Tópicos | Santos

Até o dia 31 de março, está em cartaz a mostra gratuita “Contra-Ataque! As Mulheres do Futebol”, no Museu Pelé, em Santos (SP). A exibição traz a história de resistência das mulheres brasileiras, que foram proibidas por lei de  jogar futebol, entre 1941 e 1979 - principalmente na cidade do litoral paulista.

A entrada apresenta o contexto histórico que levou ao decreto-Lei assinado pelo presidente Getúlio Vargas (1882-1954) proibindo às mulheres “a prática de desportos incompatíveis com as condições de sua natureza”. Os atores Antônio Fagundes e Patrícia Pillar interpretam em áudio cartas publicadas em jornais de 1940, respectivamente contra e a favor do futebol feminino, representando o debate da opinião pública sobre a questão.  

##RECOMENDA##

Os visitantes aprenderão como a modalidade se desenvolveu após a regulamentação, em 1983. Também há uma instalação audiovisual, com frases preconceituosas publicadas pela imprensa e nas redes sociais. Além de algumas das melhores jogadas das atletas femininas brasileiras.

Serviço - Exposição “Contra-Ataque! As Mulheres do Futebol” 

Data: Até 31 de março de 2024

Local: Museu Pelé   

Endereço: Largo Marquês de Monte Alegre, número 1 – Valongo, Santos - São Paulo/SP  

Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 17h30 

Entrada gratuita

Um homem de 46 anos, procurado pela Justiça desde 2018, foi preso pela Polícia Militar de São Paulo (PMSP) nesse domingo (3) em Santos, no litoral paulista. Ele vestia roupas de Papai Noel e foi capturado com uma faca e cédulas de dinheiro. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), ele é condenado por latrocínio e estava foragido há cinco anos. 

O preso foi capturado por uma equipe do 5º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), que realizava o patrulhamento de rotina na região da Vila Matias quando notou o homem em atitude suspeita próximo à Rua Joaquim Nabuco. Considerando o nervosismo do suspeito, o efetivo realizou a abordagem e encontrou com o homem uma arma branca e R$ 411,40 em dinheiro vivo. 

##RECOMENDA##

Ao buscar o nome do suspeito no sistema, os policiais militares descobriram que se tratava de um foragido. O homem fugiu da Penitenciária de Guarei, no interior de São Paulo, em 2018. A ocupação atual dele e o motivo dele estar vestido de Papai Noel nas ruas não foi informado. O dinheiro e a faca foram apreendidos e o preso conduzido ao 7º Distrito Policial (DP) de Santos, onde o delegado de plantão elaborou um boletim de ocorrência. Ele permaneceu à disposição da Justiça. O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Santos. 

 

As cidades de Santos, no litoral paulista, e Rio de Janeiro poderão ter, respectivamente, 7,57% e 7,35% de seus territórios cobertos pelas águas do mar até 2100, se o planeta aumentar as emissões de gases de efeito estufa.

A estimativa foi publicada nesta terça-feira (28) em um estudo desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) em parceria com a agência Climate Impact Lab. O documento alerta que o avanço das águas sobre a terra, e que deverá atingir outros locais do mundo, é uma consequência do aquecimento global.

##RECOMENDA##

Para fazer as projeções, o estudo utilizou imagens de satélite, mareógrafos e modelos do Sexto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). E, para estimar o impacto do aumento do nível do mar, simulou três cenários diferentes com base na concentração de emissão de gases de efeito estufa: baixa emissão (a temperatura da Terra até 2100 não aumentaria mais que 2ºC); emissão intermediária (aumentaria a temperatura até 2100 em 2,7ºC); e emissão muito alta (aumentaria a temperatura em 4,4ºC até 2100).

Dentro desses três cenários, segundo os dados de projeção, o Brasil sofreria uma elevação média do nível do mar de 20,9 cm a 24,27 cm até meados do século (entre 2040-2059), e de 40,5 cm a 65,6 cm até o ano de 2100, a depender do nível de emissão e do aumento de temperatura da Terra.

No cenário atual, no qual a emissão de gases é considerada de nível intermediário, a previsão é de que o País sofra com o aumento de 21,65 cm do nível do mar até metade do século, e 49,98 cm até 2100 - os dois números estão acima da média global, 18,15 cm e 40,73 cm, respectivamente.

No pior dos cenários, isto é, se as emissões aumentarem para níveis mais altos, de acordo com os dados, a cidade de Santos poderia sentir o nível do mar crescer 27,74 cm até o meio do século e até 72,85 cm em 2100. Na capital fluminense, os números são mais modestos, mas não menos preocupantes: 23,84 cm até o meio do século e 65,67 cm até 2100.

Já com relação aos impactos da inundação terrestre, as projeções estimam que, se as emissões de poluentes continuarem iguais, o Brasil poderá ficar com uma área submersa total de 913,2 km² até meados do século, e 2.270,3 km² até 2100. No caso de emissões elevadas, esse número poderá chegar a 4.612 km² de áreas brasileiras tomadas pelas águas no final deste século 21.

Com base nesses dados, o PNUD e o Climate Impact Lab alertam que algumas cidades, altamente povoadas, poderão ter 5% ou mais de seus territórios abaixo do mar se a quantidade de emissões de poluentes crescer. Além de Santos e Rio de Janeiro, no Brasil, a lista inclui: Guayaquil (Equador), Barranquilla (Colômbia), Kingston (Jamaica), Cotonou (Benin), Calcutá (Índia), Perth (Austrália), Newcastle (Austrália) e Sydney (Austrália).

"Os efeitos da subida do nível do mar colocarão em risco décadas de progresso do desenvolvimento humano em zonas costeiras densamente povoadas, onde vivem uma em cada sete pessoas no mundo", afirmou Pedro Conceição, Diretor do Gabinete do Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD.

Em nota, as entidades afirmam que "muitas regiões baixas ao longo das costas da América Latina, África e Sudeste Asiático podem enfrentar uma grave ameaça de inundação permanente", e as projeções indicam uma "tendência alarmante com potencial para desencadear uma reversão no desenvolvimento humano nas comunidades costeiras em todo o mundo".

Problema pode afetar áreas povoadas por até 73 milhões de pessoas

 

Se as emissões não cessarem e permanecerem como estão, os impactos das inundações poderão, até 2100, atingir áreas costeiras povoadas por até 73 milhões de pessoas em todo o mundo. O estudo informa ainda que, até o final do século 21, "alterações climáticas podem provocar a submersão de uma parcela significativa de terra" em territórios como Bahamas, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Caimã e Maldivas.

"Centenas de cidades altamente povoadas enfrentarão um risco acrescido de inundações até meados do século, relativamente a um futuro sem alterações climáticas", afirmam as entidades. "Isto inclui terras que abrigam cerca de 5% da população de cidades costeiras como Santos, no Brasil, Cotonou, no Benin, e Calcutá, na Índia. Prevê-se que a exposição ao risco de inundações duplique para 10% da população até ao final do século", alertam.

De acordo com o estudo, nos níveis mais elevados de aquecimento global, "aproximadamente 160 mil km² de terras costeiras (uma área maior que o território da Grécia ou do Bangladesh) seriam inundadas até 2100?, e atingindo vastas áreas de cidades costeiras localizadas em países como Equador, Índia e Arábia Saudita.

Se o planeta conseguir diminuir as emissões para níveis que não aumentem a temperatura da Terra em até 2ºC, a projeção é que é 70 mil km² desse total de áreas em risco poderão permanecer acima do nível do mar.

"Essas projeções não são conclusões precipitadas; em vez disso, podem ser um catalisador para a ação", disse Hannah Hess, diretora associada do Climate Impact Lab. "Ações rápidas e sustentadas para reduzir as emissões afetarão a rapidez e o grau de impacto das comunidades costeiras. A redução das emissões não só mitiga os riscos, mas também nos dá mais tempo para responder proativamente e nos prepararmos para a subida dos mares."

Pedro Conceição, do PNUD, lembra que a divulgação desses dados deve servir de alerta para as autoridades que comparecerem à Cúpula do Clima, a COP-28, que começa na próxima quinta feira, 30, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. "A nossa nova investigação do PNUD e do Climate Impact Lab é mais um lembrete aos decisores que vão para a COP-28 de que o momento de agir é agora."

Um incêndio, de grandes proporções, atingiu uma empresa de madeira, na tarde desta segunda-feira (23), na cidade de Santos, em São Paulo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo surgiu em um equipamento hidráulico do local e, logo, se espalhou pelas dependências da companhia.

Em imagens divulgadas na internet, captadas por pessoas que residem próximas a indústria, é possível observar uma fumaça escura e densa sobre a empresa. 

##RECOMENDA##

Equipes do Corpo de Bombeiros ao chegarem no local do acidente afirmaram que as chamas foram causadas por um tipo de óleo, considerado substância inflamável. Sendo assim, os agentes encontraram dificuldades em controlar o incêndio.

A empresa, através de uma nota, informou que o incêndio já foi controlado e ressaltou que nenhum funcionário morreu ou ficou ferido. Além disso, o empreendimento disse que informará em breve sobre o processo de recuperação e quaisquer impacto nas operações.

"Agradecemos a rápida resposta de toda nossa equipe interna e o apoio externo que juntos agiram com eficiência para controlar a situação e evitar maiores danos", escreveu.

Um homem de 31 anos é suspeito de degolar a própria mãe e atear fogo nela em Santos, no litoral paulista. O corpo da mulher, de 61 anos, foi encontrado por bombeiros na noite de sexta-feira (15), dentro do apartamento onde ela morava, no bairro Embaré. O acusado, Caio Augusto Navarro Arisa, foi morto pela polícia dois dias depois, após esfaquear outra pessoa enquanto tentava fugir.

O corpo da idosa foi encontrado carbonizado na sexta-feira, logo após os bombeiros combaterem um princípio de incêndio no apartamento da mulher. Eles acionaram a Polícia Civil, e os peritos constataram que o corpo da mulher continha uma série de perfurações, incluindo na garganta.

##RECOMENDA##

Em conversa com os policiais, o porteiro do prédio informou que o filho da vítima havia saído do local momentos antes do incêndio. Ele permaneceu foragido até domingo, quando foi identificado por populares, que acionaram a Polícia Militar.

"O acusado, ao ver a viatura, correu em direção a uma dupla que o acompanhava e esfaqueou um dos homens depois de perceber que ele apontou o dedo, indicando para a equipe a sua localização. O policial interveio, acertando o homem com um disparo depois que ele não obedeceu a ordem de parar a agressão", informou em nota a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado.

Ainda segundo a SSP, o Samu chegou a ser acionado, mas Caio Augusto não resistiu. Com ele, os PMS apreenderam cinco facas. O caso foi registrado como homicídio e morte decorrente de intervenção policial na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e encaminhado para o 3.ºDP.

O técnico interino Marcelo Fernandes elogiou 'molecada' do Santos e dedicou a vitória sobre o Bahia, nesta segunda-feira à noite, na Arena Fonte Nova, em Salvador, para Diego Aguirre, treinador demitido na semana passada.

"Eu queria dedicar esta vitória ao professor Aguirre", disse Marcelo, enumerando todos os nomes dos componentes da antiga comissão técnica. "Esta vitória representou o que treinamos. Estudamos muito o Bahia e tivemos uma consistência um pouco melhor. Depois da derrota para o Cruzeiro muita gente jogou a toalha, mas o Santos mostrou mais uma vez que é gigante e guerreiro."

##RECOMENDA##

O técnico interino aproveitou para exaltar também a torcida santista. "O Santos está vivo. Esta molecada merece muito, nossa torcida nunca nos abandonou sempre esteve do nosso lado e vamos lutar até o fim. O time mostro uma parte mental forte, soube reagir."

Um dos pontos que Marcelo Fernandes já alterou na equipe do Santos foi a tentativa de fazer gol. Foram 15 finalizações, com oito no alvo. "Temos de finalizar as jogadas. O Marcos Leonardo teve uma chance, se chuta de bico poderia ter feito o gol."

Quanto a sua situação no cargo, o treinador afirmou que o mais importante é poder "ajudar o Santos". "Estou aqui para isso. Independentemente do que for acontecer comigo, eu vim para ajudar o Santos."

Uma jovem de 22 anos morreu após ser atingida por uma bala perdida em meio a uma operação policial em Santos, no litoral paulista, na noite de sexta-feira, 8. Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), outras três pessoas ficaram feridas, entre elas um policial.

Conforme as investigações, uma equipe do 2º Batalhão de Ações Especiais (Baep) realizava patrulhamento no bairro Castelo, na cidade litorânea, quando por volta das 18h30 um suspeito em uma bicicleta efetuou disparos contra a viatura que se aproximava da comunidade.

##RECOMENDA##

"Um soldado foi atingido pelos disparos na região do ombro. Três pessoas que estavam nas imediações também ficaram feridas e foram socorridas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vila Noroeste, sendo que uma mulher de 22 anos não resistiu aos ferimentos", afirmou a SSP. O soldado baleado foi internado e permaneceu em observação na Santa Casa de Santos.

Em diligências nas imediações do local, os policiais militares localizaram drogas e uma arma de fogo, segundo informações da secretaria.

O caso foi registrado como homicídio, tentativa de homicídio, tráfico de entorpecentes e lesão corporal na Central de Polícia Judiciário de Santos. O criminoso conseguiu fugir. "Todas as circunstâncias do caso estão sendo investigadas pela Polícia Civil", acrescentou a SSP.

Questionada, a secretaria não informou se o patrulhamento tem relação com a busca pelos suspeitos que assassinaram um sargento aposentado, na tarde da mesma sexta-feira, na frente de sua casa em São Vicente.

De acordo com a SSP, os autores dos disparos estavam em duas motos na Rua Juarez Távora, quando balearam o sargento Gerson Antunes Lima, de 55 anos. Ele chegou a ser socorrido no Pronto Socorro Vicentino, mas não resistiu aos ferimentos.

A eliminação na semifinal do Campeonato Brasileiro feminino está incomodando Cristiane mais do que o esperado. A experiente atacante foi multada pelo Santos por vestir a camisa do Corinthians logo após o segundo jogo contra o rival paulista. Apesar de ter se explicado pela situação, ela acabou tendo um desconto de 20% de seu salário após a troca simbólica com Grazi, meia do time do Parque São Jorge.

Após o placar agregado em 5 a 0 para o Corinthians, as jogadoras trocaram as camisas. Cristiane, então, passou a ser alvo de diversas manifestações de torcedores que acharam a atitude inaceitável. Em suas redes sociais, a atleta se explicou. "Desde que começamos a jogar, lá atrás, o futebol feminino sempre foi isso: respeito acima de tudo", escreveu em sua redes sociais.

##RECOMENDA##

Então, neste sábado, exatamente uma semana após o episódio, a diretoria santista optou por multar Cristiane em 20% de seu salário. "Não imaginei que fosse repercutir tanto, despertar tanta raiva dos torcedor. E por isso venho aqui me desculpar, foi errado ter feito isso logo após a partida que perdemos", disse Cristiane no último domingo, um dia após a eliminação dolorosa.

A publicação em que explica a troca de camisas foi feita em conjunto com Grazi. No texto, as duas dizem que atuam juntas há mais de 20 anos. Elas se abraçam emocionadas e, em seguida, a jogadora do Corinthians vai ao encontro do técnico Arthur Elias, que recentemente assumiu o comando da seleção brasileira após a queda de Pia Sundhage.

Um incêndio de grandes proporções atingiu a comunidade Caminho São José, no Rádio Clube, em Santos, no litoral de São Paulo, na noite desta segunda-feira (4). Segundo o Corpo de Bombeiros, muitas casas de madeira foram queimadas e as vítimas que inalaram fumaça foram socorridas e atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Não houve registros de vítimas fatais.

A ocorrência, que começou por volta das 22h30, teve o foco do fogo se alastrando na altura da Rua do Caminho São Jose, 616. O atendimento da corporação começou com quatro viaturas, mas logo se tornaram quinze durante o início da madrugada de terça-feira (5). Conforme os bombeiros, o fogo foi extinto já no início do dia.

##RECOMENDA##

O prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), esteve no local para acompanhar de perto a ocorrência e, nas redes sociais, afirmou que iria auxiliar as famílias de forma "emergencial e providencial". "Estamos preparando a UME Pedro Crescenti, no Rádio Clube, para atender as famílias desabrigadas", afirmou.

Segundo a prefeitura, também está sendo organizado um esquema de doações para as famílias atingidas. Itens como roupas, água e produtos de higiene foram solicitados e podem ser entregues na UME Pedro Crescenti, Avenida Brigadeiro Faria Lima, s/n, Rádio Clube, no Dale Coutinho, na Rua Fausto Felício Bruzarosco, s/n, Castelo e no Fundo Social de Solidariedade, Avenida Conselheiro Nébias, 388, Paquetá.

Parte da torcida do Santos e um grupo de conselheiros tentam convencer o ex-prefeito da capital paulista e ex-governador do Estado de São Paulo, João Doria, a disputar a eleição à presidência do clube, mais uma vez ameaçado de rebaixamento, acossado por uma longa crise financeira e atolado em dívidas.

Doria é torcedor do Santos e acompanha alguns jogos do time na Vila Belmiro. Ele recebeu mensagens de torcedores e tem o apoio de parte dos conselheiros para se lançar candidato. O ex-tucano, porém, não demonstrou interesse em se aventurar na política santista.

##RECOMENDA##

Ao Estadão, Doria afirmou, por meio de sua assessoria, que pode ajudar e apoiar alguma candidatura "que se mostre capaz de fazer uma boa gestão", mas que não será um dos candidatos ao pleito em dezembro.

O ex-prefeito de São Paulo já participou da política santista. Foi eleito conselheiro do clube paulista em 2009 e reeleito em 2011. Acabou, porém, jubilado por faltas e excluído de votações até 2017.

Torcedores e conselheiros que defendem a ideia de Doria ser candidato, como o atual presidente do Conselho Deliberativo, Celso Jatene, veem no ex-governador de São Paulo capacidade para liderar a migração do Santos do modelo associativo sem fins lucrativos para o empresarial, transformando o clube em Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

O ex-governador de São Paulo diz que não voltará mais à vida pública, não cogita filiação a partido político e quer continuar na iniciativa privada.

Até o momento, o empresário Ricardo Agostinho e o administrador Rodrigo Marino foram os dois únicos a lançarem oficialmente suas candidaturas à presidência do Santos. A chapa de Agostinho tem Ivan Luduvice como vice-presidente e Marino não definiu quem será o seu candidato a vice. O atual presidente, Andres Rueda, não deve tentar a reeleição.

Agostinho, que defende a transformação do Santos em SAF, já se candidatara em 2020, quando foi terceiro colocado. Marino também lançou seu nome naquele pleito, terminando no segundo lugar, atrás do eleito Andres Rueda, que não tentará a reeleição. A eleição deve ser realizada em 9 de dezembro.

Soteldo está fora do jogo contra o Atlético-MG neste domingo, às 16 horas, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante do Santos sofreu um entorse no tornozelo esquerdo durante o treino deste sábado no CT Rei Pelé, mas já iniciou o tratamento com a equipe médica do clube. Apesar do desfalque na estreia da Arena MRV, em Belo Horizonte, o jogador não preocupa para a sequência na luta contra o rebaixamento.

O venezuelano saiu do treino com o tornozelo inchado em um lance com o goleiro Vladimir, numa disputa normal de jogo. Em nota nas redes sociais, o Santos confirmou que o jogador já passou por exames de imagem e não foi detectada nenhuma lesão grave, como fratura ou lesão no ligamento. Ainda assim, a torção causou um grande inchaço na região e o atacante será poupado do confronto em Minas Gerais.

##RECOMENDA##

Nas redes sociais, Soteldo publicou uma imagem do tornozelo esquerdo inchado e assustou os torcedores do Santos: "vou cair 100 vezes e vou me levantar 200. Deus é perfeito", escreveu o atleta. Mais tarde, o camisa 10 publicou outra mensagem, desta vez para tranquilizar os fãs e rechaçar as críticas ao companheiro do time: "Graça a Deus não foi nada grave. Daqui a pouco estou de novo no campo. Eu torci sozinho. Não acreditem no que as pessoas falam. Meu companheiro Vladimir não fez nada".

Com 21 pontos e na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Santos sentirá a falta de Soteldo em um dos jogos mais complicados do mês de agosto: a estreia da nova arena do Atlético-MG. No último fim de semana, o venezuelano saiu do banco de reservas e deu duas assistências para a vitória de virada contra o Grêmio na Vila Belmiro, por 2 a 1.

Capitão da Venezuela, o experiente volante Tomás Rincón, de 35 anos, fez sua estreia no domingo, em virada diante do Grêmio, por 2 a 1, na qual iniciou a jogada do primeiro gol do time. Ele entrou no segundo tempo na Vila Belmiro. Apresentado oficialmente nesta quarta-feira, admitiu que ainda precisa melhorar o preparo físico, mas que vai jogar com muita "garra e dará um toque de intensidade", para salvar a equipe do rebaixamento no Brasileirão.

Elogiado pelo coordenador de futebol Alexandre Gallo, o volante recebeu a camisa 25, fez questão de avaliar se saiu bonito na foto e fez questão de engrandecer a honra recebida ao ser contratado pelo clube do Pelé.

##RECOMENDA##

"Estou muito feliz de ter a honra de representar essa camiseta, este clube com muita história. Sou um jogador de imposição, e farei o que puder para ajudar no campo", afirmou Rincón. "Estamos nos conhecendo ainda, mas jogo um pouco mais no centro e estou trabalhando para estar em forma. Com muita garra, espero ajudar a manter as linhas curtas e dar equilíbrio, dar um toque de intensidade."

O venezuelano lamentou ter chegado ao clube um dia após reunião somente com os jogadores, mas garante que vai se inteirar sobre a conversa, pois adora conversar e falar com o time.

"Não tive sorte de participar da reunião, mas soube que houve. Tenho vontade de falar bastante com os jogadores, entrar nos temas da equipe", admitiu. "Mas percebi um ambiente muito lindo no domingo e temos de manter esse espírito de combate e luta para jogar. Estamos passando por uma situação difícil e esse foi o início para sair dela. Teremos muito trabalho pela frente, mas com esse espírito vamos sair dessa situação", mostrou convicção. O Santos ainda ocupa a zona de rebaixamento, com 21 pontos.

Rincón revelou que o ex-meia Zé Roberto o ajudou muito na vinda ao Santos. Ambos jogaram no Hamburgo entre 2009 e 2011 e o brasileiro deu muitas orientações ao novo reforço. Se encontraram, inclusive, na sexta-feira, quando o ex-jogador visitou a Vila Belmiro.

"Zé Roberto foi muito importante quando jogamos na Alemanha e me deu conselhos e falou muito sobre o Santos e a cidade para me ajudar em rápida adaptação. É um grande amigo", revelou, entusiasmado com o primeiro encontro com a torcida.

O "corredor de fogo" realizado antes do jogo com o Grêmio também será feito na partida com o Cruzeiro, daqui duas rodadas. O jogo será dia 13 de setembro, após a parada para data Fifa. Antes, o time visita o Atlético-MG, no domingo. "A chegada ao estádio foi muito linda, percebemos o sentimento dos santistas com a equipe."

Júnior Caiçara está de volta ao Santos. O lateral-direito, que teve uma rápida passagem pela Vila Belmiro nas categorias de base, retorna como o sétimo reforço na janela de transferência do segundo semestre. O lateral-direito estava no Istanbul Basaksehir, da Turquia, e assinou contrato até o final do Brasileirão.

Nascido em Santos, o novo reforço foi revelado nas categorias de base do São Vicente, chegou a passar pelo time alvinegro, mas realizou sua primeira partida como profissional pelo Santo André, em 2008. No Brasil, jogou por CSA e América-SP antes de partir para o futebol europeu em 2010. No Velho Continente, atuou por Gil Vicente-POR, Ludogorets-BUL, e Schalke 04-ALE até chegar ao Istanbul Basaksehir, em 2017. Nos seis anos que passou na Turquia, Júnior Caiçara acumulou 200 jogos, com 22 assistências e dois gols marcados

##RECOMENDA##

Com Júnior Caiçara, o Santos chega ao sétimo reforço para o segundo semestre de 2023. Anteriormente, já havia contratado o lateral-esquerdo Dodô, o volante Jean Lucas, o atacante Julio Furch, o zagueiro João Basso, o meia Nonato e o volante Tomás Rincón.

O lateral chega em um momento propício, bem quando o Santos conseguiu encerrar uma série negativa sem vitórias no Brasileirão ao bater o Grêmio, por 2 a 1, na Vila Belmiro, no último domingo, com um gol chamado de "espírita" pelos torcedores.

A expectativa é que Júnior Caiçara esteja à disposição do técnico Diego Aguirre para o duelo com o Atlético-MG, neste domingo, às 18h30, no Mineirão, pela 21ª rodada do Brasileirão. Ele brigará por posição com Gabriel Inocência. No entanto, diante do Grêmio, o zagueiro Joaquim foi improvisado no setor.

Na zona de rebaixamento desde a 18ª rodada, o Santos vive um drama particular no Campeonato Brasileiro. Sem vencer há cinco jogos na competição, a torcida alvinegra começa a temer que o clube possa, pela primeira em sua história, disputar a Série B. Segundo projeção do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que analisa os números consolidados ao término do primeiro turno.

Na 17ª posição - a primeira dentro da zona de rebaixamento -, o Santos somou 18 pontos em 19 jogos, com quatro vitórias e seis empates. Atrás dele, apenas Coritiba, Vasco e América-MG tem campanhas piores. Na projeção da UFMG, o clube paulista tem 54,5% de chances de ser rebaixo nesta temporada - justamente a quarta pior probabilidade. Os demais clubes no Z-4 têm 75,5%, 76% e 89%, respectivamente.

##RECOMENDA##

O Santos nunca disputou a segunda divisão do Brasileirão. Em outros anos, chegou a lutar contra o rebaixamento, mas resistiu. Nesta temporada, além das dívidas, o clube passa por problemas internos. Falcão, então diretor esportivo, entregou seu cargo após denúncias de importunação sexual. Além disso, desde o início do ano, já teve três treinadores: Odair Hellmann, Paulo Turra e Diego Aguirre.

De acordo com a projeção, o risco de rebaixamento nesta temporada inexiste com 50 pontos; a partir dos 45, número "mágico" para as contas dos torcedores das equipes que lutam contra o descenso, as probabilidades são inferiores a 3%. Para chegar a essa marca, o Santos precisaria de 27 pontos no segundo turno - nove vitórias em 19 rodadas.

Além das probabilidades de rebaixamento, o Departamento de Matemática também analisa qual a equipe mais provável de se sagrar campeã brasileira ao final da temporada. Atual líder, com 47 pontos - melhor campanha de uma equipe em aproveitamento ao término do primeiro turno -, o Botafogo tem 90,7% de probabilidade de conquistar o tricampeonato brasileiro em dezembro. Palmeiras, melhor colocado entre os paulistas, soma apenas 2,2%.

Confira a probabilidade de rebaixamento de cada clube do Brasileirão:

América-MG (89,5%)

Vasco (76%)

Coritiba (75,5%)

Santos (54,5%)

Bahia (47,1%)

Goiás (17,3%)

Cruzeiro (11%)

Internacional (9,2%)

Corinthians (6,8%)

Fortaleza (5,3%)

São Paulo (2,9%)

Atlético-MG (2,6%)

Athletico-PR (0,94%)

Cuiabá (0,82%)

Fluminense (0,23%)

Flamengo (0,20%)

Red Bull Bragantino (0,09%)

Grêmio (0,05%)

Palmeiras (0,03%)

Botafogo (0%)

O Santos vai receber cerca de R$ 20 milhões de reais pela negociação de Neymar, do PSG para o Al-Hilal, Arábia SauditaO jogador foi vendido por 90 milhões de euros, na cotação atual isso seria R$ 487 milhões, então o Santos vai receber R$ 19,48 milhões.

Por ser cria da Vila Belmiro, o Peixe tem direito de 4% do valor total na transferência, por conta do Mecanismo de Solidariedade da Fifa. Quando o brasileiro foi negociado do Barcelona para o PSG, o clube paulista recebeu cerca de R$ 33 milhões.

##RECOMENDA##

Neymar foi criado na Vila Belmiro e fez sua estreia pelo profissional em 2009. Ele permaneceu no clube até ser transferido para o Barcelona, em 2013.

O torcedor do Santos foi do otimismo de uma grande atuação contra o líder do Campeonato Brasileiro ao sentimento de incredulidade pelo apagão sofrido pela equipe que permitiu ao Botafogo alcançar um empate improvável. Após abrir 2 a 0 com uma atuação defensiva impecável e dois gols de Marcos Leonardo, o time do técnico Paulo Turra foi vazado duas vezes em três minutos e apenas empatou por 2 a 2, neste domingo, na Vila Belmiro vazia por causa de uma punição pelos incidentes no clássico com o Corinthians.

Com o resultado, o Santos chegou aos 17 pontos e continua em uma situação desconfortável na tabela, com uma distância de apenas três pontos para o primeiro time na zona de rebaixamento. O Botafogo alcançou 40 pontos e continua com folga na liderança do Brasileirão.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O sucesso do Santos no primeiro tempo diante do líder Botafogo se baseou no entendimento de Paulo Turra de que era necessário ter uma maior preocupação defensiva para conseguir surpreender o melhor time da competição. O treinador reforçou o setor de meio de campo com o estreante Jean Lucas para deixar o adversário mais desconfortável possível. A intensidade na marcação era elogiável.

De posse da bola, o Santos jogava verticalmente com velocidade para aproveitar o espaço atrás na linha defensiva do Botafogo. E foi assim que chegou ao gol, aos 23 minutos. Jean Lucas deu lindo lançamento para Marcos Leonardo. Ainda mais bonito do que o passe foi o drible do atacante em Adryelson antes da finalização fora do alcance de Lucas Perri. A equipe carioca não era vazada no Brasileirão há seis jogos.

Individualmente, sem dúvida, o destaque dos primeiros 45 minutos foi Jean Lucas. Sem atuar 27 de outubro do ano passado, quando entrou em campo pelo Monaco, da França, o volante, além do lançamento para o gol, orientou os companheiros, foi efetivo na marcação e criou uma chance no ataque com um drible desconcertante em Di Placido na ponta esquerda, que poderia ter feito o torcedor levantar na arquibancada não fosse o fato da Vila Belmiro estar vazia por causa de uma punição.

Em vantagem, o Santos recuou um pouco mais suas peças na volta para o segundo tempo. Em alguns momentos do jogo, o campo de defesa santista era ocupado por 21 dos 22 jogadores. Apenas o goleiro Lucas Perri ficava do outro lado do gramado, sozinho, posicionado na intermediária. Neste cenário, o Botafogo esbarrava na muralha armada por Paulo Turra.

O segundo gol foi um resumo da entrega do Santos na busca para superar o líder. Sempre muito criticado pela falta de comprometimento defensivo, Lucas Lima brigou por uma bola que parecia perdida no ataque e serviu para Marcos Leonardo finalizar sem chance para Lucas Perri, aos 36 minutos.

O problema é que o Botafogo não é líder por acaso. Mesmo sem jogar bem, o time do técnico Bruno Lage viu o Santos sofrer um apagão quando Paulo Turra precisou trocar sua espinha dorsal e empatou em apenas três minutos. O artilheiro Tiquinho Soares fez 2 a 1, aos 38, em uma ótima trama do ataque botafoguense, e Adryelson, aos 41, deixou tudo igual de cabeça, em uma cobrança de escanteio.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 2 BOTAFOGO

SANTOS - João Paulo (Vladimir); João Lucas (Alex), Joaquim, Messias e Dodô (Gabriel Inocêncio); Dodi, Jean Lucas (Luan Dias), Rodrigo Fernández e Lucas Lima; Marcos Leonardo (Deivid Washington) e Mendoza. Técnico: Paulo Turra.

BOTAFOGO - Lucas Perri; Di Placido (Carlos Alberto), Philipe Sampaio, Adryelson e Marçal; Danilo Barbosa (Janderson), Marlon Freitas e Tchê Tchê (Lucas Fernandes); Júnior Santos (Matías Segovia), Tiquinho Soares e Luís Henrique (Victor Sá). Técnico: Bruno Lage.

GOLS - Marcos Leonardo, aos 23 minutos do primeiro tempo; Marcos Leonardo, aos 35, Tiquinho Soares, aos 38, Adryelson, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Lucas, Jean Lucas, Adryelson, Marçal, Alex.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

PÚBLICO e RENDA - Portões fechados.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

Segundo uma publicação do site Trivela, nesta quinta-feira (20), o Sport procurou o Santos para tentar contratar o meia venezuelano Soteldo, que está treinando separado do restante do elenco. Ainda, segundo a notícia, o jogador não teria se interessado em vir para o Recife jogar a Série B.

A preferência dele seria o futebol do exterior, caso não seja reintegrado no Santos. Soteldo está afastado do time por motivo disciplinar. O Peixe tenta um encaixe do jogador em outro time para aliviar a folha salarial. O Sport tentou um empréstimo do atacante que não pode jogar por outro time da Série A, por já ter realizado sete jogos com o Santos.

##RECOMENDA##

O Santos anunciou mais um reforço para a sequência da atual temporada. O volante Jean Lucas está de volta ao alvinegro praiano após passagem pelo futebol francês. Jean atuou pelo Santos em 2019, quando foi vendido ao Lyon. O atleta estava defendendo o Monaco desde a temporada 2021/2022.

Quatro anos após sua saída, que aconteceu em junho de 2019, o volante de 25 anos retorna com um contrato definitivo de quatro temporadas. Este é o segundo reforço santista na atual janela de transferências. Recentemente o clube também anunciou a chegada do lateral-esquerdo Dodô.

##RECOMENDA##

Jean Lucas foi revelado nas categorias de base do Flamengo e ganhou oportunidades no profissional em 2018, antes de ser emprestado para o Santos no ano seguinte. No time paulista, Jean fez 20 jogos no primeiro semestre quando despertou interesse do Lyon.Após duas temporadas e um empréstimo para o Brest, também da França, Jean Lucas foi vendido ao Monaco.

O atleta fez uma boa primeira temporada pelo Monaco, atuando em 39 jogos na temporada, mas não manteve o ritmo na última temporada, na qual entrou em campo apenas 10 vezes. O volante não entra em campo em um jogo oficial desde o dia 27 de outubro do ano passado.

Jean Lucas chegou ao Brasil na última sexta-feira. Neste sábado, ele foi ao CT Rei Pelé para realizar exames médicos antes de assinar contrato e ser anunciado, o que aconteceu neste domingo. O Santos vinha tentando contratar Jean Lucas desde o início da última temporada.

O Santos faz clássico contra o São Paulo neste domingo às 16h no estádio do Morumbi. Apesar de ter vencido o Goiás na última partida, o time santista vive fase complicada no Brasileirão e ocupa a 13ª colocação, com 16 pontos.

Os quatro grandes clubes do futebol paulista, Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos, divulgaram nota oficial conjunta pedindo o "fim da impunidade a criminosos"de torcidas e cobrando das autoridades atitudes mais firmes para "restaurar a paz no futebol". O comunicado ocorre após a morte de Gabriela Anelli, palmeirense de 23 anos, que foi atingida no pescoço por estilhaços de uma garrafa arremessada por torcedor rubro-negro antes da partida com o Flamengo, no sábado, pelo Brasileirão.

"Que este caso revoltante não seja em vão. É urgente uma conversa definitiva sobre o fim da impunidade de criminosos que, vestidos com as cores de um clube o qual não representam, cometem atos tenebrosos, como temos visto todas as semanas, infelizmente", escreveram os representantes dos clubes do Estado, usando a hashtag #VouTorcerPelaPaz.

##RECOMENDA##

"É preciso que autoridades e todos os envolvidos no esporte - em São Paulo, no Rio de Janeiro e todo o Brasil - restaurem a paz e a força afetiva da prática esportiva. Nós, atletas, comissões técnicas e torcedores queremos ver arenas e estádios sem medo, sem violência, sem discriminação nem intolerância, com uma rivalidade sadia e justa nos gramados, num ambiente no qual prevaleça a alegria, traço tão marcante do futebol brasileiro", completaram no manifesto.

Gabriela Anelli, de 23 anos, morreu nesta segunda-feira de manhã depois de ser ferida durante uma briga entre torcedores do lado de fora do Allianz Parque, no sábado, na partida do Palmeiras com o Flamengo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), ela foi atingida por uma garrafada no pescoço e levada em estado grave ao Hospital Santa Casa, no centro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Os familiares da torcedora chegaram a fazer uma campanha na redes por doações de sangue para ajudá-la.

De acordo com informações da SSP, Gabriela foi ferida em confusão nas proximidades do portão C, na rua Padre Antônio Tomas, perto da entrada de visitante. Havia uma divisão de metal separando as torcidas e os flamenguistas jogaram garrafas e pedras por cima dessa proteção. Uma outra briga entre palmeirenses e flamenguistas, na Rua Caraíbas, foi contida com a ação da Polícia Militar, que usou bombas de efeito moral e gás de pimenta. A partida precisou ser paralisada por duas vezes porque jogadores e torcedores nas arquibancadas ficaram com os olhos irritados.

César Saad, titular da Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE), informou que o suspeito de cometer o crime foi identificado como Leonardo Felipe Xavier Santiago, de 26 anos. Ele declarou ser membro de uma organizada do Flamengo, mas teria ido ver o jogo sozinho. Segundo o delegado, o suspeito teve o flagrante convertido em prisão preventiva pela Justiça e vai responder por homicídio doloso consumado.

Este é o segundo caso de violência em menos de 15 dias no futebol paulista. Na última semana, o meia-atacante Luan, do Corinthians, foi agredido em um motel da zona norte de São Paulo por membros da Gaviões da Fiel, principal organizada do clube. Segundo o Boletim de Ocorrência, um dos torcedores estava armado e o jogador foi ameaçado de morte. Entre os integrantes do grupo que agrediu o atleta estão dois corintianos presos em Oruro acusados de envolvimento com a morte do Kevin Espada durante um jogo da Libertadores, contra o San Jose, em 2013.

Em um jogo com quatro gols no primeiro tempo e três no segundo, o Santos sofreu, mas voltou a respirar depois de 12 jogos sem vencer. Numa Vila Belmiro vazia, Marcos Leonardo e Guilherme tiveram manhã inspirada, o time praiano permitiu o empate ao Goiás já no fim, mas triunfou por 4 a 3 no apagar das luzes em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória do Santos saiu nos acréscimos, após a arbitragem marcar um pênalti polêmico para o time da casa.

Santos e Goiás entraram em campo ‘com a corda no pescoço’. Afinal, os dois times brigavam na parte de baixo da tabela. Antes da bola rolar, os visitantes tinham 11 pontos, abrindo o Z-4, enquanto o time paulista somava 13, apenas dois degraus acima da degola. O clube da Vila Belmiro ainda entrou na arena de portões fechados. A punição é parte da decisão do STJD em razão dos eventos que ocorreram no clássico com o Corinthians, dia 21 de junho. o clube praiano pegou oito jogos com portões fechados, acrescidos de perda de mando e multa de R$ 80 mil. A diretoria santista vai recorrer.

##RECOMENDA##

Quem assistiu aos primeiros 15 minutos e desistiu de acompanhar o jogo pode ter se assustado com o resultado final da primeira etapa: foram quatro gols, sem contar as bolas na trave e chances perigosas. De início, a ausência do caldeirão da Vila fez a diferença e o baixo nível da partida tomou conta. O jogo começou frio, com os rivais bastante cautelosos, apostando no toque de bola, mas sem nenhum perigo para os dois arqueiros.

Mesmo jogando fora, foi o Goiás quem mais dominou a posse da bola no início. Entretanto, com pouca efetividade. Foi então que num roubo de bola o Santos conseguiu abrir o placar e mudou drasticamente a história que se seguiu. O Goiás saiu tocando errado depois de um tiro de meta, Sandry roubou e acionou Lucas Lima. O meia achou Marcos Leonardo dentro da área, que limpou os rivais e chutou no canto direito. O gol encerrou um jejum cinco partidas do atacante sem marcar. Seu último gol havia sido no dia 6 de junho, conta o Newell's Old Boys, pela Copa Sul-Americana, de pênalti.

O gol foi exatamente o que o Santos precisava para gostar da partida. Até então, estava acuado e com pouca criação. Depois de balançar as redes, passou a procurar mais opções e atacar mais o time visitante, com cruzamentos e chutes que obrigaram o goleiro Tadeu a trabalhar. O Goiás ameaçou João Paulo, de fato, aos 26 minutos, após cobrança de falta dentro da área. O cruzamento de Guilherme Marques na intermediária foi direto no gol, resvalando na trave, mas acabou saindo na linha de fundo.

Aos 29, Marcos Leonardo mostrou oportunismo de um camisa 9. O goleiro João Paulo acionou João Lucas num passe a longa distância. O lateral-direito do Santos venceu a disputa por cima, avançou no campo e cruzou rasteiro. Bastou ao goleador santista apenas deslocar do goleiro e correr para o abraço. Na comemoração, levou cartão amarelo por tirar a camisa num gesto de alívio e empolgação. O Goiás sentiu o golpe e tão logo foi ao ataque. Zé Ricardo tentou um arremate de fora da área, que seria um lindo gol não fosse a defesa do arqueiro do Santos.

O jogo seguiu e o árbitro Bruno Arleu de Araújo acabou sendo chamado pelo VAR por um lance em que de Kevyson acerta Maguinho por baixo. O pênalti foi confirmado, Guilherme colocou a bola na marca da cal e, aos 39 minutos, descontou para os visitantes. O Santos não se abateu, continuou atacando e foi premiado. Num contra-ataque rápido, Marcos Leonardo colocou Mendonza para correr. O colombiano fez jus ao seu apelido de Speed, colocou a bola no fundo das redes do goleiro Tadeu, finalizando a primeira etapa com a retomada da vantagem de dois gols para os mandantes.

Na volta dos vestiários, a história se repetiu, com gol que incendiou a partida depois de um começo morno. O Goiás promoveu mudanças efetivas e ficou mais ofensivo. João Magno e Luís Oyama entraram nas vagas de Zé Ricardo e Julián Palacios, respectivamente. Aos 15 minutos, desta vez do outro lado, foi o Santos que saiu errado. Guilherme ficou com a bola e acertou um lindo chute de fora da área, mais uma vez descontando para os visitantes. Durante a reclamação, o goleiro reserva santista Vladimir foi expulso no banco por reclamação.

As duas equipes promoveram alterações e o jogo voltou a ficar travado, mas por pouco tempo. Aos 35, o Goiás estragou o que seria a festa santista. O gigante João Magno, que entrou justamente para brigar dentro da área, subiu mais alto que toda defesa mandante, cabeceou e a bola dormiu no fundo das redes de João Paulo. Paulo Turra também acabou sendo expulso por reclamação.

O jogo se incendiou de vez quando o Santos retomou a frente do placar. O juiz assinalou penalidade de Lucas Halter em Joaquim, verificou o VAR e manteve sua decisão. Mendonza chutou alto no canto direito, sem chances para Tadeu. A partida, então, foi para 11 minutos de acréscimos quentes. Deu tempo ainda de Guilherme, estrela dos visitantes com dois gols e uma assistência, tomar um cartão vermelho após entrada forte em Mendoza.

Com o resultado, o Santos sobe para a 13ª colocação com 16 pontos, passando o Cuiabá pelo saldo de gols. O Goiás ainda agoniza no Z-4 com 11 pontos, na 17ª posição.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 4x3 GOIÁS

SANTOS - João Paulo; João Lucas, Joaquim, Messias e Kevyson; Rodrigo Fernández, Sandry (Vinícius Balieiro) e Lucas Lima (Luan Dias); Mendonza, Lucas Braga (Luiz Felipe) e Marcos Leonardo (Bruno Mezenga). Técnico: Paulo Turra.

GOIÁS - Tadeu; Maguinho, Lucas Halter, Bruno Melo e Sander; Zé Ricardo (João Magno) e Willian Oliveira (Morelli); Julián Palacios (Luís Oyama), Guilherme e Anderson Oliveira (Matheusinho); Diego Gonçalves (Alesson). Técnico: Armando Evangelista.

GOLS - Marcos Leonardo, aos 15 e 29, Guilherme aos 39 e Mendonza aos 45 do primeiro tempo; Guilherme aos 15, João Magno aos 35, Mendoza aos 47 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Leonardo, Rodrigo Fernández, Sandry, João Paulo, Bruno Mezenga.

CARTÕES VERMELHOS - Vladimir, Paulo Turra, Guilherme.

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ).

PÚBLICO - Portões fechados.

RENDA - Portões fechados.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando