Tópicos | carreira

O programa Plurarte desta semana, com apresentação da cantora Sandra Duailibe, entrevista o ator português João Veloso. O Plurarte estará no ar sempre às sextas-feiras, na Rádio Unama FM (105.5), às 13h20, com reapresentação aos sábados, às 10 horas. Também será exibido no Espaço Universitário da TV Unama, na TV RBA, no sábado de manhã, e no portal LeiaJá. 

Acesse o Plurarte no Youtube aqui.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

 

 

A última semana de novembro tem boas notícias para os estudantes que buscam oportunidade de estágio. O Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) anunciou mais de 9 mil vagas para alunos de instituições de ensino superior em empresas privadas e órgãos públicos de 20 estados brasileiros e do Distrito Federal (DF).

As vagas de estágio são para universitários dos estados situados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. Junto à distribuição de vagas nas respectivas unidades federativas e no DF, o estado de São Paulo também oferece chances de trabalho na capital e no interior. Além de dispor os postos para alunos de áreas como administração, comunicação e psicologia, tecnólogos de segmentos como enfermagem e gestão comercial também terão vez entre os selecionados nos processos seletivos.

##RECOMENDA##

Para verificar as ofertas e mais detalhes relacionados às vagas, é necessário que o estudante ative o cadastro e o currículo no Portal do Ciee, o portal.ciee.org.br. Segundo o órgão, é importante que os estudantes atualizem todos os campos cadastrais. Deste modo, o sistema de seleção pode direcionar oportunidades de acordo com o perfil de cada candidato.

Na manhã desta quarta (18), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco (Sintepe) foi ao Palácio do Campo das Princesas, sede administrativa do governo do Estado, localizada no Bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife, cobrar a repercussão da nova proposta de piso salarial para categoria em toda a carreira. A proposta do governo é atualizar o valor de R$ R$ 2.557, 00 para R$ 2.886, 00. Para a instituição, na prática, a exclusão da repercussão implode a tabela de pagamento dos profissionais.

“O piso é a base da nossa carreira, é a referência da nossa tabela de pagamento. Se o governo atualiza apenas o piso e não repercute, ele destrói nossa carreira. Então, a nossa luta é para que o governo faça em 2020 o que ele fez em 2019, 2018, 2017 e 2016, quando atualizou o piso e fez a repercussão desse percentual na carreira”, pontua Fernando Melo, presidente do Sintepe.

##RECOMENDA##

O sindicato também continua se posicionando contra o retorno às aulas em 2020, em decorrência da pandemia da covid-19. “O Sintepe fez o levantamento in loco da realidade de cada escola, a contaminação de estudantes e profissionais. Esse documento será repassado para o governo”, acrescenta Melo.

O parecer dos sindicalistas será repassado em reunião virtual prevista para ser realizada nesta quinta (19). “O encontro acontecerá a partir de uma comissão paritária que trata desse assunto, com três representantes do governo e três representantes do Sintepe. Estamos cobrando do governo que em cada local de trabalho em que se confirme a contaminação de profissionais, essas atividades sejam suspensas e que sejam afastadas todas as pessoas que tiveram contato com o contaminado. O governo do Estado tem insistido em afastar apenas a pessoa contaminada e manter a programação da escola”, finaliza Melo.

Luan Santana surpreendeu os internautas ao realizar uma live no Instagram na manhã desta terça-feira (17). O cantor de 29 anos de idade aproveitou a oportunidade para desabafar sobre o momento que está vivendo na carreira ao explicar que passou um bom tempo pensando em como poderia se renovar para levar coisas diferentes para os fãs.

"Pensei: Como vou levar algo com essência sertaneja, pé no barro? Como eu vou honrar isso aqui fazendo o novo? Porque meu público merece, não merece ficar ouvindo a mesma coisa todo dia. Como vou surpreender eles de novo?. E a gente achou. Vocês vão amar, tenho certeza. Confiem em mim, na galera que está comigo. Vai ser maravilhoso", começou ele.

##RECOMENDA##

O cantor também desabafou sobre seus laços com o público. "Queria que vocês citassem um exemplo de alguma relação de artista com seu fã que é mais verdadeira, mais calorosa e mais próxima... E que rola tanta identificação, que se parece tanto? Eu não consigo dizer ninguém que é assim como a gente é. É para vocês que eu digo: Sei tudo o que vocês sentem. Em cada época da minha vida soube o que vocês sentiram no momento, o que precisavam. E eu tentava ajudar com as minhas músicas, a minha postura", disse.

Na sequência, Luan ainda pediu apoio dos fãs neste momento de transição na carreira. "Preciso que vocês entendam o momento em que estou vivendo e vejam tudo o que estamos preparando para vocês como um salto a mais. Um salto mais alto", afirmou.

Após mandar beijos para fã-clubes que acompanhavam a live, Luan Santana até se emocionou. "São por vocês as vezes que saio da minha casa e venho dormir em outro lugar, porque preciso tirar duas semanas confinado dentro de um estúdio para compor, fazer aquilo que eu amo. Mas deixar as pessoas que amo longe de mim... Na hora em que saio de casa são vocês que vem à minha cabeça. Vocês martelando em minha cabeça o tempo todo: É por eles, é por eles. Não esperam quatro, não esperam sete. Esperam dez, e se esperam dez, eu vou dar o meu dez. Não só em momentos assim, mas em vários nestes 13 anos de carreira", declarou Luan, que tomou conta dos holofotes por conta do término com Jade Magalhães.

Comemorando 35 anos de carreira, a atriz Claudia Raia celebrou a data com uma entrevista para o Fantástico no último domingo (8). Lançando um livro de memórias “Sempre Raia: Um Novo Dia”, Claudia revelou algumas histórias e romances do passado.

Na entrevista a atriz contou que em 1990 quase namorou o apresentador Fausto Silva e que se tornaram grandes amigos. "Rolou isso mesmo, lá em 1990, 1991. Teve todo esse movimento, esse empenho. Teve uma tentativa dele de romance. Acabou não acontecendo, e acabou virando uma grande amizade e nunca mais nos desgrudamos", contou Claudia.

##RECOMENDA##

Claudia também comentou sobre seu casamento com Alexandre Frota, atualmente deputado (PSDB), quando ela tinha apenas 18 anos e também sobre o namoro com o apresentador Jô Soares.

"O Jô foi meu primeiro grande amor. Ele salvou minha vida, porque eu tinha uma pinta no joelho que era um melanoma cancerígeno. Ele que viu e me levou ao médico. É uma pessoa que tenho um enorme respeito, um anjo que caiu na minha vida", contou a atriz.

A atriz também falou sobre um dos assuntos polêmicos de sua carreira, quando por causa do seu apoio ao ex-presidente Fernando Collor, a atriz posou para uma revista com seu teste de HIV negativo para desmentir boatos.

"Fiz campanha para ele, desde quando era deputado. E paguei caro por isso… Eu fui acusada de ter aids, porque alguém fez uma piada que ele (o Collor) estava magro, e falavam que eu tinha um relacionamento com ele. Tive que ser capa de revista com meu exame de HIV, coisas impossíveis por causa de estar no momento errado com a pessoa errada”, concluiu a atriz.

A esperança dos fãs de Adele em ter novidades da cantora ainda no ano de 2020 caíram por terra definitivamente. Ela própria tratou de deixar claro que não retoma sua carreira por enquanto, através de uma postagem em seu Instagram. Afastada da mídia e da música há cerca de três anos, a cantora comentou que só deve retornar aos palcos em 2021. 

Afastada do público e dos holofotes há algum tempo, Adele animou os fãs ao ressurgir em uma participação no programa Saturday Night Live, no último sábado (24). A aparição, no entanto, foi apenas uma gentileza da cantora que aceitou o convite da TV americana para comandar o humorístico durante uma noite. Nesse meio tempo, alguns rumores de que ela lançaria alguma novidade também foram levantados, mas segundo a própria, não haverá novidades tão cedo. 

##RECOMENDA##

Após o Saturday Night Live, Adele fez uma postagem em seu Instagram para agradecer pelo convite do programa e pela recepção que teve de toda a equipe. A artista também aproveitou o ensejo para deixar bem claro de que não está voltando à ativa ainda e deixou uma pista de quando isso acontecerá. “Vou para minha caverna agora para ser a senhora (solteira) dos gatos que eu sou! Fiquem bem, até o ano que vem”. 

O atacante Robinho está com a carreira paralisada até o dia 10 de dezembro. O jogador de 36 anos vai aguardar a audiência no Tribunal de Apelação de Milão, que analisa o recurso dos seus advogados contra a condenação a nove anos de prisão, em primeira instância, por participação em um estupro coletivo na Itália, para conversar com clubes que eventualmente se interessem por sua contratação e definir seu futuro no futebol.

Neste momento, dificilmente algum clube brasileiro da elite abriria conversações com o jogador após a suspensão do contrato com o Santos. Após a enorme repercussão negativa de sua contratação, com quebra de contrato de patrocinadores e protestos dos torcedores nas redes sociais, o atacante tem mercado restrito. O que está em xeque é a própria continuidade da carreira do atacante e os desdobramentos da decisão da Justiça italiana sobre seu futuro.

##RECOMENDA##

Depois de defender o Istanbul Basaksehir, da Turquia até agosto deste ano, o atacante estava livre no mercado. O retorno para a quarta passagem pelo Santos parecia encaminhar um final de carreira tranquilo, no clube que o projetou. Pelo clube, Robinho conquistou os títulos brasileiros de 2002 e 2004, além da Copa do Brasil de 2010 e os Paulistas de 2010 e 2015. Seria uma tentativa de resgatar o bom futebol que mostrou no Atlético-MG antes de passagem com altos e baixos no futebol turco. As portas, no entanto, foram fechadas. Pessoas ligadas à diretoria afirmam que dificilmente o jogador voltará mesmo em caso de absolvição nos tribunais italianos. O desafio do jogador agora é reconstruir sua imagem no mercado e, principalmente, reverter a condenação em primeira instância.

Uma das estratégias é a possibilidade de o atacante se apresentar pessoalmente ao Tribunal de Apelação de Milão, na Itália. O atleta não é obrigado a estar presente. Pela lei italiana, a ausência física não pode ser interpretada como admissão de culpa. Por isso, o jogador não participou do primeiro julgamento, em 2017, quando foi representado pelos antigos advogados. A presença (se confirmada) está inserida na estratégia da defesa de destacar a cooperação do ex-jogador do Santos com a justiça italiana.

"Robinho nunca se esquivou das investigações, como evidenciado pelo fato de ter se apresentado ao Ministério Público e proferido as suas declarações, apesar de a lei italiana lhe reconhecer o direito de permanecer calado", diz nota dos advogados italianos Alexander Guttieres e Franco Moretti, que assumiram o caso após derrota em primeira instância.

A advogada brasileira do jogador, Marisa Alija, preferiu não se manifestar sobre o caso. Ao Estadão, ela afirma que "os julgamentos devem ser realizados nos tribunais e não da mídia, o que nunca traz vantagens para a justiça".

O advogado criminalista Felipe Almeida, especialista em Processo Penal, pós-graduado em Direito Penal Econômico e Europeu, explica que Robinho não corre risco de ser preso se desembarcar em solo italiano. "Em relação à justiça penal, tanto no Brasil como na Itália, o jogador será considerado inocente até o último recurso cabível contra a sentença condenatória. Segundo o princípio da presunção de inocência, somente ao final do processo, com sentença condenatória definitiva (com o trânsito em julgado), ele será considerado culpado", explica o especialista.

Outros especialistas entendem que ele poder ter uma prisão preventiva decretada se a justiça italiana entender que oferece algum risco para a sociedade ou ordem pública estando livre na Itália.

RELEMBRE O CASO - Na semana passada, o site GE.com revelou detalhes da condenação em primeira instância. Interceptações telefônicas realizadas com autorização judicial mostraram que Robinho participou do ato que levou uma jovem de origem albanesa, então com 23 anos, a denunciar um estupro coletivo, em Milão. De acordo com a investigação, o jogador e outros cinco amigos, incluindo Ricardo Falco, também condenado, levaram a mulher ao camarim da boate Sio Café e praticaram abusos sexuais. O caso aconteceu em 22 de janeiro de 2013, quando o atleta defendia o Milan.

Baseada principalmente nas gravações, a Justiça italiana condenou o atacante em primeira instância a nove anos de prisão. Os outros suspeitos deixaram a Itália ao longo da investigação e, por isso, são alvos de outro processo. Ao UOL, o jogador disse que seu único arrependimento foi ter sido infiel à sua mulher. "Olha, eu me arrependo de ter traído a minha esposa. Este é o meu arrependimento", declarou o jogador, afirmando que tudo o que aconteceu na boate foi consensual.

Mudar de carreira profissional pode ser algo assustador para qualquer pessoa, principalmente quando a escolha é diferente da formação ou trabalho que exerce. Quem deseja migrar para o setor de Tecnologia da Informação, por exemplo, se depara com novos desafios e experiências no percurso. No entanto, segundo a administradora Chief Operating Officer (COO) e co-founder da startup Recrut.Ai, Karol Branco, 32 anos, “todo mundo pode mudar para qualquer área, basta ela se preparar”. A Recrut.Ai é uma plataforma de recrutamento de inteligência artificial.

Da área comercial para T.I.

##RECOMENDA##

Há cinco anos, a COO da startup de educação Trêsbê Educação Inovação e Eventos, Dani Bezerra, 40 anos, iniciou sua trajetória no ramo da tecnologia. Formada em Secretariado Executivo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a profissional conta que a decisão de mudar de carreira veio a partir da insatisfação com a profissão que havia escolhido.

“Nunca atuei na área de secretariado, sempre atuei na área comercial”, afirma Dani. Em contrapartida, ela revela que o secretariado lhe deu muita bagagem para gestão. "E eu percebi, depois de alguns bons anos, quase 12 anos na área comercial, que eu não sentia a questão do propósito”, disse. “E aí eu fui pensar em outras áreas em que eu pudesse atuar, e foi aí que eu conheci o Porto Digital [que é considerado uns dos maiores polos de Tecnologia da Informação e Economia Criativa do mundo]”, acrescenta.

A partir dos conhecimentos acessados no espaço, Dani encantou-se pelo novo caminho profissional que surgia à sua frente e passou a buscar mais informações para adentrar no mercado da tecnologia. Apesar disso, a jovem afirmar que “o processo de migração em si não foi fácil” devido as “suas próprias crenças limitantes e as dificuldades que você tem ao mudar de carreira, ainda tinha também as questões de: tecnologia não e uma área para as mulheres”, explica.

Agora, nessa nova fase de aprendizados e entrando de cabeça no universo da T.I., Dani conta que está indo muito mais além da área de gestão, da área de startup. "Eu estou realmente dando um pontapé final nessa fase de transição de carreira, que é aprendendo programação”, revela, em tom entusiasmado.

“Quando eu terminar o curso, vou estar completa na área de tecnologia, como uma programadora”, conclui Dani, que também é organizadora do Hackathon - evento serve para reunir profissionais para uma maratona de programação - da National Aeronautics and Space Administration (Nasa).

Thaís Yoshioka, 31 anos, que é UX Designer no Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CÉSAR) (Foto: Cortesia)

Mesmo trabalhando em lugares diferentes e com funções distintas, a história da Thaís Yoshioka, 31 anos, que é UX Designer no Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CÉSAR), também retrata uma mudança na carreira. Formada em Téxtil e Moda pela Universidade de São Paulo (USP), a sua experiência foI através das áreas de pesquisas e desenvolvimento de produto na capital paulista.

Ao chegar no Recife, há cinco anos, o primeiro caminho de migração foi a área de comunicação e, posteriormente, atuou como freelancer com consultorias. Ao longo do tempo, decidiu entrar em uma empresa maior que pudesse dar uma guinada na vida profissional.

“Eu percebi que queria continuar morando aqui na cidade e comecei a pensar em quais as empresas relevantes no cenário local e, que também, tivesse uma estrutura maior, pois eu queria sair desse contexto de freelancer”, relembrou. “Então, com meu repertório de pesquisa e comunicação, eu achei que poderia fazer sentido entrar em tecnologia”, completou. Ela apresentou aos recrutadores pontos de relevância da sua experiência profissional para entrar no setor de tecnologia.

“Então, não foi necessariamente uma área que eu escolhi porque conhecia”, enfatizou. Em entrevista, Thaís também explicou que não sabia o que era UX Designer -  profissional que cuida da experiência do usuário em uma determinada plataforma digital - antes de entrar no CESAR.

Em análise a esse segmento profissional que desempenha, Thaís entende que “o designer é uma área que é comum receber pessoas com repertório de outras áreas”. Na leitura de mercado, feita pela administradora Karol Branco, ela reforça que “não se deve desmerecer o que você fazia e os resultados que você alcançou”.

Karol Branco, 32 anos, afirma que T.I. é uma área em ascensão (Foto: Arthur Mota)

Dificuldades e vantagens

Quando observa o mercado, a empreendedora Dani Bezerra, fala que uma das dificuldades percebidas é que o “mercado de tecnologia ainda é muito machista e que se vê muitos homens”, distribuídos e atuado como “gestores de startups ou na área de programação”.

Em contrapartida, a COO Karol Branco fala que apesar de ainda ser um setor  “majoritariamente de público masculino, as empresas estão de portas abertas para contratação de mulheres”, pontua. Ela ainda observa que “o setor reflete uma questão histórica e estrutural da sociedade, de que mulheres não são “boas” [com tecnologia]”, no entanto, há “vários programas de incentivo para ter essa diversidade”.

Para exemplificar, podemos falar sobre o programa chamado MINAs - Mulheres em Inovação, Negócios e Artes -, que tem o intuito de fomentar a participação de mulheres na área de tecnologia, operando desde o incentivo pela área de ciências e tecnologia nas escolas, como também ao dispor apoio às mães que já trabalham no Porto Digital.

Dentre outras vantagens, estão alguns fatores caracterizados por Karol como “sedutoras”. “As empresas são mais informais e passam a imagem de uma empresa mais leve, você pode trabalhar de casa ou no escritório. O estilo de trabalho é mais tranquilo, a flexibilidade nos horários e a não burocratização, são sedutores”, explica a profissional.

Segundo informações de um levantamento feito pelo Porto Digital, há uma perspectiva de abertura de mais de 3.200 mil vagas em 2020. Até o momento, o polo tecnológico abriga 339 empresas e 32% dos funcionários é composto por público feminino.

Orientação para carreira em T.I.

Diante desse apanhado de informações sobre o setor, O LeiaJá elaborou uma lista com dicas práticas para quem tiver interesse de migrar para o setor de Tecnologia da Informação. Essa relação foi construída a partir das contribuições das experiências das entrevistadas Dani Bezerra, COO da Trêsbê Educação Inovação e Eventos, e da administradora Karol Branco. Confira, abaixo, as orientações concedidas:

Qualificação

“Se a pessoa quer trabalhar na área de T.I., ela tem que aprender a linguagem de programação, pois a maior demanda é na área de desenvolvimento”, explica Karol. Neste ponto, ela indica que as qualificações podem ser feitas de forma on-line ou até mesmo por meio de “formações de curto prazo, hackathons, palestras, dentre outros”, que podem ser encontradas no Porto Digital, por exemplo.

Networking

“Busquem se envolver no ecossistema da sua cidade”, enfatiza Dani Bezerra. “Busquem quais são as redes de apoio que existem na sua cidade, no Recife nós temos a Comunidade do Manguezal, que é uma comunidade de apoio às startups locais e tecnológicas”. “Busquem essas comunidades, busquem grupos, busquem pessoas que de alguma forma possa te ajudar a galgar essa mudança”, formula.

Ainda há outras opções, como o “SoftexRecife, que é uma Associação de empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), sem fins lucrativos e com o registro de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) em âmbito federal, estadual e municipal inscrito no Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI) do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI)”, explica o Community Manager, Isaías Dias, em entrevista ao LeiaJá.

“Nosso objetivo institucional é de desenvolver ações para o fortalecimento das empresas associadas - atualmente com 195”, afirmou o profissional. “Nossos eventos de conexões, são Match Day, Match Session, Investor Day, etc. São eventos com foco em criar conexões entre as nossas empresas associadas de T.I.C. com o mercado”, conclui Isaías.

A SoftexRecife faz parcerias conjuntas com o Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), com entidades como o CÉSAR, a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (ASSESPRO),  e o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados do Estado de Pernambuco (SEPROPE).

Ter um portifólio

“Pessoas que trabalham com tecnologia podem começar a expor [seus trabalhos] na rede  profissional para pessoas de T.I., chamada GitHub e Behance - site em que você cria e expõe suas produções e programas feitos para ter um repertório”, orienta Karol.

Desenvolva habilidades sem desespero

“Não dá pra aprender tudo o que tem de disponível”, destaca Karol. “Então, olha o que as empresas estão pedindo de específico e foca nela para aprimorar e desenvolver essas habilidades”. “Observa [também] o que o mercado está pedindo de requisito e conhecimento”, finaliza.

Aposte na trajetória

“Está chegando no tempo em que o ser humano só vai fazer trabalho de ser humano, que é usar o cérebro”, afirma Karol. Para explicar esse último ponto, vamos relembrar um dos pontos fortes comentados pelas entrevistadas durante a reportagem, que foi a questão do repertório antes de entrar na área de tecnologia.

Neste sentido, a orientação ideal para colocar no currículo é realçar competências, habilidades e resultados que se aproximem da área em que deseja migrar.

Pois de acordo com Karol, nem sempre, na área de T.I., a graduação em no curso em específico é levada como premissa fundamental para atuar no setor, seja empreendendo ou desempenhando uma função em determinada empresa. Além disso, Karol acrescenta que outras “competências são observadas, como inovação, criatividade, curiosidade intelectual, e a capacidade de resolver problemas”.

A cantora Joelma, ex-vocalista da Banda Calypso, está comemorando 25 anos de carreira. Em entrevista ao Gshow, a cantora afirmou que os objetivos alcançados durante sua trajetória profissional têm sabor de vitória. "É uma sensação de realização, de dever cumprido, de sonho realizado. Muitas pessoas falavam no início da minha carreira, 'ah, é passageiro'", disse.

"O tempo mostrou que não foi passageiro... Estou aqui até hoje", completou. A artista fez questão de pontuar que a sua vida no universo da música não transitou pelo caminho da facilidade. "Muitas pessoas, principalmente da minha família, viam a minha luta no início e diziam: 'para com isso, desiste, vai fazer outra coisa'. E eu dizia: 'não, vai dar certo'. Graças a Deus não desisti", explicou.

##RECOMENDA##

Apesar de toda a alegria em celebração à carreira, Joelma vem enfrentando problemas no lado pessoal. A paraense, que foi diagnosticada com o novo coronavírus no início de agosto, revelou recentemente em uma live que ainda está lidando com o impacto da doença.

De acordo com Joelma, a Covid-19 lhe afetou bastante: "Eu fiquei muito inchada, com o corpo de uma grávida de nove meses. Fiz vários exames, tive problema no intestino, no estômago, no fígado. Foi pancada, afetou minha visão, minha mente, meu pulmão. Foi muito tempo, mais de quarenta dias. Com trinta dias ainda dava positivo [o teste]. Com quarenta, quarenta e cinco, eles foram embora. As sequelas ficaram".

Nesta quinta-feira, dia 1º, Fábio Assunção completa 30 anos de carreira! Para não deixar a data passar em branco, o ator postou um vídeo seu em que mostra os personagens que marcaram esses anos todos como ator. No Instagram, ele fez o seguinte texto:

Exatamente hoje completo 30 anos de vida profissional. Assinei meu primeiro contrato aos 19 anos. Dez anos antes, aos nove de idade, fiz minha primeira aula de piano. Nesses anos, aprendi tudo que sei e entendi que haveria e haverá uma infinidade de coisas que eu jamais conhecerei. Essa profissão me mostrou gente de verdade e gente de mentira. Me levou pra andar pelo mundo afora, para dezenas de países, dezenas de culturas, me abriu a mente, me tornou empático, me humanizou, me ensinou a respirar, a esperar, a sofrer e amar, me fez conhecer o Brasil, cada canto dele. Cada personagem me fez enxergar virtudes e conflitos. O palco é um lugar sagrado onde pulsa a vida imaterial, o mais próximo da completude que já estive. O meu trabalho me apresentou famílias diversas, me trouxe irmãos e irmãs. Hoje é dia, assim como todos os outros, de agradecer por ter escolhido este caminho de gente que se joga pelos abismos, pelas tramas dos autores, sem saber pra onde o vento irá levar.

##RECOMENDA##

O astro ainda faz agradecimentos e indicou que a trilha-sonora do vídeo foi feita por ele mesmo!

Aos autores e autoras, agradeço por cada personagem. Agradeço a todos com que trabalhei. Agradeço aos meus contratantes, à TV Globo, que sempre me apresentou projetos lindos, ao cinema, ao teatro. Meu trabalho me apresentou minha vida e me deu a chance de trocar com cada um de vocês - meus fieis parceiros de jornada!!! Devo ao meu trabalho o privilégio de poder dar aos meus filhos o meu melhor, dentro e fora de cena. Não ia deixar esses 30 anos passarem batido, e quero mais, mais e mais. Gratidão ao ofício que aqui reverencio. Deixo nesse clipe o registro de alguns personagens que fiz e tirei o violão do canto para mostrar na trilha sonora desse vídeo meu enorme talento como instrumentista, pelo qual ainda não fui reconhecido.

[@#video#@]

A cantora paraense Elma Maués, que era vocalista da banda Pérola Negra, agora segue carreira solo. Aos 36 anos, a cantora festeja esse novo momento na carreira e está ansiosa pelo retorno aos palcos, pós-pandemia.

Segundo a cantora, ano passado, quando saiu da banda Pérola Negra, ela chegou a pensar em parar de cantar, mas o amor pela música e o incentivo de amigos e fãs a motivaram a retornar, dessa vez em carreira solo. “Creio que Deus vai abençoar meu trabalho e pretendo levar nosso ritmo para o Brasil”, disse a cantora, que está em produção do CD autoral.

##RECOMENDA##

Natural de Abaetetuba e com referências musicais em bandas paraenses como Fruta Quente e Xeiro Verde, além da admiração no trabalho de grandes cantoras como Mariza Monte, Adriana Calcanhoto e Maria Betânia, Elma Maués canta desde os 13 anos, mas foi com 16 anos, quando fez parte da banda Sabor Açaí, que começou a cantar profissionalmente o ritmo paraense: o brega e o technobrega. Depois disso, a carreira só decolou e a cantora se apresentou até fora do país. “Tenho a música não só como uma paixão, mas principalmente como profissão”, concluiu a cantora.

Por Rosiane Rodrigues.

 

O ator Dave Bautista, intérprete de Drax em 'Guardiões da Galáxia', criticou a atuação de Dwayne Johnson, o The Rock, durante uma entrevista para a imprensa americana. Bautista afirmou que existem limitações na atuação do ator, mas possuir carisma o torna um dos nomes mais bem pagos de Hollywood. 

Apesar dos dois iniciarem na luta livre antes da carreira na atuação, Bautista comparou as habilidades e a sua carreira com a de Johnson e afirmou que não deseja ficar rotulado apenas como ator de ação, como aconteceu com o colega.

##RECOMENDA##

"Eu quero bons papéis. Não estou nem aí para 'Velozes e Furiosos' ou 'Bumblebee'. Esse não é o tipo de estrelato que eu quero. Quero estar em 'Duna', quero trabalhar com Denis Villeneuve. Quero trabalhar com Sam Mendes e Jodie Foster, quero trabalhar com vencedores do Oscar. Tenho orgulho de ser um ator que constrói personagens. Quero esse respeito e credibilidade", disse o ator a imprensa.

Vale lembrar que Dwayne Johnson é considerado pela Forbes um dos artistas mais bem pagos do mundo por dois anos consecutivos. 

“Sonhar com o sucesso” é algo muito comum, e até positivo. Querer ter sucesso na vida – seja lá o que esse sucesso signifique para você – indica o desejo de progredir, alcançar objetivos. No entanto, enquanto o sonho não passa disso, apenas um sonho, honestamente, de nada adianta. É preciso torná-lo realidade. Sonho sem ação é alucinação e pode levar à frustração.

O sonho é importante, sim. Quem vive sem sonhos morre vazio. Sonhos são motores de vida. Mas é preciso que os encaremos mesmo dessa forma: como impulsionadores, que nos levam a agir em determinado sentido, a fim de concretizá-los. O sonho é aquele desejo inicial, o ponto de partida para uma realização. A partir dele, vem a pergunta: o que preciso fazer? Nem sempre é fácil alcançar todos os sonhos, mas não é impossível, desde que eles venham acompanhados de motivação e, principalmente, dedicação e muito trabalho. Principalmente este último.

O primeiro passo é decidir verdadeiramente mudar o seu estado de vida. Com essa decisão muito bem estruturada em mente, é hora de estudar o que fazer para perseguir o tão desejado sonho. É preciso transformar a palavra ‘sonho’ em ‘objetivo’. É que o sonho nos leva a um plano de ideias, abstração, pensamento; o objetivo, na contramão, é palpável, definível. Um grande objetivo pode parecer distante, inalcançável ou extremamente difícil. Muitas vezes, realmente, isso é verdade. No entanto, a melhor estratégia é dividir aquele objetivo final em metas menores, criando um plano de ação estruturado que o levará, etapa por etapa, até o fim. É que o impossível é formado de várias partes possíveis.

Há que se ter consciência que nem tudo na vida vem fácil ou rápido: é preciso batalhar, trabalhar muito para se conseguir o que quer. Ao mesmo tempo, ter em mente que todo esse caminho também representa desenvolvimento pessoal ajuda a suportar as agruras que se impõem. A palavra-chave na busca pelo sucesso é resiliência, essa bela e extraordinária capacidade humana de persistir em seus propósitos, mesmo diante de inúmeras dificuldades.

Muito mais valioso do que sonhar com o sucesso, entregando-se a devaneios, é preciso acordar, sair da zona de conforto e, com muita determinação, trabalhar pela concretização de tal desejo. Só temos uma vida neste planeta, uma oportunidade de aproveitar como desejamos e correr atrás de nossos anseios. Imperativo é, portanto, que não desperdicemos essa dádiva que é sonhar e realizar nossos sonhos.

Cameron Diaz participou de um vídeo da amiga Gwyneth Paltrow no canal goop, no YouTube. Na última quarta-feira, dia 5, as atrizes conversaram sobre diversos assuntos e Cameron revelou o motivo de ter desistido da carreira de atriz. Vale lembrar que o último filme da artista, chamado Annie, foi lançado em fevereiro de 2015 aqui no Brasil.

- Eu só acabei decidindo que queria coisas diferentes para a minha vida. Eu me esforcei por tanto tempo, trabalhando, fazendo filmes, e é tão difícil. Eu não tinha espaço para nada na minha vida pessoal. [...] Quando você está fazendo um filme, é uma desculpa perfeita - eles são os seus donos. Você fica 12 horas por dia durante meses a fio e não tem tempo para mais nada. Os atores são infantilizados. Estamos em uma posição em que tudo é resolvido por nós.

##RECOMENDA##

A bela contou que aprendeu a ser autossuficiente depois disso.

- [Comecei a] juntar todos os pedaços da minha vida do jeito que eu queria que fosse, não como as outras pessoas pensavam que deveria.

Sincera, Cameron ainda admitiu que sentiu uma paz quando deixou a carreira para trás.

- Eu senti uma paz na minha alma. Eu finalmente estava cuidando de mim mesma.

Filhos

No mesmo vídeo, Cameron Diaz apontou que só se tornou mãe após ter sido pressionada por Gwyneth Paltrow.

- Eu não me tornaria mãe se não fosse por você. Eu costumava dizer: Não vou ter filhos. E você dizia: Não, você vai ter filhos... você vai se casar! Você sempre disse: Você precisa. Você não entende, se não fizer isso, você ficará tão triste. Portanto, eu dou muito crédito a você [Gwyneth]. Você nunca desistiu de mim.

Gwyneth acrescentou:

- Eu pude ver como você é uma mãe natural - algumas mulheres não são - mas você nasceu para fazer isso.

Cameron se tornou mãe no início de 2020, aos 47 anos de idade, junto com o marido, Benji Madden. A filha do casal, Raddix, nasceu por meio de uma barriga de aluguel.

Preta Gil participou de uma conversa com Thais Fersoza no YouTube! A cantora, que está agora com os cabelos pink, abriu o jogo sobre padrões de beleza e disse que, de todos os preconceitos que já sofreu na vida, o pior deles, para ela, foi a gordofobia. Primeiro, ela começa dizendo que sempre teve muita autoestima - mas que quando começou a sua carreira, isso mudou:

- Eu sempre fui guerreando, recebendo no peito. Óbvio que eu tive os meus momentos de vulnerabilidade, tive meus momentos de fraqueza. Em algum momento da minha vida por exemplo eu não lidei bem com a opressão em relação ao meu corpo. A gordofobia foi algo que me assustou muito em um primeiro momento, tanto é que eu tentei ser magra durante muito tempo.

##RECOMENDA##

Ela, que sempre rebate críticas, continua e lembra que fez lipoaspiração e até mesmo tomou remédios para emagrecer:

- Eu sou negra, sou uma mulher, sempre me considerei, me reconheci como mulher negra. Eu sou bissexual e isso para mim é de uma naturalidade absurda. Ser quem eu sou é de uma naturalidade absurda, mas o meu corpo nunca tinha sido algo que eu pensasse ou que eu tivesse um relacionamento esquisito. Eu sempre tive um relacionamento também muito livre com o meu corpo. E ali naquele primeiro momento, quando eu me lancei como cantora, e veio essa enxurrada de preconceito, eu fiquei muito assustada. Eu falei: ué, mas por que as pessoas estão me julgando pelo meu corpo, pela minha forma física? Por que está sendo uma questão, o meu corpo? Por que não estão falando do meu disco, da minha voz? Aquilo me assustou demais.

A filha de Gilberto Gil ainda disse que precisou de muita terapia para lidar com tudo:

- E aí eu fui comprando uns grilos. E aí sem perceber, levando para o meu inconsciente todos esses preconceitos... e uma hora, quando eu me vi, eu estava fazendo lipoaspiração, tomando remédio para emagrecer, querendo ficar magra. E aí na terapia, depois de muito tempo, a gente entendeu que essa minha busca pela magreza e querer me encaixar nos padrões, que as pessoas queriam que eu me encaixasse, era muito mais eu dizendo: parem de falar de mim, ok, vou ficar do jeito que vocês querem, do que eu realmente querendo ser magra. Aí foi uma fase da minha vida que eu realmente tive que intensificaras minhas terapias, de autoconhecimento, para não pirar, porque eu estava desconectada do que eu queria fazer para mim.

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continua: Educação 2019 divulgada nesta quarta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), seis em cada dez alunos interrompem os estudos após a conclusão do ensino médio.

O levantamento aponta que 13,8 milhões de jovens entre 15 e 29 anos já têm ao menos o ensino médio completo, mas não prosseguiram com os estudos no ensino superior; 44,4% deles argumentaram que precisavam trabalhar e outros 17,5% alegaram falta de recursos. A pesquisa também mostra que o acesso ao ensino superior é predominantemente privado no Brasil. Apenas um quarto dos estudantes de graduação (26,3%) estão matriculados em instituições de ensino superior públicas.

##RECOMENDA##

A rede pública de ensino assiste a maior parte dos estudantes brasileiros desde a creche até o ensino médio, período em que a taxa de escolarização da população na faixa etária marcha para níveis de universalização. Em 2019, as instituições públicas agrupavam 74,7% dos alunos na creche e pré-escola, 82% dos estudantes do ensino fundamental e 87,4% dos que cursavam o ensino médio regular.

 

Uma série documental sobre os irmãos Sandy Leah e Junior Lima, que formaram uma dupla por anos, estreia nesta sexta-feira (10) no catálogo da Globoplay. Na produção, os artistas contam a sua trajetória na música. 

O projeto surgiu após a turnê "Nossa História", que foi um grande sucesso em todo o país, e comemorou os 30 anos de carreira da dupla. A série "Sandy & Junior: A História" é uma produção exclusiva do streaming e conta com sete episódios. No próximo domingo (12), o primeiro deles será exibido também na TV aberta. 

##RECOMENDA##

O documentário foi produzido a partir do acervo pessoal da dupla. Foram disponibilizados pela mãe dos artistas, Noely, mais de 250 DVDS, entre gravações caseiras e programas de TV. 

"Mal posso conter a ansiedade de dividir essa história com vocês, que são parte integrante e fundamental dela", escreveu Sandy nas suas redes sociais.

A série conta com relatos de profissionais, amigos e a família da dupla, os bastidores,  as polêmicas em volta da sexualidade, namoros, especulações sobre brigas entre os irmãos, contadas a partir da ótica deles.

"Revisitar esse passado me trouxe tantos sentimento, tantos entendimentos, tantas memórias perdidas, tantas alegrias e descobertas. Me conectou com uma parte de mim que eu nem sabia que ainda existia. Mas que ainda tinha muito pra dizer", disse a cantora.

"Remexemos na memória, nos hd's e no coração para colocar no ar nossa série documental", acrescentou Junior Lima.

As inovações que a tecnologia tem oferecido estão transformando o mercado de trabalho e exigindo novas habilidades do profissional que quer se destacar na carreira. O profissional do futuro precisa saber lidar com esse novo cenário.

Para debater as carreiras 5.0 e o perfil e características desse profissional, a UNINASSAU e a Universia Brasil vão promover uma live, no dia 6 de julho, às 16h30. Serão abordados assuntos como “Carreira e protagonismo”, “Indústria 4.0”, “Gerenciando minha própria carreira”, “Plano de carreira: o que é e para que serve?”, entre outros.

##RECOMENDA##

A live terá participação do diretor de Recursos Humanos do Ser Educacional – mantenedora da UNINASSAU –, Artur Arranja, e do Head de Geração de Talentos da Universia Brasil, Pedro M. Silva. Interessados poderão acompanhar o encontro pelo perfil @uninassau no Instagram.

 Segundo Artur, esses temas precisam ser cada vez mais aprofundados por quem pretende ter uma carreira de sucesso. “Independentemente de qual a área da pessoa, ela precisa analisar os rumos que o mercado de trabalho está tomando para saber o que vai ser exigido dela lá na frente. Assim ela pode se capacitar já de agora para aproveitar as oportunidades quando surgirem, com protagonismo sobre sua própria carreira”, afirmou.

 A parceria entre a UNINASSAU e a Universia Brasil ainda vai contar com outras duas lives – nos dias 16 e 27 de julho. A programação completa, assim como temas e participantes, está no perfil do Instagram.

A Universia pertence ao Grupo Santander e está presente em 23 países ibero-americanos. Ela atua na colaboração entre universidades e empresas como agente integrador buscando levar empregabilidade, conhecimento e formação para a sociedade.

Por Rayanne Bulhões/Ascom UNINASSAU.

 

Um grupo de WhatsApp reunindo juristas e políticos de todo o Brasil, chamado Prerrogativas, está se articulando para dificultar a carreira advocatícia do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a plataforma reúne nomes como o Alberto Toron - que defende a ex-presidente Dilma Rousseff-, Antonio Carlos de Almeida Castro (advogado de Renan Calheiros, do MDB), o deputado federal Aécio Neves (PSDB) e Celso Antonio Bandeira de Mello, professor de direito da Pontifícia Universidade Católica (PUC). "Ele não terá vida fácil na planície", diz o advogado e fundador do grupo Marco Aurélio de Carvalho.

O grupo surgiu em 2014, quando Aécio Neves contestou o resultado das eleições após perder o pleito para Dilma Rousseff. O desenvolvimento da Operação Lava-Jato também foi responsável por tornar os debates constantes. Apesar disso, Carvalho garante que diversos tipos de pensamento político estão representados. “Há no grupo diversidade política e ideológica. Há petistas, há tucanos, há gente de centro, só não há bolsonaristas, porque o grupo se uniu contra o avanço do autoritarismo e do estado de exceção", comenta.

##RECOMENDA##

Um dos alvos prediletos do grupo, Moro tornou-se o foco principal das discussões depois que deixou o governo Bolsonaro, em 24 de abril. Depois disso, duas representações foram protocoladas na Comissão de Ética pública da Presidência da República, acusando o ex-ministro de violar o Código de Ética do Servidor, ao passo que ele não informou os órgãos competentes de supostas irregularidade cometidas por Bolsonaro, além das acusações de ter negociado favores com presidente em troca de nomeação para o Supremo Tribunal Federal e por ter solicitado uma pensão para a família quando assumiu o ministério, sem legislação existente para tal.

Agora, o grupo analisa as medidas a serem tomadas caso moro peça à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) autorização para advogar. "Nós não temos uma questão fechada sobre esse assunto. Eu, por exemplo, sou contra a hipótese de impugnar a carteira dele. Embora eu considere que ele desonrou a cadeira de juiz, sou contrário a hipótese de ele não ter a carteira, porque acho que isso não pode virar uma regra", diz o criminalista Almeida Castro.

O Instituto Êxito de Empreendedorismo, instituição beneficente que investe no desenvolvimento da educação empreendedora no Brasil, estreia, nesta segunda (8), o canal Empreenda com Êxito, dentro do portal iG. O novo site traz diversas seções com conteúdos sobre empreendedorismo, carreira, mercado, desenvolvimento pessoal e profissional, além de cursos online gratuitos oferecidos pela plataforma do Instituto.

O canal Empreenda com Êxito é mais uma iniciativa do Instituto Êxito de fomento à educação empreendedora e estímulo ao desenvolvimento do espírito empreendedor no Brasil. “Nosso objetivo no Instituto é impactar a vida de 1 milhão de jovens em até cinco anos. Para isso, firmamos diversas parcerias com instituições públicas e privadas para levar a educação empreendedora a esses jovens, principalmente os que têm menos oportunidade de acesso”, explica o fundador e presidente do Êxito, Janguiê Diniz. “Agora, com a parceria do iG, ganhamos mais projeção e podemos atingir mais pessoas, por meio da internet”, completa.

##RECOMENDA##

O espaço tem seções como “A virada”, que vai trazer histórias de empreendedores brasileiros de sucesso e os pontos de virada de suas carreiras; “Meus erros”, que traz ensinamentos dos empreendedores a partir dos erros que cometeram na trajetória profissional; artigos sobre temas variados; além de entrevistas e notícias sobre mercado e carreira. O canal ainda conta com espaço reservado para o Êxito Ladies, braço do Instituto que realiza ações voltadas para o empreendedorismo feminino. O site será constantemente alimentado com novos conteúdos em texto e vídeo, desenvolvidos por sócios do Instituto e parceiros.

Com a estreia do canal, o iG inicia uma nova frente de informação, abarcando o empreendedorismo em seu escopo. “Hoje, o Brasil conta com milhares de empreendedores informais, que se destacam em seus segmentos seguindo seus instintos. O Canal iG Empreenda com Êxito possibilitará ferramentas para esses jovens desenvolverem suas habilidades, o que pode fazer com que mudem o futuro de toda uma geração”, avalia o controlador do Portal iG, Nuno Vasconcellos. O Portal iG é um dos maiores do Brasil e, com a parceria, vai auxiliar a impactar positivamente parte dessa audiência com os novos conteúdos.

Sobre o Instituto Êxito

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil e que hoje já conta mais com mais de 400 sócios. Eles compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para alavancar vidas e histórias.

O Êxito tem a filosofia de que, independentemente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive. Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas. Sem fins lucrativos, seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos online e gratuitos, além de diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo. Mais informações no site: www.institutoexito.com.br.

Da assessoria

LeiaJá também

--> Empreendedores falam dos desafios e lições da carreira

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando