Tópicos | candidatos

A Prefeitura do Recife, abre, nesta segunda-feira (27), as inscrições para o ProUni Recife - programa municipal que concede bolsas de estudos integrais em faculdades particulares. O programa está disponibilizando 154 vagas dentre as 38 opções de cursos distribuídas entre oito instituições superiores cadastradas.

Os interessados podem se inscrever até às 23h59 do dia 31 de janeiro, pelo site de seleção. O primeiro listão com os resultados sai no dia 4 de fevereiro e os contemplados já poderão fazer a matrícula a partir do mesmo dia.

##RECOMENDA##

Para concorrer a uma das vagas, os candidatos devem ficar atentos aos pré-requisitos do processo seletivo: ser residente e domiciliado no Recife por, no mínimo, três anos, contados antes da data de inscrição no programa; não ter diploma de nível superior; ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituição de ensino privada na condição de bolsista integral; ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio referente à edição do ano de 2019; e comprovar renda bruta familiar, per capita, de até dois salários mínimos.

A inscrição também se estenderá ao professor da rede pública de ensino do Recife, para os cursos de licenciatura, graduação e pedagogia, destinados à formação do magistério de educação básica, neste caso, independente da renda familiar per capita, o candidato não estará submetido aos demais pré-requisitos exigidos. 

Entre os cursos oferecidos pelo Prouni Recife neste primeiro semestre estão medicina, direito, medicina veterinária, administração, arquitetura e urbanismo, farmácia, educação física, enfermagem, psicologia, sistemas de informação, fisioterapia, nutrição, várias especialidades de engenharia, entre outros.

O Prouni Recife oferece, desde abril de 2018, aos estudantes do programa, o direito ao Passe Livre, cartão com 70 passagens de ônibus gratuitas recarregado mensalmente. O benefício pode ser usado em todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e feriados. 

Para mais detalhes, acesse o site do processo seletivo ou entre em contato através do número (81) 3355-8759 ou pelo e-mail prouniatende@recife.pe.gov.br.

A recomendação da suspensão das inscrições do Sistema de Seleção Unificada 2020 (Sisu) enviada ao Governo Federal é resultado das falhas na correção de gabaritos do Exame Nacional do Ensino Médio 2019 (Enem). A intenção do documento, encaminhado na tarde dessa quarta-feira (22), é que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confira as respostas de todos os candidatos e as divulgue amplamente.

O prazo para acatar as recomendações é de 24 horas e, caso descumprido, pode resultar em providências administrativas e judiciais. Devido ao tempo da nova conferência, o MPF ainda recomenda a alteração do calendário de inscrições e que os candidatos sejam comunicados oficialmente da abertura do prazo para solicitação da verificação de possíveis inconsistências.

##RECOMENDA##

O Inep também deve apresentar resposta formal a todos os pedidos de correção, com tempo razoável e retificação da nota, caso necessário. Para o MPF, ainda não foram divulgadas informações suficientes sobre os erros de correção, o que pode-se pressupor que nem todos os erros foram corrigidos.

"Processos seletivos públicos exigem a mais ampla e irrestrita transparência e publicidade, bem como mecanismos fidedignos de correção das provas, já que destes dependem a legitimidade, solidez, eficácia e credibilidade do sistema”, pontua o texto.

O prazo apontado pelo Ministério da Educação (MEC) para analisar supostas irregularidades teve início na noite da última sexta-feira (17) e encerrou às 10h dessa segunda (20), sem a comprovação de que todos os candidatos foram comunicados.

Segundo o órgão, não houve envio de e-mail ou comunicado através do aplicativo oficial do Enem 2019. Sobre a divulgação da apuração por redes sociais, a entidade entende que inscritos sem acesso à internet podem ter ficado de fora.

A recomendação aos órgãos responsáveis pelo exame é decorrente da denúncia de uma candidata de Minas Gerais, que alegou discrepâncias entre sua quantidade de acertos e a nota oficial divulgada pelo Inep.

O Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pela elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), emitiu um comunicado na noite deste domingo (19) informando que o e-mail designado a receber o contato de estudantes que tenham dúvidas sobre suas notas só aceitará mensagens até às 10h desta segunda-feira (20).  

O endereço virtual foi disponibilizado aos estudantes após o Inep divulgar uma inconsistência entre as notas e os gabaritos de alguns participantes do Enem 2019. O erro ocorreu após esses gabaritos serem trocados na hora do armazenamento. O Inep ainda emitiu outro comunicado no sábado (18) alegando que o erro, na realidade, teria sido da gráfica ao contabilizar erroneamente as notas dos candidatos.

##RECOMENDA##

Os participantes que se sentiram prejudicados ou perceberam essa inconsistência entre gabarito e nota podem enviar um e-mail com nome e CPF para enem2019@inep.gov.br para que a autarquia avalie a situação do estudante. Reforçando, o prazo para envio é até às 10h desta segunda-feira (20).

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, garantiu que a situação será resolvida até o final do dia desta segunda. Ainda de acordo com o comandante da pasta, o erro atingiu cerca de 0,1% dos participantes do Exame no ano passado.

Quem está se preparando para o concurso da Autarquia Municipal de Previdência e Assistência à Saúde dos Servidores - AMPASS - (Reciprev/Saúde Recife), ficou animado com o aulão beneficente que aconteceu no Espaço Jurídico, realizado neste sábado (18), no bairro da Boa Vista, centro do Recife.

Ao todo, o aulão teve duração de 5h30, contemplando aulas de raciocínio lógico, direito constitucional e português para intensificar o estudo dos candidatos. Além disso, ao invés dos participantes pagarem uma taxa de inscrição, o preparatório decidiu arrecadar alimentos não perecíveis para doação.

##RECOMENDA##

Luciana Magalhães Costa, 40, estudante no Espaço Jurídico, diz que vem se preparando para concursos há quase três anos e confirma que já foi aprovada em três certames. “Venho me preparando para concursos há quase 3 anos. Já fui aprovada com boas colocações em três, inclusive para Analista do Tribunal da Justiça de Pernambuco (TJPE)”, declara a estudante.

Ela ainda acrescenta que os aulões beneficentes no qual participou, o ajudaram também nessa trajetória. “Fiz alguns cursos regulares, muitas matérias isoladas e vários aulões, alguns beneficentes, que me ajudam muito no aprendizado”, destacou a estudante do preparatório, Luciana Magalhães. 

“Aulão beneficente é um excelente incentivo, pois além de ajudarmos ao próximo, vemos questões atualizadas nas quais estão focadas para aquele concurso específico e, ainda, de acordo com a banca organizadora do certame, pois sabemos como cada banca trabalha de uma forma específica.”, conclui Luciana.

LeiaJá Também:

--> Curso realiza aulão para concurso público da Reciprev

Atentos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): os participantes da prova veem uma oportunidade para começar seus estudos em uma universidade. Os estudantes que participaram do exame, em 2019, pretendem submeter sua nota aos sistemas de seleção do país.

De acordo com o levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), em 2019, dos quase quatro milhões de participantes, 53 candidatos tiraram nota mil na redação do Enem. Um dos contemplados mora na Região Metropolitana do Recife (RMR). 

##RECOMENDA##

Thiago Coutinho Nakazone, 18, ex-aluno do Colégio Boa Viagem (CBV), foi o único pernambucano a obter nota máxima na redação do Enem (2019). O segredo, segundo o estudante, é se manter atualizado e praticar bastante. “Eu tinha uma meta. Procurava escrever duas ou três redações por mês”, diz.

A redação do Enem (2019) abordou o tema "Democratização do acesso ao cinema no Brasil", onde os candidatos tiveram apoio dos textos bases para se nortear na hora de passar suas ideias para o papel. Nakazone, conta, que sempre busca estar informado, não descartando a bagagem que os filmes e as músicas tem a oferecer. 

“Se você passa um tempo sem escrever, acaba perdendo a técnica. É sempre bom procurar estar bem informado, assistindo filmes ou escutando músicas para ter uma bagagem e poder articular melhor”, conclui Thiago.

As redações em 2019 não obtiveram um resultado superior ao ano anterior. O número de candidatos com nota mil caiu de 55 para 53 em relação a 2018. As redações tiveram uma média de 592,9, e o número notas zero aumentou de 112.559 para 143.736, conforme informações divulgadas do Inep.

A dica é praticar

Thiago Coutinho comemora a conquista com amigos e parentes e reforça aos candidatos que irão prestar ao exame em 2020, como a prática de escrever regularmente e o feedback dos professores leva a nota máxima. “Eu sempre estava buscando escrever, também buscava tirar muita dúvida com meus professores, sempre levava as redações que escrevia para eles corrigirem. Eu gostava de saber o que estava errado e pedia para me mostrarem”, diz o estudante.

Nakazone, além de frequentar regularmente as aulas no colégio, também participou do cursinho com a professora de redação, Fernanda Bérgamo. A profissional diz que não tem mágica para escrever uma redação nota mil, e não ficou surpresa pela nota do seu aluno.

“Eu acompanhei Thiago Nakazone nessa preparação e não tem mágica. Eu não considero que tenha sido uma grande surpresa porque ele fazia o que era preciso. Ele se mantinha atualizado, era consistente e tinha o compromisso de nas redações seguintes evitar as falhas da redação anterior”, conta a especialista em redação.

Confira o vídeo:

[@#video#@]

Estudantes aplicados e que miram aprovação em concursos públicos iniciam sua preparação antes mesmo da publicação dos editais. Atentos à concorrência dos processos seletivos, eles acompanham, frequentemente, previsões de certames que devem oferecer vagas ainda em 2020. Dois deles são o possível concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da Autarquia Municipal de Previdência e Assistência à Saúde dos Servidores - AMPASS - (Reciprev/Saúde Recife).

Ambas as seleções deverão ter em seus cronogramas de estudos a matéria de direito previdenciário. Para professores de cursos preparatórios, a disciplina deve ser estudada por alunos que almejam disputar certames para cargos administrativos, uma vez que eles têm a oportunidade de participar de processos seletivos que exigem assuntos em comum.

##RECOMENDA##

Tanto o certame do Reciprev quanto o possível concurso público do INSS poderão ter um conjunto básico de disciplinas, além do próprio direito previdenciário – já que as instituições atuam com serviços relacionados à Previdência Social -. De acordo com o professor de carreiras jurídicas, administrativas e pedagógicas, integrante do preparatório Nuce, no Recife, Abner Mansur, o conjunto básico é formado pelas seguintes áreas: direito administrativo, raciocínio lógico, informática, direito constitucional, português e administração pública.

Em comparação ao INSS, o concurso do Reciprev apresenta indícios mais concretos de realização. Publicação do Diário Oficial do Recife, de 13 de abril de 2019, traz a lei que cria o quadro próprio de servidores da Autarquia, que atualmente possui apenas colaboradores contratados. Além de cargos específicos para as áreas de contabilidade, informática, assistência social, arquivologia e ciência atuarial, o documento indica a previsão de 49 vagas para candidatos de nível médio; para essa escolaridade, a expectativa é que sejam oferecidas as ocupações de assistência de previdência e assistência à saúde.

Ao LeiaJá, a assessoria de comunicação do Reciprev confirmou a Fundação Carlos Chagas (FCC) como a banca organizadora do processo seletivo. Agora, os concurseiros aguardam a publicação do edital do certame, que deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2020.

Estude direito previdenciário

“Direito previdenciário é a matéria de 2020 para as carreiras administrativas e para qualquer concurseiro que tenha o ensino médio e que deseja trabalhar na área administrativa com salários maiores. Este ano está premiado porque, pela primeira vez, o Reciprev vai fazer concurso. É um concurso urgente, porque, há dez anos, sempre foi contrato. A prova deve ser entre março e abril, com salários acima de R$ 5 mil”, enfatiza o professor Abner Mansur.

O educador também explica por que o INSS aparece na relação das instituições federais que devem realizar processo seletivo em 2020. Ouça no áudio a seguir:

[@#podcast#@]

Segundo Mansur, no âmbito do direito previdenciário, alguns tópicos merecem a atenção dos candidatos. “Além do capítulo da seguridade social da Constituição Federal, é muito importante estudar a história da Previdência do Brasil e estudar a Reforma da Previdência. A parte que vai botar ou tirar gente desse concurso são as alterações que a Previdência sofreu no nosso país e no caso do Reciprev há a lei da seguridade municipal, que é específica do Recife”, comenta o professor.

Em entrevista ao LeiaJá, o especialista em direito administrativo e direito previdenciário, e professor do preparatório Espaço Jurídico, Robson Carvalho, detalhou os cargos de nível superior previstos para o Reciprev: “Analista de previdência e assistência à saúde (26 vagas), com formação superior em qualquer área. A remuneração inicial é de, aproximadamente, R$ 6.170. Há vagas para estes cargos: contador, analista em informática e atuário com a mesma remuneração. São 40 horas semanais. Há previsão de oportunidade para assistente social, com 30 horas semanais e remuneração menor”.

No que diz respeito ao INSS, o professor alerta para o cenário de dificuldades enfrentadas pelo órgão, reforçando a necessidade de o governo federal promover um novo certame. “Está havendo uma carência enorme na Previdência de aproximadamente 20 mil servidores. O cargo que reclama mais para contratação é o técnico de seguro social, cujo a remuneração inicial gira em torno de R$ 5.600. Tem também analista do seguro social, cujo a remuneração gira em torno de R$ 8 mil”, complementa Carvalho.

“Há também uma necessidade para o cargo de médico perito federal, vinculado ao Ministério da Economia. Existe essa necessidade, principalmente, pelas concessões do auxílio doença, do auxílio acidente e aposentadoria por invalidez que depende de perícia médica, feita pelos peritos. Vai haver uma reunião no dia 15 de janeiro. Portanto, há uma grande chance de haver concurso para o INSS”, acrescenta o especialista em direito previdenciário.

Ainda conforme o professor Robson Carvalho, é importante que os candidatos atentem para temas previstos em ambas as seleções. “Primeiramente, é necessário estudar a parte constitucional. O que é isso? É estudar o artigo 40 da Constituição Federal, que dispõe sobre o regime próprio da Previdência dos servidores públicos. Também é importante estudar os artigos 194 a 204 da Constituição Federal, que são os dispositivos constitucionais sobre a seguridade social. Isso é comum aos dois concursos. Agora, para o Reciprev ainda haverá a necessidade de estudar a legislação previdenciária municipal do Recife. É preciso, também, estudar a legislação referente à assistência à saúde dos servidores do município, que é o plano de saúde dos servidores do município do Recife, que também é gerido pelo Reciprev”, alerta o educador.

Robson Carvalho continua: “Quanto ao INSS, há a necessidade de estudar duas leis federais, que são específicas para concursos do Instituto. São elas: a lei 8212 e 8213, ambas de 1991. A primeira, a 8212, vai dispor sobre o plano de custeio da Previdência Social, do INSS, do regime geral. Já a segunda lei, a 8213, dispõe sobre o plano de benefícios do regime geral de Previdência Social, que é gerido pelo INSS. Então, os alunos devem focar nessas legislações”. O professor enfatiza que também é fundamental manter-se atento às decisões dos tribunais superiores, como o STJ e o STF.

Até então, o Ministério da Economia não confirma o concurso público do INSS para 2020. É notável, porém, que o Instituto sofre com baixas em seu quadro de funcionários, a exemplo de servidores aposentados. Estima-se que mais de um milhão de processos de pedidos de benefícios estão travados por demora no atendimento.

O Ministério da Economia indica que, por enquanto, não há perspectiva de processo seletivo federal. “Em razão do forte contingenciamento fiscal, as atuais diretrizes do Poder Executivo Federal apontam pela impossibilidade de realização imediata de novos concursos públicos. Tal situação limita a atuação da Administração Pública em ações que acarretem impactos orçamentário-financeiros não só no exercício em que se toma a decisão, mas, principalmente, aumentam as despesas correntes que, regra geral, perduram por inúmeros exercícios subsequentes. E este é o caso das despesas com pessoal e encargos sociais, em que o incremento da força de trabalho, em detrimento de outras medidas de eficiência, podem afetar a sustentabilidade de políticas públicas importantes, bem como a prestação de serviços à sociedade”, informa a pasta por meio de nota.

Colaborou Adige Silva

LeiaJá também

--> Saiba tudo sobre concursos públicos previstos para 2020

--> Professores mostram como começar a estudar para concursos

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) está oferecendo 142 vagas para os cursos técnicos do Colégio Dom Agostinho Ikas (Codai). As oportunidades, destinadas a quem finalizou o ensino médio, são exclusivas para o primeiro semestre de 2020.

Administração, alimentos e agropecuária são os cursos técnicos promovidos pelo Codai. De acordo com a UFRPE, os candidatos serão selecionados por meio de desempenho escolar, com base nas notas do histórico escolar, documento que deverá ser apresentado pelos estudantes no momento da inscrição.

##RECOMENDA##

Os interessados em participar da disputa devem se inscrever até 24 de janeiro por meio do site do processo seletivo, sem a necessidade de pagar taxa de inscrição. As aulas serão realizadas no Campus Senador José Ermírio de Moraes, em Tiúma, na cidade de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. Mais informações podem ser obtidas no edital da seleção ou pelo telefone (81) 3525-0175. 

Candidatos do concurso público da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que ofereceu 200 vagas para técnicos administrativos, já podem consultar os resultados individuais das provas objetivas. O certame foi realizado em dezembro de 2019 com oportunidades para candidatos de níveis médio e superior.

Os aprovados podem atuar nas cidades de Recife, Vitória de Santo Antão e Caruaru. Também estão disponíveis no site da Comissão Executora de Concursos os resultados dos recursos ao gabarito das provas objetivas.

##RECOMENDA##

De acordo com a UFPE, dependendo do nível de escolaridade dos selecionados, os salários podem variar de R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66. No site da organização do certame é possível consultar todas as áreas de atuação oferecidas.

Ainda segundo a instituição de ensino, o resultado final está previsto para 12 de fevereiro, enquanto a homologação deverá ser realizada até 10 de março de 2020. Quase 38 mil inscrições foram confirmadas para o processo seletivo.

Dois meses de protesto com forte tom contrário aos políticos colocaram o governo do presidente Sebastián Piñera contra as cordas e embaralharam o cenário eleitoral chileno. Potenciais candidatos evitam se apresentar como porta-vozes das reivindicações para não parecerem oportunistas, mas analistas colocam alguns nomes em ascensão em meio à crise.

Dois deles, considerados fortes postulantes a substituir Piñera, vêm de lados opostos do espectro político. O jornal O Estado de São Paulo falou com ambos sobre os protestos e a perspectiva de chegarem à presidência.

##RECOMENDA##

Beatriz Sánchez, de 49 anos, jornalista sem experiência em administração pública, foi a grande surpresa na última eleição, em 2017, ao obter 20,2% dos votos e quase chegar ao segundo turno. Antiga eleitora dos socialistas, decidiu formar um grupo mais à esquerda e tornou-se o nome mais consolidado entre os progressistas. No poder, seria mais radical no aumento do papel do Estado.

Manuel José Ossandón é um técnico agrícola de 57 anos que disputou a última eleição primária do Renovação Nacional, de direita, partido do presidente. Perdeu a indicação para Piñera e voltou a se concentrar em seu mandato de senador. Dono de um discurso considerado populista por seus inimigos, "Cote" Ossandón baixou o próprio salário quando o Parlamento passou a discutir a questão. É o nome conservador com maior potencial eleitoral.

Os atos que abalaram o governo começaram em outubro, contra um aumento de R$ 0,16 no preço do metrô de Santiago. Logo, os manifestantes passaram a exigir mudanças em aposentadoria, educação, saúde e na concessão dos serviços públicos em geral. Acuado, Piñera colocou o Exército na rua, disse estar em guerra e decretou estado de emergência por 8 dias.

A repressão encorpou o movimento e obrigou o governo a uma série de recuos. A popularidade de Piñera bateu em 12%, o que o levou a sua maior concessão, que tende a facilitar as demais: abrir as portas a uma nova Constituição, medida elogiada tanto por Beatriz quanto por Ossandón. Com este passo, após décadas de pressão contra a Carta de 1980 - escrita sob governo de Augusto Pinochet -, Piñera retoma fôlego para terminar seu mandato, que vai até 2021. O país não tem reeleição.

Desde a redemocratização, em 1990, centro-direita e centro-esquerda se alternam no poder e mantêm uma linha econômica estável. Como os protestos carregam uma forte revolta contra o Estado e o sistema político, especialistas veem como possíveis beneficiários da crise um populista, alcunha com a qual Ossandón diz não se importar, ou de um nome desassociado dos partidos tradicionais, caso de Beatriz.

Entrevista: 'O país tinha uma sociedade que explodia para dentro’

Entrevista com Beatriz Sánchez, representante do bloco de esquerda Frente Ampla:

Os protestos no Chile são inexplicáveis para quem só vê indicadores econômicos. O que ocorreu?

Somos o 15.º país mais desigual do mundo e um dos mais desiguais da América Latina, juntamente com o Brasil. Temos uma acumulação obscena de riqueza em 1% da população e alguns dos índices de depressão mais altos do mundo, segundo a OMS. Temos também altas taxas de suicídio entre crianças e adolescentes. Muitos estudos relacionam altos índices de endividamento com doenças mentais. Certos números mostram o Chile como aluno mais comportado do bairro. Quem pesquisar mais, verá que essa revolta era anunciada. Houve manifestações explosivas em 2006 e 2011, mas esta é realmente outra coisa. Tínhamos uma sociedade que explodia para dentro. Isso mudou.

Segundo o Banco Central, no ano passado, 73% do que uma família recebia eram dedicados a dívidas. Isso explica por que países mais desiguais que o Chile, como Brasil, não passam por uma revolta como esta?

Temos uma classe política pequena, que pertence a uma elite muito concentrada. Tanto na centro-esquerda quanto na centro-direita. A nossa elite vem de quatro ou cinco colégios e duas universidades de Santiago. São basicamente homens. Tínhamos uma sensação, apesar de o Chile ter todos esses problemas, de que havia certo respeito às instituições. Mas há uns cinco anos foram aparecendo altos índices de corrupção, casos em que empresários praticamente entregavam leis que deveriam ser aprovadas aos parlamentares. Muitas instituições começaram a rachar, incluindo os carabineros (polícia militar), que considerávamos incorruptíveis. Percebemos que são corruptos como a polícia de outras partes do mundo.

Um populista pode chegar ao poder no Chile?

Ninguém sabe o que vai acontecer depois desse movimento. A direita tenta despolitizar a crise, falar que todos os políticos são o problema. Isso talvez não pertença a um partido político, mas são demandas de um movimento político. Se as pessoas não acreditarem que há uma saída política, corremos o risco de chegar a um lugar imprevisível. Mas, se promovermos a ideia de que é preciso mais participação política, a consequência será diferente. Não há soluções fáceis. A solução passa por uma nova Constituição.

Apesar das concessões feitas, Sebastián Piñera recebe novas demandas, e a falta de um líder entre os manifestantes contribui para isso. Há outra alternativa?

Saídas políticas para mobilizações anteriores tiveram péssimo resultado. Em 2006 e 2011, houve acordos populares em que as pessoas ficaram muito decepcionadas. O pior que poderia acontecer é aparecer uma liderança popular que diga "represento a população".

Manifestantes dizem que a revolta poderia ter sido detonada também num governo de esquerda. O protesto é contra o quê?

As duas grandes mobilizações dos últimos tempos ocorreram contra o mesmo governo, de Sebastián Piñera. Isso não é casualidade. Não gostei dos governos da Concertação e da Nova Maioria (que levaram o Partido Socialista ao poder). Votei neles e não fizeram nada para evitar o que está ocorrendo. Mas o que Piñera vinha fazendo era retirar os poucos direitos que haviam sido conquistados no governo anterior. Essa é uma explosão contra o modelo neoliberal, mas as pessoas não falam assim, porque falar de modelo neoliberal é algo difuso. Estão reclamando porque se cansaram dos abusos e não conseguem chegar ao fim do mês.

Faltou vontade ou competência aos governos de centro-esquerda para mudar este cenário?

As duas coisas. A Constituição é uma amarra e está fechada sobre si mesma. É preciso mudá-la. Fazer mudanças profundas é muito difícil. Mas também é verdade que a Concertação, nos seus anos de governo, fez um pacto transicional com a ditadura. A Concertação tirou muita gente da pobreza. O que vemos nas mobilizações não são as pessoas mais vulneráveis, mas a classe média, que está sufocada.

Se a sra. enfrentasse uma onda de protestos como essa na presidência, como reagiria?

Precisamos deixar que as pessoas tomem decisões no Chile, estimular a participação. O governo tentou apagar com querosene um incêndio. Um ministro da Economia, quando as pessoas reclamaram que o bilhete de metrô subiria em determinado horário, recomendou que elas acordassem mais cedo para pagar menos. Há alguns meses, o subsecretário de Saúde disse que as pessoas gostam de levantar às 5 horas da manhã e fazer fila nos postos de saúde porque buscam vida social. Outro, questionado sobre a razão de tudo estar subindo no Chile, pão, leite e serviços básicos, menos as flores, aconselhou os cidadãos a comprar mais flores. Isso é apagar o fogo com querosene. É não ter um pé na rua e ver o que acontece no Chile.

Entrevista: 'Sempre separei populismo de demagogia'

Entrevista com Manuel Ossandón, senador do partido de direita Renovação Nacional:

Boa parte dos protestos é contra a classe política e uma das exigência era a redução do salário dos políticos. O que os políticos fizeram de errado?

É uma revolta contra o sistema, contra o Estado. As pessoas estão frustradas e todos são alvo, não apenas a classe política. Existe uma elite que continua abusando e tirando proveito dos privilégios, enquanto as pessoas seguem com aposentadorias e salários miseráveis. Antes que o Parlamento chegasse a uma decisão sobre os salários, decidi baixar o meu sozinho.

É surpreendente que não haja bandeiras de partidos nos protestos. Algum grupo político tentou se apropriar das demandas?

Quem tentar fazer isso está errado. Políticos e seus partidos são parte do problema. É uma crise cultural, não é apenas uma manifestação política. É por isso que essa manifestação não tem um líder, nem uma solicitação clara. O que estamos exigindo é mudar a maneira de fazer as coisas: melhorar a transparência, a alocação de recursos e a rastreabilidade.

Este cenário anti-Estado e antissistema pode favorecer a chegada ao poder de um populista?

Seria necessário definir o que é populismo. Sempre separei o populismo da demagogia. Se alguém trabalha na rua, com sucesso comprovado, e o chamam de populista, não vejo problema. Além disso, aqueles que dirigiram o Chile e falam apenas à elite representaram precisamente o contrário. No meu país, o populismo está associado a não entender algo, a questões que são temidas ou não compreendidas.

Seus rivais o consideram um populista, pelo menos se compararmos com a maior parte da classe política chilena. Como se definiria?

Ser populista e desleal, como me chamam, sempre significou para mim estar com aqueles que têm menos. Prefiro estar nesse caminho e não na política da estratosfera. Gostaria de destacar que fui prefeito durante 20 anos. Ser prefeito permite que você esteja em uma batalha na primeira linha da pobreza e da realidade cotidiana. Essa experiência não tem preço, porque hoje eu posso falar com propriedade das carências das pessoas.

Alguns analistas interpretam essa revolta como um movimento contra o neoliberalismo. Mas, nas ruas, as pessoas dizem que ela poderia ter explodido com os socialistas Michelle Bachelet ou Ricardo Lagos. É correto?

Isso é o fim de uma etapa e vai muito além de uma crítica ao modelo neoliberal. Acredito no crescimento econômico, mas com uma distribuição muito melhor. Crescimento sem paz social não funciona. As pessoas devem ter sua parte nos ganhos de um país. É claro que o modelo deve ser corrigido.

Por que a direita chilena não consegue se desconectar da sombra de Augusto Pinochet? O sr. vê coisas boas no governo dele?

Ninguém está mais pensando em Pinochet. As pessoas se cansaram da maneira de se relacionar com o Estado, com instituições, com empresas. Estamos diante de uma mudança muito profunda e transversal e vejo essa mudança com otimismo. Aqueles que ainda estão presos lá atrás continuarão arrastando as barras do passado. Hoje, devemos trabalhar contra a desigualdade, os abusos, buscar o desenvolvimento inclusivo e a igualdade. Hoje, o país exige que falemos com todos, para fazer pontes.

Se o sr. se tornar presidente e algo semelhante acontecer em seu governo, como negociaria?

Primeiro, acredito que o presidente Sebastián Piñera não seja o único responsável pelo que aconteceu. Vi autoridades do governo desconectadas da realidade e da rua. Devemos entender que a raiz do problema existe e não estamos vivendo apenas um problema de ordem pública. Apostar no desgaste do movimento social e desacreditá-lo foi uma estratégia terrível. A chave para sair de um problema como esse é a transversalidade e o senso comum. As pessoas não querem destruir o Chile, as pessoas querem viver em paz.

O sr. teria colocado o Exército na rua para controlar os protestos?

Para controlar os protestos, inicialmente, não. Mas sugeri várias vezes concentrar os militares na infraestrutura essencial do Chile. A destruição ocorrida em nosso país é inegável, mas devemos trabalhar juntos para avançar e melhorar o que tínhamos.

O que acontecerá com uma Constituinte? Uma nova Carta garantiria maior controle sobre as concessões à iniciativa privada?

 

Uma nova Constituição, nascida na democracia, será importante. Passaremos para um modelo que coloque as pessoas no centro, que devolva a dignidade, que seja verdadeiramente participativo, que quebre abusos e desigualdades, onde o Estado as proteja e as defenda. Mas também devemos crescer economicamente. Acredito no livre mercado, mas ele não pode ser autorregulamentado. Chegou a hora de distribuir a riqueza para todos os chilenos e isso não significa tirar de um para dar aos outros. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estudantes de todo o Brasil contam os dias para o resultado da prova educacional mais importante do país. No dia 17 deste mês, será divulgado o desempenho individual da edição 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cuja aplicação ocorreu nos dias 3 e 10 de novembro. Quase 4 milhões de candidatos encararam as questões que podem levá-los ao ensino superior.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela organização do processo seletivo, divulgou um passo a passo para a recuperação de senha do sistema de inscrição, que é essencial para a consulta do resultado.

##RECOMENDA##

“Além de conferir a nota final na página, os participantes terão acesso ao seu número de inscrição, que é imprescindível, por exemplo, para realizar a inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e no Programa Universidade para Todos (ProUni). Entretanto, os participantes que não se lembram da senha escolhida poderão solicitar a redefinição e cadastrar uma nova”, informou o Inep.

Veja, a seguir, as orientações divulgadas pelo Inep para a recuperação de senha ou alteração do e-mail cadastrado, além de detalhes sobre programas que aceitam notas do Enem:

Responda ao desafio de segurança proposto pela Nanda, uma personagem digital. O desafio é importante para evitar o acesso de robôs.

Informe o seu CPF na Página do Participante e, em seguida, insira a senha. Caso você não se lembre da senha registrada na inscrição, clique no link “Esqueci minha senha”, que está logo abaixo do campo de preenchimento.

O sistema vai pedir para o usuário escolher se a senha cadastrada será enviada para o e-mail registrado durante a inscrição ou se quer alterar o e-mail. O sistema dá uma pista para que o participante se lembre de qual e-mail foi cadastrado durante a inscrição.

Se o participante optar por receber a senha no e-mail cadastrado, basta procurar na caixa de entrada. Caso não encontre, vale olhar na caixa de spam! Quem não tem mais acesso ao e-mail informado na inscrição ou quiser apenas trocar o endereço do correio eletrônico é só seguir as orientações.

O participante deverá responder às perguntas solicitadas a respeito dos dados informados na inscrição. Acertando todas as respostas, é só informar o novo e-mail.

Pronto! O Inep vai enviar a senha para o novo e-mail e o participante poderá acompanhar suas notas no exame. É possível, inclusive, consultar os resultados de edições passadas, caso o usuário tenha feito o Enem em outros anos.

A utilização da senha do Enem será muito importante ainda por um tempo. Por isso, guarde-a em um local com segurança, mas que seja de fácil acesso. Quando você for escolher sua instituição e/ou ingressar em algum programa para educação superior do Governo Federal, vai precisar de seus dados no cadastro do Enem. Fique atento ao período de inscrições depois de consultar os resultados do exame.

Sisu – O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) fica aberto entre 21 e 24 de janeiro, para quem quer se candidatar a uma vaga nas instituições públicas. Para se inscrever, o participante precisa ter feito o Enem e obtido nota maior do que zero na redação. É necessário ter o número de inscrição do Enem 2019 e a senha mais atual cadastrada no portal do Enem.

ProUni – Para quem vai se candidatar a bolsas de estudo integrais ou parciais em instituições particulares, o Programa Universidade para Todos receberá as inscrições para o processo seletivo do primeiro semestre de 2020, entre 28 e 31 de janeiro. Podem se inscrever brasileiros que não tenham diploma de curso superior e que tenham realizado o Enem 2019. O participante deverá acessar o site do ProUni, informar seu número de inscrição no Enem 2019 e a senha mais atual cadastrada na Página do Participante.

Estão abertas as inscrições para o Programa Trainee de Loja da ‘Americanas’, empresa atuante no comércio varejista. Podem participar do processo seletivo candidatos graduados em qualquer área nos últimos quatro anos, com disponibilidade para atuação nas cidades de Recife (PE), São Paulo, Santos (SP), Rio de Janeiro, Niterói (RJ), Curitiba (PR), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Salvador (BA) e Fortaleza (CE).

A empresa não divulgou a quantidade de vagas, mas adiantou que os trainees poderão ocupar a função de gerente. “Com presença em todos os estados brasileiros, a Lojas Americanas opera em diversos formatos de lojas, como tradicional, express, de conveniência – a Local – e, mais recentemente, digital. As mais de 1.600 unidades físicas reúnem um vasto sortimento, distribuído em 40 categorias, como bombonière, perfumaria, eletrônicos, eletrodomésticos, brinquedos e vestuário, além da oferta de serviços, como a venda assistida de produtos do site e a retirada de pedidos online na loja”, informou a companhia.

##RECOMENDA##

A seleção terá cadastro online, teste de perfil, entrevista em vídeo, painel com gestores e executivos, além de entrevista presencial. Os selecionados serão integrados ao ‘job rotation’, que proporciona atividades em vários setores da rede varejista.

A ‘Americanas’ não revelou o valor, mas garante que oferece salário compatível com o mercado, além de assistência médica e odontológica, seguro de vida, descontos em instituições de ensino e em todas as lojas da rede. Os interessados em participar da seleção devem se inscrever até 2 de fevereiro por meio da internet; no mesmo endereço eletrônico é possível obter mais informações sobre as vagas.

O concurso público realizado pela da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) registrou 328 mil inscrições. O balanço foi divulgado nesta sexta-feira (10) pelo Ministério da Educação (MEC).

Do total de candidaturas, 232 mil são para a área assistencial, apontada como a mais concorrida do processo seletivo. Em seguida aparece o setor administrativo, com 79 inscritos, e em terceiro a carreira médica, com 16 mil candidatos. De acordo com o MEC, o concurso oferece 1.660 oportunidades, com provas previstas para 2 de fevereiro.

##RECOMENDA##

“O concurso para a Rede Ebserh oferece 533 vagas para médicos em 63 especialidades, 998 vagas para a área assistencial e 129 para a área administrativa. As remunerações variam de R$ 2.451,00 a R$ 10.350,00, a depender do cargo”, detalhou o MEC.

Os candidatos podem consultar os locais de prova no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pela organização. No mesmo endereço virtual podem ser obtidas mais informações acerca do certame.

A plataforma de recrutamento online Catho realizou um levantamento que aponta o tempo médio utilizado pelas empresas ao analisarem currículos. Segundo a pesquisa, 30% dos recrutadores levam de seis a dez segundos para descartarem ou manterem os documentos nos processos seletivos.

A pesquisa indica as situações responsáveis pelos descartes mais rápidos de currículos. “A falta de requisitos básicos, como número de telefone e contato de e-mail, é um dos principais motivos para esse descarte rápido. Além disso, a falta de cumprimento de requisitos essenciais para a vaga, como inglês fluente ou formação específica, também estão entre os apontamentos da pesquisa”, informou a Catho, conforme informações da assessoria de comunicação.

##RECOMENDA##

No que diz respeito à decisão de manter o candidato na disputa por vaga de emprego, após essa etapa, as companhias passam a avaliar com mais cuidado e atenção de 15 a 100 currículos. Confira mais informações sobre currículos que podem ajudar os candidatos que buscam vagas no mercado de trabalho.

A Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, divulgou os editais de dois processos seletivos que, juntos, oferecem 124 vagas na Secretaria de Saúde do município. Há oportunidades para profissionais com escolaridade de níveis fundamental, médio e técnico. Os salários vão de R$ 998 até R$ 1.068.

No nível fundamental, há vagas para os cargos de auxiliar de cozinha, cuidador de saúde, copeira, pintor e marceneiro, entre outros. Já no edital para profissionais que concluíram o ensino médio, existem oportunidades para as funções de técnico de enfermagem, auxiliar de saúde bucal, agente sanitário, cozinheiro, maqueiro, motorista e rádio operador, entre outros. 

##RECOMENDA##

As inscrições estão abertas e podem ser feitas até a próxima segunda-feira (13), das 8h às 16h, na Secretaria de Administração, localizada na Praça Pedro de Souza, 30, Nossa Senhora das Dores, em Caruaru-PE. As candidaturas ainda estão disponíveis através do site de seleções da Prefeitura de Caruaru. Os candidatos serão selecionados através da realização de análise curricular e o resultado será publicado no dia 24 de janeiro. 

LeiaJá também

--> Prefeitura de Caruaru-PE divulga novo processo seletivo

--> Seleções em PE têm salários de até R$ 8,3 mil

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) divulga, na próxima quinta-feira (9), o listão do Vestibular 2020.1. De acordo com a entidade, os primeiros colocados serão apresentados à imprensa, às 10h, no Gabinete da Reitoria, enquanto às 11h será disponibilizada a relação completa no Bloco F do Campus Recife.

Ainda segundo o IFPE, o listão apenas será publicado na internet ao meio dia. O processo seletivo contou com 26.111 inscritos e foram oferecidas, ao todo, 4.715 oportunidades em 61 cursos técnicos, superiores e de Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

##RECOMENDA##

Abreu e Lima, Afogados da Ingazeira, Barreiros, Belo Jardim, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Garanhuns, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Palmares, Paulista, Pesqueira, Recife e Vitória de Santo Antão são os campi onde os selecionados poderão estudar.

“O curso superior mais concorrido foi o de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (manhã) do Campus Recife, com 18,35 candidatos por vaga. Na modalidade técnico Integrado ao Ensino Médio, o mais procurado foi Segurança do Trabalho (manhã) do Campus Recife, que registrou 33,65 candidatos por vaga. Na modalidade Subsequente, que exige o Ensino Médio completo, o curso de maior concorrência foi Técnico em Enfermagem (tarde) do Campus Belo Jardim com 11,57 candidatos por vaga”, detalhou o IFPE.

A seguradora Porto Seguro recebe inscrições, até 30 de janeiro, para a nova edição do seu programa de estágio. O processo seletivo soma 18 oportunidades nas áreas técnicas, administrativas, investimentos, gestão de risco, entre outros segmentos. 

Os cursos dos candidatos devem ter duração de até dois anos. A seleção conta com várias fases, tais como inscrições, testes online e entrevistas. De acordo com a Porto Seguro, os aprovados atuarão em São Paulo e deverão ter disponibilidade para carga de trabalho de 30 horas semanais.

##RECOMENDA##

Ainda conforme informações da seguradora, os participantes precisam ter conclusão de curso prevista para dezembro de 2020 ou 2021. “Nosso programa conta com um projeto de desenvolvimento que inclui treinamento e acompanhamento direto dos gestores, proporcionando aos estudantes a oportunidade de colocar em prática seus conhecimentos acadêmicos”, comenta a diretora de Recursos Humanas da empresa, Carolina Zwarg, conforme informações da assessoria de comunicação da Porto Seguro.

No total, o programa terá duração de dois anos; os valores das bolsas mensais não foram reveladas. Os interessados devem se inscrever gratuitamente pelo site do processo seletivo, onde também é possível obter mais detalhes a respeito do estágio.

A segunda fase do Vestibular da Fuvest, da Universidade de São Paulo (USP), um dos processos seletivos mais concorridos do Brasil, teve início neste domingo (5). Os candidatos responderam, nesta tarde, questões de português, bem como desenvolveram a redação.

De acordo com Fabiula Neubern, coordenadora de redação do Curso Poliedro, o vestibular trouxe como temática o ‘papel da ciência no mundo contemporâneo’. Para a docente, o assunto corrobora com as últimas abordagens do vestibular, que geralmente permeiam pautas atuais: em 2019, por exemplo, foi trabalhada a importância do passado para a compreensão do presente.

##RECOMENDA##

Em sua análise sobre a prova, Fabiula acredita que o tema cobrado foi amplamente trabalhado nos cursos e escolas dos candidatos à USP. Ela indica que a pauta resultou, entre alguns aspectos, da ascensão de um “certo revisionismo científico”, como os movimentos que questionam se a terra é redonda. De acordo com a coordenadora do Curso Poliedro, os estudantes devem ter detalhado o valor da ciência para a contemporaneidade.

“O tema partiu de um ponto atual solicitando a importância da ciência na contemporaneidade. Diante desse tema, os candidatos podem ter se lembrado de divulgadores científicos bastante famosos no Brasil. O cientista Carlos Nobre é um deles, figura pública que faz uma divulgação científica que viabiliza o conhecimento. Faz um movimento de mover a academia para o centro da discussão comum. Outro cientista bastante conhecimento é o Marcelo Gleiser, que já teve colunas em jornais e livros conhecidos”, comentou a coordenadora de redação do Curso Poliedro.

Durante o texto, segundo a professora, os candidatos podem ter feito contextualizações de problemas atuais que podem ser sanados com a ajuda da ciência. “Estamos diante de uma crise climática e do esgotamento de recursos naturais. A ciência é chave para combater esses problemas.  Desigualdade social a ciência também é capaz de resolver”, reforçou.

Nesta segunda-feira (6), os concorrentes encaram disciplinas específicas, conforme suas áreas. Mais informações sobre o vestibular podem ser obtidas no site da Fuvest.

Nesta quinta-feira (2), a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou a relação de convocados em primeira chamada no Vestibular Indígena 2020. No total, 95 candidatos foram aprovados.

Os selecionados deverão realizar a matrícula pela internet, a partir das 9h do dia 7 de janeiro. O procedimento seguirá disponível até 17h do dia 16 deste mês.

##RECOMENDA##

A Comissão ainda anunciou a lista de espera com os nomes dos próximos candidatos que deverão ser convocados nas chamadas seguintes, havendo vagas disponíveis. “Estão previstas até cinco chamadas para o preenchimento das vagas. A segunda chamada será divulgada no dia 20 de janeiro. As demais chamadas estão listadas no calendário abaixo”, informou a Unicamp.

De acordo com a Universidade, neste processo seletivo mais de 970 estudantes fizeram a prova do Vestibular Indígena nas cidades de Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM).

Procedimento presencial

Ainda segundo a instituição de ensino, no dia 27 de fevereiro os matriculados em todas as chamadas anteriores no Vestibular Indígena 2020 deverão realizar a matrícula presencial, no horário das 9h às 12h. “Os documentos necessários (cópias e originais ou cópias autenticadas) para a matrícula são: Diploma ou Certificado de Conclusão do Ensino Médio, ou equivalente. Histórico Escolar completo do Ensino Médio cumprido integralmente em estabelecimento da rede pública brasileira (federal, estadual, municipal), ou em escolas indígenas reconhecidas pela rede pública de ensino. Certidão de Nascimento ou Casamento e Cédula de Identidade Nacional. Atenção: aqueles que não entregaram o RANI ou a Declaração de Etnia, no dia da prova, deverão levar o documento na matrícula, para não perder a vaga”, alertou a instituição.

Na mesma data, além da matrícula presencial, será realizada uma recepção aos calouros indígenas. Na ocasião, haverá um atendimento dos assistentes sociais do Serviço de Apoio ao Estudante (SAE) para levantamento dos alunos, uma vez que bolsas assistenciais poderão ser disponibilizadas aos candidatos.

A Prefeitura de Abreu e Lima, cidade localizada na Região Metropolitana do Recife, realiza concurso público para o cargo de agente comunitário de saúde. Candidatos de nível médio podem participar do processo seletivo.

No total, a Prefeitura oferece 144 vagas, sendo sete exclusivas para pessoas com deficiência. Os aprovados deverão ter disponibilidade para jornadas de trabalho de 40 horas semanais e a remuneração prevista é de R$ 1.250.

##RECOMENDA##

Durante o concurso os concorrentes passarão por prova objetiva, prevista para 8 de março, além de avaliação curricular. Os interessados deverão se inscrever, do dia 6 de janeiro até 2 de fevereiro, por meio do site da banca organizadora do certame. A taxa de participação custa R$ 47,50.

De acordo com o cronograma do processo seletivo, o resultado final será anunciado no dia 13 de abril. Outros detalhes informativos podem ser obtidos no edital do concurso.

Antes mesmo das publicações oficiais de editais, salas de preparatórios são tomadas por concurseiros que miram colheitas prósperas. Na corrida contra o tempo, é no presente que candidatos de todo o Brasil tentam construir o futuro, ao investirem nos estudos como recurso que os levarão à aprovação. Para o ano de 2020, concursos em diversas áreas estão previstos e, mesmo sem a confirmação dos órgãos competentes, há quem acredite na realização dos certames e inicie a preparação sob incertezas.

Ao LeiaJá, o Ministério da Economia, Planejamento, Desenvolvimento e Gestão revelou que existem quase 15 mil vagas solicitadas por órgãos federais que aguardam a realização de concursos públicos. Nos âmbitos estadual e regional também há previsões de processos seletivos que devem permear candidatos de níveis médio e superior. Nossa reportagem apurou, junto a docentes da área de preparatórios para concurseiros, quais processos seletivos devem ser realizados em 2020. Confira:

##RECOMENDA##

Pernambuco

A Autarquia Municipal de Previdência e Assistência à Saúde dos Servidores - AMPASS - (Reciprev/Saúde Recife), da Prefeitura do Recife (PCR), deve realizar concurso público em 2020. A afirmação é do professor integrante do Nuce Preparatórios Abner Mansur, das áreas jurídicas, administrativa e pedagógica. O docente não crava, até então, o número de vagas previsto para o certame, mas acredita em um quantitativo expressivo.

“O mais quente de todos é o concurso do Reciprev. Muito esperado, salários altíssimos, girando em torno de R$ 7 mil, tanto para ensino médio e quanto superior. Há uma necessidade brutal de concurso público, porque quase todo mundo que está lá é contrato ou terceirizado. Certamente, no primeiro semestre, é o concurso que vai movimentar a galera de carreiras administrativas e o pessoal de ensino médio”, disse Mansur.

Em nota, a PCR, por meio da assessoria de comunicação do Reciprev, confirmou o indicativo de realização do processo seletivo. Portaria publicada pelo prefeito Geraldo Julio, no Diário Oficial do Município, traz detalhes da comissão da seleção. A banca organizadora do certame deverá ser definida até a primeira quinzena de janeiro.

A Secretaria de Educação do Recife também pode contar com uma seleção pública no novo ano. “Estima-se 2 mil vagas para serem preenchidas no período de quatro anos a partir desse concurso”, comentou o professor Abner.

De acordo com o docente, a Polícia Civil de Pernambuco é um dos concursos mais esperados pelos candidatos. O educador espera que a comissão seja formada após o Carnaval, em fevereiro.

“Para 2020, outro concurso muito esperado é o da Prefeitura de Olinda”, acrescentou o docente do Nuce. A previsão é que esse certame, se confirmado, tenha cargos para várias profissões.

Regional

O Nordeste deve contar com processos seletivos atraentes em 2020. Segundo o professor Abner, a Secretaria de Educação da Paraíba é um deles. Mil vagas estão previstas e a banca organizadora poderá sair antes do Carnaval. “As provas deverão ser realizadas, no máximo, em maio”, projetou.

“Outro concurso regional muito importante é o da Polícia Militar de Alagoas, um dos estados mais surpreendentes em termos de concurso. PM deve ter mais 500 vagas. Nós não temos mais motivos para duvidar. Nossa galera jovem, que sonha com carreira policial de ensino médio, certamente vai fazer. Vai lotar os cursinhos aqui em Recife”, declarou o educador.

Federal

Apesar do decreto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro, em que são extintos cargos federais de diversos concursos públicos, professores de cursos preparatórios afirmam que a decisão não afeta os principais cargos e professores seletivos. “Temos boas notícias em 2020. Os decretos de extinção de cargos do governo federal não influenciam nas carreiras. Tem concurso confirmado para 2020. Pode contar com um concurso na Receita Federal, por exemplo. A previsão é de 2 mil vagas”, disse Abner Mansur.

O coordenador e professor de pós-graduação em direito penal do Instituto dos Magistrados do Nordeste, Cláudio Firmino, também explanou que a maioria dos concursos federais não deve ser prejudicada. “Sobre a vedação de novos concursos prevista no decreto, esclareço que ela foi dirigida para alguns cargos específicos, tais como auxiliar de higiene dental, técnico de laboratório, auxiliar técnico, auxiliar institucional I, fotógrafo e administrador, no Ministério da Saúde, AGU e outros órgãos federais. Logo, ao contrário do que foi divulgado por alguns críticos, não houve uma vedação geral para realização de novos concursos federais, mas sim – e apenas – uma vedação para alguns cargos específicos listados no anexo III do decreto citado”, esclareceu Firmino, que também é coordenador e professor de “Carreiras Policiais” do Espaço Jurídico, preparatório situado no Recife, além de analista jurídico do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Ministério da Economia revelou os órgãos federais que soliciaram concursos públicos em 2019 para 2020. Arte: João de Lima/LeiaJáImagens

Entre os certames federais previstos para 2020 está o do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Segundo o professor Abner Mansur, o INSS tem uma “necessidade brutal de servidores”. Técnico do seguro social, “o cargo mais amado do Brasil para ensino médio”, poderá ser oferecido.

Cláudio Firmino reforça a orientação para os concurseiros. A nível federal, a dica é o INSS, que possui um grande déficit de servidores. Há vagas para técnico do seguro social, com salário inicial em torno de R$ 5 mil e de nível médi,o e ainda há o de analista, nível superior, com remuneração inicial em torno de R$ 8 mil”, explicou o coordenador do Espaço Jurídico.

Dois concursos públicos que tendem a movimentar os preparatórios são os certames da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF). “Indiscutivelmente terão edital em 2020”, afirmou o professor Abner. Vinculados ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, as instituições estão na lista dos órgãos que solicitaram ao governo federal a realização de processos seletivos.

Recente concurso da PRF, finalizado em 2019, ofereceu 500 vagas para o cargo de soldado rodoviário e salário inicial superior a R$ 9 mil. A Polícia Federal solicitou, neste ano, novo processo seletivo com 3.460 oportunidades para remunerações iniciais que podem chegar a R$ 7,8 mil. A tendência é que os editais de ambos os certames sejam publicados no segundo semestre do próximo ano.

“Nas carreiras policias, a PRF acabou de concluir uma academia com mil alunos, mas, mesmo assim, comenta-se que o déficit é grande, dada a extensão territorial do Brasil e o número de vagas existentes, que só aumenta com vacâncias, como as aposentadorias. Sobre a PF, comenta-se que as vagas ofertadas no último edital não são suficientes para cobrir o número de vagas existente no órgão, logo, poderá haver novidade no segundo semestre de 2020”, alertou o professor Cláudio Firmino.

Depois de decisão no Congresso Nacional, os agentes penitenciários passarão a ser policiais penais. A partir dessa medida, concurso público na esfera federal poderá ser realizado em 2020. É inegável que o sistema carcerário brasileiro sofre com lotações e problemas de segurança, sendo necessário o reforço das equipes de agentes em unidades prisionais de todo o país.  

Com salários iniciais que podem passar de R$ 11 mil para o cargo de analista tributário, a Receita Federal é um dos órgãos mais almejados pelos candidatos. A instituição é apontada pela maioria dos professores e preparatórios como uma das entidades que deve realizar concurso em 2020. Como mencionado pelo professor Abner, 2 mil vagas foram solicitadas ao Ministério da Economia.

O educador Cláudio Firmino compactua da ideia de que a Receita Federal está prestes a anunciar um novo processo seletivo. “Sobre a Receita Federal, houve um pedido de autorização ao governo federal, para o preenchimento de vagas de analista tributário e auditor fiscal”, confirmou Firmino.

Apesar das previsões, o Ministério da Economia informou ao LeiaJá que, por enquanto, a “realização imediata” de concursos públicos federais é inviável. Contudo, a pasta não determinou o prazo concreto para a decisão.

“Em razão do forte contingenciamento fiscal, as atuais diretrizes do Poder Executivo Federal apontam pela impossibilidade de realização imediata de novos concursos públicos. Tal situação limita a atuação da Administração Pública em ações que acarretem impactos orçamentário-financeiros não só no exercício em que se toma a decisão, mas, principalmente, aumentam as despesas correntes que, regra geral, perduram por inúmeros exercícios subsequentes. E este é o caso das despesas com pessoal e encargos sociais, em que o incremento da força de trabalho, em detrimento de outras medidas de eficiência, podem afetar a sustentabilidade de políticas públicas importantes, bem como a prestação de serviços à sociedade”, comunicou o Ministério da Economia.

Níveis e estratégias

Como de praxe, os concursos públicos, sejam locais ou nacionais, geralmente contam com números expressivos de inscritos, ocasionando forte concorrência. Além disso, o nível de dificuldade das provas pode apresentar dificuldades.

No que diz respeito aos certames previstos, professores são unanimes quanto aos processos seletivos com mais dificuldades e concorrência. “Sem sombra de dúvidas, o concurso para Receita Federal é o que possuí maior nível de dificuldade, dada à quantidade e complexidade das disciplinas exigidas. Logo em seguida, temos o concurso para PRF, que exige, nada mais e nada menos, que 14 disciplinas, o que obriga o candidato a ter dedicação quase que exclusiva”, alertou o docente Cláudio Firmino.

“Concursos federais estão em primeiro lugar na quantidade de pessoas e costumam a trabalhar com as bancas organizadoras mais complexas, como Cebraspe, Fundação Carlos Chagas e Fundação Getulio Vargas”, acrescentou Abner Mansur.

Ainda de acordo com Mansur, é possível conseguir aprovação em 2020 iniciando os estudos apenas agora. Porém, é preciso traçar uma estratégia inteligente.

“Não dá para sair atirando para todos os lados. Qual é a área de atuação que você se sente mais encaixado? Não faz sentindo ficar estudando apenas pela estabilidade, porque não vale de nada quando não se tem felicidade. Tem que fugir do que não gosta de fazer. Em segundo lugar, busque concursos com disciplinas que você tem mais facilidade ou pelo menos, menos dificuldade, porque depois que você conseguir estabilidade pode ir aumentando o nível”, orientou o professor Abner.

Também existe uma tática para os concurseiros que já estão em processo de preparação. “Para quem já está estudando a minha dica é continuar focando nas disciplinas que está evoluindo. Concurseiro raiz se apaixona pelas disciplinas e não pela quantidade de vagas. Tem que manter 70% das disciplinas. A tendência é ir aumentando a quantidade de acertos”, finalizou o educador.

Organização é essencial durante os estudos. Nesse sentido, a criação de um cronograma ajuda e fortalece a preparação dos candidatos. Breno Raulino, coordenador pedagógico do preparatório Nuce, mostra como os concorrentes podem montar um cronograma de estudos:

LeiaJá também

--> Estudos: falta de concentração não pode melar seus sonhos

--> Os feras que já começaram a estudar para o Enem 2020

--> Conheça as profissões que 'vão bombar' em 2020

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando