora, História Química da Humanidade e Revolução dos Bichos.

Um dos destaques é o Pavilhão de Exposições. No local há um experimento que simula um raio de um milhão de volts, além de os visitantes poderem criar lagos montanhas e aprender de forma divertida sobre relevo e outros aspectos topográficos.

Observatório

O Observatório Astronômico do Alto da Sé também terá uma programação especial de férias, com lançamento de foguetes de garrafa pet, oficinas de astroarte, constelações, além de observações solar e noturna. De terça a domingo, das 16h às 20h.

Serviço

Espaço Ciência

Salgadinho, Olinda - PE

Terça a domingo | 16h às 20h

O músico e produtor americano Robert Kraft, supervisor musical de filmes como Avatar, Titanic e Moulin Rouge, participará de uma oficina sobre os desafios da música no cinema, em um encontro de jovens cineastas em Cuba, informou a imprensa local.

A presença de Kraft, vencedor de um Oscar em 1989 pelo tema Under the Sea (Onde eu nasci), da animação da Disney A pequena sereia, na Mostra de Jovens Realizadores de 31 de março a 5 de abril, "constitui um privilégio que repercutirá na formação de nossos cineastas", afirmou o crítico de cinema Rubens Riol, membro do comitê organizador.

##RECOMENDA##

Kraft, que foi presidente da Fox Music Inc. entre 1994 e 2012, supervisionou a trilha sonora de mais de 300 filmes e colaborou com projetos com artistas como Linda Ronstadt, Bette Midler, Celia Cruz, Tito Puente, Johnny Mathis, Bruce Willis e Ozzy Osbourne, entre outros.

Ele já viajou a Cuba em 2009 para dar uma aula sobre o mesmo tema durante o Festival de Cinema de Havana.

O IX Concerto Oficial – Temporada 2013 da Banda Sinfônica da Cidade do Recife apresenta trilhas sonoras de filmes famosos como Guerra nas Estrelas e Parque dos Dinossauros. AS apresentações acontecem nesta quarta (13) e quinta (14), às 20h, no Teatro Santa Isabel.

Com acesso gratuito, os concertos especiais serão regidos pelo maestro Nenéu Liberalquino, que definiu o repertório a partir de pedidos encaminhados pelos fãs da Banda Sinfônica através, principalmente, da página do grupo no Facebook.

##RECOMENDA##

O repertório do concerto é composto pelas seguintes obras: Parque dos Dinossauros (John Williams), O Senhor dos Anéis – Suíte Sinfônica (Howard Shore), Indiana Jones (John Williams), Piratas do Caribe – Suíte Sinfônica (Klaus Badelt) e Guerra nas Estrelas – Episódio III (John Williams).

Serviço

IX Concerto Oficial – Temporada 2013 da Banda Sinfônica da Cidade do Recife

Quarta (13) e quinta (14) | 20h

Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio)

Gratuito | Entrada deve ser retirada na bilheteria do teatro às 19h

[@#galeria#@]

Ao avistar das janelas do seu ônibus ou carro, os dinossauros e outros equipamentos na área cercada localizada dentro do Memorial Arcoverde, você talvez não imagine que ali exista muito mais do que está à vista. Vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco, o Espaço Ciência é um museu diferente, onde o visitante pode vivenciar experiências únicas.

##RECOMENDA##

Com aproximadamente doze hectares, o espaço recebe uma média anual de 150 mil visitantes, grande parte oriundos de excursões escolares do interior e da capital. Cerca de 110 monitores selecionados através do envio de currículos e entrevistas estão a postos durante os sete dias da semana em que o museu está aberto para recepcionar o público e assim ajudar na divulgação científica, como afirma a gerente da ação educativa Karina Maia.

No prédio principal, no Recife, ainda se pode conhecer três exposições interativas: A história química da humanidade, NanoExplora e Energias para o futuro. Outros museus de ciência também foram implantados em cidades do interior pernambucano como São José do Egito, Salgueiro e Goiana, aproximando a população do conhecimento científico.

Ciência é a palavra que mais permeia o local. Da entrada a saída do espaço, o visitante respira e sente as diversas ciências o tempo todo. Os educadores do museu participam ativamente deste processo, eles que ajudam na criação e desenvolvimento dos jogos educativos que encantam crianças e adultos durante sua visita.

Assessores da ciência, eles tem a oportunidade de participar de alguns projetos de incentivo a carreira científica, como por exemplo, o PIBIC Júnior, alguns deles selecionados através da Escola Almirante Tamandaré, que fica no entorno do Espaço e possui uma parceria com ele. E é com parcerias que o local desenvolve alguns projetos sociais, inclusive de capacitação profissional.

Sobre os projetos sociais desenvolvidos, Eulália Maria (gerente de ação social) afirma que alguns profissionais formados lá acabam continuando na casa. Os moradores do entorno podem participar de algumas atividades e oficinas, mas o carro-chefe é o projeto de inclusão digital, onde crianças e adultos tem a oportunidade de aprender informática e temas relacionados à cidadania, sexualidade e inclusão social.

No parque você encontra duas trilhas a ecológica (área verde no mapa acima) e a descoberta (parte colorida). Na trilha descoberta você passa por cinco áreas diferentes: água, movimento, percepção, espaço e terra, cada uma dessas áreas proporciona ao passante a oportunidade de sentir de perto, por exemplo, a sensação de um terremoto com um tsunami, ou ver de perto a vida nas cavernas.

Os experimentos chamam a atenção e levam as crianças a interagirem com cada um deles, os dinossauros que podem ser vistos através da avenida ao lado do espaço são réplicas em tamanho natural de cada espécime, colocados em posições que lembrariam seu comportamento no habitat natural. 

Dinossauros foram o que chamaram atenção da carioca Sônia Regina, que trouxe seu filho e toda a família para conhecer o Espaço Ciência. Ela conta que os dinos a fizeram querer conhecer o local. Ela, que veio ao Recife no período de férias de seu filho, afirmou que gostou muito do passeio, que começa com o big bang e termina com o desenvolvimento humano.

Se ainda restar alguma dúvida sobre ir ou não ao Espaço Ciência, o carioquinha Miguel – que durante toda a visita chamou atenção por sua animação com os experimentos propostos – pode mudar seu pensamento. Quando questionado se gostou ou não da trilha, prontamente ele respondeu: adorei e quero voltar. 

O Jardim Botânico do Recife, oferece a partir desta terça feira (03) visitas monitoradas por trilhas na Mata Atlântica e atividades lúdicas como gincanas, brincadeiras e teatro de bonecos para crianças, jovens e adultos. Para participar é necessário um agendamento prévio feito pelo telefone 3355.0000 no horário das 8h30 às 15h30 de terça a sexta-feira. Os grupos devem ter no mínimo 10 pessoas e no máximo 30 integrantes. Toda a programação é gratuita e não há limitação da faixa etária. 

Todo o percurso e atividades são acompanhados por monitores do próprio jardim botânico. ”Nesses tempos de intenso calor, nada melhor que atividades sob a sombra da Mata Atlântica do Recife. Crianças, adolescentes e mesmo adultos poderão desfrutar da companhia de uma infinidade de espécies vegetais e animais que garantem a qualidade do ar, da água e de vida, na capital pernambucana” afirmou Carlos Augusto Pereira, gerente do Jardim Botânico do Recife.

Entre as atividades propostas estão a trilha ecológica, teatro de bonecos, oficina de mudas, gincana para descoberta das árvores do jardim, visita ao Museu Natural entre outros. “Serão realizadas cerca de três atividades com cada grupo, os monitores decidem de comum acordo com o grupo quais atividades irão desenvolver”, diz Carlos Augusto. Serão aceitos até seis grupos de visitantes por dia, três a cada turno.

O Jardim Botânico do Recife foi fundado há 32 anos através de decreto municipal. Tem cerca de 10 hectares mas está inserido em uma unidade de conservação bem maior, de 137 hectares. O JBR é associado à Botanic Garden Conservation International - BGCI, à Rede Brasileira de Jardins Botânicos - RBJB e à Associação Brasileira de Centros e Museus de
Ciência - ABCMC. É o único jardim botânico do Estado de Pernambuco e um dos seis do Nordeste.

##RECOMENDA##


Serviço:
Programação de Férias no Jardim Botânico do Recife
Local: BR-232 KM 7,5 lado esquerdo, sentido Caruaru, após o quartel do
Comando Militar do Nordeste
Telefone para agendamento: 3355.0000
Entrada: Gratuita

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando