Tópicos | futebol

Um atraso de cerca de quatro horas no desembarque do Grêmio no Rio fez o técnico Renato Gaúcho decidir cancelar o treinamento deste domingo, que seria o primeiro na preparação para o jogo de volta da semifinal da Copa Libertadores contra o Flamengo, na quarta-feira, às 21h30, no Maracanã.

A delegação gremista desembarcou por volta das 5h15 deste domingo no aeroporto do Galeão, no Rio. Um imprevisto com aeronave fretada pelo clube, que teve sua asa atingida pelo carrinho que transporta a escada que desembarca os passageiros, acabou atrasando a decolagem de Fortaleza e, por consequência, cancelou a atividade em campo. Por segurança, um avião de Brasília foi deslocado para levar a delegação.

##RECOMENDA##

Com os trabalhos, que seriam iniciados às 15 horas no CT do Fluminense, suspensos, os jogadores seguiram para o hotel onde ficarão concentrados até o dia do jogo. Dessa forma, o elenco do Grêmio fará somente dois treinamentos antes da partida.

O técnico Renato Gaúcho aproveitou a folga e foi à praia de Ipanema jogar futevôlei e rever alguns amigos. Ele tem casa na capital fluminense e costuma passar férias na cidade.

PREOCUPAÇÃO - Em tratamento de dores no tornozelo direito desde a derrota para o Bahia, na última quarta-feira, quando sofreu uma pancada no local e teve de ser substituído, o atacante Luan passou mancando durante o trajeto do ônibus até a entrada do hotel.

Jean Pyerre, que vinha sendo substituído justamente por Luan, está machucado há mais tempo e também é dúvida. O meia se recupera de uma lesão muscular na coxa direita já há um mês. É pouco provável que tenha condições de enfrentar o Flamengo pois ainda não fez sequer uma atividade com bola.

Como o primeiro jogo, disputado em Porto Alegre, terminou empatado em 1 a 1, vitória ou empate, desde que por dois ou mais gols, garantem a classificação para a final em Santiago, no Chile.

O Real Sociedad voltou a empolgar sua torcida ao bater o Bétis por 3 a 1, de virada, neste domingo e avançar na tabela de classificação do Campeonato Espanhol. O brasileiro Willian José fez um dos gols na quinta vitória da equipe de San Sebastián na competição.

O resultado em casa recupera o time do técnico Imanol Alguacil, que já era uma das sensações do campeonato, mas vinha de duas derrotas consecutivas. Após o triunfo conquistado com autoridade neste domingo, a Real Sociedad volta a ocupar a quarta posição na tabela, agora com 16 pontos.

##RECOMENDA##

Já o Bétis volta para Sevilha com seu quarto revés na temporada e, já sem vencer há três partidas, continua na zona de rebaixamento, tendo obtido até o momento somente nove pontos.

O primeiro gol do confronto no Estádio Anoeta foi anotado pelos visitantes. O atacante Loren Morón precisou da validação do VAR para ter seu sétimo gol - que o fez artilheiro do campeonato - validado, logo aos 12 minutos de jogo.

A reação dos anfitriões não demoraria muito e, aos 22, depois de lançamento em cobrança de falta para a área, Javi Garcia acabou mandando a bola para o próprio gol, cedendo a igualdade ao Real Sociedad.

Com boa movimentação no ataque, Willian José começou a consolidar a virada ao receber cruzamento da esquerda e acertar um belo chute de primeira, sem chances para o goleiro Joel Robles, aos 36 minutos.

Ainda mais solta no segundo tempo, a equipe do País Basco chegou ao terceiro gol por intermédio de uma triangulação inteligente que acabou com a conclusão de Cristián Portu, dando números finais ao jogo aos 13 da etapa complementar.

Outro embate da manhã deste domingo pelo Espanhol ocorreu entre Deportivo Alavés e Celta de Vigo, em Vitória, no País Basco. As duas equipes brigam para se afastar da zona de descenso. No fim, quem levou a melhor foi o time da casa, que venceu por 2 a 0 - gols de Magallan e Perez.

O Esporte Clube Bahia divulgou um manifesto no qual chama para toda a população - sem deixar de cobrar as autoridades - a responsabilidade ambiental de preservar os mares e mangues, diante do desastre ambiental do aparecimento de toneladas de petróleo cru em mais de 150 praias em 171 municípios dos nove estados nordestinos. Na próxima segunda-feira (21), às 19h30 (horário de Brasília), a equipe entrará em campo contra o Ceará no estádio de Pituaçu, em Salvador, e divulgou que usará um uniforme manchado de óleo. 

[@#video#@]

##RECOMENDA##

“Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido? O Bahia é você, somos nós, cada ser humano. É a forma como representamos o amor, o apego, o chamego, o sagrado, a justiça. O Bahia é a união de um povo que vibra na mesma direção, que respira o mesmo ar e que depende da mesma natureza para existir, para sobreviver. (...) Um convite à reflexão: o que faz um ser humano atacar e destruir espaços sagrados? O lucro a qualquer custo pode ser capaz de destruir a ética e as leis que regem e viabilizam a humanidade? A barbárie deve ser tratada como tal, não como algo natural”, diz o manifesto divulgado pela equipe.

No Estado, as manchas de óleo surgiram pela primeira vez em outubro. Até agora, atingiram os municípios de Itacaré, houve registro da substância nas cidades de Vera Cruz, Itaparica, Salvador, Jandaíra, Lauro de Freitas, Conde, Camaçari, Entre Rios, Esplanada e Mata de São João. O problema teve proporções tão graves que levaram o Governo a decretar Estado de Emergência.

A atitude do Bahia foi apoiada não somente por seus torcedores, mas também por outras equipes e competições de futebol do Brasil. A conta oficial da Ouvidoria Fortaleza Esporte Clube respondeu ao Bahia com emojis de aplausos, enquanto o perfil da Copa do Nordeste disse “Parabéns, Bahia! Sensacional”. A conta oficial do Santos e o pernambucano Íbis também felicitaram o Bahia pela atitude. 

LeiaJá também

--> 200 kg de petróleo são retirados só de uma praia da Bahia

--> Moradores e trabalhadores lutam contra óleo no Cupe

--> Vídeo: Jogadores ficam parados em protesto e tomam 2 gols

Aliviado por sair, ao menos momentaneamente, da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o técnico Abel Braga destacou a entrega do Cruzeiro na vitória deste sábado em Itaquera diante do Corinthians por 2 a 1: "Fomos ao extremo".

Na entrevista coletiva após o triunfo - o segundo consecutivo -, o treinador fez questão de lembrar que, de acordo com suas contas, a meta é vencer ainda cinco partidas para escapar da ameaça para o clube mineiro de ser rebaixado pela primeira vez em sua história.

##RECOMENDA##

Agora com 28 pontos, o Cruzeiro é seguido de perto por Ceará e CSA, ambos com 26 pontos e com seus jogos ainda a cumprir pela 27.ª rodada. Além disso, no próximo sábado, terá um confronto direto diante do Fortaleza, que tem 31, no Mineirão.

"Nossa maior virtude foi que hoje (sábado) fomos ao extremo. Tivemos um desgaste muito grande no jogo contra o São Paulo, e jogar contra o Corinthians aqui na Arena foi complicado. Mas todo mundo lutou e se entregou em cada pedaço desse campo. O importante é que não abdicamos de jogar. Saímos atrás e conseguimos virar", relatou o comandante cruzeirense.

Feliz com a invencibilidade que já chega a cinco jogos, Abel fez a ressalva de que a missão de livrar o clube mineiro do descenso permanece difícil. "Sempre temos que ter otimismo, mas ainda estamos na área da confusão. A princípio, antes da partida contra o São Paulo, tínhamos que ganhar sete jogos. Continuamos tendo de conquistar resultados e temos um confronto difícil no próximo sábado, contra o Fortaleza", pontuou.

O placar favorável em São Paulo neste sábado também representou o fim de um longo jejum que já durava um ano e quatro meses. Desde junho de 2018 a equipe não triunfava fora de Belo Horizonte pelo Campeonato Brasileiro.

Como prêmio pelo empenho em campo, o técnico já avisou que oferecerá uma recompensa a seus jogadores. "Vou dar um presente para eles. Vamos nos apresentar só na terça-feira de manhã", informou.

Expulso de campo no segundo tempo, o técnico Fábio Carille reclamou da arbitragem após a derrota do Corinthians por 2 a 1 para o Cruzeiro neste sábado, na arena do clube em Itaquera, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador admitiu também que houve falha de sua equipe no lance do gol que sacramentou a derrota.

"Não lembro de uma defesa do meu goleiro. O segundo gol foi uma infelicidade nossa. Não pode parar na jogada. Mas também, o que nos foi passado sobre o VAR, é que o bandeira tem que esperar o término da jogada. Ele levantou no meio. Acredito e espero que possa melhorar, mas está acontecendo lances que não podem ter", lamentou.

##RECOMENDA##

Na jogada, Fagner tocou a bola para o campo de defesa e o meio-campista cruzeirense Ederson dominou livre. O auxiliar levantou a bandeira, os jogadores das duas equipes pararam. O árbitro, no entanto, mandou seguir. Ederson avançou livre, driblou Walter e marcou. "O próprio jogador do Cruzeiro parou. A gente espera que melhore e que o VAR possa ajudar", complementou o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves.

O dirigente também considerou mal anulado um gol do Corinthians no início do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, Mateus Vital pegou a sobra e mandou para as redes. O árbitro viu falta de Marllon em Fred fora da jogada. "Não vi essa falta", comentou.

Com a derrota o Corinthians está ameaçado perde o seu lugar no G4, a zona de classificação à fase de grupos da Copa Libertadores de 2020. Isso porque permaneceu em quarto lugar com 44 pontos e o São Paulo, que está em quinto com 43, recebe o Avaí neste domingo no Morumbi. O time alvinegro volta a campo no próximo sábado para o clássico com o Santos, na arena corintiana em Itaquera.

O Brasil venceu seu último teste antes da estreia no Mundial Sub-17. Na tarde deste sábado, a seleção brasileira goleou os Estados Unidos por 4 a 1, no amistoso realizado na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Escalada com Matheus Donelli; Yan, Henri, Luan Patrick e Patrick; Daniel Cabral, Talles Costa, Gabriel Veron e João Peglow; Kaio Jorge e Talles Magno, a equipe brasileira saiu atrás no placar. Ricardo Pepi marcou para os norte-americanos no início do primeiro tempo. A vantagem do adversário durou pouco e a seleção logo se impôs e construiu a vitória com naturalidade.

##RECOMENDA##

O Brasil empatou pouco tempo depois de ter levar o primeiro e único gol no jogo. Saldaña, na tentativa de recuar para o goleiro, marcou contra aos nove minutos.

No final da primeira etapa, João Peglow, Luan Patrick e Talles Magno pararam no goleiro Daminas Las.

Depois de tanto insistir, a seleção treinada por Guilherme Dalla Dea virou o jogo com Gabriel Veron no começo aos seis minutos. O meia do Palmeiras recebeu de Henri, limpou a marcação e chutou rasteiro, com precisão. Três minutos depois, Patryck cruzou na medida para Kaio Jorge fazer 3 a 1. O jogo seguiu controlado e aos 31 o Brasil transformou o placar em goleada. Diego Rosa, em seu primeiro toque na bola, acertou uma pancada de fora da área e selou o resultado.

Principal estrela da seleção sub-17, Talles Magno não balançou as redes, mas teve boa exibição e foi um dos quatro jogadores que esteve em campo durante todo o amistoso. Ao final da partida, a promessa do Vasco deu atenção aos torcedores presentes, que enfrentaram a chuva para conseguir uma foto ou autógrafo.

O Brasil estreia no Mundial Sub-17 no próximo sábado, dia 26, diante do Canadá, no Estádio Bezerrão, em Brasília. No Grupo A da competição, a equipe brasileira, além dos canadenses, também vai enfrentar Nova Zelândia e Angola.

A oito pontos do líder Flamengo, o Palmeiras pensa neste domingo em outro time rubro-negro: o Athletico-PR, adversário a partir das 19 horas, na Arena da Baixada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe alviverde se apega ao retrospecto recente em busca de um bom resultado em Curitiba. Afinal, o time venceu os últimos três jogos contra o oponente. No estádio curitibano, saiu vitorioso em 2016 e 2018, quando foi campeão brasileiro.

O duelo marca o reencontro de Weverton e Raphael Veiga com o Athletico-PR. O goleiro atuou na equipe paranaense até ser comprado no fim de 2017 e completará neste domingo 80 jogos pelo Palmeiras, enquanto o meia esteve emprestado em 2018.

##RECOMENDA##

Além do retrospecto recente contra o Athletico-PR, o que anima o elenco do Palmeiras é a pontuação desta edição do Brasileirão em relação aos anos em que conquistou o título. Passadas 26 rodadas, a equipe soma 53 pontos nesta temporada. Em 2018, eram 50 pontos, um a mais do que em 2016.

"Neste ano, os nossos pontos estão maiores do que quando fomos campeões. Lógico que o Flamengo está fazendo um campeonato incrível, temos de tirar o chapéu para eles, mas, enquanto tivermos chances, lutaremos pelo título", afirmou Veiga.

Para a partida deste domingo, o técnico Mano Menezes fez mistério em relação à equipe titular. A principal dúvida é no ataque. Ainda sem Luiz Adriano, lesionado, os centroavantes Deyverson, Borja e Henrique Dourado brigam por uma posição.

A Chapecoense sabe que a situação é bastante delicada, mas ainda se apega às mínimas chances para seguir acreditando na permanência na elite do futebol nacional. Uma vitória sobre o Goiás, neste domingo, às 19 horas, na Arena Condá, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro, pode representar uma luz no fim do túnel.

Para isso, a Chapecoense precisa quebrar um jejum de 11 jogos sem vitória - a última ocorreu em 18 de agosto, sobre o Avaí, por 1 a 0. A sequência negativa colocou o time na lanterna, com apenas 16 pontos em 26 rodadas.

##RECOMENDA##

Contratado para livrar o time catarinense do rebaixamento, o técnico Marquinhos Santos ainda não ganhou - cinco derrotas e dois empates -, mas mesmo assim procura adotar um discurso otimista em relação ao risco de rebaixamento. "Ainda nós acreditamos. Estamos a dez pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento e tudo é possível. Temos que continuar acreditando e trabalhando. Esperamos fechar a disputa de uma maneira digna, honrosa e somar o maior número de pontos possível", comentou o treinador.

A derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, pelas circunstâncias, foi dolorosa. O time atuou quase todo o segundo tempo com um jogador a menos e segurou o 0 a 0 até os 54 minutos. Antes tinha empatado em casa, por 1 a 1, com o Cruzeiro.

O zagueiro Gum, que teve uma expulsão bastante contestada na derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, cumpre suspensão automática. Maurício Ramos deve ser o seu substituto. Já o lateral-direito Eduardo treinou normalmente e se mostrou recuperado da tendinite que o tirou do último jogo. Assim, Márcio Araújo volta para o meio-campo e Amaral vai para o banco.

Embalado pelos bons resultados recentes, o Vasco quer se aproximar do grupo que briga por uma vaga na Copa Libertadores e tem um desafio difícil neste domingo. Enfrenta o Internacional, às 16 horas, no Beira-Rio, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As duas vitórias consecutivas em casa, diante de Fortaleza e Botafogo, mudaram o astral em São Januário e fizeram com que os jogadores sonhassem com "coisa boa", segundo as palavras do técnico Vanderlei Luxemburgo.

##RECOMENDA##

Com sete pontos conquistados nos últimos três jogos, o Vasco, que soma 34 e antes só pensava em se manter na elite do futebol brasileiro, se distanciou da zona de rebaixamento e passou a pleitear um lugar entre os times que se classificam à próxima edição da Copa Libertadores.

"A confiança está lá em cima. Esses três jogos sem perder nos deram confiança. Agora podemos olhar com um pouco mais de conforto para a parte de cima da tabela. Se não vencer duas rodadas, a pressão volta, mas hoje estamos felizes pelo que apresentamos especialmente nesses últimos dois jogos em casa", afirmou Yago Pikachu.

O Vasco não conta com seu principal jogador, Talles Magno, que está com a seleção brasileira sub-17 e já desfalcou a equipe no clássico. Raul ainda se recupera de dores musculares e deve ser baixa novamente. O atacante Clayton sofreu uma lesão leve na coxa direita. O problema não é grave, mas é improvável a presença do jogador no Beira-Rio.

O colombiano Guarín, que estreou pelo time cruzmaltino contra o Botafogo, ainda não está em seu ritmo ideal e, por isso, é provável que comece no banco novamente e ganhe alguns minutos na etapa final.

O São Paulo está de olho em uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro, mas são os adversários da zona de rebaixamento que têm atrapalhado a equipe na busca pelos primeiros lugares. Neste domingo, a partir das 16 horas, o time paulista recebe o Avaí, o penúltimo colocado, e tenta melhorar seu aproveitamento contra os rivais da zona de rebaixamento.

O São Paulo enfrentou times da zona da degola em quatro jogos e conquistou apenas seis pontos, com uma vitória, três empates e uma derrota (40% de aproveitamento). Por outro lado, foram seis partidas contra equipes do G4, com nove pontos conquistados: duas vitórias, três empates e uma derrota (50% de aproveitamento).

##RECOMENDA##

Para o confronto com o Avaí, o técnico Fernando Diniz terá desfalques importantes. Os dois laterais, Juanfran e Reinaldo, estão fora da partida. O direito voltou a sentir dores musculares e o esquerdo terá de cumprir suspensão. Além disso, Everton, Toró e Rojas seguem no departamento médico.

Cheio de desfalques, o São Paulo busca se reabilitar após a primeira derrota sob o comando de Diniz. Na rodada passada, a equipe perdeu para o Cruzeiro, depois de duas vitórias e dois empates com o treinador. O próprio técnico admitiu que a equipe teve uma atuação ruim no Mineirão, mas não deve fazer mudanças além das obrigatórias por causa dos desfalques.

O Real Madrid viveu um sábado infeliz, em que nada deu certo. O time teve um jogador expulso, foi derrotado pelo Mallorca por 1 a 0 fora de casa, no Iberostar Estádio, e, com isso, viu cair sua invencibilidade no Campeonato Espanhol, além de perder a liderança para o arquirrival Barcelona.

Ainda que sem exibições de encher os olhos nos primeiros jogos, o Real Madrid era o único invicto do torneio e vinha se mantendo na liderança. O revés em um jogo em que foi inofensivo e apático mudou esse cenário e deixou a equipe treinada por Zinedine Zidane no segundo lugar, com 18 pontos, um a menos do que o novo líder Barcelona, que venceu o Eibar neste sábado.

##RECOMENDA##

O Mallorca, por sua vez, celebrou muito o triunfo pela importância histórica, já que foi a primeira vez que a equipe derrotou o Real na década, e também porque o resultado positivo tirou o time treinado por Vicente Moreno da zona de rebaixamento e o levou para o 14º lugar, com dez pontos.

Escalado por Zidane com cinco jogadores de vocação ofensiva e apenas Casemiro com característica de marcação, o Real Madrid foi inócuo e deixou muito espaço para o Mallorca jogar. Ciente das brechas que o rival deixou, os donos da casa exploraram os buracos, especialmente no meio de campo, e abriram o placar no início do jogo, aos sete minutos, com Lago Júnior. Em uma bela jogada individual, o atacante marfinense passou por Odriozola e bateu colocado, no canto esquerdo de Courtois.

O gol sofrido cedo atrapalhou a estratégia do time madrilenho, que se manteve sonolento e improdutivo principalmente porque Isco e James Rodríguez, responsáveis pela armação, pouco fizeram, e Vinicius Junior e Jovic falharam na conclusão das jogadas. Benzema foi o único a levar perigo. O francês acertou o travessão ao desviar a bola com perna direita.

Em relação aos brasileiros, além de Casemiro e Vinicius Junior, também foram titular Eder Militão e Marcelo. Só o volante teve algum destaque, apesar de ter ficado sobrecarregado defensivamente. Na metade do segundo tempo, Rodrygo entrou na vaga de Isco, mas não conseguiu impedir a primeira derrota da equipe no campeonato. No final, o lateral-direito Odriozola foi expulso por carrinho duro em Lago Júnior.

Não há muito tempo para o Real Madrid lamentar o revés, uma vez que tem compromisso importante na terça-feira pela Liga dos Campeões. Lanterna do Grupo A, o time espanhol tem apenas um ponto na chave e precisa vencer o Galatasaray na Turquia para se manter na briga pela classificação ao mata-mata.

O Manchester City mostrou estar recuperado do baque pelo tropeço diante do Wolverhampton, na rodada anterior do Campeonato Inglês, e voltou a vencer, neste sábado, ao bater o Crystal Palace por 2 a 0, fora de casa. Os gols do time de Pep Guardiola foram marcados por Gabriel Jesus e David Silva.

Com a tranquila vitória, o atual campeão inglês retomou seu lugar na vice-liderança, agora com 19 pontos. Com cinco pontos de desvantagem para o primeiro colocado, o Liverpool, cabe agora ao time do norte da Inglaterra torcer para um tropeço do atual campeão europeu neste domingo, no clássico diante do Manchester United, para iniciar uma nova aproximação. Já o Crystal Palace, que faz um campeonato satisfatório até o momento para um clube mais modesto, termina o sábado na sexta colocação na tabela, com 14 pontos.

##RECOMENDA##

O primeiro gol do jogo deste sábado no Selhurst Park foi brasileiro, e com direito a uma marca expressiva. Gabriel Jesus anotou seu 50º gol com a camisa do Manchester City aos 38 minutos do primeiro tempo. Bem posicionado no lance, o atacante aproveitou cruzamento do português Bernardo Silva para marcar, de peixinho, e desfazer a retranca do time da casa.

Apenas dois minutos depois saiu o segundo. David Silva completou um belíssimo contra-ataque que começou com De Bruyne, passou por Jesus e Sterling antes de cair no pé do espanhol, que bateu de primeira para ampliar.

Na volta para o intervalo, o City, mesmo atuando com os improvisados Fernandinho e Rodri no miolo de zaga, pouco foi incomodado e até teve suas chances de ampliar, mas o placar final permaneceu o mesmo do primeiro tempo.

Com ânimo renovado na competição, o time de Pep Guardiola recebe o Aston Villa no próximo sábado, enquanto o Crystal Palace, no dia seguinte, encara o Arsenal fora de casa. Antes, na terça-feira, o Manchester City receberá a Atalanta pela Liga dos Campeões.

Com gol do brasileiro Bernard, o Everton pôs fim à sequência de derrotas pelo Campeonato Inglês ao bater o West Ham por 2 a 0 em seu estádio, o Goodison Park, pela nona rodada da competição.

O clube de Liverpool vinha de quatro reveses seguidos no campeonato e tem ocupado a zona de rebaixamento. Com o triunfo na abertura da rodada, porém, passa aos dez pontos e já pensa em respirar na tabela de classificação, enquanto ainda tenta alcançar o time de Londres, que, por sua vez, fica com 12 pontos e ocupa um lugar intermediário.

##RECOMENDA##

O primeiro gol do confronto deste sábado saiu dos pés de Bernard, que formava o ataque ao lado do compatriota Richarlison. O ex-jogador do Atlético-MG recebeu assistência do outro integrante da linha ofensiva do Everton, Theo Walcott, para completar para o gol, de dentro da pequena área, e abrir o marcador aos 17 minutos da primeira etapa.

Do lado do West Ham, que antes do jogo estava invicto fora de casa, o brasileiro em campo era Felipe Anderson. O meia formado no Santos e com passagem pela Lazio acabou tendo atuação discreta na partida do Goodison Park e foi substituído ainda no intervalo pelo ucraniano Andriy Yarmolenko.

Aos 22, Richarlison teve a chance de ampliar ao acertar a trave direita do goleiro Roberto. Também ficou na trave uma tentativa de Walcott aos nove do segundo tempo. Em outra boa chance, já após o intervalo, o colombiano e ex-palmeirense Yerry Mina quase marcou, de cabeça, obrigando Roberto a ótima defesa.

O segundo gol da partida, entretanto, só viria nos acréscimos da etapa complementar, com Gylfi Sigurdsson. O islandês acertou um belo chute ao receber passe de Richarlison, de fora da área, para decretar a vitória do time da casa aos 47 minutos.

Na próxima rodada, o Everton tentará manter uma boa sequência em compromisso diante do Brighton, fora de casa, no sábado, dia 26. Já o West Ham, na mesma data, receberá o Sheffield.

O Fortaleza entrou com um pedido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para impugnar a partida contra o Flamengo, disputada na última quarta-feira, que terminou com a vitória do time carioca por 2 a 1, de virada. O lance contestado pelo clube cearense é o do segundo gol dos time rubro-negro, marcado por Reinier, sob a alegação de que havia mais de uma bola em campo no momento.

O STJD confirmou que recebeu a comunicação através de seu site, onde colocou todo o comunicado que recebeu do time cearense. No lance, Renê cobrou lateral na área em jogada ensaiada, Vitor Gabriel escorou para trás, e Reinier cabeceou no ângulo, aos 43 minutos. O time da casa reclamou de uma segunda bola em campo, que teria sido jogada por um torcedor.

##RECOMENDA##

A medida já vinha sendo avaliada pelo Fortaleza desde o término da partida, já que o time acreditava ter sido prejudicado pela arbitragem com um erro de direito, o que pode levar à impugnação da partida. "O tento originou-se de jogada nula, na medida em que coexistiam, no mesmo lance, duas bolas, com inequívoca interferência da segunda bola no lance, situação identificada pelo árbitro condutor, mas com aplicação errônea da regra do jogo", justifica a equipe nordestina no comunicado, em que pede que o resultado da partida não seja homologado até a decisão final sobre a impugnação.

Logo após a partida, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, reclamou desse e de outros lances. "A gente está vendo o Fortaleza ser roubado jogo após jogo. O árbitro, quando conduz o jogo, a gente percebe. O lateral João Lucas era para ter sido expulso porque fez falta clara em Osvaldo. O escanteio do primeiro gol não existiu, Vitinho chutou em ninguém. O VAR chamou pênalti duvidoso, e o segundo gol deles foi com duas bolas em campo e ainda foram jogadas pela torcida. O torcedor foi lesado, vestiário revoltado. O VAR é uma decepção, vê coisas que não existem", afirmou.

O Flamengo lidera o Campeonato Brasileiro com oito pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Palmeiras. O Fortaleza, por sua vez, luta contra o rebaixamento e está na 15ª posição, com 28 pontos, dois acima do 17º CSA, o primeiro dentro da zona da degola.

O episódio de racismo e discriminação no jogo entre Bulgária e Inglaterra, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020, segue trazendo consequências para o futebol búlgaro. Nesta sexta-feira, o técnico da seleção nacional, Krasimir Balakov, pediu demissão. Pouco antes, a polícia local anunciou a prisão de mais cinco torcedores envolvidos nas manifestações racistas ocorridas na capital Sofia.

De acordo a Federação de Futebol da Bulgária, a demissão do treinador de 53 anos não tem relação com as manifestações da torcida na derrota por 6 a 0 para a Inglaterra, na segunda-feira. "A performance da seleção nos últimos meses foi considerada insatisfatória", registrou a entidade, em comunicado.

##RECOMENDA##

"Minha decisão de pedir demissão não tem nada a ver com o pedido do primeiro-ministro pela minha saída, um dia depois da derrota para a Inglaterra. Minha paciência acabou", declarou Balakov, em entrevista ao canal Sky Sports.

Balakov tem carreira pouco expressiva como treinador. Mas defendeu a seleção do seu país como jogador em 92 partidas entre 1988 e 2003. O então meio-campista integrou a equipe na Copa do Mundo de 1994, quando a Bulgária obteve sua melhor campanha na competição, com o quarto lugar. Também esteve na Eurocopa de 1996 e na Copa de 1998.

Os episódios racistas aconteceram durante a goleada de 6 a 0, pela fase de grupos das Eliminatórias da Euro. O jogo foi interrompido por duas vezes no primeiro tempo por causa de cânticos racistas e saudações nazistas dos torcedores da equipe da casa.

Durante a primeira paralisação, o locutor advertiu que a partida poderia ser encerrada se os abusos racistas não parassem, cumprindo o primeiro passo do protocolo antirracismo da Uefa. Durante a segunda pausa, dezenas de torcedores da Bulgária responsáveis pelos cânticos saíram do estádio.

Os atos racistas foram condenados por políticos e dirigentes esportivos da Inglaterra e até pelo primeiro-ministro da Bulgária, que pediu a demissão do presidente da Federação de Futebol da Bulgária. Pressionado, Borislav Mihailov anunciou sua renúncia ao cargo na terça-feira.

Balakov, por sua vez, pediu desculpas ao time inglês por conta dos gestos racistas - alguns eram cânticos que imitavam macacos. "Eu condeno fortemente e rejeito o racismo como forma de conduta que é contraditória às relações humanas na modernidade. Este é um preconceito que vem do passado e precisa ser erradicado para sempre", afirmou o treinador, em comunicado, no início da semana.

MAIS PRISÕES - A polícia local anunciou nesta sexta que prendeu mais cinco torcedores envolvidos no episódio discriminatório. Ao todo, 16 já foram identificados no caso de racismo, que envolveu também gestos nazistas. Na quarta, outros seis já haviam sido detidos.

De acordo com as autoridades locais, 78 torcedores já foram detidos ao longo deste ano em Sofia, por motivos diversos. A maior parte deles recebeu suspensão de um ou dois anos, sendo impedidos de assistir a jogos tanto dentro quanto fora do país.

Eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez, Lionel Messi garante manter a disposição de um menino em campo, apesar dos 32 anos de idade, mas sabe que chegou a hora de se preocupar mais com o corpo. E, ao contrário de Cristiano Ronaldo, seu maior rival no status de melhor jogador da atualidade, ele não pretende sair do clube onde criou uma história.

Em entrevista ao jornal Marca, o astro argentino deixou claro não concordar com as palavras de CR7. O atacante português já falou algumas vezes que Messi deveria sair do Barcelona para buscar novos desafios, como ele fez ao deixar o Manchester United e ir para o Real Madrid e, mais recentemente, trocar o time merengue pela Juventus, da Itália.

##RECOMENDA##

"Cada um busca seus objetivos e experiências. Nunca tive a necessidade de sair do melhor clube do mundo que é o Barcelona, onde desfruto dos treinamentos, dos jogos e da cidade. É um lugar muito completo e sempre tive muito claro o objetivo neste clube e que não teria que buscá-lo em outro lugar", comentou o argentino.

Quanto a sua condição física, ele falou que o desafio é fazer com que as pernas façam aquilo que o cérebro pede. "É difícil porque a cabeça está boa. Eu penso que tenho 25 anos e que posso seguir fazendo as coisas que fazia naquela época. Mas o corpo manda e existem circunstâncias em que tem que ter mais cuidado do que antes. Assimilar requer um processo e preciso me preparar de maneira diferente para os treinamentos e partidas", disse.

Messi comentou até sobre uma discussão que agita o futebol alemão nos últimos meses. Quem deveria ser o goleiro titular da seleção: Manuel Neuer, do Bayern de Munique, ou seu companheiro de time, Ter Stegen. "Eles são dois grandes goleiros e com características similares. Eles fazem boa leitura do jogo, podem jogar com os pés e são muito rápidos embaixo das traves", analisou.

A Real Federação Espanhola de Futebol anunciou nesta sexta-feira que o clássico entre Barcelona e Real Madrid, marcado para o dia 26 de outubro, pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol, foi adiado. O motivo são as diversas manifestações que estão ocorrendo na cidade da Catalunha nos últimos dias.

Inicialmente, chegou-se a cogitar a possibilidade de inversão de mando. Ou seja, a partida seria realizada no estádio Santiago Bernabéu e, no segundo turno, seria disputada no Camp Nou. Mas a ideia não foi adiante porque o regulamento da competição não permite tal manobra.

##RECOMENDA##

De acordo com a federação espanhola, os clubes afetados terão que entrar em um acordo para definir a nova data. Como o jogo não pode ser em Madri, uma solução seria disputar a partida em uma outra cidade, fora da Catalunha, ou até em outro país. Entretanto, a ideia não está nos planos do Barcelona neste momento. O clube espera que a situação na região se normalize nos próximos dias. Os dois times ainda não se manifestaram sobre a decisão.

Já são quatro dias de protestos e manifestações na Catalunha. Os protestos tiveram início após a condenação de líderes separatistas catalães. As principais ruas da cidade foram bloqueadas e os serviços de trens urbanos e do metrô foram interrompidos. A polícia reprimiu com violência as manifestações.

O caos começou assim que o Tribunal Supremo da Espanha condenou nove líderes separatistas a penas de prisão que variam de 9 a 13 anos por sedição em razão do referendo de outubro de 2017, realizado apesar de uma proibição do governo em Madri. Outros três réus foram considerados culpados de desobediência e não receberam penas de prisão.

As sentenças foram consideradas pesadas. O ex-vice-governador catalão Oriol Junqueras recebeu pena de 13 anos de cadeia, a maior entre os separatistas. Ele afirmou que o movimento voltará mais forte. "Voltaremos e voltaremos mais fortes. Não tenham nenhuma dúvida, voltaremos e venceremos", afirmou Junqueras, em carta escrita na prisão e publicada pelo partido Esquerda Republicana da Catalunha (ERC).

A Justiça britânica absolveu nesta quinta-feira Paul Gascoigne, acusado de agressão sexual por ter beijado uma mulher em um trem sem o seu consentimento. Depois de ter descartado a conotação sexual dos fatos, o tribunal de Teesside (norte da Inglaterra), onde o julgamento ocorre desde segunda-feira, também declarou o ex-jogador, de 52 anos, inocente de agressão.

A mulher que acusou Gascoigne disse que durante uma viagem de trem entre York e Newcastle em agosto de 2018, o ex-jogador, "aparentemente bêbado", segurou o seu rosto antes de beijá-la "na boca".

##RECOMENDA##

Na terça-feira, o ex-astro da seleção inglesa disse que apenas deu um pequeno beijo na boca da mulher. Segundo sua versão, dois passageiros pediram a ele no trem para tirar uma foto com a acusadora. Outro passageiro no trem teria gritado que Gascoigne não queria tirar a foto porque ela era "gorda e feia".

No dia seguinte ao incidente, Gascoigne explicou à polícia que deu "um beijo na boca para confortar" a mulher. Antes do júri, sua advogada Michelle Heeley defendeu que o gesto de seu cliente não tinha conotação sexual.

Não é a primeira vez que Paul Gascoigne, de 52 anos, está diante da Justiça britânica. Em 2016, ele foi multado em 1.000 libras (cerca de R$ 5,19 mil) por ter proferido palavras racistas durante uma aparição pública em novembro de 2015.

Gascoigne serviu a seleção da Inglaterra de 1988 a 1996. Disputou apenas a Copa do Mundo de 1990, quando o time inglês terminou na quarta colocação. Convocado pelo técnico Bobby Robson, o meia roubou a cena na semifinal, contra a Alemanha. Chorou compulsivamente em campo ao ser advertido com cartão amarelo pelo árbitro brasileiro José Roberto Wright. Tratava-se do segundo cartão dele no Mundial, o que poderia ter tirado da decisão, caso os ingleses tivessem derrotado os alemães.

Vinte ONGs que trabalham no apoio a pacientes com câncer participam do Projeto Driblando o Câncer, uma campanha nacional de mobilização contra o câncer, que realiza um jogo de futebol solidário, de celebridades, no dia 15 de dezembro, às 14h00, no Corinthians, Parque São Jorge.

“Objetivo do Projeto é chamar a atenção da opinião pública para a grave incidência do câncer no país, que vitima 600 mil brasileiros por ano e mata 240 mil. E o nosso intuito é unir todos os times de futebol para uma ação conjunta contra o câncer porque essa doença não escolhe time, raça, cor ou credo. Atinge a todos os cidadãos, de forma indiscriminada e cruel”, alerta Gil Santos, presidente da Craques Master, empresa realizadora do evento.

##RECOMENDA##

Artistas, celebridade, médicos e anônimos estão se unindo ao Driblando o Câncer. Já estão confirmadas as participações no jogo de Cafu, Müller, Veloso, BiroBiro, Júnior (Pentacampeao), Aloísio (seleção brasileira), Luizão(Seleçao), Amaral(Seleçao), Edilson (seleçao),Gustavo Nery, Pavao(São Paulo), Zenon(Corintians), Zé Carlos (seleçao brasileira), Diney(Corintians), César Sampaio (Seleçao), Gilmar (Palmeiras ), Ademir da Guia (Divino) Jamelli (seleção brasileira) e Ronaldão (tetracampeão). Vários jogadores, de outros times, estão sendo convidados.

 Adriana Restum, influencer e empresária da Planet Girl, coordena o jogo preliminar feminino, que acontece antes do jogo oficial. Já estão confirmadas para jogar Sabrina Sato, Mary Alexandre, Suzy Cortez (Miss Bumbum World 2019) entre outras celebridades.

Câncer pode tornar-se a primeira causa de morte no país

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a incidência do câncer vai crescer e poderá se tornar a principal causa de morte no mundo. No Brasil, além do cenário também se confirmar, ainda há o desafio de uma população envelhecida, aliada a sistemas de saúde – tanto público, quanto privados – enfraquecidos financeiramente, o que, por vezes, inviabiliza tratamentos avançados, como é o caso das terapias alvo e da imunoterapia.

O diagnóstico precoce pode salvar muitas vidas. Quando diagnosticado em estágio inicial, o câncer tem 90% de chance de cura, além de permitir tratamentos menos invasivos e agressivos e maior possibilidade de salvar o paciente.

Segundo a comissão organizadora do Projeto, DRIBLANDO O CÂNCER objetiva alertar para a prevenção primária estimulando hábitos saudáveis de vida que incluem atividade física regular e alimentação de qualidade. Foca na necessidade do diagnóstico precoce para salvar vidas, pois 90% dos cânceres podem ser curados quando detectados precocemente. E reivindica priorização do câncer nas políticas públicas.

Serviço

Jogo solidário DRIBLANDO O CÂNCER

15 DE DEZEMBRO, 14h00 Corinthians - Parque São Jorge – Rua São Jorge, 777 Vila Moreira, São Paulo – SP

Para adquirir os ingressos ou combos – Clique aqui

Ingresso arquibancada R$ 10,00

Ingresso cadeira R$ 20,00

Kit 1 – Kit camiseta + Ingresso (arquibancada) R$ 60,00

Kit 2 – Kit camiseta + Ingresso (cadeira) R$ 70,00

A Conmebol confirmou nesta quinta-feira que o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, será a sede da final da Copa Libertadores de 2020. Já a decisão da Copa Sul-Americana do próximo ano será disputada no estádio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina. Nos dois casos, a final será realizada em jogo único.

"Por decisão do Conselho da Conmebol, foram selecionadas as cidades de Rio de Janeiro e Córdoba como cidades-sedes para as finais únicas de 2020", anunciou a Conmebol, nas redes sociais. As decisões foram tomadas em reunião do Conselho da Conmebol, em Assunção, no Paraguai.

##RECOMENDA##

O encontro contou com a presença do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que fez parte da comitiva da CBF presente no local. O anúncio prévio da presença do governador já havia levantado a suspeita de que o Maracanã acabaria sendo escolhido. O tradicional estádio brasileiro era o principal favorito nesta disputa.

Também estavam na disputa o próprio estádio Mario Kempes (Córdoba, Argentina), o Mineirão, a Arena do Grêmio, o Beira-Rio, o Morumbi, a Arena Corinthians e o Estádio Nacional (Lima, Peru).

Consultores técnicos da Conmebol visitaram os estádios candidatos na Argentina, no Peru e no Brasil. Segundo a entidade, os critérios avaliados pelos técnicos foram: visão, conceito e legado da proposta, características técnicas do estádio e campos de treinamento, requisitos de segurança, mobilidade e acomodação e aspectos sociais, políticos, ambientais e comerciais.

A final no Maracanã será a segunda no novo formato estabelecido pela Conmebol, com as competições sul-americanas sendo decididas em jogo único. A primeira edição assim será neste ano, em Santiago, no dia 23 de novembro. Flamengo e Grêmio brigam para chegar à grande final. A outra semifinal tem Boca Juniors e River Plate.

Já a Copa Sul-Americana deste ano vai ser decidida no estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai. O jogo estava marcado para o estádio Nacional de Lima, no Peru, mas mudou de local por falha na organização dos peruanos, que tentarão receber a partida no próximo ano.

Em 2020, será no Mario Kempes, em Córdoba, que recebeu uma grande reforma para virar uma das sedes dos jogos da Copa América, em 2011. Os outros estádios na disputa eram o Estádio Ciudad de La Plata (Argentina), o Mané Garrincha, em Brasília, e o Nacional de Lima (Peru).

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando