Tópicos | homicídio

Um jovem, de 21 anos, foi preso nessa quinta-feira (5) por suspeita de ter assassinado uma mulher e comido seu cérebro com arroz. Segundo as autoridades locais, a causa do crime foi porque a vítima falou em inglês, na ilha da Mindanao, nas Filipinas.

Lloyd Bagtong teria relatado a polícia que estava bêbado e com fome quando a vítima tentou comunicar-se em um idioma que ele não domina. “O suspeito disse que matou a vítima porque ela estava falando inglês. Isso provavelmente irritou ele", descreveu o capitão Maribeth Ramoga ao Straits Times.

##RECOMENDA##

De acordo com a investigação, após ser assassinada, ela teria sido decapitada com um facão e Bagtong teria usado um tecido - que pode ser parte da camisa vítima - para levar a cabeça para casa.

Ele afirmou que cozinhou um pouco de arroz e preparou uma refeição junto com o cérebro. Seu nome esteve presente em relatos de testemunhas, que apontaram tê-lo visto em companhia da vítima momentos antes do homicídio.

O corpo - não identificado - foi localizado com as mãos amarradas e apenas vestindo uma calça jeans, há cerca de três quilômetros da casa do suspeito. A polícia encontrou o crânio e um pano ensanguentado em um buraco próximo à residência.  

O rapaz está sob custódia e vai passar por uma avaliação psiquiátrica. Agora, a polícia tenta descobrir mais informações sobre a vítima, que pode ser uma turista, e pede que familiares de desaparecidos entrem em contato.

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu um foragido prioritário do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte. Josenildo Vieira da Silva Júnior, de 34 anos, é suspeito de participação em cerca de 50 homicídios.

 De acordo com a polícia, Josenildo foi preso no bairro do Jordão, Zona Sul do Recife. Na casa em que foi encontrado, os investigadores apreenderam cinco balaclavas, camisa da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, distintivo policial, cinco aparelhos celulares e carteira de habilitação falsa.

##RECOMENDA##

 Josenildo é suspeito de integrar um grupo de extermínio no estado potiguar. De acordo com o delegado pernambucano Alessandro Orico, o próprio suspeito diz ter envolvimento direto em cerca de 50 assassinatos. "Ele relatou, mas não colocou isso de forma documental", resume o delegado.

 O preso também é investigado por tentativas de homicídios, roubo e sequestro. Os investigadores acreditam que Josenildo já estava cometendo crimes em Pernambuco. "Estamos dando andamento às investigações para conseguirmos maiores informações", diz Orico.

 Um dos casos investigados é de um sequestro de gerente de banco ocorrido em Gravatá, no Agreste de Pernambuco. Josenildo foi transferido para o sistema penitenciário do Rio Grande do Norte.

A polícia prendeu o suspeito de espancar e matar a idosa Creuza Maria da Conceição, de 79 anos, no Sítio Bom Jardim, em Arapiraca, interior de Alagoas, no último domingo (24). A prisão aconteceu dois dias depois.

O delegado Fernando Lustosa, responsável pelo caso, informou que o acusado foi identificado como Marciel Soares dos Santos, também conhecido como “Didi”, de 27 anos, Ele foi encontrado na residência onde morava, na comunidade Bom Jardim, após denúncias anônimas da população.

##RECOMENDA##

As investigações do caso, segundo o delegado, constataram que o suspeito entrou na casa da idosa com o objetivo de roubar. Ele teria descoberto que a vítima tinha sacado uma quantia de dinheiro dias antes e decidiu praticar o crime. No momento, como ela se negou a entregar o dinheiro, Marciel a agrediu.

O delegado revelou que, em depoimento, o acusado disse que tinha ingerido bebidas alcoólicas e que ficou “alterado” quando a vítima alegou o ter reconhecido. Ele aplicou chutes, socos e bateu a cabeça da idosa na parede da residência.

Marciel Soares foi conduzido à Central de Polícia Civil de Arapiraca para a realização dos procedimentos legais. Em razão do crime e a pedido do delegado regional Everton Gonçalves, a Justiça decretou a prisão temporária de 30 dias do suspeito, que deve ser encaminhado à Casa de Custódia, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Da Polícia Civil de Alagoas

Apenas cinco meses após a ocorrência do crime, um homem acusado de fazer uma emboscada para tentar matar o próprio irmão, em Lindóia do Sul, no Oeste de Santa Catarina, foi condenado a 12 anos de prisão, em regime fechado.

Segundo o processo, o acusado teria se desentendido com a vítima que não lhe vendeu cerveja fiado.

##RECOMENDA##

Segundo a denúncia, o acusado colocou um galho de árvore na estrada para que o irmão tivesse que descer da motocicleta que conduzia. Depois o atacou a golpes de facão, atingindo a orelha e o pescoço da vítima.

A morte foi evitada por um policial militar que fazia rondas na linha Sertãozinho, local do crime.

Preso preventivamente desde a data do crime, há cinco meses, o homem não poderá recorrer em liberdade.

Os jurados reconheceram as qualificadoras de motivo fútil, emprego de meio cruel e emboscada. A pena foi aumentada por ter sido o crime praticado contra irmão.

Motoristas de transporte por aplicativo organizam uma carreata na manhã desta quinta-feira (14) no Recife. O ato ocorre após o homicídio de mais um motorista de aplicativo, na quarta-feira (13), no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife.

 A vítima, Eronides Albuquerque da Silva, de 39 anos, foi encontrada sem vida dentro do carro na Rua General Polidoro na madrugada da quarta. De acordo com a Polícia Civil, ele sofreu disparos de arma de fogo. Um inquérito foi instaurado para identificar os autores do crime.

##RECOMENDA##

 Nesta manhã, motoristas de aplicativo se concentram em frente ao Classic Hall, na divisa entre Recife e Olinda. Eles cobram medidas de segurança às empresas e ao governo do estado. Segundo o representante da categoria Thiago Silva, ocorreu uma reunião com o governo no início do ano, mas a situação não melhorou.

“Hoje a gente vai fazer barulho”, prometeu Thiago Silva. O percurso do ato não foi divulgado. Segundo Silva, foram seis homicídios de motoristas de aplicativo em Pernambuco em 2019.

O famoso historiador russo Oleg Sokolov, detido no sábado pela polícia russa com uma mochila na qual havia dois braços de mulher, confessou neste domingo que matou e esquartejou sua jovem companheira sentimental e ex-aluna.

O grande especialista em Napoleão, de 63 anos, condecorado com a Legião de Honra na França em 2003, estava em estado de embriaguez quando a polícia o retirou, no sábado de manhã, das águas do rio Moika, em São Petersburgo.

Sokolov carregava uma mochila na qual foram encontrados dois braços de mulher e uma pistola de alarme. Ele tinha caído no rio quando tentava lançar as partes do corpo da jovem, segundo a imprensa local.

O historiador teria reconhecido sua intenção de se livrar do corpo e de se suicidar publicamente, vestido de Napoleão na Fortaleza de São Pedro e São Paulo, um dos lugares mais emblemáticos de São Petersburgo.

"Reconheceu sua culpa", declarou à AFP Alexandre Potshuev, seu advogado, e acrescentou que Sokolov, atualmente hospitalizado com hipotermia, havia afirmado que lamentava seu ato e estava disposto a colaborar com a polícia.

Na segunda-feira deverá se apresentar ante um tribunal, que decidirá sua prisão.

Sokolov teria declarado aos investigadores que matou sua companheira Anastasia Eshchenko, que morava na casa dele, durante uma discussão. Depois a decapitou e cortou seus braços e pernas para tentar se desfazer do corpo, segundo a imprensa.

A polícia descobriu na casa de Sokolov o corpo decapitado da jovem de 24 anos, com a qual o historiador tinha assinado vários livros, assim como uma serra manchada de sangue.

Este catedrático de história na Universidade Estatal de São Petersburgo, que também ensina na universidade Sorbonne na França, é autor de várias obras sobre Napoleão Bonaparte, e foi consultor em vários filmes e recriações históricas.

Seus alunos o descrevem com um professor talentoso, que fala francês e pode interpretar os papéis de Napoleão e seus generais.

Mas é "estranho", gosta de se vestir de Napoleão, chamar sua companheira de "Josefina" e ser chamado de "Sire" (senhor), afirmaram alguns.

Anastasia Eshchenko também era apaixonada pela era napoleônica e gostava, como ele, de se vestir com trajes de época.

"O que aconteceu é simplesmente monstruoso", declarou sob anonimato um professor da Universidade Estatal de São Petersburgo. Acrescentou que Sokolov é dedicado a seu trabalho, mas também é instável emocionalmente e abusa do álcool.

Vários estudantes desta prestigiosa universidade, onde estudou o presidente Vladimir Putin, disseram que Sokolov é conhecido por seu comportamento hostil, mas que a administração havia ignorado as queixas.

O historiador era membro de alto escalão da Sociedade Militar Histórica da Rússia, dirigida pelo ministro da Cultura, Vladimir Medinski. O organismo suprimiu imediatamente qualquer referência a Sokolov em seu site, segundo a imprensa.

Também trabalhava como conselheiro na França para o Instituto de Ciências Sociais, Econômicas e Políticas (Issep), que o despediu após conhecer sua detenção.

Um corpo foi encontrado dentro da cisterna de uma casa em construção com perfurações de faca peixeira, na madrugada desse domingo (3), no Grande Recife. Segundo a Polícia Militar, o corpo é de José Edmilson do Nascimento, de 55 anos.

Conforme informações de populares, o imóvel está localizado na Rua Juscelino Kubitschek, no bairro da Mangabeira, em Itapissuma. Após ser acionado, o Instituto de Medicina Legal (IML) foi ao local e recolheu o corpo. O caso é investigado pela Polícia Civil e segue em sigilo. 

##RECOMENDA##

Um homem foi preso em flagrante após tentar assassinar o companheiro com uma facada na boca. A tentativa de homicídio ocorreu na noite desse domingo (3), na 1ª Travessa Nazaré, bairro de Santa Mônica, em Camaragibe, no Grande Recife.

A vítima informou à Polícia Militar que o golpe foi motivado por ciúmes. Devido ao ferimento, ele foi encaminhado para uma unidade de saúde do município antes de ser transferido para o Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife.

##RECOMENDA##

Durante as buscas, o efetivo recebeu informações de populares sobre a possível localização do suspeito. Após a captura, ele foi levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde ficou à disposição da Justiça.

O servente de pedreiro que invadiu um hospital na Região Metropolitana de Fortaleza, no Ceará, para assassinar o atual namorado da ex-companheira, foi preso nesta terça-feira (29). A vítima foi executada dentro da Santa Casa de Cascavel, após sobreviver a um atentado feito pelo próprio suspeito momentos antes do crime. Uma emboscada foi armada para conseguir prendê-lo.

A vítima André Carvalho da Silva, de 23 anos, namorava há cerca de um mês com Francisca Osnaikia, identificada como ex-companheira do suspeito Marden Gabriel Bernardo de Lima. No dia 5 de agosto, o casal seguia de moto, quando foi surpreendido pelos disparos do servente de pedreiro.

##RECOMENDA##

Ambos foram atingidos nas costas, mas conseguiram fugir de moto até a unidade de saúde. No entanto, foram perseguidos pelo suspeito, que recebeu auxílio do vigilante Raul Matheus -condutor da motocicleta na qual estava.

Já em frente ao hospital, o casal foi abordado pela dupla. Na tentativa de se salvar, André correu para dentro da unidade e, ainda assim, foi perseguido e morto no local. Em seguida, os suspeitos fugiram e não atentaram contra a mulher.

A prisão de Marden ocorreu após ele entrar em contato com Francisca Osnaikia. Junto com as autoridades, ela criou uma emboscada e encontrou o ex-companheiro em uma pousada, local onde foi preso.

Em depoimento, o condutor Raul Matheus confessou o crime. Antes de ser liberado, contou à polícia que foi motivado a participar do homicídio porque tinha uma rixa com a vítima, segundo o G1.

Confira

[@#video#@]

Um flanelinha foi esfaqueado e outros três homens foram baleados por um motorista de ônibus no Jardim das Oliveiras, na região do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, na noite deste domingo (27). O caso aconteceu durante uma festa em um bar. O condutor do coletivo foi preso em flagrante.

Segundo a Polícia Militar, o motorista Ademilson Santana de Souza se desentendeu com um grupo que participava de um pancadão e bloqueava a Rua Manoel Lemes da Silva, próximo à Rua Maximiano Corrêa dos Santos, por volta das 20h30.

##RECOMENDA##

Após a discussão, o motorista usou um facão para agredir o flanelinha. Os participantes do baile funk reagiram e foram para cima de Souza. Ele, então, voltou para o ônibus, pegou uma arma e atirou contra o grupo, atingindo três pessoas. Em seguida, ele foi desarmado e espancado.

O motorista, o flanelinha e os três baleados foram socorridos e levados ao pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, no Itaim Paulista. O estado de saúde deles não foi divulgado.

A São Paulo Transporte (SPTrans) informou que o condutor envolvido na ocorrência dirigia o veículo número 31.956 e percorria o trajeto da linha 2678-10 Oliveirinha/Terminal Parque Dom Pedro II, em direção ao centro da cidade.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) de São Paulo informou que o caso está sendo registrado no 50º Distrito Policial (Itaim Paulista). O motorista deve responder por tentativa de homicídio.

Três anos atrás, Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickmann, disparou três tiros contra Rodrigo Augusto de Pádua, homem que tentou atacar a apresentadora. O agressor, que se dizia fã de Ana, planejou um atentado e invadiu o hotel em que ela estava hospedada em 2016, em Belo Horizonte. O homem acabou morrendo baleado pelo cunhado da apresentadora.

Na época, o empresário foi acusado de homicídio doloso, quando há intenção de matar, pela promotoria de Minas Gerais, que argumentou que Gustavo se excedeu ao se defender. O pedido inicial era de que houvesse uma pena de seis a 20 anos de prisão.

##RECOMENDA##

Já em setembro deste ano, Gustavo foi absolvido da acusação por três votos a zero. Os desembargadores interpretaram que ele agiu em legítima defesa e o processo será oficialmente arquivado, já que a promotoria não recorreu a decisão. E em entrevista à revista Época, Gustavo revelou como se sente depois de vários anos lidando com a situação.

- [O sentimento] é de alívio. Mas quando eu recebi a notícia no dia, até senti um pouco de ódio ainda por ter passado por tudo isso. Saiu um peso das minhas costas e das costas dos meus pais, que têm quase 80 anos. Mas a gente continua indignado. Conseguimos, nos livramos, a justiça foi feita, mas passaram-se três anos de desgaste emocional, financeiro, físico e psicológico. A gente teve todo tipo de problemas nesse meio do caminho, contou.

Gustavo também respondeu se tinha tido algum contato com a família do homem responsável pelo ataque em Belo Horizonte:

- Quem costumava se pronunciar era a irmã dele, que dizia coisas feias ao meu respeito. Ela mencionou meu nome me chamando de assassino nas redes sociais, e agora vai ter que responder na Justiça por isso. Mas agora parou. Eu entendo a família dele, eles têm o direito de sentir dor, com certeza o pai e mãe dele não o criaram para isso. Mas ele foi lá, comprou a arma, premeditou, ele não era um santo. Eu matei para salvar a minha vida. E já disse outras vezes que eu não mudaria uma vírgula do que eu fiz, falou.

A família toda da apresentadora sofreu com o processo e Gustavo afirma que, embora fique a reflexão de que a vida é um sopro, não tirou nada bom do que aconteceu:

- Nada de bom ficou disso. Nossa família sempre foi unida, eu sempre cultivei muitas amizades. Eu ainda fico me perguntando o motivo de eu ter passado por isso. E, sinceramente, vou morrer sem entender, relevou.

 

Foi preso, na noite dessa quarta-feira (23) um homem de 73 anos por tentativa de feminicídio, ocorrida na noite da terça-feira(22), no Bairro Valença, em Viamão. O agressor desferiu golpes contra a vítima com um espeto de churrasco.

"Ele atingiu a cabeça e perfurou o pescoço da vítima, que foi socorrida pela SAMU e Brigada Militar, tendo a Polícia Civil iniciado imediatamente as buscas no sentido de localizar o autor", disse a delegada Jeiselaure de Souza.  

##RECOMENDA##

A vítima havia registrado uma ocorrência no dia 10, informando que teve uma relação de 13 anos com o autor, mas estavam separados de fato há quatro anos, embora vivessem na mesma residência. "Ela disse que a convivência havia se tornado insuportável em razão da violência psicológica, ofensas e humilhações diárias que vinha sofrendo." 

 O acusado foi preso no bairro Centro após horas de buscas que duraram toda a noite e madrugada. A vítima encontra-se em observação no hospital, mas não corre risco de morte.

Um homem foi morto e três mulheres, dentre elas uma idosa, foram atingidas durante um tiroteio na Avenida Agostinho Nunes Machado, no município de Itapissuma, no Grande Recife, na noite dessa quarta-feira (16). As vítimas foram socorridas e apresentam quadro estável, de acordo com populares.

A Polícia Civil investiga o homicídio de Carlos André da Silva Bandeira, conhecido como 'Meio Quilo', de 27 anos. Ele foi assassinado na via por suspeitos que, segundo testemunhas, chegaram em um carro e efetuaram os disparos. Eles ainda não foram identificados pelas autoridades, que investigam o caso.

##RECOMENDA##

Durante a troca de tiros, três mulheres que estavam na localidade foram atingidas. A idosa Helena Maria da Conceição, Tarcísia Coelho da Silva, de 22 anos, e Maria das Neves Coelho, de 46, ficaram feridas e precisaram ser socorridas para uma unidade de saúde. A Polícia Civil não revelou o hospital.

A Polícia Civil está fazendo buscas por Ivan Ferreira Alves, de 41 anos, no Agreste de Pernambuco. Ele é suspeito de ter assassinado Leonan Martins, 41, na noite da segunda-feira (14), no bairro de Santo Antônio, em Pesqueira.

Segundo a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por ciúmes. A vítima era companheiro da ex-mulher de Ivan.

##RECOMENDA##

Leonan foi morto a facadas. O suspeito não foi localizado após o crime. A delegacia de Pesqueira conduz o caso.

 

Um homem, de 39 anos, foi brutalmente assassinado na noite dessa segunda-feira (14), no município de Igarassu, localizado no Grande Recife. Segundo populares, a vítima era ex-presidiário e foi morto por pauladas e pedradas na frente de casa.

De acordo com relatos, Manoel Raul da Silva Neto, conhecido como Nem, foi retirado de dentro do imóvel e agredido até a morte por quatro suspeitos. No local, foram encontrados pedras e pedaços de madeira, supostamente utilizados no crime.

##RECOMENDA##

A companheira de Nem, identificada como Rosimere da Conceição da Silva, de 35 anos, também foi atacada com socos, mas não veio a óbito. O corpo de Manoel foi recolhido pelo Instituto de Medicina Legal (IML). A Polícia Civil vai investigar o caso.

A Polícia Civil está investigando um possível homicídio ocorrido na noite de sexta-feira (11) em Caruaru, no Agreste do Estado. O corpo da vítima, a professora Jodeilma Maria dos Santos, de 46 anos, foi encontrado em um terreno baldio no dia seguinte. O principal suspeito do crime é o namorado da professora.

A suspeita da Polícia Civil é que Jodeilma faleceu por esganadura. Foram encontradas marcas de violência no pescoço da vítima.

##RECOMENDA##

As investigações seguem sob sigilo. Segundo informações, o companheiro da professora confessou o crime e foi preso. Ele teria informado que o crime ocorreu após um desentendimento entre os dois.

 

A Polícia Civil prendeu, na tarde da quinta-feira (10), Vinícius Lucas Dias da Silva, vulgo Vinícius Doido ou Lágrima. Ele é o segundo suspeito de participação no latrocínio do idoso Jaime Rodrigues da Silva, de 78 anos, na Avenida Dantas Barreto, centro do Recife, na quarta-feira (9).

O homem foi localizado após informações repassadas pelo primeiro suspeito preso, Rodrigo Pedro da Silva. Rodrigo reconheceu o comparsa em uma foto apresentada pela Polícia Civil.

##RECOMENDA##

Vinícius foi autuado por latrocínio consumado e seguirá para audiência de custódia. Ele é investigado por envolvimento em outros crimes. Rodrigo teve a prisão preventiva decretada.

 

Um idoso de 78 anos foi assassinado durante assalto na Avenida Dantas Barreto, no bairro Santo Antônio, centro do Recife, na noite da quarta-feira (9). Jaime Rodrigues da Silva faleceu antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Um suspeito, identificado como Rodrigo Pedro da Silva, de 19 anos, foi preso em flagrante. Um segundo suspeito está foragido.

##RECOMENDA##

De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava trafegando pelo local quando foi abordada por dois homens que anunciaram o assalto e desferiram golpes de faca. O caso será investigado pela 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH).

 

Um homem foi preso ao tentar assassinar o filho, a nora e o neto, nessa terça-feira (24), na Rua Guadalajara, localizada no Alto da Conquista, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. O suspeito é ex-presidiário e não consumou as mortes porque o revólver falhou.

O filho do suspeito acionou a polícia para proteger a vida da nora e do filho. No local, as autoridades apreenderam um revólver calibre 38, com cinco munições intactas. Após o momento de fúria, ele foi conduzido para a Central de Plantões da Capital, onde ficou à disposição da Justiça.

##RECOMENDA##

Uma mulher identificada como Angelica de Figueiredo Lima, 42 anos, morreu nesta última segunda-feira (23), após ser torturada dentro da própria casa por um homem. A vítima, que é educadora infantil, foi atingida por socos, tesouradas e golpes de ferro de passar roupa. Angelica chegou a pedir socorro e ser levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu no Rio de Janeiro.

De acordo com o Extra, o suspeito, que conseguiu fugir, já estava dentro da residência da vítima, surpreendendo a mulher por volta das 20h desta última segunda (23). Ainda não se sabe a motivação do crime e uma perícia foi realizada no local pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). A PolíciaCivil está investigando o caso.

##RECOMENDA##

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando