Tecnologia

| Gadgets

Próximo de um possível anúncio oficial, o novo sistema operacional da Microsoft, Windows 11, teve imagens vazadas na rede social chinesa Baidu. De acordo com o material publicado, o novo software trará uma repaginação no design e mudará alguns elementos clássicos do Windows.

A primeira mudança acontece na barra de tarefas, onde o menu "iniciar" foi realocado do canto inferior esquerdo para o centro. Ao clicar nele, o usuário terá acesso ao gerenciamento de todos os aplicativos instalados e também a função de pesquisa. As cores mostradas lembram algumas versões anteriores do software, como o Windows 98, 2000 e 7.

##RECOMENDA##

Outra característica referente ao visual do Windows 11 é que ele remete ao estilo visto em algumas versões do Linux ou do macOS. Além disso, sua estrutura e distribuição de aplicativos se assemelha aos vistos nos dispositivos mobile.

Um arquivo ISO também foi vazado e possibilitou que vários usuários instalassem e testessem o novo sistema operacional. Segundo a análise de alguns sites especializados, o Windows 11 apresenta um desempenho inferior ao de seu antecessor, o que pode se justificar por ser uma versão de testes.

Ao que tudo indica, a Microsoft apresentará o Windows 11 oficialmente na próxima quinta-feira (24).

Nesta segunda-feira (14) a Microsoft atualizou informações em seu site referentes ao seu atual sistema operacional. De acordo com os registros, o suporte ao Windows 10 será encerrado em 14 de outubro de 2025, depois disso, o software não será mais atualizado e nem receberá eventuais correções.

Os dados indicam que o encerramento será feito para todas as versões do sistema operacional, que incluem a Home e a Pro. Vale lembrar que algumas edições já não contam com mais suportes, entre elas a 1507, que se encerrou em 2017 e a 1909, que foi finalizada em maio deste ano.

##RECOMENDA##

A primeira versão do Windows 10 foi disponibilizada para os usuários em julho de 2015. Na época, a Microsoft possibilitou que os usuários fizessem o download de maneira gratuita. Com o fim do suporte, muitos especulam se a empresa não está prestes a anunciar o novo Windows.

Em 24 de junho a Microsoft fará um evento ao vivo, quando poderá ser revelado o sucessor do Windows 10. Confira o teaser http://https://www.youtube.com/watch?v=fMr4Qm5ZWrI

O WhatsApp segue desenvolvendo a ligação com detecção automática para verificação de cadastro de novos aparelhos. O rumor que já circula há meses foi confirmado pela WABetaInfo no último domingo (6), que revelou ter encontrado um método alternativo de verificação de login na versão beta do mensageiro para Android.

A novidade será exclusiva no sistema operacional nesse primeiro momento. A plataforma pretende utilizar o registro de chamadas para verificar o recebimento e daria sequência ao login, sem depender do fornecimento de códigos de autenticação.

##RECOMENDA##

De acordo com a publicação, o recurso denominado “Chamadas Flash” está presente na versão 2.21.11.7 do WhatsApp Beta e é oferecido ao usuário sempre que ele precisar verificar a sua conta. Ao entrar na tela de solicitação do código de verificação de seis dígitos, o app pede permissão para ler o registro de ligações do smartphone.

Ao conceder a permissão, o WhatsApp irá ligar para o telefone com o objetivo de verificar se o número é o mesmo do envio do código numérico. Trata-se de uma chamada curta, que será encerrada automaticamente, permitindo o login no serviço a seguir.

O método é significativamente mais seguro que o fornecimento do código de seis dígitos, já que é mais complicado interceptar uma ligação telefônica do que persuadir usuários a dar o código através de mensagens falsas. Ainda assim, a ferramenta não substituirá a autenticação padrão, já que depende da autorização para acessar o histórico de chamadas (algo que pode não agradar os mais preocupados com privacidade) e é exclusivo do Android.

Entretanto, a permissão para acessar o registro de chamadas não deve ser utilizada em outro momento senão durante a autenticação. Portanto, se isso for motivo de preocupação, é possível revogar a autorização a qualquer momento após o cadastro a partir das configurações do Android.

Usuários do WhatsApp poderão, em breve, solucionar uma das questões antes mais limitadas para o mensageiro: a conexão independente em diferentes dispositivos. A empresa anunciou que os utilizadores do app poderão usar as contas cadastradas em até quatro aparelhos, em uma atualização próxima. Para os adeptos ao iOS que possuem o iPad, o tablet do sistema operacional, finalmente a atualização contemplará o gadget, que antes só podia permitir o acesso à versão web do aplicativo.

A informação foi dada em entrevista ao site WABetaInfo, que conversou com Will Cathcart e Mark Zuckerberg, CEOs do WhatsApp e Facebook, respectivamente. Atualmente, para conectar o WhatsApp em mais de um dispositivo, é necessário que o smartphone com a conta principal esteja conectado à internet. Qualquer queda mínima de conexão já implica no bloqueio do envio das mensagens.

##RECOMENDA##

"Tem sido um grande desafio técnico manter todas as suas mensagens e conteúdo propriamente sincronizados entre os dispositivos, mesmo quando a bateria do celular acaba, mas nós resolvemos isso e estamos ansiosos para lançar o recurso em breve", disse Zuckerberg.

De acordo com Cathcart, o WhatsApp poderá ser usado com iPads e outros dispositivos, mas não confirmou um app para tablets. Uma versão beta que habilita o uso em mais aparelhos deverá ser lançada dentro de dois meses — em meados de agosto —, e a companhia também pretende abrir mais vagas para que usuários do iOS usem a versão beta do mensageiro.

Mensagens que desaparecem

Além do suporte para vários dispositivos, Zuckerberg também confirmou que o WhatsApp está a adicionar um novo recurso, o “view once”, que permitirá aos utilizadores enviar conteúdo que desaparece após ser visualizado.

O serviço também está a expandir o seu recurso de desaparecimento de mensagens, que atualmente permite que as mensagens sejam excluídas após um determinado período de tempo. No futuro, um novo “modo de desaparecimento” permitirá que o utilizador ative as mensagens que desaparecem em todas as conversas.

As datas não foram avançadas para nenhuma destas novidades. Sabe-se que entrarão em teste nos próximos meses, mas não se sabe se há um timing de lançamento público.

Com o suporte a vários dispositivos, a WABetaInfo também relatou que o WhatsApp trabalha num novo recurso de backups das conversas criptografados e protegidos por palavra-passe que pode finalmente permitir que os utilizadores transfiram os seus históricos das conversas entre dispositivos iOS e Android.

 A empresa de tecnologia Nvidia revelou ontem (1º) os dois próximos modelos das placas de vídeo GeForce RTX. São elas a RTX 3070 Ti e RTX 3080 Ti, que prometem elevar o desempenho das GPUs lançadas em 2020. De acordo com a companhia, os novos hardwares devem chegar em breve para as suas redes de parceiros, mas ainda não foi revelado o preço.

Segundo a Nvidia, a RTX 3080 Ti oferece um salto de desempenho em recursos como Ray Tracing (tecnologia que simula reflexos de luzes em jogos), aumento de performance com o Nvidia DLSS e redução de latência com o Nvidia Reflex. Além disso, a placa promete ser duas vezes mais rápida que a GTX 1080 Ti, lançada em 2017.

##RECOMENDA##

Já a RTX 3070 Ti, promete superar a velocidade da RTX 2070 Super de 2019 e entregar o dobro de quadros por segundos nos jogos, oferecidos pela GTX 1070 Ti, lançada em 2017.

Além de melhorar os desempenhos dos jogos, a Nvidia também garante melhorar a otimização em softwares como Adobe Photoshop, Adobe Premiere Pro, aplicativos de transmissões para lives e renderizadores 3D.

Nesta terça (1º), o Google Fotos vai encerrar o armazenamento ilimitado de fotos e vídeos em alta definição. A mudança já havia sido anunciada pela Google em dezembro de 2020. A justificativa para o novo modelo da ferramenta foi a alta demanda pelo serviço. 

Apesar da alteração, a plataforma continuará oferecendo 15 GB grátis e 2 GB adicionais para usuários que realizaram uma verificação de segurança. O espaço gratuito oferecido para o Google Fotos também serve para armazenar informações do Gmail e do Google Drive. Os usuários que ultrapassam este limite e desejam permanecer no serviço do Google precisam assinar o plano pago do serviço. Os preços variam de R$ 6,99 mensais (100 GB) a R$ 34,99 mensais (2 TB).

##RECOMENDA##

Sendo assim, os arquivos em alta definição salvos a partir desta terça (1º) também serão considerados – os que foram armazenados anteriormente seguem sem contar para o limite. De acordo com o G1, a Google afirmou que a maioria dos usuários não será afetada pela mudança no curto prazo e que, pelo ritmo atual de armazenamento, 80% dos usuários poderão manter o plano gratuito nos próximos três anos.

 

A Xiaomi anunciou nesse domingo (30) a sua mais recente solução de carregamento rápido para usuários de smartphones. A empresa lançou a tecnologia 200 W HyperCharge, que permite que um telefone com bateria de 4.000 mAh seja totalmente carregado em apenas oito minutos. Essa grande atualização veio depois que a empresa lançou a tecnologia de carregamento rápido de 120 W e de carregamento rápido sem fio de 80 W com Mi 10 Ultra em 2020.

O anúncio saiu nas redes sociais da empresa chinesa, que afirma carregar totalmente um Mi 11 Pro personalizado em oito minutos. A inovação não se limita ao carregamento com fio, já que a empresa também afirmou um tempo de carregamento de 15 minutos se você optar pelo carregamento sem fio (indução). Como prova, a Xiaomi compartilhou um vídeo de lapso de tempo do processo de cobrança no mesmo fio que divulgou a novidade.

##RECOMENDA##

A capacidade de carregamento rápido torna este gigante da tecnologia o primeiro fabricante de equipamento original (OEM) a oferecer carregamento rápido de 200 W para smartphones.

[@#video#@]

No vídeo, o gadget carrega o telefone 10% em apenas 44 segundos, 50% em três minutos e, finalmente, o telefone é totalmente carregado em menos de oito minutos.

A Xiaomi também demonstrou a tecnologia de carregamento rápido sem fio de 120 W em um vídeo testando a tecnologia de carregamento rápido com e sem fio usando um smartphone Mi 11 Pro. No vídeo, o Mi 11 Pro com bateria de 4.000 mAh atingiu 10% em menos de um minuto, 50% em 7 minutos e uma carga completa em 15 minutos.

No início de 2019, a Xiaomi anunciou um sistema de 100 W que pode carregar uma bateria de 4.000 mAh em 17 minutos. Em 2020, o Mi 10 Ultra estava cheio com 120 W em 23 minutos, mas não tinha uma bateria de 4.500 mAh.

Olhando para outras marcas de espaço de carregamento com fio, a Oppo introduziu recentemente o carregamento de flash de 125 W, que pode carregar totalmente uma bateria de 4.000 mAh em 20 minutos, e o Realme oferece a mesma funcionalidade para smartphones.

Uma das grandes inovações do cinema, o cinetoscópio, completa hoje (20) 130 anos de criação. O aparelho foi concebido pelo engenheiro William Dickson (1860-1935), que atuava na Edison Laboratories do empresário Thomas Edison (1847-1931) em 1889. O invento era capaz de capturar imagens em movimentos e com isso, se tornou um precursor dos longas-metragens. 

 O fundador do Cineclube Incinerante da cidade de Guarulhos (SP), Edson Murata, lembra que registrar imagens em movimento era um sonho antigo de artistas e cientistas. Com o cinetoscópio, foi possível ir além das imagens  estáticas capturadas pela fotografia. “Depois da ampla disseminação deste aparelho, o mundo das artes, dos espetáculos e do entretenimento nunca mais foram os mesmos porque, a partir dela, foi edificada uma gigantesca indústria cultural e popular”, recorda. 

##RECOMENDA##

Para Murata, o cinetoscópio também pode ser considerado o precursor da televisão, dos aparelhos de videocassetes, DVDs e blu-rays. “Até mesmo dos serviços de streaming, pois o que antes era uma apreciação individual de imagens móveis se tornou a exibição de filmes em espaços domésticos e não apenas nas salas de cinema”, explica. 

De acordo com Murata, a cultura contemporânea vive a era do audiovisual e não seria possível imaginar um mundo sem as sensações causadas pelas imagens em movimento, ou pelo som. “Os avanços na linguagem cinematográficas foram extraordinariamente rápidos nestes 130 anos e ainda estão em constante evolução e expansão iniciada por Thomas Edison,  cujo legado e influência são incalculáveis”, realça.

A diretora cinematográfica Janaína Reis, de Guarulhos (SP), acredita que o fato do cinetoscópio não ter sido patenteado possibilitou que a ideia de imagens em movimento fosse aperfeiçoada por outras pessoas, como foi o caso do cinematógrafo, dos irmãos Auguste Lumière (1862-1954) e Louis Lumière (1864-1948). “A partir daí a evolução foi constante e também as formas de usar isso, seja um registro do cotidiano ou de uma história de ficção, como feito por Alice Guy Blache (1873-1968) em 1896 e Georges Meliès (1861-1938), em 1902.  Fato é que a paixão pelas imagens em movimento sempre esteve junto da humanidade, é um fascínio”, destaca. 

Todas as evoluções cinematográficas, que incluem a concepção do cinetoscópio, contribuíram para tornar o cinema o que é hoje. O mesmo ocorre quando a tecnologia muda do analógico para o digital, que facilitou desde as grandes produções até as gravações de filmes caseiros. “Podemos gravar várias vezes a mesma cena e só vamos nos preocupar com espaço no cartão de memória, antes isso era muito difícil pois custava caro rodar filmes em película”, relata Janaína. 

Embora existam diversas evoluções tecnológicas na produção de filmes, Janaína destaca que cinema é arte e necessita de pessoas para existir. “As técnicas mudam, tecnologias avançam, mas o cineasta e seu olhar curioso sobre o mundo estão sempre lá”, afirma.

A desenvolvedora Microsoft anunciou, na noite de terça-feira (18), que o Windows 10X, produto com lançamento previsto ainda para 2021, será descontinuado, pelo menos no que se trata do seu formato original. Segundo a empresa, a tecnologia que dá suporte à novidade deve chegar a mais pessoas e a fabricante investiga formas de reintegrar as características do software em outros produtos, de outras linhas Microsoft, o que justificou o adiamento para este ano.

A informação foi revelada pela licenciadora em uma publicação no blog do Windows 10. A companhia anunciou a chegada da versão 21H1 do sistema operacional (SO) e aproveitou a ocasião para trazer uma atualização sobre a versão paralela do programa, após muitos rumores sobre o cancelamento do projeto.

##RECOMENDA##

“Após um ano inteiro de exploração e conversas com os clientes, percebemos que a tecnologia do Windows 10X poderia ser mais útil em outros meios e em mais consumidores do que imaginávamos originalmente. Em vez de lançar um produto chamado Windows 10X para o mercado em 2021, estamos aproveitando os aprendizados de nossa jornada até agora e acelerando a integração da tecnologia fundamental do Windows 10X em outras partes do Windows e produtos da empresa”, confirmou a companhia.

Com isso, não se sabe se a Microsoft desistiu completamente do projeto original, mas até o momento, a palavra é descontinuidade, e não apenas adiamento. Por outro lado, a gigante do software comentou que partes do Windows Defender Application Guard no programa Windows Insider contam com tecnologias deste sistema, o mesmo vale para a experiência de usuário para transformar voz em texto, um novo teclado virtual, cores, sons e até animações.

Sistema para duas telas

Revelado em 2019, o Windows 10X foi apresentado como uma nova versão do sistema da Microsoft para dispositivos de duas telas. A solução deveria ser lançada com o Surface Neo e outros dispositivos baseados em display duplo.

No meio do caminho, a Microsoft alterou os planos para a plataforma e transformou o sistema em uma solução para competir com o Chromebook. Um vídeo mostrando a build do Windows 10X para PCs até vazou no começo do ano, dando uma ideia de como seria a experiência de uso.

Além de servir de inspiração para a própria Microsoft, o design do Windows 10X também influenciou o sistema Linux Zorin, que receberá uma nova interface similar ao SO da Microsoft.

O sistema de pagamento Facebook Pay foi disponibilizado de maneira oficial no Brasil. Agora, será possível realizar transações na rede social, como doações em live, e compras e vendas de produtos sem a necessidade de utilizar aplicativo intermediário. De acordo com a empresa de Mark Zuckerberg, a modalidade contará com verificação por Pin e biometria para proteger o cliente de possíveis golpes.

Para habilitar a ferramenta, primeiro é preciso acessar a opção de "Configurações e Privacidade" do menu situado no canto superior direito do aplicativo. Na sequência, o usuário deve acessar "Configurações", depois "Facebook Pay", "Adicionar Forma de Pagamento" e cadastrar um cartão de crédito ou uma conta PayPal. Por fim, é necessário ir em "Configurações" dentro do menu do "Facebook Pay" para registrar um código PIN ou biometria.

##RECOMENDA##

O Facebook afirmou que o sistema garante a segurança do cliente, e prometeu proteger os dados pessoais dos usuários para que eles não sejam compartilhados com os vendedores da plataforma. Além disso, a rede social também destacou que o serviço de atendimento ao cliente funcionará por 24h.

Por enquanto, o recurso será exclusivo do Facebook, mas existe expectativa para que chegue a outros aplicativos da rede de Zuckerberg, como Instagram e WhatsApp. Este último, no final de março, recebeu autorização do Banco Central para receber pagamentos e transferências de recursos.

O Google anunciou na última quarta-feira (21) novas atualizações para o aplicativo de reunião Google Meet. Os principais destaques são a possibilidade de usar um vídeo como plano de fundo, melhorar o espaço de conteúdos na tela e reduzir o consumo de dados do software. As funcionalidades serão disponibilizadas em maio.

Semelhante ao que ocorre na plataforma Microsoft Teams, o Google Meet também permitirá personalizar a imagem de fundo que aparece atrás do usuário, com um tema dinâmico. Esse recurso será útil para os que desejam ocultar paredes com pinturas mal acabadas, estantes desarrumadas ou camas bagunçadas.

##RECOMENDA##

De acordo com o Google, será implementada uma ferramenta que possibilita destacar o palestrante e o conteúdo apresentado ao mesmo tempo. Também serão adicionados recursos para alterar o tamanho, posição e ocultar o próprio vídeo da tela. Segundo a empresa, algumas pessoas se concentram melhor na reunião quando não se enxergam na videoconferência.

Além disso, o Google prometeu que até o final de abril será adicionado um modo de economia de dados, voltado para aqueles que possuem pacotes limitados. A empresa destacou que os que possuem a versão paga do Meet terão acesso a um modo que centraliza cada participante em suas respectivas caixas de vídeo.

Desde o início do distanciamento social, que ocorre em função da pandemia do coronavírus (Covid-19), reuniões empresariais, aulas e outros encontros precisaram ser feitos de maneira virtual. Desde então, aplicativos como Google Meet, Microsoft Teams e Zoom se tornaram plataformas úteis no dia a dia e começaram a receber melhorias por parte das empresas que os produzem.

A Apple apresentou nesta terça-feira (20) seus novos produtos - computador, tablet e acessórios - com a ideia de levar o consumidor a outra dimensão a partir de sua casa.

A estrela do primeiro evento de marketing da marca Apple em 2021 foi o seu novo tablet, o iPad Pro, equipado com conexão 5G e o chip M1, desenvolvido pela Apple, e que está integrado em seus aparelhos desde o final de 2020.

##RECOMENDA##

Em maio, o modelo de 11 polegadas começará a ser vendido por 800 dólares nos Estados Unidos (com capacidade mínima de armazenamento e sem acesso a ondas de celular) e o modelo de 12,9 polegadas será lançado a partir de 1.100 dólares.

"No contexto do teletrabalho, a Apple está passando por um grande renascimento do iPad, com crescimento ano a ano de 40% nos últimos trimestres graças aos funcionários e alunos que investiram no modelo mais recente", comentou o analista Dan Ives, da firma especializada Wedbush.

Ives estima que menos da metade dos usuários de tablets da Apple em todo o mundo tenham substituído seus aparelhos, o que deve dar um impulso à nova linha nos próximos meses.

O grupo californiano também aposta no M1, com a proposta de ser mais eficiente do que o usado até agora. Ele substituiu os chips da Intel em laptops lançados em novembro e já está instalado nos novos iPads e desktops da marca, o iMac, que terá preço inicial de 1.300 dólares.

O M1 em particular permite reduzir o nível de ruído da máquina em 50%, assegura a empresa.

No que diz respeito aos acessórios, a Apple agora produz dispositivos Airtags, que se prendem a itens essenciais (chaves, bolsas, etc) para que você possa encontrá-los facilmente através de seu iPhone.

A companhia também anunciou que começará a oferecer assinaturas para podcasts, intensificando a competição com a rival Spotify.

O novo smartphone da Xiaomi foi considerado o aparelho com melhores especificações de áudio do mundo. O Black Shark 4 Pro foi testado pela DxOMark e ganhou o primeiro lugar no ranking de celulares nesse quesito. Além disso, o lançamento da marca chinesa promete uma bateria recarregada em apenas 15 minutos por conta do carregador de 120 W. 

Testado pela DxOMark,o Black Shark 4 Pro apresentou resultados impressionantes. Além do desempenho espacial bastante elogiado, o volume geral, balanço de tons e renderização conferiram ao equipamento o primeiro lugar no ranking entre os celulares com melhor especificações de áudio, com 83 pontos. O  terminal contém altifalantes estéreo totalmente simétricos nas partes superiores e inferiores, além de três microfones com cancelamento de ruído e entrada para headphones.

##RECOMENDA##

De acordo com a empresa de testes, o smartphone deixa um pouco a desejar como equipamento para gravação, porém, sua performance na hora de ouvir música, assistir a vídeos e jogar games compensa a limitação. Além disso, o equipamento traz consigo um carregador de 120W o que promete uma recarga completa em apenas 15 minutos. O Black Shark 4 Pro está disponível apenas na China e ainda não há previsão de lançamento global. 




 

A empresa Kickstarter teve a ideia inovadora de lançar uma máquina de lavar miniatura para limpar fones de ouvido. Se chamará “Cardlax EarBuds Washer” e o projeto será realizado a partir de um financiamento coletivo.

Para o nome Cardlax, há uma explicação, uma herança de um produto anterior dos mesmos criadores, um massageador elétrico de estimulação muscular do tamanho de um cartão de crédito. Já é do feitio da empresa, tentar facilitar a vida dos seus consumidores, com produtos de tamanho mínimo.

##RECOMENDA##

Veja vídeo promocional do funcionamento do produto:

[@#podcast#@]

A ideia do produto é tirar toda a sujeira dos fones de ouvido, sendo de cera, até sujeiras superficiais. O valor do “Cardlax EarBuds Washer” é de por enquanto $ 33 dólares (R$ 187,47 na cotação atual) e pode ter pedido antecipado sendo feito no portal da Kickstarter.

Na última segunda-feira (5), a empresa de eletrônicos JBL anunciou o terceiro modelo de caixas de som da série Xtreme. O aparelho chega ao mercado brasileiro com um preço sugerido de R$ 1.900, e conta com novas atualizações no sistema Bluetooth, maior durabilidade da bateria, maior quantidade de graves para projetar o som, além do visual repaginado.

Ao total, a nova JBL Xtreme 3 possui quatro saídas de som e dois radiadores que projetam o grave. As atualizações e configurações da caixa funcionam por meio do aplicativo JBL Portable, que também disponibiliza o recurso de sincronização com um segundo aparelho ao mesmo tempo, e assim, permite que o "PartyBoost" seja ativado, o que traz uma saída de áudio estéreo.

##RECOMENDA##

A versão anterior vinha com tecnologia Bluetooth 4.2 e agora está atualizado para a versão 5.1, com mais estabilidade na conexão e maior distância permitida entre os aparelhos conectados. O aparelho tem certificação à prova d’água e à poeira para permitir que a Xtreme 3 seja levada em todas as ocasiões, como praias, piscinas e viagens.

A bateria está mais resistente que a versão anterior e permite que o aparelho seja usado por até 15 horas seguidas, dependendo do volume e do conteúdo do áudio. Já a recarga do aparelho leva de 2 a 3 horas, possui um sistema de carregador portátil embutido e permite que outros aparelhos sejam carregados usando a carga da caixa de som, como o próprio celular do usuário.

Na última terça-feira (30), o serviço de streaming de música Spotify anunciou a compra da empresa de aplicativos Betty Labs. Um dos serviços que estão dentro do pacote de compra é o aplicativo Locker Room, plataforma com transmissão de conversas e programas de áudio ao vivo, como o concorrente direto Clubhouse.

O aplicativo de bate-papo ao vivo Locker Room tem duas principais diferenças quando comparado ao Clubhouse. A plataforma é segmentada para conversas sobre esportes e tem recurso de chat, que permite aos usuários trocarem mensagens de texto durante as conversas. De acordo com o chefe de Pesquisa e Desenvolvimento Oficial do Spotify, a aquisição atende o pedidos de criadores e fãs por uma nova função na plataforma.

##RECOMENDA##

Com a compra, o streaming de música pretende desenvolver um projeto para que os elementos básicos de interação do Locker Room sejam fundidos com os recursos do Spotify e, assim, será possível criar novas versões de programas com a participação dos usuários. De acordo com a empresa, já nos próximos meses, a plataforma vai expandir os recursos e evoluir.

Em tempos de pandemia, onde o distanciamento social impede que as relações estejam no espaço físico, aplicativos de bate-papo ao vivo estão em uma crescente. Nesse cenário, o Clubhouse tornou-se uma referência. Segunda a empresa de dados Decode, no Brasil as buscas pelo aplicativo no Google superam em 66% as pesquisas pelo TikTok.

A partir desta quarta-feira (17), a Amazon comercializa no Brasil o Echo Show 10, com a nova versão da assistente virtual Alexa. O aparelho custa a partir de R$ 1.805, e está disponível apenas na cor preta. A novidade é que o dispositivo acompanha display de 10 polegadas, que gira em volta da base do aparelho conforme a voz do usuário.

A tela acoplada no dispositivo possui diversos comandos de regulagens, que vão de acordo com a necessidade do usuário. O display tem a função de girar 360° graus em torno da base, além de inclinar para cima e para baixo. As 10 polegadas proporcionam imagem em resolução HD e até 4K, conforme o conteúdo que estiver sendo transmitido, assim como algumas opções na plataforma do Amazon Prime Video.

##RECOMENDA##

A tela possui câmera frontal com 13 megapixels de resolução e oferece a possibilidade de realizar chamadas de vídeo. Durante a ligação, a assistente virtual possui ferramentas que centralizam o usuário na chamada, com regulagem de zoom automático, além de possuir duas saídas internas de som e um alto-falante para reproduzir frequências graves e médias.

Outro recurso que atrai o usuário é a Casa Inteligente. Nele, é possível interagir com outros dispositivos compatíveis e que permitem o controle das luzes e da televisão por meio do comando de voz. É permitido também monitorar o ambiente por meio da câmera, quando estiver fora de casa.

O Google Meet ganhou uma nova atualização de layout nas chamadas de vídeo via smartphone. Agora, no recurso disponível para o sistema iOS, todos os participantes da reunião aparecem na tela de forma igualitária, separados em blocos do mesmo tamanho. Antes, apenas quem estava falando ganhava destaque.

O novo layout permite reunir até oito pessoas na mesma interface. Cada integrante poderá visualizar foto, nome e ícone que estarão disponíveis no momento da fala. O recurso ainda pode ser utilizado mesmo que o usuário esteja com o aplicativo minimizado, permitindo assim que ele possa navegar na internet sem sair da chamada.

##RECOMENDA##

Ao longo dos meses, o Google implantou novas funções na plataforma de videoconferência. Em novembro do ano passado, uma atualização trouxe o recurso de levantar a mão. Assim, o usuário que estiver à frente da conversa, pode ver quem está na fila de espera para falar, sem a necessidade de ser interrompido. Anteriormente, o serviço do Google era pago, mas passou a ser gratuito a todos os usuários por conta da demanda ocasionada pela pandemia do coronavírus.

Empresas e instituições de ensino tiveram a orientação para se reunir virtualmente. Desta forma, várias plataformas de videoconferência passaram a ser utilizadas com mais frequência, como o Google Meet. Em abril do ano passado, no início da pandemia, a empresa registrou um aumento exponencial da utilização do recurso de cerca de 3 milhões de novos usuários por dia.

Foi anunciado na manhã dessa quarta-feira (10) o lançamento do celular gamer da ASUS, ROG Phone 5. O aparelho chega em três versões, ROG Phone 5 padrão, Pro e Ultimate. As outras versões chegam com maior capacidade de memória RAM e armazenamento interno, 18 gigas, algo inédito em um smartphone.

A empresa ASUS decidiu pular a versão 4 e lançar direto o ROG Phone 5. A versão anterior foi anunciada em julho de 2020. A razão é que, em praticamente todo o leste asiático, a pronúncia da palavra "quatro" é semelhante à da palavra morte. Fazendo com que diversas empresas, não só de smartphones, sempre pulam do três para o cinco.

##RECOMENDA##

O ROG Phone 5 não teve muitas mudanças no design, em comparação ao 3, seu antecessor, mas chega com algumas mudanças importantes para seu público alvo, que é o gamer. Seu novo processador, da Qualcoom, promete 25% mais potência, 30% mais velocidade na renderização dos gráficos e duas vezes mais capacidade de computação.

Para agradar os gamers, o smartphone vem com o adicional de dois botões ultrassônicos na parte lateral do celular, para quando estiverem sendo jogados, games com o celular na horizontal. Na versão Ultimate e Pro, existem mais dois botões, contabilizando quatro, para ajudar mais ainda na imersão os jogos. Uma novidade é também dois motores de vibrações localizados nas duas extremidades inferiores, para distribuir melhor a vibração de acordo com o que estiver acontecendo no jogo, exatamente como acontece em controles de um Playstation 4 ou 5 por exemplo.

O smartphone gamer da ASUS é um dos primeiros do mundo com 18 GB de memória RAM no padrão LPDDR5. Haverá também opções mais "acessíveis", com 12 e 16 GB de RAM. Mas para suportar toda essa potência, o aparelho ainda conta com uma bateria dupla de 3.000 mAh cada, totalizando 6.000 mAh de capacidade. Segundo a empresa, as duas células permitem um carregamento de 65 W de potência, mais que o dobro dos 30 W do ROG Phone 3.

Um dos grandes problemas em smartphones quando se está jogando, é a forma em que o celular esquenta, muitas vezes, o sobrecarregando em jogos com imagem e renderização melhores. Pensando nisso o ROG Phone 5 é equipado com um sistema de resfriamento que inclui uma câmara de vapor 3D, duas camadas de grafite e moldura de alumínio. A ASUS também venderá separadamente o Aeroactive Cooler 5, que promete diminuir ainda mais a temperatura do celular durante os jogos, em até 15 graus.

O preço das versões dos celulares vai se basear de acordo com a quantidade de memória RAM e armazenamento interno. E sua venda deve começar ainda esse mês para a versão padrão do ROG Phone 5. A Pro em abril e a Ultimate em maio.

• ROG Phone 5 (8 GB + 128 GB): 799 euros (R$ 5.512 86);

• ROG Phone 5 (12 GB + 256 GB): 899 euros (R$ 6.202,83);

• ROG Phone 5 (16 GB + 256 GB): 999 euros (R$ 6.892,90);

• ROG Phone 5 Pro (16 GB + 512 GB): 1.199 euros (R$ 8.272,74);

• ROG Phone 5 Ultimate (18 GB + 512 GB): 1.299 euros (R$ 8.961,72).

[@#video#@]

Nesta segunda-feira (8), a Alexa, inteligência artificial criada pela Amazon, celebrou o Dia Internacional da Mulher e surpreendeu os usuários, que, ao dizerem "Bom dia, Alexa", receberam uma mensagem especial gravada pela cantora Elza Soares. Durante o mês de março, a assistente virtual irá recordar os fatos memoráveis de mulheres marcantes que fizeram parte da história da luta feminina pela conquista da igualdade de gênero em todo o mundo.

Os usuários que perguntarem "Alexa, tudo bem?" irão ouvir os feitos históricos de mulheres como a escritora e jornalista brasileira Clarice Lispector (1920-1977), Maria Bonita (1911-1938), que foi a primeira mulher a participar de um grupo de cangaceiros, da ativista ambiental sueca Greta Thunberg, e de Shidzue Katô (1897-2001), a primeira mulher eleita ao parlamento japonês.

##RECOMENDA##

Será possível solicitar a qualquer momento para que a assistente de voz conte outros fatos relacionados à data, como a origem do Dia Internacional da Mulher. Em dias específicos, a Alexa trará fatos sobre a importância da Lei do Feminicídio e da Marcha Sufragista, movimento que ocorreu entre o final do século XIX e início do século XX, a fim de organizar a luta das mulheres pelo direito ao voto.

Por Thaiza Mikaella

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando