Tópicos | Brasil

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou, nesta segunda-feira (14), o edital que contém os locais em que será realizada a prova da primeira fase da XXX edição do Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A prova objetiva, que será feita por examinandos de todo Brasil no próximo domingo (20), das 13 às 18h, conta conta com oitenta questões de múltipla escolha e tem caráter eliminatório. De acordo com o edital do processo, é indicado que o participante compareça ao local de aplicação com antecedência mínima de uma hora antes do início do Exame. 

##RECOMENDA##

A FGV também recomenda que o candidato não leve objetos eletrônicos e acessórios como chapéu, boné, gorro, lápis, borracha, lápis e corretivo, visto que será eliminado do Exame o participante que for surpreendido portando esses materiais durante a realização da prova. A lista completa dos locais de prova podem ser conferidas no edital.

A seleção brasileira masculina de vôlei garantiu nesta segunda-feira, com antecipação de uma rodada, o título da Copa do Mundo. O troféu foi assegurado com uma vitória num complicado duelo contra o anfitrião Japão, por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 24/26, 25/14 e 27/25, na cidade de Hiroshima.

O terceiro título brasileiro na Copa do Mundo - os anteriores foram em 2003 e 2007 - foi conquistado nesta segunda, faltando ainda um jogo para a seleção na competição, graças à grande campanha brasileira na disputa de pontos corridos. Foram 10 vitórias em 10 jogos. A equipe nacional perdeu apenas cinco sets no torneio até agora.

##RECOMENDA##

O atual campeão olímpico vai encerrar sua campanha contra a Itália, nesta terça, na tentativa de coroar a conquista com uma campanha invicta. A Copa do Mundo é considerada a terceira maior competição da modalidade, atrás apenas dos Jogos Olímpicos e do Mundial - a seleção também soma três títulos nestes dois grandes eventos.

A conquista desta segunda marca o maior título do técnico Renan Dal Zotto à frente da equipe desde que assumiu o comando, em janeiro de 2017, ao substituir o multicampeão Bernardinho. Antes, sob a orientação de Renan, o Brasil faturou o Sul-Americano e a Copa dos Campeões, ambos em 2017. E foi vice-campeão da Liga Mundial (atual Liga das Nações) no mesmo ano e do Campeonato Mundial, em 2018.

Em sua trajetória rumo ao título, a seleção obteve sua maior vitória no domingo, quando bateu a poderosa Polônia. A equipe europeia se sagrou bicampeã mundial em duas finais em que venceu o Brasil. Com o triunfo desta segunda, a seleção alcançou os 29 pontos na tabela, sem poder ser alcançado justamente pela Polônia, que tem 25 e um jogo a menos.

O JOGO - Na partida desta segunda, Renan escalou a seleção com apenas uma mudança em relação ao jogo anterior, contra a Polônia. Colocou Lucão em quadra, no lugar de Maurício Souza. O restante da equipe foi mantida, com Alan, Leal, Lucarelli, Flávio, Bruninho e o líbero Thalles. No decorrer do jogo, o treinador colocou Maurício Borges, Cachopa e Felipe Roque.

Com esta formação, o Brasil fez um bom início de jogo. Abriu 6/4 e não demorou para ampliar a vantagem para 20/15, antes de fechar a parcial com oito pontos de frente. Leal foi um dos destaques do set inicial, no ataque e também nos bloqueios, ao lado de Lucão.

O segundo set começou com o Japão na frente. O Brasil virou o marcador em 11/8, mas passou a oscilar em praticamente todos os fundamentos e viu os anfitriões crescerem em quadra. Os japoneses viraram para 12/11 e acabaram fechando a parcial, empatando a partida.

Depois do susto, a seleção passeou no terceiro set. Começou fazendo 4/0, depois 10/2. A retomada da liderança do jogo veio com vantagem de 11 pontos na parcial. Na sequência, mais tranquilo após a forte performance no terceiro set, o Brasil manteve o alto nível, mas encarou um Japão mais eficiente.

Como consequência, as duas equipes transformaram o quarto set no mais equilibrado do jogo. Sem conseguirem abrir dois pontos de vantagem, os dois times fizeram 7/7, depois 10/10. O empate persistiu até 22/22. Na sequência, o Brasil desperdiçou dois match points antes de confirmar a vitória diante da empolgada torcida japonesa.

Veja os melhores momentos:

[@#video#@]

Em mais uma partida de poucas emoções, o Brasil empatou com a Nigéria por 1 a 1, em Singapura, e chegou a quatro jogos sem vitória depois do título da Copa América.

A seleção africana abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo, com Aribo, e Casemiro deixou tudo igual aos três da segunda etapa.

##RECOMENDA##

A partida também ficou marcada pela lesão de Neymar, substituído por Philippe Coutinho aos 12 minutos de jogo por conta de dores na coxa esquerda.

Desde a Copa América, a seleção acumula três empates (Colômbia, Senegal e Nigéria) e uma derrota para o Peru. O Brasil deve voltar a campo em meados de novembro, em amistosos contra Argentina e Coreia do Sul.

Da Ansa

A vitória em um jogo nervoso colocou o Brasil muito perto de seu terceiro título da Copa do Mundo de vôlei masculino na madrugada deste domingo (13). Ao bater a Polônia por 3 sets a 2, parciais de 19/25, 25/23, 25/19, 16/25 e 15/11, de virada, o time de Renan Dal Zotto agora está a uma vitória do Japão, dono da casa, nesta segunda-feira, para garantir mais uma taça.

O confronto deste domingo em Hiroshima foi decidido por muitos erros individuais dos europeus e, por outro lado, muita força mental dos brasileiros, que saíram atrás na partida, viraram o jogo e souberam manter a calma quando os adversários reagiram novamente, fechando o embate no tie-break com uma ótima atuação do oposto Alan, maior pontuador do duelo, com 27 pontos.

##RECOMENDA##

O jogo, válido pela nona e antepenúltima rodada do torneio, que marcou ainda o primeiro encontro em partidas oficiais entre os cubanos naturalizados Leal, do Brasil, e Leon, pela Polônia, começou com a seleção brasileira errando muito, especialmente na recepção e no saque.

Mas com Alan inspirado e virando quase todas as bolas, além de uma defesa aos poucos mais concentrada no jogo, a reação do Brasil não tardou e os dois sets seguintes foram resolvidos na base da tranquilidade.

Quando tudo se encaminhava para um triunfo brasileiro em Hiroshima, o oposto Muzaj e o ponteiro Kubiak voltaram a incomodar a defensiva brasileira, levando a disputa para o quinto set após uma vitória expressiva na parcial por 25 a 16.

No fim, entretanto, com os comandados de Renan Dal Zotto voltando a respirar fundo, valeu a categoria brasileira para desestabilizar as tentativas da seleção rival, especialmente com Lucarelli bem posicionado no fundo da quadra, com o tie-break definido em um 15 a 11.

Com duas rodadas de antecedência, o próximo desafio contra os japoneses pode definir a conquista para o Brasil nesta segunda-feira, a partir das 7h20 (Brasília). Uma simples vitória dá o título à seleção campeã olímpica antes do jogo contra a Itália, que será o oponente seguinte, na madrugada de terça-feira. Em caso de troféu confirmado contra os anfitriões, o desafio será apenas manter a invencibilidade ante os italianos.

Incansável em sua missão de dar atendimento médico aos menos favorecidos, irmã Dulce ergueu um gigantesco complexo de saúde e assistência social no nordeste do Brasil, que a converteu, muito antes de ser canonizada neste domingo pelo Vaticano, na "santa dos pobres".

Ao "anjo da Bahia", como era chamada pelos que a viam nas ruas de Salvador com seu hábito azul e branco, são atribuídos dois milagres: ter estancado a hemorragia de uma mulher após um parto e devolvido a visão de um homem que esteve cego durante 14 anos.

Sua canonização, 27 anos após sua morte, foi o terceiro processo mais rápido da história, atrás apenas do Papa João Paulo II (2014) e da madre Teresa de Calcutá (2016). Maria Rita Lopes Pontes nasceu em 26 de maio de 1914 em uma família abastada.

Filha de um dentista e de uma dona de casa que morreu de parto quando ela tinha apenas sete anos, descobriu sua vocação ainda adolescente, quando atendia mendigos e doentes na porta da casa da família. Aos 19 anos se tornou freira e adotou o nome de "Dulce", em homenagem à mãe.

Começou atuando nos bairros mais pobres de Salvador e chegou a invadir propriedades desocupadas para abrigar doentes que pediam sua ajuda.

Em 1949, transformou o galinheiro de um convento em uma enfermaria improvisada, que logo teria 70 leitos para se transformar em um grande complexo de hospitais e centros públicos de saúde: as Obras Sociais da Irmã Dulce (OSID), que hoje atende anualmente cerca de 3,5 milhões de pessoas.

- Uma freira conectada -

Na época em que a saúde pública não chegava a toda a população, irmã Dulce abriu todas as portas necessárias para cumprir sua missão.

Como escreve seu biógrafo Graciliano Rocha em "Irmã Dulce, a santa dos pobres", ela "sempre interpretou com competência a direção dos ventos políticos e, assim, cativou os poderosos para ter acesso aos cofres públicos".

Com um metro e meio, uma voz fraca - resultado de uma cirurgia nas cordas vocais - e uma enorme perspicácia, irmã Dulce foi tecendo relações com a elite política e empresarial sem rejeitar qualquer tendência.

Se relacionou praticamente com todos os ocupantes do Palácio do Planalto, dos generais da ditadura ao presidente José Sarney (1985-1990), com quem se comunicava diretamente por telefone.

De grandes empresários, como Norberto Odebrecht, a pequenos comerciantes, todos se esforçavam para atender seus pedidos.

Entre a fila de necessitados que pediram sua ajuda no final dos anos 1960 estava o escritor Paulo Coelho, que havia fugido de uma casa de saúde onde esteve internado e não tinha dinheiro para comer.

"Chegou a minha vez e a freira me perguntou: 'O que você quer?'. Eu disse, 'Queria voltar para casa, mas não tenho dinheiro. A senhora tem dinheiro?'. Aí ela disse, 'Dinheiro eu não tenho'. Escreveu num bloquinho 'Vale duas passagens para o Rio' [e disse] 'Vá à rodoviária e dá esse papel lá'", contou o escritor no programa Conversa com Bial, da TV Globo.

"Me lembro como se fosse hoje: o cara pegou aquele bloquinho e disse, 'Já sei, entra aí no ônibus, vai. A irmã Dulce vive pedindo coisas e a gente não tem como negar", lembrou, emocionado.

O escritor, que vive em Genebra e é um doador frequente da OSID, anunciou uma contribuição extra de 1 milhão de reais por ocasião da canonização.

- Cuidar da saúde alheira -

Apesar de todo o cuidado com o próximo, irmã Dulce não cuidava da própria saúde, trabalhando sem descanso durante longos períodos em jejum e sem dormir.

"Nunca ninguém a convenceu a trabalhar menos, inclusive quando já era sexagenária e sua saúde estava debilitada. Era a última a ir dormir e a primeira a se levantar no convento, ao lado do hospital", destaca Rocha no livro.

Em 1955, prometeu que se sua irmã escapasse de uma gravidez de alto risco dormiria o resto da vida sentada, e cumpriu.

Nos trinta anos seguintes dormiu em uma cadeira de madeira, até voltar a repousar em cama, a partir de 1985, por ordem médica.

Mas já era tarde e uma doença pulmonar crônica foi degradando sua capacidade respiratória.

Irmã Dulce faleceu em março de 1992, aos 77 anos, após uma longa permanência em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) instalada em seu quarto.

O papa João Paulo II, que a encontrou em Salvador em 1980, a visitou no leito de morte em 1991 e após rezar por ela declarou: "este é o sofrimento do inocente, igual ao de Jesus".

Visando o torneio pré-Olímpico, que acontece em janeiro, na Colômbia, a  seleção brasileira sub-23 disputou, nesta quinta-feira (10), nos Aflitos, o primeiro dos dois amistosos em solo pernambucano. Diante da Venezuela, o time comandado por André Jardine fez um primeiro tempo burocrático, mas deslanchou na segunda etapa e goleou o adversário por 4 x 1. Na próxima segunda-feira, às 16h, na Arena de Pernambuco, o adversário será o Japão.

O JOGO

##RECOMENDA##

Como era de esperar, o Brasil partiu pra cima desde o início. A Venezuela aguentou a pressão até os 23 minutos, quando Douglas Luiz soltou uma bomba da entrada da área e abriu o placar. Mas os visitantes, no primeiro chute a gol, aos 36, acertaram o alvo. A batida de Cásseres desviou na zaga e encobriu o goleiro Ivan: 1 x 1. E assim terminou a primeira etapa.

[@#galeria#@]

Logo aos 6 minutos do segundo tempo Pedrinho cruzou rasteiro da esquerda e Antony chegou batendo de primeira para colocar o Brasil na frente de novo. O mesmo Antony ampliou no lance seguinte, recebendo de Paulinho, entrando por trás da zaga e chutando no canto do goleiro: 3 x 1.

Pedro, Rodrygo e Mauro Júnior entraram. E Pedro foi logo deixando o seu, após receber passe de Antony e sair na cara do gol. Ainda deu tempo de os jogadores se estranharem e rolar “cenas lamentáveis”. Mauro Júnior até foi expulso. Fim de jogo: 4 x 1.

FICHA DE JOGO

Amistoso

Local: Aflitos (Recife)

Brasil: Ivan; Emerson, Luiz Felipe, Ibanez e Caio Henrique (Felipe Jonatan); Douglas Luiz, Wendell e Pedrinho (Mauro Júnior); Antony, Paulinho (Pedro) e Matheus Cunha (Rodrygo). Técnico: André Jardine

Gols: Douglas Luiz, Antony (2x) e Pedro (BRA), Cásseres (VEN)

Cartões amarelos: Douglas Luiz (BRA); Larotonda (VEN)

Cartão vermelho: Mauro Júnior (BRA)

Público: 6.391

Renda: R$ 72.340

Não é só futebol. Refugiados no Recife há quase dois anos, os venezuelanos Richard Martínez e Kehyner Marín, que atualmente vivem em Igarassu, aproveitaram a passagem da seleção, nesta quinta-feira (10) no Recife, para matar a saudade do seu país. “Uma sensação bonita, muito tempo sem ver os jogadores da seleção. É muito bom estar aqui e eu espero um grande jogo”, afirma Richard. “Faz com que eu mate saudades de casa”, completou.

Os refugiados ainda lembraram que muitos conterrâneos tentaram, mas não conseguiram vir assistir ao jogo. Kehyner também aproveitou para dizer que Recife o faz lembrar do seu país. “Boa Viagem tem uma parte bem parecida com a Venezuela”, citou.

##RECOMENDA##

Mas claro que o assunto não poderia terminar sem falar dos craques brasileiros. Sem conhecer muito a seleção olímpica, Richard citou Rodrygo, atacante do Real Madrid. Mas quando perguntado sobre os jogadores que já vestiram a amarelinha, o nome de Ronaldinho Gaúcho foi unânime: “No Brasil não tem um jogador como Ronaldinho, fazia tudo com a bola”, disse Kehyner.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta em sua conta no Twitter que a declaração conjunta divulgada em março com o presidente Jair Bolsonaro deixa "absolutamente claro" que ele apoia o início do processo pelo Brasil para se tornar um membro integral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

"Os EUA mantêm aquela declaração e mantêm seu apoio a Jair Bolsonaro", escreveu Trump. Ele também chama de "fake news" um artigo da Bloomberg a que remete em seu tuíte com o título "EUA rejeitam tentativa do Brasil na OCDE após endossá-la publicamente".

##RECOMENDA##

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou em comunicado que, "ao contrário dos relatos na mídia", os Estados Unidos "apoiam integralmente" o início do processo pelo Brasil para se tornar um membro integral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). "Somos apoiadores entusiastas da entrada do Brasil nesta importante instituição e os Estados Unidos farão um grande esforço para apoiar a acessão do Brasil."

Além de fazer referência à declaração conjunta dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro em 19 de março, Pompeo aponta que Washington dá as boas vindas aos "esforços contínuos" do Brasil em relação a "reformas econômicas, melhores práticas e ambiente regulatório em linha com os padrões da OCDE".

"A carta vazada não representa precisamente a posição dos Estados Unidos a respeito da expansão da OCDE", conclui o chefe da política externa americana.

A pugilista brasileira Bia Ferreira derrotou a russa Natalia Shadrina nesta quinta (10) e garantiu uma medalha inédita para o Brasil, pois se classificou para as semifinais do Mundial de Boxe, que acontece na cidade de Ulan-Ude, na Rússia. Desta forma ela garante ao menos um bronze.

O triunfo da brasileira foi muito difícil, tanto que os juízes deram a vitória para ela com o placar de 3 a 2. A semifinal de Bia acontece no próximo sábado (12), e a adversária será a norte-americana Rashida Ellis. As duas já protagonizaram 3 lutas, com duas vitórias da brasileira.

##RECOMENDA##

No Brasil, 67% dos meninos e meninas com idades entre 10 e 12 anos não se sentem suficientemente protegidos contra violência, enquanto a média mundial é de 40%, de acordo com estudo do ChildFund Brasil divulgado nesta quarta-feira (9).

O levantamento é um recorte nacional da pesquisa Small Voices, Big Dreams 2019, realizada com 5,5 mil crianças com idades entre 10 e 12 anos de 15 países.

##RECOMENDA##

No Brasil, o ChildFund Brasil ouviu 722 meninos e meninas de Minas Gerais, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Amazonas, Piauí, Bahia e Goiás e constatou que 90% dos meninos e meninas entrevistados rejeitam a violência física como um instrumento de educação. No levantamento global, o percentual ficou em 69%.

Sobre a percepção das crianças em relação a ações de políticos e governantes para proteger as crianças contra a violência, menos de 3% das crianças acreditam que essas autoridades cumprem seu papel, contra 18,1% no mundo.

Para Águeda Barreto, assessora de Advocacy e Comunicação do ChildFund Brasil, é preciso ouvir as crianças para saber como melhorar as políticas públicas, oferecendo atenção, apoio e carinho e reconhecendo os seus direitos. “Em regiões socialmente vulneráveis do Brasil, é possível observar aspectos mais agravantes com relação à prática de maus-tratos. Compreender todas as dimensões da violência e, principalmente, ouvir as expectativas e concepções das crianças é fundamental para erradicá-la”, afirma.

Negar ajuda para algum parente ou amigo que está passando por dificuldades financeiras é uma situação que pode gerar um pouco de constrangimento. No caso de atraso no pagamento da dívida, quem pede o nome emprestado acaba causando transtornos nas finanças de quem o ajudou. Transtornos esses que podem até atrapalhar a amizade entre as partes.

Em um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), aponta que 36% dos consumidores brasileiros fizeram compras utilizando o nome de terceiros nos últimos 12 meses, um hábito comum entre as pessoas que estavam com dificuldades de acesso ao crédito ou enfrentaram algum imprevisto.

##RECOMENDA##

Cerca de 30% dos entrevistados pela pesquisa estavam com o limite estourado no cheque especial ou no cartão de crédito, 22% não tinham as modalidades de crédito à disposição. Já 18% estavam com o nome sujo. Na hora de pedir o nome emprestado, as pessoas mais procuradas foram os pais (28%), os cônjuges (21%), amigos (17%) e os irmãos (16%). 

A pesquisa também aponta que o empréstimo do nome abalou o relacionamento entre as partes. Em 51% dos casos a falta de pagamento do valor emprestado prejudicou a relação de amizade. Um dado curioso é que 49% das pessoas que já pediram o nome emprestado não emprestariam o próprio nome.

A maioria (90%) dos consumidores afirma ter pago ou estar pagando em dia as parcelas das compras feitas em nome de outros, enquanto 12% reconhecem ter alguma prestação em atraso. No total, 12% dos empréstimos de nome resultaram em negativação do CPF de quem assumiu a dívida.

 

Após frustrar os fãs com o cancelamento de sua participação em um festival que aconteceria no mês de julho em São Paulo, a banda norte-americana Maroon 5 já recolocou o Brasil em sua agenda de 2020, como parte de uma turnê pela América Latina. Ainda sem datas e locais definidos o M5, como é conhecido entre os seus admiradores, deve se apresentar no país entre fevereiro e março do ano que vem, apresentando seus grandes sucessos e algumas faixas do novo disco como “Memories”, lançada na última terça-feira (8). 

Formada em meados da década de 1990, o M5 atingiu o auge do sucesso em 2004 com as canções “This Love”, “She Will Be Loved” e “Sunday Morning”. O álbum “Songs About Jane”, lançado em 2002, deu à banda o Grammy Award, considerado o Oscar da música, na categoria Artista Revelação.

##RECOMENDA##

Com mais de 15 anos de sucesso, o Maroon 5 segue em alta. O clipe da música “Sugar” alcançou, no último mês de julho, a marca de três bilhões de visualizações no YouTube. A última apresentação da banda pop norte-americana no Brasil aconteceu no Rock in Rio 2017.

Nesta quarta-feira (9), a Apple divulgou os preços dos seus lançamentos no Brasil. Focado na qualidade dos registros, os celulares iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max possuem multicâmeras e espaço entre 64 GB e 512 GB. As vendas em terras tupiniquins só iniciam no próximo dia 18.

Em comparação aos lançamentos de 2018, os novos aparelhos chegam mais baratos ao mercado. Enquanto o valor dos antigos XR, XS e XS Max variavam entre R$ 5.199 e R$ 7.999; para o 11, 11 Pro e 11 Pro Max, as cifras foram reduzidas em cerca de 4%, com valores entre R$ 4.999 e R$ 7.599, para a melhor versão.

##RECOMENDA##

Os novos iPhones contam com processador Apple A12 Bionic, câmera frontal de 12 megapixels - que filma em 4K a 60 fps -, uma bateria melhor -comparado aos antecessores-, além de ser à prova d'água.

As versões do iPhone 11 podem ser encontradas com 64 GB, 128 GB e 256 GB e custarão entre R$ 4.999 e R$ 5.799. Já o 11 Pro conta com 64 GB, 256 GB ou 512 GB, e o preço ficará estipulado entre R$ 6.999 e R$ 8.999. O modelo mais completo, o 11 Pro Max, também varia entre 64 GB e 512 GB, atingindo um investimento entre R$ 7.599 e R$ 9.599.

No próximo sábado (12) é celebrado o Dia das Crianças, uma da data que costuma movimentar o varejo. Mesmo em meio a um cenário econômico desafiador, a estimativa é que 73% dos consumidores devem comprar presentes para as crianças este ano. É o que revela uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Segundo o levantamento, a expectativa é de que o varejo movimente cerca de R$ 10,3 bilhões. Apesar dos números expressivos, a maioria dos entrevistados pretendem ter cautela com as despesas. Cerca de 39% dos brasileiros pretendem gastar a mesma quantia em relação ao ano passado, outros 24% vão gastar menos e 21% têm a intenção de desembolsar um valor maior.

##RECOMENDA##

A maioria dos entrevistados (77%) afirmam que não costumam gastar mais do que podem para presentear as crianças, porém, 20% assumem que desembolsam acima do que podem, e 10% pretendem deixar de pagar alguma conta para agradar os pequenos. A consequência, na maioria das vezes, acaba sendo a inadimplência.

No ano passado, 11% dos consumidores disseram ter ficado negativados com as compras realizadas no Dia das Crianças. Além disso, 30% dos brasileiros que pretender ir às compras este ano possuem alguma conta em atraso.

Entre os presentes mais procurados estão as bonecas e os bonecos (45%), roupas e os calçados (33%), jogos de tabuleiro (26%), além de brinquedos como carrinhos e aviões (18%). Um dos lugares preferidos pelos consumidores para adquirir os presentes são os shopping centers (45%), embora 39% optem pela internet, que proporciona comodidade em pesquisar e encontrar os presentes.

Dois dias após a seleção brasileira feminina decepcionar, a equipe masculina de ginástica artística se destacou no Mundial de Stuttgart, na Alemanha, e conquistou nesta segunda-feira a vaga na Olimpíada de Tóquio-2020. A classificação foi confirmada quando o Brasil garantiu o 10º lugar no qualificatório da prova por equipes.

As vagas foram distribuídas até a 12ª posição porque Rússia, China e Japão, que ocuparam as três primeiras posições, já estavam assegurados por conta de vagas obtidas no Mundial do ano passado. No sábado, o time feminino do Brasil terminou apenas na 14ª posição, e apenas as 12 primeiras colocadas se garantiam em Tóquio-2020.

##RECOMENDA##

"Sabemos o quanto é difícil conseguir a vaga olímpica, existe um trabalho sério não somente nas quadras, mas também fora delas, então estar presente numa edição de Jogos Olímpicos, e somado a isso ficar entre as 10 melhores equipes num Mundial Pré-Olímpico, garantindo um leque de finais, nos impulsiona mais ainda a seguir com o trabalho", comemorou a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende.

Apesar da vaga olímpica, a seleção masculina não conseguiu avançar à final por equipes. Em compensação, os brasileiros foram a três finais individuais: Caio Souza, no individual geral; Arthur Zanetti, nas argolas; e Arthur Nory, na barra fixa.

Zanetti avançou com a segunda melhor nota nas argolas (14,700), atrás apenas do turco Colak Ibrahin (14,858) e à frente do francês Ait Said Samir (14,700), do grego Eleftherios Petrounias (14,700) e do italiano Marco Lodadio (14,700). O brasileiro, apesar da mesma nota dos rivais, ficou à frente por ter a melhor execução do aparelho.

Caio Souza, por sua vez, avançou com a 20ª melhor nota no individual geral. Arthur Nory foi o quarto melhor na barra fixa, com 14,600.

No total, o Brasil soma seis finais individuais, contando também as do feminina. Elas foram todas obtidas por Flávia Saraiva, no individual geral, trave e solo. Trata-se do maior número de finais brasileiras em Mundiais pré-olímpicos da história.

"A classificação da equipe masculina, além da presença assegurada de Flavia Saraiva no Individual Geral para a Olimpíada de Tóquio-2020 é resultado da eficiência do trabalho que a CBG vem fazendo na Ginástica brasileira, que se tornou hoje um dos maiores esporte do país", celebrou Henrique Mota, coordenador geral da CBG.

O Brasil é um dos países com maior população de animais domésticos no mundo. Uma estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, considerou o número aproximado de 140 milhões de animais de estimação entre cães, gatos, aves, peixes e pequenos mamíferos nos lares brasileiros. Ainda assim, as Organizações Não-Governamentais (ONGs) que promovem feiras de adoção recebem muitas pessoas interessadas em levar um amigo para casa. Entretanto, é necessário saber que o bichano não é um brinquedo. Pelo contrário, necessita de atenção e cuidados.

O LeiaJá mostra algumas opções para adoção e recomendações aos apaixonados pelos bichinhos:

##RECOMENDA##

Feiras de adoção 

Estes eventos se tornaram cada vez mais comuns. ONGs como a Matilha Cultural, que mantém um Centro de Adoção na região central de São Paulo, já registrou mais de 45 mil adoções. A instituição atua desde 2009 misturando cultura com o amor aos animais e proporciona oficinas culturais com artistas, exposições, sessões de cinema, eventos musicais, lançamentos de livros, cursos, entre outros.

Matilha Cultural - Rua Rêgo Freitas, 542, Centro, São Paulo/SP. De terça a domingo, das 12h até 20h.

 

Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos

Com mais de 240 animais disponíveis para adoção é possível encontrar filhotes e adultos, bichos dos mais diferentes portes, cores e pelagens neste centro em SP. Todos são castrados, vacinados, vermifugados, identificados por microchip e possuem Registro Geral do Animal (RGA), conforme Lei Municipal nº13.131/01. Para adoção é preciso CPF, RG, comprovante de residência, caixa de transporte própria para animais (para adoção de gatos) ou coleira com guia (para adoção de cães).

Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos - Rua Santa Eulália, 86, Santana, São Paulo - SP. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados das 9h às 15h, exceto domingos e feriados. Taxa de adoção: R$ 25,20 (dinheiro). Informações: (11) 3397-8993.

 

 

 

Aplicativos e sites na internet

A web também pode ser parceira de quem quer ter um animalzinho em casa. Há aplicativos que aproximam donos e tutores estão no ar e fazem sucesso entre os chamados pet lovers. Um dos exemplos é o app Adota Pet. Disponível para o sistema operacional Android, a plataforma permite o acesso ao perfil de cada animalzinho abandonado. É possível baixar o aplicativo sem custo e o usuário também não paga para utilizar.

 

Adotar bichos na rua

Apesar de nobre, esta iniciativa não pode vir simplesmente por impulso ou vontade de ter um animalzinho de estimação em casa. Segundo a veterinária Caroline Mouco Moretti, diretora clínica do Grupo Vet Popular, é preciso atentar-se a alguns pontos para tomar tal atitude. "Sempre orientamos o dono a pesquisar sobre como é a vida com um pet em casa, o que irá mudar tanto em pontos positivos como nos negativos, dessa maneira a adoção é feita de forma consciente e responsável", declara.

Ainda segundo a especialista, é preciso analisar o perfil de cada bichinho. "Analisar se o pet vai se enquadrar na rotina da casa e ter a noção de que cada animal tem a sua personalidade e que ele irá necessitar de cuidados e atenção, é essencial", explica. "Animais são seres que precisam que suas necessidades básicas sejam supridas, afinal ele é um novo membro da família e precisa de amor, carinho e muito respeito", complementa Carolina.

Apenas nos seis primeiros meses deste ano, mais de 250 mil brasileiros viajaram ao Uruguai, um aumento de 6% em relação ao ano passado. A capital do país,  Montevidéu, Punta del Este, Colônia do Sacramento e Carmelo são algumas das cidades mais conhecidas do país, que tem como pontos fortes o turismo gastronômico, de vinhos, esportes e natureza.

Os brasileiros ficam em segundo lugar no ranking dos visitantes ao Uruguai, atrás apenas dos argentinos. Para se ter uma ideia, em 2018, 466 mil brasileiros estiveram a passeio no país vizinho, muito menos que os mais de 2,3 milhões de argentinos.

##RECOMENDA##

Entre os brasileiros que mais visitam o Uruguai estão, naturalmente, os gaúchos, mais próximos geograficamente. Os brasileiros da região Sul somam, apenas este ano, cerca de 180 mil viagens ao país vizinho. Além da proximidade física, os gaúchos compartilham com os uruguaios vários aspectos culturais, como o hábito de tomar chimarrão (mate, para os uruguaios), a gastronomia (com prevalência das carnes vermelhas e churrascos), o agroturismo e os vinhedos.

A brasiliense Evie Gonçalves, 35 anos, jornalista, viajou ao Uruguai há poucos meses, com a mãe e o avô. Eles estiveram em Montevidéu, Punta del Este, Punta Ballena e Colônia do Sacramento. "Em termos de cidade, eu curti muito Colônia. O estilo de pedra, medieval, tem mais a ver comigo. Montevidéu é incrível, amei a Rambla (avenida à beira do Rio da Prata, que margeia a cidade), percorrê-la de bicicleta foi uma delícia".

Para Evie, o ponto alto da viagem, no entanto, foi conhecer a Casapueblo, em Punta Ballena. O museu, que é uma das principais atrações do Uruguai, tem uma arquitetura que lembra construções gregas. Obra do artista Carlos Páez Vilaró, o museu oferece, todos os dias, a "Cerimônia ao Sol", quando uma poesia de Vilaró é declamada durante o pôr do sol.

"Foi maravilhoso, uma experiência muito linda, ver o pôr do sol no oceano, naquela casa que é maravilhosa, inspira a arte. A arte faz parte da minha vida. Aquele poema recitado ali, exatamente no momento em que o sol se põe, para mim foi ponto alto da viagem", contou Evie à Agência Brasil.

"O Uruguai já era um país que eu queria conhecer há muito tempo, um país vizinho, que considero muito "civilizado" dentro do atual contexto histórico e político da América do Sul. Eu queria conhecer por questões de afinidade mesmo, pela questão da liberação da maconha, que eu acho que qualquer país decente deveria praticar. Mas não só isso. É um país com direitos humanos assegurados, onde as pessoas têm liberdade de ir e vir. É um povo hospitaleiro, que acolhe, que tem políticas sociais muito próximas do que eu considero positivas e saudáveis para um país".

A única crítica que Evie tem ao Uruguai é a questão dos preços. "Achei muito caro. Fiquei chocada com os preços. É mais caro do que algumas cidades da Europa. Para tomar uma cerveja, por exemplo, eu convertia e dava vinte reais", afirma.

Outros destinos

O vice-ministro de Turismo do Uruguai, Benjamin Liberoff, afirmou que cada vez mais brasileiros têm escolhido o país como destino de férias e ressaltou a diversificação das cidades visitadas, aumentando o leque de possibilidades para os turistas. Ele afirmou que a estratégia de divulgação do país no exterior tem sido exitosa, promovendo as qualidades do país, que pode ser desfrutado o ano todo, não apenas nas altas temporadas em Punta Del Este e Montevidéu.

“Somos um país cheio de encanto e simpatia, que está disponível todo ano para os brasileiros. Reforçamos nossa política de bem-estar ao turista”, afirmou Benjamin Liberoff.

Na página do Ministério do Turismo uruguaio, os brasileiros encontram informações em português sobre turismo de aventura e esportivo, náutico, religioso, cultural e histórico, além de praias, termas, cruzeiros e natureza.

Entre os diferentes atrativos uruguaios estão as águas termais de Salto e Paysandú, as praias da Costa de Rocha, os balneários de águas cristalinas de Piriápolis e Cabo Polônio, a reserva natural do Cerro Pan de Azúcar e a cidade de Tacuarembó, onde está situado o Museu de Carlos Gardel, o maior cantor de tango de todos os tempos. Apesar de haver suspeitas sobre a nacionalidade de Gardel, se é argentino ou uruguaio, os moradores de Tacuarembó não têm dúvidas: garantem que era uruguaio.

A mudança na legislação para autorizar até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil, despertou o interesse das companhias aéreas de baixo custo, conhecidas como low cost em operar em voos internacionais no país.

Por operar com baixo custo e cobrar menos pelo preço das passagens, essas empresas costumam cobrar por serviços como despacho de mala, marcação de assentos. Em geral, elas também não oferecem alimentação nos voos, nem totens com impressoras nos aeroportos para o viajante retirar seu bilhete de viagem.

##RECOMENDA##

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a operação de quatro delas no país, das quais duas operam voos regulares. A primeira foi a Norwegian. que ocupa a terceira posição entre as aéreas de baixo custo que operam no Continente Europeu. Ela recebeu autorização para operar em agosto de 2018 e, desde maio, voa na rota Londres-Rio de Janeiro.

A chilena Sky Airline, segunda a ser autorizada a voar no país, faz desde novembro de 2018 voos ligando o Brasil ao Chile, com as rotas Santiago-Guarulhos (SP) e Santiago-Galeão (RJ).

A Sky Airline pretende realizar, a partir de novembro, voos na rota Santiago-Florianópolis. A empresa será a primeira low cost a voar para o recém inaugurado aeroporto de Florianópolis. Em dezembro, a aérea deve também operar na rota Santiago-Salvador (BA), como início previsto para o dia 30.

Na próxima semana, a argentina FlyBondi inicia voos ligando o país vizinho a São Paulo e Rio de Janeiro, nas rotas El Palomar-Guarulhos (SP) e El Palomar-Galeão (RJ). A aérea promete preços de 30% a 40% mais baixos do que os da concorrência. Em dezembro a empresa vai também ter voos para Florianópolis.

A subsidiária chilena da norte-americana JetSmart começa a voar, na rota Santiago-Salvador, a partir de dezembro. Em janeiro de 2020, a empresa começa a operar voos na rota Santiago-Foz do Iguaçu, e a partir de março para a operar na rota Santiago-Guarulhos.

Outras empresas

A Anac disse à Agência Brasil que está em processo de autorização a licença para a Air Europa fazer voos domésticos no país. Pertencente ao conglomerado turístico espanhol Globalia, a Air Europa já opera no mercado internacional nas rotas Madri-Recife; Madri-Guarulhos e Madri-Salvador.

"Além dessas empresas, temos a Air China que reiniciou suas operações regulares em março de 2019, com dois voos semanais na rota Guarulhos-Madri-Pequim, e anunciou intenção de expansão no Brasil, e a Virgin, que inicia operações em março de 2020, com voos diários entre Heathrow (Londres)-Guarulhos e Heathrow-Galeão", informou a agência.

Além da alteração na legislação para permitir 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas, também contribuiu para a entrada das empresas a cobrança pelo despacho de bagagem.

A volta da franquia chegou a ser aprovada na Câmara dos Deputados. Mas o trecho foi vetado. No final de setembro, o Congresso Nacional manteve o veto presidencial à franquia de bagagens despachadas no transporte aéreo de passageiros.

Desde a entrada em vigor da Resolução nº 400/2016 da Anac, em junho de 2017, as empresas aéreas estão autorizadas a cobrar pelo despacho de bagagens. A norma diz ainda que o passageiro tem direito a transportar como bagagem de mão um volume de até 10 quilos em viagens nacionais e internacionais, com limite de até 55 centímetros (cm) de altura por 40 cm de comprimento.

A seleção brasileira feminina de ginástica artística está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio pela primeira vez desde 2000. Neste sábado, a equipe não teve um bom desempenho no Mundial, perdeu a experiente Jade Barbosa por lesão e acabou ficando na 14ª posição - são 12 as classificadas.

Em Stuttgart, o grupo é formado por Thaís Fidélis, Flavia Saraiva, Lorrane Oliveira, Letícia Costa e a própria Jade. Apenas Flavinha conseguiu vagas nas finais do individual geral (garantindo um lugar para o Brasil na Olimpíada), do solo e da trave. "Eu treinei 12 anos da minha vida e não vou desperdiçar. Todas estarão torcendo por mim e vou lutar até o final", avisou a ginasta, em entrevista ao SporTV.

##RECOMENDA##

As atletas sabiam que não seria fácil, mas a vaga era possível. Só que a seleção perdeu meses atrás sua principal ginasta, Rebeca Andrade. Depois, teve a lesão de Carolyne Pedro e no momento da competição Jade se machucou, desfalcando ainda mais o time. "Na hora que aterrisei na chegada do salto, já senti meu joelho. Já fiz muito pelo Brasil e agora foi um dia que não aconteceu. Tive de ser madura para identificar que não dava para continuar", disse Jade.

Bastante emocionada, ela lamentou a ausência da vaga nos Jogos de Tóquio, mas pediu cabeça erguida para suas companheiras. "A gente não esperava isso. Temos uma equipe incrível, madura, mas não conseguimos vir com ela para cá na Alemanha por causa das lesões. Demos o máximo, tenho orgulho da equipe, e tenho certeza de que as próximas vagas vamos agarrar com toda força", continuou.

A seleção brasileira marcou 157,596 pontos, abaixo da Espanha, que fez 159,021 e ficou com a última vaga olímpica. Nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o Brasil ficou com o bronze ao fazer 158,550 (e lá no Peru também não teve Jade, machucada). "Todo mundo trabalhou muito duro, mas não foi um ano fácil. Todas lutaram até o último segundo. Como a gente é uma equipe, não vamos desistir. Não é nossa última Olimpíada e 2024 está aí", explicou Flavinha.

Se de um lado havia tristeza para o Brasil, do outro era muita festa dos norte-americanos. Simone Biles confirmou seu favoritismo, liderou o individual geral e levou o time dos Estados Unidos à primeira posição. Além disso, ela conseguiu completar dois movimentos inéditos e eles serão homologados com seu nome no Código de Pontuação da ginástica artística.

Neste domingo será a vez de a equipe masculina do País tentar sua vaga olímpica no Mundial de Ginástica Artística. Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Francisco Barretto e Lucas Bittencourt vão tentar carimbar o passaporte do Brasil para os Jogos de Tóquio.

Usuários do Twitter têm até a próxima quarta-feira (9) para escolher qual é o tuíte mais engraçado do Brasil. A plataforma lançou a campanha #RindoAltoNoTwitter, em celebração ao Dia Mundial do Sorriso, e deve divulgar o mais votado da rede nos próximos dias.

Para indicar o seu tuíte preferido, o público deverá compartilhar a publicação junto da hashtag #RindoAltoNoTwitter. Ela ativará um emoji exclusivo, que deve significar a participação na competição. Serão considerados apenas tuítes feitos por brasileiros, que tenham sido publicados até o dia 30 de setembro. Não há limites no número de sugestões.

##RECOMENDA##

A partir do dia 14, o perfil do Twitter, no Brasil, fará enquetes diárias para que todos os usuários possam votar entre os quatro finalistas e escolher os vencedores. Além do público em geral, criadores de conteúdo como Lare (@laressa), Luci Gonçalves (@lucigoncalvesa), Cid (@naosalvo), entre outros, também participarão da campanha, indicando e torcendo por seus favoritos.

Na fase final a equipe do Twitter Brasil deverá indicar os vencedores de acordo com a popularidade de cada concorrente, junto com a equipe do MemeAwards (premiação capitaneada pela Produtora de Canais Flocks). Ainda não há data oficial para o resultado da campanha.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando