Tópicos | 1ª fase

A Universidade de Campinas (Unicamp) antecipou a divulgação do resultado da primeira fase do vestibular e dos locais onde os aprovados farão as provas da segunda etapa. As informações estão disponíveis no site da universidade, onde o estudante deve fazer login para poder ter acesso.

As provas da segunda fase do vestibular serão compostas de questões discursivas e redação. A aplicação será nos dias 12 e 13 de janeiro. A lista de aprovados na primeira chamada será divulgada no dia 10 de janeiro. 

##RECOMENDA##

LeiaJá também

--> Prova da Unicamp aborda machismo no futebol e queimadas

--> Confira o gabarito na Unicamp

A Universidade de Campinas (Unicamp) divulgou o gabarito oficial de seu vestibular 2020 nesta terça-feira (19). Os 66,8 mil candidatos que participaram podem conferir as respostas das questões da primeira fase do processo de seleção para as vagas clicando aqui

O vestibular 2020 da Unicamp foi cercado por uma polêmica em torno da questão 32 das provas Q e X. O motivo é que professores e estudantes viram muitas semelhanças com uma questão aplicada no vestibular da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que realiza seleções para outras universidades em São Paulo. Apesar da polêmica, a questão foi mantida no gabarito oficial sob alegação da banca organizadora, a Comissão Permanente para Vestibulares da Unicamp (Comvest), e que a semelhança é “compreensível” e não gera prejuízo nem vantagem para nenhum estudante. 

##RECOMENDA##

“Trata-se de uma coincidência compreensível quando se tem por base o trabalho focado em áreas de conhecimento desenvolvidas no Ensino Médio. A banca elaboradora será consultada e seu posicionamento, acerca da questão em debate, será comunicado junto a divulgação do gabarito oficial", disse a banca por meio de nota. 

A Comvest também afirmou ter consultado sua banca a respeito da similaridade das questões e verificado que “não há problemas quanto à pertinência e à clareza da questão. À parte a proximidade entre essa questão e uma usada em outro exame vestibular em 2018, não houve prejuízos ou benefícios a qualquer candidato. O tópico é recorrente no Ensino Médio e nas avaliações, assim como a natureza da contextualização usada. Dessa forma, a banca concluiu pela manutenção da questão". 

Nesta edição do vestibular, a Unicamp está ofertando 2,5 mil vagas em 69 cursos de graduação. A lista de aprovados na primeira fase, as notas de corte de cada curso e locais de prova para a segunda fase serão divulgadas no dia 9 de dezembro no site da vestibular.

LeiaJá também

--> Unicamp divulga os cadernos de provas da primeira fase

--> Prova da Unicamp aborda machismo no futebol e queimadas

Na tarde desta terça-feira (29), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou a anulação de duas questões da primeira fase do Exame de Ordem XXX, realizado no último dia 20 de outubro. De acordo com o comunicado emitido pela OAB e publicado também pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que é organizadora do certame, estão anuladas “as questões 30 e 57 do caderno de prova tipo 1 e suas correspondentes nos cadernos tipo 2, 3 e 4, sendo atribuída a respectiva pontuação a todos os examinandos”. 

O LeiaJá procurou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para obter mais informações a respeito da razão pela qual novas questões foram anuladas e ainda aguarda retorno às perguntas encaminhadas. A Ordem dos Advogados do Brasil também já havia anulado, na última sexta-feira (25), a questão 20 do caderno tipo 1 e suas correspondentes “após constatar indícios de plágio na questão citada”

##RECOMENDA##

Esta não foi a primeira vez que a FGV utilizou questões com indícios de plágio nas provas do exame de ordem unificado. Respondendo a questionamentos levantados pela equipe, a OAB afirmou na época que “sempre que é constatado qualquer indício de problema, imediatamente notifica a FGV, responsável pela aplicação e formulação dos cadernos de prova”. 

Ainda de acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil, no caso anterior de constatação de plágio de questões, “houve garantia por parte da Fundação que todas as medidas haviam sido tomadas para evitar falhas desse tipo”. 

No entanto, a OAB afirmou também que a reincidência da FGV no mesmo erro mostra que, na primeira vez, o problema não teve solução. “Ao se repetir, a OAB considera que não foram tomadas as medidas suficientes, como garantido pela prestadora de serviços, e avalia as medidas administrativas a serem tomadas. As outras questões contestadas formalmente estão sendo examinadas pela coordenação do Exame”, afirmou a OAB. 

LeiaJá também

--> Para professor, OAB XXX tem questão passível de anulação

--> OAB anula questão de prova do XXX Exame de Ordem

--> Professora que elaborou questão anulada da OAB é demitida

No último domingo (20) foram aplicadas as provas do XXX Exame de Ordem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, como é comum, muitos estudantes ficam confusos com a redação do enunciado e das alternativas de algumas questões, questionando a possibilidade de interposição de recurso e anulação. Diante do surgimento dessas dúvidas, O Vai Cair na OAB ouviu professores para entender se, entre as dúvidas que estudantes encaminharam à nossa equipe, alguma tinha fundamento no conteúdo ou no edital para uma eventual anulação. 

Questão 21 - Caderno Verde

##RECOMENDA##

O professor de Direito Internacional Alexandre Nápoles comentou a questão 21 do caderno verde, que de acordo com ele, é passível de anulação pois apesar de ter uma redação completamente correta, já foi aplicada pela banca organizadora da prova, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em outros concursos públicos. 

“Isso viola o que dispõe o que edital do exame da Ordem sobre ter questões inéditas, inclusive por via de ofício à FGV”, afirmou o professor. 

Questionado se essa foi a primeira vez que uma questão foi repetida pela banca, Alexandre explicou que essa prática já havia sido adotada uma outra vez, mas não soube precisar em qual edição do exame foi. Dentre as questões enviadas à redação, esta foi a única considerada anulável pelos professores ouvidos pelo Vai Cair na OAB. 

Questão 25 - Caderno Verde

Segundo a professora de Direito Tributário Mariana Martins, “a questão tratava sobre doação de ações e em se tratando de doação é sabido que incidirá o ITCMD. No caso em questão, o Examinador exigia o conhecimento do ART. 155, parágrafo primeiro, inciso II da Constituição Federal de 1988”. 

Ela explicou que o diploma citado pelo enunciado da questão informa que “relativamente a bens móveis, títulos e créditos, compete ao Estado onde se processar o inventário ou arrolamento, ou tiver domicílio o doador, ou ao Distrito Federal”. Assim sendo, de acordo com a professora, “a alternativa a ser marcada será a que informa que o Estado competente para a cobrança do tributo é o Estado X, ou seja, onde o doador tem domicílio”. 

Perguntada sobre a razão de alguns dos estudantes que participaram do exame terem ficado confusos com a questão, a professora explicou que “essa questão gerou certa polêmica, em razão do enunciado da Súmula 435 do Supremo Tribunal Federal. Convém lembrar que essa súmula foi editada em 1964 e a Constituição Federal data de 1988, de forma, que por este motivo a Carta Magna deve ser aplicada no caso em questão”, disse ela.

Questão 33 - Caderno Verde

De acordo com o professor de Direito Ambiental Cristiano Carrilho, esta questão, que tratava sobre o desejo de um proprietário rural de preservar de modo perpétuo partes de seu terreno, “envolvia conhecimento de direitos reais através da servidão que tem caráter Perpétuo”. 

O professor afirmou que a alternativa B está “corretíssima” pois, no enunciado o dono do terreno “definiu na escritura que os futuros compradores terão que deixar preservada essa área de grande diversidade. Todos os futuros possuidores e proprietários terão que se submeter em caráter Perpétuo a esse gravame que foi registrado no registro de imóveis é uma forma pouco utilizada mas que retrata a função socioambiental da propriedade. Todos os futuros possuidores e proprietários terão que se submeter em caráter Perpétuo a esse gravame que foi registrado no registro de imóveis é uma forma pouco utilizada mas que retrata a função socioambiental da propriedade”, disse Cristiano.

Questão 34 - Caderno Verde

Nesta questão, que também foi comentada pelo professor Cristiano Carrilho, o enunciado discutia a legalidade de uma queimada realizada após pedir autorização ao órgão competente. Cristiano explicou que a questão está correta e não há possibilidade de interpor recurso pois “está na competência do órgão ambiental as autorizações”. 

“Não existe a tipificação de crime de queimada na lei de crimes ambientais, existe no art. 41 a conduta  ‘provocar incêndio’ e como não há dolo a partir do momento que foi pedida a autorização no órgão ambiental, configura o exercício regular de um direito. Assim, não vejo nenhum elemento que tipifique a conduta sendo possível sim, por exemplo, o órgão ambiental autorizar, de acordo com as peculiaridades locais, a queimada de uma vegetação de maconha”, afirmou o professor. Assim sendo, a alternativa A, que foi informada pelo gabarito, está correta. 

Para mais detalhes, acesse o caderno verde de provas e o seu gabarito

LeiaJá também

--> Professores comentam prova da 1ª fase da OAB XXX

--> OAB XXX: Civil e ECA foram provas 'sem mistérios'

--> OAB XXX: prova de penal foi cansativa, segundo professor

--> Confira o gabarito preliminar da 1ª fase da OAB XXX

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) realizou as provas da primeira fase do Exame de Ordem Unificado neste domingo (20), aplicando questões de várias disciplinas que são ensinadas na graduação para os bacharéis em direito que desejam se tornar oficialmente advogados e poder exercer a profissão. Em entrevista ao LeiaJá, professores de diversas disciplinas analisaram a prova, comentando o nível de dificuldade e assuntos cobrados nesta edição do exame. Confira: 

Direito do Trabalho e Processo do Trabalho

##RECOMENDA##

Segundo o professor Paulo Rodrigo, a prova de direito do trabalho exigiu atenção dos candidatos, abordando questões dentro do esperado para o Exame, principalmente no que diz respeito às mudanças trazidas pela Lei 13.467/17, que instituiu a Reforma Trabalhista. Na opinião de Paulo, foi uma prova de nível médio, mas dentro do esperado para a aprovação dos candidatos. 

No que diz respeito aos conteúdos cobrados, ele destacou prescrição intercorrente, características de ritos processuais, liquidação em fase de execução, homologação de acordo extrajudicial e a faculdade de homologação pelo magistrado e isenção de depósito recursal de determinadas empresas em Processo do Trabalho. 

Já em direito do trabalho, o professor chamou a atenção para as questões sobre saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) nas modalidades de rescisão do contrato de trabalho, adicionais de transferência e periculosidade, trabalho do menor em escala 12 por 36 com horário das 19h às 7h (que é proibido) e o negociado sobre o legislado, de acordo com o artigo 611 A da CLT.

Direito Tributário

A professora de direito tributário Mariana Martins contou que a prova veio muito mais difícil na comparação com as edições anteriores por ter abordado os temas de forma mais específica, além de ter diminuído a cobrança de conhecimentos gerais. 

Mariana também contou que foi cobrada uma questão sobre impostos onde houve discussão entre professores sobre qual seria a resposta correta, mas a possibilidade de entrar com recurso já foi descartada. Apesar da mudança de rumo que a banca apresentou nesta edição do Exame, a professora não acredita que a elevação da dificuldade seja uma tendência para o futuro da prova.

Ética

Para o professor Bruno Vasconcelos, a prova de ética teve um nível de dificuldade mediano, muito mais leve que a última edição anterior, uma vez que a XXIX edição havia sido, para ele, a mais difícil que já viu. 

Na avaliação do professor, a maioria das questões seguiu o que estava previsto no conteúdo programático previsto para a prova, de modo que ele não vê a possibilidade de anulação de nenhuma questão. 

A única novidade da prova foi uma questão sobre pessoas trans que, segundo o professor, surgiu pela primeira vez na parte de ética. Para Bruno, essa mudança representa uma tendência da banca, que abordará mais questões ligadas às minorias no futuro, e representa um avanço na prova da OAB. 

Direito Constitucional e Código de Defesa do Consumidor

Carlos Augusto é professor de direito constitucional e tem uma forte atuação como advogado na área de defesa do consumidor. Em sua análise, na edição do exame realizada neste domingo (20), ambas as provas tiveram um nível de dificuldade médio e eram satisfatórias para os alunos que se dedicaram.

“As informações, ao meu entender, eram suficientes e adequadas para responder à questão. Eram questões longas, que exigiam atenção, mas os enunciados eram claros, objetivos e inteligíveis”, afirmou o professor. 

Na prova de cireito constitucional, de acordo com Carlos, chamou a atenção e foi pouco utilizada em outras provas remédios jurídicos, que “foram abordados com uma ênfase bem interessante”, ganhando uma quantidade maior de questões na prova em relação a outras edições. Já a prova de Defesa do Consumidor, segundo o professor, seguiu o mesmo que já vinha apresentando. 

LeiaJá também

--> OAB XXX: Civil e ECA foram provas 'sem mistérios'

--> OAB XXX: prova de penal foi cansativa, segundo professor

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou, neste domingo (20), o gabarito preliminar da prova de primeira fase da XXX edição do Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O arquivo com as respostas, a princípio, corretas, pode ser encontrado no site da banca organizadora do processo seletivo.

A prova objetiva da OAB XXX foi realizada neste domingo, em todo o Brasil. Nela, os estudantes passaram, das 13h às 18h, por 80 questões das disciplinas de direito constitucional, direito civil, direito processual civil, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), direito penal, direito processual penal, direito do trabalho, direito do consumidor, direito empresarial, direitos humanos, direito tributário, direito ambiental, e ética profissional.

##RECOMENDA##

O resulta preliminar com o nome dos aprovados na primeira etapa do processo seletivo poderá ser conferida no dia 29 de outubro, também no site da FGV. A segunda fase do processo seletivo está marcada para o dia 1° de dezembro. Confira os gabaritos preliminares neste arquivo.

Neste domingo (20), foram aplicadas provas da primeira fase do da XXX edição do Exame de Ordem Unificado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para a professora de direito civil e Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) Luciana Garret, esta edição foi mais fácil e “sem maiores mistérios”. 

“Não surgiu nada de novo. A FGV [banca que elabora a prova da OAB] não tem muita previsibilidade, mas segue uma certa lógica. A última prova foi um pouco mais complicada, tanto em civil quanto e em ECA, comparada a esta edição do exame”, garantiu Luciana.

##RECOMENDA##

Segundo a professora, tanto a prova de civil quanto a do ECA “seguiram a linha comum, não tiveram nada de extraordinário” e não houve, em sua avaliação, nenhuma questão polêmica ou novidade no conteúdo das provas. 

LeiaJá também

--> Cronograma da OAB XXX é alterado

--> OAB XXX: prova de penal foi cansativa, segundo professor

Neste domingo (20), foram realizadas as provas da 1ª fase do XXX Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que confere a bacharéis em direito o título de advogados para que possam exercer a profissão. Para o professor Glebson Bezerra, que ensina direito penal e processo penal, esta edição do exame apresentou, em sua área de especialidade, um nível de exigência mais elevado que o habitual. 

“[A prova] veio mais severa. Apesar de cair o conteúdo esperado, as questões levavam o aluno a fazer várias interpretações, exigiu mais do aluno com questões grandes, era uma prova cansativa”, explicou o professor. Glebson afirmou que, apesar do aumento de dificuldade, não houve nenhuma surpresa e a prova seguiu o conteúdo programático e podia ser resolvida por candidatos que tivessem se preparado bem para o exame. 

##RECOMENDA##

Questionado sobre a tendência esperada para as próximas edições no quesito dificuldade, ele afirmou que enxerga uma tendência de aumento da dificuldade. “Acredito que a tendência será aumentar o nível de dificuldade e fazer o aluno encarar o direito com mais seriedade e não estudar apenas para passar”, disse o professor. 

LeiaJá também  

--> Cronograma da OAB XXX é alterado

Candidatos que aguardavam para iniciar a prova da primeira fase da Fuvest neste domingo (25) estavam confiantes de que o teste pode ser mais fácil neste ano do que nas edições anteriores.

Alguns relataram que as provas mais complexas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e de vestibulares como o da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) e da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) os deixaram mais preparados para o principal processo seletivo para a Universidade de São Paulo (USP).

##RECOMENDA##

A estudante Karolyne Elizabeth Ribeiro Mendes, de 18 anos, já fez a prova no ano passado e, neste ano, prestou o Enem e as provas da Unesp e da Unicamp. "Fiz bastante simulado, um ano de cursinho e estou com expectativa de que a prova vai ser um pouco mais fácil." Ela pretende fazer o curso de Medicina, o mais concorrido do vestibular - as três carreiras mais concorridas são de Medicina: São Paulo (115,2), Ribeirão Preto (108,7) e Bauru (86,9), respectivamente.

O estudante Henrique Ramos, de 22 anos, concorre ao curso de Biblioteconomia e também se sentia preparado para o vestibular. "Foquei na Fuvest neste ano. Fiz todas as provas anteriores (como exercício) e estão bem acostumado com o tipo de prova. A do ano passado foi bem complicada e acho que vai ser tranquilo."

Mas havia candidatos que apostavam em uma prova mais complicada. "Eu estudei bastante, fiz cursinho, mas acho que a prova pode ser muito mais difícil", afirma o técnico em enfermagem Caio Viana Silva, de 20 anos.

Ele foi ao local acompanhado pelos pais. "É o sonho dele. Estou confiante, porque a gente sabe do potencial dele", diz a doméstica Lucimar Maria Viana Silva, de 48 anos.

O estudante Rodrigo Braz de Azevedo, de 17 anos, também recebeu o apoio do pai antes de fazer a prova. Ele, que faz a Fuvest pela primeira vez, pretende cursar Engenharia de Controle e Automação. Azevedo estava tranquilo por já ter feito a prova da Unicamp, de modo que tinha uma experiência de vestibular.

"Já tenho um preparo. Teoricamente, estou na segunda fase da Unicamp. Eu me sinto mais preparado." O pai, administrador Helson Zuza de Azevedo, de 51 anos, não estava tão calmo. "Estou muito ansioso. A gente torce mais pelos filhos do que pelos nossos objetivos. Família é importante para dar esse suporte."

A movimentação de candidatos para fazer a prova já era intensa por volta do meio-dia na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP e, durante o fechamento dos portões, não houve correria de estudantes atrasados.

No entanto, alguns minutos depois, algumas pessoas começaram a chegar atrasadas, reclamando que foram redirecionadas para o prédio errado pelo GPS. Uma delas foi a estudante Débora Kellen, de 17 anos. Ela conta que saiu por volta das 10h de Itapecerica da Serra, onde mora, mas encontrou trânsito intenso nas imediações da USP.

"Quando estava faltando sete minutos, decidi sair correndo do ônibus. Coloquei o GPS para o prédio da Poli, mas ele mandou para a FEA." O objetivo dela era cursar Direito.

Prova

A prova tem cinco horas de duração e o vestibular teve 127.786 inscritos. Ao todo, são 8.362 vagas para 183 cursos de graduação. Outras 2.785 vagas serão oferecidas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação. Assim, ao concorrer a uma vaga no curso escolhido, o vestibulando terá três opções para se inscrever na seleção: Ampla Concorrência (AC), Ação Afirmativa Escola Pública (EP) e Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena (EP-PPI).

A primeira fase conta com 90 questões, que incluem as disciplinas obrigatórias do ensino médio (Biologia, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português e Química).

A segunda fase da prova mudou e passa a ser realizada em dois dias - antes eram três.

Mais de mil projetos nas mais diversas áreas da arte e da cultura avançam para a próxima etapa do edital Funcultura Geral 2017/2018. Realizado pelo Governo de Pernambuco, a iniciativa vai destinar 17 milhões e 640 mil reais para a produção, a difusão, a pesquisa e a formação cultural no Estado.

O Secretário de Cultura Marcelino Granja comemora o recebimento de projetos oriundos de todas as regiões de Pernambuco, pois “aponta para a crescente qualificação dos fazedores de cultura e ainda para uma avaliação positiva do Ciclo de Capacitações realizado no início do ano, que contemplou mais de 20 municípios e realizou também uma formação específica para agentes culturais com algum tipo de deficiência”.  A lista dos projetos habilitados para a segunda fase do edital está neste link.

##RECOMENDA##

 Outros fatores que apontam para ampliação do acesso dos pernambucanos a projetos culturais, como os critérios de acessibilidade, também foram comprovados nesta edição. “Dos 1.133 projetos inscritos, 73,34% deles, ou seja, 831 projetos previram ações de acessibilidade. Um número que demonstra o avanço e o amadurecimento das discussões com a produção cultural local e uma maior preocupação com a inclusão deste segmento”, comenta Márcia Souto, Presidente da Fundarpe.

*Da assessoria de imprensa

A primeira etapa do vestibular da Universidade de São Paulo (USP) será no dia 26 de novembro e a segunda fase ocorre entre os dias 7 e 9 de janeiro de 2018. Os locais de prova da 1ª fase do vestibular serão divulgados no site da Fuvest dia 17 de novembro (http://www.fuvest.br/). 

O vestibular contará com 137.581 candidatos inscritos para 8.402 vagas distribuídas em 182 cursos de graduação. Outras 2.745 vagas são disponibilizadas ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC).

##RECOMENDA##

O curso de Medicina é o mais concorrido do processo de seleção da Fuvest 2018, com 105,9 candidatos para uma vaga.

A Federação Pernambucana de Futebol divulgou a tabela detalhada da primeira fase do Campeonato Pernambucano de 2017. Com apenas clubes do interior, nove equipes disputarão duas vagas no hexagonal do título, onde enfrentarão Náutico, Santa Cruz e Sport. O início do estadual está marcado para o dia 4 de janeiro e o término da fase classificatória para o dia 25 do mesmo mês.

Na primeira rodada o Central é a equipe que folga. Enquanto isso, os demais confrontos ocorrerão entre: Vitória e América, no Carneirão; o Campeão da Série A2 (que ainda está em disputa) e o Belo Jardim, em local a ser definido; Salgueiro e Serra Talhada, no Cornélio de Barros; e o Atlético-PE enfrentando o vice da Série A2, no Paulo Petribu.

##RECOMENDA##

Os demais jogos podem ser conferidos por meio da tabela disposta pela FPF.

LeiaJá também

--> FPF remarca datas de partidas da Série A2

--> Central apresenta Aílton e Éverton para disputar o PE

Só uma vitória nesta quarta-feira (23), na Ilha do Retiro, garante a permanência do Sport na Copa do Nordeste 2016. O Leão estava em situação confortável até a derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, quando deixou os adversários encostarem e ameaçarem a liderança do Grupo D. O time comandado por Paulo Roberto Falcão continua no topo da tabela, mas precisa ganhar do Botafogo-PB para confirmar presença nas quartas de final do torneio.

Para passar de fase, o Botafogo-PB precisa golear o Sport e torcer por um empate entre River-PI e Fortaleza. Qualquer outro resultado elimina o Belo, que não consegueria passar como um dos três melhores vice-líderes. O principal desafio da equipe paraibana mora em si próprio. Das cinco partidas disputadas, teve apenas uma vitória conquistada: marcou cinco gols e sofreu sete.

##RECOMENDA##

O que ainda piora a situação do Belo é o técnico Paulo Roberto Falcão ter praticamente todos os atleta à disposiação. O único desfalque ainda é o meia chileno Mark González, que se lesionou em 3 de fevereiro, se recuperou e sofreu outra contusão durante treinamento. Atualmente, o atleta está na transição e já é desfalque confirmado até para o próximo domingo, contra o Salgueiro.

Apesar de o treinador rubro-negro não confirmar, a tendência é que mantenha o time que enfrentou o América no último domingo e venceu por 4 a 0. O Paulo Roberto Falcão inclusive garantiu força máxima e mencionou a ideia de aproveitar a confiança da equipe após duas goleadas seguidas.

Madrugada rubro-negra - O Aeroporto Internacional dos Guararapes (Recife) foi tomado por centenas de torcedores do Leão, na madrugada desta quarta-feira. O meia Diego Souza, que estava no Fluminense, resolveu voltar para a Ilha do Retiro. E a contratação do atleta foi amplamente aprovada pelos rubro-negros, que fizeram uma verdadeira festa na chegada do DS87 no Aeroporto: Vídeo: DS87 é recepcionado por multidão em volta ao Sport

FICHA DE JOGO

SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Oswaldo Henríquez, Durval e Renê; Luiz Antônio, Rithely e Serginho; Gabriel Xavier, Túlio de Melo e Reinaldo Lenis. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

BOTAFOGO-PB
Michel Alves; Ângelo, Plínio, Marcelo Xavier e Gedeil; Djavan, Val, Janeudo (Lukinhas) e Carlinhos; Muller Fernandes e Jéfferson Recife. Técnico: Itamar Schülle. 

Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva - SE
Assistentes: Ailton Farias da Silva e Wendel Augusto Lino de Jesus Melo - SE 

A Fuvest divulgou nesta segunda-feira, 23, os locais de prova da primeira etapa do vestibular, que será feita neste domingo, 29. Os candidatos podem consultar os endereços no site da Fuvest. Neste ano, 142.721 candidatos disputam 9.688 vagas na Universidade de São Paulo (USP) e na Santa Casa.

O início do exame será às 13 horas e não será permitida a entrada de atrasados. O candidato poderá deixar o local de prova somente a partir das 16 horas.

##RECOMENDA##

Para fazer o teste, será necessário levar documento original de identidade (com foto), caneta esferográfica (tinta azul ou preta), lápis nº 2 e borracha. Água e alimentos leves são permitidos. Equipamentos eletrônicos estão vedados.

O resultado da primeira fase será divulgado em 21 de dezembro, segunda-feira. As provas da segunda fase serão realizadas nos dias 10, 11 e 12 de janeiro do ano que vem.

A eliminação do Sport na Copa do Nordeste ainda amarga nas gargantas rubro-negras. Experiente, o volante Wendel sabe que a torcida leonina espera uma resposta imediata e deve cobrar - apesar da vantagem - uma vitória expressiva contra o Cene-MS, nesta quinta-feira (16), na Ilha do Retiro.

"Pressão no Sport é a cada vez que você entra em campo, toda quarta e domingo. Mesmo com vantagem, agora na Copa do Brasil, o torcedor vai cobrar uma boa vitoria com muitos gols, essa camisa tem um peso, são muitos títulos. Ao pisar em campo você já tem uma cobrança muito grande", analisou o volante rubro-negro.

##RECOMENDA##

Wendel contou que o técnico Eduardo Baptista deve escalar o time do Sport contra o Cene-MS já de olho na semifinal diante do Salgueiro, no próximo domingo (19), às 16h, no Estádio Cornélio de Barros.

"Acho que Eduardo vai montar um time projetando o jogo contra o Salgueiro, pra dar entrosamento e ritmo de jogo aos jogadores. Sabemos da responsabilidade que se tornou cada jogo depois dessa eliminação, mas vamos tentar fazer um bom jogo como foram esses últimos pela Copa do Nordeste", comentou.

Contratações
Wendel enxerga com naturalidade a busca do Sport por reforços. A diretoria tem negociado, apesar de não haver expectativa para apresentar algum contratado tão brevemente. "Todo elenco está aberto a contratações. O Cruzeiro, atual campeão (nacional), quer um camisa 10. E o Sport não é diferente, contratações vão ser feitas, mas quem está aqui sabe que tem que se dedicar e fazer um bom trabalho pra ficar pro Campeonato Brasileiro", completou o volante. 

 

 

A centésima edição do Campeonato Pernambucano de Futebol começa neste domingo (8), com nove equipes do interior do Estado. Porto, Central, Chã Grande, Vitória, Salgueiro, Ypiranga, América e Serra Talhada estreiam hoje (8), apenas o Pesqueira joga na quarta-feira (11). Todos os jogos serão realizados às 16h. O principal jogo da primeira rodada será o Clássico entre Porto e Central, no Estádio Lacerdão, em Caruaru.

O América, que está de volta a série A, depois de ficar com o vice-campeonato do A2 do Pernambucano de 2013, irá encarar o Serra Talhada, que completa três anos de fundação no próximo ano. O jogo será realizado no Estádio Ademir Cunha, em Paulista.

##RECOMENDA##

Chã Grande e o Vitória também entrarão em campo neste domingo. O time de Vitória de Santo Antão, que está de volta à elite do Pernambucano após dois anos, permaneceu com a base campeã da Série A2 em 2013 em novembro, com apenas a chegada do novo treinador Caio Couto para comandar o elenco. O confronto será no Estádio Severino Cândido Carneiro, casa do Vitória.

O último duelo da estreia será entre o Salgueiro, que conquistou este ano o acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro, e o Ypiranga, no Estádio Cornélio de Barros. O Carcará será comando por Cícero Monteiro e a Máquina de Costura por Erick Gaúcho.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco divulgou, nesta quinta-feira (21), o resultado da primeira fase do concurso público de provas e títulos para notários e registradores de Pernambuco. Os nomes dos aprovados foram publicados das páginas 17 a 39 do Diário de Justiça de Pernambuco (DJe). A etapa contou com a participação de 2.620 pessoas, sendo 2.494 pelo critério de provimento e 126 através da remoção. A segunda fase do concurso será realizada no dia 28 de abril, por meio da prova escrita e prática, que consiste numa dissertação e também na elaboração de uma peça prática e duas questões discursivas.

No Estado, foram abertas 254 vagas. Na segunda fase, que terá caráter eliminatório e classificatório, mil pessoas poderão participar através do critério de provimento e remoção, com a aplicação de uma prova distinta para cada critério de ingresso. Decorridos cinco dias da publicação da lista dos candidatos habilitados na prova escrita e prática, haverá sorteio público para definir a ordem da terceira fase do concurso, que consiste na prova oral.

##RECOMENDA##

A instituição organizadora do certame é a Fundação Carlos Chagas.

Na primeira fase do XI exame da Ordem dos Advogados seccional de Pernambuco (OAB-PE), dos mais de 115 mil inscritos, 19.134 passaram, isso significa que 16,6% dos participantes foram aprovados no teste. Nessa etapa o candidato precisam acertar metade  das 80 questões.

Já na segunda fase que está marcada para a contecer no dia 24 de fevereiro os candidatos responderão a quatro questões valendo 1,25 pontos cada e terão que redigir uma peça profissional que corresponde a cinco pontos.

##RECOMENDA##

Os candiatos poderão escolher temas das seguintes áreas: Direito Civil, Direito Empresarial, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Constitucional, Direot do Trabalho, Tributário ou Processual. O exame da ordem só pode ser realizado por alunos que estudam os últimos períodos do curso e bacharéis em Direito.

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta quarta-feira o resultado preliminar da primeira fase do seu exame, aplicada no último dia 16. Os candidatos podem conferir se foram convocados nos sites www.oab.fgv.br e www.oab.org.br.

Conseguiram a aprovação nessa primeira etapa os candidatos que acertaram pelo menos metade das 80 questões propostas. O prazo para questionar o resultado preliminar começa às 12 horas desta quarta e terminar às 12 horas do sábado (29). O gabarito definitivo da primeira fase, já com os resultados dos recursos interpostos, será divulgado em 15 de janeiro.

##RECOMENDA##

A segunda fase, de caráter prático-profissional, ocorrerá no dia 24 de fevereiro. Os estudantes e recém-formados em Direito terão de redigir uma peça processual e responder a quatro questões, sob a forma de situações-problema, compreendendo alguma das seguintes áreas, indicada no momento da inscrição: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito Penal ou Direito Tributário.

A peça processual vale 5 pontos e cada questão, 1,25. Para ser aprovado no exame, o candidato precisa tirar nota maior ou igual a 6. O padrão de respostas da prova prático-profissional será divulgado no dia 22 de março e o resultado final, publicado em 5 de abril.

O exame da OAB pode ser prestado pelo bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Também podem realizá-lo os estudantes de Direito do último ano da graduação, ou do 9.º e 10.º semestres. A aprovação é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme estabelece a Lei 8.906/1994, o Estatuto da Advocacia.

O Brasil encerrou a sua participação na primeira fase com vitória. A equipe comandada por Rubén Magnano venceu a Espanha nesta segunda-feira (6), na Basketball Arena, por 88/82. No último quarto da partida a equipe nacional apostou nas bolas de três pontos e, em contraataques rápidos, marcando 15 pontos.

Com a vitória, o Brasil assegurou a classificação para às quartas de final como segundo lugar do grupo B, que é liderado pela Rússia. A queda de rendimento da seleção espanhola no último quarto abrirá espaço para mais uma polêmica sobre a possível "marmelada" que sugeriram os jornais espanhois, já que quem perdesse este duelo teria uma possibilidade maior de chegar a uma decisão tendo um caminho mais “fácil”, sem enfrentar os Estados Unidos ou a Argentina nas semifinais.

##RECOMENDA##

O adversário do Brasil nas quartas de final será definido após o confronto entre Argentina e Estados Unidos, que será realizado ainda hoje. Em caso de vitória norte-americana, o time de Magnano encara a Argentina. A partida brasileira será realizada nesta quarta-feira (8). A Espanha enfrentará os franceses na próxima fase.

O JOGO

O jogo começou com o Brasil tentando marcar primeiro, mas os espanhois aproveitaram melhor as oportunidades e começaram a abrir vantagem no placar: 9/3. Trabalhando a linha de passes no ataque, a equipe de Magnano conseguiu diminuir para dois pontos. No entanto, liderados pelos irmãos Marc e Pau Gasol, os europeus ratificaram por que são considerados favoritos ao pódio de Londres. A dianteira no marcador aumentou para sete pontos (18/11), finalizando o quarto com vitória espanhola: 26/17.

Com Pau Gasol no banco, Brasil e Espanha fizeram um início de segundo quarto parelho, mantendo a diferença de sete pontos. O time da Magnano melhorou na partida com as entradas de Marcelinho Machado, Raulzinho e Guilherme Giovanoni. Com duas cestas de três pontos, o time encostou no marcador, diminuindo a diferença para dois pontos. No entanto, com o regresso de Gasol, os espanhois reagiram mais uma vez e encerraram a etapa com nova vantagem: 44/38.

O Brasil começou melhor o terceiro quarto e voltou a reduzir a diferença para três pontos. Mas logo os irmãos Gasol ajudaram a equipe da Espanha, que abriu 10 pontos: 59/49. A diferença manteve-se até o final da etapa, quando o time de Magnano conseguiu reduzir um pouco a diferença: 67/59.

No último quarto, a Espanha não repetiu o rendimento das etapas anteriores. Com um volume de jogo maior e mais veloz, o Brasil reduziu a diferença, apostando nas bolas de três pontos. Em duas delas seguidas, o ala Leandrinho marcou seis pontos e garantiu a virada brasileira: 75/73.

Em um final emocionante, o Brasil aumentou a vantagem para quatro pontos: 79/75. Mostrando superioridade frente aos espanhois, ganhando mais rebotes e saindo em velocidade, a diferença aumentou e o time Magnano abriu oito pontos: 84/76. A vitória foi assegurada por um placar de 88/82.

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando