Tópicos | professor

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), por meio da Diretoria de Educação a Distância (DEaD), está com inscrições para a seleção de docentes que vão atuar nos cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Interessados podem se candidatar até o dia 31 de maio por meio do site de seleção.

O processo seletivo está ofertando nove vagas para o cargo de professor mediador nas áreas de espanhol, psicologia, farmácia, enfermagem, comunicação, contabilidade, nutrição ou gastronomia, saúde e língua inglesa. Haverá formação de cadastro de reserva para essas disciplinas, além de outras áreas profissionais.

##RECOMENDA##

A seleção é aberta ao público externo, não sendo exclusiva para os servidores da instituição. Para participar, os candidatos, conforme o edital, precisam ter disponibilidade de até 16 horas semanais para se dedicar ao programa, ter experiência mínima de um ano em docência e atender aos critérios de formação exigida para cada cargo.

O processo seletivo será realizado exclusivamente por meio eletrônico. O IFPE informa que o candidato poderá realizar mais de uma inscrição nas diferentes áreas, sendo necessário indicar o eixo ao qual deseja concorrer. Não serão recebidos, sob qualquer hipótese ou justificativa, documentos impressos ou em versão digital, devendo todos os documentos ser anexados durante o ato de inscrição no próprio sistema.

Os aprovados receberão o valor de R$ 25 pela hora/aula de 60 minutos, com carga-horária semanal de 16 horas. O resultado preliminar será divulgado no dia 5 de junho e no dia 6 do mesmo mês será reservado para a interposição de recursos.

O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 8 de junho. Para mais informações, acesse o edital da seleção.

A Coordenação da Universidade Aberta do Brasil (UAB), na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), está com inscrições abertas para o processo seletivo simplificado destinado ao preenchimento de 39 vagas para o cargo de professor conteudista. Os interessados devem se inscrever até o dia 22 de junho exclusivamente pelo e-mail coord.ead@ufpe.br. A seleção não possui taxa de inscrição. 

A oportunidade visa contratar docentes que atuem nas atividades de elaboração de material didático para a Educação a Distância (EAD) relacionadas aos cursos de ciências contábeis, licenciatura em espanhol, licenciatura em geografia, licenciatura em matemática, licenciatura em português e equipe multidisciplinar. Além disso, para os programas implantados no âmbito do sistema UAB, para o período de julho a setembro deste ano.

##RECOMENDA##

Segundo a UFPE, o candidato deverá atender aos requisitos da Portaria nº 102/2019 da Capes, no parágrafo 4º, que define que “os processos seletivos deverão ser realizados com participação restrita aos docentes concursados do quadro da instituição, sendo excepcionalmente admitida a participação de professores externos nos casos de não preenchimento das vagas”; ter titulação mínima de mestrado; experiência na elaboração de material didático; atuar ou ter atuado como docente em instituição de ensino na área do curso a que estiver se candidatando.

Os candidatos deverão enviar a seguinte documentação, indicando no assunto da mensagem “Seleção para Professor Conteudista UAB/UFPE”: o curriculum lattes atualizado; e a ficha de inscrição devidamente preenchida, dentro do cronograma que consta no edital

O processo seletivo será composto pela análise curricular e entrevista virtual realizado pela Comissão de especialistas em EAD. Os aprovados terão uma remuneração de R$ 1.100 a R$ 1.300. Para mais informações acesse o edital da seleção simplificada.

Um professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) morreu com suspeita de Covid-19 no último sábado (16). Angelo Antônio Cavalcante Martins havia participado de um ato a favor de intervenção militar e contra o isolamento social no mês passado.

A manifestação ocorreu em Maceió em 19 de abril, em celebração ao Dia do Exército. Durante o protesto, o grupo pedia a volta do AI-5, criticava o isolamento social e elogiava o presidente Jair Bolsonaro. O professor aparece em uma foto no ato sem usar máscara.

##RECOMENDA##

Em nota, a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adujal) lamentou a morte do professor. A associação informou que Angelo era bacharel em Administração, pós-graduado em Ciência do Turismo na Inglaterra, Mestre em Administração e Doutor em Administração e ajudou na montagem do curso de turismo da UFAL. Mais recentemente,foi coordenador do curso de especialização de gestão pública municipal (EAD).

A Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (Feac) da Ufal também manifestou apoio à família, destacando que o docente tinha uma rica e marcante história na faculdade. Angelo foi sepultado de forma reservada na manhã do domingo (17) no Campo Santo Parque das Flores.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), por meio do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica, segue com inscrições abertas para o concurso público destinado à contratação de um professor doutor na área de Probabilidade e Estatística. Os interessados podem se candidatar, até o dia 10 de julho, preenchendo o formulário eletrônico no site da instituição.

O processo seletivo será composto por uma prova escrita, prova de títulos, exame de arguição e prova didática. O aprovado trabalhará em regime de turno parcial com remuneração de R$ 1.918,76, podendo chegar a R$ 11.069,37, conforme consta no edital.

##RECOMENDA##

O concurso não está cobrando taxa de inscrição. Outras informações podem ser obtidas por meio do edital de abertura do certame, como também através do e-mail atu@ime.unicamp.br, ou pelo telefone (19) 3521-5923.

Com o objetivo de apoiar estudantes que não possuem recursos necessários em casa  para manter os estudos em dia para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o professor de matemática Darlan Moutinho promove uma petição. O ato visa o adiamento das provas deste ano. Em todo o Brasil, aulas presenciais foram suspensas devido à pandemia do novo coronavírus.

A iniciativa foi lançada na terça-feira (05) e com apenas dois dias no ar, já totaliza mais de 21 mil assinaturas; uma das metas é chegar a 100 mil. “Alunos começaram a entrar em contato comigo pedindo ajuda, pois não conseguem ter uma rotina em casa, nunca foram adaptados a educação a distância”, comentou Darlan Moutinho. “Nesse momento, existe uma incerteza desde aquele aluno que tem uma situação financeira privilegiada até aquele que não tem a mesma igualdade socioeconômica. Eles não conseguem seguir o planejamento pedagógico e se sentem literalmente perdidos e abandonados. O aluno que não tem condição, ele não tem internet”, acrescentou.

##RECOMENDA##

O professor de matemática acredita que, se o Enem for mantido, será um dos piores momentos da vida desses estudantes que não possuem recursos suficientes para se preparar em casa. “A única coisa que queremos é respeito e mostrar que em um momento como esse, é preciso olhar para o próximo”, finaliza o docente.

O Ministério da Educação (MEC) mantém, até o momento, o cronograma do Enem 2020. As provas impressas estão previstas para 1º e 8 de novembro, quanto a versão digital deverá ser aplicada nos dias 22 e 29 do mesmo mês. Confira aulas e dicas gratuitas para o Exame.

LeiaJá também

--> Enem Seriado: professores repercutem novo tipo de prova

--> 'Você que lute': paródia sobre propaganda do Enem viraliza

Parecer do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), incluiu os professores e os policiais legislativos no grupo de servidores que não poderão ter reajustes até o fim de 2021, mas "salvou" outras categorias do congelamento. Ele manteve entre as carreiras poupadas do congelamento militares das Forças Armadas, agentes da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, guardas municipais, agentes socioeducativos, profissionais de limpeza urbana, de assistência social, além dos profissionais da saúde que atuam no combate à covid-19.

Ele pretende colocar em votação ainda nesta quarta-feira, 6, o projeto de auxílio emergencial aos Estados e municípios, informou a sua assessoria de imprensa. Relator do projeto, Alcolumbre já divulgou o seu parecer em relação às mudanças introduzidas ao texto aprovado na Câmara.

##RECOMENDA##

"Acatar essas exceções enfraqueceria o esforço fiscal dos entes públicos após a pandemia, quando não se saberá ainda a dimensão dos rombos nas contas públicas dos três níveis federativos", diz Alcolumbre no parecer. Segundo ele, esta foi a única solicitação feita aos servidores durante a maior crise econômica e de saúde pública da história recente.

"Estamos fazendo isso, justamente, para preservar a capacidade financeira dos entes federativos e, assim, conseguirem continuar a pagar seus servidores e militares em dia. Não nos parece um sacrifício exagerado", acrescentou.

Para os trabalhadores da iniciativa privada, o governo autorizou acordos para que os salários fossem reduzidos ou os contratos suspensos. De acordo com estimativas oficiais, 73% dos empregados com carteira assinada vão ser atingidos com uma das duas modalidades. Até o momento, 5,5 milhões de pessoas já tiveram o salário reduzido ou o contrato suspenso.

O parecer voltou com a expressão "desde que diretamente envolvidos no combate à pandemia" para os servidores que ficarão de fora do congelamento. Essa expressão foi retirada pelos deputados, permitindo que os servidores excluídos do congelamento, mesmo que não tivessem na linha de frente do combate.

Divisão dos recursos

O parecer retoma a fórmula de distribuição de recursos aprovada pelo Senado e depois modificada na Câmara. O modelo foi criticado pelos deputados por favorecer o Estado de Alcolumbre, o Amapá.

Os deputados aprovaram um destaque do Novo para alterar o critério de distribuição dos R$ 7 bilhões destinados aos Estados para gastos com saúde e assistência social. Pelo texto aprovado no Senado, 40% desse recurso seriam distribuídos respeitando uma taxa de incidência da doença, um cálculo que considera a população do Estado e o número de contaminados.

No entanto, a Câmara decidiu retirar o termo "taxa de" para que, segundo o líder do Novo, deputado Paulo Ganime (RJ), o critério considere apenas o número absoluto de infectados. O partido defende que essa mudança corrige distorções geradas pela proporcionalidade. "Estados que estão à beira do colapso, como o Rio de Janeiro, seriam prejudicados", diz a justificativa do partido.

O Amapá perde R$ 286 milhões da parcela que receberia do auxílio com o critério aprovado pela Câmara. O Estado, o segundo mais beneficiado pelo projeto do Senado, foi o que mais perdeu com votação desta terça-feira. A mudança da Câmara permitiu um aumento de R$ 920 milhões para os Estados do Sudeste, prejudicados pelo modelo anterior. São Paulo vai ficar com a maior parte do ganho: R$ 783 milhões de reforço do caixa. Já os Estados do Norte perderam R$ 796 milhões do repasse em relação ao texto aprovado pelo Senado.

Após a mudança aprovada pelos deputados, Alcolumbre afirmou em sessão plenária no Senado que a Casa irá retomar os critérios definidos inicialmente. "Não tenho dúvida de que as alterações promovidas pela Câmara dos Deputados representam a força das bancadas do Sul e do Sudeste e nós aqui, no Senado, restabeleceremos o texto aprovado por quase a unanimidade do Senado", disse.

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) divulgou edital para seleção de professores de letras/espanhol da Rede Federal que tenham interesse em aperfeiçoar o idioma estrangeiro. A iniciativa está disponibilizando 50 vagas.

Oferecido por meio de plataforma a distância, o curso "Didática da Gramática do Ensino do Espanhol como Língua Estrangeira" está previsto para iniciar ainda no primeiro semestre deste ano. As inscrições são feitas até 20 de abril por meio do formulário on-line.

##RECOMENDA##

Para participar da seleção, há alguns requisitos que os candidatos precisam atender como ser docente de letras/espanhol, não estar afastado ou licenciado, estar disponível para cumprir integralmente com as tarefas do curso, anuência do dirigente máximo da instituição e possuir nível B2 de proficiência em espanhol de acordo com o quadro europeu comum de referência para línguas (Common European Framework of Reference for Languages).

O processo seletivo irá contar com uma comissão para realizar a avaliação dos candidatos, destacando os seguintes aspectos: experiência em docência de língua espanhola e participação em atividades de pesquisa ou de extensão na língua espanhola. Para mais informações, os interessados podem acessar o edital de seleção.

Diante da irresponsabilidade e falta de prevenção do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), um dos médicos mais respeitados do Brasil, urologista Miguel Srougi, afirmou que sua postura é "absolutamente incorreta". Para o professor da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), o contexto pandêmico “requer um governo forte”, porém Bolsonaro não se importa com a quantidade de vítimas fatais da pandemia.

Ele avaliou as ações restritivas tomadas por Estados e Prefeituras, e elogiou a condução do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que tenta combater a disseminação mesmo sem o aval do presidente. "Tecnicamente, o que está sendo feito no Brasil é correto graças a governadores e a um ministro competente. Já a postura do presidente é absolutamente incorreta. Ele se sensibilizou com o apelo de grandes empresas de que não podiam parar e menosprezou vidas. Para ele, não faz diferença se vão morrer mais ou menos pessoas", disparou.

##RECOMENDA##

"Existe uma disfunção política em um momento muito difícil para o Brasil e para o mundo na área de saúde. A simples ideia [de Bolsonaro] de não agir, sem isolamento social para impedir aglomerações de pessoas, pode ser preponderante para sabermos se vamos ter mil ou 10 mil mortes", declarou Srougi.

Desde o início do surto no Brasil, o presidente tentou minimizar os efeitos na Saúde e afirmou em mais de uma oportunidade que a Covid-19 não passava de uma “gripezinha”. Ele chegou a convocar uma manifestação nacional contra o Congresso, o que resultou em aglomerações ao redor do país. "Se seguíssemos o que Bolsonaro sugere, surgiria um pico incontrolável, irreversível, e as pessoas morreriam nas calçadas. Ele entende que esse é um preço que a sociedade tem que pagar para salvar a estrutura empresarial. Há pessoas no governo que estão flertando com as trevas, com a morte, com tudo o que há de ruim", avaliou o médico, que já cuidou do mandatário após uma cirurgia para correção de uma hérnia em setembro do ano passado, no Hospital Vila Nova Star.

Ainda que critique o presidente, o médico enfatiza a importância da Política para controlar do número de infectados, visto que os interesses da classe empresarial se afastam da integridade da população. "O estado vai voltar a ter um papel muito grande, porque nessas horas é o governo que atua. Se dependêssemos das grandes empresas neste momento, todos nós iríamos morrer. Os ricos têm que ajudar os pobres, ou todos vão morrer", e acrescentou, “falta sentimento e dignidade a quem desconsidera quarentena”.

O urologista ainda discorreu sobre a característica socioeconômica da proliferação. "É uma doença importada. Sem dúvida, pegou a classe dos afortunados, que viajam mais. Agora já está comunitária, e aí atinge todo mundo. É triste saber que as pessoas mais simples são as que menos conseguem se isolar, com trabalhos informais, manuais e presenciais, e que não podem trabalhar com computador. Essas pessoas serão as mais atingidas", afirmou.

Ele entende que, em países democráticos, a restrição da liberdade é complicada de ser mantida. Por isso, os efeitos do novo coronavírus também serão refletidos no âmbito psicológico da sociedade. Ainda assim, explicou a necessidade da quarentena. "O isolamento social reduz o pico inicial de casos de infecção e faz com que a curva de casos seja mais lenta. Como 5% dos doentes vão precisar de UTI, serão necessários mais leitos, caso não reduza a marcha", apontou.

Entretanto, o professor defende a flexibilização do isolamento, mas pede orientação e compromisso com a testagem da população. "Seria necessário isolar o estado e testar a população com o estado isolado. [...] após os resultados, apenas os doentes seguem isolados e vigiados. Isso até que chegue a uma solução, que é uma vacina ou um remédio", propõe.

“As [pessoas] que não estiverem com coronavírus, liberadas para trabalhar. Mas isso com extrema organização, para que um infectado não transmita o vírus a um não infectado", finalizou Srougi.

Um professor de história de 62 anos diagnosticado com a Covid-19 morreu no último domingo (29) no Hospital dos Servidores do Estado de Pernambuco, no Recife. Morador de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, Aguinaldo Gomes Marinho estava internado desde a última terça-feira (24). O idoso tinha diabetes.

No dia 10 de março, ele procurou o Memorial Hospital de Goiana e recebeu um diagnóstico de pneumonia. Na segunda-feira (23), ele deu entrada no Memorial Hospital Goiana com dificuldade de respirar e o hospital passou um expectorante e o liberou para casa. No dia seguinte, o professor se sentiu pior, voltando ao hospital. "Ele estava com uma dificuldade terrível de respirar", diz a sobrinha dele, Amanda do Peixe, ex-vereadora do município.

##RECOMENDA##

"Insisti para o médico interná-lo por conta da idade dele, por conta que a glicose havia subido muito, estava mais de 300, e a pressão arterial estava muito alta", complementa Amanda. No mesmo dia, Aguinaldo foi diagnosticado com derrame pleural, caracterizado pelo acúmulo de líquido no tecido que reveste o pulmão. Na noite da terça-feira (24), ele foi transferido ao Hospital dos Servidores do Estado de Pernambuco, permanecendo na UTI. O resultado do exame, confirmando a Covid-19, saiu na sexta-feira (27). O óbito foi confirmado às 12h50.

"A gente fica na dúvida de como ele pegou o vírus. Ele trabalhava na escola, gostava de jogar dominó na praça em Goiana e no sábado ia à feira", conta o sobrinho do professor, Hercílio Marinho. Aguinaldo foi sepultado na noite do domingo. "Só estava presente a esposa e os filhos. Com caixão lacrado e sem visita", completa o sobrinho.

A Secretaria Estadual de Saúde ainda não atualizou o número de mortos por Covid-19 no estado. São contabilizadas, até o momento, cinco mortes, sendo quatro homens e uma mulher. Conforme o último boletim, são 73 casos confirmados da doença no território pernambucano.

O período de isolamento social, medida necessária para frear o avanço do novo coronavírus (SARS-COV-2), exige que os estudantes abandonem as salas de aula, mas não significa férias. Apesar do estresse e ansiedade causados por essa situação atípica, os estudantes que se preparam para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem permanecer em casa e aproveitar o tempo extra para estudar.

Atividades relaxantes que costumamos fazer em nossas casas, como assistir séries, podem ser aliadas dos estudantes que desejam ampliar o seu conhecimento de mundo nesse momento se utilizadas do modo correto. O LeiaJá, em parceria com o projeto Vai Cair No Enem (@vaicairnoenem), entrevistou o professor de Linguagens Felipe Rodrigues, para montar uma lista de séries que podem ajudar a melhorar a capacidade de argumentação na redação do Enem. Confira:

##RECOMENDA##

La Casa de Papel

De acordo com o professor, a série "La Casa de Papel", que conta a história de um grupo de ladrões que roubam a casa da moeda espanhola, traz pontos interessantes em seu enredo. "Na segunda temporada, esse tema (o assalto) volta, mas a série aborda revelações de teorias da conspiração contra o Estado discutindo contratos sociais, algoritmos, fake news e outros temas atuais", disse o professor.

13 Reasons Why (Os 13 porquês)

Em "Os 13 Porquês", no título traduzido, uma adolescente chamada Hannah comete suicídio e deixa fitas gravadas para cada colega de escola que considera um motivo de sua decisão. O professor Felipe a recomenda por abordar temas sobre bullying, saúde mental, enfim, "várias questões jovens", como ele definiu. É importante lembrar, no entanto, que à época de seu lançamento, a série em questão suscitou diversos debates e polêmicas acerca de seu conteúdo, considerado muito explícito por muitas pessoas, o que levou a Netflix a inserir alertas nos episódios antes do play.

"Esta série contém cenas que os espectadores podem considerar perturbadoras, incluindo imagens explícitas de abuso sexual, consumo de drogas e suicídio. Se você ou alguém que você conhece estiver enfrentando um momento difícil e precisar de ajuda, acesse 13reasonswhy.info para obter mais informações", alerta a plataforma de streaming.

Sex Education

A série “Sex Education” conta a história de um jovem que, por ser filho de uma sexóloga, começa a fazer sessões de aconselhamento na escola junto a mais dois amigos. O professor Felipe explica que esta é uma boa opção para os estudantes, pois a série “trabalha questões como aborto, uso de drogas ilícitas e sexualidade”, que podem ser abordadas na redação.

Impuros

A série “Impuros” conta a história de Evandro do Dendê, jovem que tentava levar a vida honestamente em uma favela do Rio de Janeiro dos anos 90 até seu irmão, que era traficante de drogas, ser morto por policiais. O professor de redação e Linguagens Felipe Rodrigues explica que a série é boa para ampliar a visão de mundo e capacidade argumentativa dos estudantes, pois aborda temas como a vida nas favelas, o narcotráfico, questões raciais e o sistema carcerário brasileiro.

AJ and the Queen

Em “AJ and the Queen”, a drag queen Ruby Red (interpretada por RuPaul, estrela da competição RuPaul’s Drag Race) conhece e adota uma criança órfã e daí surge uma grande parceria entre os dois. Na opinião do professor Felipe, é uma série interessante por abordar temas sobre gênero, abandono, infância e adolescência e também consumo de drogas.

The good doctor

A série conta a história de um médico autista que teve uma infância difícil e busca trabalhar em um grande hospital da cidade de San José, na Califórnia. Segundo o professor, é uma história interessante pois “aborda o trato e acolhida nas escolas, famílias e hospitais a pessoas com autismo”.

O Auto da Compadecida

O professor recomenda a clássica série 'O Auto da Compadecida', baseada na obra do pernambucano Ariano Suassuna, pois ela “trata de temas como a seca no Nordeste e traz conexões com a literatura, com o Movimento Armorial e escolas do movimento como o Barroco”.

Uma aula de direito constitucional foi tomada pela leveza de uma atitude singela, porém repleta de carinho. Em meio aos densos conteúdos da disciplina, o professor Armando Melo encantou os alunos ao segurar a garotinha Antonella, de apenas oito meses, filha de Bárbara Cavalcanti, uma das estudantes da turma. O episódio, ocorrido na semana passada, na UNINASSAU, em Caruaru, Agreste de Pernambuco, foi registrado pelos discentes e acabou viralizando nas redes sociais nesta quarta-feira (11).

De acordo com estudantes do terceiro período do curso de direito que acompanhavam a aula, a mãe da garota estava cansada devido ao tempo em que passou com a menina nos braços, assim como a pequena já dava sinais de choro. Ao perceber que Bárbara queria sair da sala para não atrapalhar a explicação, o professor se ofereceu para ajudar a aluna, segurando o bebê nos braços, ao mesmo tempo em que deu prosseguimento à explicação dos conteúdos. A criança, por sua vez, ficou quietinha.

##RECOMENDA##

Em entrevista ao LeiaJá na noite desta quarta-feira (11), o professor revelou que sua postura foi algo espontâneo. “Foi natural. A mãe estava aperreada porque ela – bebê - tinha tomado vacina, estava inquieta. Quando ela ia na porta para sair de sala, eu disse ‘me dê ela aqui’”, contou o professor. Segundo o docente, Antonella se manteve quieta por mais de 30 minutos.

"A pequena Antonella começou cedo e começou bem. Ela e a mãe assistiram toda a aula de direito constitucional atenciosa e pacientemente. Um futuro de sucesso para elas", escreveu o educador nas redes sociais.

Bárbara, de 19 anos, descreveu a cena como gratificante. Ao LeiaJá, ela também expressou uma mensagem de incentivo às mães que precisam cuidar dos filhos e manter o foco nos estudos. “Não pare, não desista! Sempre vai ter alguém prestando atenção no seu esforço”, disse Bárbara, relembrando que, no mesmo dia, Antonella tinha tomado vacina.

O simples auxílio do educador arrancou elogios de vários seguidores que acompanham o vídeo no Instagram. “Todo meu respeito professor”, postou um seguidor que elogiou o vídeo compartilhado pelo Instagram 'Recife Ordinário'. Outro internauta publicou: “Os professores são uns guerreiros nos dias de hoje, e parabéns pela sua empatia com o próximo”:

A Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape) anuncia novo concurso público destinado à contratação de professor do magisterio superior. As inscrições podem ser realizadas através do site da instituição de ensino até o dia 27 de março. A taxa de inscrição varia de R$ 130 a R$ 190, conforme o cargo almejado, sendo necessário efetuar o pagamento até 30 de março. 

Para participar da seleção é necessário que o candidato possua graduação em letras/Libras, especialização em Libras, ou graduação em pedagogia com especialização em Libras, além de mestrado na área de Linguagens (letras, linguística, literatura, estudos de linguagem). Como método de seleção, será aplicada prova escrita, prevista para o dia 6 de julho. O salário oferecido varia de R$ 4.472,64 a R$ 9.616,18.

##RECOMENDA##

Vale ressaltar que os candidatos devem entregar na sede da Ufape, localizada na Avenida Bom Pastor, sem número, Boa Vista, Garanhuns-PE, os documentos especificados no edital, no período de 24 de abril a 8 de maio. Para mais informações consulte o edital do concurso

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) está com concurso público aberto para a Faculdade de Medicina de Botucatu. A seleção é destinada à contratação de um professor doutor para atuar como assistente na área de epidemiologia no departamento de saúde pública. 

Os interessados devem se inscrever no período de 2 a 31 de março, por meio do site da Unesp, mediante ao pagamento de taxa no valor de R$ 120,00. O salário oferecido pode variar entre R$ 4.626,85 e R$ 5.516,13. A carga horária a ser cumprida é de 24 hora semanais. 

##RECOMENDA##

O método de seleção será composto por prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório, prova de títulos, prova didática, prova de análise e arguição do projeto de pesquisa, plano de atividades para a graduação e para a pós-graduação, plano de ações de extensão universitária e, se for o caso, prova prática, todas de caráter classificatório. Para mais informações, os interessados devem consultar o edital de abertura do certame.

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) anunciou um processo seletivo para contratar um professor substituto para atuar na área de ciências biológicas, no campus de Cuiabá. É necessário que os candidatos tenham graduação e doutorado. 

O salário oferecido varia de R$ 3.130,85 a R$ 5.831,21 com carga horária a ser cumprida de 40 horas semanais. 

##RECOMENDA##

As inscrições devem ser realizadas presencialmente, na Universidade Federal de Mato Grosso, na Secretaria do Instituto de Biociências, no período de 27 de fevereiro a 4 de março, das 7h às 11h e das 13h às 17h. 

Como método de seleção, será realizada prova didática e avaliação de títulos.

Para mais informações, os interessado devem consultar o edital.

A Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece) está com inscrições abertas para seleção de professores substitutos e temporários. Os candidatos podem realizar as inscrições pelo site da universidade, cujo o prazo vai até 5 de março.

Ao total, são 163 oportunidades, sendo 133 para professor temporário e 30 para professor substituto, distribuídas em diversas áreas de ensino de todas as unidades da Universidade Estadual do Ceará (Uece). As unidades são: Fortaleza, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Mombaça, Iguatu, Crateús, Tauá e Quixadá. Os salários variam entre R$ 987,28 e R$ 5.641,54, a depender da regimento de horário de atuação do docente.

##RECOMENDA##

A primeira etapa é composta por provas escritas e serão realizadas no dia 29 de março. A segunda etapa, de provas didáticas, será em 26 de abril. Para acompanhar o cronograma da seletiva basta acessar o site da instituição de ensino. É possível verificar os detalhes sobre documentações e exigências das etapas dos processos nos editais divulgados no Diário Oficial do Estado, localizadas nas páginas 16 e 24.

A Prefeitura de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, vai enviar à Câmara Municipal o projeto de lei que concede reajuste de 12,84% aos professores da Rede Municipal de Ensino - o que pode nivelar com o piso nacional da categoria. Se aprovado o projeto, 1,6 mil educadores poderão ser beneficiados.

Segundo o prefeito Professor Lupércio (Solidariedade), a medida representa "o reconhecimento ao trabalho realizado pelos professores. São profissionais por quem tenho enorme respeito, sendo aquele que transmite o conhecimento e é essencial para a formação do ser humano",  disse.

##RECOMENDA##

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) está com inscrições abertas para o processo seletivo destinado a contratação de um professor substituto de programação. Poderão participar da seleção candidatos que possuam  pós-graduação em ciência da computação, graduação em sistemas de informação, curso superior de tecnologia em redes de computadores, sistemas para internet, análise e desenvolvimento de sistemas, sistemas da informação, telemática ou licenciatura em computação. 

As inscrições devem ser realizadas através do site da instituição até o dia 1º de março e a taxa é de R$: 100,00. 

##RECOMENDA##

O processo de seleção contará com duas etapas, sendo a primeira uma prova de desempenho, de caráter eliminatório e classificatório. Já a segunda etapa será composta por prova de títulos, de caráter classificatório. As provas estão previstas para acontecer entre os dias 9 e 13 de março, no IFPB Campus Esperança, na Paraíba.

 O contratado receberá salário de R$ 3.126,31 para exercer as funções em regime de 40 horas semanais.

Para mais informações, consulte o edital.

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) está com inscrições abertas para dois concursos públicos destinados à contratação de professores para atuação no campus de Botucatu, São Paulo, na área de Clínica Veterinária e Produção Animal. 

Para participar da seleção é necessário possuir escolaridade em nível superior. Ao serem contratados, os profissionais devem exercer suas funções em regime de trabalho semanal de 12 a 24 horas. O salário oferecido varia de  R$ 1.303,16 a R$ 5.516,13.

##RECOMENDA##

Os candidatos serão avaliados por meio de prova escrita, prova didática, prova de títulos e análise e arguição do projeto de pesquisa, de acordo com a área desejada pelo docente. As inscrições estão abertas e devem ser realizadas exclusivamente via internet, por meio do site da Unesp.

Para o cargo de professor substituto da área de produção animal, as inscrições devem ser realizadas até o dia 17 de março, já para a área de clínica veterinária o cadastro segue até dia 10 do mesmo mês.

Para mais informações, confira os editais abaixo: 

Edital para área de produção animal 

Edital para área de clínica veterinária

LeiaJá também

-> Novo concurso em Recife: sai edital do Reciprev

-> UFRPE abre 1,6 mil vagas em cursos gratuitos

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, e também seu irmão Arthur, se tornaram sócios do único professor que deu uma nota acima da mínima no concurso em que o ministro concorreu sozinho (e quase foi reprovado) para se tornar professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em 2014.

O Centro de Estudos em Seguridade (CES), fundado pelos três, lucrou até R$ 45 milhões em um contrato firmado com o Governo do Estado de Goiás, utilizando irregularmente o nome da universidade federal. As informações são de uma reportagem da Revista Fórum.

##RECOMENDA##

De acordo com a revista, quando o ministro prestou concurso em 2014, houve dúvidas acerca da legalidade do certame e resistência à realização da seleção de candidatos com título de mestre (que Weintraub tinha acabado de adquirir) e não apenas de doutorado. Naquele ano, 32 concursos foram realizados e apenas o atual ministro foi aprovado com a nota mínima, 7, concorrendo sozinho uma vez que os outros cinco candidatos desistiram da prova. 

A banca era composta por professores de diversas instituições de ensino: FGV, PUC, FEA-USP, Mackenzie e Unifesp. Um deles reprovou Weintraub, com uma nota 6. Outros três o aprovaram com a nota mínima e apenas um lhe deu 8 pontos.

Ricardo Hirata Ikeda, professor da Unifesp, foi um dos primeiros professores da instituição, onde já participou de conselhos, comissões e presta consultoria, além de ser membro da Comissão de Bancas e ter fundado o departamento de Ciências Contábeis da universidade, onde o irmão do ministro, Arthur Weintraub, se tornou coordenador. Nesta posição, o professor esteve a par dos processos de seleção dos irmãos Weintraub e também da esposa do ministro, Daniela.

Ainda segundo a reportagem, cerca de um ano após a entrada de Weintraub na Unifesp, ele, o irmão e o professor Ricardo Hirata Ikeda fundaram o Centro de Estudos em Seguridade (CES), descrito no currículo Lattes do ministro como “uma associação civil sem fins lucrativos fundada por professores dos cursos de Atuária e Contabilidade da UNIFESP, que tem como missão a excelência científica e técnica em Seguridade”. 

Apesar da definição dar a entender que há uma ligação entre o centro e a universidade, um funcionário não identificado declarou à reportagem que “O CES nunca obteve a aprovação e o acompanhamento mencionados. Ele não foi nem sequer apreciado pela Congregação do campus Osasco, órgão máximo de deliberação do campus, quanto mais pelo Conselho Universitários (CONSU) da UNIFESP”.

Diante do uso irregular do nome da instituição, em 2018 a Unifesp abriu uma sindicância que o ministro classifica como “perseguição política da Unifesp”. A universidade emitiu uma nota em seu site oficial esclarecendo que a sindicância foi concluída comprovando a irregularidade, mas sem abertura de processo administrativo.

O CES é também responsável por publicar a Revista Brasileira de Previdência, que tem Arthur Weintraub no corpo editorial e é responsável por aprovar e divulgar os artigos publicados pelo ministro, que são critério de seleção para o concurso. 

Em 2016, o Centro de Estudos em Seguridade fechou um contrato assinado por Ikeda, Abraham e Arthur Weintraub, com o Governo do Estado de Goiás, no valor de até R$ 45 milhões de acordo com a taxa de sucesso, para execução de serviços de recuperação de valores relativos a dívidas de médio e de longo prazo. À reportagem da revista, o funcionário não identificado da Unifesp declarou que “O ministro, seu irmão e colegas (alguns dos quais nomeados por eles para cargos no MEC) utilizaram da Unifesp e de seu prestígio para amealhar vantagens financeiras e oportunidades de negócios. Vantagens sobre o qual a Unifesp nunca foi recompensada, uma vez que o CES se apresentava como um Centro (órgão complementar) a ela vinculado”. 

Nas redes sociais, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, já reagiu à publicação da reportagem negando as acusações, que classificou como “mentiras”. Ele também dirigiu ofensas à revista que fez a reportagem e fez ameaças de processo. “Terão que provar na justiça”, disse ele. Também à revista, o Ministério da Educação declarou que o ministro não comentará mais o caso pois já se manifestou pelo Twitter. Confira:

[@#video#@] 

LeiaJá também

--> Weintraub recebe críticas ao apresentar explicações na CE

--> Onyx foi trocado, Weintraub permanece. O que aconteceu?

--> Foi mesmo 'o melhor Enem de todos os tempos'?

O Governo do Estado de Pernambuco abriu inscrições para preenchimento de 2.938 vagas em seleção simplificada para a Secretaria de Educação e Esportes. Os salários vão até R$ 2,9 mil e as inscrições podem ser realizada pela internet, até 9 de março.

Para validar as inscrições, é preciso pagar uma taxa de R$ 24, por meio de boleto bancário no prazo de até 24 horas. Os interessados podem solicitar isenção da taxa de inscrição até próxima sexta-feira (14). 

##RECOMENDA##

Para participar, o candidato deverá ser brasileiro ou gozar das prerrogativas previstas no Art. 12 da Constituição Federal; ter idade mínima de 18 anos, ou ser emancipado civilmente; estejar em dia com as obrigações eleitorais; estejar quite com o serviço militar (para os candidatos do sexo masculino); dentre outros requisitos que constam no edital.

O certame é destinado a profissionais de ensino médio e superior de todas as regiões do estado. Do quantitativo geral de vagas, 2.405 são para a Educação Básica, 106 são para Educação Profissional e 427 para Programas e Projetos. Do total das oportunidades, 5% é destinada a pessoas com deficiência (PCD).

O processo seletivo terá uma única etapa - eliminatória e classificatória - denominada Avaliação de Experiência Profissional e de Títulos, realizada pelo Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB). Os contratos são por tempo determinado, dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. 

LeiaJá também

-> Do próprio bolso, professora produz conteúdo afrocentrado

-> Mais de 600 vagas em seletivas abertas no Norte e Nordeste

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando