Tópicos | Náutico

Nesta sexta-feira (28), Hélio dos Anjos fez um comentário alusivo à proibição de torcida visitante, ocasionada pela briga antes do duelo entre Náutico e Campinense pela Copa do Nordeste. Ele disse que "sente saudade" da atmosfera.

Há quase dois anos sem jogar um clássico com torcida e sem restrição de público, o treinador fez críticas aos envolvidos na briga no dia do jogo. 

##RECOMENDA##

“Tô com saudade de um clássico em Pernambuco com duas torcidas, um clássico com aquela festa e hoje não pode ter festa, porque existem aqueles pseudos torcedores que não são representações dos clubes que atrapalham muito. Mas o que for da nossa responsabilidade dentro de campo vamos procurar engrandecer demais essa disputa”, afirmou. 

O técnico ainda disse que o Náutico que vai entrar em campo diante do Sport, neste sábado (29), na Ilha do Retiro, pela Copa do Nordeste, vai ser bem diferente do que foi na estreia.

Sem revelar nomes, ao não ser o de Álvaro que ele já confirmou que não jogará, Hélio sugeriu mudanças na escalação. “Vamos iniciar com outra formação no ataque. É importante, no momento, a gente cruzar os braços sobre a escalação. Mas os jogadores, pelo treino tático de ontem, e pela conversa que tive com eles, já sabem quem vai iniciar a partida”, disse.

Como opção para o ataque, ele tem Robinho e Leandro Carvalho, que foi regularizado e teve seu nome publicado no BID nesta sexta. O treinador ainda aproveitou para descartar Kieza e pediu paciência na recuperação do atleta. Hélio disse que ele está com desequilíbrio muscular e não estimou prazo de retorno

O atacante Robinho ganhou a titularidade logo na sua reestreia com a camisa do Náutico, na terça-feira, contra o Campinense. Nesta quinta-feira (27), o jogador falou sobre a partida, sobre seu retorno e já mirou o duelo contra o Sport, pela Copa do Nordeste.

--> Sport x Náutico tera torcida única na Ilha do Retiro

##RECOMENDA##

--> Governo prorroga limite de 3 mil torcedores no estádio

No sábado (29), na Ilha do Retiro, Sport e Náutico se enfrentam no primeiro clássico do ano. “A gente sabe como vai ser difícil, principalmente por ser um clássico que é muito bom de se jogar. Mas clássico é decidido no detalhe, então a gente vai lá buscar se comportar bem durante o jogo para conquistar a primeira vitória na Copa do Nordeste”, disse. 

Robinho também falou sobre o retorno ao time depois de ter sido vendido em 2018. Com mais bagagem ele disse que se sente pronto para ajudar e para cumprir os objetivos. “Volto para cá mais experiente, tenho que dar meu melhor, vim para cá cumprir meus objetivos e colocar o Náutico na elite do futebol”, completou.

O primeiro clássico pernambucano desde que o público foi autorizado a voltar aos estádios vai ser de torcida única. A determinação partiu da Federação Pernambucana de Futebol, segundo o presidente Evandro de Carvalho, em entrevista à Rádio Clube, nesta quinta-feira (27).

Evandro contou que a decisão está tomada, restando apenas resolver as questões burocráticas com Secretaria de Defesa Social, CBF e Liga do Nordeste. A medida passa a valer já neste fim de semana e afeta o duelo entre Sport e Náutico pela Copa do Nordeste, na Ilha do Retiro, no sábado (29). Na partida, apenas rubro-negros poderão entrar no estádio.

##RECOMENDA##

“De minha parte, está absolutamente consolidado (torcida única). Ainda estou tomando questões mínimas, inclusive eu tenho que informar à SDS, ao secretário Humberto Freire. Tem alguns detalhes técnicos junto à Liga do Nordeste e à CBF, mas está tudo encaminhando “, disse Evandro. 

“Quando Santa Cruz, Sport e Náutico jogarem com equipes de fora do estado, na Copa do Nordeste, teremos torcida única para evitar o que aconteceu com a torcida do Campinense, que se reuniu com remanescentes de uma torcida organizada já extinta do Sport e gerou todo aquele problema. Jogarão apenas com a sua torcida”, completou.

Na temporada de 2021, o Náutico demorou para encontrar um goleiro que agradasse e precisou recorrer a um velho conhecido, Anderson, que pelo segundo ano defendeu as cores do clube. antes, a equipe havia se reforçado com Alex Alves, que acabou ́ por sentir a pressão da torcida, após alguns erros, e foi para o banco. 

Na tentativa de evitar que isso aconteça na atual temporada, o clube foi atrás do ainda jovem, mas promissor Lucas Perri, que chegou ao clube emprestado pelo São Paulo. O arqueiro já foi titular nos primeiros dois jogos da temporada.

##RECOMENDA##

Em entrevista exclusiva ao LeiaJá, Lucas falou sobre a sua chegada ao clube, comentou sobre o jogo de estreia, a adaptação à cidade, e as altas temperaturas do Recife, e ressaltou que enxerga no Náutico uma chance para ter a primeira grande sequência da carreira aos 24 anos de idade.

“Me sinto muito honrado com a oportunidade de poder representar o Náutico em quatro competições, muitos jogos esse ano e espero poder fazer uma temporada muito boa, muito regular, ajudar o Náutico a alcançar os objetivos e fazer bastante jogos, ter realmente uma sequência e poder me firmar dentro de campo”.

Lucas, que é profissional desde 2018, tem poucos jogos na carreira. São 9 partidas, todas pelo São Paulo. No Náutico, ele encontrou dois antigos companheiros na base do time paulista, Ewandro e Junior Tavares e apesar do pouco contato com elenco garante que já está bem entrosado e que foi bem recebido no clube.

O goleiro também foi questionado sobre o Náutico ter tido dois goleiros em 2021 e sobre o fato de ter novamente solicitado o empréstimo de Anderson depois de Alex Alves não engrenar. Sem mencionar o nome da dupla, Lucas disse que a única maneira de se firmar é trabalhando. 

“Com muito trabalho, muita segurança, muita seriedade e com boas atuações para passar segurança para a comissão técnica. O professor Hélio é um cara sensacional, me deu muita confiança e vou fazer meu trabalho bem feito com muito desejo de vencer com Náutico, de conquistar grandes coisas aqui”, encerrou.

Por enquanto, Lucas vai mostrando segurança e não tomou nenhum gol nos dois jogos que fez. Além disso, quando foi acionado, mostrou confiança em baixo da baliza, para alívio, pelo menos até aqui, da torcida alvirrubra.

O Náutico foi notificado pelo Procon/PE na manhã desta quarta-feira (26) em virtude da entrada, no estádio dos Aflitos, de um torcedor com teste positivo para Covid-19 no último sábado (22). Mesmo portando um teste com resultado positivo, o torcedor conseguiu assistir ao primeiro tempo do jogo da estreia do clube no Pernambucano, contra o Íbis.

O órgão de defesa do consumidor deu o prazo de 24 horas para que o clube preste esclarecimentos sobre o ocorrido. Em nota, a gerente geral do Procon/PE, Danyelle Sena, alertou para a necessidade da exigência do cumprimento dos protocolos de prevenção ao coronavírus, para buscar diminuir o aumento de casos na cidade. 

##RECOMENDA##

“É necessário que as empresas montem o esquema para exigência do cumprimento aos protocolos de prevenção à COVID-19, e que nesse esquema seja rigorosamente realizada com eficácia a conferência dos cartões de vacinação e testagem quando assim exigidos, a fim de que ocorra o devido cumprimento dos protocolos sanitários e decreto estadual”, afirmou Danyelle Sena.

De olho nos próximos jogos dos clubes pernambucanos e eventos em geral de Recife, o Procon/PE alerta que novas denúncias de irregularidades podem ser feitas através do 0800-2821512 ou pelo whatsapp do órgão 3181-7000.

Após o episódio do sábado, o Náutico informou que reforçará a fiscalização. O torcedor foi retirado do estádio pela Polícia Militar durante a partida, depois de divulgar as fotos do exame.

Com o primeiro tempo com mais chances do Náutico e o segundo com mais chances do Campinense, a estreia das equipes na Copa do Nordeste terminou sem gols. O jogo aconteceu nos Aflitos, nesta terça-feira (25).

Domínío do Timbu

##RECOMENDA##

O primeiro time a chegar com perigo foi o Náutico, aos 8, em cruzamento fechado que Rhaldney desviou no primeiro poste. A resposta do Campinense só veio aos 17 em jogada individual de Matheus Regis que bateu por cima. Aos poucos a equipe alvirrubra foi dominando as ações do jogo e ditando o ritmo. 

Com domínio da posse, o Náutico foi rondando a área do Campinense e aos 24 por duas vezes Hereda chutou, mas Mauro Iguatu salvou na melhor chance do jogo. Só que o time paraibano, mesmo pressionado, buscava em bolas esporádicas incomodar o adversário, mas aos 35, de novo Mauro apareceu para afastar a bomba de Djavan garantindo empate na primeira etapa.

Pressão do Campinense

Apesar do Náutico seguir mais com a bola, o segundo tempo voltou um pouco diferente com o Campinense sendo mais perigoso. Logo aos 16, o time chegou com velocidade pelo lado e Dione finalizou, mas Lucas defendeu. Aos 21 nova chance no cabeceio de Olávio que passou perto. O Timbu só voltou a responder aos 26, também de cabeça, mas Robinho errou o alvo.

O Campinense voltou a ficar perto de abrir o placar em cabeçada de Vinicius. Aos 39 a Raposa novamente levou perigo num chute de Caíque de fora da área e aos 41 foi a vez de Lucas Perri evitar o gol. A pressão dos paraibanos durou, mas nos acréscimos os donos da casa ainda assustaram com a cabeçada de Kayon, mas Iguatu impediu a derrota dos visitantes e manteve o empate no placar.

Ficha de jogo

Competição: Copa do Nordeste

Local: Estádio dos Aflitos (Recife)

Náutico: Lucas Perri; Hereda, Rafael Ribeiro, Carlão, Júnior Tavares; Rhaldney (Wagninho), Djavan, Junior Carpina (Vargas); Ewandro (Thássio), Robinho (Kauan Maranhão) e Álvaro (Kayon). Téc: Hélio dos Anjos.

Campinense: Mauro Iguatu; Felipinho, Vinicius, Cleiton, Felipe Ramon; Rafinha, Matheus Regis (Emerson), Serginho Paulista (Patrick), Dione (Juninho); Junior Potiguar (Caíque) e Olávio (Cláudio). Téc: Ranielle.

Arbitragem: Luciano da Silva Miranda Filho (CBF/CE)

Cartões amarelos: Ewandro, Djavan (NAU), Rafinha, Cleiton, Caíque (CAM)

Público: 1.102

Renda: R$10.184

Antes da estreia na Copa do Nordestecontra, diante do Campinense, nesta terça-feira (25), Hélio dos Anjos falou sobre a importância da competição. O treinador não fugiu da responsabilidade ao dizer que quer "criar um ambiente" para levar o Náutico à final da competição regional.

"É uma das competições mais importante do futebol brasileiro, graças à organização e a capacitação que as pessoas têm junto com grandes clubes da região”, disse.

##RECOMENDA##

“Para mim é muito prazeroso disputar a Copa do Nordeste e eu quero, acima de tudo, criar um clima para chegar à decisão. Acho que é o sonho de todos e temos que lutar por isso”, afirmou.

De volta ao Náutico, o meia atacante Robinho foi oficializado pelo clube nesta segunda-feira (24), como reforço para a temporada de 2022. Ele vem com um contrato de um ano. O jogador está regularizado e pode inclusive fazer sua estreia contra o Campinense, nesta terça-feira (25), pela Copa do Nordeste, nos Aflitos.

Robinho deixou o Náutico em 2019, clube em que foi formado, depois de uma temporada de destaque. Vendido ao Red Bull Bragantino, ele jpa passou pelo CRB e pelo Paysandu, onde esteve na temporada passada. Em Belém, o jogador fez 24 jogos e marcou um gol.

##RECOMENDA##

Logo na estreia do Náutico no Campeonato Pernambuco, a aposta na base do clube mais uma vez se mostrou efetiva. Sempre muito requisitado pela torcida, Júnior Carpina aproveitou a titularidade para marcar duas vezes na vitória contra o Íbis.

Nesta segunda-feira (24), o meio campista falou sobre o bom momento: “Fico feliz pela oportunidade, foi um sentimento melhor ainda do que eu vivi no dia 5 de fevereiro (2021), contra o Afogados, na minha estreia que fiz um gol. Foi uma sensação indescritível, um dia que vai ficar marcado para sempre. Fico feliz e honrado em ter ajudado a equipe e espero manter esse nível e até mlehorar”. 

##RECOMENDA##

Mas sem se deslumbrar, Carpina já voltou suas atenções para o duelo desta terça-feira (25), contra o Campinense pela Copa do Nordeste. O jovem jogador prevê um confronto difícil, ressaltou algumas qualidades do adversário, mas demonstrou confiança em um resultado positivo.

“A gente espera um jogo muito difícil, a gente sabe que o Campinense subiu de divisão, vem montando uma equipe qualificada e a gente vai se preparar. Espero que estejamos preparados para fazer um bom jogo e conseguir os três pontos amanhã”, pontuou.

Quando o jovem atacante Júlio marcou o terceiro gol da vitória do Náutico diante do Íbis e caiu no choro, muitos achavam que era apenas um garoto emocionado por balançar as redes pela primeira vez como profissional. Mas a tarde deste sábado, nos Aflitos, era mais do que especial para o atleta alvirrubro.

Após o jogo, em entrevista à Rede Globo, Júlio se emocionou ao lembrar das dificuldades que sua família passou, especialmente a mãe, já falecida. "Esse gol eu dedico a minha mãe, que hoje tá no céu e fazia tudo por mim. Eu lembro que no carnaval de 2019, eu vi minha mãe catando latinha. Só eu sei o que eu passei no dia a dia, o meu trabalho no Náutico, pra chegar aqui nos Aflitos e fazer meu primeiro gol. Fico muito emocionado, pelas minhas filhas também", disse, às lágrimas.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

A estreia do Campeonato Pernambucano, neste sábado (22), colocou frente a frente o atual campeão e o Íbis, que voltava à elite do estadual após 21 anos. Nos Aflitos, apesar da expectativa de ver o ‘pior time do mundo’ de volta à primeira divisão, deu a lógica. Vitória alvirrubra no início da competição.

O JOGO

##RECOMENDA##

Aos 12 minutos, Juninho Carpina começou a se destacar. O atacante alvirrubro recebeu na entrada da área e soltou a bomba para abrir o placar. Aos 15, o mesmo Carpina acertou outro chutaço da meia lua, desta vez rasteiro, no canto direito do goleiro Lucas Peixe.

Com 2 x 0 no placar, o Náutico tirou o pé do acelerador. E começou a segunda etapa do mesmo jeito. Aos 26, o Íbis se empolgou um pouquinho e Will acabou acertando a trave de Lucas Perri.

Mas o abismo entre as duas equipes era muito grande e, mesmo andando em campo, o Timbu aumentou. O jovem Júlio recebeu na área, se livrou do zagueiro e fechou o placar nos Aflitos: 3 x 0.

FICHA TÉCNICA

Competição: Campeonato Pernambucano

Local: Aflitos

Náutico: Lucas Perri; Hereda, Camutanga, João Paulo e Júnior Tavares; Djavan, Rhaldney, Vargas e Ewandro;  Juninho Carpina e Álvaro. Técnico: Hélio dos Anjos

Íbis: Lucas Peixe; Thyego, Oseas, Will e Vitor Leão; Celestino, Roberto, Felipe Almeida e Rosivaldo; Matheusinho e Kelven. Técnico: Carlos Alberto

Gols: Juninho Carpina 2x e Júlio (NÁU)

Arbitragem: Deborah Cecília

Assistentes: Karla Renata Cavalcanti e Daniele de Andrade

Cartões amarelos: Vitor Leão (ÍBIS)

Minutos antes de estrear no Campeonato Pernambucano, o Náutico anunciou que, na rodada de testes feita na preparação para o jogo deste sábado (23), oito membros da delegação do clube testaram positivo para a Covid-19, entre eles dois atletas. Os nomes não foram divulgados.

Já com a escalação divulgada, o clube confirmou que dois jogadores e seis membros da comissão técnica positivaram para a Covid-19. Nas últimas semanas um surto no Sport também confirmou 8 casos, o que se repete agora no Timbu. 

##RECOMENDA##

--> Presidente do Íbis avisa rivais: 'vão ter que me engolir'

Quem não se lembra da famosa frase do então técnico da Seleção Brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo, dita logo após a final da Copa América de 1997, vencida pelo Brasil? “Vocês vão ter que me engolir”.

Foi repetindo a fala histórica, mas com tom bem humorado, que o presidente do Íbis, Ozir Ramos Júnior, deixou um recado para os adversários da equipe. O ano de 2000 foi o último do Íbis na primeira divisão do Campeonato Pernambucano, e no próximo sábado (22), a equipe da cidade do Paulista vai voltar à elite do futebol estadual, em duelo contra o Náutico, nos Aflitos, 22 anos depois.

##RECOMENDA##

De olho na preparação do time que foi vice-campeão da Série A-2 na temporada passada, a reportagem do LeiaJá acompanhou um dos treinos da equipe, que desde o dia 13 de dezembro, se prepara para a competição. Depois do treino em um papo com o presidente, ele citou o “trabalho de uma vida” dentro do clube, falou sobre o maior patrocínio da história do Íbis e aproveitou para alfinetar os rivais. 

“Vão ter que me engolir”

“Futebol não é fácil, futebol é muito difícil, futebol é muito caro e nós estamos nos preparando agora para a elite do futebol Pernambucano. Isso me custou muitos anos para chegar até onde nós estamos”.

“Estamos de volta e eu costumo dizer que vão ter que me engolir. O Íbis está se preparando, a base continua, nos reforçamos com alguns atletas para disputar uma competição completamente diferente e tenho certeza que estamos fazendo de tudo para ter uma boa competição e permanecer na primeira divisão. Quem sabe até uma vaga na Série D”, disse o presidente Ozir Ramos que, apesar da brincadeira, pregou respeito a todos os times.

[@#video#@]

O treinador

Dentro de campo, um dos responsáveis pelo acesso histórico foi o treinador Carlos Alberto, que também conversou com nossa equipe. Ele falou sobre a preparação, admitiu que o time tem algumas dificuldades para contratar, mas reforçou a confiança nos seus jogadores. O treinador está há seis anos no Íbis e há três como técnico. 

“Passamos por uma reformulação, pontuamos algumas situações onde temos necessidade, mas dentro das nossas limitações fomos buscar no mercado, o que não é fácil e começamos a caminhar, começamos a evoluir. Dentro do planejamento e da metodologia adotada a gente vai buscar nosso limite, até onde podemos chegar”, ressaltou.

Carlos Alberto está há três anos como treinador do time e foi resposavél pelo acesso

Carlos também admitiu que o time ainda tem algumas lacunas, mas pontuou que chegadas ainda devem acontecer no decorrer do torneio. Sobre a preparação que iniciou desde o dia 13 de dezembro, ele contou que está satisfeito com o trabalho realizado, com a dedicação dos jogadores e reforçou seu apoio ao elenco. 

“Dentro das nossas limitações procurar ser o melhor, tentar colocar em prática nossa metodologia de jogo, nesse sistema e ver o que vai dar. Não adianta chegar aqui e dizer que vai ser melhor, mas a gente tenta ser diferente e fazer o melhor possivel”, apontou.

O artilheiro

Quem também conversou com a nossa reportagem foi o camisa 9 do time, Kelven José, de 29 anos. O atacante foi o artilheiro da Série A-2 e, apesar das dificuldades, não tem medo de sonhar alto com o Ibis no Pernambucano.

"A temporada passada foi muito boa com artilharia e o tão sonhado acesso depois de 22 anos. Neste ano espero fazer uma boa competição, quem sabe até brigar pela artilharia, a gente está jogando o Campeonato para isso e todo os times tem condição de chegar até o título". Falando de artilharia, ele ainda deixou um recado para os atacantes Mikael, do Sport, Kieza, do Náutico, e Walter, do Santa Cruz. Perguntado sobre quem vai ser artilheiro ele cravou: “Eu!”. 

Kelven fez 6 gols na Série A-2 e foi artilheirto do torneio

Fotos: Júlio Gomes/LeiaJá Imagens

O Náutico anunciou a contratação, por empréstimo, do lateral-esquerdo Pedro Vitor, de 23 anos. O jogador, que pertence ao Fortaleza, apesar da pouca idade, já possui experiência internacional, depois de ter sido vendido pelo Sport, para o AEK da Grécia em 2018.

No anúncio feito pelo clube nesta sexta-feira (21) foi destacado sua polivalência. Pedro pode jogar tanto de lateral esquerdo como de ponta. Na sua passagem pela europa além do AEK, ele também jogou no Aris que também é da Grécia, e no Lviv na Ucrânia e no Kups da Finlândia .

##RECOMENDA##

No Brasil, ele jogou Azuriz, do Paraná, Uberlândia e Fortaleza. Pedro é o oitavo reforço do Náutico que já anunciou. Os outros foram Lucas Perri, Wellington, João Paulo, Richard Franco, Eduardo Teixeira, Ewandro e Leandro Carvalho.

O Náutico, em parceria com o Governo de Pernambuco, vai disponibilizar mil testes de Covid-19, nos Aflitos, neste sábado (22), antes da estreia no Campeonato Pernambucano, contra o Íbis, às 16h30. 

No dia em que o governo informou que não vai mais disponibilizar a van do Testa PE, que na temporada passada marcou presença nos Aflitos e na Arena de Pernambuco, o Náutico conseguiu garantir pelo menos mil testes no seu estádio antes do jogo, de forma gratuita.

##RECOMENDA##

Os testes acontecerão na sexta-feira (21), das 17h às 20h, e no sábado (22), a partir do meio-dia até às 16h30, nos Aflitos. Todos os torcedores precisam apresentar resultados negativos. No caso dos testes de antigeno, com prazo de 24 horas, o RT-PCR, de até 72h.

O período de chegada e apresentação de reforços segue a todo vapor. Esta terça-feira (18) foi dia do Náutico apresentar o meia Eduardo Teixeira, que chega inicialmente para ser uma sombra de Jean Carlos, titular absoluto na equipe nas últimas duas temporadas.

No entanto, de olho em um espaço no time principal, Eduardo disse que vai lutar pela vaga e ressaltou que tem a versatilidade como trunfo para atuar, inclusive, ao lado do camisa 10 Alvirrubro.

##RECOMENDA##

“Todo mundo sabe da qualidade do Jean. Eu aprendi a jogar em várias posições na Europa, fui preparado para isso. Se a gente tiver que jogar junto ou eu tiver que ir mais para trás ou para o lado de campo, não vai ter problemas”, disse. 

Eduardo porém não deve ser utilizado  de imediato  por Hélio dos Anjos. Pelo menos não por 90 minutos. Sem jogar há mais de um ano, o jogador tem se aproveitado da pré-temporada para voltar a condição física ideal e deu um prazo para estar 100%.

 “Faz tempo que joguei a última partida, mas a pré-temporada é feita para isso. Todos estão voltando de férias e começam do zero. Creio que nos dois ou três primeiros jogos, dê para pegar o ritmo”, pontuou.

Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (14), o zagueiro Camutanga falou sobre a preparação do time na pré temporada. Mas o defensor não ficou só nisso, foi além e cravou que se sente ídolo do Náutico. Será que ele tem essa moral toda?

"Creio que sou ídolo sim, pelo tempo que tenho de casa, número de jogos, pelos três títulos que consegui aqui, que não foram fáceis. Quero continuar. Estou indo para o quinto ano, me firmar cada vez mais, buscar mais títulos", disse.

##RECOMENDA##

E além de cravar que era ídolo, ele ainda brincou que é mais "ídolo do que Kieza”, atacante do time e parceiro de equipe: "Eu preciso ainda chegar ao patamar que Kuki chegou. Eu brinco até com Kieza que eu sou mais ídolo que ele no clube. Eu digo que ele só conseguiu um título aqui e eu já tenho três."

Camutanga chegou no Náutico em 2018. De lá para cá ganhou dois estaduais e subiu para a Série B, além de ter conquistado o Campeonato Brasileiro da Série C em 2019.

Depois da primeira rodada de testes sem nenhum positivo para a Covid-19, o Náutico anunciou quatro casos da doença, sendo três deles de atletas, nesta sexta-feira (14). Ainda antes de confirmar os casos, o clube cancelou a concentração da equipe.

“Informamos que, após uma nova rodada de testagem, realizada nesta sexta-feira (14), envolvendo jogadores e pessoas que estão no dia a dia do CT, quatro testaram positivo para o novo coronavírus, sendo três atletas e um funcionário”.

##RECOMENDA##

O clube ainda informou que todos estão com sintomas leve, isolados, e cumprindo o protocolo adotado pelo clube.

Depois do Santa Cruz e do Sport terem novamente caso de atletas testando positivo para Covid-19, foi a vez do Náutico divulgar nota, na manhã desta sexta-feira (14), informando que parte do elenco apresentou sintomas gripais. Mesmo com todos testando negativo, a equipe determinou o fim do regime de concentração na pré-temporada.

A decisão busca fazer com que possíveis contaminados não transmitam o vírus para os colegas de quarto, nos momentos de concentração da pré-temporada, visando o início do Pernambucano e Copa do Nordeste.

##RECOMENDA##

O Departamento Médico do Náutico salientou que as queixas dos jogadores foram de sintomas leves e que todos estão seguindo o protocolo determinado pelo clube.

A primeira partida do Náutico em 2022 acontecerá no dia 22 de janeiro, contra o Íbis.

A lateral direita do Náutico atualmente é habitat da categoria de base do clube. O titular é Hereda. Na reserva, o jovem Thassio, de 21 anos, segue sendo acionado quando preciso.

Apesar de ‘novato’ em coletivas, Thassio não fugiu de nenhuma pergunta na entrevista desta quinta-feira (13). Ele citou sua parceria com Hereda, mas ressaltou que espera fazer mais do que os 12 jogos da temporada passada.

##RECOMENDA##

Em 2021, o Náutico não disputou a Copa do Brasil e nem a Copa do Nordeste. As participações deste ano podem ser um indício de novas chances para o jovem lateral.  “Espero ter mais oportunidades. Ano passado, eu tive mais na reta final, estou trabalhando para ajudar a equipe a fazer uma Série B melhor do que no ano passado e se Deus quiser alcançar nossos objetivos”, disse.

O jovem ainda agradeceu ao ‘paizão’ Hélio dos Anjos pela confiança e citou especialmente sua estreia na Série B: “O professor é como se fosse um paizão. Me deu total apoio para poder entrar em campo na minha estreia contra o Confiança. Foi bem tranquilo para o jogo e conseguir fazer uma boa partida”.

Thassio ainda contou que é alvirrubro e que quando criança via Kieza, hoje companheiro de equipe, como um ídolo. Ele também falou sobre sua referência na posição: “Minha grande referência é o Daniel Alves, grande espelho não só para qualquer lateral direito, mas para qualquer atleta de futebol pelo cara que ele é. Gente humilde, trabalhador, que veio do baixo e me espelho nele”, completou.

LeiaJá também

--> Todos os atletas do Náutico testam negativo para a Covid-19

--> Náutico oficializa a chegada do atacante Leandro Carvalho

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando