Tópicos | iphone 11

Uma surpresa para esposa acabou em dor de cabeça para o carioca Renato César Romualdo de Menezes. O trabalhador autônomo divulgou um vídeo nas redes sociais contando que comprou um smartphone para a companheira, pela internet, e no lugar recebeu uma mandioca. O prejuízo é ainda maior por se tratar de um iPhone 11, dispositivo top de linha da Apple, lançado no ano passado.

"Minha esposa estava sem celular já há bastante tempo e eu decidi comprar um telefone para ela, de qualidade, com muito esforço e muito trabalho consegui comprar um iPhone para ela", diz o trabalhador no vídeo. Renato afirma ter comprado o dispositivo no site da 'Casas Bahia', mas, após dias de espera, acabou tendo suas expectativas frustradas pela entrega. 

##RECOMENDA##

"Quando a gente foi abrir o celular, nos deparamos com uma mandioca, sem o celular. Arrancaram a nota fiscal, tiraram tudo. Isso aqui parece até uma brincadeira, mas é uma coisa séria. E aí como é que faz?", questiona o autônomo. No site da Casas Bahia, o iPhone 11, comprado pelo carioca custa a partir de R$ 4.184, se pago à vista. O caso está sendo investigado pela empresa.

[@#video#@]

A Apple divulgou na última terça-feira (28) os resultados financeiros do seu primeiro trimestre fiscal de 2020. Ao contrário dos balanços anteriores, que mostravam crescimento apenas nas vendas de wearables e serviços, a maçã viu seu carro chefe da companhia voltar às graças do público, com um crescimento de 8% nas vendas do novo iPhone.

Encerrado em 28 de dezembro de 2019, o balanço faz um comparativo com o mesmo período do ano anterior e mostrou que, enquanto no ano passado, o iPhone fechava com quase 52 bilhões de dólares em venda, em 2019, o smartphone conquistou cerca de 56 bilhões. O responsável por esse crescimento foi o iPhone 11, lançado em setembro, que conseguiu alavancar as vendas da maçã, que estavam em queda.

##RECOMENDA##

 Assim como nos trimestres anteriores, outro ponto positivo do balanço foi o crescimento em serviços e acessórios. O segmento que guarda o Apple Watch fechou em 10 bilhões de dólares. Já o setor de serviços subiu chegou a 12,7 bilhões de dólares, agregando armazenamento na nuvem, serviço de música e o streaming Apple TV+, disponível no Brasil, desde novembro, por R$ 9,90.

Se você também ficou desejando o iPhone 11, lançado em setembro do ano passado pela Apple, mas sua carteira não parece concordar com essa aquisição, saiba que existe uma forma mais barata de realizar esse desejo. Uma película adesiva que reproduz a câmera do novo smartphone da maçã promete entregar um resultado igual - ou quase - para aqueles que adorariam ter o aparelho, mas não tem tanto dinheiro assim para desembolsar na hora da compra.

A capa pode ser encontrada tanto no Mercado Livre, quanto no site da Amazon, por preços que variam entre R$ 32 e R$ 50. Porém, não é qualquer telefone que pode ser transformado na novidade da Apple. A lente falsa só é compatível com os modelos X, XS e XS Max, que têm as câmeras traseiras na mesma posição que o iPhone 11.

##RECOMENDA##

A cor da lente adesiva poderá ser escolhida de acordo com a cor do seu smartphone e as câmeras do telefone funcionam sem intervenções. Apenas a lanterna fica um pouco mas fraca porque o vidro da capinha é mais fosco. Na prática, seu telefone não irá realmente se transformar no top de linha da Apple, mas se você não contar, dificilmente alguém vai duvidar que é verdade.

LeiaJá também

--> Hi!Tech: Apple antecipa a venda do iPhone 11 no Brasil

--> Preços dos novos iPhones no Brasil são divulgados

--> Confira quais são os iPhones compatíveis com iOS 13

--> iPhone 11 é um dos termos mais buscados no Google em 2019

O Google divulgou nesta quarta-feira (10) diversas listas com os maiores interesses dos brasileiros ao pesquisar temas no buscador. Entre as categorias elencadas pela companhia estão Buscas do Ano, Por quê?, Séries, Tecnologia, Memes e muitas outras. Em tecnologia os smartphones estiveram no topo das buscas, com o iPhone 11 ocupando o primeiro lugar. Confira a lista completa.

Os temas mais buscados pelos brasileiros em tecnologia

##RECOMENDA##

iPhone 11

Moto G7

Amazon Prime

Faceapp

Dollify

Xiaomi Mi 9

Moto G7 Plus

Galaxy S10

Moto G6 Plus

Moto G6

Na categoria de "Por quê?", buscas sobre falha no funcionamento do WhatsApp conquistaram o pódio. Brasileiros tentando entender a retirada de curtidas do Instagram também ficou entre os questionamentos mais procurados. Por fim, a empresa fez um ranking com os assuntos mais procurados de 2011 até 2019, no país. O topo das buscas ficou com o Facebook que, em 2011, teve mais acessos do que todas as outras palavras.

A Apple anunciou nesta quarta (25) que irá atencipar os lançamentos dos novos iPhones - 11, 11 Pro e 11 Pro Max - no Brasil. Os gadgets chegam por aqui já no dia 18 de outubro, quebrando a "tradição" de aportar no país em novembro. No EUA, os produtos já estão disponíveis desde de a última sexta (20).

Os novos smartphones da Apple chegaram focados na captura de imagens. O novo iPhone vem com duas potentes lentes traseiras, de 12 MP cada, e seis cores diferentes. O preço dos produtos por aqui ainda não foi anunciado.

##RECOMENDA##

Uma das configurações destacadas na apresentação foi a ultra wide câmera, que aumenta a área das fotos sem precisar tomar distância para tirá-las. Modo noite, chamado de Deep Fusion, melhorando a qualidade das fotos tiradas em ambientes com pouca luz (muito parecido com o apresentado pelo Google para o Pixel 3a, no começo do ano), modo escuro em todo o aparelho e um display de 6,1.

Confira mais detalhes sobre os novos iPhones:

[@#video#@]

O Apple Event, um dos mais esperados eventos de tecnologia do ano, aconteceu na última terça-feira (10), em Cupertino, Califórnia. Tim Cook, CEO da companhia da maçã, não parou de apresentar as novidades que devem chegar ao mercado em breve, para delírio dos fãs da marca. Entre os anúncios estiveram os iPhones 11 e 1 Pro, uma nova geração do Watch Series - o relógio inteligente da Apple, entre outros. Perdeu alguma coisa? Então confere o resumo:

Apple Arcade e TV+

##RECOMENDA##

Primeiro vieram os anúncios de streaming. Foram anunciados quem são as empresas de games parceiras, que desenvolveram títulos exclusivos para a plataforma, como Konami e Capcom, além do preço e das datas de lançamento do serviço. Apple arcade será lançado no dia 19 de setembro, e deverá custar apenas US $4,99, por mês. No Brasil, o serviço foi anunciado por R$ 9,90, por mês, após o período de teste gratuito. 

Já a Apple TV ganha data de lançamento para 1º de novembro, com a promessa de séries originais sendo lançadas todo mês. O valor é o mesmo do Arcade e dá direito a até seis acessos diferentes, ou seja, é possível que seis membros da mesma família usem a mesma conta com perfis personalizados. Quem comprar qualquer um dos gadgets da maçã (iPhone, iPad, Mac, etc.), até o lançamento oficial do serviço, terá a assinatura da Apple TV Plus, grátis, por um ano.

iPodOS

O primeiro lançamento de produto da maçã durante o evento foi o iPadOs. A sétima geração do tablet traz mais área de tela e suporte para o Smart Keyboard, promete ser 30% mais rápido e intuitivo do que seu modelo anterior. O iPad atualizado possui uma tela Retina de 10,2 polegadas, suporte para o Apple Pencil 2, processador A10 Fusion, modo escuro, entre outras coisas.

Uma das novidades, apresentada na WWDC deste ano, foi a entrada para USB, que facilitará a vida e muita gente que usa o gadget. O novo iPad está disponível para compra na loja online por US $ 329, cerca de R$ 1329,70, na cotação atual. Ele deve ser disponibilizado para venda no Brasil, no dia 30 de setembro, mas ainda não há previsão do valor oficial.

Watch Series 5

O painel de apresentação do Watch Series 5, novo relógio inteligente da maçã, fez o queixo de muita gente chegar ao chão. A Apple estreou uma uma tela Retina Always-On que nunca dorme, ou seja, mesmo que você não esteja olhando diretamente para o acessório, ela continuará acesa, mas com menos brilho. Além disso, para os aventureiros, há uma nova bússola incorporada que, com o aplicativo Maps atualizado, permitem que os usuários vejam para onde estão indo. 

Saiba exatamente para onde está indo com o aplicativo Compass e, em caso de acidente as chamadas internacionais de emergência, funcionam sem precisar estar perto do iPhone. Há também detecção e medição de barulho, melhorias nos apps de saúde e tanta coisa que deixaram o smartwatch da empresa com jeito de gadget do futuro. Confira todos os detalhes aqui.

iPhone 11 e 11 Pro

Os novos smartphones da Apples chegaram, sem dúvidas, focados nas captura de imagens. O novo iPhone 11 vem com duas potentes lentes traseiras de 12 MP, cada, sendo uma delas uma câmera ultra-angular para mostrar o que está fora do enquadramento. Há também a inserção do modo Noite (para fotos tiradas em ambientes com pouca luz), do Modo Noturno em todo o aparelho e um processador próprio A13 Bionic. 

Já as duas versões do 11 Pro são uma verdadeira máquina para quem trabalha com imagens. Com três câmeras poderosíssimas, o telefone também vem com uma bateria mais potente do que seus antecessores. Para usar o celular sem medo. Também chega à prova d'água, poeira e de quedas e com a garantia de um preço mais acessível.

O novo iPhone 11 chega ao mercado norte-americano por US $ 699, ou seja, aproximadamente R$ 2866. As duas versões do Pro chegam por US $ 999 e US $ 1099, respectivamente. Apesar de já ser possível conferir os detalhes dos aparelhos no site oficial brasileiro, ainda não há previsão para os dois lançamentos chegarem ao mercado brasileiro.

Do que sentimos falta

Apesar de terem sido feitos diversos anúncios de peso durante o evento, ficaram de fora informações sobre compatibilidade com internet 5G - que, apesar de já ser uma realidade entre as concorrentes, deve ficar guardada para as próximas gerações do telefone.

Outro item que ficou de fora do evento oficial da Apple foi o macOS 10.15 Catalina. Nada de preço, data de lançamento ou tela que o acompanha o Mac Pro foi divulgado, deixando muita gente, que aguarda desde a WWDC por mais informações, tendo que esperar mais um pouquinho.

Um dos anúncios mais esperados o Apple Event, desta terça-feira (10), era sem dúvidas o lançamento do iPhone 11. O smartphone de ponta foi apresentando com bastante pompa e muito foco em suas novas configurações, principalmente de câmera. Além dele, a versão Pro do aparelho, também esperada pelos fãs da marca, foi anunciada em dois diferentes tamanhos.

iPhone 11

##RECOMENDA##

O novo smartphone da Apple chegou focado nas captura de imagens. Ao contrário do que diziam os rumores sobre o aparelho, a parte traseira do telefone não lembra - ao menos não completamente - um cooktop. Isso porque, ao contrário de quatro câmeras, o novo iPhone vem com duas potentes lentes traseiras de 12 MP, cada e seis cores diferentes. 

O foco da apresentação do telefone foi muito centrado em relação a potência de suas câmeras. Talvez porque a empresa da maçã não tenha lidado muito bem com as “brincadeiras” feitas pelo concorrente Google, a verdade é que, apesar de uma belíssima apresentação, não há como não comparar os progressos do novo aparelho com os lançados, no início do ano, pela gigante da internet. 

Isso não quer dizer que o novo iPhone 11 não seja impressionante. Uma das configurações destacadas na apresentação foi a ultra wide câmera, que aumenta a área das fotos sem precisar tomar distância para tirá-las. Modo noite, chamado de Deep Fusion, melhorando a qualidade das fotos tiradas em ambientes com pouca luz (muito parecido com o apresentado pelo Google para o Pixel 3a, no começo do ano), modo escuro em todo o aparelho e um display de 6,1.

Um processador exclusivo

Além da parte externa do aparelho, a Apple anunciou seu próprio e novo processador A3 Bionic, em que a empresa afirma ser o GPU mais rápido já comercializado, passando a frente do Snapdragon 855, entre outros. Além disso o telefone promete ter uma hora a mais de bateria do que o iPhone XR, ser resistente a água (até 2 metros por 30 minutos), areia e arranhões e um melhorado sistema de reconhecimento facial, para garantir ainda mais a segurança dos usuários da maçã. 

Mais barato que seu antecessor?

Outro destaque é o valor. O novo telefone da Apple começará a ser vendido na próxima sexta-feira (13) e o grande destaque está no preço. Quando lançado o iPhone XR (modelo que o antecede patamar na linha iPhone) custava US $ 749, equivalente a R$ 3070, na cotação atual, sem contar os impostos. O novo iPhone 11 chega ao mercado norte-americano por US $ 699, ou seja, aproximadamente R$ 2866.

iPhone 11 Pro em dois tamanhos

Durante a conferência também foi anunciado a versão Pro do telefone. Em meio a piadinhas sobre a palavra “pro” virar sinônimo coisas muito legais de qualidade, o iPhone 11 Pro foi anunciado com um foco muito grande em suas três câmeras, que chegam com três principais funções 

Em matéria de design, a semelhança com o fogão de indução ficou para a versão pro do aparelho. Que também chega a prova d'água, poeira e de quedas, ideal para quem tem a mão leve. Com uma ferramenta específica para cada uma grande angular, uma telefoto para desfoque e uma ultrawide que também aumenta o campo de visão, sem distorcer, todas com 12 MP.

O aparelho em dois tamanhos com displays de 6,5 e 5,8 polegadas, tela OLEAD, processador A3 Bionic, carregador para carga mais rápida e quatro horas a mais que o XS. Ele também aparece com uma sistema a prova d'água, resistente a poeira e quedas. Assim como o iPhone 11, a versão Pro do aparelho chega ao mercado a partir da próxima sexta-feira e nas lojas físicas a partir de 20 de setembro. Quanto ao valor, as duas versões chegam por US $ 999 e US $ 1099, respectivamente.

Apple enviou nesta quinta-feira os convites para um evento 10 de setembro em seu campus em Silicon Valley, no qual se espera que revelem a nova geração do iPhone.

Seguindo seu característico estilo sigiloso, a Apple revelou pouco sobre o que mostrará no auditório Steve Jobs de sua sede, em Cupertino.

##RECOMENDA##

Os "iPhone 11" chegarão em meio a um competitivo mercado de smartphones, e em um período em que a Apple prioriza a venda de conteúdo e serviços digitais para os fãs de seu hardware.

Os novos iPhone devem contar com melhorias na potência do processamento e capacidade da câmera, mas sem mudanças radicais nem ofertas para as redes de telecomunicações com velocidade 5G.

A internet não está sabendo lidar com o que seriam as imagens do novo iPhone 11 Max, que tem chegada no mercado estimada para o final deste ano. As fotos e vídeos teriam sido vazadas e fizeram a alegria do público que anseia pelo lançamento do aparelho.

Neste sábado (4), o iPhone 11 foi um dos assuntos mais comentados no Twitter. Os usuários compartilharam as imagens que supostamente seriam do novo celular. As fotos e vídeos mostram um aparelho com três câmeras traseiras, display infinito e bordas arredondadas.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

Os usuários do microblog inundaram a rede de comentários e também piadas. "Diz aí se o iPhone 11 não parece um alien"; "Já tá no iPhone 11 e eu não tive nem o primeiro"; "A câmera do iPhone 11 foi inspirada num barbeador Philco"; "Quero nem ver o preço desse iPhone 11, já deve estar no preço de um Celta"; "Que dia a Apple vai entender que os usuários de iPhone querem uma bateria melhor não uma câmera que parece um transformer".

LeiaJá também

--> Confira alguns dos smartphones mais esperados para 2019

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando