Tópicos | futebol

O Flamengo não perdeu tempo em repor a saída de Michael para o Al Hilal, da Arábia Saudita, e oficializou nesta sexta-feira a contratação de Marinho, do Santos. O atacante de 31 anos será o sexto santista no atual elenco carioca e chega ao Rio de Janeiro para concretizar um sonho pessoal de defender o clube. Seu contrato será de duas temporadas, até o final de 2023.

"O brabooo chegou voando! #MarinhoNoMengão", divulgou o Flamengo em sua conta no Twitter, com um pequeno vídeo do atacante. Em outro vídeo publicado nas redes sociais, o atacante afirma: "É pai... Agora chegou a hora de realizar teu sonho e o meu também". Nesta sexta-feira, Marinho já foi ao CT Ninho do Urubu e se encontrou com o técnico português Paulo Sousa.

##RECOMENDA##

Há algum tempo que Marinho e Flamengo já namoravam. Mas não conseguiam um acordo. Desta vez, com a vontade do atacante de respirar novos ares e a necessidade de o Santos fazer caixa, o final foi feliz. Os paulistas em embolsar cerca de R$ 7 milhões pela negociação. O camisa 11 tinha contrato até dezembro deste ano e poderia sair de graça em alguns meses.

No Flamengo ele terá a companhia de Gabriel, Bruno Henrique, Gustavo Henrique, Thiago Maia e Diego, todos com passagens boas pela Vila Belmiro. O trio de ataque, curiosamente, figura como melhor jogador da Copa Libertadores nas últimas três edições. Bruno Henrique em 2019, Marinho em 2020 e Gabriel em 2021.

Apesar de trocar Santos pelo Rio de Janeiro para dar a volta por cima na carreira após um ano de 2020 abaixo do esperado, Marinho pode acabar se tornando um reserva de luxo na Gávea, com a manutenção de Everton Ribeiro e Arrascaeta vindo de trás para servir Gabriel e Bruno Henrique.

Marinho vinha dando pistas que não queria mais ficar no Santos. Andou se irritando com cobranças de alguns torcedores e o discurso era sempre de "pensar no futuro". Chega em um clube pronto e com mais chances de buscar os tão sonhados títulos que faltarão na Vila Belmiro.

O atacante desembarcou no Rio na quinta-feira à noite. Como evitou passar pelo saguão onde flamenguistas o aguardavam, acabou hostilizado. Mas promete responder no campo.

Antes de oficializar Marinho, o Flamengo prestou homenagem a Michael, considerado um 12.° jogador no elenco e importante em muitas vitórias. "Chegou, lutou, nos cativou, nos divertiu e venceu. E venceu muito! Obrigado por tudo, Micha! Todo sucesso do mundo pra você, robozinho! Estará sempre em nossos corações!", se despediu o clube.

Depois do Brasil empatar por 1 a 1 com o Equador, mais uma partida movimentou as disputas da 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar 2022, na noite desta quinta-feira (28). Depois de três derrotas seguidas, o Uruguai se reabilitou ao vencer o Paraguai, fora de casa, no Estádio La Olla, em Assunção, por 1 a 0. Suárez, nos primeiros minutos do segundo tempo, marcou o gol da vitória celeste.

Com o triunfo fora de casa, o Uruguai voltou para a zona de classificação e agora soma 19 pontos ganhos. Já o Paraguai se complicou de vez e dificilmente irá à Copa do Mundo, afinal estacionou na nona colocação com 13.

##RECOMENDA##

O primeiro tempo da partida disputada em Assunção foi bastante movimentada desde o seu primeiro minuto. Apesar do Paraguai ter começado fazendo pressão, foi o Uruguai que criou as melhores chances. Aos 14 minutos, depois de um escanteio cobrado na área, o novo zagueiro do Atlético-MG, Godín, cabeceou na trave.

No lance seguinte, em mais uma jogada de bola parada, foi a vez de Luis Suárez aparecer livre na pequena área e mandar no travessão. Já aos 23, o Uruguai teve mais uma oportunidade com o próprio camisa 9 pegando um rebote, mas desta vez parou no goleiro Silva. Por isso, o primeiro tempo terminou sem gols.

Na volta do intervalo, Luis Suárez voltou com tudo e logo aos quatro minutos do segundo tempo, conseguiu balançar as redes. Godín fez ótimo lançamento para o atacante, que invadiu a área e bateu na saída do goleiro, colocando a equipe Celeste em vantagem.

A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco e enquanto o Paraguai não tinha poder de reação, o Uruguai seguiu criando e quase fez o segundo aos 25. Suárez cruzou na área em busca de Cavani, mas o goleiro Silva se adiantou e espalmou para longe. No rebote, Oliveira chutou por cima do gol.

Nos minutos finais, o duelo seguiu agitado e os dois técnicos aproveitaram para fazer algumas mudanças em suas equipes. Enquanto, o Diego Alonso fechou o Uruguai na defesa para segurar a vitória, Guillermo Schelotto colocou o Paraguai em cima, mas mesmo assim o duelo terminou com a vitória celeste por 1 a 0.

As duas seleções voltam a campo na próxima semana para a disputa da 16ª rodada das Eliminatórias. Na terça-feira, o Uruguai recebe a Venezuela, no Estádio Centenário, às 20h. Um pouco mais tarde, às 21h30, o Paraguai visita o Brasil, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Rogério Ceni não gostou nada da estreia do São Paulo no Paulistão. Na visão do treinador, a equipe pecou demais na criação das jogadas e pouco agrediu o Guarani na derrota por 2 a 1, em Campinas. Desgostoso com o que viu, promete trabalhar duro para buscar ajuste já para o jogo com o Ituano, domingo (30), no Morumbi.

"É um começo de trabalho e muitos trabalharam só dez dias. Mas temos de procurar melhorar o time, a cada treino, a cada dia. Foi uma estreia ruim. Não importa se faltou condicionamento, não pode perder o primeiro jogo. Erramos passes fáceis, tem de ter mais velocidade para construir. Falta bastante para um bom estágio", admitiu o treinador.

##RECOMENDA##

Sincero, Ceni admitiu que esperava um maior poder de criatividade para a equipe armar as jogadas. Mesmo evitando culpados, não escondeu sua decepção com o que presenciou no Brinco de Ouro e cobrará mais atenção.

"Precisamos melhorar na criação, falhamos bastante", bateu na tecla. "Tivemos uma chance com o Alisson que passou próximo gol, mas falta agressividade na última linha, penetrar mais pelo lado. Vamos tentar buscar isso nos próximos dias."

Outra preocupação do goleiro está nas jogadas aéreas, para ele outro problema apresentado pelo São Paulo. "O time sofre muito na bola aérea. Sofre por não ter estatura elevada", avaliou. "É um time feito para tentar construir o jogo, com ideia mais ofensiva. Com o passar do tempo, a melhora do condicionamento, chegará no que planejamos."

Apesar da bronca, Ceni gostou do tripé pela direita com Rafinha, Nikão e Alisson. "O lado direito foi bem, o esquerdo não da mesma maneira. No ano passado íamos bem pela esquerda, e com o tripé fomos bem na direita, tivemos mais equilíbrio e as melhores ações. Precisamos dar o mesmo equilíbrio."

Sobre Tiago Volpi, Ceni preferiu não comentar se o goleiro falhou principalmente no primeiro gol do Guarani. "Não dá para fazer uma análise, ao ver pela televisão. Mas não podemos descartar a habilidade do atleta adversário que acertou um belo chute."

Tite se sentou ao lado de seu auxiliar, Cléber Xavier, para, resumidamente, falar sobre dois temas em entrevista coletiva após o empate do Brasil com o Equador por 1 a 1 em Quito: explicar a saída de Philippe Coutinho e comentar a confusa arbitragem de Wilmar Roldán, além de dizer o que conversou com Émerson Royal, lateral que foi expulso e desperdiçou uma chance de ouro.

A expulsão de Émerson fez Tite sacar Coutinho e lançar mão de Daniel Alves. O treinador explicou que optou pela saída do meio-campista do Aston Villa porque ele ainda não está em sua melhor condição física e não aguentaria o ritmo intenso da partida com dez de cada lado. Segundo o treinador, o planejamento era de que Coutinho jogasse 70 minutos.

##RECOMENDA##

"Eu pedi desculpas a ele porque naquele momento a necessidade da equipe era ter um jogador que pudesse jogar os 90 minutos, e o Coutinho estava programado para jogar 70 porque vem de um processo de recondicionamento físico", afirmou o treinador. "A altitude, transições, velocidade. Ele iria se desgastar demais. Preferencialmente, precisávamos de um atleta inteiro", acrescentou.

Ele preferiu manter Matheus Cunha, o centroavante, em campo, porque o atleta poderia, na sua visão, também fazer o papel de um meia. "Na Olimpíada, ele jogava com o Richarlison e voltava pra buscar a bola, fazendo a conexão com os meio-campistas. Teoricamente, jogamos com dois atacantes e um flutuador", observou.

Tite poupou Émerson pela expulsão. O técnico reconheceu que o erro do lateral prejudicou a performance da seleção brasileira, mas adotou um discurso de proteção. A infelicidada servirá, segundo ele, de aprendizado para o jogador que busca uma vaga no elenco que irá ao Catar.

"Falei com o Emerson no vestiário. Existem situações de aprendizado na nossa vida. Ele errou e sabe disso. Mas ele não tem um técnico que corta a cabeça e entrega na bandeja. Vai aprender, continuar e evoluir", ponderou.

As trapalhadas do árbitro também foram tema da coletiva. Tite entende que o colombiano Wilmar Roldán "é muito bom árbitro", mas não poderia ter apitado o jogo desta quinta porque a Colômbia, quarta colocada, logo atrás do Equador, também disputa a classificação à Copa do Mundo.

"Hoje esteve mal. Não dá para vir um árbitro da Colômbia, cuja seleção é quarta colocada, apitar o jogo do terceiro colocado. É pressão, desumano. Falta sensibilidade. Dá para colocar outros árbitros. Ele é bom, mas o ambiente pressiona. É um estresse. O árbitro prejudicou o espetáculo. Teve uma noite infeliz", analisou.

Roldán foi salvo pelo VAR quatro vezes. Ele chegou a expulsar duas vezes o goleiro Alisson, mas em ambas ocasiões retificou suas decisões, assim como fez nos pênalti assinalados a favor do Equador e posteriormente revistos. Para o auxiliar Cléber Xavier, "o VAR deu uma aula de como analisar o jogo e foi responsável por não ser resultado diferente do que foi o resultado do jogo".

O Brasil é líder invicto das Eliminatórias, com 36 pontos, e está garantido desde o ano passado no Mundial do Catar. O próximo rival é o Paraguai, terça-feira, às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Em setembro do ano passado, o zagueiro David Luiz foi contratado pelo Flamengo. O defensor participou, desde então, de apenas 10 partidas com o clube carioca, incluindo a derrota na decisão da Copa Libertadores contra o Palmeiras. Por isso, os sonhos do atleta para 2022 estão bem traçados: ganhar troféus com a camisa rubro-negra.

"Se você começa o ano sem sonho ou com algo pequeno, você nunca vai chegar a algo grande. Eu quero ganhar tudo com o Flamengo. Esse é meu sonho. Eu faço parte de um grupo que se prepara para ganhar tudo e esse é meu sonho. Quero ganhar tudo, seja lá o que for", disse o zagueiro, em entrevista ao canal Futmesa7 no Youtube. Em 2022, o time rubro-negro disputará cinco competições: Campeonato Carioca, Supercopa do Brasil, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores.

##RECOMENDA##

David Luiz foi contratado após forte campanha da torcida nas redes sociais. Os torcedores, inclusive, foram os responsáveis por convencerem o defensor a desistir da ideia de permanecer na Europa, aceitando, assim, retornar ao futebol brasileiro.

"Eu não tinha pretensão nenhuma de voltar para o Brasil, era essa minha escolha de vida do passado. É uma escolha de vida, não é só mudar de time e eu tinha claro que não ia voltar para o Brasil. Estava de férias, em Juiz de Fora (MG), e comecei a ter o convívio em família, sabe? Com meus pais, meus amigos, meus filhos e aqueles vínculos de pessoas que sempre torceram por você, mas estiveram longe. A pandemia também me fez refletir sobre essa importância de estar perto da família", afirmou, antes de completar:

"Eu tinha cinco ou seis propostas da Europa, mas nenhuma delas tocou meu coração e ai começou a surgir o Flamengo. Começou a falar do Flamengo, todo mundo sabe a grandeza do clube e os torcedores foram, sim, um grande diferencial na minha vida. Eles me fizeram enxergar algo e eu abria as redes sociais, tinha campanha. Fez toda diferença. Eu comecei a sentir o amor do Flamengo antes de ser jogador do Flamengo. Isso toca demais, as pessoas me davam carinho demais e me fez enxergar algo que eu não tinha enxergado ainda. Eu vi que tinha a oportunidade de jogar no maior clube da América e estou muito feliz com as minhas escolhas. Quero, sim, ser campeão", finalizou.

O zagueiro está na terceira semana de pré-temporada do Flamengo. A previsão é que David Luiz entre em campo no dia 6 de fevereiro no clássico contra o Fluminense, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela quarta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Junior, afirmou que a saída do atacante Douglas Costa para o futebol dos Estados Unidos está "praticamente resolvida". A declaração ocorreu após a vitória do clube tricolor por 2 a 1 sobre o Caxias, em Porto Alegre, pela estreia no Campeonato Gaúcho. De acordo com o presidente, não há cláusulas que impeçam o jogador de atuar no Brasil, apenas valores diferentes em caso de acerto com clubes no país ou no exterior. No entanto, o destino deve mesmo ser o Los Angeles Galaxy.

Segundo o mandatário, todas as partes já assinaram a documentação da rescisão - Grêmio, Douglas Costa e Juventus, da Itália, que havia cedido o jogador por empréstimo - e que o destino do camisa 10 deve mesmo ser Los Angeles. Romildo também negou que o clube tenha negociado uma cláusula na rescisão que impediria o atacante de atuar no futebol brasileiro.

##RECOMENDA##

"O assunto Douglas Costa está resolvido. Todas as partes assinaram. A última documentação que viria da Itália está resolvida e existem cláusulas de confidencialidade, mas uma situação era um negócio para fora e outra era um negócio para um clube brasileiro que se apresentasse para o concurso. Eram duas situações de pagamentos diferentes. Não sei como vai se confirmar, mas a tendência que vi praticamente se confirma a situação dos Estados Unidos", declarou o presidente gremista.

A saída de Douglas Costa se arrasta desde o fim da temporada passada, quando a relação se desgastou com a torcida. O jogador chegou a pedir desculpas nas redes sociais e afirmar que cumpriria o contrato. No entanto, nas últimas semanas, pela dificuldade de acerto entre as partes para o cumprimento do contrato, a saída se encaminhou.

"A situação se desenvolveu para a saída e foi consensual, uma saída que foi o natural. O desejo do jogador, creio eu pelos seus representantes, foi de saída, nós tínhamos uma possibilidade de ficar e várias vezes admitimos isso durante a negociação. Mas todas possibilidades foram examinadas. Por uma questão de respeito, o assunto está resolvido. Quero dizer à torcida que poderíamos contar com ele, mas do ponto de vista daquilo que tínhamos que fazer, responsavelmente o Grêmio fez. Pode ter crítica, mas fizemos o que tinha que ser feito", completou.

O Grêmio volta a campo neste sábado, quando enfrenta o Brasil-RS. A partida, válida pela segunda rodada do Gauchão, acontece no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), a partir das 16h30.

A seleção brasileira vai entrar em campo para enfrentar o bom time do Equador às 18 horas desta quinta-feira (27), em Quito, em clima de testes. Já classificada para a Copa do Mundo do Catar, a equipe de Tite não carregará mais o peso de buscar a vaga, mas alguns jogadores estarão sob pressão para conquistar de vez o treinador ou ao menos para manter a esperança de ser chamado para os últimos jogos das Eliminatórias, em março.

Este é o caso de Philippe Coutinho. O eterno meia da seleção de Tite vive um dos seus piores momentos da carreira no futebol europeu. Acostumado a jogar nos grandes do continente, ele deu um passo atrás neste ano ao ser emprestado ao Aston Villa, time mediano da Inglaterra.

##RECOMENDA##

Coutinho vem sendo contestado desde que chegou ao Barcelona em 2018. Sem espaço na equipe catalã, foi emprestado ao Bayern de Munique, onde também não conseguiu se firmar. De volta ao Barça em 2020, sofreu uma lesão no joelho esquerdo que abreviou sua temporada. No ano passado, recuperado fisicamente, ganhou nova chance num time que lamentava a saída de Lionel Messi e apostava em jovens da base e em contratações de custo-benefício duvidoso.

Mesmo com a equipe espanhola em frangalhos tecnicamente, o brasileiro amargava o banco de reservas até ser transferido para o Aston Villa, onde fez boa estreia no dia 15 deste mês, até com gol. "Acredito na qualidade dele, falando isso para o nicho futebol. Falando de maneira mais ampla, do espectro social, humano, eu sei todo lado humano de investimento dele, desafiador, de recuperar da lesão", comentou Tite.

O treinador indicou que o jogo desta quinta será um grande palco para Coutinho mostrar o que sabe. As circunstâncias são favoráveis para o meia. A seleção não terá Neymar, machucado, e nem Lucas Paquetá, suspenso, para ofuscar seu desempenho em campo e as atenções de Tite.

Por outro lado, a pressão será grande. Coutinho vai substituir justamente Paquetá, que vinha sendo um dos melhores jogadores da seleção nos últimos meses. Se exibir boa performance, não apenas estenderá sua sobrevida na seleção como colocará um ponto de interrogação na cabeça do técnico. "Como vai ser depois, não sei. Vamos deixar o campo falar", avisou Tite.

Coutinho é uma aposta antiga do treinador. Não por acaso o meia é o quarto jogador com o maior número de jogos na seleção sob o comando de Tite. Titular na Copa de 2018, o jogador de 29 anos foi chamado em todas as convocações da seleção até a grave lesão no joelho. Até então, ele só havia "falhado" num amistoso de 2017, com a Colômbia, quando o treinador convocou apenas atletas que jogavam no Brasil naquele momento.

Sem defender a equipe nacional desde outubro de 2020, ele voltou a ser chamado no fim do ano passado para os confrontos com Colômbia e Argentina. Mas não deixou o banco de reservas em nenhum momento. Por isso, sua escalação como titular nesta quinta é encarada quase como um ultimato visando o Mundial do Catar, em novembro.

Principal armador da equipe escalada por Tite, o meia também será decisivo por conta da expectativa do treinador para encarar a altitude de 2.850 metros de Quito. "Temos que encontrar estratégias para ter a posse de bola, estabelecer um ritmo adequado", projetou. Será outro desafio para um jogador que disputou apenas 18 jogos até agora na temporada europeia, sendo titular em apenas seis - os últimos dois pelo Aston Villa.

Melhor seleção destas Eliminatórias depois do Brasil e da Argentina, o Equador ocupa o terceiro lugar da tabela, ainda em busca da classificação, e vinha embalado até ser prejudicado pela nova onda de casos da pandemia. Ao todo, 15 jogadores do elenco equatoriano contraíram Covid-19 neste mês. E o atacante Angel Mena está machucado.

Os equatorianos somam 23 pontos em 14 jogos. Mesmo se vencerem o Brasil, ainda não vão conseguir confirmar a vaga na Copa. A seleção de Tite lidera a tabela com folga, com 35 pontos, contra 29 dos argentinos. As duas equipes têm um jogo a menos na classificação por conta do clássico não finalizado em São Paulo, em setembro do ano passado.

A seleção brasileira entra em campo nesta quinta-feira contra o Equador, em Quito, pela 15.ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, mas o pensamento do técnico Tite está mesmo no Catar. Nesta quarta, em sua entrevista coletiva de véspera de jogos, ele revelou que fará mudanças na escalação entre uma partida e outra nesta reta final do torneio qualificatório, que já serve de preparação para o Mundial.

"Sim, podemos esperar mudanças de um jogo para o outro. A média nossa, nesses 13 jogos, são quatro substituições por jogo. Tenho dito aos jogadores que esses que entram vão estar decidindo a partida porque vão estar em momento crucial. Então essa é a preparação, senão dos que iniciam, mas de deixar todos preparados para aquilo que tem que fazer. Principalmente no aspecto organizacional, depois é o talento. Ele com a bola, na qualidade do passe, da verticalidade, do um contra um, da finalização. De um jogo para o outro vou mudar, mas não externando de forma pública", comentou.

##RECOMENDA##

Para o jogo contra o Equador, Tite confirmou que levará a campo o mesmo ataque que enfrentou a Argentina, em novembro do ano passado - empate sem gols, em San Juan -, com Raphinha, Matheus Cunha e Vinicius Junior.

"O tripé da frente, dos homens de lado, como a equipe se moldou e se adaptou bem, vai ser mantido sim. Com Vinicius, Raphinha, Cunha e a gente ter essas amostragens, essa sequência que vai se mostrando. Do meio para trás, a estrutura e o posicionamento ele se mantém. Do meio para a frente ele está se mostrando. Não consigo ver sobre ideia de futebol, dois atacantes centrais, dois volantes fixos e uma lacuna no meio onde pode ter articulador, um pensador. Não consigo conceber futebol assim", declarou.

Tite falou ainda sobre o planejamento da seleção sem Neymar, que se recupera de uma lesão no tornozelo e não foi convocado. "Claro que a gente quer sempre ter Neymar, mas por vezes as situações não ocorrem dessa forma, então o fortalecimento da equipe é sempre o marco mais forte. A equipe é sempre a direção maior, o objetivo maior, a responsabilidade maior. Até porque a equipe carrega e as individualidades acabam acontecendo. Você falou em relação ao (Philippe) Coutinho, ele é jogador da função e acredito na qualidade dele, falando isso para o nicho futebol. Falando de maneira mais ampla, do espectro social, humano, eu sei todo lado humano de investimento dele, desafiador, de recuperar da lesão. É esse o sentido. De termos esses três da frente, sim, porque fizeram grande jogo e devo dar essa continuidade. Como vai ser depois, não sei, vamos deixar o campo falar. Mas a importância, para nós, é da essência", comentou.

O técnico não esconde que, mesmo com a seleção já classificada para o Mundial, a cada jogo a ansiedade é a mesma. "A sensação, a emoção, eu achei que ia estar um pouco mais light, mas não. As mesmas emoções, ansiedades, a possibilidade de dar atleta a condição de fazer o seu melhor, estrategicamente estar preparado para o jogo, continuo com a mesma pressão, te confesso", afirmou.

O Brasil tende a atuar contra o Equador com: Alisson; Emerson, Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Philippe Coutinho; Raphinha, Matheus Cunha e Vinicius Júnior. O meia Lucas Paquetá e o volante Fabinho estão suspensos por terem levado o segundo cartão amarelo contra a Argentina e poderão voltar contra o Paraguai, na próxima terça-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

A seleção brasileira é a líder das Eliminatórias de forma invicta, com 35 pontos. O Equador ocupa o terceiro lugar, com 23, e ainda busca a sua classificação ao Mundial do Catar.

Prejudicado por um surto de Covid-19 desde o início da pré-temporada, o Santos fará sua estreia oficial na temporada e no Paulistão 2022 desfigurado e com limitações até mesmo no banco de reservas. O técnico Fábio Carille e ao menos dois jogadores não estarão no confronto com a Inter de Limeira, às 19 horas desta quarta-feira (26), fora de casa, por conta da doença.

Carille testou positivo para a Covid-19 na semana passada, está isolado e será substituído pelo seu auxiliar Leandro Silva, o Cuquinha (não confundir com o irmão do técnico Cuca). O mesmo acontece com o zagueiro Kaiky e o lateral-esquerdo Felipe Jonatan. Da dupla, ao menos o segundo é titular.

##RECOMENDA##

A doença tornou a pré-temporada santista tumultuada, impondo dificuldades a Carille para chegar a sua formação ideal. Ao longo das últimas semanas, contraíram Covid-19 Vinicius Zanocelo, Marinho, Sandry, Léo Baptistão, Luiz Felipe, Ângelo, Sánchez, Vinicius Balieiro, Robson Reis e Kevin Malthus.

Todos já cumpriram o isolamento, mas os últimos da lista não apresentam o mesmo ritmo e preparo físico dos demais em razão da infecção mais recente. Devem começar no banco, com eventual chance na reta final do primeiro jogo do Santos no Estadual.

Maior contratação do time para a temporada, o meia-atacante Ricardo Goulart é desfalque certo. O reforço veio da China já no decorrer da pré-temporada e o clube ainda finaliza os trâmites burocráticos para efetivar sua inscrição no campeonato. Goulart foi contratado para ser a grande referência do time no meio-campo, setor que apresentou as maiores fragilidades do time ao longo de 2021.

Com tantas restrições e baixas, o time da estreia não deve ser a cara do Santos na temporada. Carille deve mandar a campo a base da formação que utilizou nos dois jogos-treino que comandou neste mês, em vitórias sobre São Caetano e Portuguesa Santista: João Paulo; Emiliano Velázquez, Luiz Felipe e Eduardo Bauermann; Marcos Guilherme, Camacho, Zanocelo, Pirani e Lucas Braga; Ângelo e Marcos Leonardo.

O goleiro John, o lateral-direito Madson e o atacante Marinho podem aparecer na equipe. John tem disputa direta com João Paulo pela vaga de titular, enquanto os outros dois jogadores são alternativas em seus setores. Marinho, titular absoluto nos últimos dois anos, pode perder este status com a chegada de Ricardo Goulart. Ele foi um dos jogadores que contraiu Covid-19 nas últimas semanas e, a depender de sua recuperação física, pode aparecer em campo no segundo tempo.

O Santos está no Grupo A do Paulistão, ao lado de Red Bull Bragantino, Ponte Preta e Santo André. Como de costume, os times enfrentam somente os adversários dos outros grupos. Os dois melhores de cada chave avançam às quartas de final.

CONFIANÇA - Com o objetivo de permanecer por mais um ano na elite do futebol estadual, a Inter de Limeira estreia contra o Santos querendo repetir 2021, quando surpreendeu ao se classificar na segunda posição do Grupo A. No entanto, acabou sendo eliminada nas quartas de final diante do Corinthians.

Para a atual temporada, a equipe trouxe o técnico Vinícius Bergantin, que trabalhou vários anos no Ituano. Ele sabe muito bem a responsabilidade de uma estreia. "Ainda mais diante de um time grande como o Santos. Vamos ter que dar o máximo, embora ainda não estejamos no ponto alto de nossa performance", comentou o técnico.

Além disso, o clube trouxe Osman para liderar o setor ofensivo. O atleta foi tratado como contratação de peso. "O nosso grupo é muito qualificado e estou confiante que faremos um grande torneio. A expectativa é honrar as cores da Inter de Limeira e brigar pelas fases finais do Paulista. Agora é chegar pronto para todos os desafios do ano", falou Osman.

Grande destaque da conquista inédita do Palmeiras na Copa São Paulo de Futebol Júnior, com a goleada sobre o Santos por 4 a 0 nesta terça-feira no Allianz Parque, o atacante Endrick, de apenas 15 anos, afirma que não tem pressa para jogar entre os profissionais. Torcedores cogitaram a convocação do atleta para a disputa do Mundial de Clubes, no próximo mês. Ele poderia ser inscrito, mas o técnico Abel Ferreira descartou a possibilidade.

"Estou tranquilo. Vou torcer pelo time no Mundial. Tento pensar na base, tento não pensar no profissional para não atrapalhar minha carreira. O Abel está certo. Tenho de concordar. Vou torcer muito pelo Mundial", afirmou o atacante após a decisão.

##RECOMENDA##

Para Abel Ferreira, Endrick, depois da final da Copa São Paulo, precisa brincar e, quem sabe, viajar para a Disney. Questionado sobre a sugestão do treinador, Endrick desconversou.

A Fifa permite que jogadores da idade de Endrick sejam inscritos no Mundial. No Brasil, o garoto só pode assinar um contrato profissional quando fizer 16 anos, no dia 21 de julho.

Além da questão contratual, outro fator já afastava Endrick do Mundial. Se decidisse levar a promessa, o Palmeiras precisaria cortar um jogador da lista de inscritos.

Endrick foi o grande nome da primeira conquista do clube na Copinha, coroando um longo trabalho da base do clube, que soma cinco títulos estaduais seguidos. Em votações populares, ele foi escolhido o destaque do torneio e autor do gol mais bonito - aquela puxada, quase uma bicicleta, diante do Oeste nas quartas de final que encobriu o goleiro.

O jovem atacante destaca a força do grupo para conquista. "Esse é um título muito importante para a nossa sociedade. A gente não tinha. Os títulos são consequência. É o grupo sobre o indivíduo. Não ganhei esse prêmio sozinho. Não ganhei o título sozinho. Primeiro foi Deus. Ele está fazendo coisas importantes na minha vida e só tenho a agradecer", afirmou no final do jogo.

Logo no início da decisão, Endrick aproveitou a primeira chance que teve. Após boa jogada de Vanderlan pela esquerda, o atacante aproveitou a falha dos zagueiros e abriu a goleada no Allianz Parque. Ao longo da final, ele não se intimidou com as chegadas fortes dos defensores do Santos. Ainda no primeiro tempo, tentou dar uma carretilha quando o time já vencia por 3 a 0 e fugiu da pressão dos jogadores do Santos, que viram desrespeito no drible. Ele levantou os braços e fugiu das discussões.

No segundo tempo, Endrick foi ovacionado pelos 20 mil torcedores no estádio do Palmeiras ao ser substituído. Artilheiro do time no torneio com seis gols, Endrick virou o grande xodó da torcida palmeirense. Sua fama e a expectativa em relação ao seu desenvolvimento devem aumentar nos próximos meses após o título inédito da Copinha.

O Palmeiras finalmente tem a sua Copinha. Depois de décadas de provocação dos adversários, o time alviverde conquistou pela primeira vez o título da Copa São Paulo de Juniores com uma goleada sobre o Santos por 4 a 0, na manhã desta terça-feira, no Allianz Parque, na capital paulista.

Os versos "Palmeiras não tem Mundial, não tem Copinha, não tem Mundial", criados a partir da canção "História pro Sinhozinho", de Dorival Caymmi, perderam o sentido na manhã quente de terça. O Palmeiras começou o torneio como favorito, confirmou essa condição e foi o grande time do torneio. A festa dos 468 anos da cidade de São Paulo é verde.

##RECOMENDA##

Maior e mais visível torneio das categorias de base por causa das férias do futebol profissional, a Copinha marca a conquista de uma grande geração. É a continuidade de um longo trabalho do pentacampeão estadual da categoria. Vários atletas, como Wesley, Danilo e Patrick de Paula têm presença constante no time principal. Dos 30 inscritos na competição, 13 atletas atuaram no profissional em 2021. Dos que entraram em campo na final, só dois atletas - Endrick e Mateus - nunca foram relacionados para o time de cima. Além de encerrar o jejum, o time alviverde celebra a revelação de atletas como Endrick, talento de 15 anos, Giovani e Gabriel Silva - todos fizeram gol na final.

Campeão da Copinha em 1984, 2013 e 2014, o Santos buscava seu quarto título na Copinha, mas cometeu erros defensivos e mostrou falta de organização no ataque que prejudicaram a reação no jogo.

Com atletas que atuaram nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro do ano passado, o time de Paulo Victor se mostrou maduro, consciente e sem se importar com a pressão. O primeiro tempo foi um massacre, com 3 a 0 nos primeiros 15 minutos. O Santos não conseguiu igualar o jogo, nem técnica nem fisicamente, em nenhum momento do jogo.

A atmosfera para o título inédito era favorável. A final foi disputada com torcida única do Palmeiras no Allianz Parque - 50% do estádio foi liberado para o público. Desde 2016, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo só permite torcedores de uma equipe nos clássicos para evitar eventuais confrontos. Na Copinha, o regulamento previa que o dono da melhor campanha teria o apoio da torcida. Essa conjunção de fatores - contestada pelos santistas - deixou o estádio pronto para a festa alviverde.

Não houve tempo para dúvidas de que o Palmeiras levaria a taça. O Santos tentou adotar a tática de se defender e explorar os contragolpes, mas não conseguiu se segurar. Havia uma "avenida" no lado direito. A exemplo do que aconteceu na semifinal com o São Paulo, o Palmeiras saiu na frente cedo. Logo aos 5 minutos, após cruzamento de Vanderlan da esquerda, dois zagueiros do Santos falharam e Endrick finalizou de perna esquerda.

Seis minutos depois, uma pintura. Giovani - um dos grandes jogadores do time e autor do gol na semifinal - acertou um chute que encobriu o goleiro Diógenes. Coisa de gente grande. Vale lembrar que, neste ano, a Copinha permitiu jogadores até 21 anos, mas os dois primeiros gols foram marcados por garotos de 15 e 18 anos, respectivamente.

O terceiro gol foi uma bela cobrança de falta, aos 15. Colocando por cima da barreira, como se fosse com as mãos, Giovani praticamente definiu a final aos 15 do primeiro tempo. Na comemoração, o jogador que fez gol no Brasileirão do ano passado diante do Cuiabá e já atuou 13 vezes entre os profissionais fez reverências para a torcida. Na verdade, foi o estádio todo que se encantou com jogador maduro e consciente mesmo tão jovem.

Santistas e palmeirenses levaram a rivalidade dos profissionais, com a decisão recente da Copa do Brasil e da Libertadores, para a base. Saíram faíscas das divididas, como diziam os antigos narradores. Por isso, Ed Carlos recebeu cartão amarelo com menos de cinco minutos. Irritados com a derrota, os santistas perderam a cabeça e os cartões foram se somando. No final do primeiro tempo, Derick foi expulso.

Com mais espaço, o Palmeiras ampliou o placar com facilidade no segundo tempo. Vanderlan deu sua segunda assistência no jogo ao cruzar na cabeça de Gabriel Silva, que fez mais um. Jogando fácil e sem encontrar uma marcação organizada, o time poderia ter feito mais gols - um gol deles, que seria o terceiro de Gabriel Silva - foi anulado corretamente por impedimento.

Os palmeirenses esperam agora que o título inédito da base seja um prenúncio da conquista do Mundial de Clubes, em fevereiro, para enterrar de vez a gozação dos rivais. A primeira parte da missão está concluída.

 

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 4 x 0 SANTOS

PALMEIRAS - Mateus; Garcia, Naves, Lucas Freitas e Vanderlan (Ian); Fabinho, Pedro Bicalho (Pedro Lima) e Gabriel Silva (Lucas Sena); Giovani (João Pedro), Endrick (Vitinho) e Jhonatan (Kevin). Técnico: Paulo Victor.

SANTOS - Diógenes; Andrey (Rafael Moreira), Jair Paula, Derick e Lucas (Nycollas); Jhonnathan, João Victor (Mateus Nunes) e Ed Carlos; Fernandinho (Pedrinho), Rwan Seco e Weslley Patati. Técnico: Elder Campos.

GOLS - Endrick, aos 5, Giovani, aos 11, e Gabriel Silva, aos 15 minutos do primeiro tempo. Gabriel Silva, aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ed Carlos, Lucas Pires, Jhonnathan.

CARTÃO VERMELHO - Derick.

ÁRBITRO - Gustavo Holanda Souza.

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 20.814 pagantes.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).

Um dos maiores fenômenos da internet nos últimos meses, o streamer Casimiro Miguel será o responsável por transmitir os jogos do Campeonato Carioca na plataforma Twitch em 2022, em parceria inédita do torneio. O jornalista, que conta com 1,5 milhão de inscritos na plataforma, também irá apresentar a pré-estreia global da série "Neymar - O Caos Perfeito", da Netflix.

Ao todo, Casimiro vai transmitir 16 jogos do Estadual em seu canal, sendo o primeiro o duelo entre Flamengo e Portuguesa-RJ, na quarta-feira, às 21h35. Os confrontos são os mesmos que serão exibidos pela TV Record, detentora dos direitos da competição na TV aberta.

##RECOMENDA##

Nos últimos dias, o streamer fechou contrato com a LiveMode para conseguir levar ao seu canal a transmissão de partidas de futebol e de outros esportes ao vivo. A negociação para a transmissão do Campeonato Carioca foi intermediada também pela Sportsview. Além da Twitch, a competição pode ser acompanhada pelo Facebook e pelo YouTube.

Por sua vez, a exibição do primeiro episódio da série sobre Neymar é uma parceria com a Netflix e pode ser conferida no canal de Casimiro nesta segunda-feira, dia 24, a partir das 20h.

Além de Casimiro, outros streamers também fecharam parcerias com o Campeonato Carioca e poderão transmitir o torneio em seus canais da Twitch. São eles: Gaules, Flow Sports Club, BT0, VelhoVamp, Apoka e RonaldoTV, canal oficial de Ronaldo Fenômeno.

Jornalista da TNT Sports, Casimiro começou a virar sucesso na internet com seus "reacts" na Twitch, onde ele reage aos mais variados vídeos - como virais do YouTube, compilados de futebol e até mesmo episódios completos de programas de TV -, e onde também conta histórias pessoais com bastante bom humor. Recentemente, ele foi eleito Personalidade do Ano no Prêmio ESports Brasil 2021.

O São Caetano surpreendeu nesta segunda-feira ao anunciar a contratação do experiente atacante Ricardo Oliveira. O jogador de 41 anos chega para a disputa da Série A2 do Campeonato Paulista.

"Ricardo Oliveira é do Azulão!!! O segundo maior artilheiro em atividade no futebol brasileiro, com 377 gols marcados por clubes e pela seleção, agora vai defender o São Caetano no Paulistão da Série A2. #OAzulaoVoltou", informou o clube em suas redes sociais.

##RECOMENDA##

Ricardo Oliveira estava sem clube desde que deixou o Coritiba em fevereiro de 2021. Ele chegou a ser sondado pela Portuguesa, onde fez 51 gols em 85 jogos, mas as conversas não evoluíram. Ele também acumula passagens por Santos, São Paulo e Atlético-MG. Fora do Brasil, jogou por Valencia-ESP, Real Zaragoza-ESP, Real Betis-ESP, Milan-ITA, Al Jazira e Al Wasl, ambos dos Emirados Árabes Unidos.

Pela seleção, o atacante foi campeão da Copa América em 2004 e da Copa das Confederações em 2005. Ele ainda tem no currículo as artilharias da Copa Libertadores de 2003, da Liga dos Campeões da Ásia de 2012, do Paulistão de 2015, do Brasileirão de 2015 e do Campeonato Mineiro de 2018.

O São Caetano, que já havia contratado o também experiente atacante Rildo, prepara-se para a estreia na Série A2 contra o Monte Azul nesta quarta-feira, às 15 horas, fora de casa. O São Caetano vem de rebaixamento na primeira divisão do Estadual.

A polícia espanhola investiga uma invasão e possível furto à casa de Karim Benzema, que teria ocorrido neste domingo enquanto o jogador estava em campo pelo Real Madrid, no empate em 2 a 2 com o Elche pelo Campeonato Espanhol. A invasão aconteceu na casa que o francês possui na cidade de San Sebastián de los Reyes.

"O jogador percebeu o que tinha acontecido ao chegar em casa após a partida e encontrar a casa toda revirada", informou a polícia local.

##RECOMENDA##

De acordo com as primeiras investigações, os ladrões teriam saltado o muro externo do imóvel e entrado depois de quebrar uma janela. Ainda não se sabe que objetos foram levados.

Casos deste tipo não são novidade no futebol europeu. Em outubro de 2019, a Guarda Civil espanhola e a Europol anunciaram o desmantelamento de uma rede de ladrões, cujos principais alvos eram jogadores do Atlético de Madrid e do Real Madrid, ambos da Espanha.

Segundo os jornais locais, entre as vítimas da organização criminosa estavam o próprio Karim Benzema, o brasileiro Casemiro, também do Real, e o ganense Thomas Partey, ex-jogador do Atlético.

Os jogadores começaram a se apresentar à seleção brasileira em Quito, no Equador, na madrugada desta segunda-feira, em meio a desfalques na comissão técnica por conta da covid-19. A CBF precisou convocar três integrantes da seleção olímpica para reforçar a equipe do técnico Tite.

O coordenador da seleção Juninho Paulista, o auxiliar técnico César Sampaio, o preparador físico Fabio Mahseredjian, o analista de desempenho Raony Thadeu e o assessor de comunicação Vinícius Rodrigues testaram positivo para a covid-19 na semana passada. A entidade não informou se eles apresentam sintomas.

##RECOMENDA##

Isolados, eles não puderam viajar com o grupo para o Equador, onde a seleção enfrentará a equipe da casa na quinta-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo deste ano. A CBF, então, convocou de última hora o técnico André Jardine, que atuará como auxiliar de Tite, o preparador físico Marcos Seixas e o analista de desempenho Carlos Eduardo Bressane. O trio participou da conquista da medalha de ouro com a seleção olímpica na Olimpíada de Tóquio, no ano passado.

A CBF não informou se o trio seguirá reforçando a seleção para o segundo jogo desta Data Fifa, contra o Paraguai, no dia 1º de fevereiro, no Mineirão, em Belo Horizonte. Ou se os integrantes da comissão com covid-19 estarão de volta ao grupo a tempo de integrarem o grupo para este duelo.

Os primeiros jogadores a se apresentarem foram o meia Everton Ribeiro e o atacante Gabriel Barbosa, ambos do Flamengo, ainda na noite de domingo. O goleiro Weverton deve se juntar ao grupo ao longo desta segunda-feira. Já os jogadores que vêm da Europa se apresentarão à noite.

"A preparação está sendo muito bem feita, os treinamentos no Flamengo estão muito fortes. Eu já vinha treinando desde antes de voltar. Temos tudo para fazer dois grandes jogos. Temos um longo ano pela frente. É estar focado a todo momento, principalmente no meu clube, é a partir de lá que terei as oportunidades aqui", comentou Everton Ribeiro.

Com o grupo completo na terça, Tite vai comandar o primeiro treino da seleção em solo equatoriano às 16 horas locais (18h de Brasília), no estádio Olímpico Atahualpa. Na quarta, a atividade será no estádio Roberto Paz Delgado, local da partida de quinta.

O jogo está marcado para as 18 horas de quinta, pelo horário de Brasília. Já classificada para o Mundial do Catar, a seleção soma 34 pontos e lidera com sobra a tabela. O Equador está em terceiro, ainda em busca da vaga, e tem 23 pontos.

O São Paulo realizou neste domingo (23), na sede do clube, a Assembleia Geral Extraordinária para definir a aprovação ou não da proposta de reforma estatutária. O resultado foi contabilizado no início da noite e os associados reprovaram a proposta de reeleição presidencial e a de maior mandato de conselheiros.

Na cédula de votação, os associados tinham as opções "Sim" (para aprovação da proposta de reforma estatutária), "Não" (para rejeição da proposta) e Abstenção. Conforme revelou o clube, 818 associados reprovaram a mudança no estatuto, enquanto 506 aprovaram. Houve cinco abstenções.

##RECOMENDA##

"Como sempre em minha vida, saúdo a democracia. A reforma estatutária proposta por um grupo de 82 conselheiros não foi aprovada hoje na Assembleia Geral. Ou seja, deve-se seguir a vontade do sócio, sem que seja feita recontagem de votos ou impetradas ações na Justiça - isso sim seria uma tentativa de golpe. Parabenizo a todos que lutaram por seus ideais nas últimas semanas - com respeito, todas as opiniões são bem-vindas. Seguimos em frente o nosso trabalho, com muito afinco e acreditando no fazer o melhor para o nosso São Paulo Futebol Clube", afirmou o presidente do clube, Julio Casares.

O presidente era um dos defensores da mudança, visando uma reeleição no futuro. Seu mandato vai até o final de 2023. Assim como Julio Casares, o São Paulo também usou a democracia para explicar o resultado obtido neste domingo.

"O São Paulo Futebol Clube ressalta que todo o processo foi desenvolvido com base em princípios democráticos, valorizando a participação dos associados nas decisões que envolvem o futuro do Clube. O respeito à democracia seguirá sendo um pilar para processos futuros, sempre em prol da melhoria do São Paulo", publicou o clube, em seu site oficial.

Passada a votação, o São Paulo começa a se concentrar exclusivamente na estreia do Campeonato Paulista. O time enfrenta o Guarani na quinta-feira, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Poucos minutos após a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciar a final da Copa São Paulo de Juniores no Allianz Parque, a direção do Santos emitiu uma nota de repúdio nas redes sociais. c.

"O Santos FC lamenta e repudia a decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF) de marcar a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, nesta terça-feira (25/01) para o Allianz Parque. O Peixe considera que tal decisão, que no regulamento da competição está sob responsabilidade do Departamento de Competições da FPF, privilegia o outro finalista e não atende ao princípio de isonomia", registrou o clube.

##RECOMENDA##

A FPF anunciou na noite deste domingo que a final da Copinha, entre Palmeiras e Santos, será disputada às 10 horas de terça, no Allianz Parque. E justificou a decisão ao explicar que o time da capital detém a melhor campanha da competição e lembrou que os clássicos em São Paulo vêm sendo disputados com torcida única nos últimos anos.

"Considerando a melhor campanha entre os finalistas e a regulamentação de torcida única entre os clássicos paulistas, o Palmeiras naturalmente teria sua torcida. Portanto, a grande final acontecerá no Allianz Parque", disse a FPF.

Para o Santos, a entidade poderia ter escolhido um estádio neutro para a final, ainda que contasse somente com torcedores do Palmeiras nas arquibancadas. "Desde o término das semifinais, na noite de sábado, o presidente do Santos, Andres Rueda, manteve contato com o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, argumentando que nosso adversário tinha o direito de jogar com torcida, mas que o estádio deveria ser neutro."

"Rueda apontou diversas alternativas para que a final ocorresse seguindo o tradicional princípio da neutralidade nesta competição de base e reitera seu descontentamento com a decisão", completou o Santos.

A discordância acontece porque tradicionalmente a final da Copinha é disputada no estádio do Pacaembu. O local, contudo, passa por um ampla reforma e modernização após ter sido concedido à iniciativa privada.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) definiu na noite deste domingo (23) que a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, entre Palmeiras e Santos, será disputada no Allianz Parque, às 10 horas. Como tradicionalmente acontece, a decisão do torneio ocorrerá em 25 de janeiro (terça-feira), data do aniversário da capital paulista.

Anteriormente prevista para às 16h, a final teve seu horário remanejado para a manhã de terça-feira para evitar a possibilidade de confronto entre torcedores de Palmeiras e Corinthians. A equipe do Parque São Jorge atua no mesmo dia, às 21h, diante da Ferroviária, pelo Campeonato Paulista. Como o jogo será na Neo Química Arena, havia a possibilidade de encontro, e possível confronto, entre grupos de torcedores dos dois times na linha vermelha do metrô paulistano.

##RECOMENDA##

Diferentemente dos últimos anos, em 2022, o Pacaembu não estará disponível para receber a final da Copinha, como geralmente acontece. O estádio está passando por um amplo processo de reforma e modernização após ter sido concedido à iniciativa privada.

Com a impossibilidade de contar com o Pacaembu, a FPF deixou a definição do palco da final em compasso de espera até que se confirmassem seus participantes. Como o Palmeiras é o time de melhor campanha, terá o privilégio de atuar em sua casa com o apoio da sua torcida, que será a única presente no Allianz Parque.

A FPF também emitiu uma nota explicando os motivos que levaram à mudança do horário inicialmente previsto e explicou que a decisão foi tomada em conjunto com autoridades e a Polícia Militar.

"Após análise minuciosa de todas variáveis envolvidas na grande final da Copa São Paulo e diálogo com a Polícia Militar de São Paulo, a FPF anuncia horário e local da partida entre Palmeiras e Santos. Enfrentamos a impossibilidade de utilizar o Pacaembu, tradicional palco da final da Copinha, e, por motivos de segurança, outras instalações na capital paulista. Considerando a melhor campanha entre os finalistas e a regulamentação de torcida única entre os clássicos paulistas, o Palmeiras naturalmente teria sua torcida. Portanto, a grande final acontecerá no Allianz Parque", diz a FPF, em um trecho do comunicado.

A faca encontrada no gramado da Arena Barueri, na noite de sábado, durante a invasão de torcedores do São Paulo nos acréscimos do segundo tempo da partida com o Palmeiras, pela semifinal da Copa São Paulo de Juniores, foi atirada das arquibancadas. É o que aponta investigação inicial realizada pela Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade) com base em depoimentos e imagens de TV e celulares.

"No instante da invasão, alguns objetivos foram arremessados em campo. Depois de muito analisar, recorrer a imagens da TV, torcedores e as próprias câmeras do estádio, ouvir arbitragem e atletas, nós conseguimos perceber que essa faca foi arremessada no gramado junto com os outros objetos", informou o delegado Cesar Saad, da Drade.

##RECOMENDA##

Ele disse que o próprio árbitro da partida, Matheus Delgado Candançan, apresentou a ele uma imagem que mostrou a faca sendo atirada no gramado. O artefato estava dentro de uma marmita de plástico.

Saad ressaltou que cabe à polícia apurar como a faca entrou no estádio, quem fez e como foi feita a revista. "Agora cabe à Polícia Civil identificar quem atirou essa marmita."

O Palmeiras venceu o São Paulo por 1 a 0 e se classificou para a final da Copinha. Na terça, a decisão do título será um clássico com o Santos. O horário e local da partida ainda não foram confirmados pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Sob forte calor na cidade de Novo Horizonte (SP), o Palmeiras estreou no Campeonato Paulista com vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino na tarde deste domingo (23), no estádio Jorge Ismael de Biasi, pela quinta rodada. O jogo foi antecipado devido ao calendário do time alviverde, que viajará nos próximos dias para disputar o Mundial de Clubes.

Esta foi a primeira vez que Palmeiras e Novorizontino se enfrentaram na fase de grupos. O time do interior subiu à elite do Estado em 2016 e desde então caiu no mesmo grupo do rival deste domingo, com exceção da atual temporada. Os confrontos no Paulistão foram todos nas quartas de final. Contando com esta partida, foram sete partidas, com seis triunfos da equipe alviverde e um empate.

##RECOMENDA##

Com a vitória, o Palmeiras larga na frente por vaga nas quartas de final no Grupo C, que conta ainda com Botafogo, Ituano e Mirassol. O Novorizontino está no Grupo B, ao lado de Ferroviária, São Bernardo e São Paulo.

Diferente do que vinha ensaiando na pré-temporada, Abel Ferreira não escalou o Palmeiras com três zagueiros. Murilo, um dos reforços para a temporada, ficou como opção no banco de reservas. No entanto, em vários momentos do jogo, o treinador recuou Piquerez e colocou Gustavo Scarpa atuando como uma espécie de ala, bem semelhante à tática usada na final da Copa Libertadores contra o Flamengo.

A escalação, inclusive, foi a mesma, até porque Marcos Rocha não foi relacionado, pois vinha fazendo um cronograma físico individual. Mayke foi novamente a aposta pela direita e deu conta do recado. O Palmeiras não sofreu nos primeiros 45 minutos e conseguiu sair na frente com um gol já nos acréscimos.

Zé Rafael recebeu na entrada da área e acertou um bonito chute para fazer 1 a 0. O gol foi um prêmio para o time que mais buscou o ataque. O Novorizontino tentava apostar no contragolpe, sem sucesso. Fora o gol, o Palmeiras ameaçou com Dudu. O camisa 7 teve algumas chances de marcar, porém faltou acertar o alvo.

No segundo tempo foi diferente. Logo na primeira oportunidade, aos 35 segundos, Dudu recebeu na entrada da área e bateu bonito para fazer 2 a 0. Em vantagem, o Palmeiras começou a se resguardar. O técnico, então, começou a rodar o elenco e colocou em campo o estreante Atuesta, um dos destaques na pré-temporada.

[@#video#@]

Mais tarde, também entraram Murilo e Rafael Navarro. O jogo continuou morno e foi ganhar em emoção nos acréscimos, quando o goleiro Giovanni pegou a bola fora da área e foi expulso após Luiz Flávio de Oliveira consultar o VAR. Léo Baiano foi para o gol, mas a cobrança de falta de Atuesta foi rente à trave.

O Palmeiras volta a campo na quarta-feira, às 21h35, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). No mesmo dia, às 19h, o Novorizontino visita o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).

FICHA TÉCNICA:

NOVORIZONTINO 0 x 2 PALMEIRAS

NOVORIZONTINO - Giovanni; Lucas Ramon (Lucas Mendes), Wálber, Bruno Aguiar e Reverson; Léo Baiano, João Pedro (Lepu), Danielzinho e Marcinho (Léo Tocantins); Cléo Silva (Welinton) e Michel Douglas (Douglas Baggio). Técnico: Léo Condé.

PALMEIRAS - Weverton; Mayke, Luan (Murilo), Gustavo Gómez e Piqueres; Danilo, Zé Rafael (Atuesta), Dudu (Gabriel Veron), Raphael Veiga (Rafael Navarro) e Gustavo Scarpa (Wesley); Rony. Técnico: Abel Ferreira.

GOLS - Zé Rafael, aos 47 minutos do primeiro tempo. Dudu, ao 1 minuto do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Zé Rafael (Palmeiras).

CARTÃO VERMELHO - Giovanni (Novorizontino).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (SP).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP).

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando