Tópicos | Santa Cruz

De olho em ampliar a liderança no Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz foi até o Sertão encarar a sensação do futebol do estado, nessa quarta-feira (19). Diante do Afogados, o clube coral não teve vida fácil, mas venceu e chegou aos 16 pontos na competição. Já o time sertanejo segue na terceira colocação, com nove pontos.

O JOGO

##RECOMENDA##

Estreando da noite, Victor Rangel quase abre o placar aos 8 minutos. Ele recebeu na área, dominou, limpou e chutou para a boa defesa de Wallef. Logo em seguida, ele teve uma ótima chance de novo, batendo de primeira. Mais uma vez, o goleiro pegou. O gol tricolor acabou saindo dos pés de um velho conhecido. Danny Morais ficou com a bola na entrada da área, arrumou e soltou a bomba para fazer 1 x 0.

Aos 15 da segunda etapa, os visitantes ampliaram. Pipico foi derrubado dentro da área, após ficar com a bola em uma saída errada dos donos da casa. O camisa 9 coral cobrou a penalidade, mas acertou a trave. Porém, no rebote, Toty chegou chutou forte para fazer 2 x 0.

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Pernambucano

Local: Vianão (Afogados da Ingazeira)

Afogados: Wallef; Jader, Márcio, Edivan (Heverton) e Thalyson; Diego Teles (Aurélio), Douglas Bomba, Erivelton e Candinho (Rodrigo); Phillip e Diego Ceará. Técnico: Pedro Manta

Santa Cruz: Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Fabiano (Feliphe Gabriel); Bileu, Paulinho, Didira e Patrick (André); Victor Rangel (Jeremias) e Pipico. Técnico: Itamar Schulle

Gols: Danny Morais e Toty (SAN)

Arbitragem: Nairon Pereira

Assistentes: Marcelino Castro e Karla Santana

Cartões amarelos: Fabiano, Danny Morais e Patrick (SAN)

Público: 2.033

Já não há mais ninguém 100% no Pernambucano 2020. O Santa segue líder e invicto, mas só empatou com o Central neste domingo (16) no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. O resultado acabou sendo bom para a cobra coral, uma vez que uma bobagem da defesa resultou na expulsão do zagueiro Denilson no começo do jogo.

Na quarta (19), os tricolores vão a Afogados da Ingazeira, no Sertão, encarar o terceiro colocado. Já o Central visita o Náutico em busca de se recuperar na competição. Até agora são duas derrotas, dois empates e apenas 1 vitória.

##RECOMENDA##

Início desastroso no Santa

Central e Santa Cruz ainda se estudavam no jogo quando uma falha bisonha do zagueiro Denilson resultou na sua expulsão e deixou o tricolor com um a menos aos 5 minutos de jogo. A partir daí, o que se viu foi a Patativa com maior posse de bola e o visitante recuado atrás da linha do meio de campo, sem dar espaços aos donos da casa.  

O resultado foi um jogo tático, sem lances bonitos e sem muitas chances de gol. Os goleiros tiveram pouco trabalho e o primeiro tempo terminou sem nenhuma chance clara de gol. O destaque acabou sendo a entrada do zagueiro Célio Santos, que não jogava desde janeiro de 2018.

Bola na trave e fome centralina

Até que o treinador Evandro Guimarães tentou mudar o Central. Ele sacou o atacante Bambam e colocou Robinho, jogador mais rápido, para tentar incomodar mais o Santa. Mesmo assim, ainda sem conseguir entrar na área coral para finalizar, os jogadores da Patativa tentaram chegar ao gol com chutes de média distância. A pontaria não estava boa.

O lance mais claro de gol do jogo acabou sendo mesmo do Santa Cruz. Em falta sofrida por Didira, Pipico foi para a bola e cobrou forte e no ângulo, mas a bola explodiu no travessão.

O duelo do Santa Cruz contra o ABC pela Copa do Nordeste foi marcante. Gol no fim e primeira vitória da equipe na competição. Mas os motivos que fizeram a noite de quinta-feira (13) memorável para o jovem André foram outros. O jogador formado na base do clube, estreou no profissional e falou sobre a emoção.

“Foi difícil dormir. Para falar a verdade, quase não dormi depois do jogo. Se preguei o olho por três horas foi muito. Eu acordava a toda hora, ficava pensando e lembrando da torcida. Foi mágico”, comemorou. 

##RECOMENDA##

O jogador ainda aproveitou para se declarar para a equipe coral: ”Eu olhava lá pra cima e via aquela torcida. A cada passe que eu dava batiam palma, teve um chute que eu arrisquei e todo mundo aplaudiu, gritou meu nome. Sou apaixonado por essa torcida, de verdade!”, declarou.

 Além de André, João Cardoso e Felipe Cabeleira fizeram sua estreia no profissional do Santa Cruz. 

Com informações da assessoria

O zagueiro Célio, que passou por um período de testes no Santa Cruz, teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF nesta sexta-feira (14) e está apto para atuar pelo clube. O jogador fica no time até o fim da Série C. 

Célio não atuou por nenhum clube na temporada 2019. Seu último jogo foi em janeiro de 2018, quando atuava pela equipe do Muangthong United da Tailândia. O atleta está há mais de dois anos sem atuar.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Itamar extravasou no banco de reservas após o gol de Toty que culminou na primeira vitória do Santa Cruz na Copa do Nordeste 2020 nessa quinta-feira (13). O treinador levantou a camisa, correu, colocou integrantes da comissão no colo. Mas existia um motivo para essa euforia, a pressão e o alívio após a vitória.

"Foi uma semana muito importante. Aqui no Santa Cruz, pela imensa torcida que tem, sempre ocorre essa pressão e a gente tem que saber lidar com isso com tranquilidade e saber que estamos fazendo o melhor pelo clube", declarou. 

##RECOMENDA##

O treinador ainda comentou sobre a polêmica que envolveu a primeira partida durante a semana. Itamar optou por ir com os titulares no estadual contra o Salgueiro e se viu obrigado a poupar na Copa do Nordeste. 

“As alterações ocorreram pelas necessidades e eu fiquei feliz por ter dado certo, porque se não tivesse dado certo eu agora estaria sendo cobrado: 'porque eu usei uma equipe contra o Salgueiro, não poupei para jogar hoje'. Esse é o planejamento que a gente faz internamento”, relatou. 

Depois de uma vitória suada com gol no último minuto, o treinador Itamar Schulle demorou, mas a apareceu na sala de imprensa para comentar o trunfo desta quinta-feira (13), na Copa do Nordeste. O treinador elogiou os atletas da base e afirmou que o Santa Cruz dominou o ABC.

“Estreia de jogadores novos, jogadores que tiveram a primeira oportunidade na carreira e diante desse contexto nossa equipe foi bem. O adversário buscando o contra-ataque e tentando jogadas de velocidade. Quando corrigimos isso passamos a dominar o jogo”, disse.

##RECOMENDA##

Mesmo com o domínio, o gol só veio no fim da partida em jogada do lateral Toty. Itamar mencionou a entrega da equipe. “Às vezes é assim, na entrega, nunca desistindo. Hoje tivemos uma entrega muito grande para conquistar os três pontos. Taticamente a equipe dominou o adversário, principalmente no segundo tempo”, afirmou.

O treinador ainda elogiou os atletas da base que estrearam: João Cardoso, André e Felipe Cabeleira. Itamar lembrou que erros acontecem e que a utilização desses jogadores é uma construção. “No decorrer dos jogos, com mais sequências, eles vão evoluir com os demais”, projetou.

Poupando jogadores e estreando atletas da base, o Santa Cruz recebeu o ABC, nessa quinta-feira (13), no estádio do Arruda e venceu a primeira na Copa do Nordeste. O gol, primeiro do tricolor na competição, foi marcado por Toty, nos minutos finais da partida.

O JOGO

##RECOMENDA##

A partida começou equilibrada e com lances perigosos. O primeiro foi de Jeremias, após tabela com Maycon Felix. Depois duas faltas perigosas para o ABC. Na primeira, cabeçada de Marlon, depois João Paulo bateu no travessão com intervenção do goleiro coral. O jogo seguiu equilibrado, mas sem muita criatividade. No fim, Jeremias ainda recebeu em profundidade e finalizou pra fora. O primeiro tempo terminou sem gols.

O jogo voltou com Santa Cruz mais ligado. A equipe esboçou uma ‘blitz’ e por muito pouco não chegou ao gol após jogada de João Cardoso para Didira. O tricolor seguiu a procura do gol, mas só chegava em chutes de fora da área. O ABC se defendia, mas já não era capaz de levar perigo.

O Santa permaneceu com a bola, mas criava pouco. Aos 46. o jovem Felipe Cabeleira teve a chance, mas a bola bateu na trave. Toty, já no fim recebeu, invadiu a área e marcou o gol da vitória, que fez o time chegar aos quatro pontos na competição.

[@#galeria#@]

FICHA DE JOGO

Competição: Copa do Nordeste 

Local: Arruda (Recife)

Santa Cruz: Maycon Cleiton;Junior, Willian Alves, Danny Morais, Toty; Bileu (Felipe Cabeleira), Lucas Gonçalves (André), João Cardoso (Tinga), Jeremias; Didira e Mayco Felix. Técnico: Itamar Schulle

ABC: Rafael; Pedro Costa, Joécio, Vinicius Leandro, Marlon; Cedric, Felipe Manoel (Vinicius Paulista), Jailson; João Paulo (Junior Maranhão), Igor Goularte, Berguinho (Núbio Flávio). Técnico: Francisco Diá

Gol: Toty (SAN)

Arbitragem: Glauco Nunes Feitosa (CE)

Assistentes:  Anderson Silveira Ribeiro e John Lennon Batista da Silva Chaves (CE)

Cartões amarelos: Vinicius Leandro, Felipe Manoel(ABC), Willian Alves, Lucas Gonçalves, Danny Morais (SAN)

Não foi uma partida de muitos recursos técnicos, mas quem os tinha usou bem para ajudar o Santa Cruz a juntar mais uma vitória e assegurar a lideração e os 100% no Campeonato Pernambucano. Após sair perdendo antes mesmo dos dois minutos, os tricolores contaram com a qualidade de Pipico, Paulinho e do goleiro Maycon Cleiton para virar e manter o resultado de 2 a 1.

Vacilo e golaço de Pipico

##RECOMENDA##

Uma tremenda falha de Toty e gol do Salgueiro. Foi assim que começou o jogo no Arruda. Tendo a oportunidade de jogar devido a ausência do até então titular Júnior, o lateral direito vacilou feio ao tentar sair para o jogo e deixou a bola com açúcar para Willian Anicete driblar Maycon Cleiton e abrir o placar com pouco mais de um minuto de jogo. 

A já impaciente torcida coral - pela escalação dos titulares mesmo com compromisso pela Copa do NE -  começou a vaiar o jogador, que demonstrou insegurança.

Depois disso, o Salgueiro se fechou para esperar o Santa e não ameaçou mais a meta de Maycon Cleiton. Já o Santa rodou a bola com certa lentidão, mas se mantendo no campo de ataque. Até aparecer o matador.

Pipico mostrou por que é ídolo. O atacante recebeu passe pela intermediária, avançou, deixou um adversário na saudade e bateu forte, de longe e no ângulo, sem chances para o goleiro Tanaka.

Virada e dois pênaltis não marcados

O Salgueiro voltou mais aceso para a etapa final e chegou a ter duas boas chances logo no início do jogo. Foi só o tempo do Santa encaixar a marcação de novo e voltar a incomodar a defesa adversária.  Pipico, que caiu muito pelas pontas para armar as jogadas era o melhor em campo.

Apesar da resistência da zaga visitante, o Santa conseguiu virar o jogo após um lindo passe de Paulinho e contou com a sorte quando Fabiano bateu cruzado e a bola desviou na zaga antes de entrar: 2 a 1.

Mas os sertanejos incomodavam no contra ataque e foi em um desses lances que o Santa ficou com um jogador a menos. Renato recebeu de frente para a área e foi parado com falta de Danny Morais, que já tinha amarelo e foi expulso.

Depois disso, o Salgueiro ficou com mais posse de bola, mas parou em pelo menos duas defesas difíceis de Maycon Cleiton.

O personagem do final do jogo foi o árbitro Paulo Belence, que deixou de marcar dois pênaltis claros – um para cada lado – e deixou o campo bastante xingado pelos torcedores tricolores.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Maycon Cleiton; Toty, William Alves, Danny Morais e Fabiano; Denilson (Bileu), Paulinho e Didira; Mayco Félix (Augusto Potiguar), Pipico e Patrick Nonato (Feliphe Gabriel). Técnico: Itamar Schulle

SALGUEIRO:  Tanaka; Adenilson, Arthur, Ranieri e Daniel Rodrigues; Raimundinho (Caetano), Willian Daltro, Bruce (Tarcísio) e Renato Henrique; Willian Anicete (Thomas Anderson) e Muller Fernandes. Técnico: Daniel Neri

Árbitro: Paulo Belence Alves dos Prazeres Filho

Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Jose Romao da Silva Neto

Cartões amarelos: Danny Morais (Santa), Wilian Anicete (Salgueiro), Arthur (Salgueiro),

Cartão vermelho: Danny Morais (Santa)

Público: 3.554

Renda: 18.725

O Campeonato Pernambucano para o tricolor do Arruda tem sido positivo no campo e de prejuízo fora dele. A reportagem do LeiaJá, que publicou uma matéria sobre o tema nesta segunda-feira (10), procurou  o Santa Cruz para comentar sobre o assunto. O clube explicou o motivo do déficit, além de detalhar o valor e o que seriam as “Despesas Operacionais do Clube”, que creditou a maior parte da renda dos dois jogos no Arruda.

A explicação do clube é que, em comparação com outros estádios, o Arruda, por ser maior, demanda um gasto excedente. “São despesas com catraqueiros, seguranças, funcionários, limpeza, aluguel de equipamentos, enfim, despesas diversas que no sistema da FPF não são discriminados um a um”, explicou Fred Dias, integrante do núcleo gestor. 

##RECOMENDA##

Mas o fato é que essa despesa, se comparada por exemplo com jogos do Sport disputados na Arena de Pernambuco, estádio de Copa do Mundo, que demanda uma operação alta, segue sendo maior em um número relevante. 

No duelo Sport e Vitória na Arena de Pernambuco, além dos gastos com taxas, Federação, INSS, entre outras, existe uma cobrança denominada “Quadro Móvel do Clube”. Nesta partida ficou em R$ 8.995. Na partida contra o Central, também na Arena, o valor foi de R$ 9.420.

Comparando com as partidas do Arruda a diferença é relevante. No jogo com o Petrolina, no estádio coral, as “Despesas Operacionais” foram de R$ 48.142,00. Contra o Vitória, R$ 29.420,00. 

Sob pressão do treinador Itamar Schulle, que tem cobrado reforços, o Santa Cruz anunciou uma novidade para o meio campo. Chiquinho, ex-Vitória, chegou nesta segunda-feira (10) no Recife para a realização de exames e assinatura do contrato com o tricolor.

Com passagens por Flamengo, Fluminense e Santos, Chiquinho, na temporada passada, vestiu a camisa do Vitória e teve uma rápida experiência no futebol chinês, onde fez 3 jogos pela equipe do Meizhou Hakka.

##RECOMENDA##

Com o Vitória, Chiquinho atuou em 17 oportunidades. Sendo titular em apenas uma delas. Em julho de 2019 no duelo contra a Ponte Preta pela Série B do Brasileiro. O jogador marcou um gol, justamente na partida em que foi titular.

O Campeonato Pernambucano ainda está nas suas primeiras rodadas. Depois de três partidas, o Santa Cruz segue invicto na competição e ocupa a 2° colocação, atrás apenas do Náutico, que tem um jogo a mais. Apesar do bom desempenho no estadual, dentro de campo, fora dele a equipe coral tem tido prejuízos financeiros na competição.

Foram dois jogos no Arruda: Petrolina e Vitória das Tabocas. Nessa segunda partida o clube teve um prejuízo de 6 mil reais. No boletim financeiro divulgado pela Federação Pernambucana de Futebol, a renda bruta do jogo foi de R$ 45.575,00. Mas no fim, a renda liquida acabou tendo prejuízo de R$ 6.924,92.

##RECOMENDA##

O total de despesas chegou a R$ 52.499,92 o que ocasionou o dano. O que chamo a atenção é uma despesa que não é vista em outros clubes. O boletim financeiro da FPF traz, detalhadas, todas as despesas: taxas, INSS, taxa da FPF-PE, tributos, bombeiros, entre outras. Mas a parte que conta com o maior desconto são as "Despesas operacionais do clube". No jogo em questão a despesa chegou a R$ 29.420,00.

No primeiro jogo, contra o Petrolina, que abriu a competição, a renda bruta foi de R$ 162.420,00. As despesas totais foram de R$ 158.309,27, totalizando uma renda liquida de R$ 4.110,63. Novamente a taxa "Despesas operacionais do clube" foi o que mais tirou dinheiro do Santa Cruz. No total o valor foi de R$ 48.142,00.

Com isso o Santa Cruz está em último lugar no quesito renda liquida entre todas as 10 equipes participantes. No total da competição a renda do tricolor é de -R$2.814,29 segundo o site srgoool, especialista em estatísticas. Se comparado com o líder no quesito, o Náutico, a diferença ultrapassa a casa dos 100 mil reais. O total da renda liquida do timbu é de R$ 146.241,95.

Já na renda bruta em que é contabilizado todo valor arrecadado sem nenhum desconto, o Santa Cruz tem a maior da competição. Ao todo, foram R$ 207.995,00. O ranking é seguido por Náutico com R$ 175.488,00 e Sport com R$ 161,265,00.

O Santa Cruz não teve a menor chance, nesse sábado (8), diante do Fortaleza, na Arena Castelão, em partida válida pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Inferior o jogo todo, o time coral perdeu por 3 x 0 e segue sem vencer na competição. Após o jogo, mais uma vez, o técnico Itamar Schulle lamentou as poucas opções do elenco tricolor e deixou no ar uma possibilidade de deixar o Arruda.

“Tivemos uma reunião. Não vou ficar aqui de escudo, tomando pancada e sendo criticado. Já pensei em sair, antes mesmo de hoje. Futebol não é para amanhã. A gente já tinha que ter opções. Você acaba queimando o jogador, improvisando atleta, a gente tentou o que tinha. Sempre estoura isso no treinador. Se as coisas acontecerem, maravilha, se não, não sou treinador de ficar só recebendo salário”, desabafou.

##RECOMENDA##

“Sempre fui muito chato nisso. Temos que continuar com paciência, calma e o nosso torcedor tem que entender. Graças a Deus, passamos de fase da Copa do Brasil, só que com o elenco que temos não disputamos três competições ao mesmo tempo. Tenho muito orgulho desse time, o que deixa me triste é o momento do clube”, finalizou.

O Fortaleza confirmou a boa fase que vive com mais uma boa vitória. Nesse sábado (8), na Arena Castelão, a vítima foi um pernambucano. Superior o tempo todo, o tricolor cearense não tomou conhecimento do Santa Cruz e venceu por 3 x 0, pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

O triunfo começou a se desenhar no primeiro tempo. Aos 30 minutos, David recebeu lançamento de Romarinho, saiu na cara do gol, driblou Maycon Cleiton e abriu o placar. Aos 24, Willian Alves meteu a mão na bola dentro da área. Na cobrança de pênalti, Wellington paulista bateu e fez

##RECOMENDA##

Aos 27 da segunda etapa, nova penalidade. Dessa vez, Júnior derrubou Mariano Vázquez. Wellington Paulista fez o terceiro. Com o resultado, o Fortaleza assumiu a liderança do Grupo A da competição.

FICHA DE JOGO

Competição: Copa do Nordeste

Local: Arena Castelão (Fortaleza)

Fortaleza: Felipe Alves; Gabriel Dias, Michel, Paulão e Carlinhos; Juninho, Felipe, David (Mariano Vázquez) e Romarinho (Edson Cariús); Osvaldo e Wellington Paulista (Derley). Técnico: Rogério Ceni

Santa Cruz: Maycon Cleiton; Júnior, Danny Morais, William Alves, Denilson e Fabiano; Bileu (Tinga), Paulinho (Toty) e Jeremias; Patrick e Pipico (Mayco Felix). Técnico: Itamar Schulle

Gols: David e Wellington Paulista (2x) (FOR)

Arbitragem: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Carlos Eduardo Bregalda (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)

Cartões amarelos: Gabriel Dias e Felipe (FOR); Fabiano e William Alves (SAN)

Reforço do tricolor para a atual temporada, o volante Bileu tem boas memórias contra o próximo adversário do Santa Cruz na Copa do Nordeste, a equipe do Fortaleza. Seu último gol foi contra a equipe cearense na temporada de 2017 quando atuava pelo Cuiabá. Três anos depois o reencontro.

Foi ainda na temporada de 2017 quando vestia a camisa do Cuiabá e disputava a série C que Bileu foi as redes contra o Fortaleza. O duelo naquela ocasião terminou 1x1: "Tava 1×0 pra eles aqui (Castelão) e eu consegui empatar o jogo no finalzinho do jogo. Vamos ver se essa lei do ex funciona mesmo”, disse.

##RECOMENDA##

O jogador ainda aproveitou para salientar sobre a importância da partida. Na Copa do Nordeste o Santa Cruz jogou uma vez e empatou com o Bahia: "É um jogo importante. Fizemos apenas um ponto. Vai ser difícil aqui. Pretendemos vencer para alavancar e chegar entre os primeiros colocados. Vai ser um jogo bom e de duas equipes buscando o gol durante o tempo todo”, afirmou.

O Santa Cruz já está em solo cearense. A partida acontece neste sábado (8), no Castelão às 16h.

Dinheiro. R$ 650 mil. Esse era o objetivo do Santa Cruz, nessa quarta-feira (5), na Arena Pantanal, em Cuiabá. Passar pelo Operário e abocanhar essa cota da Copa do Brasil, grana muito bem-vinda para ajudar no planejamento coral. Só bastava o empate e, jogando mal, o time tricolor tem que agradecer o resultado de 0 x 0. O adversário na próxima fase sairá do confronto entre União Rondonópolis e Atlético-GO.

O JOGO

##RECOMENDA##

Vamos pular o primeiro tempo, que não teve nada. A primeira chance de gol só saiu aos 18 minutos da segunda etapa, e foi tricolor. Após escanteio, a bola sobrou para Fabiano, dentro da área. Ele limpou a zaga, puxou para a esquerda, mas bateu sobre o barra.

Do outro lado, os donos da casa, também horríveis durante a maior parte da partida, acabaram criando a melhor chance do jogo inteiro. João Guilherme serviu Uálisson Pikachu dentro da área. O camisa 10 ficou de frente com Maycon Cleiton, mas chutou pra longe. 

FICHA DE JOGO

Competição: Copa do Brasil

Local: Arena Pantanal (Cuiabá)

Operário: Igor Rayan; Igor, Marlon, Marcão e Kaio; Caio Matias, Natan (Léo), Uálisson Pikachu e Gil Mineiro (Vandinho); João Guilherme e Pilar (Kaio Felipe). Técnico: Luiz Gabardo

Santa Cruz: Maycon Cleiton; Júnior, Danny Morais, William Alves e Fabiano; Bileu (Lucas Gonçalves), Augusto Potiguar (Jeremias), Paulinho (Ítalo Henrique) e Didira; Mayco Felix e Pipico. Técnico: Itamar Schulle

Arbitragem: Ivan Guimarães (AM)

Assistentes: Marcos Vieira (AM) e Anne Kesy (AM)

Cartões amarelos: Caio Matias (OPE); Paulinho, Augusto Potiguar, William Alves e Maycon Cleiton (SAN)

Rodeado de expectativa, o Santa Cruz enfim anunciou a chegada do atacante Victor Rangel, ex-Botafogo. O jogador chegou ao clube tricolor nesta quarta-feira (5) e agora aguarda a regularização do atleta.

Victor Rangel tem 29 anos e vem para disputar a posição com o artilheiro e xodó da torcida coral, Pipico. Em seu perfil no Twitter, ele colocou uma foto do Santa Cruz na capa.

##RECOMENDA##

Na temporada passada, Victor Rangel atuou no Botafogo e pelo CRB, emprestado. Ao todo, na temporada, foram 35 jogos, 14 pelo Botafogo e 21 pelo CRB. O jogador marcou 6 gols com a camisa da equipe alagoana.

[@#video#@]

Destaque do Santa Cruz na Copa Pernambuco, o atacante Leozinho chegou a um entendimento e, depois de um período longe do tricolor, acabou por renovar o seu contrato e não deve integrar o elenco no Campeonato Pernambucano. O jogador anunciou o acordo através das redes sociais nesta quarta-feira (5).

Leozinho fez oito gols na Copa Pernambuco, ficando com a artilharia. Após o torneio, o jogador não teve seu contrato renovado. Mas nesta quarta um novo acordo foi selado. O jogador falou com exclusividade à reportagem do LeiaJá e comemorou o acerto.

##RECOMENDA##

"Estou bem feliz pela renovação, queria muito que desse certo por ser um grande clube e ter uma grande camisa. Espero jogar pelo profissional", disse. Segundo a apuração do LeiaJá, o jogador terá contrato com o Santa até o fim de ano e deve ser emprestado. O clube para qual Leozinho vai ainda não foi acertado.

O Santa Cruz estreia na Copa do Brasil com direito a transmissão internacional. A novidade foi anunciada pelo perfil oficial da competição nas redes sociais. O streaming atenderá a todos brasileiros que residem foram do Brasil e poderão acompanhar algumas partidas da competição nesta quarta-feira (5).

O Santa Cruz vai até Várzea Grande em Mato Grosso para enfrentar o Operário-MT. A partida será às 21:3h0 com transmissão iniciada para torcedores fora do brasil às 20:50h. 

##RECOMENDA##

Caso avance de fase na competição a equipe do Santa Cruz que está invicta no campeonato pernambucano vai aguardar o vencedor do duelo entre União Rondonópolis e Atlético-GO.

[@#video#@]

Mesmo contrário às torcidas organizadas em Pernambuco, o promotor do Ministério Público (MPPE) Ricardo Coelho afirmou que o posicionamento do presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) Evandro Carvalho foi 'infeliz e criminosa'. A resposta veio após o lamento do presidente em relação à postura da Polícia Militar que, para Evandro, deveria ter executado os criminosos envolvidos na confusão durante as comemorações do aniversário de 106 anos do Santa Cruz, ocorrida na segunda-feira (3).

"Declaração infeliz e criminosa à medida que incita a prática de crime e execução e ela deve ser objeto de responsabilização. Uma pessoa que ocupa um cargo de tamanha relevância e importância não pode falar esse tipo de afirmação à medida que estimula a prática criminosa. Isso está na lei penal [...] medidas extremas como esta sugerida não cabe”, analisou em entrevista à Rádio Jornal.

##RECOMENDA##

O promotor, que é responsável por uma ação civil pública que objetivava extinguir as torcidas organizadas em Pernambuco, lembrou que a federação foi favorável às uniformizadas na época da ação.



Em seu entendimento, deve haver um afastamento entre política e futebol. Porém, Ricardo avalia que “o que cabe é o rigor da FPF, vontade política de enfrentar o problema. Do MP de ser um condutor desse processo para que tenhamos mais respostas efetivas já que esse problema foi vencido em outros estados e até no exterior", comparou.

Enquanto Evandro disparou contra o Congresso Nacional chamando deputados de 'covardes' por não acatar políticas de extermínio. Para o promotor, a FPF tem poder para proibir a entrada das TO's nos estádios, contudo 'falta vontade política'.

"Por que esse ato nunca foi baixado? Uma decisão judicial numa ação que já existe e está em curso na Justiça também poderia proibir. Essas decisões são políticas e elas não vieram. A federação recusou a recomendação do MP para que essas torcidas fossem proibidas [...] se você considera que os tumultos provocados pelas torcidas são crimes de menor potencial ofensivo, a penalidade aplicada será branda e o meliante libertado. Vai dar cesta básica e estará novamente no jogo. Mas você pode dar uma interpretação mais rígida e entender que houve furto, roubo, tentativa de homicídio, lesão corporal. Não são crimes de menor potencial ofensivo. Eu particularmente acho que não existe normas brandas, falta interpretação adequada", criticou Coelho.

Um dia após a confusão que terminou com feridos e nenhum preso no Pátio de Santa Cruz, área Central do Recife, uma nova confusão foi registrada entre torcidas uniformizadas. Antes da partida entre Sport e Rêtro, ocorrida nessa terça-feira (4), dois grupos rivais trocaram agressões na Estação de metro Tancredo Neves, na Zona Sul. Novamente não houve registro de feridos.

Um dia após a agressão ocorrida no Pátio de Santa Cruz, quando a torcida organizada do Sport atacou os tricolores que comemoravam o aniversário do clube, o assunto ainda repercutia. Alguns rubro-negros que estiveram na Ilha do Retiro, nessa terça-feira (4), acompanhando o empate do Leão diante do Retrô, pelo Campeonato Pernambucano, falaram com a reportagem do LeiaJá sobre o assunto. Eles recriminaram a agressão e cobraram ações do clube e do governo.

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando