Tópicos | Sport

O lateral direito Raul Prata vai precisar passar por um procedimento cirúrgico no joelho, após se queixar de dores. O jogador vai realizar uma artroscopia e deve ficar afastado do Sport durante 30 dias.

O diretor médico do clube, Stemberg Vasconcelos, explicou a situação. "A gente fez uma nova ressonância nele para ver lesão na área de menisco. No exame físico, ele sente bastante incômodo, não consegue fazer alguns movimentos para andar e principalmente para correr", disse.

##RECOMENDA##

Stemberg disse ainda que a decisão de realizar a artroscopia foi tomada em conjunto com o atleta. O procedimento acontece na próxima quinta-feira (20).

Logo depois da primeira derrota do Sport na Série A, o treinador Daniel Paulista chamou atenção para um problema que ele quer evitar de imediato no time. Com a bola, mas sem efetividade, o Leão não incomodou o Vasco, que teve nos pés de Felipe Bastos os dois gols que definiram o placar. 

Daniel espera uma resposta imediata da equipe e explicou porque: "Nosso principal trabalho agora é tentar fazer com que a equipe não oscile de uma partida para a outra para que a gente seja mais constante, principalmente no setor ofensivo e defensivo porque nos custou caro o resultado". 

##RECOMENDA##

No domingo (16) é a vez de enfrentar o Atlético-GO e, mesmo sem tempo para recuperar, Daniel admite: "Esse um campeonato de dificuldade e que a cada dia a gente vai ter que jogar o nosso máximo para conseguir os resultados".

O Sport deve chegar ainda nesta sexta-feira (14) em Goiânia. Antes de embarcar o time ainda realiza novos testes de Covid-19.

Após estrear com vitória na Série A, o Sport foi até o Rio de Janeiro cheio de confiança na bagagem para encarar o Vasco, nesta quinta-feira (13), em São Januário. Porém, o péssimo primeiro tempo do Leão foi determinante para que um novo resultado positivo não fosse conquistado. Pra terminar, a famosa ‘lei do ex’ entrou em campo. Fellipe Bastos, que defendeu o Sport em 2018, marcou duas vezes e deu a vitória por 2 x 0 aos donos da casa.

O JOGO

##RECOMENDA##

Logo aos 8 minutos, Gabriel Pec cruzou rasteiro da esquerda, Mailson seu rebote e Fellipe Bastos chegou batendo para abrir o marcador. Aos 31, o mesmo Fellipe Bastos cobrou falta com perfeição e fez o segundo gol vascaíno.

O Sport só chegou aos 20 da segunda etapa com Bruninho cobrando falta e obrigando Felipe Miguel a se esticar todo para mandar para escanteio. Aos 40, Adryelson quase faz o gol de honra, de cabeça, mas parou na trave. Para piorar, o VAR acionou o árbitro que expulsou Ronaldo por causa de uma cotovelada no adversário.

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro

Local: São Januário (Rio de Janeiro)

Vasco: Fernando Miguel; Pikachu (Cayo Tenório), Ricardo Graça, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Fellipe Bastos (Bruno Gomes), Martín Benitez (Guilerme Parede) e Gabriel Pec; Talles Magno (Marcos Júnior) e Germán Cano. Técnico: Ramon Menezes

Sport: Mailson; Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Willian Farias, Betinho (Bruninho), Jonatan Gomez e Rafael (Lucas Venuto); Marquinhos (Ronaldo) e Elton (Hernane Brocador). Técnico: Daniel Paulista

Gols: Fellipe Bastos 2x (VAS); 

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (PR)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

Cartões amarelos: Gabriel Pec e Andrey (VAS); Willian Farias, Hernane Brocador e Marquinhos (SPO)

Cartão vermelho: Ronaldo (SPO)

O costumeiro placar de jogos do Campeonato Brasileiro da Série A que aparece no twitter cometeu uma gafe em um dos jogos desta quinta-feira (13) e chamou o Sport de "Recife". O clube pernambucano joga contra o Vasco em São Januário.

A situação de certa forma pode ser explicada pela presença no nome do time: Sport Club do Recife. Entretanto essa "lógica" não é usada pelos torcedores da equipe que sempre chamam simplesmente de Sport. 

##RECOMENDA##

O jogo entre Vasco e Sport é válido pela segunda rodada da primeira divisão do Campeonato Brasileiro 2020. Vale ressaltar que para o Vasco é a estreia, visto que a primeira rodada contra o Palmeiras foi adiada por conta da decisão do estadual vencido pela equipe paulista.

Foto: Reprodução/Twitter

A delegação do Sport embarcou para o Rio de Janeiro com algumas novidades na delegação para buscar a segunda vitória no Brasileirão nesta quinta-feira (13), contra o Vasco, às 20 horas, no Estádio São Januário.

Últimos reforços, o volante Ricardinho, ex-Guarani, e o atacante Lucas Venuto viajaram para a capital fluminense, e ambos com seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

##RECOMENDA##

Além deles, o atacante Bruninho foi liberado pelo departamento médico e está à disposição do técnico Daniel Paulista depois de desfalcar o Sport nos últimos três jogos.

Apesar dessas novidades, Daniel Paulista deve manter o time que ganhou do Ceará, por 3 a 2, na estreia do Brasileirão. De acordo com o clube, nenhum dos testes de covid-19 realizados na última terça-feira deu positivo.

O técnico do Sport sabe que é preciso manter o trabalho para o time melhorar com o passar dos jogos. "É uma competição de alto nível como o Brasileiro é preciso manter o foco e a concentração o tempo todo. É um campeonato de dificuldade, onde se tem, praticamente, que matar um leão por dia. Um vacilo pode ser fatal", alerta.

Para o duelo desta quinta, Daniel Paulista deve escalar o Sport com Maílson; Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Willian Farias, Betinho e Jonatan Gómez; Marquinhos, Rafael Luiz e Elton.

A covid-19 causou mais um desfalque em equipes que disputam o Campeonato Brasileiro. Desta vez, o prejudicado foi o Vasco, que não poderá contar com o meia Bruno César diagnosticado com a doença, no jogo de estreia da equipe carioca na competição nacional, nesta quinta-feira, às 20 horas, diante do Sport, em São Januário.

O teste foi realizado segunda-feira, e, com o resultado, o jogador foi colocado em período de isolamento de dez dias. Bruno César tinha a possibilidade de começar jogando frente ao time pernambucano. Com a sua ausência, Gabriel Pec deve herdar a vaga.

##RECOMENDA##

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai atualizar em breve a diretriz médica de recomendação de cuidados com o novo coronavírus. A grande quantidade de casos positivos da doença logo nos primeiros dias de disputa do Campeonato Brasileiro levou a entidade a procurar a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) para acrescentar informações ao conteúdo.

A partir de agora, jogadores com casos positivos de covid-19 poderão ser escalados depois de cumprirem dez dias de isolamento e se manterem assintomáticos.

Adversário do Sport na segunda rodada do Brasileirão, o Vasco da Gama tem uma relação especial com jogadores de Pernambuco. Vários craques deixaram o futebol do estado para vestir a camisa do Cruz-Maltino. A CBF entrevistou o ex-jogador Ricardo Rocha para falar um pouco sobre essa relação.

O Xerife, como ficou conhecido durante toda sua carreira, nasceu em Recife e começou a carreira vestindo as camisas do Santo Amaro e do Santa Cruz, no começo como lateral-direito. Depois de viajar o mundo e defender clubes como São Paulo, Sporting e Real Madrid, Ricardo Rocha desembarcou no Rio de Janeiro em 1994 para vestir a camisa do Vasco e se somar a tantos outros ídolos pernambucanos. O carinho dos torcedores já lhe dava um pressentimento bom sobre o que estava por vir.

##RECOMENDA##

"É impressionante, o Vasco tem essa relação com jogadores pernambucanos. O Juninho, eu, Zé do Carmo, Almir Pernambuquinho, Vavá, Ademir Queixada, o Vasco tem essa relação de muitos anos. É muito legal esse carinho do torcedor. Quando eu vim para o Vasco, eu já sabia dessa ligação com os jogadores de Pernambuco. Então você já chega achando que vai dar certo, que vai caminhar bem. E eu fui muito bem recebido por todos", recordou.

Logo em sua primeira grande competição com o Vasco, Ricardo Rocha escreveu seu nome na história do time. No Campeonato Carioca de 1994, o clube se sagrou tricampeão do estado pela primeira e única vez até os dias de hoje. O Xerife foi campeão ao lado de jogadores como Carlos Germano, Jardel, Valdir e de Dener, que faleceu antes da conquista do título.

Mesmo com a experiência que Ricardo já carregava de uma carreira de alto nível (ele chegou ao Vasco com status de zagueiro de Seleção), a passagem pelo clube lhe deixou boas lembranças, que vão além do título.

"Eu já tinha uma experiência de vida, eu não cheguei novo. Cheguei ao Vasco em 94, tinha de 31 para 32 anos. Já não era garoto, já tinha jogado no Maracanã, enfrentado Vasco, Fluminense, Botafogo. Mas para mim foi um apoio muito grande. E com aquele time de 94 a gente foi tricampeão, o Vasco só tem esse. Para mim, ficou uma história muito bonita", declarou.

"Juninho não queria ir para o Vasco"

Como se não bastasse sua passagem vitoriosa por São Januário, Ricardo Rocha ainda deixou ao clube uma espécie de "herança pernambucana". Foi ele quem indicou a Eurico Miranda, então vice-presidente de futebol do Vasco, a contratação de dois jovens talentos. O atacante Leonardo e o meio-campista Antônio Augusto Ribeiro Reis Júnior, ou melhor, Juninho Pernambucano.

Se hoje Juninho é um imortal na história do clube, eternizado em canções e pinturas nas paredes de São Januário, um pouco se deve ao esforço de Ricardo Rocha. A negociação não foi tão fácil e, a princípio, os dois não queria se transferir para o Gigante da Colina. Mas o Xerife entrou em campo para dar o empurrãozinho que faltava.

"Eu indiquei o Juninho e o Leonardo para o Vasco. E eles vieram e foram muito bem. Mas eles não queriam vir, porque naquele tempo o jogador tinha direito a 15% da transferência e o Eurico não queria pagar à vista, só em três vezes. Eu me recordo de ir para a Seleção achando que estava tudo certo e quando eu voltei, não estava, a coisa não tinha caminhado. Eurico disse: 'Ó, Ricardo, eu só pago em três vezes. Se não, eu prefiro nem fazer o negócio". Aí eu conversei com Juninho e com Léo e eles aceitaram e vieram", descreveu.

Afinal, como o próprio Ricardo Rocha definiu, é um sentimento mútuo, que tem muita história e, como todo vascaíno sabe, não pode parar.

"É amor. É um amor que o Vasco tem pelos nordestinos e que os nordestinos também têm pelo Vasco", concluiu.

Da assessoria da CBF

A estreia do Sport com vitória na Série A, contra o Ceará, deu um gás a mais na equipe, logo na largada do Campeonato Brasileiro. Por isso, o lateral Sander quer aproveitar o bom momento contra o Vasco, próximo adversário da equipe na competição. O duelo é quinta-feira (13), em São Januário, às 20h. 

"A gente tem um jogo difícil, vamos buscar essa vitória, mas com os pés no chão. Sabe como é a equipe do Vasco. Cada jogo requer uma forma diferente de jogar e é isso que a gente tem que se preparar durante a semana", salienta. 

##RECOMENDA##

O Sport, a caminho do Rio de Janeiro, realiza um treino no CT do Fluminense nesta quarta (12). Após o jogo, o time já viaja para Goiás onde enfrenta o Atlético-GO na terceira rodada.

Apenas um gol, mas com contexto importantíssimo para o Sport. O meia Jonatan Gomez marcou seu primeiro tento com a camisa rubro-negra, logo na estreia da Série A, contra o Ceará, no último sábado (8).

Feliz por ter marcado, o meia argentino salientou a importância da vitória: "Uma sensação muito legal, muito bonita, primeiro gol com a camisa do Sport, mas também foi muito especial para ajudar o time a ganhar um jogo muito importante". 

##RECOMENDA##

O Sport iniciou com pé direito a competição e ganhou moral depois de resultados bem abaixo do esperado na Copa do Nordeste e no Campeonato Pernambucano. Para Jonatan era exatamente isso que o time precisava. "Quando você começa bem é muito legal para o time ganhar confiança, o time precisava disso", salientou. 

Próxima rodada, um rival que também tem um início de temporada complicado. O Vasco abrirá as portas de São Januário para receber o Leão e mesmo ciente das dificuldades o meia não quer nada que não seja a vitória. "A gente sabe que tem que ganhar, fora é complicado, mas tem que mentalizar na cabeça que vai ganhar", completou.

Autor de dois gols na vitória do Sport contra o Ceará, nesse sábado (9), o centroavante Elton celebra o seu momento com a camisa rubro-negra. Ele ganhou a chance de atuar como titular nas últimas partidas da equipe, fato que, segundo o próprio atleta, influenciou para que ele reencontrasse os caminhos da rede.

Elton tem Hernane Brocador como concorrente ao posto de centroavante do Sport. Nas últimas partidas, o camisa 19, como titular, balançou as redes dos adversários, ao mesmo tempo em que começa a passar confiança ao torcedor do Leão, principalmente após a vitória diante do campeão da Copa do Nordeste.

##RECOMENDA##

“Todo jogador precisa de uma sequência, até para você ganhar ritmo, segurança. O Daniel tem me dado as oportunidades e graças a Deus estamos procurando corresponder dentro de campo, fazendo os gols. Iniciamos bem o Brasileiro, com uma boa vitória diante de um adversário qualificado. Todo jogo tem que ser encarado como decisão”, comentou o atacante.

Experiente, o centroavante sabe que a estreia no Campeonato Brasileiro não pode tirar a humildade da equipe. Ele cobra pés no chão e alerta que a competição nacional é longa, qualificada e repleta de disputas. “Vai sofrer – o time -, o Campeonato Brasileiro é difícil mesmo”, disse o jogador.

O Leão volta a campo no dia 13 deste mês, às 20h. O time de Daniel Paulista enfrentará o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada do Brasileirão.

LeiaJá também

--> "Nunca me desesperei", revela Daniel Paulista após vitória

O Sport pode respirar de maneira mais aliviada. Após campanhas trágicas no Campeonato Pernambucano e na Copa do Brasil, o time leonino estrou bem, nesse sábado (8), na Série A do Brasileirão, ao bater o Ceará por 3x2 na Ilha do Retiro. O técnico Daniel Paulista celebrou o resultado, demostrou satisfação com o desempenho dos atletas e garantiu que, nos insucessos do time neste ano, manteve o foco e a tranquilidade.

“Desde a minha chegada, eu nunca me desesperei quando os resultados não estavam vindo, quando a equipe não estava mostrando nenhum sinal de evolução”, declarou o treinador. Daniel completou sua análise ressaltando que, apesar da vitória diante do Ceará, o campeão da Copa do Nordeste, é essencial manter os pés no chão.

##RECOMENDA##

“Da mesma forma agora, vencendo a primeira dentro do Campeonato Brasileiro, também não empolgo. Tem erros para serem corrigidos, manter os pés muito no chão, serenidade neste momento, continuar trabalhando. Literalmente a gente tem que matar um Leão por dia. A equipe trabalhou muito, os jogadores se empenharam ao máximo”, comentou o treinador do Sport.

O próximo jogo do Leão é na quinta-feira (13), às 20h. Fora de casa, o time recifense encara o Vasco, em São Januário, pela segunda rodada do Brasileirão.

De volta à primeira divisão, o Sport começou bem sua caminhada no Campeonato Brasileiro ao vencer o Ceará, por 3 a 2, na noite deste sábado, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). Destaque para o atacante Élton que marcou dois gols. Jonatan Gomez também deixou o seu para os mandantes, enquanto Cléber e Victor Jacaré anotaram para o campeão da Copa do Nordeste.

No jogo disputado com portões fechados, por conta da pandemia do novo coronavírus, o Sport somou seus primeiros três pontos, enquanto o Ceará está zerado.

##RECOMENDA##

O primeiro tempo foi movimentado e com quatro gols. Antes de a bola estufar as redes, Élton acertou o travessão em cabeçada aos 13 minutos. Logo depois, aos 19, Patric cruzou na medida e Élton abriu o marcador.

Aos 30 minutos, o árbitro de vídeo (VAR) auxiliou na marcação de pênalti para o Sport. Fabinho colocou a mão na bola. Élton bateu no canto direito e ampliou aos 33 minutos.

O Ceará diminuiu dois minutos depois com Cléber. Ele recebeu de Fernando Sobral e finalizou sem chances para Maílson. Mas os donos da casa ampliaram aos 41 minutos. Jonatan Gomez pegou bola rebatida e bateu de primeira.

No segundo tempo, o Ceará foi atrás do prejuízo. Aos 11 minutos, Victor Jacaré diminuiu para os visitantes após aproveitar cruzamento de Cléber. Apesar do gol no início, o Ceará não teve força para empatar o jogo.

O Sport voltará a campo na próxima quinta-feira, às 20 horas, quando visitará o Vasco no estádio São Januário, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada. O Ceará, na quarta-feira, às 21h30, receberá o Grêmio o Castelão, em Fortaleza.

 

FICHA TÉCNICA:

SPORT 3 x 2 CEARÁ

SPORT - Maílson; Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Willian Farias, Betinho e Jonatan Gómez (João Igor); Marquinhos (Lucas Mugni), Rafael Luiz (Maxwell) e Elton (Hernane). Técnico: Daniel Paulista.

CEARÁ - Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Charles (Ricardinho), Fabinho (Lima), Fernando Sobral e Mateus Gonçalves (Rick); Cléber (Bergson) e Rafael Sóbis (Victor Jacaré). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Elton, aos 19 e aos 33 minutos (pênalti), Cléber, aos 35 minutos, Jonatan Gomez, aos 41 minutos do primeiro tempo. Victor Jacaré, aos 11 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Adryelson, Rafael Luiz, Élton (SPORT); Fabinho, Samuel Xavier, Fernando Sobral (CEARÁ).

ÁRBITRO - Edina Alves Batista (SP/Fifa).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio da Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Após escapar do rebaixamento no Campeonato Pernambucano, o Sport entra um pouco aliviado para iniciar sua trajetória no Brasileirão, que começa neste sábado, às 21 horas, diante do Ceará, na Ilha do Retiro, no Recife. O técnico Daniel Paulista ganhou uma boa notícia do seu departamento médico. Recuperado de uma inflamação muscular na coxa, Hernane Brocador foi liberado e deverá estar entre os titulares.

Caso Daniel Paulista aposte mesmo em Brocador, artilheiro do time na temporada com cinco gols, Elton iniciará no banco de reservas. O treinador tem mais uma dúvida, entre Marquinhos e Rafael. O primeiro é o favorito para ficar com a vaga.

##RECOMENDA##

O meio de campo também tem gerado boas disputas no time de Daniel Paulista. Desta vez, o duelo particular é entre João Igor e Betinho. Willian Farias e Jonatan Gómez completam o miolo.

"Nós temos de trabalhar na realidade: grande foco é a permanência. Pela grandeza do Sport, sei que teríamos de pensar em algo maior, mas temos de fazer tudo com os pés no chão. Tentaremos fazer o maior número de pontos possíveis para garantir uma "gordura" em relação à zona de rebaixamento. Não podemos vender uma mentira para o torcedor", disse o treinador.

O Sport vem de um vice-campeonato da Série B em 2019. Mas continua tendo problemas administrativos e financeiros que podem atrapalhar a produção do time durante a competição. Mas há esperança de dias melhores. "O maior desafio que o Sport vai ter no decorrer desse campeonato é conseguir se firmar no cenário internacional e conseguir uma classificação em uma copa internacional. O time vai voltar ao alto nível na América do Sul", garantiu o atacante Leandro Barcia.

FICHA TÉCNICA:

SPORT - Maílson; Patric, Maidana, Adryelson, Sander; Willian Farias, João Igor (Betinho), Jonatan Gómez; Marquinhos (Rafael), Leandro Barcia e Hernane Brocador. Técnico: Daniel Paulista.

O zagueiro Igor Maidana, antes da estreia do Sport na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, pediu para que o time "vire a chave". O defensor reconheceu as dificuldades que o clube enfrentou até aqui na temporada, mas quer, neste sábado (8), iniciar a Série A com o pé direito, dentro de casa. 

Mesmo sem sua torcida, o defensor diz que o Leão tem obrigação em vencer o duelo. "Dentro de casa, a gente tem obrigação de vencer, de fazer três pontos. A gente sabe que deixamos a desejar no Pernambucano", disse. 

##RECOMENDA##

"Outro campeonato, mais disputado onde vamos pegar times que vão jogar de igual para igual (...) Ter confiança na equipe, que todos aqui trabalharam muito bem após essa pandemia. Eu tenho certeza que a gente vai fazer um excelente Campeonato Brasileiro", afirma.

O Sport confirmou, nesta quinta-feira (6), a chegada do reforço Ricardinho, ex Guarani. Volante de ofício, o jogador foi herói do acesso do Bugre, em 2018, para a  elite do Paulistão, e chega no Leão para brigar com Ronaldo e Betinho por uma vaga. 

A regularidade de Ricardinho no Guarani chama a atenção. Em três anos, foram 99 jogos e o título da Série A-2 do Paulistão. O jogador assinou contrato de um ano com o Sport e já se apresentou na Ilha do Retiro

##RECOMENDA##

O lateral Patric, mesmo diante de toda adversidade que paira sobre o Sport antes do início do Brasileiro, demonstra confiança em um bom rendimento do clube na competição. No sábado (8) o Leão enfrenta o Ceará, campeão da Copa do Nordeste, na Ilha do Retiro, pela primeira rodada da Série A.

E enquanto o Vozão vem de uma grande conquista, o Sport traz na 'bagagem' a pior campanha no estadual de toda a sua história. Mas, para Patric, a equipe segue ciente do futebol que pode apresentar.

##RECOMENDA##

”Estamos confiante no grande desempenho que podemos e devemos mostrar. As cobranças vêm, as dificuldades também, mas são nesses momentos, nesses jogos grandes, assim como foi com o Fortaleza, que nós mostramos que somos capazes de desempenhar um bom trabalho", argumenta. "Estamos há quatro jogos sem sofrer gol, isso é muito importante para o sistema defensivo", pontua Patric. 

O lateral, porém, alerta que o Ceará também estará com a confiança em alta. “Uma equipe que vem confiante (...) Vamos jogar duro, para cima deles, e a gente sabe do que é capaz".

O Sport encerrou sua participação no Campeonato Pernambucano de 2020, que marcou a pior campanha da história da competição. Após a vitória por 5 x 0 sobre o Petrolina, nesta quarta-feira (5), o técnico Daniel Paulista já mirou a estreia na primeira divisão.

No próximo sábado (8), o Leão enfrenta o Ceará, na Ilha do Retiro, pela primeira rodada do torneio. Apesar de citar uma evolução na equipe, o treinador não deixou de argumentar a necessidade de reforços.

##RECOMENDA##

"Já tem o Campeonato Brasileiro iniciando no próximo final semana, esse campeonato que já é de uma competitividade muito grande, de uma dificuldade muito grande e a gente está indo no processo de formação. Situações ainda precisam acontecer para que a gente tenha mais opções para montagem dessa equipe", avaliou.

Daniel citou o jogo diante do Fortaleza na Copa do Nordeste para falar da alta competitividade da Série A e afirmou que o Sport precisa apresentar no mínimo algo parecido do que fez contra a equipe cearense.

Daniel também declarou que já tem parte do time definido para a estreia. "A gente já tem uma equipe base definida para esse jogo, lógico que algumas situações ainda precisam ser definidas", cravou.

O volante Ricardinho se despediu do Guarani na manhã desta quarta-feira (5), um dia depois do vice-campeonato do clube bugrino no Troféu do Interior, do Campeonato Paulista, após perder para o Red Bull Bragantino por 1 a 0. O jogador embarca ainda nesta quarta para Recife para assinar contrato com o Sport, visando a Série B do Campeonato Brasileiro.

Nas redes sociais, o jogador agradeceu pelos seus 99 jogos com a camisa bugrina. Existia a expectativa de que fizesse a 100ª partida na terça-feira, mas o técnico Thiago Carpini, assim como já vinha acontecendo em toda trajetória do treinador no Brinco de Ouro da Princesa, optou por não contar com o atleta, fazendo apenas duas alterações das cinco disponíveis.

##RECOMENDA##

"Noventa e nove jogos. Um acesso. Mais do que tudo isso, uma história de carinho, respeito e muita admiração e gratidão por esse clube que fez muito por mim e minha família. Agradeço ao clube que está acima de tudo e todos. A todos os dirigentes, técnicos, comissões técnicas, staff e companheiros de trabalho que tive contato nesse período no qual fui muito feliz. Reservo aqui também um agradecimento especial por todo reconhecimento vindo dos torcedores. Me identifico com casa um de vocês", disse o volante.

Ricardinho relembrou de momentos marcantes com o Guarani e indicou que um dia retornará ao clube campineiro, por quem conquistou o título da Série A2 do Campeonato Paulista, em 2018.

"Queria simplesmente dizer que fui muito feliz no Guarani. Chorei, sorri, mas mais do que isso, aprendi e vivi momentos que pra sempre ficarão em minhas memórias. Obrigado por tanto, Guarani. Você tem um espaço reservado em meu coração. Até breve! Obrigado, Jesus! Se ao olharem para mim as pessoas enxergarem um pouco Ti, é sinal que minha missão foi, verdadeiramente, cumprida", finalizou.

Ricardinho deixou o Guarani em comum acordo com a diretoria, que devia salários atrasados, além de 15 meses de fundo de garantia não depositados. O atleta optou por não entrar na Justiça.

O primeiro gol com a camisa do Sport veio também com a primeira chance de jogar um jogo inteiro. O volante Betinho, autor de um dos gols contra o Decisão no sábado (1) pelo quadrangular do rebaixamento espera seguir atuando na equipe e revelou que o chute, além de ser sua característica, também é um pedido de Daniel Paulista. 

"Esperava uma oportunidade, tinha jogado muito pouco antes desse jogo e Daniel confiou em mim e pude voltar a jogar 90 minutos e fazer gol, coisa que não fiz ano passado", disse Betinho. O jogador lembrou que foram apenas dois gols em 2019. 

##RECOMENDA##

Sobre sua forma de jogar ele garante que o gol não foi mero acaso: "Gosto bastante de chegar na área, distribuir o jogo, como já fui meia uma coisa que eu gosto é a finalização, é uma coisa que venho trabalhando de um tempo, Daniel pede muito isso, que a gente chute de fora area e eu tenho essa característica", frisa o jogador

"Graças a Deus nesse jogo pude fazer o gol. Feliz em poder ajudar o Sport", completa. Betinho ainda disse que teve dificuldades com a questão física no retorno e citou que no Sport a preparação é mais forte do que na sua equipe anterior, a Tombense.

Na briga contra o inédito rebaixamento no Campeonato Pernambucano, o Sport não deu chances ao Decisão e aplicou a goleada de 3X0, neste sábado (1º), em Caruaru, Agreste do Estado. Com uma equipe mais ofensiva, o time comandado por Daniel Paulista conquistou o resultado ainda no primeiro tempo e expulsou de vez a chance de cair para a Séria A2 do estadual.

O Leão entrou no jogo ligado e já abriu o marcador aos 9 minutos, com Leandro Barcia de cabeça, após cruzamento de Patric. Mesmo com o gol, o uruguaio queria mais e arrancou em direção à área até ser puxado pelo lateral esquerdo Weslley. Como o camisa 6 era o último homem do Decisão, recebeu o cartão vermelho direto.

##RECOMENDA##

 A equipe de Bonito tentava voltar ao jogo quando foi surpreendida pelo chute de Betinho, que soltou o pé na intermediária e contou com a ajuda do goleiro Henrique, que aceitou a bola no meio da barra. O Sport manteve a pressão e não sentiu as raras investidas do adversário. Nos minutos finais da primeira etapa, aos 43, Elton desviou um cruzamento rasteiro de Marquinhos e ampliou a vantagem. Sport 3x0.

Os dois times voltaram com mudanças para o segundo tempo. Enquanto Daniel Paulista aproveitou para retirar jogadores desgastados e fazer testes na equipe, o técnico do Decisão, Paulo Júnior, deu sangue novo ao time para segurar o placar e evitar mais gols. Com o resultado garantido, o Sport manteve o jogo morno até o apito final.

Ficha de jogo

Competição: Campeonato Pernambucano 2020

Local: Estádio Antônio Inácio de Souza, Caruaru

Sport: Mailson; Patric (Raul Prata), Chico, Adryelson, Sander; Willian Farias (João Igor), Betinho, Lucas Mugni (Ronaldo Silva); Marquinhos, Leandro Barcia (Maxwell), Elton (Jonatan Goméz). Téc. Daniel Paulista

Decisão: Henrique; Victor Sorriso (Rafinha), Alenilson, Raykar, Weslley; Vágner Rosa (Josy), Danilo Cirqueira, Aruá (Esquerdinha); Felipe Almeida (Romarinho), Jackson (Gui), Williams Luz. Téc. Paulo Júnior

Gols: Leandro Barcia, Betinho e Elton (SPO)

Arbitragem: Nairon Pereira de Lira (PE)

Cartão vermelho: Weslley (DFC)

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando