Tópicos | Pernambuco

Mesmo em meio a crise causada pela pandemia da Covid-19, alguns concursos públicos e processos seletivos simplificados seguem com inscrições abertas. Candidatos que desejam ocupar vagas em órgãos públicos, com garantia de boa remuneração e estabilidade profissional, podem conferir, nesta quarta-feira (3), mais uma lista de certames preparada pelo LeiaJá.

A relação conta com 2.471 vagas que são distribuídas entre os municípios do estado de Pernambuco, com remunerações que chegam a R$ 10 mil e chances destinadas entre todos os níveis de escolaridade. As inscrições seguem abertas até julho. Confira, abaixo, as oportunidades:

##RECOMENDA##

Prefeitura de Gravatá

515 vagas  

Salários de até R$ 5.000 

Inscrições até 31 de julho, pelo site da banca organizadora

Prefeitura de Jurema 

149 vagas 

Salários de até R$ 3.000 

Inscrições prorrogadas até 7 de junho, através do site da banca organizadora

Prefeitura de Moreilândia 

79 vagas

Salários de até R$ 10.000

Inscrições prorrogadas até 08 de junho, pelo site da banca organizadora

Prefeitura de Santa Maria da Boa Vista 

59 vagas

Salários de até R$ 9.000 

Inscrições prorrogadas até 31 de julho, no site da banca organizadora

Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco

1.657 vagas

Salários de até R$ 9.886,16 

Inscrições até 4 de junho, no site da banca organizadora

Prefeitura de Triunfo

12 vagas temporárias

Salários de até R$ 7.700

Inscrições até 5 de junho, no site da Prefeitura

Nesta terça-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estreitou a relação com o Centrão e nomeou um ex-assessor do Partido Liberal (PL) para a superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Pernambuco.

O Incra de Pernambuco será comandado pelo publicitário Thiago Angelus Conceição Brandão, sem aparente experiência em questões agrárias. Ele já foi presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, antes de se tornar assessor parlamentar do PL em 2019.

##RECOMENDA##

Em mais um aceno ao Centrão, Bolsonaro aproveitou a mudança em Pernambuco e também mexeu em uma administração federal do Centro-Oeste. Ele nomeou Roberto Postiglione de Assis Ferreira Júnior para uma das diretorias da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco).

No breve governo de Michel Temer, Roberto Postiglione exerceu o cargo de planejamento e avaliação do órgão. Na época, ele foi indicado pelo então deputado federal Alberto Fraga (DEM). O democrata avaliava uma denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) que poderia afastar Temer do cargo.

Antes um dos principais críticos da "velha política do toma lá, da cá", a instabilidade sobre a Presidência e a pressão do Congresso pelo início do impeachment fez Jair Bolsonaro deixar de lado seu antigo viés. Após unir-se aos partidos do Centrão e entregar órgão federais aos novos aliados, a expectativa é que o processo que poderia culminar no seu afastamento seja arrefecido. 

Como medida de contenção da curva de disseminação da Covid-19, a Superintendência de Infraestrutura (Sinfra) e a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), informam que as restrições ao campus Recife estão mantidas. As aulas presenciais seguem suspensas desde março.

Mesmo com a manutenção da medida, há exceção para apenas dois acessos. São eles: a entrada principal do campus, que segue aberto, no entanto com entrada de veículos controlada; e os portões de acesso ao Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) e ao Hospital das Clínicas, via Departamento de Fonoaudiologia, que continuam abertos no horário das 6h às 19h.

##RECOMENDA##

Pessoas que circularem pelo campus sem que estejam devidamente autorizados, e que não constem entre os funcionários em atividades estritamente essenciais definidos pela reitoria, serão orientado a voltar para casa.

O Governo de Pernambuco confirmou, nesta terça-feira (2), mais 608 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Além disso, foram confirmados 58 óbitos.

Entre os confirmados hoje, 262 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 346 como leves. Agora, no Estado totaliza-se totaliza 35.508 casos já confirmados, sendo 14.797 graves e 20.711 leves. Pernambuco já registra 2.933 mortes pela Covid- 19.

##RECOMENDA##

A Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco informou que o plano de retomada das aulas está sendo discutido. A proposta terá uma atenção maior e será realizada de forma gradual, devido ao grande número de estudantes nas redes de ensino. Por enquanto, o decreto do Governo foi prorrogado e as aulas seguem remotamente até o dia 30 de de junho. As aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março, em decorrência da pandemia ocasionada pelo novo coronvírus.

Nesta segunda-feira (1º), o Governo de Pernambuco divulgou o plano de retomada das atividades no estado. No projeto, as instituições de ensino não tinham as datas de retorno definidas. Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Educação ainda informou que a volta às aulas será feita de forma gradual, mas ainda não foi estabelecida a data e nem a forma como será feito. O assunto ainda está sendo discutido com representantes das redes pública e privada.

##RECOMENDA##

“Estamos dando início ao plano de retomada das atividades econômicas em Pernambuco. É importante destacar que os dados mostram que a pandemia teve uma estabilização, mas para que esse quadro se mantenha não podemos relaxar nos cuidados. É fundamental que todos permaneçam contribuindo com o isolamento social. A cada semana o comportamento do vírus será avaliado, com critérios técnicos e sanitários e novos setores podem ser liberados a partir dos dados desses monitoramentos”, destacou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Com o fim do isolamento em Pernambuco devido ao Covid-19, a partir desta segunda-feira (1°) começa a flexibilização do comércio para a retomada da movimentação econômica no Estado. Varejo de Bairro e do Centro, shoppings centers, centros comerciais e praça de alimentação, além do comércio atacadista voltam a funcionar, mas apenas da forma Delivery. As lojas de material de construção poderão voltar a atender os seus clientes com as portas abertas, mas exigindo o uso de máscara.

A partir do dia 8 de junho, o governo estadual deve colocar em prática a segunda fase dessa retomada, agora com o retorno da construção civil, no entanto, apenas 50% dos funcionários poderão trabalhar nas obras e com o horário fixado das 9h às 18h. O comércio atacadista também poderá atender ao seu público “normalmente”, desde que seja também das 9h às 18h. Todas essas determinações estão valendo para a Região Metropolitana e Interior de Pernambuco. 

##RECOMENDA##

Já na terceira etapa, planejada para começar no dia 15 de junho, o varejo de bairro, com até 200m², poderão voltar com o seu funcionamento, assim como os salões de beleza e os serviços de estética. No entanto, esse último só poderá atender um cliente por vez e por agendamento, sem fila de espera e prezando pela higienização entre um cliente e outro. 

Ainda nessa fase, os shoppings, centros comerciais e a praça de alimentação passaram a permitir, além do serviço delivery, que os clientes possam pegar as suas compras. O futebol também se encaixa nessa fase, mas apenas para o treino.

Com a situação caminhando bem, a quarta etapa será com os serviços médico,  odontológicos e veterinários funcionando com um cliente por vez e por agendamento, sem fila de espera e higienizando o consultório entre um cliente e outro. A construção civil poderá contar com 100% dos seus funcionários, mas mantendo o horário antes estabelecido (9h às 20h). O varejo de bairro e as concessionárias terão novos protocolos para funcionamento nessa etapa da flexibilização.

As outras etapas da flexibilização só devem acontecer se os casos de coronavírus estiverem em declínio no Estado. Assim, bares, restaurantes, lanchonetes poderão retornar, com apenas 50% da sua capacidade. Academias de ginástica e similares e jogos de futebol profissional, sem torcida, estarão autorizados para retornar.  Quem deve ser o último a voltar é o setor de eventos, como já era falado pelos artistas, pelos artistas, por exemplo.

“Semanalmente nós vamos acompanhar os dados de saúde e se as curvas (da epidemia) obedecerem as projeções que nós temos feito, correspondendo a uma estabilização e início de queda, a gente vai validar a efetividade da implantação dessas etapas. A gente pode, eventualmente, na avaliação tomar uma decisão de postergar a implantação dessas etapas tudo vai depender dos indicadores de saúde”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach. 

A flexibilização da economia em Pernambuco deve andar lado a lado com os casos de coronavírus. Segundo informado nesta segunda-feira (1), em coletiva online, os números de Covid-19 no Estado estão diminuindo e devem seguir para uma estabilização, segundo acredita o secretário de Saúde André Longo. Por conta disso, o Governo de PE aponta que a retomada será lenta e a curva de contaminação será o fio condutor para uma maior ampliação da economia, ou não.

O programa de retomada foi dividido. O primeiro corresponde a matriz situacional, onde se leva em conta os casos de contaminação que, neste momento, demonstra uma queda - mas ainda com um número acima do desejado. “Neste momento é importante a gente começar a voltar a ter atividade econômica para que a gente possa promover a economia, fazer com que os empregos voltem a ser ativos, que a gente consiga gerar valor agregado bruto para a economia de PE, mas com todo cuidada, higiene e distanciamento”, revela o secretário de Desenvolvimento Econômico Bruno Schwambach.

##RECOMENDA##

O segundo eixo do plano de convivência é um protocolo geral para as empresas e os seus trabalhadores que tem três eixos: distanciamento social (manter 1,5 metro de distanciamento entre as pessoas), higiene (uso obrigatório da máscara e a higiene das mãos) e o monitoramento e comunicação (priorizar o trabalho remoto). Alguns setores da economia deverão seguir alguns protocolos específicos que ainda serão divulgados pelo governo.

O terceiro eixo será as etapas da flexibilização da economia. As atividades econômicas serão reagrupadas em 32 atividades, que juntas com as que já estão funcionando como essenciais, representam um pouco mais de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco. O governo estadual reforça que a ampliação dessas atividades vai depender da linha de contaminação de Covid-19, que devem ser monitoradas diariamente e servir como base para as determinações do comitê de combate ao novo coronavírus.

O secretário de desenvolvimento aponta que foram feitos alguns planos para essa retomada para saber quais riscos podem ser causados com isso e quais efeitos cascatas que a retomada de determinados setores podem causar. No dia 8 de junho, a construção civil poderá voltar a atuar, mas só com 50% de seus funcionários e com horário determinado das 9h às 18h. O comércio atacadista também volta com o mesmo horário de funcionamento da construção civil. 

Confira a coletiva 

[@#video#@]

 

 

 

 

A deputada federal Marília Arraes avaliou na tarde desta segunda-feira (1) que as medidas de flexibilização gradual de isolamento social, apresentadas pelo Governo do Estado e mais cedo pelo Prefeito do Recife mostram a fragilidade de planejamento e reforçam a ausência de um diálogo mais amplo com os setores da sociedade.

“As autoridades anunciaram que o plano foi feito por consultorias e não por meio de uma discussão mais séria com a sociedade. As soluções para a realidade que vivemos e a que vamos enfrentar não podem sair apenas de consultoria. Um problema tão sério como este não pode ter soluções decididas em gabinete”, analisa Marília.

##RECOMENDA##

Para Marília, a fragilidade do plano fica mais evidente quando o próprio Governo do Estado reconhece que, “caso ocorra uma nova onda da epidemia, ou mesmo um recuo na estabilização, poderá voltar a adotar medidas restritivas”. Segundo ela, as palavras do governador por si só geram mais desconfiança do que confiança.

“Torço para que as autoridades consigam êxito na implantação do plano, mas lamento que por uma visão arrogante se trate de forma até individual um problema que é coletivo. Isso num momento em que também estamos discutindo o valor da democracia, que pressupõe diálogo, busca por consensos e união”, afirma.

Marília Arraes voltou a afirmar que está disposta a se reunir com Governo do Estado e Prefeitura do Recife para contribuir com esse debate, ao lado da sociedade. “Tenho certeza de que a bancada pernambucana aceitará o convite para colaborar com a construção de um plano melhor e mais efetivo. Estou também à disposição”, conclui.

*Da assessoria 

 

Dada a necessidade do isolamento social, um dos efeitos da pandemia do novo coronavírus, empresas tiveram as dinâmicas alteradas. Junto com as mudanças, também, surgem as dúvidas. Visto isso, a ‘formalização de instrumentos contratuais em tempos de home office’ torna-se tema de webinar gratuito promovido pela Queiroz Cavalcanti Advocacia, nesta terça-feira (2), às 19h, através do canal do YouTube do escritório.

Durante a videoconferência serão abordados aspectos legais da assinatura digital e eletrônica, e também, as outras medidas necessárias para implantação de novas formas de legitimação contratual. O evento será mediado pelo diretor do Intelijur, José Nilton, empresa parceira do projeto. 

##RECOMENDA##

Para participar, empresários interessados devem realizar as inscrições neste formulário. Estão convidados para o encontro o coordenador jurídico do Grupo Ipiranga, Marcelo Wanderwegen; o gerente jurídica da Sherwin-Williams, Geiza Carrozzi; sócia-gestora de negócios internacionais da Queiroz Cavalcanti Advocacia, Gabriela Figueiras; e a gerente jurídica do Grupo Moura, Janiere BoaViagem.

Em mais uma operação no Sertão pernambucano, a Polícia Federal erradicou 10 mil pés de maconha e 10 quilos do entorpecente pronto para consumo. A plantação foi incinerada na última sexta-feira (29), no município de Orocó.

As autoridades calculam que a queima do plantio fez o mercado consumidor perder 3,3 toneladas da erva. Em contrapartida, nenhum suspeito foi preso.  

##RECOMENDA##

A PF segue atenta ao tráfico vindo do Paraguai e ao ciclo produtivo da erva, por isso, realiza ações próximo ao período de colheita para evitar a secagem.

[@#galeria#@]

Dois usuários de droga foram detidos em casa pela Polícia Federal (PF) ao receber entorpecentes por correspondência. As operações foram realizadas no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, e no município do Cabo de Santo Agostinho, na última sexta-feira (29).

Em parceria com os Correios, a PF já monitorava os envios e conseguiu apreender com os destinatários 25 micro-pontos de LSD, 11 comprimidos de ecstasy, 10 gramas de haxixe e 235 gramas de maconha. Eles foram autuados por meio de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), que prevê penas que variam entre prestação de serviços comunitários e realização de curso educativo.

##RECOMENDA##

[@#galeria#@]

A necessidade de isolamento devido a pandemia fez as autoridades perceberem um aumento do tráfico pelos Correios, por isso, as ações foram intensificadas. O inquérito continua para que os fornecedores sejam identificados.

Caso seja constatado que os usuários detidos fazem parte de uma rede de fornecedores, eles serão indiciados por tráfico interestadual de drogas, cujas penas variam de cinco a 15 anos de prisão.

Na noite desse domingo (31), o Governo de Pernambuco mencionou um levantamento feito nos municípios que integraram a quarentena para informar que a pandemia foi estabilizada e, aos poucos, desacelera no estado. Com o término do decreto que intensificava o isolamento social, a gestão prometeu apresentar um plano de retomada de atividades econômicas, nesta segunda-feira (1º).

De acordo com o estudo, o índice de infecção em Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata está abaixo de 1, ou seja, cada infectado transmite o novo coronavírus para uma pessoa em média. O resultado, proveniente da quarentena rígida, projeta uma redução na quantidade de casos e, a consequente desaceleração da pandemia na região.

##RECOMENDA##

"A disseminação da epidemia do novo coronavírus se estabilizou em nosso estado e há uma tendência de redução nos municípios que entraram no isolamento mais rígido", comemorou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, em postagem feita no Instagram.

Os dados foram levantados pelo Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD), da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e pela Escola de Higiene e Medicina Tropical, da Universidade de Londres, com intuito de avaliar o período de vigência da quarentena e apresentar o cenário para que a reabertura do comércio seja estudada.

Embora o resultado estimule a retomada de serviços não essenciais, a gestão destaca que “alterações no cronograma de abertura e a possibilidade do retorno de medidas mais duras de isolamento não estão descartadas”. As determinações ficam a cargo do Gabinete de Enfrentamento ao Coronavírus.

"Nosso objetivo foi atingido com muito esforço de todos. Agradecemos aos que compreenderam a importância do isolamento social, porém ainda não vencemos a guerra. Temos um longo caminho pela frente e precisamos manter o foco. Só saia de casa para o essencial. Se precisar sair, use máscara", alertou o governador.

O último boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES), divulgado nesse domingo (31), informa que o estado registrou 34.450 casos da Covid-19 e 2.807 óbitos.

[@#video#@]

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, neste domingo (31), 1.023 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. A maioria das confirmações registradas, 787 ao todo, foi considerada leve, pelo órgão. No entanto, das mais de mil pessoas infectadas com o novo coronavírus, 236 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Pernambuco totaliza 34.450 casos já confirmados, sendo 14.336 graves e 20.114 leves. Além disso, foram confirmadas 67 mortes. Com isso, o Estado registra 2.807 mortes pela Covid- 19. Apesar da quantidade de casos continuar aumentando no Estado, a quarentena mais rígida será encerrada na próxima segunda-feira (1º).

##RECOMENDA##

Neste sábado (30), o Governo de Pernambuco chegou ao número de 1.489 novos leitos- sendo 662 de UTI- abertos na tentativa de atender à demanda de casos da Covid-19, isto é, nos últimos dois meses. Nos próximos dias, há expectativa de abertura de mais 38 leitos de Terapia Intensiva, nas cidades de Vitória de Santo Antão, Garanhuns, Caruaru, Serra talhada e Goiana.

##RECOMENDA##

Dessa sexta-feira (29) para este sábado (30), o Recife ganhou pelo menos 36 leitos. O Hospital Agamenon Magalhães (HAM) abriu mais 16 unidades de Terapia Intensiva, contando com capacidade para 60 pacientes suspeitos e confirmados da Covid-19 em suporte de Terapia Intensiva, além de outras 30 vagas com suporte de O2 na Emergência Geral, voltados para admissão e estabilização de casos da doença.  O HAM recebeu ainda reforço de mais 400 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros fisioterapeutas, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório.

Por sua vez, o Hospital Referência Covid-19 em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, ganhou novos 5 leitos de UTI e 15 de enfermaria. Com 45 dias de funcionamento, a unidade de saúde soma 180 leitos, sendo 60 vagas de UTI e 120 de enfermaria.

Tanto o HAM quanto o Hospital de Referência da Covid-19 em Boa Viagem oferecem 120 leitos dede UTI exclusivos para tratamento de pacientes com Covid-19. Neste sábado, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) anunciou 1.172 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Assim, o Estado totaliza 33.427 casos já confirmados, sendo 14.100 graves e 19.327 leves.

Em razão da pandemia do novo coronavírus que assola todo o mundo, as visitas ao sistema prisional de Pernambuco foram suspensas desde o último dia 20 de março. Devido à fácil disseminação do vírus, especialmente em locais com grandes concentrações de pessoas, ainda não há uma data prevista para a retomada das visitas de familiares às pessoas privadas de liberdade no estado.

Secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico faz um alerta a este público para que acatem a medida como forma de protegerem a si e aos seus próprios entes. “Entendemos a dificuldade de estar distante daqueles que compõem nosso seio familiar, mas é preciso que todos entendam a importância desse distanciamento neste momento” esclarece o secretário.

##RECOMENDA##

“Compreendam que a medida vem surtindo efeito positivo, tanto que poucos casos foram registrados nas nossas unidades prisionais até o momento. Para que possamos retomar as visitas com segurança, precisamos manter por mais um período as decisões impostas agora” acrescenta Eurico.

PREVENÇÃO - Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Seres vem promovendo diversas medidas de enfrentamento para evitar a disseminação da Covid-19, como a rigorosa higienização das sacolas e produtos levados pelos familiares aos presos, suspensão de visitas por tempo indeterminado em todas as unidades prisionais, confecção de máscaras nas unidades para uso interno, suspensão das saídas temporárias dos presos do regime semiaberto e uso obrigatório de máscaras pelos policiais penais e PPLs.

*Da assessoria 

A Frente de Cursinhos Populares de Pernambuco, cursos pré-Enem que dão aulas a estudantes de baixa renda no estado, publicou uma nota solicitando que o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio seja adequado ao calendário das escolas públicas. De acordo com o texto, remarcar a prova ainda com as escolas fechadas e em apenas 30 ou 60 dias, realizando-a ainda em 2020, é uma medida que prejudica os estudantes. 

“No contexto de calamidade pública, é também o futuro de vários/as estudantes que está em jogo. Assim, é importante atentar para as condições do ambiente que muitos/as desses/as estudantes estão vivendo: residem em locais que não apresentam estrutura física para o momento de estudos, e grande parte deles/as, além da suspensão de suas atividades escolares, estão tendo que lidar com uma rotina totalmente atípica”, diz um trecho da nota.

##RECOMENDA##

O texto, assinado por educadores e ativistas, reivindica que a data do Enem seja decidida “somente após a retomada das aulas presenciais dos/das estudantes do Ensino Médio, sendo pensada através da reorganização do calendário de aulas”, além de pedir a implementação de estratégias especificamente voltadas para apoiar estudantes em situação de vulnerabilidade social no momento de retomada das atividades presenciais. Confira a nota na íntegra.

LeiaJá também

--> Estudantes se preparam para o Enem em grupos de WhatsApp

--> Estudantes se posicionam sobre adiamento do Enem 2020

 

Em reunião plenária realizada remotamente, nesta quinta-feira (28), a deputada estadual Teresa Leitão (PT/PE) solicitou ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que reveja os critérios da seleção simplificada para 2.938 professores nas áreas de educação profissional, educação básica e outros projetos educacionais Estado. De acordo com ela, o pedido foi feito porque dezenas de educadores estão sendo prejudicados por critérios de seleção que não têm relação com a profissão de magistério ou que estão sendo exigidos em desacordo com o edital de convocação, a exemplo das exigências de comprovação de endereço e de registros em conselhos profissionais.

Teresa ainda comenta que, “no texto do edital, é dito que ‘preferencialmente’ são esses os documentos a serem apresentados". "Se é uma preferência, não pode ser obrigatório. Mas há vários professores que enfrentaram dificuldades. Isso está fazendo com que a pontuação de muitos desses profissionais seja baixa, inviabilizando a classificação", acrescentou a deputada.

##RECOMENDA##

“Há uma briga em relação ao tema. A profissão do magistério não é regulada por conselhos profissionais; a profissão já é regulada, tanto pela Lei de Diretrizes e Bases como pela Legislação Estadual. Não cabe a exigência desse registro”, argumentou Teresa Leitão.

O LeiaJá entrou em contato com a Secretaria de Educação de Pernambuco, em busca de esclarecimento sobre os problemas relatados. Até o fechamento desta matéria, não tivemos retorno.

Nesta sexta-feira (29), o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Educação e Esportes, anunciou a antecipação do recesso escolar do mês de julho da rede estadual. As aulas serão retomadas, remotamente, na segunda-feira, 1º de junho. A transmissão continuará sendo feita através do canal do Youtube do Educa-PE, além das emissoras TV Pernambuco, TV Alepe e TV Nova Nordeste. 

As aulas ainda contam com horários alternativos; na TV Nova Nordeste das 23h às 2h; e na TV Universitária das 8h às 11h. As atividades educacionais foram iniciadas no dia 6 de abril. Desta vez, a Secretaria de Educação e Esportes traz algumas novidades, incluindo o Facebook do Educa-PE como mais um canal de transmissão.

##RECOMENDA##

No início das aulas, os estudantes já conferem mudanças na grade de horários e na quantidade de aulas. As aulas do nono ano do ensino fundamental dos anos finais, sobem de horário e passam a ser exibidas a partir das 13h e, em seguida, entram no ar as aulas do ensino médio.

Além disso, as aulas de 50 minutos serão divididas em duas de 25, contemplando dois componentes curriculares. O secretário da Educação de Pernambuco, Fred Amancio, comenta que “esta foi uma forma de dinamizar um pouco mais as aulas do Educa-PE. Serão dois componentes curriculares por turma que serão expostos em aulas e interatividade com o professor”. Outra novidade é a oferta de cursos de formação de professores.

“A formação de educadores é uma ação que já faz parte do nosso planejamento anual. São atividades realizadas com todas as nossas dezesseis Gerências Regionais de Educação”, ressalta Amancio. “Para esta nova realidade, que consiste em aulas não presenciais, escolhemos conteúdos que dialogam diretamente com o atual cenário e permitam o professor utilizá-los na preparação das suas aulas ou no manuseio da plataforma Educa-PE”, completa.

Para o mês de junho, estão sendo oferecidos 15 cursos, entre eles, 'Diante da câmera: videoaulas caseiras descomplicadas'; ferramentas Google; 'Liveboard: seu quadro branco interativo; e gravação de videoaulas em casa: utilização de ferramentas mais avançadas. A partir de agora, os estudantes terão que acessar, antes das aulas, o portal do Educa-PE. Além de permitir o acesso aos links das aulas não presenciais, de acordo com o ano escolar de cada estudante, a plataforma disponibilizará atividades complementares aliadas aos conteúdos propostos pelos professores.

Por conta das dificuldades temporárias, impostas pela pandemia do novo coronavírus, o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) prorrogou o prazo de validade do calendário anual de licenciamento de veículos usados/Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) do exercício de 2019. A medida consta na Portaria 2271, publicada no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (29).

Além das questões burocráticas, segundo o Detran-PE a medida foi adotada levando em conta que as taxas e impostos, referentes ao licenciamento de veículos, envolve vários órgãos estaduais, que estão com os serviços suspensos ou com funcionamento reduzido, entre eles, o próprio Detran. A iniciativa visa ainda, facilitar a vida dos proprietários de veículos, oferecendo mais tempo e, com isso, reduzir aglomerações, impróprias no atual momento de saúde pública.

##RECOMENDA##

O prazo limite para a circulação com o CRLV 2019 fica da seguinte forma:

Com informações da assessoria

A maior parte de tudo o que o governo de Pernambuco arrecada vem do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que corresponde a 74% de toda a receita corrente líquida do Estado. Já em março, quando os dois primeiros casos de Covid-19 foram registrados em PE, o déficit foi de R$ 90 milhões - sendo abril responsável pela perda de R$ 246 milhões.

##RECOMENDA##

Maio já deve apresentar uma queda de R$ 545 milhões, devido ao isolamento das pessoas e, consequentemente, a paralisação da economia. "O importante é saber que o efeito da pandemia não é apenas nesses três ou quatro meses em que segue as curvas, mas principalmente no aspecto de que até o final do ano, a economia estará retraída. O efeito não é tão imediato, ele vai até o final do ano com uma queda do que chamamos de preços relativos e a base tributária", explica o secretário da Fazenda do Estado de Pernambuco, Décio Padilha.

Ele reforça que o governo sentirá o impacto também nos próximos meses. Até o final do ano, a projeção é que a queda na arrecadação do ICMS some R$ 3,7 bilhões. Padilha salienta que a demora da ajuda do governo federal dificulta ainda mais a situação dos estados e municípios que já estão combalidos pela Covid-19.

 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando