Tópicos | Rio de Janeiro

Já um tempinho que Larissa Manoela deixou de ser a criança que interpretou Maria Joaquina, em Carrossel, e virou um mulherão. Nesta terça (25), a atriz escolheu postar uma sequência de imagens de biquíni branco, aproveitando o sol do Rio de Janeiro e as companhias.

Não demorou muito para que os seus 43 milhões de seguidores do Instagram inundassem a postagem com mais de 120 mil curtidas em menos de uma hora no ar.

##RECOMENDA##

“Um sol, um mar e uma brisa. Numa boa companhia”, postou Larissa Manoela.

Famosos, da TV e da internet, deixaram seus comentários, elogiando a atriz. “Mds (Meus Deus) Larissa”, disse a cantora Laura Schadeck. “Sereia”, exclamou a influencer Maitê Faitarone. “Vejo uma menina realizada na foto”, comentou a atriz Bárbara Maia.

Confira os cliques:

[@#video#@]

No dia dedicado ao padroeiro do Rio, São Sebastião, comemorado nesta quinta-feira (20), não haverá procissão mais uma vez, devido à pandemia de Covid-19. De acordo com programação da arquidiocese da cidade, haverá carreata, que sairá entre as 14h30 e as 15h da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz, zona oeste. A imagem do padroeiro será levada à Catedral de São Sebastião, no centro da cidade, onde haverá missa solene celebrada pelo cardeal arcebispo dom Orani Tempesta.

Às 10h, o cardeal rezará missa no Santuário Basílica de São Sebastião, conhecido como Igreja dos Capuchinhos, na Tijuca, zona norte, onde haverá celebrações de hora em hora em homenagem ao santo, a partir das 5h até as 19h. Todas as missas serão transmitidas pelo canais da igreja no Youtube e no Facebook, a partir das 6h.

##RECOMENDA##

A orientação é que os fiéis cheguem com antecedência, porque será feito controle por ordem de chegada e as pessoas só poderão assistir à missa sentadas. Não serão permitidas pessoas em pé. A atual capacidade na igreja é 600 lugares, mas, mesmo assim, ela será evitada em função da pandemia. Serão autorizadas, no máximo, entre 350 e 450 pessoas nos bancos. A imagem do santo permanecerá durante todo o dia no pátio da igreja.

Imagem peregrina

Como parte da programação da festa de São Sebastião, a exemplo do que ocorre todos os anos, desde 2010, o cardeal dom Orani Tempesta levou, no último dia 10, a imagem peregrina do santo ao Centro Administrativo (Cass) da prefeitura carioca, que leva seu nome. A imagem foi recebida pelo prefeito Eduardo Paes, que a carregou até o local em que foi realizada celebração para marcar a visita.

“É uma bênção o Rio de Janeiro ter um padroeiro como São Sebastião, santo forte, resiliente, lutador, perseverante. O mundo vive momento de muita dificuldade, mas nossa cidade está abençoada por esse padroeiro especial”, saudou Paes.

A trezena em homenagem ao padroeiro começou no dia 7 deste mês, no Santuário Basílica de São Sebastião e, durante 13 dias, a imagem peregrina percorreu vários pontos da cidade. A partir de 2019, junto com São Jorge, São Sebastião é também padroeiro do estado do Rio.

São Sebastião

São Sebastião foi um soldado cristão, nascido em Narbonne, na França, no século 3, de pais oriundos de Milão, na Itália. Alistou-se no Exército romano em 283 e, por volta de 286, sua conduta branda com os prisioneiros cristãos levou o imperador Diocleciano a julgá-lo sumariamente como traidor e ordenar sua execução por meio de flechas, que se tornaram símbolo constante em sua imagem.

Foi dado como morto e atirado em um rio, porém não havia morrido. Encontrado e socorrido, apresentou-se novamente diante de Diocleciano, que ordenou então que ele fosse espancado até a morte, em 20 de janeiro de 288. Seu corpo foi resgatado no esgoto público de Roma, limpo e sepultado nas catacumbas.

A sensação térmica no município do Rio de Janeiro ultrapassou 50°C nesta terça-feira, 18, batendo o recorde de todo o verão, iniciado em dezembro. Ela chegou a 50,8°C em Jacarepaguá (zona oeste), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A sensação térmica é a combinação da temperatura com outros fatores meteorológicos, como o vento, e corresponde à percepção que as pessoas têm da temperatura naquele ambiente.

A temperatura também foi recorde, mas apenas deste ano: chegou a 38,5°C no mesmo bairro da zona oeste. Os recordes anteriores tanto de temperatura como de sensação térmica no ano haviam sido registrados na segunda-feira, 17, no mesmo local: 36,2°C e 49,7°C, respectivamente.

##RECOMENDA##

Segundo o Inmet, o calor vai continuar no Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 19, com possíveis pancadas de chuva típicas de verão no final do dia. As temperaturas máximas deverão se manter elevadas em grande parte do Brasil, pelo menos, até o dia 23 de janeiro, com destaque para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste.

Após confirmar que irá disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, Fabrício Queiroz sonha com o apoio da família Bolsonaro. "Se eu tiver o apoio deles, com certeza serei o deputado mais votado do Rio de Janeiro", disse.

Em entrevista ao Estadão, o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PL) confirmou que ainda não conversou com o presidente Jair Bolsonaro (PL) ou com os seus filhos sobre essa possibilidade de apoio. Vale lembrar que Eduardo Bolsonaro (PSL), que foi o deputado federal mais votado do país em 2018, deve tentar a reeleição pelo Rio de Janeiro.

##RECOMENDA##

Queiroz, que ainda não se filiou a nenhum partido, declarou na entrevista que se aproximou do PTB, mas não descarta se filiar a outro partido. A sua única exigência é que seja uma sigla conservadora. Inclusive, ele assegura que conta com um grande apoio de várias páginas de direita nas redes sociais.

Rachadinhas

Fabrício Queiroz foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em 2020, acusado de ter desviado salários de assessores no gabinete do então deputado Flávio BolsonaroEle foi preso preventivamente em junho do mesmo ano e passou pouco menos de um mês na cadeia. Ele teve a liberdade concedida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta terça-feira (17), a saída imediata e temporária do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para a realização de exames no Hospital Samaritano, localizado em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Jefferson deverá ser acompanhado por escolta e retornar ao estabelecimento prisional após a realização dos exames apontados como necessários por sua médica particular. Durante os procedimentos, é permitido contato somente com a equipe médica e de enfermagem.

##RECOMENDA##

O ministro também determinou que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro informe se o hospital penitenciário tem capacidade de tratar Roberto Jefferson.

Recentemente, o sistema penitenciário estadual havia informado ter condições de realizar o tratamento. Mas, em nova petição, a defesa de Roberto Jefferson requereu sua transferência para o Hospital Samaritano, alegando que o agravamento irreversível do seu estado de saúde gera risco de morte. Segundo a médica particular, ele apresenta sintomas de início de trombose, circunstância que exige a realização de exames em unidade hospitalar adequada.

Prisão

Acusado de atentar contra a democracia brasileira e fazer postagens contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-deputado está preso desde agosto do ano passado. 

Na última segunda-feira (17), a esposa de Roberto Jefferson (PTB) pediu que o presidente Jair Bolsonaro (PL) atuasse para transferir o marido do presídio de Bangu 8 para um hospital. No vídeo publicado nas redes sociais, Ana Lúcia ressalta que ele possui comorbidades e corre risco de vida. 

"Não tem como ficar naquele presídio, ele precisa ser transferido para o hospital com urgência. Ele tá correndo risco de vida", afirmou Ana.

Apesar de já terem feito alguns ajustes fiscais e terem regularizado o pagamento de servidores, os governos de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro esperam ainda que seus planos de recuperação fiscal sejam aprovados pelo governo federal para conseguirem manter as contas em dia.

"Me parece fundamental a recuperação. O Estado não tem caixa reservado para pagar quase R$ 4 bilhões de prestação para a União. Isso é de dois a três meses de folha de pagamento. A gente sai do pagamento zero para o total, que é o que acontece se a liminar cair", diz o secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, Marco Aurelio Cardoso.

##RECOMENDA##

Hoje, os três Estados não estão pagando suas dívidas com a União graças a liminares conseguidas na Justiça. A intenção é, com a aprovação do plano de recuperação fiscal, garantir uma nova suspensão temporária dos pagamentos. Criado em 2017, o regime de recuperação concede essas suspensões a Estados e municípios endividados e, como contrapartida, exige um ajuste fiscal. O processo precisa passar pelo Ministério da Economia.

Em Minas Gerais, o governo de Romeu Zema (Novo) também quer usar o regime de recuperação como moeda de troca para conceder reajuste aos servidores, que estão com os salários congelados desde o início da pandemia. "Há um compromisso do governador de que, se o regime for aprovado, haverá revisão geral para o servidor", diz o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa.

MELHORA FISCAL. Barbosa reconhece que a inflação ajudou a melhorar a receita do Estado no ano passado. Combustíveis, por exemplo, estão entre os produtos que mais geram arrecadação para Minas e, com a alta no preço em 2021, as receitas avançaram. Barbosa, porém, destaca que o governo também adotou medidas que favoreceram as contas, como identificar empresas que praticavam crimes fiscais e limitar o orçamento das secretarias.

No Rio Grande do Sul, onde o pedido de adesão ao regime de recuperação fiscal foi feito no fim de dezembro, o governo de Eduardo Leite (PSDB) já aprovou reformas administrativa e previdenciária, além de ter revisto incentivos fiscais, lembra Cardoso. O secretário diz ainda que o reajuste dos servidores neste ano será feito "com responsabilidade".

No Rio de Janeiro, além da inflação ter ajudado a arrecadação, a alta do petróleo e do dólar também alavancou as receitas. Para o secretário de Fazenda, Nelson Rocha, a solução para o problema fiscal do Rio hoje é ampliar as receitas, dado que as despesas já foram, afirma ele, cortadas em 11,3% desde 2017. A redução ocorreu na adesão do Estado a um primeiro plano de recuperação fiscal feito ainda no governo Michel Temer.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Havia pelo menos quatro anos que Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro não pagavam salários e décimo terceiro em dia. Em meio à pandemia, no entanto, eles conseguiram regularizar o calendário de pagamentos.

No Rio Grande do Sul, a última vez em que os servidores tinham recebido o décimo terceiro dentro do prazo legal havia sido em 2014. Entre 2016 e 2020, o benefício foi parcelado em 12 vezes. Os salários também vinham sendo pagos escalonados e atrasados desde 2016, mas, há pouco mais de um ano, o governo passou a quitá-los em dia e, no ano passado, conseguiu voltar a pagar o décimo terceiro até 20 de dezembro.

##RECOMENDA##

Em Minas Gerais, os salários passaram a ser quitados em dia em agosto de 2021 - após cinco anos e meio de parcelamentos -, e o décimo terceiro foi depositado integralmente no prazo pela primeira vez depois de seis anos. No Rio de Janeiro, já são 15 meses de salários pagos corretamente, mas 2021 teve o primeiro décimo terceiro quitado antecipadamente desde 2015.

Secretários de Fazenda dos Estados afirmam que reformas adotadas por seus governos nos últimos três anos foram essenciais para se conseguir uma organização financeira. Para especialistas, no entanto, as reformas terão impacto maior no médio e longo prazos.

Os secretários dizem também que a inflação ajudou a elevar a arrecadação e que a proibição de reajustes a servidores também colaborou no lado dos gastos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O governo do estado do Rio de Janeiro começou a distribuir hoje (14), aos 92 municípios, 93,5 mil doses de vacina contra a Covid-19, destinadas a crianças de 5 a 11 anos. O início da distribuição foi anunciado nesta manhã, nas redes sociais. “Vacinas salvam vidas”, ressalta a publicação da Secretaria de Saúde (SES). 

As doses dos imunizantes chegaram nesta madrugada no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) e foram levadas para a Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói. Segundo a secretaria, a previsão é que a partir de segunda-feira (17), todos os municípios possam dar início à vacinação. A recomendação é que sejam vacinadas primeiro crianças com comorbidades e indígenas, seguidas das faixas etárias dos mais velhos para os mais novos. 

##RECOMENDA##

A secretaria recomenda que os responsáveis estejam atentos aos calendários locais. A cidade de Maricá, na Região Metropolitana do Rio, anunciou que inicia ainda hoje (14) a imunização de crianças, sendo a primeira do estado a atender essa faixa etária.

Já o calendário da capital começa na segunda-feira para, além das crianças com comorbidades e/ou deficiência, as meninas de 11 anos.

Vacinação infantil

As vacinas Pfizer (Comirnaty) são destinadas a crianças de 5 a 11 anos. Para a imunização desse público será necessária a autorização dos pais. No caso da presença dos responsáveis no ato da vacinação, haverá dispensa do termo por escrito. 

O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses, com intervalo de oito semanas. A tampa do frasco da vacina é na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

As primeiras doses pediátricas de vacinas chegaram ao Brasil nessa quinta-feira (13). O lote, que contém 1,2 milhão de doses, está sendo distribuído para estados e Distrito Federal, de forma proporcional ao número de crianças em cada unidade da Federação.

Ao todo, de acordo com o Ministério da Saúde, foram encomendadas 20 milhões de doses dos imunizantes. A previsão é que todas sejam entregues no primeiro trimestre deste ano. Essa é a primeira remessa das 4,3 milhões de doses pediátricas da farmacêutica americana que devem ser entregues ao governo federal ainda em janeiro. Além das unidades de janeiro, 7,3 milhões devem ser entregues em fevereiro e outras 8,4 milhões em março.

Uma mulher, que não teve o seu nome revelado, deu à luz a um menino dentro de um ônibus em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na noite da segunda-feira (10). Antes da chegada da ajuda médica, passageiros auxiliaram a mulher a ter o seu bebê. 

Segundo informações dos passageiros, a mulher já tinha entrado no coletivo com a bolsa estourada e sentindo as contrações do parto. Ao verem a situação, as pessoas pediram para que o motorista dirigisse mais rápido para levar a mãe e o bebê ao Hospital Municipal Rocha Faria.

##RECOMENDA##

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um socorrista do Samu saindo com o bebê no colo. A mulher chega a pedir desculpa pela situação. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou ao LeiaJá que mãe e bebê permanecem estáveis.

[@#video#@]

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) inaugura nesta segunda-feira (10) mais três polos de testagem para Covid-19. Os locais para testar pacientes com sintomas leves ou que tiveram contato com pessoas que testaram positivo estão funcionando no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense; no posto do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (Iaserj) do Maracanã, na zona norte da capital; e no Estádio de Atletismo Célio de Barros, também no Maracanã.

Na sexta-feira (7), a SES inaugurou seis centros de testagem nas unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na zona oeste, e Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na zona norte. Devem procurar os postos pessoas com sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça e alterações no olfato e/ou paladar.

##RECOMENDA##

Agendamento

Ontem, a SES disponibilizou o serviço de agendamento on-line para atendimento nos nove centros de testagem do governo do estado. No total, são oferecidas 2,1 mil vagas por dia para a realização de exames rápidos de antígeno e também o RT-PCR.

A agenda estará aberta sempre para os quatro dias seguintes e o paciente pode escolher um dos nove locais de testagem e o horário de atendimento. É necessário apresentar um documento oficial com foto e o número do protocolo fornecido no agendamento. A marcação é pessoal e intransferível. O resultado do teste rápido de antígeno fica pronto em 15 minutos.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, o objetivo de identificar as pessoas que estão com sintomas leves é reduzir a transmissão do novo coronavírus.

“Com o aumento de casos de Covid-19 em função da circulação da variante Ômicron, vimos a necessidade de realizar a testagem também em pessoas com sintomas leves, que muitas vezes não procuram atendimento médico. A ideia é diagnosticar essa pessoa para que ela possa fazer o isolamento social, reduzindo a transmissão do vírus”

Quem teve contato próximo com alguém que testou positivo e não está com sintomas de Covid-19, deve esperar de quatro a cinco dias para fazer o teste, para que o exame tenha efetividade.

Pessoas com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5°C e dificuldade respiratória, devem procurar as UPAs ou emergências hospitalares.

No sábado, os seis centros de testagem anexos às UPAs realizaram 1.576 testes de antígeno, com 514 resultados positivos, um índice de positividade de 32,6%. O centro de testagem da UPA Bangu foi o que registrou o maior índice de positividade, com 42,9%.

As pessoas que testarem positivo para Covid-19 devem fazer isolamento de 7 dias a partir do primeiro dia de sintomas e só devem sair do isolamento se estiverem há 24 horas sem sintomas.

Capital

Já na capital fluminense a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disponibilizou oito centros para atendimento a pacientes com síndrome gripal e testagem para Covid-19, além das clínicas da Família e centros municipais de Saúde. Os locais podem ser encontrados no site da prefeitura.

Hoje, a SMS reabriu o posto de vacinação contra a Covid-19 na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

“A vacinação é destinada à dose de reforço para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há quatro meses ou mais. Pacientes com alto grau de imunossupressão com 12 anos ou mais também podem receber a dose de reforço. A vacinação é destinada ainda às pessoas com 12 anos ou mais que não foram vacinadas contra a Covid-19 até o momento”, informa a secretaria.

Também há postos de vacinação no Theatro Municipal (Centro), na Casa Firjan (Botafogo), no Planetário (Gávea), no Centro Cultural Imperator (Méier), na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Maracanã), Ilha Plaza Shopping (Ilha do Governador), Parque Shopping Sulacap (Jardim Sulacap) e no Madureira Shopping.

As clínicas da Família e centros de Saúde também seguem aplicando a segunda dose da vacina para pessoas com 12 anos ou mais. O intervalo depende da fabricante: 12 semanas para AstraZeneca, 28 dias para CoronaVac e 21 dias para Pfizer.

A SMS informa que a dose de reforço pode ser antecipada para três meses em casos de viagem, problemas de saúde e outras questões pessoais. Para se vacinar, é necessário apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Para a segunda dose e a dose de reforço, é importante levar o comprovante das doses anteriores.

O governo do estado do Rio de Janeiro decidiu manter, por enquanto, a realização dos desfiles das escolas de samba, na Marquês de Sapucaí (Sambódromo). A decisão foi tomada depois de reunião do Grupo Técnico de Assessoramento a Eventos de Saúde Pública, na tarde dessa sexta-feira (7).

Por meio de nota, o governo fluminense informou que ainda não é possível "decidir sobre um evento que irá acontecer daqui a dois meses à luz do cenário epidemiológico momentâneo". A situação será avaliada nas próximas semanas e novas reuniões estão previstas para decidir sobre os desfiles.

##RECOMENDA##

O carnaval de rua, no entanto, está suspenso por enquanto, porque não há, segundo o governo do Rio, como fazer controle sanitário para esse tipo de evento, como exigência de comprovante de vacinação e testes negativos para a covid-19.

Em entrevista à Agência Brasil neste sábado (8), o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, disse que ainda é cedo para tomar qualquer decisão sobre a suspensão ou não dos desfiles das escolas de samba.

"Vai chegar o momento certo para a gente definir regras e falar de carnaval. Nesse momento, temos que ver como as coisas vão funcionar na cidade do Rio de Janeiro, em relação à variante Ômicron. Com a nossa alta cobertura vacinal, como essa variante vai se comportar, para daí a gente poder falar de carnaval", disse.

A Polícia Civil investiga a morte de Kevin Lucas dos Santos Silva, de 6 anos de idade em Queimados, na Baixada Fluminense. A criança foi atingida por um tiro durante ação policial na comunidade da Torre, localizada no bairro Inconfidência.

Além dele, outras duas crianças também foram atingidas por tiros e levadas, feridas, para hospitais da região.

##RECOMENDA##

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), agentes estavam patrulhando um dos acessos à comunidade e foram atacados por criminosos. Ainda de acordo com a PM, os policiais não revidaram e apenas buscaram abrigo.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que já ouviu os parentes das vítimas. Uma perícia também foi realizada no local do crime.

A PM informou que está colaborando com a investigação da Polícia Civil e que, inclusive, entregou as armas dos policiais envolvidos na operação para que sejam submetidas à perícia.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou nessa quarta-feira (5) que espera iniciar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade, no próximo dia 16, mas sem dar mais detalhes de como será o cronograma de vacinação. 

Na quarta, o Ministério da Saúde anunciou a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no plano de vacinação contra a Covid-19. As primeiras doses de vacinas contra a doença destinadas a crianças dessa faixa etária deverão chegar ao Brasil no dia 13 de janeiro. Está prevista uma remessa de 1,2 milhão de doses do imunizante da Pfizer - o único aprovado até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a faixa etária.

##RECOMENDA##

No Rio, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda a testagem para a Covid-19 a todos que tiverem sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça, alteração no olfato ou para quem teve contato com casos positivados de coronavírus. De acordo com a secretaria, nas unidades de saúde os pacientes são classificados, atendidos e realizam o teste nos casos em que haja indicação clínica.

Centros de testagem

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) promete ampliar, a partir desta sexta-feira (7), a capacidade de realização de testes para detecção da Covid-19 no estado. Pessoas com sintomas leves da doença ou que tiveram contato com alguém que testou positivo há quatro ou cinco dias poderão realizar o exame em estruturas anexas às Unidades de Pronto Atendimento de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na zona oeste, além da Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na zona norte.

O atendimento será realizado de segunda-feira a domingo, das 8h às 18h, mediante distribuição de senha. Serão oferecidos testes rápidos de antígeno e também RT-PCR para monitoramento do cenário epidemiológico.

Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5 e dificuldades respiratórias, deverão procurar diretamente uma Unidade Pronto Atendimento (UPA )ou emergência hospitalar, onde realizarão o teste e passarão por atendimento médico para avaliação do quadro de saúde. As 28 UPAs do estado também vão realizar atendimento e testes para casos moderados e graves da doença.

Os centros de testagens vão funcionar nas estruturas montadas junto às UPAs, no início de dezembro passado, para acolhimento e atendimento de casos de síndrome gripal. Inicialmente, serão distribuídas 150 senhas por dia em cada unidade.

De acordo com o secretário de estado de Saúde, Alexandre Chieppe, com o aumento de casos de covid-19 em função da circulação da variante Ômicron, surgiu a necessidade de realizar a testagem também em pessoas com sintomas leves. "A ideia é diagnosticar essa pessoa para que ela possa fazer o isolamento social”, afirmou o secretário.

Quarentena

Pessoas que testarem positivo para Covid-19 devem fazer quarentena de 10 dias a partir do primeiro dia de sintomas. Além disso, as medidas de enfrentamento, como uso de máscaras, lavagem das mãos, uso de álcool gel e evitar aglomerações, devem continuar. É importante que o calendário vacinal seja observado com atenção. Quem ainda não tomou a segunda dose deve procurar um posto de saúde o mais rápido possível, assim como as pessoas que já podem receber a dose de reforço do imunizante.

O comandante da Marinha, almirante Almir Garnier, usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar ao Rio de Janeiro no Natal. Além do militar, outros cinco passageiros estavam na aeronave, que saiu de Brasília às 13h10 do dia 24 de dezembro, uma sexta-feira, véspera da festividade. Para o período, o comandante não informou ter agenda oficial da capital carioca. Desta forma, o uso do equipamento da FAB, que é mantido com dinheiro público, contraria as regras de utilização aplicadas às autoridades. As informações são do Metrópoles. 

Segundo os registros, o grupo retornou a Brasília às 16h10 de 28 de dezembro, uma terça-feira. Os nomes foram mantidos em sigilo pela reportagem. Ainda segundo a coluna, a FAB aponta que a viagem foi a serviço, o que não foi comprovado pela Marinha. O decreto que regulamenta o uso desses aviões, assinado por Jair Bolsonaro no início de 2020, aponta que no caso de viagens a serviço é necessário registrar em agenda oficial o compromisso público da autoridade. 

##RECOMENDA##

De 24 a 28 de dezembro, período da viagem, a agenda oficial do almirante não informou atividade no Rio de Janeiro. Segundo os documentos públicos, ele realizou “despachos internos” em 28 de dezembro, na manhã antes do voo. O comandante poderia, então, ter voado apenas no dia 28, e não quatro dias antes, na véspera de Natal. 

Em 15 de dezembro, uma quarta-feira, por exemplo, o almirante foi ao Rio de Janeiro ainda de manhã. A agenda mostra que ele participou de duas cerimônias oficiais na cidade a partir das 10h. Ou seja, o comandante cumpriu o decreto. 

Almir Garnier Santos assumiu o comando da Marinha após a saída do também almirante Ilques Barbosa, em abril deste ano. O Almirante de esquadra (quatro estrelas) é carioca, tem 60 anos e era secretário-geral do Ministério da Defesa antes de assumir o comando da Força. 

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) informou nesta segunda-feira (3) que a variante Ômicron do novo coronavírus tem transmissão comunitária na capital fluminense. Isso significa que já não é mais possível rastrear a origem dos casos e associá-la a viajantes, indicando que o vírus já circula entre a população local. 

 Apesar disso, o município confirmou apenas dois casos de infecção causados pela variante, detectado após sequenciamento genômico realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Mais 180 suspeitas de infecção pela Ômicron estão em investigação. 

##RECOMENDA##

O segundo caso confirmado foi em uma brasileira de 23 anos que mora em Nova York e chegou ao Brasil em 17 de dezembro. No mesmo dia de sua chegada, ela procurou uma unidade particular de saúde com quadro de amigdalite, e, após teste RT-PCR, foi confirmada a covid-19. 

A jovem já se recuperou dos sintomas e o laudo que confirmou a variante Ômicron ficou pronto hoje. De acordo com a SMS, ela havia sido imunizada com as duas doses da vacina da farmacêutica Moderna, tendo recebido a última há mais de seis meses, sem a aplicação de uma dose de reforço posterior. 

A prefeitura considera que a transmissão comunitária da variante Ômicron já está se refletindo em um aumento de notificações da doença na cidade. A taxa de positividade dos testes de covid-19, que já havia subido de 0,7% para 5,5% na semana passada, chegou hoje a 9,6%. A taxa indica quantos testes realizados de fato indicam a presença do coronavírus. 

 O município pede que cariocas que passaram réveillon fora da cidade e que estão com sintomas gripais devem procurar atendimento para testagem em uma das 230 unidades de atenção primária de saúde pela cidade, ou nos centros de atendimento a pacientes com síndrome gripal, localizados na Vila Olímpica do Alemão, no Parque Olímpico da Barra, na Vila Olímpica de Honório Gurgel, na Policlínica Manoel Guilherme da Silveira Filho (Bangu), na Unidade Ambulatorial Almir Dulton (Campo Grande), e na Policlínica Rodolpho Rocco (Del Castilho).

O cantor Vitor Hugo Nascimento, de 25 anos, conhecido como MC Cabelinho, protagonizou uma cena inusitada em um hotel de luxo no Rio, nessa sexta-feira (31) pré-réveillon. O carioca e sua equipe jogaram, da janela do quarto onde estavam, notas de R$ 50 e R$ 100 para os pedestres que estavam embaixo do hotel. Um grupo de pessoas se aglomerou para disputar pelas notas. Em seus stories no Instagram, Cabelinho afirmou que estava hospedado no local, à Avenida Atlântica, principal via de Copacabana. 

Ao Globo, as pessoas em frente ao hotel disseram que o MC é popular não apenas pelos seus hits, mas por sua humildade. Boa parte do grupo era formada por ambulantes trabalhando na região. “O paizão jogou R$ 300, ele estava ali da janela e jogou para nós. O paizão é humilde e jogou para nós”, contou um jovem de 17 anos com apelido de Dente de Manga, que estava trabalhando como ambulante. 

##RECOMENDA##

“Foi emocionante ver o Cabelinho jogando dinheiro para o alto. Várias loucuras. Ano Novo e nós tá duro. Vim para a pista, vender bala, para comprar a ceia pra casa, e ele jogando dinheiro para nós pegar”, disse Wesley Souza, que também pegou R$ 100. 

MC Cabelinho, de 25 anos, é um dos expoentes do funk carioca atualmente. Com milhões de visualizações no YouTube, o cantor acumula também seguidores no Instagram e o topo das reproduções do gênero musical no Spotify e outras plataformas de streaming. O MC tem colaborações com os maiores artistas do funk, pop e trap brasileiros, como Anitta, Filipe Ret e MC Poze do Rodo. 

Cabelinho também é ator, intérprete do personagem Farula em "Amor de mãe". Na pausa da gravação da novela durante a pandemia, Cabelinho lançou um disco com o objetivo de que "a elite entenda a favela antes de julgar". 

MC Cabelinho em sua publicação nas stories do Instagram. Foto: Reprodução

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, pediu, nesta sexta-feira (31), que os cariocas evitem se deslocar para assistir à queima de fogos em Copacabana e busquem o show pirotécnico que for mais próximo de suas casas. A prefeitura organizou 10 pontos diferentes para o espetáculo neste ano e tomou uma série de medidas para dificultar o acesso à Copacabana, onde ocorre o maior espetáculo na virada de ano. 

"A gente espera ter aqui as pessoas que possam vir a pé até Copacabana. Em qualquer lugar do Rio em que as pessoas olharem para o céu, elas muito provavelmente vão ver os shows de fogos que a prefeitura preparou em 10 locais diferentes", disse Paes. "Não se desloquem. Não vai poder entrar carro em Copcabana, não vai ter metrô, não vai ter ônibus. Curta a festa próximo do local em que você esteja".

##RECOMENDA##

Acompanhado de secretários, Paes visitou, na manhã de hoje, estruturas que foram montadas na Praia de Copacabana para dar suporte ao público que vai assistir à queima de fogos. O prefeito voltou a afirmar que a cidade deve enfrentar um aumento de casos de covid-19 nos próximos dias, mas disse que a prefeitura está preparada e que a cobertura vacinal deve evitar que o número de casos graves suba como nas outras ondas da pandemia.

"A gente tem tudo mobilizado, aumentou pontos de testagem. A cidade tem estrutura, conhecimento, aprendizado com as experiências anteriores. A gente tem certeza que vai ter um pico de casos, um aumento de casos", disse o prefeito, que reforçou a confiança na vacinação. "A gente imagina que não vá ter os efeitos ruins e perversos que levam inclusive a óbito das outras ondas de Covid-19 que tivemos".

Diante dessa perspectiva e do avanço da variante Ômicron na cidade, o prefeito afirmou que está sendo avaliada a possibilidade de retomar a obrigatoriedade do uso de máscara em locais abertos. A questão está sendo avaliada no comitê científico da cidade, segundo Paes, que pediu que as pessoas aptas se vacinem e que qualquer pessoa com sintomas busque testagem e se isole enquanto não for descartada a suspeita de Covid-19. 

"A melhor resposta para o momento da pandemia é se vacinar e ter a responsabilidade de cada um. Se está se sentindo gripado, meio mole e com aquela dorzinha de garganta, teste. Se não tiver como testar, segure a onda e fique em casa até ter certeza. Vamos todos nos preservar."  

Até a madrugada desta sexta-feira (31), as ações realizadas pela Secretaria de Ordem Pública na orla de Copacabana resultaram na apreensão de 952 itens diversos deixados irregularmente nas praias e nas vias do entorno, como caixas térmicas, cadeiras, alimentos e bebidas. O objetivo da ação é coibir irregularidades, como o cercamento de faixas de areia e do calçadão por quiosques, o depósito irregular de comércio ambulante na areia, além da fiscalização da restrição de estacionamento de veículos.

Mais de 3 mil agentes estão envolvidos na ação. Equipes da Coordenadoria de Controle Urbano fiscalizaram 48 ambulantes; 36 deles foram removidos por falta de autorização para atuação na orla.

##RECOMENDA##

Ações restritivas

O presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), Joaquim Diniz, falou sobre as medidas que serão realizadas no bairro de Copacabana, na tentativa de restringir a entrada excessiva de público para assistir a queima de fogos. "O réveillon será mais restritivo no bairro. Mais de 2 mil vagas de estacionamento serão suprimidas, com a finalidade de evitar grandes aglomerações", disse diniz.

O presidente da CET-Rio disse ainda que todo o bairro será bloqueado, a partir das 19h e os veículos ficarão impedidos de entrar em Copacabana. A exceção é para os moradores, que poderão chegar até as 22h, desde que apresentem comprovante de residência.

A queda no número de doações de sangue na última semana de 2021 acendeu o sinal de alerta vermelho do Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio). De acordo com o hemocentro, o número de bolsas coletadas no período caiu 10% na comparação com o ano passado, quando o Estado passava pelo auge da pandemia de Covid-19.

O Hemorio aponta a pandemia, a epidemia de gripe e as fortes chuvas, como os principais motivos para ter coletado 250 bolsas de sangue a menos neste mês em comparação com o mesmo período de 2020, e alerta que se os estoques não aumentarem, os atendimentos nas grandes emergências do Rio de Janeiro neste fim de ano podem ficar comprometidos.

##RECOMENDA##

Vacinação contra a gripe

Para incentivar as doações e conter o avanço da síndrome gripal na cidade, o Hemorio ampliou a vacinação contra o vírus da Influenza. A imunização começa nesta quarta-feira (29) e segue até durarem os estoques das doses. O objetivo é que a pessoa interessada em fazer a doação de sangue possa também se vacinar na unidade.

“Essa iniciativa tem o objetivo de atrair a população que ainda não se vacinou contra a gripe para fazer sua doação de sangue e ser imunizado em seguida”, disse o diretor-geral do instituto, Luiz Amorim.

O atendimento no Hemorio, que fica na Rua Frei Caneca, no centro da capital fluminense, segue em horário normal, com funcionamento de segunda a domingo, incluindo feriados, das 7h às 18h.

“Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável”, orientou o hemocentro, acrescentando que não é necessário estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes.

O instituto alerta ainda que os voluntários “não podem ter tido hepatite após os 10 anos, nem estar expostos a doenças transmissíveis pelo sangue (sífilis, Aids, hepatite e doença de Chagas)”. As mulheres grávidas ou amamentando e usuários de drogas também não podem fazer a doação de sangue. Os infectados pela covid-19 só podem doar após 30 dias do fim dos sintomas. Quem já recebeu a vacina pode doar após sete dias ou 48h em caso da CoronaVac.

Mais informações estão disponíveis no site do Hemorio na internet ou ligar para o Disque Sangue de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 7h às 17h, pelo número 0800 282 0708.

A cidade do Rio de Janeiro tem 92% de ocupação de sua rede hoteleira, a quatro dias do réveillon. O dado foi divulgado pelo Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município do Rio de Janeiro (HotéisRIO).

Segundo o HotéisRIO, no réveillon deste ano a cidade receberá majoritariamente turistas domésticos, principalmente dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

##RECOMENDA##

De acordo com o presidente do HotéisRIO, Alfredo Lopes, o fato de o Rio ter uma cobertura vacinal completa (duas doses ou dose única) que excede os 80% dá mais tranquilidade para os turistas visitarem para a cidade.

“Continuamos com as medidas restritivas, exigindo a carteira de vacinação. Isso dá segurança ao turista. Todos que vierem ao Rio irão se divertir, mas com segurança”, informou Lopes, por meio de nota à imprensa.

Ontem a Rio Visitors & Convention Bureau, que representa 50 dos principais hotéis cariocas, informou que a ocupação média de seus associados no dia 31 será de 100%. No período de 30 de dezembro a 2 de janeiro, a ocupação média será de 75%.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando