Adriano Oliveira

Adriano Oliveira

Conjuntura e Estratégias

Perfil:Doutor em Ciência Política. Professor da UFPE - Departamento de Ciência Política. Coordenador do Núcleo de Estudos de Estratégias e Política Eleitoral da UFPE.

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJá.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Podcast: O Bolsacrise e o familismo

Ações do presidente colocam em risco a economia brasileira

Adriano Oliveira, | sex, 18/10/2019 - 09:23
Compartilhar:

<p>No podcast desta sexta-feira (18), o cientista político Adriano Oliveira analisa as decisões do presidente Jair Bolsonaro, que, desde o início do mandato, cria várias crises, podendo por isso ser considerado como &ldquo;Bolsacrise&rdquo;. Ele diverge dos últimos presidentes, como FHC e Lula que, respectivamente, são conhecidos pela reforma do estado e pelo combate à desigualdade social. Apesar das crises de cada período, elas não tinham a figura do presidente como estopim.&nbsp;</p><p>Para Adriano, a atuação de Bolsonaro diverge de suas promessas eleitorais, uma vez que ele age com familismo, só fazendo política quando essa é de interesse dos seus filhos - como quando interfere em instituições para protegê-los. Ele não parece entender as consequências dos seus atos e termina colocando em risco não só o seu mandato, mas também a economia, as instituições brasileiras, entre outros.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: O erro estratégico do Presidente ao brigar com o PSL

Cientista discute as posições políticas do presidente da república

Adriano Oliveira, | seg, 14/10/2019 - 09:29
Compartilhar:

<p>Nesta segunda-feira (14), o cientista político Adriano Oliveira volta a falar sobre a briga que o presidente vem tendo com o seu partido, o PSL. Para Adriano, esse embate só tende a prejudicar a figura de Bolsonaro, principalmente quando ele pede auditoria dos gastos do partido, como o fez no último final de semana. Os seus filhos, Flávio e Eduardo, são responsáveis pelos diretórios do partido no Rio e em São Paulo. Se o pedido do presidente se concretizar, a auditoria pode encontrar problemas que vão afetar o presidente, se houver discordâncias nas contas geridas pelos seus filhos.&nbsp;</p><p>O cientista aponta que o principal motivo desse desgaste é o interesse de Bolsonaro sobre o fundo público de campanha do partido, do qual ele quer controle, mas que é administrado pelo presidente do PSL, Luciano Bivar. Apesar dos desafios que o país tem, o presidente está desde a semana passada gastando tempo com as divergências com Bivar. Adriano vê isso como presságio de maiores problemas para o Brasil.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: O PSL, a saída de Bolsonaro e a reforma

Cientista discute as posições políticas do presidente da república

Adriano Oliveira, | sex, 11/10/2019 - 10:15
Compartilhar:

<p>Nesta sexta-feira (11), o cientista político Adriano Oliveira analisa a possível saída do presidente Bolsonaro do seu atual partido, o PSL. O assunto foi bastante discutido nessa semana por causa de algumas declarações, e Adriano aponta algumas questões. Para ele, a saída seria prejudicial para o partido (que perderia o apoio bolsonarista para as eleições municipais de 2020), mas também para o presidente, cuja ação, se se concretizar, poderia gerar um grande escândalo. Ou ainda, perder o apoio do congresso, já que ele não teria mais a bancada o PSL, além de continuar sem ter o controle sobre os recursos públicos do partido - um dos motivos da sua vontade de sair do PSL.&nbsp;</p><p>Outra questão abordada pelo cientista é proposta de reforma administrativa que Paulo Guedes, Ministro da Economia, via entregar. Ela seria positiva para a economia do país, mas Adriano vê com desconfiança e dúvida se a reforma atingiria os membros do poder judiciário e do ministério público, onde há os maiores salários.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: os equívocos de Moro

Cientista discute as ações políticas do Ministro da Justiça

Adriano Oliveira, | seg, 07/10/2019 - 10:24
Compartilhar:

<p>Nesta segunda-feira (07), o cientista político Adriano Oliveira analisa a declaração feita pelo Ministro da Justiça, Sérgio Moro, que defendeu o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ontem, via rede social, acerca de uma acusação do uso de laranjas na campanha de 2018. Adriano não critica o presidente quanto à atuação mas questiona se o Ministro deveria defendê-lo imediatamente, antes mesmo do final das investigações pelos órgão competentes.</p><p>Moro dá a entender que tem conhecimento da investigação sigilosa da Polícia Federal (dado ao qual ele não deveria ter acesso), deixando claro que ele diverge da figura que teve quando juiz, quando tinha uma reputação de ser linha dura. Se continuar nesse mesmo ritmo, ele provará que é mais funcionário do governo do que aquele perfil que mostrava quando magistrado, perfil que para a opinião pública era corajoso e impessoal. Isso pode diminuir a popularidade do Ministro para 2020.</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: A remota disputa entre Lula e Bolsonaro

O analista comenta os reflexos que a anulação do julgamento do ex-presidente Lula pode acarretar

Adriano Oliveira, | sex, 04/10/2019 - 11:36
Compartilhar:

<p>Nesta sexta-feira (04), o cientista político Adriano Oliveira fala no seu podcast sobre a remota (porém existente) possibilidade de Lula disputar a eleição presidencial em 2022 contra Bolsonaro. O analista comenta os reflexos que a anulação do julgamento do ex-presidente Lula pode acarretar. &nbsp;</p><p>Outros destaques da análise de Adriano Oliveira são: os reflexos da possível decisão do Supremo Tribunal Federal em usar como prova dos processos, os diálogos dos integrantes da Lava Jato revelados pelo Intercept Brasil. Por fim, Oliveira comenta a ação do ministério público em progredir o regime de Lula para semiaberto. &nbsp;</p><p>O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>Confira mais uma análise a seguir:</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

As revelações de Rodrigo Janot

O cientista político Adriano Oliveira fala sobre as declarações polêmicas do ex-procurador da república, Rodrigo Janot

Adriano Oliveira, | seg, 30/09/2019 - 10:24
Compartilhar:
Nesta segunda-feira (30), o cientista político Adriano Oliveira fala no seu podcast sobre as declarações polêmicas do ex-procurador da república, Rodrigo Janot. O analista comenta as revelações de Janot que afirmou ter chegado muito perto de assassinar o ministro do STF, Gilmar Mendes. 
 
Outro ponto importante analisado é a questão do diálogo que Rodrigo Janot teve com Aécio Neves e com o ex-presidente Michel Temer. Oliveira comenta sobre o fato do Ministério Público também ser uma instituição política e que age muitas vezes dentro dos fatos políticos ocorridos no país. 
 
O programa Descomplicando a política é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 19h. Além disso, também é apresentado em duas edições no formato de podcast, as segundas e sextas-feiras. 
 
Confira mais uma análise a seguir:
 
 

A nova pesquisa Ibope e o medo da volta do PT

Adriano Oliveira, | sex, 27/09/2019 - 10:34
Compartilhar:

No podcast desta sexta-feira (27), o cientista político, Adriano Oliveira, destaca a impopularidade do Presidente Jair Bolsonaro(PSL).  Segundo ele, fazendo uma análise na pesquisa divulgada pelo IBOPE, esta semana, é possível perceber que há uma queda acelerada na popularidade do Presidente; visto que, Jair Bolsonaro, não tem mais o apoio de alguns eleitores que o elegeram na última eleição.

Adriano Oliveira ressalta ainda que esta impopularidade decorre por alguns motivos, entre eles, a falta de uma agenda econômica por parte do Presidente, a radicalização em seus discursos, a decepção dos eleitores, uma vez que, não estão vendo Jair Bolsonaro, tomar medidas para combater à corrupção como havia prometido.

Porém, mesmo que os eleitores estejam insatisfeitos, os mesmos, passam a avaliar a possibilidade de que uma reprovação ao presidente, Jair Bolsonaro, pode significar o retorno do PT ao poder. Logo, se esta hipótese, analisada pelo cientista político, Adriano Oliveira, for verdadeira, a impopularidade do Presidente, pode "dar um freio".

O programa "Descomplicando a Política", é exibido na fanpage do LeiaJá, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições, no formato de podcast, às segundas e sextas-feiras.

 

Podcast: Se Ágatha morasse no Leblon, o governador Witzel defenderia a ação da Polícia?

A menina de oito anos foi morta por um tiro de fuzil disparado por um policial militar

Adriano Oliveira, | seg, 23/09/2019 - 09:52
Compartilhar:

<p>No podcast desta segunda-feira (23), o cientista político Adriano Oliveira analisa as ações e falas do governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que tem uma política agressiva de segurança pública, além de empoderar negativamente a Polícia Militar. Desde que assumiu, o governador tem falas polêmicas, dando a entender que a polícia tem a autorização de matar, principalmente em áreas pobres, onde se tornou comum ações com helicópteros e fuzis.</p><p>No final de semana, uma menina de oito anos, acompanhada pela mãe, foi morta com um tiro de fuzil disparado por um policial militar. Ontem (22) aconteceu o enterro dela, que não teve a presença do governador e nem uma declaração de pesar. O cientista questiona se ele teria a mesma ação se a criança morasse em um local rico da cidade do Rio de Janeiro, como o Leblon. Sem ter se posicionado, para Adriano, Witzel parece partir do princípio de que todos que moram em áreas pobres são potencialmente traficantes.</p><p>O programa Descomplicando a Política é exibido na fanpage do Leia Já, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições, no formato de podcast, às segundas e sextas-feiras.</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe allowfullscreen webkitallowfullscreen mozallowfullscreen width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: Paulo Guedes ameaça o presidente Bolsonaro?

O cientista avalia as decisões tomadas pelo Ministro da Economia do governo

Adriano Oliveira, | sex, 20/09/2019 - 09:18
Compartilhar:

<p>No podcast desta sexta-feira (20), o cientista político Adriano Oliveira analisa as decisões tomadas pelo Ministro da Economia do governo. Para ele, as suas ações podem ameaçar a popularidade do presidente. Adriano aponta alguns pontos positivos em Paulo Guedes, como a defesa das privatizações e reformas, entretanto, questiona outras ações que podem ser prejudiciais para Bolsonaro.</p><p>Uma delas é o fato de ele ignorar a grande desigualdade social do país, não falando sobre políticas de inclusão social. O excesso de liberalismo faz com que não exista agenda social. Se isso continuar, para o cientista, a população pode começar a tirar o apoio ao presidente, não apoiando, inclusive, os candidatos dele nas eleições municipais de 2020. Se o emprego e a renda não aumentarem, as próximas eleições podem estar comprometidas.</p><p>O programa Descomplicando a Política é exibido na fanpage do Leia Já, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições, no formato de podcast, às segundas e sextas-feiras.&nbsp;</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Podcast: A autonomia da Polícia Federal e o teto de gastos

O cientista avalia o cenário político brasileiro

Adriano Oliveira, | seg, 16/09/2019 - 10:14
Compartilhar:

<p>No podcast desta segunda-feira (16), o cientista político Adriano Oliveira avalia os conflitos existentes dentro da Polícia Federal, que está dividida entre os que apoiam e os que não apoiam as decisões do presidente Bolsonaro sobre a instituição. Segundo a imprensa, o receio é que a autonomia da instituição venha a ser perdida em virtude da demissão do atual chefe da PF e da consequente nomeação, que pode não ser feita por Moro, Ministro da Justiça, posição que normalmente faz essa escolha. Adriano aponta que, provavelmente, essa escolha de chefia seja feita a partir de uma comunicação do Ministro e do presidente, entretanto, para o cientista, o problema é gerado quando Bolsonaro traz isso à tona, sugerindo um controle sobre a PF, o que gera descrédito da instituição. Como fica a figura de Moro perante isso?</p><p>Outro ponto avaliado por Adriano são as decisões que o presidente vem tomando, se baseando nas avaliações de Paulo Guedes, Ministro da Economia. Uma delas é a não ampliação do teto de gastos, que não será ultrapassado. Entretanto, o cientista questiona se, daqui a alguns meses, essas ações não surtirem efeito de melhora de emprego e renda, se o presidente continuará apoiando as medidas de Guedes.</p><p>O programa Descomplicando a Política é exibido na fanpage do Leia Já, em vídeo, toda terça-feira, a partir das 15h. Além disso, também é apresentado em duas edições, no formato de podcast, às segundas e sextas-feiras.</p><p>
<style type="text/css">
p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px 'Swiss 721 SWA'}</style>
</p> <iframe width="350" height="50" src="https://fast.player.liquidplatform.com/pApiv2/embed/5fbc59e8b8b00ec07528... scrolling="no" frameborder="0"></iframe>

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Leia Concursos

Procure os
Concursos

Inscrições  Inscrições: Até 13/12/2019
Salário  Salário: pré-estabelecido no plano de carreira dos Professores Docentes I e II
Inscrições  Inscrições: Até 02/11/2019
Provas  Provas: 19/09/2019
Salário  Salário: R$ 9.616,18
Inscrições  Inscrições: Até 31/10/2019
Salário  Salário: R$ 11.069,17
Inscrições  Inscrições: Até 29/10/2019
Salário  Salário: entre R$ 4.382,84 e R$7.139,16
Inscrições  Inscrições: Até 25/10/2019
Salário  Salário: R$ 998 a R$ 4.728
Inscrições  Inscrições: Até 21/10/2019
Salário  Salário: R$ 1.950,46

Copyright. 2019. LEIAJÁ. Todos os direitos reservados.

Carregando