Tópicos | Real Madrid

O confronto mais aguardado das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa terá seu primeiro episódio nesta quarta-feira. No Santiago Bernabéu, Real Madrid e Manchester City farão um duelo abundante em grandes jogadores, mas em que as superestrelas estarão à beira do gramado: o francês Zinedine Zidane, treinador do time espanhol, e o espanhol Pep Guardiola, comandante da equipe inglesa.

O jogo desta quarta, às 17 horas (de Brasília), será o primeiro duelo entre Zidane e Guardiola como treinadores. Curiosamente, o espanhol fez parte da formação do adversário na função, já que Zidane, antes de assumir o comando do time de Madri, passou alguns dias em Munique conversando com Guardiola e vendo os treinos do Bayern na época em que o ex-técnico do Barcelona trabalhava no clube alemão.

##RECOMENDA##

A admiração mútua é grande. Guardiola é um grande fã do Zidane jogador e tira o chapéu para o fato de o francês, já como treinador, ter conquistado três vezes seguidas a Liga dos Campeões com o Real (2015/2016, 2016/2017 e 2017/2018). Zidane, por sua vez, disse na véspera do confronto com o City que considera Guardiola o melhor treinador do mundo.

"Ele já mostrou isso no Barcelona, depois no Bayern e agora no Manchester City. É a minha opinião, outros pensarão que há quem seja melhor", afirmou o francês, que não gosta de ver o confronto como um duelo entre ele e o espanhol. "É um Real Madrid x Manchester City, não um Guardiola x Zidane. Estamos preparados para fazer um grande jogo.

A partida de Madri será a primeira do clube inglês na competição europeia depois da punição aplicada a ele pela Uefa por problemas com o Fair-Play Financeiro da Uefa - duas temporadas sem participar de torneios continentais. Guardiola afirma que esse tema não terá influência na partida e que acredita que o City vai conseguir anular a condenação. "Somos otimistas. Confio nas pessoas do clube, que me explicaram a situação e me mostraram provas."

Cada time terá um desfalque importante no ataque nesta quarta. Enquanto o Real não contará com o belga Eden Hazard, o City não poderá escalar Raheem Sterling.

Em Lyon, Lyon e Juventus vão fazer o primeiro duelo das oitavas de final com claro favoritismo da equipe italiana. A partida também começará às 17h. Cristiano Ronaldo será a grande atração de um confronto marcado pela preocupação com o coronavírus, já que o norte da Itália, onde fica a cidade de Turim, é o principal foco da epidemia na Europa.

Até a véspera da partida havia a dúvida se os torcedores da Juventus seriam autorizados a viajar para a França, o que acabou ocorrendo. O jogo de volta, em Turim, está marcado para 17 de março e, ao menos por enquanto, não há qualquer sinal de que ele será adiado, ou mesmo disputado com portões fechados.

Em uma semana decisiva para as pretensões nesta temporada, o Real Madrid encara nesta quarta-feira (26) o Manchester City, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, pela rodada de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. O técnico francês Zinedine Zidane admitiu nesta terça (25) que o seu time terá um grande adversário pela frente, que tem o espanhol Pep Guardiola no comando.

"Para mim, Guardiola é o melhor treinador do mundo. Já mostrou isso no Barcelona, depois no Bayern (de Munique) e agora no Manchester City. É a minha opinião, outros pensarão que há quem seja melhor. É um Real Madrid x Manchester City, não um Guardiola x Zidane. Estamos preparados para fazer um grande jogo", revelou Zidane em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Madri.

##RECOMENDA##

"Sabemos o adversário que temos pela frente, é uma equipe muito boa. Temos de fazer um bom jogo, dar o máximo, mas pensando no que estamos fazendo de bom. Não é por termos tido um ou dois maus resultados que estamos mal", prosseguiu o francês, lembrando da derrota para o Levante, no último sábado, pelo Campeonato Espanhol, e para a eliminação nas quartas de final da Copa do Rei, em casa, para a Real Sociedad.

Zidane lamentou a contusão sofrida pelo meia belga Eden Hazard na partida em Valência. O departamento médico do clube confirmou que ele teve constatada uma lesão na perna direita e deve ficar, no mínimo, dois meses sem jogar. "Eden gosta de jogar futebol e não vai poder mais. Não está feliz. É um mau momento e vai ser assim durante um tempo. É um momento difícil para ele", comentou.

Também presente na entrevista coletiva, o zagueiro e capitão Sergio Ramos destacou a importância deste duelo em um momento mais difícil para o Real Madrid. "Para nós, a Liga dos Campeões é uma competição especial e ouvir o hino é uma motivação. Não é por acaso que temos esse histórico (13 títulos) na Champions", afirmou, acrescentando:

"Um erro contra o City pode custar um título, tal como na Liga (Campeonato Espanhol). É muita pressão. É aqui que se veem realmente os homens, os meninos têm de ficar de lado. É uma semana para falar em campo, não fora dele", completou.

Mais uma promessa do futebol brasileiro foi apresentado nesta terça-feira (18) pelo Real Madrid. Depois de Vinicius Junior, que começou no Flamengo, e Rodrygo, do Santos, o clube espanhol deu as boas vindas a Reinier, de 18 anos, outra cria das categorias de base do clube rubro-negro carioca. Emocionado, o atacante foi às lágrimas no salão nobre do estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

"Boa tarde a todos! Hoje (terça-feira) é um dia muito feliz para mim. Um dia que realizo um sonho de infância! Muito obrigado presidente e diretoria e a minha família, que sempre esteve comigo e acreditaram que seria possível chegar até aqui. Quero fazer parte da história desse clube. Hala Madrid!", afirmou Reinier, que se esforçou para fazer o pronunciamento em espanhol.

##RECOMENDA##

Antes da apresentação oficial, o ex-jogador do Flamengo assinou um contrato até 2026 e posou para fotos ao lado do presidente Florentino Pérez. Depois do evento no salão nobre, Reinier foi ao gramado do Santiago Bernabéu para saudar os torcedores presentes e fazer as tradicionais embaixadinhas e jogar bolas para arquibancada.

Flamengo e Real Madrid acertaram no final do ano passado a venda de Reinier por 30 milhões de euros (cerca de R$ 136 milhões), valor referente à multa rescisória. O clube rubro-negro ficará com 80% do valor (aproximadamente R$ 109 milhões) e os outros 20% pertencem ao jogador e seus representantes. O anúncio oficial da contratação só aconteceu em janeiro, quando o atacante completou 18 anos.

Em um primeiro momento, Reinier ficará à disposição do ex-atacante espanhol Raúl González no Real Madrid Castilla, o time B merengue, que disputa a terceira divisão espanhola. Vinicius Junior e Rodrygo fizeram o mesmo caminho antes de ganharem chances na equipe principal com o técnico francês Zinedine Zidane.

"Uma das obsessões desse clube é a busca pelo talento onde ele está. Por isso vamos incorporando jovens jogadores que possam ser as grandes figuras do futuro", ressaltou Florentino Pérez durante a apresentação de Reinier.

Antes de se apresentar ao novo clube, o atacante campeão do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores pelo Flamengo em 2019 esteve na disputa do Pré-Olímpico com o Brasil, na Colômbia, e garantiu a vaga nos Jogos de Tóquio-2020.

O desenhista Mauricio de Sousa é conhecido no Brasil inteiro como o criador da Turma da Mônica. Porém, em seu universo de quadrinhos, há espaço para vários outros personagens. Aproveitando a paixão do país pelo futebol, ele já transformou em gibis alguns craques da bola. Pelezinho foi o primeiro, lá em 1976. Em 2006, foi a vez de Ronaldinho Gaúcho ganhar sua revistinha. 

Nessa quinta-feira (13), através do seu perfil no Twitter, Mauricio revelou que outro artilheiro quase ganhou uma versão em HQ. “Agosto de 2002. Converso com Ronaldinho, um dos maiores futebolistas do mundo, hoje Ronaldo Fenômeno, sobre a criação de um personagem de quadrinhos baseado nele. A conversa rendeu, ele gostou da ideia. Fui buscar referências sobre sua infância com sua mãe, seu irmão”, escreveu.

##RECOMENDA##

A negociação ocorreu logo após a conquista do Pentacampeonato pela Seleção Brasileira, mas não foi para frente. “Começava a nascer o personagem, mas… no meio do caminho descobriu-se que ele tinha um contrato com o Real Madrid que impedia o projeto. Qualquer personagem inspirado nele ficaria sob a tutela do clube espanhol. Fiquei desolado. Amigos sugeriram que eu passasse os planos para outro Ronaldinho, o gaúcho. E foi o que aconteceu. E foi um sucesso”, completou.

A quinta vitória consecutiva do Real Madrid no Campeonato Espanhol serviu para que o líder da competição ampliasse sua vantagem sobre o arquirrival Barcelona. Neste domingo (9), a equipe merengue goleou como visitante o Osasuna por 4 a 1, de virada, e agora vai torcer por um tropeço dos catalães, que logo mais vão enfrentar o Betis.

O Real chegou a 52 pontos em 23 jogos no torneio nacional - são 15 vitórias, sete empates e apenas uma derrota. Agora a distância para o Barcelona é de seis pontos. O Osasuna, por sua vez, é o 12.º colocado, com 28 pontos, mas pode ser superado pelo Betis neste domingo.

##RECOMENDA##

O placar da partida sugere que os comandados de Zinedine Zidane tiveram vida fácil em Pamplona, mas não foi bem assim. A equipe da casa estava muito motivada para tentar derrubar o líder e abriu o placar aos 13 minutos, quando Unai Garcia aproveitou um escanteio cobrado por Ruben Garcia e marcou de cabeça.

O time de Madri penou para chegar ao empate, mas, quando o fez, desestabilizou o Osasuna e logo conseguiu virar o jogo. Aos 32, um chute errado de Gareth Bale encontrou Isco na área e o meia acertou um bonito voleio para colocar o 1 a 1 no placar. Cinco minutos depois, Sergio Ramos marcou o segundo gol do Real bem a seu estilo: de cabeça. Depois de um escanteio, Casemiro ajeitou e o zagueiro fez a rede balançar.

A vantagem deu mais tranquilidade ao Real, que soube controlar a partida no segundo tempo. Nos minutos finais, com o adversário já cansado, o líder do Espanhol "matou" o Osasuna. Aos 38, após um erro da defesa da equipe da casa, a bola chegou a Benzema e o francês rolou para Lucas Vázquez anotar o terceiro tento do time de Madrid. Nos acréscimos, Jovic transformou a vitória em goleada.

Casemiro foi o único brasileiro titular do Real neste domingo. Marcelo, Eder Militão e Vinícius Júnior ficaram no banco de reservas, mas apenas o atacante revelado pelo Flamengo entrou na partida.

No clássico do País Basco, a Real Sociedad derrotou o Athletic Bilbao por 2 a 1. Portu e Isak marcaram para os donos da casa e Williams anotou o tento dos visitantes. A Real é a sexta colocada do Espanhol, com 37 pontos, enquanto o Athletic é o nono, com 31.

Em Barcelona, o Espanyol derrotou o Mallorca por 1 a 0, gol de De Tomas, e saiu da lanterna do campeonato - o time agora é o 19.º colocado, com 18 pontos, um a mais do que o Celta. O Mallorca é o 17.º, também com 18.

Eram 21 jogos de invencibilidade. O Real Madrid perdeu e está fora da Copa do Rei. Nesta quinta-feira, no Santiago Bernabéu, o time do técnico Zinedine Zidane foi superado pela Real Sociedad por 4 a 3, em um jogo com final eletrizante, e viu o clube basco avançar à semifinal do torneio.

A Real Sociedad abriu 3 a 0. Martin Oedegaard, aos 22 minutos, fez o primeiro. O norueguês aproveitou um rebote de Areola em chute de Alexander Isak para finalizar da entrada da área de pé esquerdo. O goleiro francês falhou no lance.

##RECOMENDA##

Alexander Isak, aos 8 e 10 minutos do segundo tempo, ampliou. No primeiro dele, o segundo da Real Sociedad, Ander Barrenetxea fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para o companheiro pegar de primeira de pé esquerdo. No segundo, o sueco aproveitou sobra na área para acertar um chute no ângulo.

O Real Madrid diminuiu aos 13 minutos, com Marcelo. O lateral recebeu do lado esquerdo e finalizou rasteiro. O goleiro Alex Remiro aceitou. A Real Sociedad anotou o quarto, aos 22, com Mikel Merino. Alexander Isak fez jogada pela direita e cruzou na marca do pênalti para o companheiro, livre de marcação, finalizar de pé direito.

O jogo parecia decidido, mas não para o Real Madrid. A equipe de Zidane iniciou uma reação, marcou duas vezes e até teve chance para empatar.

O segundo gol foi de Rodrygo, aos 35 minutos. Vinícius Junior fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou para o companheiro, que finalizou para marcar. Aos 48 minutos, Nacho anotou de cabeça após cruzamento de Benzema.

Pouco depois do gol, Andoni Gorosabel foi expulso por uma falta em Vinícius Junior no meio de campo após o brasileiro tenta um chapéu ao sair para o contra-ataque. Nos minutos finais, o Real Madrid ainda pressionou bastante, criou outras chances, mas parou no goleiro Alex Remiro.

Flamengo e Real Madrid confirmaram, nesta segunda-feira (20), a transferência do jovem meia-atacante Reinier. O jogador de apenas 18 anos assinou contrato com o clube espanhol até junho de 2026 e se apresentará ao time B do Real após a disputa do Pré-Olímpico com a seleção brasileira, na Colômbia.

"O Clube de Regatas do Flamengo e o Real Madrid C.F. comunicam que chegaram a um acordo comercial para a transferência do atleta Reinier. O contrato foi assinado nesta segunda-feira. Durante todo este período de negociação, o atleta comprovou o carinho que tem pelo Mais Querido. O Flamengo, por sua vez, gostaria de ressaltar que todas as partes envolvidas buscaram sempre o melhor para a formação e a carreira do jogador", anunciou o clube carioca.

##RECOMENDA##

As duas partes não revelaram as cifras envolvidas na negociação. Mas estima-se que o Real tenha desembolsado cerca de 30 milhões de euros (equivalente a R$ 138 milhões) pelo reforço. "Meio-campista ofensivo que se destaca por sua técnica e criatividade, ele protagonizou uma evolução espetacular no Flamengo e se tornou uma das grandes estrelas emergentes do futebol mundial", elogiou o Real, em comunicado.

Reinier passou a se destacar em nível nacional em 2018, ao ser um dos destaques do Flamengo na conquista da Copa do Brasil Sub-17 daquele ano. Ele balançou as redes nas duas partidas da final da competição. Foi ainda artilheiro e líder de assistências no Mundial Sub-16, no mesmo ano, em Dubai. Na final, o Fla venceu justamente o Real Madrid.

No ano passado, já como profissional, fez parte do elenco campeão da Copa Libertadores e do Brasileirão. "O Flamengo deseja ao atleta e ao homem Reinier um grande sucesso nesta nova fase em sua vida", disse o clube carioca.

Nos últimos anos, o Real Madrid não pode ver um garoto talentoso despontando no futebol brasileiro que já trata rapidamente de levá-lo ao Santiago Bernabéu. Essa obsessão por jovens tem um marco bem definido: a contratação de Neymar pelo Barcelona. Depois de perder a queda-de-braço com o rival catalão, os merengues passaram a procurar com uma lupa as estrelas brasileiras em ascensão. E, como comprovam os casos de Vinicius Junior, Rodrygo e Reinier, a diretoria nem espera que as joias completem a maioridade. As contratações mostram também outro traço da forma de gestão do clube. Dificilmente, o clube forma seus jogadores. O Real prefere investir e apostar em jovens promessas.

Para o ex-atacante Sávio, que jogou por cinco temporadas no Real Madrid, o time merengue sempre adotou um olhar diferenciado para os jogadores brasileiros, especialmente os atacantes. "O Real sempre aposta em grandes promessas e enxerga o talento natural dos jogadores brasileiros", diz o ex-atacante. "Eles estão sempre investindo e aposta em jovens promessas", afirmou o ex-jogador que estava presente no time vencedor da Liga dos Campeões na temporada 1997/1998, quando o clube quebrou um longo jejum sem conquistas na competição.

##RECOMENDA##

Vinicius Junior, joia da base do Flamengo, passou a ser do clube espanhol em julho de 2018, quando completou 18 anos. O negócio foi fechado quase um ano antes por 45 milhões de euros (R$ 145 milhões, na cotação da época). O mesmo aconteceu com Rodrygo. Grande revelação do Santos, o só se apresentou ao novo clube em julho de 2019, seis meses depois de completar a maioridade. O Real também pagou 45 milhões de euros (R$ 193 milhões).

O clube está repetindo a história pela terceira vez, agora com o Reinier, do Flamengo. A venda pode ser sacramentada na Colômbia. O jovem completará 18 anos no domingo, exatamente a data de estreia do Brasil no Pré-Olímpico. O adversário será o Peru. Como o acordo entre os clubes está praticamente selado, falta apenas confirmar a transferência assim que ele completar a maioridade. A venda renderá ao Flamengo 30 milhões de euros - R$ 136 milhões - por 80% dos direitos do jogador.

Para Evaristo de Macedo, que levantou dois troféus do Campeonato Espanhol pelo time merengue, os casos de sucesso do passado motivam o clube a continuar investindo nos brasileiros. "O Real Madrid tem uma tradição de grandes atletas brasileiros. Essa história é valorizada pelos dirigentes", explica o ex-atleta, um dos pioneiros nessa história.

Sávio faz uma alerta: o risco de contratar jovens que dão um salto da categoria sub-17 para o profissional. "Na minha época era muito difícil queimar etapas. Nem sempre dá certo. A pressão no Real é muito grande", opina.

Não é a primeira vez que os brasileiros "dominam" o time merengue. A partir da metade dos anos 1990, o Real Madrid se tornaria uma verdadeira legião brasileira. O maior expoente foi o lateral-esquerdo Roberto Carlos, que jogou 527 partidas com 68 gols marcados. Outros cinco brasileiros foram contratados entre 1996 e 2000: o zagueiro Júlio César, o volante Flávio Conceição, os meias Zé Roberto e o Rodrigo Fabri e o atacante Sávio.

Os brasileiros também tiveram destaque na primeira era dos galácticos, a partir dos anos 2000. Após contratar Figo e Zidane, o Real Madrid se reforçou com Ronaldo, que marcou 104 gols em 177 jogos entre 2002 e 2007.

Em 2005, o clube foi comandado por Vanderlei Luxemburgo. Os pilares do grupo eram o próprio Ronaldo e Roberto Carlos. O treinador ainda indicou Robinho e Julio Baptista, e o clube também contrataria o lateral-direito Cicinho, que chegaria depois

A segunda "era galáctica" se iniciou com um outro brasileiro como expoente: Kaká. Melhor do mundo vestindo a camisa do Milan o meia chegou ao Real junto com Cristiano Ronaldo. O desempenho do apoiador, porém, foi abaixo do esperado.

Após a contratação de Kaká, em 2009, o Real Madrid voltaria a se reforçar com brasileiros apenas em 2013. De uma só vez, a equipe contratou Fabinho, hoje no Liverpool, o ex-são-paulino Casemiro e o centroavante Willian José. Só o volante, porém, se firmou no clube. Dois anos depois, em 2015, mais duas apostas tiveram passagens discretas: o meia Lucas Silva, ex-Cruzeiro, e o lateral Danilo, hoje no Manchester City, da Inglaterra.

O futebol e suas peculiaridades. Enfrentar o poderoso Real Madrid é algo que muitos clubes do mundo gostariam de evitar, mas não os atletas do Unionistas de Salamanca. O clube foi sorteado nesta terça-feira (14) para enfrentar a equipe madrilenha nos 16 avos de finais da Copa do Rei e comemorou.

O elenco do Salamanca acompanhava o sorteio da Copa do Rei pela televisão. Ao saber que teriam a chance de enfrentar o Real Madrid a alegria tomou conta do elenco que vibrou com o sorteio.

##RECOMENDA##

 Os jogadores pularam, se abraçaram e ficaram feliz com o resultado. Confira a festa do elenco:

[@#video#@]

O duelo dos rivais Barcelona e Real Madrid também está acirrado fora de campo. Empatados com 40 pontos e dividindo a liderança do campeonato espanhol, na disputa de mais rico, a vantagem é do Barça, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (13), pela consultora inglesa Deloitte.

Foi a primeira vez que a equipe catalã liderou o ranking, que já vai na sua 23° edição. O clube desbancou seu rival Real Madrid que ficou na segunda posição. Além disso o Barcelona foi a primeira equipe a quebrar a barreira dos 800 milhões de euros, chegando aos 840 milhões nos rendimentos da temporada 2018/2018, que se encerrou em junho do ano passado. O Real Madrid ficou com 757 milhões de euros. Confira lista:

##RECOMENDA##

1. Barcelona: € 840.8

2. Real Madrid: € 757.3

3. Manchester United: € 711.5

4. Bayern Munich: € 660. 1

5. Paris Saint-Germain: € 635.9

6. Manchester City: € 610.6

7. Liverpool: € 604. 7

8. Tottenham: € 521.1

9. Chelsea: € 513.1

10. Juventus: € 459.7

11. Arsenal: € 445.6

12. Borussia Dortmund: € 377.1

13. Atlético de Madrid: € 367.6

14. Internazionale de Milão: € 364.6

15. Schalke 04: € 324.8

16. Roma: € 231.0

17. Olympique Lyonnais: € 220.8

18. West Ham: € 216.4

19. Everton: 213.0

20: Napoli: € 207.4

Os três principais clubes da Espanha terão caminhos considerados mais tranquilos na estreia da Copa do Rei. Em sorteio realizado nesta terça-feira (14) pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol), em Madri, Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid - que juntamente com o Valencia disputaram a Supercopa da Espanha, na Arábia Saudita - jogarão como visitantes contra times da terceira divisão pela terceira fase, anterior às oitavas de final.

O Barcelona enfrentará o Ibiza, clube sediado na cidade que é mais conhecida por ser um local paradisíaco e destino de férias de uma série de atletas e não pelo futebol. O Real Madrid jogará contra o modesto Unionistas de Salamanca, que fez festa ao ser sorteado para enfrentar o gigante espanhol. Já o Atlético de Madrid pegará o Cultural Leonesa.

##RECOMENDA##

As partidas serão realizadas entre os dias 21 e 23 deste mês e o modelo da competição é de que as partidas sejam disputadas em jogo único. Outros confrontos que chamam a atenção são os que colocam os times da primeira divisão frente à frente, como o do Sevilla contra o Levante e o da Real Sociedad contra o Espanyol.

O confronto do Barcelona pela Copa do Rei será o segundo jogo do novo técnico Quique Setién como treinador da equipe e já terá a missão de classificar o time para a próxima fase. O sorteio das oitavas de final está programado para acontecer no próximo dia 24, logo após as definições dos classificados.

Confira a terceira fase da Copa do Rei:

Ibiza x Barcelona

UD Logroñés x Valencia

Cultural Leonesa x Atlético Madrid

Unionistas de Salamanca x Real Madrid

Ebro x Leganés

Badajoz x Eibar

Badalona x Granada

Recreativo Huelva x Osasuna

Rayo Vallecano x Betis

Mirandés x Celta

Tenerife x Valladolid

Girona x Villarreal

Elche x Athletic Bilbao

Zaragoza x Mallorca

Sevilla x Levante

Real Sociedad x Espanyol

O Real Madrid conquistou neste domingo o título da Supercopa da Espanha pela 11.ª vez em sua história. Em Jeddah, na Arábia Saudita, o time comandado pelo técnico francês Zinedine Zidane levantou a taça após derrotar o Atlético de Madrid por 4 a 1 nos pênaltis, depois de empate por 0 a 0 no tempo regulamentar e na prorrogação.

Pela primeira vez, a Supercopa da Espanha foi disputada por quatro equipes. Nas semifinais, o Real Madrid eliminou o Valência com uma vitória por 3 a 1, na última quarta-feira, e o Atlético de Madrid deixou o Barcelona fora da disputa com uma virada espetacular por 3 a 2, no dia seguinte.

##RECOMENDA##

As duas equipes de Madri fizeram desde os minutos iniciais um jogo equilibrado e muito físico, com raras oportunidades de gol. No primeiro tempo, o Atlético de Madrid chegou perto de abrir o placar aos 14 minutos, quando uma finalização do português João Felix passou perto do gol defendido pelo belga Courtois.

O time branco, por sua vez, demorou para ameaçar o gol do esloveno Oblak. Foi só aos 43 minutos que isso aconteceu. Casemiro aproveitou bem um escanteio cobrado por Toni Kroos e mandou uma cabeçada que saiu por muito pouco.

A torcida do Real Madrid ficou ainda mais perto do grito de gol no comecinho da etapa final, mais precisamente aos cinco minutos. O atacante Jovic, substituto de Benzema, que está machucado, recebeu a bola na área do Atlético de Madrid e caprichou no chute, mas a bola passou a centímetros da trave e o 0 a 0 se manteve no placar.

O ex-santista Rodrygo estava no banco de reservas e entrou na partida durante a etapa final. Nos acréscimos, o atacante teve a chance de se tornar o herói da Supercopa da Espanha quando recebeu a bola sem marcação, dentro da área, em ótimas condições para marcar. Seu chute, porém, foi em direção ao meio do gol e Oblak fez a defesa.

Na prorrogação, as duas equipes pareciam bastante interessadas em evitar a disputa por pênaltis, pois buscaram o ataque com bastante energia, especialmente o Real Madrid. O gol, porém, não saiu porque Oblak e Courtois, dois dos melhores goleiros do mundo, estavam em uma jornada inspirada e evitaram que a Supercopa da Espanha fosse decidida na prorrogação.

A poucos minutos do final, o momento mais tenso do dérbi: Carvajal, do Real Madrid, perdeu a bola e Morata arrancou sozinho com a bola. Quando o atacante espanhol iria entrar na área, o uruguaio Valverde o derrubou com uma dura falta por trás e foi imediatamente expulso. Na sequência, jogadores das duas equipes se estranharam e faltou pouco para ter início uma briga.

Nos pênaltis, o Real Madrid foi bem mais competente do que o Atlético de Madrid. Carvajal, Rodrygo, Modric e Sergio Ramos mostraram muita categoria em suas cobranças, enquanto que os atleticanos Saúl e Thomas desperdiçaram seus chutes - o primeiro mandou a bola na trave e o segundo parou nas mãos de Courtois.

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, reconheceu que se considera melhor do que antes. Na entrevista coletiva prévia à final da Supercopa da Espanha entre sua equipe e o Atlético de Madrid, o treinador disse que evoluiu na profissão e também como pessoa em relação à sua primeira passagem no clube espanhol, período em que venceu três títulos seguidos da Liga dos Campeões.

"Vejo-me melhor do que na minha primeira etapa e progredindo. Na vida, não só como treinador, aprendemos com as situações e as pessoas à nossa volta. Gosto de ouvir bastante as pessoas que trabalham comigo porque são muito válidas. Isso faz melhorar como treinador e pessoa", considerou Zidane.

##RECOMENDA##

O Real Madrid avançou à final do torneio, que está sendo disputado na Arábia Saudita, após derrotar o Valência por 3 a 1 na última quarta-feira. Zidane não revelou a escalação e nem o esquema tático que vai utilizar na partida.

"Não vou dizer como vamos jogar. Sabemos que o importante é o que é feito na fase ofensiva, e o desenho, que cada um pode interpretar como quiser. Sabemos que temos coisas boas a nível ofensivo e o mais importante é a equipe", afirmou.

Sobre o rival deste domingo, o treinador francês disse que "muito forte" e chamou a atenção para a maneira como se deu o triunfo por 3 a 2 sobre o Barcelona nas semifinais que colocou o time do técnico argentino Diego Simeone na final.

"É mais complicado e perigoso enfrentar o Atlético de Madrid pela maneira como venceu o Barcelona na semifinal", disse, se referindo à força do adversário, que marcou dois gols nos minutos finais para vencer o Barcelona de virada. O treinador também elogiou o português João Félix, um dos destaques da equipe de Simeone.

"Não tenho dúvidas de que ele é um jogador do presente e do futuro. Não sei se está entre os três melhores do mundo, isso todos podem comentar. Ele é um jogador muito bom. O Atlético o contratou porque é um jogador do futuro", avaliou.

Em um novo formato, mais uma vez fora da Espanha - desta vez na Arábia Saudita -, a Supercopa da Espanha conheceu nesta quarta-feira o seu primeiro finalista. É o Real Madrid, que derrotou o Valencia por 3 a 1, no estádio King Abdullah Sports City, na cidade de Jeddah, e avançou para enfrentar neste domingo o vencedor do duelo entre Barcelona e Atlético de Madrid, que será no mesmo local nesta quinta.

Por mais dinheiro, assim como aconteceu no ano passado, quando Barcelona e Sevilla disputaram a taça em Tânger, no Marrocos, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol) levou a edição desta temporada da Supercopa para o Oriente Médio. E resolveu aumentar o número de participantes para quarto, com duas semifinais e final.

##RECOMENDA##

Sem ganhar nada na temporada passada, o Real Madrid entrou como um dos melhores ranqueados pela federação espanhola e aproveitou muito bem a oportunidade dada. Com maior volume de jogo e bom toque de bola, o time comandado pelo técnico francês Zinedine Zidane envolveu o Valencia com facilidade e obteve a vitória sem ser ameaçado.

Antes mesmo de marcar o primeiro gol, aos 15 minutos, o Real Madrid já havia levado perigo à meta do Valencia por três vezes. Para abrir o placar, em um lance de escanteio despretensioso pela esquerda, o alemão Toni Kroos mostrou inteligência e rapidez ao perceber que o goleiro Jaume Domenech ficou conversando com sua zaga na linha da pequena área. Fez a cobrança fechada na primeira trave e saiu para comemorar o gol olímpico depois que o arqueiro, surpreendido, tentou tirar a bola sem sucesso.

Mesmo com a vantagem no placar, a pressão do Real Madrid continuou e outras chances de gol foram criadas até sair o segundo, aos 39 minutos. Isco foi oportunista no rebote da zaga do Valencia e acertou um belo chute rasteiro de dentro da área no canto direito de Domenech.

Na segunda etapa, o time de Madri manteve a postura ofensiva e foi premiado com o terceiro gol, aos 20 minutos. Em uma bela jogada de Isco, o meia tocou para Jovic, que ajeitou para Modric. O croata dominou a bola dentro da área, pedalou e chutou de trivela para fazer um bonito gol.

No final da partida, já nos acréscimos, Sergio Ramos colocou a mão na bola, o VAR interveio e marcou um pênalti para o Valencia. Parejo bateu com categoria e deu números finais ao duelo em 3 a 1 para o Real Madrid.

Os brasileiros Rodrygo e Vinicius Junior ficaram como opções no banco de reservas. O único do País como suplente que entrou durante a partida foi o lateral-esquerdo Marcelo, que estava voltando de lesão e ganhou alguns minutos de jogo para recuperar a sua forma física.

Mais um caso de racismo aconteceu na Europa, dessa vez o alvo dos ataques foi o zagueiro brasileiro do Real Madrid, Edér Militão. O caso aconteceu durante a partida deste sábado (4), entre Real Madrid e Getafe.

A informação foi publicada inicialmente pela rádio espanhola Cadena Ser. Segundo a publicação, o jogador do Getafe, Cucurella, estava discutindo com Militão quando chamou o jogador de 'Mico' que traduzindo do catalão seria ‘macaco’.

##RECOMENDA##

Nem Real Madrid, nem Getafe se pronunciaram sobre o assunto. Nas redes sociais, Militão fez uma publicação celebrando a vitória, mas não teceu nenhum comentário sobre o assunto.

Cucurella se defendeu: "Gostaria de dizer que em nenhum momento eu insultei ou desqualifiquei Militão. Minhas palavras foram 'fecha o bico'. Peço perdão se alguém se sentiu ofendido por ele. Essas são as únicas declarações que vou fazer sobre esse assunto", disse. 

[@#video#@]

A expectativa agora é de que o clube merengue denuncie o caso para ser tomado as devidas providencias. O Real Madrid venceu a partida por 3x0 com dois gols de Varane e um de Luka Modric.

Na retomada do Campeonato Espanhol, o Real Madrid não precisou jogar bem para derrotar o Getafe neste sábado por 3 a 0 fora de casa, no Coliseum Alfonso Pérez, e, com isso, assumir provisoriamente a liderança da competição.

O Real Madrid terá de secar o arquirrival Barcelona para permanecer na liderança, uma vez que soma 40 pontos, um a mais que o time catalão, que ainda entra em campo neste sábado, diante do Espanyol. O Getafe é o sétimo colocado, com 30 pontos somados.

##RECOMENDA##

Quem não assistiu à partida pode imaginar, pelo placar confortável, que o time madrilenho teve uma boa atuação. Não foi bem assim. O resultado foi um pouco exagerado, uma vez que a equipe treinada por Zidane sofreu pressão do Getafe, especialmente no primeiro tempo, e teve de contar com o brilho do goleiro belga Courtois para sair de campo sem levar gol. Ele praticou ao menos três grandes defesas.

Além da segurança de Courtois, foi essencial para o triunfo o bom aproveitamento nas bolas paradas, já que foi pelo alto que saíram dois dos três gols. O primeiro, marcado aos 34 minutos da etapa inicial, saiu graças à falha do goleiro Soria, que deixou a sua meta para cortar cruzamento de Mendy em direção a Varane e acabou marcando contra.

Na etapa final, o Real Madrid seguiu sem criar muitas chances de gol, mas continuou forte nas bolas aéreas e chegou ao segundo gol com Varane. Após falta cobrada por Kroos, o zagueiro francês apareceu livre para cabecear com precisão aos oito minutos e ampliar o placar.

A partir do segundo gol, os donos da casa diminuíram o ritmo e o time de Zidane conseguiu administrar a vantagem com certa tranquilidade até selar o triunfo nos acréscimos, com Modric. Em contra-ataque rápido, Bale acionou Valverde, que rolou para o meia croata marcar.

Também neste sábado, o Valencia voltou a vencer no Campeonato Espanhol ao derrotar em casa, no Estádio Mestalla, o Eibar por 1 a 0. O atacante uruguaio Maxi Gómez marcou o gol do triunfo que elevou à equipe aos 31 pontos, na sexta colocação, fechando a zona de classificação à Liga Europa. O Eibar é o 16º, com 19 pontos.

Apesar dos cabelos grisalhos e dos seus 86 anos de idade, Zé Maria, ex-meia do Sport Club do Recife, tem muito vivo na sua memória o dia 18 de maio de 1957. Nesta data o Leão, que fazia amistosos por toda Europa, entrava em campo para enfrentar ninguém menos do que o poderoso Real Madrid.

A equipe merengue era a atual campeã da Taça dos Campeões Europeus, atual Champions League. O amistoso tinha como motivo a inauguração dos refletores do Santiago Bernabeu, mas a 'pompa' da equipe europeia não parece ter afetado a equipe pernambucana.

##RECOMENDA##

"Não ficamos nervosos, não. Agora, que eles eram melhores do que a gente, isso eram", recorda Zé, que ainda brinca: "Foi um acontecimento. A iluminação era de verdade, não era igual do Náutico que não se via nada." No Placar: Real Madrid 5 x 3 Sport. Os gols brasileiros foram marcados por: Eliezer, Naninho e Traçaia

Aliás, o que não faltou durante a reportagem exclusiva ao LeiaJá foram boas risadas e provocações à equipe alvirrubra. Zé Maria, que é paraense, ainda aproveitou para lembrar da sua chegada ao Recife e falar como foi marcar Raymond Kopa, francês que seria Bola de Ouro no ano seguinte.

Confira a reportagem completa:

[@#video#@]

O Real Madrid deu neste domingo (22) um grande presente de Natal à torcida... do Barcelona. No estádio Santiago Bernabéu, em Madri, o time comandado pelo técnico francês Zinedine Zidane não conseguiu sair do 0 a 0 contra o Athletic Bilbao e, com isso, permitiu a seu maior rival encerrar o ano na condição de líder isolado do Campeonato Espanhol, após 18 rodadas.

O Barcelona, que no sábado goleou o Alavés por 4 a 1, terminou 2019 com 39 pontos, dois a mais do que o Real Madrid. O terceiro colocado é o Sevilla, com 34. O Athletic Bilbao, por sua vez, alcançou a sétima colocação, com 28 pontos.

##RECOMENDA##

O empate sem gols contra o time do País Basco deixou evidente uma vez mais que o maior problema do Real Madrid é o ataque. Em seus últimos três jogos, a equipe balançou a rede apenas uma vez - e foi nos acréscimos do segundo tempo da partida contra o Valencia, há uma semana. Em 18 rodadas do Campeonato Espanhol, anotou 33 gols, 14 a menos do que o Barcelona.

Neste domingo, o Real Madrid teve Rodrygo e Vinicius Junior como titulares, formando o trio de ataque da equipe de Madri com o francês Benzema. Os dois deram muito trabalho à defesa do Athletic Bilbao, especialmente o ex-jogador do Flamengo, mas ele uma vez mais teve problemas com as finalizações.

Diante de uma equipe bastante defensiva, o Real Madrid passou a partida inteira criando (e desperdiçando) ótimas chances de marcar. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Kroos fez uma jogada individual, chutou com força e a bola explodiu no travessão depois de um desvio do goleiro Simón. Aos 31, Benzema chegou a driblar Simón antes de chutar, mas o arqueiro se recuperou e evitou o gol. No rebote, Vinicius Junior se atrapalhou.

Depois do intervalo, a história foi a mesma. Aos 13 minutos, o zagueiro Nacho, que havia acabado de substituir o brasileiro Éder Militão, cabeceou no travessão. Também em uma cabeçada, o atacante Jovic, que entrou no lugar de Vinicius Junior, acertou a trave aos 40. E, assim, o Real Madrid amargou um péssimo resultado em seu estádio.

Mais cedo, Levante e Celta se enfrentaram em Valência e a equipe da casa venceu por 3 a 1. A vitória fez o Levante subir para a nona colocação do Campeonato Espanhol com 26 pontos, enquanto que o time de Vigo continua na zona de rebaixamento - é o 18.º, com 14.

Iago Aspas pôs a equipe visitante à frente no placar no primeiro tempo, mas o Levante mudou completamente a história da partida na etapa final. Dois gols de Roger colocaram os donos da casa em vantagem e Borja Mayoral, aos 46 minutos, acabou de vez com as esperanças do Celta de evitar a derrota.

Zinedine Zidane não poupou elogios para o técnico Pep Guardiola, de quem será rival nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, depois que o sorteio colocou Real Madrid e Manchester City como oponentes. Neste sábado (21), a pouco mais de dois meses para o duelo, o francês já antecipou que, para ele, Guardiola é o melhor treinador do mundo.

"Será especial enfrentá-lo. O respeito muito como jogador e como treinador porque creio que é melhor técnico do mundo", opinou o comandante do Real Madrid em entrevista coletiva neste sábado. "Ele demonstrou isso em toda a sua carreira e claro que estou ansioso em enfrentar a sua equipe. Não só eu, como todos do time", completou. Ele retribuiu o elogio a Guardiola, que havia dito anteriormente que sonhava em jogar ao lado de Zidane e o admirava muito.

##RECOMENDA##

Zidane e Guardiola medirão forças como técnicos pela primeira vez. Os dois já foram adversários na época em que ainda jogavam, com o francês defendendo o Real e o espanhol com a camisa do Barcelona. O primeiro jogo das oitavas está marcado para o dia 26 de fevereiro, no Santiago Bernabéu, em Madri. A volta será em 17 de março, no Etihad Stadium, em Manchester.

Zidane opinou sobre Guardiola na entrevista coletiva prévia ao duelo contra o Athletic Bilbao, pela 18ª rodada do Campeonato Espanhol. O comandante segue sem poder contar com Hazard e Marcelo, que se recuperam de suas respectivas lesões, e também não terá Casemiro, suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos.

O Real Madrid polariza com o arquirrival Barcelona a briga pela liderança. Ambos têm 36 pontos, mas o time catalão leva vantagem no critério de desempate e é o primeiro colocado. O duelo deste domingo diante do Athletic Bilbao será o último do ano.

"Estamos preparados para fazer uma boa partida. Colocamos toda a nossa energia, sabemos que é o último jogo do ano e devemos dar tudo", disse Zidane, antes de fazer um balanço positivo da metade da temporada. "Estamos muito bem, fomos constantes. Tivemos um início complicado da temporada, mas tivemos que ser pacientes, não apenas nos resultados, mas em nosso jogo. E isso é a coisa mais importante para mim".

Em um clássico marcado por protestos fora e dentro do Camp Nou, Barcelona e Real Madrid empataram por 0 a 0, nesta quarta-feira, em jogo adiado da 10ª rodada do Campeonato Espanhol. A partida iria acontecer no dia 26 de outubro, mas foi remarcada por causa da tensão política vivida pela Catalunha.

Com o resultado de igualdade, o Barcelona continua na primeira colocação com 36 pontos, mesma pontuação do Real Madrid, pelos critérios de desempate. Agora todos os times estão com os mesmos 17 jogos na competição. Foi o quinto clássico em que Zidane não foi superado no Camp Nou.

##RECOMENDA##

Antes do jogo, o grupo conhecido como Tsunami Democrático organizou um protesto nos arredores do Camp Nou. Apesar do bloqueio de algumas ruas e de um reforço na segurança, centenas de pessoas se reuniram de maneira pacífica para defender o diálogo entre o governo de Madri e as autoridades regionais catalães.

Diversos cartazes com a frase "Spain, sit and talk" ("Espanha, sente e converse"), foram entregues aos torcedores que se dirigiam ao estádio para acompanhar o clássico. Antes do início da partida, uma faixa com os mesmos dizeres e outra escrita liberdade foram exibidas com destaque, na arquibancada.

O clássico foi disputado sob forte esquema de segurança organizado pela Polícia da Catalunha. Ao todo foram 3 mil agentes, incluindo segurança privada, trabalhando desde o início da manhã de quarta-feira para evitar qualquer problema. As equipes chegaram sem incidentes, em um comboio quase simultâneo.

Após Marc Márquez, campeão da MotoGP, dar um simbólico pontapé inicial, o clássico começou tenso. Varane e Jordi Alba discutiram rispidamente em uma jogada na área. O Real Madrid reclamou ainda de um pênalti de Rakitic antes dos 20 minutos.

A equipe de Zidane parecia jogar no Santiago Bernabéu e não na casa do rival. O Real Madrid pressionava o Barcelona no campo ofensivo. O goleiro Ter Stegen fez pelo menos duas boas defesas e Piqué salvou uma cabeçada de Benzema em cima da linha. O time catalão teve apenas uma grande chance no primeiro tempo, com Messi, mas Sergio Ramos repetiu o que Piqué havia feito do outro lado.

Na beira do campo, policiais monitoravam atentamente os torcedores nas arquibancadas para evitar uma possível invasão do gramado no Camp Nou. Mas o problema foi fora do estádio. Integrantes do Tsunami Democrático entraram em confronto com um grupo de 30 torcedores ultras do Barcelona, os Boixos Nois. A polícia agiu com violência. Diversos manifestantes foram detidos.

No segundo tempo, aos 10 minutos, balões vermelhos e amarelos, cores da Catalunha, foram soltos no gramado e cartazes com os dizeres "Espanha, sente e converse" foram levantados nas arquibancadas. A transmissão oficial usou uma câmara aérea para evitar que o protesto fosse exibido ao vivo para o mundo.

Após o incidente, o Barcelona melhorou em campo. A equipe catalã reclamou de um pênalti não marcado de Sergio Ramos em Suárez e, pouco depois, Messi perdeu uma boa chance em jogada de Griezmann. De Jong também exigiu boa defesa de Courtois.

O Real Madrid não diminuiu o ritmo diante do crescimento do rival, teve um gol de Bale anulado e, com algumas faltas, fez o clima esquentar. Em um espaço de 12 minutos Casemiro, Bale, Isco e Sergio Ramos receberam o cartão amarelo. O brasileiro Rodrygo entrou aos 34 minutos, mas o 0 a 0 permaneceu até o apito final.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando