Tópicos | Twitter

Felipe Dylon, artista que fez muito sucesso como cantor ‘teen’ no início dos anos 2000, ganhou um lugar de destaque nos Trending Topics. nesta quinta (28). O músico resolveu opinar sobre o governo Bolsonaro, em uma entrevista, e suas declarações acerca do presidente do Brasil não pegaram muito bem entre parte do público. 

Dylon deu uma entrevista ao colunista Chico Barney e falou sobre seus projetos musicais, parados por conta da pandemia do novo coronavírus, sobre a possibilidade de participar de um reality show e, claro, sobre o atual governo do país. Felipe demonstrou seu apoio ao presidente Jair Messias, porém, com ressalvas, em relação à sua conduta diante da atual crise de saúde. “Eu acho que, assim, Bolsonaro tem uma pegada boa. Acho que está conduzindo o país de uma forma interessante. Essa questão do corona tem pegado um pouco por conta dele, por outros problemas também dessa parte política, dele ter uma forma um pouco durona de ser, acho que essa forma também prejudicou um pouco... Essa questão de talvez ele precisar ter um pouco mais de malemolência de lidar, né”; e completou: “Essa coisa de querer tirar o Bolsonaro do poder e tudo mais, eu acho que nesse momento é uma coisa chata”. 

##RECOMENDA##

No Twitter, as opiniões do cantor foram muito criticadas e ele acabou ganhando um lugar entre os Trending Topics. Confira alguns dos comentários: “Gente, como vocês querem cancelar o Felipe Dylon se ele já estava cancelado? Pq só artistas fracassados apoiam o Bolsonaro?”; “Bolsonaro é o Nirvana dos artistas fracassados”; “Felipe Dylon é bolsominion e nesse minuto que declaro que não sou mais a Musa do Verão”; “Felipe Dylon é um retrato fiel do brasileiro médio”; “Felipe Dylon apoiando Bolsonaro: porque SEMPRE há como você ser ainda mais fracassado”.

O presidente americano, Donald Trump, ameaçou nesta quarta-feira (27) "regulamentar fortemente", ou "fechar", as redes sociais, depois que o Twitter classificou dois de seus tuítes como "enganosos" e os tratou como disseminadores de informações não verificadas.

"Os republicanos acham que as plataformas de mídia social silenciam completamente as vozes conservadoras. Vamos regulá-las fortemente, ou vamos fechá-las, em vez de permitir que algo assim aconteça", tuitou o presidente.

O Twitter destacou dois tuítes de Trump publicados na terça-feira (26), nos quais o presidente dizia, sem provas, que o voto pelos correios levaria a uma eleição fraudulenta.

"Não há como o voto pelos correios seja outra coisa diferente de algo substancialmente fraudulenta", escreveu ele na época.

Abaixo das postagens, o Twitter postou um "link" que diz: "Obtenha informações sobre a votação pelos correios", uma novidade para a rede social que por muito tempo resistiu aos apelos para censurar o presidente americano por postagens que desafiam a verdade.

Trump voltou à carga nesta quarta-feira: "Não podemos permitir que as cédulas de correio em larga escala ocorram em nosso país. Seria a liberdade de todos os enganos, falsificações e roubos de cédulas".

"Quem trapacear mais, ganha. Do mesmo modo que as redes sociais. Limpe o que você fez, AGORA!", disse o presidente.

Trump também acusou as redes sociais de interferirem nas últimas eleições: "Vimos o que tentaram fazer e fracassaram em 2016".

"Não podemos permitir que volte a acontecer uma versão mais sofisticada disso", acrescentou.

Há muito tempo, o presidente usa o Twitter como uma plataforma para disseminar insultos, teorias conspiratórias e informações falsas para seus 80 milhões de seguidores.

Antes de ser eleito em 2016, ele construiu sua marca política apoiando a mentira de que Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, não havia nascido no país. Não seria, portanto, elegível para ser presidente.

E, recentemente, provocou mais uma tempestade ao espalhar o boato infundado de que o apresentador de televisão da MSNBC Joe Scarborough havia assassinado uma assistente.

O Twitter classificou nesta terça-feira duas publicações feitas pelo presidente americano, Donald Trump, como enganosas, pela primeira vez. A rede social vinha resistindo à pressão para censurar o presidente americano por seus frequentes insultos e informações distorcidas.

Os tuítes em questão afirmavam que o voto pelos correios é fraudulento. "Estes tuítes contêm informações potencialmente enganosas sobre o processo de votação e foram marcadas para oferecer um contexto adicional sobre a votação pelos correios", indicou um porta-voz da rede social.

##RECOMENDA##

Conhecida por fazer postagens quentes nas redes sociais, Geisy Arruda mudou totalmente o foco dos conteúdos picantes. Nesta terça-feira (26), no Twitter, a loira fez questão de falar sobre política. Compartilhando uma matéria em que o presidente Jair Bolsonaro fala que a imprensa se vitimiza, e sobre a facada que levou durante a campanha eleitoral de 2028, a influenciadora digital ironizou o assunto. 

"Bolsonaro faz tanto drama com essa facada dele, que até 'se matar' ele já se matou hoje", debochou. Em seguida, ela tuitou: "Viver no Brasil é viver dentro de um show de stand up de um comediante polêmico... Tem piada sem graça o tempo todo, e de vez em quando ele é engraçado....".

##RECOMENDA##

Após criticar Bolsonaro, Geisy foi confrontada por um dos internautas. Uma pessoa no microblog afirmou que se fosse o contrário, se ela tivesse levado a facada, Geisy estaria hoje em um hospital psiquiátrico. Sem papas na língua, a beldade disparou: "Ele tá vivíssimo comendo hot dog e fazendo lavagem cerebral na cabeça do rebanho".

"Pena que tenho é das famílias que não puderam se despedir dos familiares do Covid-19 e da família do jovem morto dentro de casa no Rio 'sem querer'. Do Bolsonaro eu tenho é pena", completou.

Confira:

[@#video#@]

As paródias em vídeo criadas por um brasileiro estão movimentando as redes sociais. Baseadas em campeões de bilheteria como "O Rei Leão" (1994), "Titanic" (1997) e "O Diabo Veste Prada" (2006), a edição de imagens elaborada pelo mestre em cinema Henrique Acquaviva, 35 anos, apresentam sátira e reflexão sobre o momento conturbado da política nacional.

Com o apoio de dubladores que abraçaram a ideia e a criatividade do cineasta, as imitações dos clássicos ganharam os títulos de "O Mito Leão", "Pandemic" e "O Diabo Veste Farda" em diversos canais da Internet.

##RECOMENDA##

A primeira criação de Acquaviva foi "Pandemic". Publicadas há uma semana, as versões dublada e legendada foram vistas cerca de 1,6 milhão de vezes só no Twitter. Segundo o cineasta, a ideia surgiu após assistir a outra sátira em vídeo, o "Já faz 84 anos", no canal da Ale Morais no YouTube, que usa a fala de uma personagem de Titanic para "trollar" a demora do pagamento do auxílio emergencial pelo Governo Federal.

De acordo com o criador, o fato de ser fã incondicional do filme dirigido pelo canadense James Cameron ajudou muito na inspiração, mas o insight surgiu de modo espontâneo. "Estava pronto para dormir, quando comecei a associar os personagens na cabeça, então levantei e passei a noite editando para não perder a ideia", conta. "Fiz uma versão de 5 minutos, postei no Facebook e 'viralizou' naturalmente, depois me sugeriram publicar  no Twitter e como lá teria que ser mais curto, reduzi e publiquei", acrescenta Acquaviva.

Dali em diante, a repercussão veio de diferentes personalidades dos cenários político e artístico brasileiros. "Em poucas horas, comecei a ver o vídeo repostado em canais como Sensacionalista, Mídia Ninja, a atriz Fernanda Paes Leme, a apresentadora Astrid Fontenelle, o cineasta Pablo Villaça, recebi até mensagem do deputado Tulio Gadelha (PDT-PE)", relata o criador.

Segundo ele, a participação do time de dubladores foi fundamental para o sucesso da paródia. "As dublagens foram feitas sem sair de casa, cada ator gravou do jeito que deu e funcionou porque são muito bons", ressalta.

Ainda de acordo com Acquaviva o elenco, que tem entre as dubladoras a atriz Ângela Dip, todo o trabalho é voluntário. "Todos fizeram de graça, não estamos ganhando nada com isso, é pela causa democrática", explica.

Ainda de acordo com Acquaviva, a repercussão negativa foi menor do que ele esperava e não preocuparam o cineasta. "Os poucos que criticaram foram bem agressivos, mas nada fora do esperado pois tenho uma paciência enorme de rebater com argumentos e fatos", comenta. Segundo o cineasta, um dos que poderiam ofendê-lo nas redes era um amigo que votou no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas o eleitor se arrependeu e virou inspiração para a segunda criação, "O Mito Leão".

"Foi uma atitude louvável pois errar todos erramos, o problema é não assumir e insistir no erro", realça. A paródia da animação "O Rei Leão" coloca o chefe do executivo como Scar, vilão do desenho da Disney, e relaciona o momento político do Brasil com cenários de um passado recente.

Já no terceiro vídeo do cineasta, o "Diabo Veste Farda", faz um compilado dos últimos desmandos do Governo Federal e aproveita trechos da famigerada reunião ministerial divulgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no último fim de semana.

Com o número de seguidores triplicado nas redes, o cineasta acredita que a missão está sendo bem executada. Abastecido pela criatividade e apoiado pelo time de dubladores, Acquaviva garante que o objetivo será atingido. "Estou montando o 'Gabinete do Amor' em oposição ao Gabinete do Ódio que se dedica a espalhar difamação e prejudicar opositores", complementa.

Após um perfil do Twitter publicar uma série de mensagens, no último domingo (24) acusando Ludmilla de trair a sua esposa, a cantora, que já havia se pronunciado sobre a história, resolveu ir a uma delegacia prestar queixa.

“E hoje eu vou provar para essas três pessoas que a internet não é terra de ninguém… Sabe usar, boa, não sabe vai ter que pagar por isso”, disse, em um vídeo divulgado no Instagram. Ludmilla é casada com a dançarina Bruna Gonçalves.

##RECOMENDA##

Confira a postagem dela no Instagram:

No último domingo (24),  um perfil anônimo criado no Twitter publicou prints e fotos dando conta de uma suposta traição no casamento de Ludmilla. Segundo os tweets, a funkeira estaria traindo a esposa, Brunna Gonçalves com a empresária Thaissa Cavalcanti. A ‘thread’, com prints e fotos, gerou muita confusão e Ludmilla acabou postando desaforos ao autor da tal conta.

Batizada de MeigoandAbusado, a conta fez uma série de postagens relatando a suposta traição. Segundo os tweets, Ludmilla teria, inclusive, quebrado a quarentena para se encontrar com Thaissa e Brunna já estaria sabendo de tudo. Alguns prints de um suposto perfil de Thaissa também foram publicados, bem como fotos dela ao lado de Lud e até mesmo de Brunna.

##RECOMENDA##

O público ficou muito agitado com a história e a assessoria de Ludmilla chegou a enviar um comunicado à imprensa desmentindo as publicações. Horas mais tarde, a própria artista se manifestou através do Twitter mandando uma mensagem direta à tal conta. Irritada, a cantora disse: “Vou ficar mais chocada ainda quando seu cpf for divulgado e descoberto hoje na delegacia, você vai pagar por tudo o que está fazendo”.

Tatá Werneck compartilhou com seus fãs um vídeo mostrando que uma parte do teto do seu quarto caiu. Nas imagens divulgadas pela apresentadora nos stories do Instagram, na noite da última sexta-feira (22), é possível ver os pedaços do forro do teto no chão na entrada do seu quarto.

Como sempre usando o bom humor, Tatá diz: “ah que bacana... caiu meu teto sim”. A apresentadora também usou sua conta no Twitter para relatar a situação e usando um tom de ironia ainda disse: “Tô adorando”.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, informou, em seu perfil no Twitter na manhã deste sábado (23), que o número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 alcançou um quantitativo de 5.501.768 candidaturas. 

Segundo a publicação, esse total foi apurado às 23h59 do dia 22 de maio. Ao todo, 5.400.668 candidatos optaram por realizar a prova impressa e 101.100 inscritos preferiram o exame digital.

##RECOMENDA##

Quem ainda deseja se candidatar ao Enem 2020 tem agora até o dia 27 de maio para se inscrever na Página do Participante. As inscrições que se encerrariam na última sexta-feira (22) foram prorrogadas.

“Decidimos prorrogar o prazo das inscrições do Enem até 23h59 da quarta-feira (27). Os boletos da taxa da prova poderão ser pagos até 28/05. Os candidatos devem ficar atentos à confirmação da inscrição na Página do Participante, do @inep_oficial”, disse Abraham Weintraub no Twitter.

[@#video#@]

Mais de 190 mil pessoas se uniram contra a disseminação de fake news em um perfil do Twitter. A conta Sleeping Giants Brasil, versão nacional da página americana com fins semelhantes, foi aberta na última segunda (18), com o objetivo de ‘enquadrar’ marcas e empresas que financiam sites que estejam veiculando notícias falsas. Em poucos dias, o perfil agregou uma enormidade de seguidores e já conseguiu retorno positivo de seis grandes empresas. 

Com a ajuda dos seguidores, a conta identifica empresas que estejam fazendo publicidade em sites que compartilham notícias falsas e entra em contato com elas sinalizando o fato. A versão brasileira do perfil foi fundada por um estudante que pesquisa as fake news. Em entrevista ao El País, o rapaz - que preferiu não se identificar - falou sobre a iniciativa. “Sempre pensei em formas de combater notícias falsas, mas nunca havia encontrado uma eficiente até que descobri essa maneira simples de aplicar usando a desmonetização”.

##RECOMENDA##

Em apenas uma semana de existência, a Sleeping Giants Brasil já conseguiu mais de 190 mil seguidores e alcançou seis grandes marcas que responderam às suas solicitações retirando anúncios de páginas que contenham fake news. Entre as empresas que se manifestaram diante da ‘chamada’ do público estão o Banco do Brasil, Dell e O Boticário. 

Mas, além de conquistar seu objetivo, garantindo a desmonetização dos sites que veiculam notícias enganosas, a página tem gerado também desconforto em algumas pessoas. O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro reclamou, na mesma plataforma, da ação: “Marketing do @BancodoBrasil pisoteia em mídia alternativa que traz verdades omitidas. Não falarei nada pois dirão que estou atrapalhando..... agora é você ligar os pontinhos mais uma vez e eu apanhar de novo, com muito orgulho”, disse. A reclamação funcionou e o Banco do Brasil retomou os anúncios no site.

Na madrugada desta sexta-feira (22) circulou nas redes sociais um vídeo ensinando aos internautas como 'trollar' os amigos mudando o nome de usuário do Instagram. Mas na verdade, fazendo a modificação, 'o feitiço viraria contra o feiticeiro'. A cantora Mc Loma acabou caindo na pegadinha e se tornou 'o cornão de maraca'.

No momento da alteração, Loma se desesperou e começou a chorar nos stories do Instagram, dizendo que perderia muitas parcerias; as gêmeas Mariely e Mirella Santos tentaram acalmar a amiga. O assunto acabou sendo um dos mais comentados no Twitter e os internautas se divertiram e compartilharam“memes” da cantora.  

##RECOMENDA##

De acordo com o Instagram, após as duas alterações feitas, o nome só poderá ser modificado novamente após 15 dias. Mas não para por aí, muitos usuários acabaram sendo alvo da brincadeira também. Nomes como “boiola do cruzeiro”, “sou gay e não nego”, “o maior corno de SP”, estão entre os novos nomes de usuários do Instagram. 

Em seguida, Loma publicou um vídeo no feed do Instagram zoando da situação. “Por 15 dias, as pessoas vão saber que eu sou corna de verdade, eu chorei, mas agora estou bem, muitas pessoas caíram nessa também e agora são cornas, olha aí”, comentou.

[@#video#@]

Desde a tarde desta quinta-feira (21), vários participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm relatado problemas para fazer ou acompanhar suas inscrições na Página do Participante, https://enem.inep.gov.br/participante/#!/ site criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). De acordo com o site oficial do Inep, “O participante deverá anexar, no sistema de inscrição, sua foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco, que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares)”.

Nas redes sociais, diversos estudantes relatam que a foto, obrigatória para a inscrição em 2020, simplesmente desapareceu da página de estudantes já inscritos mesmo estando dentro dos padrões solicitados pelo Inep. Há também quem ainda esteja tentando finalizar a inscrição e não consiga fazer o upload da foto.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

Giovana Nascimento tem 18 anos, cursa o 3º ano do ensino médio e deseja cursar biomedicina na universidade. A jovem já enfrentou outros problemas com o Enem 2020, chegando inclusive a criar a página “Cadê o Beto?”, que tem o intuito de cobrar do Inep a resolução de problemas com a emissão dos boletos para pagamento das taxas de inscrição. Giovana conta que ela sua foto desapareceu, além de ter recebido mensagens de inúmeros estudantes lhe pedindo ajuda através da página.

“Me perguntam o que fazer, mas sinceramente eu não sei, porque eu sou estudante como qualquer outra pessoa e eu também quero saber porque aconteceu comigo, minha foto também sumiu. O desespero é muito grande porque o limite para atualizar a foto é até amanhã (sexta-feira, 22 de maio), sendo que minha foto estava dentro dos padrões que o Inep colocou. Fundo branco, tudo direitinho, e mesmo assim sumiu, como a de muita gente também sumiu. Se eu só posso editar minha foto até amanhã na Página do Participante e não consigo por erros do Inep, como é que vai ficar? Essa já é uma sucessão de erros do Inep que sinceramente eu não aguento mais”, questiona a jovem. 

O LeiaJá procurou o Inep em busca de esclarecimentos a respeito dos problemas enfrentados pelos estudantes, mas até o momento do fechamento desta matéria, não obtivemos retorno. Seguimos aguardando por uma resposta oficial para atualizar o texto.

LeiaJá também

--> Enem passa de 4,6 milhões de inscritos nesta quinta (21)

--> Inscrições para o Enem terminam nesta sexta-feira (22)

 

 

Wiliiam Bonner interrompeu seu jejum de pouco mais de 10 dias sem postagens no Twitter para denunciar um crime. O apresentador do Jornal Nacional relatou, aos seguidores, que o CPF do seu filho,  Vinícius Bonner, foi usado indevidamente por estelionatários para obtenção do auxílio emergencial do governo. Indignado, o âncora fez vários tweets expressando toda sua revolta e cobrando à atual gestão mais zelo na aplicação do dinheiro público. 

Numa série de mensagens, Bonner explica que o CPF de Vinícius foi usado indevidamente para solicitação do auxílio emergencial, tendo sido aprovado. Uma conta bancária em nome do rapaz foi aberta na Caixa Econômica Federal, mas, segundo o apresentador, não se tem conhecimento se o dinheiro chegou a ser depositado e sacado. “Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente. Leio no Globo que a Dataprev não verificou na Receita se os CPFs, embora pertencentes a pessoas sem renda própria, eram de dependentes de cidadãos com renda (como filhos, filhas,parceiros,parceiras). Quantos entre esses foram vítimas de fraudadores, como aconteceu com meu filho?”

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Bonner também deixou claro que já está tomando as medidas necessárias para a resolução do caso que, segundo ele, não é necessariamente novidade, uma vez que o documento do herdeiro já foi usado indevidamente por estelionatários. Além de explicitar o golpe sofrido, o jornalista aproveitou para questionar o governo e cobrar mais rigor no emprego do dinheiro público. “De nossa parte, apresentaremos nova queixa-crime. Da parte dos gestores do auxílio emergencial, esperamos apuração rápida da fraude, para que se resguardem o patrimônio público e a confiança dos cidadãos nos mecanismos de controle desse programa”.

Uma confusão entre Leo Dias e os fãs de Anitta conseguiu levantar, nas redes sociais, uma importante discussão a respeito do candomblé. Após uma notícia dada pelo colunista gerar conflito com os seguidores da cantora, ele publicou alguns vídeos no qual comentava sobre a religião de matriz africana, da qual a funkeira é adepta, e o debate colocou o candomblé entre os assuntos mais comentados do Twitter. 

Na última quarta (20), Anitta se pronunciou a respeito de notícias veiculadas na imprensa dando conta de que ela e a mãe teriam brigado e por esse motivo, a matriarca do clã ‘Larissa’ teria saído de casa. A nota foi dada por Leo Dias, explicando que a mãe da cantora não estaria de acordo com seu estilo de vida. Em seguida, o colunista também fez vídeos, porém, muito irritado e dando uma bronca nos fãs de Anitta.

##RECOMENDA##

Nos vídeos, Leo, aos gritos, diz que ‘obrigou’ Anitta a dizer a verdade sobre o caso e que assim foi feito. Ele também pediu que os fãs da artista o deixassem em paz, pediu que Anitta parasse de mandar mensagens para ele e teceu comentários sobre a religião dela: “Quero desejar sorte e sucesso e muito caminho nessa religião dela e que ela comece a praticar a fé dela para o bem. Todo mundo que é dessa religião sabe que eu respeito. Meu respeito máximo pelo candomblé que faz o bem, não o que usa  caminho do mal. Porque eu não concordo e não acredito. E até hoje eu não conheço o candomblé vegano”.  

As colocações de Dias sobre a religião de matriz africana, no entanto, pegaram muito mal e tanto o nome dele quanto o candomblé em si foram parar entre os assuntos mais comentados do Twitter. A discussão sobre intolerância religiosa, preconceito e racismo foi inevitável. Confira alguns dos comentários: “Dormi por 11 horas e acordei perdido e lendo  ‘candomblé vegano’,’ candomblé bem e mal’. A cura para a intolerância é o conhecimento”;  “Esse Léo Dias é muito babaca. Totalmente sem nexo meter a religião no meio e outra, a maldade não está na religião e sim nas pessoas”; “Se estudasse um pouquinho mais saberia que não existe candomblé do mal e do bem. Candomblé é candomblé,o mau está no Coração do homem”. 

Através de sua conta no Twitter, o ex-presidente Lula, que pela lei da Ficha Limpa já está inelegível, disse que não tem pretensão de se candidatar ao cargo de presidente da República. "Tenho repetido que, quando chegar em 2022, eu vou estar com 77 anos de idade. Eu não tenho porque ser candidato a presidente. Eu já fui", escreveu.

Além disso, Lula aponta que a sua luta vai ser não deixar que Bolsonaro continue no poder. "O que eu não vou deixar é esse país voltar a ter um presidente da 'qualidade' do Bolsonaro", aponta.

##RECOMENDA##

O petista também salientou que tem consciência de que poderia ter feito mais pelo Brasil enquanto era o líder maior do país. "Por isso eu queria ter voltado em 2018. É um processo de aprendizado. Se você olhar dez anos atrás, sempre tem coisa que você poderia feito diferente. E melhor", pontua.

[@#video#@]

 

 

[@#galeria#@]

Postagens com frases idênticas contendo boatos sobre o uso combinado de hidroxicloroquina, azitromicina e zinco contra a covid-19 chamaram a atenção de internautas no Twitter, que suspeitaram do uso de bots (robôs) para alavancar postagens a favor da liberação e utilização do medicamento em casos leves e na fase inicial da doença, como defende o governo.

##RECOMENDA##

A eficácia da cloroquina e da hidroxicloroquina no combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), no entanto, não tem comprovação científica e ainda está sendo estudada. “Minha filha pegou covid no trabalho (Bancária), e meu genro pegou dela, tomaram AZT+HCQ+Zinco logo no inicio dos sintomas, com 4 dias estavam zerados.

Não vejo motivo pra tanta polêmica, um medicamento tão antigo e que até grávida pode tomar. Simples...ñ acredita ñ toma!!!”, diz a mensagem repetida em vários tweets de diversas contas.

LeiaJá também

--> #BolsonaroDay: maioria dos posts foram de robôs, diz UFRJ

--> WhatsApp: limite de encaminhamento reduz mensagens virais

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais um vídeo de bloqueio montado na Avenida Mascarenhas de Morais, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. Na filmagem, o narrador diz estar havendo uma triagem que impede pessoas com a camisa do Brasil de circular. “Governador decidindo sobre sua LIBERDADE”, escreveu Bolsonaro.

As imagens foram filmadas na sexta-feira (15), quando uma carreata promovida por bolsonaristas contra o lockdown foi impedida de ser realizada. De acordo com a Polícia Militar (PM), o 19º Batalhão agiu preventivamente para impedir a aglomeração de pessoas, proibida por decreto como forma de impedir a propagação do novo coronavírus.

##RECOMENDA##

 A PM informou que, inicialmente, uma mulher e dois homens foram conduzidos para a delegacia de Boa Viagem, na Zona Sul. Houve apreensão de um veículo e de dois carros de som que seriam utilizados na manifestação. Outras pessoas e veículos também foram conduzidos para a delegacia. Segundo a PM, a carreata aconteceria nas proximidades do aeroporto com concentração em um posto de gasolina.

 “É importante esclarecer que ação das forças policiais cumpre determinações de decretos estaduais e recomendações do MP e MPF para evitar a disseminação da Covid-19. Não teve, ao contrário do que afirmam organizadores, qualquer motivação política na atuação policial, e sim a de proteger a população contra a disseminação da doença. Desde o dia 18 de março, 350 pessoas, em 70 municípios, foram conduzidas para delegacias por descumprimento de medidas sanitárias”, ressalta a nota policial.

 O Governo de Pernambuco deve se posicionar sobre a postagem do presidente ao longo do dia. Na sexta-feira, o governador Paulo Câmara criticou o presidente após saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde. “O presidente só investe em divisões internas e externas, a população sofre. Não se pode enfrentar uma pandemia pautado por ideologia, sem considerar ciência e realidade. Nossa única guerra é contra a Covid-19. Nela, infelizmente, o presidente é o comandante que não sabe liderar”, escreveu em suas redes sociais o governador. 

[@#video#@]

 

Como rotineiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é um dos assuntos mais comentados no Twitter, desta vez por conta de mais uma saída de ministro do governo. A #EuAvisei, até o início da noite desta sexta-feira (15), já contava com mais de 40 mil tweets.

Entre as pessoas que se engajaram na Hashtag está o deputado federal Alexandre Frota (Dem). "Eu avisei em janeiro de 2019 e fui tirado de louco, judas, traidor. Eu avisei do plano, eu disse exatamente o que estava acontecendo. Fui ameaçado, tive a família ameaçada e hoje vocês estão acompanhando dia a dia o que esse cara está fazendo. Assumam que o Frota tinha razão", escreveu o político.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O debate nas redes sociais acontece por conta de mais um ministro da Saúde que sai do cargo em pleno crescimento do número de pessoas que estão sendo infectadas e morrendo devido ao Covid-19. De acordo com a última atualização, 202.918 mil pessoas testaram positivo para o novo coronavírus no Brasil - outras 13.993 morreram devido a pandemia.

LeiaJá também

-> 'Oremos', diz Mandetta após saída de Nelson Teich 

 

Por meio de sua conta no Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que o sistema de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sofreu lentidão devido ao grande número de acessos simultâneos para solicitação de participação na prova, causando dificuldades para emitir os boletos de pagamento da taxa de inscrição.

Respondendo o questionamento de uma aluna inscrita que reclamava do mesmo contratempo, o ministro afirmou que o problema “já está solucionado” e que os candidatos devem acessar a Página do Participante para acompanhar a liberação dos documentos para pagamento da taxa. De acordo com ele, dúvidas também podem ser tiradas pelo telefone 0800-616161.

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> 'Procura-se o Beto': estudantes exigem boletos do Enem

Uma tatuadora utilizou sua conta no twitter para mostrar o resultado negativo da "tatuagem de camuflagem", uma técnica para a cobertura de estrias e olheiras que ficou bastante conhecida nos últimos anos, inclusive com a adesão de diversas famosas.

A tatuadora, que se identifica apenas como Kim, explicou detalhadamente e mostrou imagens de como as tatuagens feitas para camuflagem na pele ficam após alguns meses ou anos. “Na hora muita gente pode achar que essa é a receita milagrosa para sumir com as estrias, porque realmente parece que sumiu. O problema está a longo prazo”, escreveu ela.

##RECOMENDA##

“O sol em contato com a pele, a tinta também muda a cor. Com o tempo a tinta também muda de lugar dentro da pele. Outro grande problema é a oxidação da tinta que pode deixar a estria muito escura”, disse Kim, detalhando alguns fatores que fazem a técnica não ser uma boa opção.

A tatuadora também compartilhou o posicionamento de uma grande marca de tinta para tatuagens que já havia se posicionado contra o método. Além disso, Kim compartilhou o resultado da cobertura em olheiras e reforçou dizendo: “Não confiem em tatuadores que oferecem essa fórmula milagrosa”.

“Se isso realmente afetar a sua auto estima e se você realmente quiser remover, vá em um bom dermatologista, não confie em tatuadores que prometem fazer por metade do preço”, indicou a tatuadora.

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando