Tópicos | gabarito

Após o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) garantir ter corrigido o problema de inconsistência nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, estudantes que prestaram o exame ainda relatam um possível erro em suas pontuações. Segundo o Inep, o erro foi ocasionado por um problema gráfico e teria atingido 5.974 mil estudantes de todo o Brasil. O problema foi corrigido ao final da tarde dessa segunda-feira (20).

Uma das estudantes que se queixam da nota da prova é Valissa Ferreira, de 19 anos. Em entrevista pelo LeiaJá, ela argumenta que acertou 23 questões da prova de matemática, ficando com média 590, e que uma amiga assinalou a alternativa correta em 24 questões, ficando com 760. Ciente do método de correção baseada na Teoria Resposta ao Item (TRI), que tem como objetivo identificar possíveis chutes dos estudantes, ela questiona a diferença de quase 200 pontos. 

##RECOMENDA##

"Tivemos algumas questões que ficaram bem parecidas. Outras, obviamente, não. Acho que o TRI não iria mudar tanto, são quase 200 pontos", relata a estudante.

Ela alega que tentou entrar em contato com o Inep, dentro do prazo estabelecido pelo órgão para que os estudantes enviassem as queixas, mas não obteve resposta. "A nota não mudou nada. Eu mandei e-mail e eles não deram retorno. Eu não sei mais o que fazer. É desesperador estudar o ano todo e ser prejudicada", lamenta a jovem. 

Procurado pela reportagem do LeiaJa.com, até o fechamento desta matéria o Inep não retornou nossos questioamentos sobre o caso.

Outros estudantes também questionam a correção no Twitter. Veja abaixo:

[@#video#@]

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou os cadernos de provas e gabaritos da seleção para os programas de residência médica e multiprofissional 2020. Os candidatos responderam às questões nesse domingo (8). 

Para o próximo ano, são oferecidas 866 vagas na residência médica em 78 especialidades e 644 vagas para residências multiprofissionais, em 63 áreas de atuação. O resultado tem previsão de divulgação para o dia 24 de janeiro no site da UPE

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> UPE realiza provas de residência médica neste domingo (8)

--> Residência médica: dedicação é fundamental para sucesso

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, nesta quarta-feira (27), os gabaritos definitivos das provas do Sistema Seriado de Avaliação (SSA 3). O exame foi realizado nos dias 17 e 18 deste mês. Confira:

Gabarito - primeiro dia

##RECOMENDA##

Gabarito - segundo dia

Resposta aos recursos - primeiro dia

Resposta aos recursos - segundo dia

De acordo com a UPE, no primeiro dia de provas do SSA, um quesito foi anulado. Já no segundo dia, uma questão foi anulada, bem como houve troca de alternativa de uma questão.

Os nomes dos estudantes classificados deverão ser anunciados no dia 17 de janeiro e relação dos remanejáveis está prevista para ser divulgada até 22 de janeiro. O edital de matrícula sairá, segundo a UPE, até 17 de janeiro.

Mais informações sobre o SSA podem ser obtidas pelo site do Processo de Ingresso. O público ainda pode entrar em contato com os telefones (81) 3183-3660 e 3183-3791.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, hoje (26), na internet, os gabaritos preliminares das questões objetivas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Também foram divulgados os 29 cadernos de provas das graduações avaliadas na edição deste ano.

O Enade foi aplicado no domingo (24) a estudantes concluintes de cursos de graduação. Ao todo, participaram 390.365 estudantes, que fizeram as provas em 1.063 municípios de todo o país. A divulgação do gabarito estava prevista para amanhã (27), de acordo com o Inep, mas foi antecipada.

##RECOMENDA##

Nesta edição, o exame avaliou os cursos de ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins; engenharias e arquitetura e urbanismo; e os cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

Os estudantes responderam a dez questões de formação geral, comuns aos cursos de todas as áreas, sendo duas discursivas e oito de múltipla escolha; e a 30 questões referentes a componentes específicos de cada área, sendo três discursivas e 27 de múltipla escolha.

O gabarito preliminar divulgado é apenas das questões objetivas da avaliação. O padrão de resposta para as questões discursivas e os gabaritos definitivos serão divulgados no início de 2020.

As manifestações contrárias aos gabaritos publicados podem ser encaminhadas ao endereço eletrônico bnienade@inep.gov.br até 25 de janeiro de 2020.

LeiaJá também

-> Bom Enade pode ajudar a conseguir emprego, diz Inep

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou, nesta segunda-feira (25), o gabarito das provas da primeira fase realizadas neste domingo (24), em São Paulo. Os candidatos responderam questões de português, matemática, história, química, geografia, física, entre outras áreas.

Os locais de provas da segunda fase - que terá uma avaliação específica conforme os cursos pretendidos - serão divulgados no próximo dia 9 de dezembro. Os exames serão realizados nos dias 5 e 6 de janeiro de 2020. 

##RECOMENDA##

As provas desse domingo foram aplicadas em 35 cidades do Estado de São Paulo. Ao todo, 129.148 mil candidatos se inscreveram para participar do vestibular para concorrerem a 8.137 vagas de 106 cursos.

 

A Universidade de Campinas (Unicamp) divulgou o gabarito oficial de seu vestibular 2020 nesta terça-feira (19). Os 66,8 mil candidatos que participaram podem conferir as respostas das questões da primeira fase do processo de seleção para as vagas clicando aqui

O vestibular 2020 da Unicamp foi cercado por uma polêmica em torno da questão 32 das provas Q e X. O motivo é que professores e estudantes viram muitas semelhanças com uma questão aplicada no vestibular da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que realiza seleções para outras universidades em São Paulo. Apesar da polêmica, a questão foi mantida no gabarito oficial sob alegação da banca organizadora, a Comissão Permanente para Vestibulares da Unicamp (Comvest), e que a semelhança é “compreensível” e não gera prejuízo nem vantagem para nenhum estudante. 

##RECOMENDA##

“Trata-se de uma coincidência compreensível quando se tem por base o trabalho focado em áreas de conhecimento desenvolvidas no Ensino Médio. A banca elaboradora será consultada e seu posicionamento, acerca da questão em debate, será comunicado junto a divulgação do gabarito oficial", disse a banca por meio de nota. 

A Comvest também afirmou ter consultado sua banca a respeito da similaridade das questões e verificado que “não há problemas quanto à pertinência e à clareza da questão. À parte a proximidade entre essa questão e uma usada em outro exame vestibular em 2018, não houve prejuízos ou benefícios a qualquer candidato. O tópico é recorrente no Ensino Médio e nas avaliações, assim como a natureza da contextualização usada. Dessa forma, a banca concluiu pela manutenção da questão". 

Nesta edição do vestibular, a Unicamp está ofertando 2,5 mil vagas em 69 cursos de graduação. A lista de aprovados na primeira fase, as notas de corte de cada curso e locais de prova para a segunda fase serão divulgadas no dia 9 de dezembro no site da vestibular.

LeiaJá também

--> Unicamp divulga os cadernos de provas da primeira fase

--> Prova da Unicamp aborda machismo no futebol e queimadas

A anulação de uma questão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), anunciada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), pegou muitos participantes de surpresa. Diante do ocorrido, é comum que os estudantes se perguntem se há a possibilidade de mais questões da prova serem anuladas. 

O LeiaJá procurou professores para analisar a prova do Enem e os gabaritos oficiais para saber se há questões passíveis de contestação. Na prova de ciências da natureza, o professor de física Carlos Júnior apontou um problema na questão 111 na prova azul - que corresponde à questão 113 no caderno rosa, 107 na prova amarela e 118 no caderno cinza. A questão apresenta um tijolo de 2,5 kg em queda livre atingindo um capacete e pede ao estudante que descubra a força impulsiva média do impacto. O enunciado ainda solicita que o aluno diga a quantos tijolos iguais, em peso, essa força equivale. Segundo o professor, a questão tem um enunciado mal feito e possibilitou erros ao desconsiderar um princípio físico. 

##RECOMENDA##

“Quando se fala de força resultante não se trata apenas de uma única força e sim da soma de todas no sistema. Tratar força impulsiva como sinônimo de resultante, ficaria a pergunta, ‘qual força não é impulsiva?’. Se a questão assumir o valor de 2p poderia assumir o valor das outras alternativas. Como um tijolo cai de uma altura de 5 m, ele irá atingir o capacete com velocidade de 10m/s. Se considerarmos apenas uma dimensão, ocorrerá que certo momento a velocidade relativa tijolo-capacete será nula ou seja não importa o tipo de colisão, o "X" da questão está no tempo de colisão, pois, tal tempo, não seria possível desprezar a força peso. Nesse caso, teríamos como força normal média o valor de 75 N. Então, a razão entre a força normal média com peso daria uma mínima equivalência de 3 tijolos ou mais”, disse o professor. 

[@#galeria#@]

Já na prova de ciências humanas, a professora de filosofia e sociologia Cristiane Pantoja apontou a redação do enunciado da questão 69 da prova branca como problemática por poder levar os estudantes à dúvida. De acordo com ela, o texto apresenta a relação entre ser humano e natureza e questiona a respeito de qual corrente filosófica essa característica remete. O problema, segundo a professora, é que tanto o materialismo dialético quanto o racionalismo cartesiano, que é a resposta correta, estavam entre as alternativas e discutem a relação humana com a natureza. 

O LeiaJá também ouviu os professores José Carlos Mardock (história), Benedito Serafim (geografia e atualidades), Diogo Xavier (linguagens), Ricardinho Rocha (matemática), Gustavo Holanda (química) e André Luiz (biologia). Todos eles afirmaram não ter encontrado nenhuma questão passível de contestação nas provas. 

LeiaJá também

-> Questão do Enem 2019 é anulada

-> Pós-Enem tem maratona de vestibulares

-> Último dia para pedir reaplicação do Enem

-> Entenda todas as fases da correção da redação do Enem

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, na tarde desta segunda-feira (18), o gabarito oficial do segundo dia de provas do Sistema Seriado de Avaliação (SSA 3). Também estão disponíveis o caderno de questões e o índice de abstenção. O processo seletivo foi realizado nessa manhã com quesitos de biologia, química, física, história, geografia e sociologia.

Segundo a UPE, dos 12.828 estudantes inscritos, 1.304 candidatos não compareceram à prova de hoje, resultando em um índice de abstenção de 10,17%. Nesse domingo (17), primeiro dia do SSA 3, 1.206 concorrentes não foram à aplicação.

##RECOMENDA##

A partir deste ano, candidatos que almejarem interpor recurso contras os gabaritos de provas poderão realizar o procedimento por meio do site do Processo de Ingresso. “O estudante deve entrar no sistema com o número de inscrição e CPF e preencher o formulário. Os recursos, dos dois dias de provas, serão recebidos até esta terça-feira (19/11), às 23h59”, orientou a UPE.

O resultado do SSA 3 deverá ser divulgado no dia 17 de janeiro. No total, a seleção oferece 1.740 vagas em cursos de graduação, tais como medicina, direito e administração. Mais informações podem ser obtidas no site do Processo de Ingresso.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (13), o gabarito oficial das provas da edição 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais de 5 milhões de estudantes de todo o Brasil se inscreveram para o processo seletivo, considerado o principal canal de ingresso em universidades públicas e privadas. Confira o gabarito.

No dia 3 de novembro, os candidatos responderam 90 questões distribuídas entre as áreas de Ciências Humanas, Linguagens e redação. Já no último domingo (10), os feras enfrentaram mais 90 quesitos de Ciências da Natureza, além de matemática.

##RECOMENDA##

De acordo com o Inep, em janeiro de 2020, deverão ser divulgados os resultados individuais dos participantes do Enem. Já para março, estão previstos os resultados individuais dos treineiros e a vista pedagógica da redação.

Confira todos os gabaritos do Enem:

1º Dia Caderno 1 – Azul – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 2 – Amarelo – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 2 – Amarelo (Ampliada) – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 2 – Amarelo (Superampliada) – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 3 – Branco – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 4 – Rosa – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 9 – Laranja (braile e ledor) – Aplicação Regular

1º Dia Caderno 10 – Verde (Libras) – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 5 – Amarelo – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 6 – Cinza – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 6 – Cinza (Ampliada) – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 6 – Cinza (Superampliada) – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 7 – Azul – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 8 – Rosa – Aplicação Regular

2º Dia Caderno 11 – Laranja (braile e ledor) – Aplicação Regular 

2º Dia Caderno 12 – Verde (Libras) – Aplicação Regular

LeiaJá também

--> Jovem morre após passar mal durante a prova do Enem

--> Confira os vestibulares com inscrições abertas

A demora na liberação do gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 rendeu diversos memes nas redes sociais nesta quarta-feira (13). No Twitter, muitos candidatos afirmaram estar ansiosos pelas respostas das questões, que serão disponibilizadas ainda nesta quarta pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Inep não divulgou horário exato em que o gabarito seria disponibilizado.

O Enem 2019 foi realizado nos últimos dias 3 e 10 de outubro, em todo o Brasil. No primeiro dia de aplicação das provas, os candidatos responderam às questões de Linguagens e Ciências Humanas, além de uma redação. Já no segundo dia, os estudantes fizeram as provas das áreas de Ciências da Natureza e matemática. Confira abaixo os memes que dominaram o Twitter na manhã.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (13), o gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio Enem (Enem), realizado nos domingos 3 e 10 de novembro. Com o gabarito em mãos, os candidatos podem comparar as respostas, mas a nota individual só será divulgada em março de 2020, ainda sem data definida.

As notas individuais poderão ser acessadas por meio do portal do Inep, do site do Enem ou pelo próprio aplicativo do Enem, disponível nas lojas virtuais de aparelhos Android e iOS. Mas para os estudantes que preferem não esperar, é possível saber ou ter uma estimativa da nota usando o gabarito? Muitos participantes acreditam que o número de assertivas pode determinar o resultado, mas não é bem assim, por causa do método de correção do Enem chamado de TRI.

##RECOMENDA##

Como a prova é calculada?

Desde 2009, o Inep passou a adotar a Teoria da Resposta ao Item (TRI) que é um modelo de correção baseado em uma escala-padrão de conhecimento. De acordo com a coletânea Enem do curso Poliedro, o sistema analisa a proficiência dos participantes e não exatamente o desempenho. Por isso, na correção não é levado em consideração apenas a quantidade de acertos na prova, conforme funciona a Teoria Clássica dos Testes (TCT), utilizada em escolas. “A maioria das escolas e instituições ainda adotam a TCT pois ela avalia as questões como um ‘todo’ e teoricamente quanto mais acertos, maior o domínio por parte do aluno”, resume Daniel França, professor de matemática.

De acordo com Fernando do Espíritu Santo, gerente de inteligência educacional e avaliações do Sistema Poliedro, as assertivas de um candidato segundo o gabarito são uma apenas uma suposição do que seria a nota final. A formulação da nota depende da coerência pedagógica, na qual se leva em conta as questões em níveis “fácil”, “médio” e “difícil”. “E ainda vale lembrar que de ano para ano têm algumas oscilações também. Por exemplo, em matemática, teve ano que a nota máxima já passou da nota mil, teve ano que ficou nos 990... então, não tem jeito. Tem que esperar o resultado oficial do Enem e continuar a se concentrar nos estudos e nos outros vestibulares”, recomenda o especialista, que também pontua as oportunidades que o aluno pode ter com os programas de financiamento estudantis, usando a nota do Enem. “Mesmo que o resultado não seja o mais alto, tem que lembrar que o Sisu abre portas para diversas universidades do Brasil todo. E depois, tem o Prouni e outros programas que podem a ajudar o estudante a conquistar uma vaga na universidade”.

Entenda a simulação das médias de acordo com as assertivas em cada área

Matemática: com 30 acertos = 780 pontos

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: com 30 acertos = 680 pontos

Ciências da Natureza e suas Tecnologias: com 30 acertos = 670 pontos

Ciências Humanas e suas Tecnologias: 30 acertos = 650 pontos

Quais os critérios de avaliação usados na TRI?

Discriminação: capaz de diferenciar os participantes que dominam e os que não dominam a habilidade cobrada em determinada questão.

Dificuldade: avalia a complexidade da questão – quanto maior seu valor, mais difícil é o item e vice-versa – e é expresso na mesma escala da proficiência.

Acerto casual: corresponde à probabilidade de um participante acertar a questão sem dominar a habilidade exigida; é o famoso “chute”.

Na opinião do professor de Daniel França, a Teoria da Resposta ao Item funciona como uma grande escada em que só se chega ao último degrau com coerência, se subir pelos degraus da base. “O Enem, ao adotar a TRI, se torna mais justo, mais coeso e sobretudo mensurador de um processo lógico que faça sentido ao aluno, evidenciando o aluno que estuda”, defende. Saiba mais no vídeo a seguir:

LeiaJá também

-> Gabarito oficial do Enem 2019 já está disponível

--> Entenda como é feita a correção das provas do Enem 2019

--> Como manter a calma diante da espera do resultado do Enem?

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulga hoje (13) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Também serão divulgados os Cadernos de Questões, em todas as suas versões.  

No total, serão seis gabaritos para cada dia de aplicação e seis Cadernos de Questões, de acordo com as cores da prova e opções acessíveis. Os participantes podem acessar os gabaritos pelo portal do Inep, na página do Enem ou pelo aplicativo do Enem. 

##RECOMENDA##

Os participantes deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Mesmo com o gabarito em mãos, os participantes ainda não poderão saber qual nota tiraram no exame, isso porque o Enem é corrigido pela chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI). 

Pela TRI, não há um valor fixo para cada questão. A pontuação varia conforme o percentual de acertos e erros naquele item entre os participantes e também de acordo com o desempenho de cada estudante na prova.

O Enem 2019 foi aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. Cerca de 3,9 milhões de estudantes de todo o país compareceram ao menos em um dia de prova.

Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participante e no aplicativo do Enem, em janeiro de 2020, a partir de consulta com CPF e senha.

O resultado dos participantes eliminados, segundo o Inep, não será divulgado, mesmo que eles tenham feito o Enem nos dois dias de aplicação. Para os treineiros, que fazem o exame para autoavaliação de conhecimentos, a consulta só será liberada em março do ano que vem.

Os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano vão poder ter acesso ao gabarito oficial das duas provas, bem como os cadernos de questões, a partir desta quarta-feira (13), conforme o cronograma do Enem. Já as notas da avaliação e da redação serão disponibilizados em janeiro de 2020.

A consulta dos materiais deverá ser feitas de três formas: No site oficial do Enem; no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep); no aplicativo do Enem disponível nos sistemas android e IOS.

##RECOMENDA##

Esta edição do Enem foi realizada nos domingos 3 e 10 de novembro em todo o Brasil. Os mais de 3 milhões de candidatos poderão usar a nota da prova para ingressar em cursos de graduação em universidades públicas e privadas, além de participar de programas estudantis como Sisu, Prouni e Fies.

Para os candidatos que escolheram fazer o Enem como "treineiros", o resultado da prova só será divulgada em março do ano que vem, ainda sem data prevista. 

LeiaJá também

--> Provas do Enem continuarão conteudistas, diz Inep

--> 2º dia do Enem registra a maior participação da história

--> Candidatos saem do Enem e reclamam do nível da prova

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou, neste domingo (20), o gabarito preliminar da prova de primeira fase da XXX edição do Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O arquivo com as respostas, a princípio, corretas, pode ser encontrado no site da banca organizadora do processo seletivo.

A prova objetiva da OAB XXX foi realizada neste domingo, em todo o Brasil. Nela, os estudantes passaram, das 13h às 18h, por 80 questões das disciplinas de direito constitucional, direito civil, direito processual civil, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), direito penal, direito processual penal, direito do trabalho, direito do consumidor, direito empresarial, direitos humanos, direito tributário, direito ambiental, e ética profissional.

##RECOMENDA##

O resulta preliminar com o nome dos aprovados na primeira etapa do processo seletivo poderá ser conferida no dia 29 de outubro, também no site da FGV. A segunda fase do processo seletivo está marcada para o dia 1° de dezembro. Confira os gabaritos preliminares neste arquivo.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou o gabarito das provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). O resultado da prova pode ser conferido no site da instituição .

O exame foi aplicado no dia 25 de agosto. No total, 1,1 milhão de jovens participaram, dentro de um universo de 3 milhões de inscritos. O número representou um aumento de 45% em relação à última edição do Encceja, um recorde histórico segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

##RECOMENDA##

No total, inscreveram-se pessoas de 613 municípios de todas as regiões do país. Os resultados estão previstos para dezembro. A data ainda não divulgada pelo Ministério da Educação.

O Encceja é voltado para pessoas que não terminaram os estudos na idade adequada e desejam obter a certificação de conclusão do ensino fundamental ou médio. Para o certificado de ensino fundamental a idade mínima é 15 anos. Já para o de ensino médio, o exigido é pelo menos 18 anos.

Encceja Exterior

Para quem vai fazer o Encceja Exterior, para brasileiros residentes em outros países, o Inep disponibilizou os locais de prova. Eles podem ser conhecidos por meio do cartão de confirmação de inscrição, que pode ser acessado pela página do candidato.

O exame será aplicado em 18 cidades de 12 países: Bruxelas (Bélgica); Barcelona e Madri (Espanha); Boston, Houston, Nova Iorque e Miami (Estados Unidos); Paris (França); Caiena (Guiana Francesa); Amsterdã (Holanda); Roma (Itália); Nagoia, Hamamatsu e Tóquio (Japão); Lisboa (Portugal); Londres (Reino Unido), Genebra (Suíça) e Paramaribo (Suriname) .

Mais informações podem ser obtidas na página do exame no site do Inep.

Você sabe o que são distratores em uma prova? Bom, com certeza você já conhece bem, mas por outro nome. São as famosas “cascas de banana” que estão sempre presentes em diversas provas. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), não é diferente. Os distratores têm como finalidade distrair o leitor por meio de elementos que parecem ser corretos dentro do contexto em questão.

Para o professor de sociologia Pedro Holanda, no geral, o Enem não costuma trabalhar fortemente com as cascas de bananas clássicas. “São erros colocados de propósito para induzir o aluno ao erro e que são, geralmente, ligadas a assuntos de ‘decoreba’, como: Quanto tempo durou a Guerra dos Cem Anos? E aí, são apresentadas respostas de 100 anos, 116 anos, 120 anos... Nela, o estudante é induzido a marcar a alternativa de 100 anos, quando, na verdade, a Guerra dos Cem Anos anos durou 116 anos”, exemplifica.

##RECOMENDA##

E qual a diferença deste tipo de resposta para as que indicam distratores?

O professor Pedro Holanda diz que as alternativas contendo distratores são as mais comuns no Enem. Normalmente surgem em questões com respostas contextualizadas e que podem ter algum fato ligado ao que o enunciado está pedindo. Um exemplo trazido pelo professor, é uma questão de sociologia do exame aplicado em 2013.

O edifício é circular. Os apartamentos dos prisioneiros ocupam a circunferência. Você pode chamá-los, se quiser, de celas. O apartamento do inspetor ocupa o centro; você pode chamá-lo, se quiser de alojamento do inspetor. A moral reformada; a saúde preservada; a indústria revigorada; a instrução difundida; os encargos públicos aliviados; a economia assentada, como deve ser, sobre uma rocha; o nó górdio da Lei sobre os Pobres não cortado, mas desfeito – tudo por uma simples ideia de arquitetura!

BENTHAM, J. O panóptico. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

Essa é a proposta de um sistema conhecido como panóptico, um modelo que mostra o poder da disciplina nas sociedades contemporâneas, exercido preferencialmente por mecanismos:

A) religiosos, que se constituem como um olho divino controlador que tudo vê.

B) ideológicos, que estabelecem limites pela alienação, impedindo a visão da dominação sofrida.

C) repressivos, que perpetuam as relações de dominação entre os homens por meio da tortura física.

D) sutis, que adestram os corpos no espaço-tempo por meio do olhar como instrumento de controle.

E) consensuais, que pactuam acordos com base na compreensão dos benefícios gerais de se ter as próprias ações controladas.

“A questão fala sobre um dispositivo panóptico. Foucault vai trabalhar muito com o conceito do panóptico, que segundo ele, é um dispositivo que alimenta a repressão, o que distrairia o aluno (por isso que se chama distrator) para marcar a resposta sem analisar com mais atenção o resto das alternativas. Só que no decorrer da alternativa, ela fala que essa repressão vai acontecer por meio das torturas físicas e isso não tem a ver com a ideia do panóptico trabalhado por Foucault” analisa.

Mesmo falando em repressão, no entanto, o professor destaca que o que torna a resposta incorreta é a sua construção. “Existe uma repressão, óbvio que é uma repressão. Então, estaria certa. Mas a explicação de como seria essa repressão estava completamente diferente do que Foucault estava trabalhando. Assim sendo, a resposta certa é que diz que os mecanismos são sutis, letra ‘d’ ”.

Para o fera não ser levado ao erro no momento da prova, importante ter o máximo de atenção no texto e principalmente no enunciado. Além disso, deve-se ler todas as alternativas, mesmo que uma delas seja óbvia. Uma dica preciosa dada pelo professor é a resolução de gabaritos anteriores, até mesmo para saber como funciona o exame. 

 Anotou as dicas? Agora, é só continuar se preparando, mantendo o foco e atenção para o exame, que será realizado nos dias 03 e 10 de novembro. 

LeiaJá também

--> Enem: atenção ao enunciado é essencial, dizem professores

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou o gabarito comentado das provas de direito civil, penal, tributário, constitucional, do trabalho, empresarial e administrativo da segunda fase da XXIX edição do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

A prova foi realizada em várias cidades do Brasil na tarde deste domingo (18).  Veja, no link da FGV, os comentários sobre as questões discursivas de cada área do direito. O resultado preliminar será divulgado no dia 10 de setembro, já o resultado difinitivo sai no dia 24 de setembro. A data para os recursos vai de 11 a 14 de setembro.

##RECOMENDA##

Cinco pessoas suspeitas de tentar fraudar o concurso público da Guarda Municipal (GCM) de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, foram presas na tarde deste domingo (30), dia da aplicação das provas. As prisões fazem parte da operação 'test failed', que teve início em abril deste ano em uma parceria da Polícia Civil com a GCM. 

Um dos suspeitos é o professor Dionísio Felipe dos Santos Júnior, que, segundo as investigações, comandava a fraude. A operação também identificou a maneira como seria o esquema para burlar a prova. Os candidatos, durante o exame, iriam tirar fotos do conteúdo e em seguida, receberiam as respostas por meio de mensagem de texto. Outras três pessoas foram levadas à delegacia por serem flagradas com celulares durante revista de rotina. 

##RECOMENDA##

Mesmo com a tentativa de fraude, as provas continuaram normalmente. De acordo com o secretário executivo de Segurança Pública de Petrolina, não houve vazamento dos gabaritos  "Tivemos vários mecanismos de segurança e fizemos fiscalizações rigorosas para assegurar a integridade do concurso. Os envolvidos na tentativa da fraude foram imediatamente eliminados do certame e vão responder criminalmente na justiça", afirmou em entrevista a um jornal local. 

Concurso

Segundo a Prefeitura de Petrolina, o concurso teve 15.162 candidatos inscritos para a disputa de 80 vagas. A remuneração inicial ofertada é de R$ 3.261,48. A banca organizadora da seleção é o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro - IDIB.

 

Já está disponível o gabarito do segundo dia de provas do vestibular de medicina da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau. Os candidatos poderão conferir as respostas corretas no site do processo seletivo do curso, na internet. As provas foram realizadas nestes sábado (1) e domingo (2), na unidade Boa Viagem da instituição, localizada na Zona Sul do Recife.

Com 114 vagas ofertadas, o vestibular de medicina da UNINASSAU contou com provas de linguagens, ciências humanas e redação no sábado, enquanto o domingo foi dia de responder as questões de ciências da natureza e matemática.

##RECOMENDA##

Durante a entrada dos candidatos, houve muita festa e comemoração para incentivar aqueles que fizeram o vestibular. Os candidatos agora poderão esperar o resultado, previsto para ser liberado em 13 de junho, pelo site do processo seletivo

LeiaJá também

-> Veteranos oferecem abraços para acalmar vestibulandos

-> Começa 2º dia do vestibular de medicina da UNINASSAU

-> Feras fazem provas do vestibular de Medicina da UNINASSAU

Com oferta de 114 vagas para o semestre 2019.2 o Vestibular de Medicina da UNINASSAU reuniu centenas de alunos que almejam a aprovação. O gabarito do primeiro dia de provas foi divulgado no site do vestibular e pode ser conferido clicando aqui

Hoje mais cedo os feras foram recebidos com abraços e muita animação. O resultado poderá ser conferido, no mesmo endereço, no dia 13 de junho.

##RECOMENDA##

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando