Tópicos | Vai cair no Enem

Foto: Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo

##RECOMENDA##

Neste sábado (15), às 14h, o projeto Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, dá seguimento à nova temporada de aulões. Neste segundo encontro, os estudantes que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 irão conferir aulas de redação, matemática e físíca. Faça a sua inscrição e receba o conteúdo da aula.

Até a realização das provas, marcadas para os meses de janeiro e fevereiro,  os estudantes contarão com aulões mensais, sempre aos sábados e partir das 14h, com a equipe de educadores do Vai Cair No Enem, cuja proposta é compartilhar educação democrática e de qualidade. O calendário das aulas será divulgado ao longo das semanas no Instagram.

“Em meio à pandemia, que tem sido um momento crítico para a educação brasileira, teremos aulões gratuitos e on-line para ajudar os estudantes que sonham com a aprovação via Enem. Tenho visto o empenho dos nossos professores ao prepararem as aulas e, por isso, fico com a certeza de que os nossos seguidores contarão com grandes momentos educativos”, comentou o editor do LeiaJá e do projeto Vai Cair No Enem, Nathan Santos.

A série de aulões foi batizada de “Enem 360”. A iniciativa conta com o apoio da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau e do Gokursos.

Perdeu o primeiro aulão? Confira o encontro completo, no YouTube:

Neste sábado (8), o projeto Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, realiza a primeira live da sua nova temporada de aulões. Professores renomados ompartilham, de maneira on-line, dicas sobre os assuntos mais importantes da prova do Exame Nacional do Ensino Médio. Assista:

##RECOMENDA##

De hoje até os dias da prova, os estudantes contarão com aulões mensais, sempre aos sábados e partir das 14h, com a equipe de educadores do Vai Cair No Enem, cuja proposta é compartilhar educação democrática e de qualidade. O calendário das aulas será divulgado ao longo das semanas no Instagram.

Neste primeiro encontro, participam o professor de português Tiago Xavier, o docente de química Valter Júnior, além do educador de redação Eduardo Pereira. A apresentação da transmissão ficar por conta da produtora de conteúdo Thayná Aguiar. A série de aulões foi batizada de “Enem 360”.

A iniciativa conta com o apoio da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau e do Gokursos.

Neste sábado (8), às 14h, o projeto Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, inicia a sua nova temporada de aulões. Professores renomados de todo o Brasil compartilharão, de maneira on-line, dicas sobre os assuntos mais importantes da prova do Exame Nacional do Ensino Médio. Faça a sua inscrição e receba o conteúdo da aula.

De hoje até os dias da prova, os estudantes contarão com aulões mensais, sempre aos sábados e partir das 14h, com a equipe de educadores do Vai Cair No Enem, cuja proposta é compartilhar educação democrática e de qualidade. O calendário das aulas será divulgado ao longo das semanas no Instagram.

##RECOMENDA##

Neste primeiro encontro, participam o professor de português Tiago Xavier, o docente de química Valter Júnior, além do educador de redação Eduardo Pereira. A apresentação da transmissão ficar por conta da produtora de conteúdo Thayná Aguiar.

“Em meio à pandemia, que tem sido um momento crítico para a educação brasileira, teremos aulões gratuitos e on-line para ajudar os estudantes que sonham com a aprovação via Enem. Tenho visto o empenho dos nossos professores ao prepararem as aulas e, por isso, fico com a certeza de que os nossos seguidores contarão com grandes momentos educativos”, comentou o editor do LeiaJá e do projeto Vai Cair No Enem, Nathan Santos.

Os candidatos podem acompanhar a live por meio do Instagram do projeto e pelo canal do Vai Cair No Enem no YouTube:

A série de aulões foi batizada de “Enem 360”. A iniciativa conta com o apoio da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau e do Gokursos.

A nova temporada de aulões do Vai Cair No Enem já está saindo do forno. Neste sábado (8), o projeto multimídia realizado em parceria com o LeiaJá dá o seu start e inicia com um aulão interativo e dinâmico para ajudar os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio. A transmissão será às 14h por meio do canal youtube.com/vaicairnoenem e Instagram @vaicairnoenem.

Par participar e ter acesso ao material de estudo, é necessário realizar as inscrições, por meio da internet. A transmissão do aulão será 100% ao vivo, com uma dinâmica interativa, o para auxiliar os estudantes nesse momento tão difícil de pandemia. O primeiro encontro contará com os professores Valter Júnior, de química, Eduardo Pereira, de redação, e Tiago Xavier, de Linguagens.

##RECOMENDA##

“Professores e estudantes enfrentam, em meio à pandemia, um dos momentos mais críticos para a educação brasileira. Há alunos com sérios problemas de acesso à internet, porém seguem buscando estratégias para continuar estudando. O Vai Cair No Enem, principalmente diante desse cenário, continua compartilhando aulas com professores empenhados em propagar educação de qualidade. Convidamos todos os estudantes para acompanharem as nossas transmissões, pois a equipe do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, mesmo a distância, trabalha para ver nossos jovens nas universidades. Registro também um agradecimento aos docentes e seguidores que continuam acreditando no projeto”, destacou o editor do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, Nathan Santos.

Thayná Aguiar, apresentadora das lives e programas do Vai Cair No Enem, reforçou o convite aos estudantes para participarem dos aulões.” É uma forma de levar o conhecimento de maneira mais lúdica e acessível para os alunos de todo o Brasil. Além disso. o espaço que é dado para os estudantes interagirem conosco e com os professores, estreita ainda mais essa relação. E vale lembrar que o aulão ainda fica salvo em nosso canal do YouTube, o que permite um alcance ainda maior”, acrescentou a apresentadora.

Os aulões serão realizados, pelo menos, duas vezes por mês, até as datas de aplicação do Enem. Semanalmente, as disciplinas, professores e datas das aulas serão compartilhados no Instagram do Vai Cair No Enem. A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau é a grande parceira e incentivadora do projeto.

O Vai Cair No Enem, projeto multimídia realizado em parceria com o LeiaJá, já está com inscrições abertas para a temporada 2020 de aulões. O primeiro aulão de 2020 será realizado no dia 8 de agosto, às 14h, no youtube.com/vaicairnoenem e no Instagram @vaicairnoenemClique aqui para se inscrever gratuitamente.

O primeiro encontro contará com os professores Valter Júnior, de química, Eduardo Pereira, de redação, e Tiago Xavier, de Linguagens. Todo o aulão será 100% on-line e será por meio de uma transmissão dinâmica e interativa para que os estudantes tirem todas as dúvidas sobre os assuntos.

##RECOMENDA##

“Professores e estudantes enfrentam, em meio à pandemia, um dos momentos mais críticos para a educação brasileira. Há alunos com sérios problemas de acesso à internet, porém seguem buscando estratégias para continuar estudando. O Vai Cair No Enem, principalmente diante desse cenário, continua compartilhando aulas com professores empenhados em propagar educação de qualidade. Convidamos todos os estudantes para acompanharem as nossas transmissões, pois a equipe do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, mesmo a distância, trabalha para ver nossos jovens nas universidades. Registro também um agradecimento aos docentes e seguidores que continuam acreditando no projeto”, destacou o editor do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, Nathan Santos.

Thayná Aguiar, apresentadora das lives e programas do Vai Cair No Enem, reforçou o convite aos estudantes para participarem dos aulões.” É uma forma de levar o conhecimento de maneira mais lúdica e acessível para os alunos de todo o Brasil. Além disso. o espaço que é dado para os estudantes interagirem conosco e com os professores, estreita ainda mais essa relação. E vale lembrar que o aulão ainda fica salvo em nosso canal do YouTube, o que permite um alcance ainda maior”, acrescentou a apresentadora.

Os aulões serão realizados, pelo menos, duas vezes por mês, até as datas de aplicação do Enem. Semanalmente, as disciplinas, professores e datas das aulas serão compartilhados no Instagram do Vai Cair No Enem. A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau é a grande parceira e incentivadora do projeto.

Vai Cair No Enem conta com aulas dinâmicas e gratuitas. Foto: Júlio Gomes/LeiaJáImagens

##RECOMENDA##

Apesar de todas as dificuldades impostas aos estudantes brasileiros, que se encontram sem aulas presenciais em decorrência da Covid-19, importantes processos seletivos seguem mantidos, a exemplo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em meio aos desafios do ensino remoto e da educação a distância, jovens de todo o País lutam contra obstáculos, tentam dar continuidade aos cronogramas e mantêm vivos os seus sonhos, entre eles o da aprovação. Os feras, porém, não estão sozinhos.

Para manter vivo o sonho da provação, o projeto Vai Cair No Enem, realizado em parceria com o LeiaJá, iniciará a sua nova temporada de aulões, todos no formato on-line. O primeiro aulão de 2020 será realizado no dia 8 de agosto, às 14h, no youtube.com/vaicairnoenem e no Instagram @vaicairnoenem. Clique aqui para se inscrever. Em breve, serão anunciados, em nossas redes sociais, as matérias do encontro de abertura, além dos professores convidados.

Veja, a seguir, apenas parte do time de professores do Vai Cair No Enem, trazendo mais detalhes sobre a nova temporada de aulões:

Diferente do ano passado, em que o projeto promoveu encontros com públicos presenciais em várias cidades brasileiras, como Recife, Olinda, Rio de Janeiro, Fortaleza, Salvador e Belém-PA, em 2020 os aulões são virtuais, mas manterão o nosso propósito: compartilhar educação de qualidade para todo o Brasil.

“Professores e estudantes enfrentam, em meio à pandemia, um dos momentos mais críticos para a educação brasileira. Há alunos com sérios problemas de acesso à internet, porém seguem buscando estratégias para continuar estudando. O Vai Cair No Enem, principalmente diante desse cenário, continua compartilhando aulas com professores empenhados em propagar educação de qualidade. Convidamos todos os estudantes para acompanharem as nossas transmissões, pois a equipe do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, mesmo a distância, trabalha para ver nossos jovens nas universidades. Registro também um agradecimento aos docentes e seguidores que continuam acreditando no projeto”, destacou o editor do LeiaJá e do Vai Cair No Enem, Nathan Santos.

Thayná Aguiar, apresentadora das lives e programas do Vai Cair No Enem, reforçou o convite aos estudantes para participarem dos aulões.” É uma forma de levar o conhecimento de maneira mais lúdica e acessível para os alunos de todo o Brasil. Além disso. o espaço que é dado para os estudantes interagirem conosco e com os professores, estreita ainda mais essa relação. E vale lembrar que o aulão ainda fica salvo em nosso canal do YouTube, o que permite um alcance ainda maior”, acrescentou a apresentadora.

Os aulões serão realizados, pelo menos, duas vezes por mês, até as datas de aplicação do Enem. Semanalmente, as disciplinas, professores e datas das aulas serão compartilhados no Instagram do Vai Cair No Enem. A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau é a grande parceira e incentivadora do projeto.

Nessa quarta-feira (1º), o LeiaJá e o projeto Vai Cair No Enem promoveram mais uma live do programa “Quando passar... Como será o mundo após a pandemia?”. O assunto abordado foi o retorno às aulas presenciais nas escolas brasileiras.

A transmissão contou com a presença de Cláudio Furtado, representante do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed); Fernando Melo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe); do secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Fred Amancio. Rozana Barroso, presidenta da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), também estava entre os convidados. Ela afirmou, ao ser questionada sobre as possíveis datas para a remarcação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que a Ubes não sugere, no momento, nenhuma data para a prova. 

##RECOMENDA##

“Nós somos uma entidade estudantil que luta em defesa da educação, mas nós não somos responsáveis para dar resposta sobre o nosso futuro e o futuro de milhões, porque temos realidades tão diferentes. É a realidade da juventude indígena, da juventude rural, da juventude negra, da juventude periférica, da juventude que é de escola particular, da juventude que é de escola pública”, acrescentou a presidente.

O motivo, segundo Rozana, é a necessidade de estabelecimento de um canal de diálogo amplo e democrático do Ministério da Educação (MEC) com os estudantes e outros órgão ligados à defesa da educação no Brasil, o que ela afirma que não foi atingido com a consulta realizada pelo MEC aos estudantes sobre as possíveis datas para a prova. 

“A gente, desde o início, criticou muito o que era esse modelo, porque ficou muito na nossa cabeça uma dúvida de quais eram os critérios das datas. (...) É necessário um debate para se pensar nas datas, porque junto com esse debate das datas precisa vir o debate do retorno às aulas presenciais, combate à exclusão digital e como que vai estar o nosso país nessa situação da pandemia do coronavírus”, afirmou a presidenta da Ubes.

Uma das inconsistências apontadas pela estudante na consulta do MEC, que para ela indica falta de critério na escolha das possíveis datas, foi o posicionamento do próprio Ministério após a divulgação dos resultados. “Logo depois saiu uma matéria que o MEC disse que talvez não possa ser em maio mesmo que os estudantes tenham escolhido, por conta do calendário das universidades. Como eles colocam uma data para a gente votar que eles já sabiam que não daria certo por causa do calendário das universidades?”, questionou a jovem. 

Diante disso, Rozana afirma que a Ubes não determina nenhuma data recomendada para a realização do Enem, mas segue buscando debater a situação da educação no Brasil inteiro, paralelamente à crise de saúde causada pelo coronavírus, em busca de soluções para os estudantes. 

“A gente tem debatido e formulado, mas nós não temos uma data concreta para se apresentar, porque é um momento muito turbulento para se ter algo concreto que caiba em todo o país e abranja todos os estudantes. Nossa resposta concreta é que precisa ter uma comissão de debate democrática com esses profissionais e com os estudantes para saídas para a educação”, disse ela. Confira como foi a live:

[@#video#@] 

LeiaJá também

--> Escolas de PE podem ter rodízio de alunos, diz secretário

--> Escolha dos estudantes não garante realização do Enem 2020

Na tarde desta quarta-feira (1º), o LeiaJá e o Vai Cair no Enem (@vaicairnoenem) promoveram mais uma live do programa “Quando passar... Como será o mundo após a pandemia?”, que teve como tema o retorno às aulas presenciais.  

A transmissão contou com a presença de Cláudio Furtado, representante do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed); Fernando Melo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe); Rozana Barroso, presidenta da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e do secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Fred Amancio, que durante sua fala indicou a possibilidade de haver rodízio de estudantes no momento em que as escolas forem reabertas. 

##RECOMENDA##

“O nosso plano não trata da obrigatoriedade do rodízio, mas trata da obrigatoriedade do distanciamento que vai obrigar a redução de turmas, então o rodízio vai ser meio que uma consequência. Mas pelo que nós conhecemos da realidade das escolas públicas, privadas e eu diria até das universidades, vai ser necessário o rodízio que vai estar articulado com o sistema híbrido”, disse o secretário, explicando que o revezamento dos estudantes poderá ser feito por turnos, dias ou semanas. 

“A gente ainda vai definir especificamente, até porque temos escolas com modelos diferentes. Por exemplo, no ensino médio 62% das escolas são de tempo integral, são escolas em que os estudantes estão o dia inteiro conosco, talvez tenha uma facilidade maior de organizar os processos de reposição e rodízio mesmo. Mas ao mesmo tempo tem escolas regulares. Por exemplo, escolas particulares trabalham por sistema de turno”, explicou o secretário. Confira como foi a live:

[@#video#@]

LeiaJá também

--> Governo de PE prorroga suspensão de aulas presenciais

--> Como será a volta às aulas presenciais nas escolas de PE?

--> Escolas privadas: como será o retorno à sala de aula?

O lateral Patric foi um dos reforços do Sport que chegaram durante a pandemia do Covid-19 e ainda não atuou. E foi justamente sobre essa chegada que o atleta teceu comentários na live do programa "Quando Passar" do Vai Cair no Enem com o portal LeiaJá, que foi transmitido nesta quarta-feira (3). 

##RECOMENDA##

"Nesses treze anos como profissional é sem dúvida a maior crise que ja presenciei", comentou no inicio da transmissão ao falar sobre o Covid-19. "eu tava em Belo Horizonte e eu e minha família resolvemos vim para Recife", conta o atleta. Patric ainda afirmou que seria mais cômodo ficar em Minas Gerais por conta da pandemia e que mesmo assim preferiu vir para o Sport. "Eu vim para o Sport porque acredito na força do Nordeste, na força do clube", completou. 

Outro ponto abordado no debate foi a questão psicológica do atleta. O jogador garante que no seu caso se cuida e se mantém informado sobre o tema, mas ressaltou que essa não é a realidade dos atletas no meio do futebol. "Querem cuidar do corpo, mas não querem cuidar da alma e da mente (...) Nesse momento a parte psicológica vai afetar muito no atleta porque ele precisa provar o rendimento técnico e a cabeça dele não vai estar boa porque não se planejou", afirma dando ênfase a falta de planejamento financeiro diante dos cortes salariais ocasionados pela pandemia.

 

Nesta quarta-feira (27), o LeiaJá e o projeto Vai Cair No Enem estreiam o programa “Quando passar... Como será o mundo após a pandemia?”. Especialistas debatem, ao vivo, o tema “As pessoas serão mais solidárias?”. Assista:

##RECOMENDA##

Participam da live o professor de filosofia Salviano Feitoza, o docente de história e sociologia José Carlos Mardock e a dirigente da ONG Ação Solidária no Sertão, Lau Gomes. O papo é mediado pelo editor do LeiaJá Nathan Santos.

Os convidados do programa não apresentam “verdades absolutas” sobre a futura sociedade do período pós-pandemia, uma vez que há muitas dúvidas acerca de como os países se recuperação das consequências causadas pela proliferação do vírus em diferentes áreas. No entanto, os eles traçam projeções, a partir das suas vivências pessoais e principalmente profissionais, que possam nos apresentar possíveis panoramas. As temáticas abordadas nas lives serão diversas, permeando áreas como educação, mercado de trabalho, esportes, política, medicina, ciência, tecnologia, cultura, entre outras.

O programa será exibido todas as quartas-feiras, às 16h30. Após cada transmissão, o conteúdo poderá ser revisto no canal do YouTube do LeiaJá.

A Claro, empresa do ramo de telefonia e internet, lançou uma iniciativa em prol dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes poderão acessar, de maneira gratuita, uma plataforma on-line focada na preparação para a prova.

A proposta da ação é oferecer educação a distância aos estudantes que, durante esta pandemia do novo coronavírus, estão sem aulas presenciais. O acesso às aulas é exclusivo aos clientes do plano pré-pago da Claro e se dará por meio dos smartfones.

##RECOMENDA##

De acordo com a companhia, o plano de internet dos alunos não será consumido durante os estudos na plataforma. Os conteúdos educativos serão disponibilizados pelo ‘Descomplica’; sem a gratuidade, o custo mensal do serviço seria de R$ 19,99.

“A @clarobrasil arcará com o custo de navegação para assistir as aulas e acessar todos os conteúdos”, informou a empresa. Mais informações podem ser obtidas no Instagram da Claro.

Os estudantes também têm outra opção gratuita de aprendizado dinâmico e democrático: o projeto Vai Cair No Enem, em parceria com o LeiaJá, oferece aulas interativas, dicas, questões, desafios, notícias exclusivas, entre outros conteúdos direcionados ao Exame. Siga a gente no Instagram.

Começa nesta segunda-feira (25) o período para solicitações de tratamento pelo nome social no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, destinado a pessoas transexuais e travestis. Segundo levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), desde 2014, quando a regra passou a valer, até 2019, houve um crescimento de 286% nos pedidos realizados.

A procura por garantias de um tratamento de acordo com respectiva identidade gênero foi aumentando conforme o passar das edições. Em 2014 cerca de 100 pessoas - transexuais e travestis - foram autorizadas a utilizar o nome social. Em 2019, esse quantitativo cresceu, de acordo com o Inep, foram 394 candidatos aprovados. 

##RECOMENDA##

Em entrevista ao LeiaJá, a estudante secundarista Maria Valentina, 17, que é travesti, conta que irá realizar a prova do Enem pela primeira vez. E para ela, que ainda não tem os documentos retificados de acordo com o gênero ao qual se identifica, poder usufruir da política de uso do nome social no Exame é um ponto crucial para ter um tratamento adequado.

“Apesar de não ser retificada, eu acredito que pelo fato de ser a primeira vez que vou estar fazendo o Enem, e desde a primeira vez eu ter esse direito, já facilita muito”, afirmou Maria, em entrevista ao LeiaJá. A estudante ainda revela que fica “mais tranquila com relação a forma que [vai] ser tratada”.

De acordo com a mestra em educação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Dayanna Louise Santos - também mulher trans - que estuda pautas de relacionadas a ‘transvestigeneres’, “a partir do momento em que o Enem reconhece e respeita a identidade de gênero do(a) candidato(a) é ofertada a possibilidade de trans e travestis disputarem uma vaga no ensino superior de forma mais digna”, enfatiza.

Louise ainda analisa que o crescimento de pessoas autorizadas a utilizar o nome social no Exame é resultado de “ articulações de diversos movimentos sociais e são essenciais para se entender o processo de aumento na solicitação de nome social”. A pesquisadora também acrescenta que “as mídias sociais têm desempenhado um importante papel na divulgação desta política, ainda que as iniciativas do governo social em democratizar o acesso a esta informação ainda sejam tímidas”. 

Durante entrevista, o homem transsexual José Lucas do Nascimento, de 28 anos, contou que apesar de ser retificado terá que realizar a solicitação do nome social na edição 2020 da prova. O candidato diz que, em última edição que realizou, em 2018, a solicitação do uso do nome social foi negada por causa de incompatibilidade nas informações cadastrais entre os documentos atualizados e informações já abastecidas no Inep.

“Fiz outros anos, porém nunca solicitei [nome social]. Mas no meu último Enem, que fiz em 2018, tentei solicitar, no entanto não consegui pois exigiram os documentos com o nome retificado”, explicou José Lucas. Ele ainda diz que teve que fazer a prova com o nome de batismo e este ano espera não ter problemas para solicitar já que possui todas as documentações atualizadas. 

Dayanna Louise reitera que o problema existe por “ainda ter dificuldade de garantir o acesso a candidatas(os) - trans e travestis - que retificaram seu nome, especialmente por falhas no sistema de inscrição”. Por outro lado, a mestra avalia de forma positiva a política:  “tem resultado numa inserção mais significativa destes corpos nas universidades ainda que não seja um número tão expressivo, considerando o processo de exclusão social que afasta esta população da educação básica”, enfatiza. 

Como realizar a solicitação

Para garantir o direito, será necessário que o candidato esteja devidamente inscrito na edição do Exame - com prazo prorrogado até 27 de maio -  e anexe os documentos comprobatórios da condição que motiva a solicitação de atendimento pelo nome social por meio da Página do Participante

O participante que desejar ser tratado pelo nome social durante o Exame deverá realizar as solicitações a partir desta segunda-feira (25). O prazo vai até dia 29 de maio. Os documentos serão aceitos somente nos formatos PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2MB. Confira, abaixo, uma lista com quais documentos que devem ser anexados no pedido.

- Foto 3x4 atualizada, nítida, individual, colorida, com fundo branco (sem adereços que dificultem a identificação);

- Cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficial com foto;

- Cópia assinada e digitalizada do formulário de solicitação de Atendimento pelo Nome Social, disponível na Página do Participante.

Vale ressaltar que não serão aceitas solicitação e/ou inserção de documentos por outro meio além do endereço virtual de inscrições ou fora do período programado, conforme divulgado em edital do Enem.

O resultado com participantes autorizados a utilizar nome social será divulgado no dia 18 de junho, através da Página do Participante. Em caso de reprovação da documentação anexada, o candidato poderá solicitar recurso, das 10h do dia 8 de junho às 23h59 do dia 12 de junho, no mesmo endereço eletrônico.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, publicou um vídeo, na manhã desta quinta-feira (14), dando orientações aos estudantes que pretendem realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Na postagem, Lopes indica a importância de realizar a candidatura. "É muito importante que você realize a inscrição, só poderá participar do Enem estando inscrito", disse.

"Então lembre-se, você que foi um dos 3,4 milhões de candidatos que pediram a isenção, agora é hora de confirmar e fazer a inscrição. Pedido de isenção não garante a inscrição”, completou, no vídeo.

##RECOMENDA##

O presidente do órgão ainda esclarece: “aquelas pessoas que por algum motivo não conseguiram pedir a isenção no período devido, mas que tem direito de acordo com o edital, nós estamos considerando a isenção automaticamente. Se o sistema diz que você está isento, agora é só esperar as datas para realização da prova”. 

Alexandre Lopes também comenta sobre as novidades para os candidatos que precisam de atendimento especializado para realizar a prova. “Este ano temos outra novidade, você que tem deficiência visual e sempre pediu para usar software e leitor de tela, iremos oferecer essa tecnologia com atendimento especializado, assim como a videoprova em libras e todo amplo conjunto de instrumentos e apoio para garantir a acessibilidade, para que todos possam fazer o Enem. Nós queremos que todos concorram”, reforça.

 As inscrições vão até o dia 22 de maio através da Página do Participante. As provas do Enem impresso serão aplicadas nos dias 1º e 8 de novembro, enquanto o Enem Digital será realizado nos dias 22 e 29 do mesmo mês.

LeiaJá também

--> Inep libera edital do Enem 2020 em Libras

--> Enem: veja a live do LeiaJá com o presidente do Inep

-->  Enem 2020 registra quase 2,4 milhões de inscritos

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Alexandre Lopes, participa de uma live, nesta segunda-feira (11), no LeiaJá, por meio do projeto Vai Cair No Enem. Lopes explica detalhes do Enem Seriado, bem como abordarda os impactos da pandemia do novo coronavírus na organização da prova deste ano.

A transmissão é realizada por meio do Instagram @vaicairnoenem, youtube.com/vaicairnoenem e no YouTube do LeiaJá. Confira:

##RECOMENDA##

Em parceria com o LeiaJá, o projeto Vai Cair No Enem reúne dicas, questões, dinâmicas, aulas exclusivas e notícias sobre o Exame. Professores de várias cidades brasileiras compartilham conteúdos sobre os principais assuntos cobrados na prova.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Alexandre Lopes, confirmou uma live, para esta segunda-feira (11), no LeiaJá, por meio do projeto Vai Cair No Enem. A partir das 16h, Lopes promete explicar detalhes do Enem Seriado, bem como abordaremos os impactos da pandemia do novo coronavírus na organização da prova deste ano.

##RECOMENDA##

A transmissão será por meio do Instagram @vaicairnoenem e no youtube.com/vaicairnoenem. Os candidatos podem enviar suas perguntas antes da live, bem como durante a entrevista; nossa produção selecionará alguns questionamentos para serem feitos ao presidente do Inep.

Em parceria com o LeiaJá, o projeto Vai Cair No Enem reúne dicas, questões, dinâmicas, aulas exclusivas e notícias sobre o Exame. Professores de várias cidades brasileiras compartilham conteúdos sobre os principais assuntos cobrados na prova.

O curso ‘Melhores do Mundo’ (MDM), preparatório atuante em Pernambuco, iniciou um projeto que promete democratizar a educação para estudantes do ensino médio. A empresa criou um programa televisivo, de segunda a sexta-feira, das 17h30 às 18h30, com aulas ao vivo e gratuitas por meio da TV Nova Nordeste – canal 22 -. A ideia surgiu justamente neste crítico período de pandemia do novo coronavírus e busca compartilhar conteúdos de qualidade para estudantes que sentem dificuldades de acompanhar aulas via internet.

“O projeto MDM na TV nasceu da necessidade de alcançar os nossos alunos que não conseguiam acessar as aulas através da internet. Temos alunos que passam um certo aperto financeiro e não conseguem navegar na hora que querem. Fui atrás dos meus contatos e descobri que a TV Nova Nordeste tinha uma média de 35 municípios e, diante disso, percebi que os principais municípios são justamente onde nos tínhamos o maior número de estudantes com dificuldade de internet”, contou Consuelo Coelho, proprietária do MDM.

##RECOMENDA##

O curso é um dos colaboradores do projeto multimídia Vai Cair No Enem, realizado em parceria com o LeiaJá. No Instagram e no YouTube, os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio contam com questões, aulas dinâmicas, enquetes, notícias, entre outros conteúdos exclusivos produzidos por professores de todo o Brasil.

Ainda sobre o ‘MDM na TV’, as aulas também devem ser acompanhadas pelo canal do preparatório no YouTube. Como a programação é aberta, estudantes de outras instituições de ensino também fazem parte do público-alvo dos professores.

Expansão

Com cinco anos de atuação no mercado educacional pernambucano, o MDM possui unidades nas cidades de Recife, Carpina, Caruaru e Nazaré da Mata. Nos próximos meses, o curso promete inaugurar uma nova estrutura no município de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata do Estado.

Para os estudantes que desejam iniciar uma graduação por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é necessário manter a atenção em diversos conteúdos nas mais variadas disciplinas. Um dos assuntos que é cobrado na disciplina de biologia é a histologia,  ramo da ciência que estuda os tecidos biológicos de animais e plantas. Além disso, na área da saúde, a histologia permite realizar diagnósticos de diversas doenças a partir de estudos comparativos entre tecidos das peles saudáveis e doentes.

O professor de biologia Ramon Gadelha explica como funciona a classificação dos tecidos nos animais. “Nos animais classificamos em tecido epitelial, tecido conjuntivo, tecido nervoso e tecido muscular. Podemos encontrar células representantes de todos esses tecidos no maior órgão do corpo humano, a pele. Entre várias funções de órgão destaca-se o fato de ser uma importante barreira contra a entrada de patógenos, incluindo o Sars CoV-2, causador da Covid-19”, disse.

##RECOMENDA##

O docente ainda destaca a importância da higienização: “Além de proteção, a pele atua como regulador térmico e tem função sensorial de  frio, calor, pressão, dor e toque. Para desempenhar todas essas funções, esse órgão possui três importantes camadas. além do mais, de fora para dentro pode ser observado a epiderme, um tipo de tecido epitelial formado por um conjunto de células estratificadas e justapostas. É essa união entre as células dessa região que impedem que os vírus e bactérias entrem pela pele. Porém os vírus mantém-se aderidos na superfície da pele, por isso é fundamental a higienização, já que a qualquer momento esses microrganismos podem entrar no corpo pelas mucosas".

Vale pontuar que abaixo da epiderme está a derme, a camada formada principalmente por tecido conjuntivo frouxo. Nesse tecido de preenchimento é possível destacar os fibroblastos. Essa células são responsáveis pela produção de fibras que dão sustentação aos tecidos adjacentes, além disso, são os fibroblastos que também garantem a cicatrização de áreas lesadas. 

Ainda de acordo com o professor, outra célula que se destaca são os macráfagos, que são as primeiras células de defesa fagocitárias e as segundas a participar de reações inflamatórias, produzindo duas substâncias químicas:  vasodilatadora, a histamina e a outra é um anticoagulante, a heparina.

Ramon Gadelha ainda faz uma observação sobre o processo alérgico que incha o rosto.  “ A alergia que faz com que o rosto fique inchado, são os mastócitos que fazem isso. É essa dilatação dos vasos sanguíneos que permite a saída de plasma sanguíneo, provocando o famoso inchaço. Por isso, nesses processos é recomendado tomar um anti-histamínico”, afirma. 

Por fim, a última camada da pele é a hipoderme ou tecido subcutâneo, nele se encontra os adipócitos, células responsáveis por armazenar gordura e garantir seu estoque de energia. Vale pontuar que é preciso ter cuidado, pois, o excesso de gordura pode desencadear uma série de consequências, como diabetes e causar doenças cardiovasculares.

Para mais detalhes sobre o assunto, os estudantes podem conferir a vídeoaula que o professor de biologia, Ramon Gadelha, produziu especificamente para o Vai Cair no Enem.

[@#video#@]

Escolas e cursos preparatórios tiveram atividades presenciais suspensas em todo o Brasil devido à pandemia do coronavírus. Para muitos estudantes, a quarentena, além de proporcionar prevenção contra a doença, está servindo ao aprimoramento dos estudos na modalidade EAD. Isso é possível, por exemplo, com os conteúdos publicados pelo projeto Vai Cair No Enem.

Com o objetivo de ajudar os candidatos que estão em isolamento domiciliar, o Vai Cair No Enem realizou em seu Instagram, na segunda-feira (23), uma live com a professora de redação Tereza Albuquerque. Na ocasião, a educadora deu dicas sobre introdução. Confira, a seguir, o vídeo completo:

##RECOMENDA##

Os candidatos também podem consultar um material disponibilizado pela professora com explicações sobre a redação do Exame Nacional do Ensino Médio. Para mais dicas, siga o Vai Cair No Enem.

O programa Vai Cair No Enem desta semana está no ar. Nesta edição, biologia, uma das matérias mais importantes da prova do Exame Nacional do Ensino Médio, é destaque com uma aula exclusiva da professora Tayrine Rocha.

Na aula, a docente aborda os répteis. Segundo ela, esse grupo de animais pode ser cobrado nas questões da prova. Confira:

##RECOMENDA##

 

Parte dos estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está preocupada com a suspensão das aulas nas escolas públicas em privadas pelo Brasil. Em virtude do coronavírus, diversas instituições de ensino tiveram que paralisar, por tempo indeterminado, os lecionamentos.

Para ajudar quem não quer parar os estudos, o Vai Cair no Enem, projeto multimídia produzido em parceria do LeiaJá, vai exibir uma série de lives sobre assuntos que devem ser cobrados no Enem 2020. O objetivo é não deixar o "pique" de estudos de lado.

##RECOMENDA##

Nesta terça-feira (17), a live será transmitida a partir das 11h, no Instagram @vaicairnoenem e no youtube.com/vaicairnoenem. Os professores convidados são Felipe Rodrigues, de Linguagens e redação, e Jamerson Reis, de geografia.

 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando