Tópicos | candidatos

A Prefeitura de Ipiranga do Norte, localizado no Mato Grosso, está com inscrições abertas para o processo seletivo destinado ao preenchimento de 14 vagas para o nível médio. Interessados podem se candidatar até o dia 27 de maio por meio do site da banca organizadora.

A oportunidade visa contratar profissionais para os cargos de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias. O processo de seleção será composto por uma prova objetiva composta por questões de conhecimentos específicos, informática, língua portuguesa, matemática e conhecimentos gerais. A taxa de participação custa de R$ 40. 

##RECOMENDA##

Além da escolaridade, o certame está exigindo que os candidatos tenham CNH "A" ou "B". Os aprovados terão uma remuneração de R$ 1.438,00 e R$ 1.524,60 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. A validade do processo seletivo será de um ano com possibilidade de prorrogação. Para mais informações acesso o edital de abertura.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, informou, em seu perfil no Twitter na manhã deste sábado (23), que o número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 alcançou um quantitativo de 5.501.768 candidaturas. 

Segundo a publicação, esse total foi apurado às 23h59 do dia 22 de maio. Ao todo, 5.400.668 candidatos optaram por realizar a prova impressa e 101.100 inscritos preferiram o exame digital.

##RECOMENDA##

Quem ainda deseja se candidatar ao Enem 2020 tem agora até o dia 27 de maio para se inscrever na Página do Participante. As inscrições que se encerrariam na última sexta-feira (22) foram prorrogadas.

“Decidimos prorrogar o prazo das inscrições do Enem até 23h59 da quarta-feira (27). Os boletos da taxa da prova poderão ser pagos até 28/05. Os candidatos devem ficar atentos à confirmação da inscrição na Página do Participante, do @inep_oficial”, disse Abraham Weintraub no Twitter.

[@#video#@]

Nesta sexta-feira (22), o Ministério da Educação (MEC) encerra a pré-seleção de candidatos para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Esse prazo é para os participantes do processo seletivo do primeiro semestre.

Os selecionados da lista de espera devem complementar as informações apresentadas no ato da inscrição. Os pré-selecionados têm até três dias úteis para complementar as informações.

##RECOMENDA##

Os candidatos precisam informar dados bancários do fiador e do seguro para pagamento da dívida em caso de morte. O MEC informa que após a complementação de informações no sistema do programa, os estudantes terão 30 dias úteis para comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino na qual fará o curso.

A CPSA tem até cinco dias úteis para validar as informações recebidas do aluno e emitir o Documento de Regularidade de Inscrição (DRI), que serve para formalizar a contratação do financiamento. As instituições que não puderem receber a documentação presencialmente deverão disponibilizar um canal de envio de forma digital. Assim que o DRI for emitido, o candidato tem 30 dias úteis para ir à agência da Caixa Econômica Federal escolhida na hora da inscrição para formalização do contrato de financiamento.

Os alunos que não conseguirem uma vaga neste primeiro semestre poderão se candidatar ao Fies no segundo semestre deste ano nas seguintes datas: 30 de junho a 3 de julho. Mais informações podem ser obtidas no site do Fies.

Nas redes sociais, estudantes e parentes demonstraram preocupação com a não confirmação do pagamento da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Eles afirmam que, embora o pagamento tenha sido efetuado, no site do Enem ainda consta como pendente. 

“Fiz o pagamento da taxa de inscrição do meu filho no Enem, desde 13/05, meu banco alega que o título está pago, mas a inscrição dele ainda consta como pendente por estar aguardando pagamento. Tentei acessar o autoatendimento mas não conseguimos sucesso. Peço ajuda”, relata Claudio Soares, através do seu perfil no Twitter. Outros candidatos comentam sobre o mesmo problema. Confira abaixo algumas reclamações:

##RECOMENDA##

[@#video#@]

O LeiaJá procurou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em busca de esclarecimentos sobre os problemas relatados. Até o fechamento desta matéria, não tivemos retorno. 

As inscrições para o Exame devem ser realizadas até esta sexta-feira (22), na Página do Participante. No entanto, as provas foram adiadas na quarta-feira (20) por 30 a 60 dias. Em junho, o Inep fará uma consulta aos inscritos para definir novas datas para o exame, que estava previsto para os dias 1º e 8 de novembro (impresso) e 11 e 18 de novembro (digital).

LeiaJá também

-> Inscrições para o Enem terminam nesta sexta-feira (22)

Às 14h desta quinta-feira (21), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que foi adiado e ainda não tem uma nova data, já contava com um total de 4.637.801 inscritos, de acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

De acordo com o ministro, atualmente são 4.536.701 participantes inscritos na versão impressa da prova, enquanto 101.100 estudantes farão a aplicação piloto do Enem Digital. As inscrições para o Enem devem ser feitas através da Página do Participante até esta sexta-feira (22).

##RECOMENDA##

Na tarde desta quarta-feira (20), o Ministério da Educação (MEC) anunciou o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Para a felicidade de muitos estudantes que estavam clamando por essa decisão, o órgão informou que estava atento às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo.

"Em função do impacto da pandemia do coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e digital. As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais", informou o Inep, em nota.

##RECOMENDA##

Em entrevista ao LeiaJá, alguns candidatos ao Exame falaram sobre o assunto e pontuaram alguns benefícios que essa medida irá causar para os estudantes que não tem acesso a uma educação de qualidade neste momento de crise sanitária.

Giovana Nascimento, 18, questionada sobre o assunto, revela que aprovou a medida do MEC. “Acho super válido o adiamento porque os estudantes que não tem acesso a uma plataforma digital de ensino não serão prejudicados e, até mesmo, os que têm, terão mais tempo pra estudar”, pontua a estudante do 3° ano do ensino médio. Giovana ainda fala sobre o atual cenário dos estudantes em meio a pandemia. “Não significa que os estudantes ainda não serão prejudicados, mas com essa medida o estrago está amenizado. Devemos entender que estamos vivendo uma pandemia, ou seja, os alunos não estão só preocupados com os estudos, mas também estão sendo afetando psicologicamente”, disse.

A candidata ao Enem 2020, Yasmin Rosário, 18, analisa o adiamento da prova. “Adiar o Enem é importante, pois é uma prova que define o ingresso dos estudantes na universidade que deseja”. Ela ainda comenta que “estamos no meio de uma pandemia, ou seja, algo global, cujo outros países já adiaram os seus vestibulares, além disso, muitos estão estudando através de uma plataforma EaD, o que não acho uma boa forma de aprendizado para o preparo de uma prova de nível e repercussão nacional”, conclui.

O estudante Igor De Angeli, 21, está se preparando para o Enem com tudo o que está ao seu alcance. Atualmente, o jovem está fazendo um cursinho preparatório para a prova. Questionado sobre o adiamento,  ele categoriza o adiamento sobre "necessário". “O adiamento do Enem é necessário para que todos possam ter acesso aos estudos de forma mais justa. Nem todos têm acesso à internet e a vídeo-aulas nesse período atípico, muito menos um ambiente de estudo que proporcione um aprendizado efetivo. Por isso, acredito que possa ser benéfico o adiamento, visto que as pessoas terão mais tempo hábil para tentar conseguir estudar, principalmente aos estudantes da rede pública de ensino.”

“Enquanto não houver segurança para os estudantes voltarem a ter aulas presenciais, eu prefiro que a prova não seja realizada”, declara Yasmin Mota Alves, 17, que pretende prestar o Enem 2020. Ela explica que com o adiamento, as inseguranças dos estudantes diminuem quanto ao aprendizado na pandemia. Afinal, o novo método de estudo, na maioria dos casos, não é eficaz porque os professores, escolas e todos os outros órgãos de ensino do país não estavam preparados para se adequar ao ensino on-line”, finaliza.

As provado do Enem 2020 seriam realizadas, na versão tradicional, nos dias 1º e 8 de novembro, e na versão digital nos dias 22 e 29 do mesmo mês. Com o adiamento, o MEC informou que as provas poderão ser atrasadas em 30 ou 60 dias. A escolha será dos estudantes, mediante enquete que será disponibilizada na Página do Participante, em junho. A pesquisa será exclusivamente para quem estiver inscrito no Exame.

LeiaJá também

-> Prós e contras: professores falam das modalidades do Enem

O que muitos estudantes que pretendem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 almejavam aconteceu: a prova deste ano será adiada. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (20), pelo Ministério da Educação (MEC).

"Atento às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e digital. As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais", informou o Inep.

##RECOMENDA##

O Instituto ainda acrescentou: "Para tanto (adiamento), o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio".

Antes do adiamento anunciado hoje, a prova impressa seria realizada nos dias 1º e 8 de novembro, enquanto o Enem Digital seria em 22 e 29 do mesmo mês. Agora, a votação dos próprios candidatos definirá o novo cronograma do processo seletivo.

Mas vale ressaltar aos estudantes que o cronograma de inscrições está mantido. As candidaturas serão aceitas até a próxima sexta-feira (22) e devem ser realizadas por meio, também, da Página do Participante.

Nesta terça-feira, o Projeto de Lei 1.277/2020, da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), foi aprovado no Senado Federal. A medida determinava o adiamento do Enem 2020. O texto foi para a Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (20) e seria votado em caráter de urgência.

Também nesta terça-feira (19), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez uma live em seu perfil no Instagram sinalizando que uma pesquisa de opinião com os estudantes que inscritos no Exame poderia decidir o futuro da prova. Mais tarde, nesta quarta-feira (20), Weintraub sugeriu que as provas fossem adiadas de 30 a 60 dias.

LeiaJá também

-> Weintraub critica Senado Federal sobre adiamento do Enem

-> 'O adia Enem é um pedido de todo o Brasil', diz Maia

-> Enem: Weintraub lança enquete no Twitter sobre adiamento

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que, caso a maioria dos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vote a favor do adiamento do processo seletivo, a prova será adiada. A declaração foi dada, na noite desta terça-feira (19), em live realizada pelo próprio ministro no Instagram, iniciada às 18h.

Antes da live, Weintraub anunciou que o Ministério da Educação (MEC) fará uma consulta, em junho, com a participação dos candidatos inscritos. Em pauta, segundo o ministro, serão feitas as seguintes perguntas: “Vamos manter a data?”; “Adiar por 30 dias?”; “Suspender até o fim da pandemia?”.

##RECOMENDA##

"O MEC fará uma consulta, na última semana de junho, a todos os inscritos, através da 'Página do Participante', do @inep_oficial. Vamos manter a data? Adiar por 30 dias? Suspender até o fim da pandemia? O Gov @jairbolsonaro quer saber a opinião dos brasileiros!", postou o ministro da Educação em sua conta no Twitter.

Ainda na live pelo Instagram, Abraham garantiu que a consulta levará em consideração o desejo da maioria dos estudantes inscritos. “Vamos perguntar para a parte interessada, quem realmente quer fazer o enem. Nós brasileiros somos todos iguais, vamos perguntar para quem está inscrito, se a maioria topar adiar, a gente adia. Temos que respeitar o desejo da maioria”, disse o ministro da Educação.

“Dar voz aos estudantes, sim, eu concordo. Todo mundo que está inscrito no Enem vai poder votar. Tendo o resultado, teremos uma foto muito clara. Se a gente dialogar, todo mundo tem a ganhar”, finalizou.

Sobre o processo de votação, o ministro adiantou que cada candidato, com sua senha, deverá acessar individualmente a Página do Participante, durante a última semana de junho. Ouça, a seguir, o áudio da live com mais detalhes:

Aulas presenciais, em inúmeros cursos e escolas, foram suspensas como estratégia de combate ao novo coronavírus. Sem encontros físicos com os professores, muitos estudantes acreditam que não terão uma boa preparação para o Enem, defendendo, assim, um novo cronograma para o Exame.

As provas impressas estão programadas para 1º e 8 de novembro, enquanto a versão digital está prevista para 22 e 29 de novembro. Para dicas gratuitas sobre o Exame, siga o Instagram @vaicairnoenem.

Nesta terça-feira (19), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, utilizou sua conta no Twitter para divulgar o quantitativo de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 e falar sobre um possível adiantamento da prova. Consta na publicação que 4 milhões de pessoas já se candidataram ao Exame que encerrará as candidaturas na sexta-feira (22).

Sobre o adiantamento do Enem, o ministro publicou: "Há um debate sobre o adiantamento. Nosso posicionamento é saber a opinião dos principais interessados, perguntando diretamente aos estudantes inscritos".

##RECOMENDA##

"O MEC fará uma consulta, na última semana de junho, a todos os inscritos, através da Página do Participante. Vamos manter a data? Adiar por 30 dias? Suspender até o fim da pandemia? O Governo de Jair Bolsonaro quer saber a opinião dos brasileiros. Democracia é isso", publicou.

Internautas dividiram opiniões na postagem de Weintraub. "Se teve 4 milhões de inscritos precisa nem perguntar, Enem pra ontem. O Brasil não pode parar", diz um internauta. "Os alunos se inscreveram por ter medo de, caso o enem fosse adiado, não perderem a oportunidade de fazer a prova. É aquela coisa do 'pecar pelo excesso'", diverge outro.

[@#video#@]

Diante de uma onda de pedidos pelo adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou, na tarde desta terça-feira (19), que será realizada uma consulta com os candidatos inscritos na prova. Em pauta, segundo o ministro, serão feitas as seguintes perguntas: “Vamos manter a data?”; “Adiar por 30 dias?”; “Suspender até o fim da pandemia?”.

"O MEC fará uma consulta, na última semana de junho, a todos os inscritos, através da 'Página do Participante', do @inep_oficial. Vamos manter a data? Adiar por 30 dias? Suspender até o fim da pandemia? O Gov @jairbolsonaro quer saber a opinião dos brasileiros!", postou o ministro da Educação em sua conta no Twitter. 

##RECOMENDA##

Weintraub ainda destacou que 4 milhões de estudantes já se inscreveram no Enem 2020. "As inscrições vão até sexta-feira. Há um debate sobre seu adiamento. Nosso posicionamento é saber a opinião dos principais interessados, perguntando diretamente aos estudantes inscritos", comentou Abraham.

As provas do Enem impresso estão programadas, até o momento, para os dias 1º e 8 de novembro. Já a versão digital está prevista para 22 e 29 do mesmo mês. Para dicas gratuitas sobre o Exame, siga o Instagram @vaicairnoenem.

LeiaJá também

--> Senado deve votar hoje projeto que pede adiamento do Enem

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) destinado ao preenchimento de três vagas para professores com nível superior. Os interessados podem se candidatar através do site da instituição.

O certame visa contratar docentes com habilidades em português, inglês e literatura. Os aprovados terão uma remuneração de R$ 3.130,85 a R$ 5.831,21 para uma carga horária de 40 horas semanais. O processo seletivo não está cobrando taxa de inscrição.

##RECOMENDA##

Quem deseja participar deve responder o formulário on-line até o dia 1° de junho seguindo as orientações que constam no edital. A seleção será composta por uma prova de títulos e prova de desempenho didático. Outras informações podem ser obtidas por meio do edital de abertura do processo seletivo.

A plataforma de empregos Luandre divulgou, nesta segunda-feira (18), que estão abertas as inscrições para 520 vagas na área de logística. Os interessados devem se candidatar pela internet por meio do site da instituição.

O cadastro também pode ser feito via aplicativo de celular. As oportunidades são para as áreas de auxiliar de movimentação, representante de logística, auxiliar de logística junior, operador logístico I, representante de envios, líder de logística I, líder de logística II e coordenador de operações.

##RECOMENDA##

As remunerações vão de R$ 1 mil a R$ 4.500, a depender do cargo. A empresa não especificou o dia em que se encerra as inscrições.

Análise curricular é uma das etapas do processo seletivo. Outras informações podem ser obtidas no site da Luandre.

O primeiro contato que o selecionador tem com o candidato é o currículo. Ele é a porta de entrada para a companhia que se quer trabalhar. Por isso, é muito importante que a apresentação seja bem estruturada e tenha informações precisas e coerentes. Pensando nisso, a Universidade Guarulhos (UNG) disponibilizará 150 vagas para auxiliar pessoas na elaboração e revisão de currículos.

O currículo é seu cartão de visitas para abrir as portas para a entrevista que sempre desejou. Nele estão contidas informações mais relevantes sobre suas qualificações para a vaga desejada. "Em tempos de pandemia, elaborar um bom currículo pode ter uma grande diferença para o processo seletivo, com vagas tão escassas no mercado de trabalho, e, por isso, não podemos ter poucas informações ou cometer excessos", explica a coordenadora do curso de Recursos Humanos da UNG, Regina Fernandes

##RECOMENDA##

Segundo ela, um currículo atrativo é aquele que visualmente vai "chamar a atenção do contratante por ter uma boa formatação, informações relevantes e, principalmente, não ter erros de português", ressalta.

Os interessados devem entrar em contato pelo do e-mail: gestaorh.gua@ung.br, do dia 20 ao dia 31 de maio. Após o período de inscrições, professores solicitarão os dados para elaboração ou revisão do currículo. O tempo de devolução do conteúdo é de até 72 horas.

 

*da Assessoria de Comunicação

A Prefeitura de Ribeirão das Neves, localizada no Estado de Minas Gerais, está com inscrições abertas para o processo seletivo que visa contratar 224 profissionais com os níveis fundamental, médio e superior. O intuito é reforçar o quadro de funcionários da Saúde no combate ao novo coronavírus.

Os interessados poderão se candidatar às funções de enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, médico anestesiologista plantonista, médico cirurgião geral plantonista, médico de saúde da família, médico generalista, médico generalista plantonista, médico ginecologista, médico neurologista plantonista, médico ortopedista plantonista, médico pediatra, médico pediatra plantonista, entre outros. Além disso, o certame não possui taxa de inscrição e está ofertando formação de cadastro reserva.

##RECOMENDA##

As inscrições para o processo seletivo deverão ser realizadas exclusivamente de forma eletrônica, por meio do e-mail contratacoes.covid19@gmail.com, contendo toda a documentação exigida no edital. O processo de seleção será composto por análise curricular e de títulos para contratação imediata. Não há taxa de participação.

Os aprovados terão uma remuneração de R$ 1.045,00 a R$ 12.577,54 e trabalharão de 12 a 40 horas semanais ou em regimes de plantões, a depender do cargo. Conforme o edital, o prazo do contrato dos aprovados será mantido enquanto o estado emergencial de saúde pública continuar.

Na manhã desta quarta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, em entrevista coletiva na portaria do Palácio Alvorada, em Brasília, que a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode ser adiada caso haja necessidade. No entanto, segundo Bolsonaro, a prova deverá ser realizada ainda neste ano.

"Estou conversando com o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Se for o caso, atrasa um pouco, mas tem que ser aplicada esse ano", declarou Bolsonaro, de acordo com o site o 'Globo'.

##RECOMENDA##

Apesar da pressão de estudantes e universidades pelo adiamento do Exame, devido à pandemia da Covid-19, o Ministério da Educação (MEC) mantém o cronograma atual das provas. As inscrições para o Enem impresso e digital já começaram e podem ser feitas até 22 de maio por meio da Página do Participante.

As provas impressas estão previstas para serem realizadas nos dia 1° e 8 de novembro; já o modelo digital está previsto para ser realizado nos dias 22 e 29 do mesmo mês.

Nesta terça-feira (12), candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 estão relatando problemas para gerar o boleto de inscrição na Página do Participante. A taxa de participação custa R$ 85.

Muitos vestibulandos estão com medo de não conseguir pagar a inscrição dentro do prazo e perder a prova deste ano.“Os estudantes estão tendo fortes crises de ansiedade e medo de perderem o Enem”, relata a candidata Giovana Nascimento, de 18 anos. A partir das reclamações, a aluna do terceiro ano do ensino médio criou uma uma página no Instagram (cadeobeto) e um grupo no WhatsApp para falar sobre o assunto.

##RECOMENDA##

“Ao finalizar a inscrição, recebemos uma mensagem da personagem 'Nanda' dizendo que 'Beto' irá gerar o boleto, porém, nenhum Beto apareceu para mim. Depois disso, criei uma página no Instagram após ver inúmeras reclamações sobre o mesmo problema, ou seja, para uns ‘Beto’ aparece dizendo que irá gerar o boleto em até duas horas, para outros, ele nem aparece”, contou Giovana. Os personagens virtuais, teoricamente, são utilizados na plataforma de candidaturas para ajudar os participantes durante o procedimento.

A candidata ao Exame Yasmin Rosário, 18, afirma que entrou em contato com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela organização do Enem, para descrever o problema. “Entrei em contato com o Inep e uma mulher me entendeu, pegou todas as minhas informações pessoais e pediu para eu dizer o que estava acontecendo; eu disse a ela que já tinha passado mais 24 horas desde a minha inscrição e ainda não havia recebido o boleto. A resposta dela foi bem simples e apática: ’Você vai ter que aguardar. Antes do dia 22 você irá receber o boleto’", relatou Yasmin . “A questão é a seguinte: se eu não receber o boleto vou ser prejudicada de novo por mais um erro do Inep?”, questionou. 

Os candidatos estão utilizando as redes sociais para "acusar", em tom irônico, o personagem 'Beto', responsável pela parte financeira na Página do Participante, de estar segurando os boletos. "Procura-se o Beto, o mesmo sumiu com meu boleto", diz uma internauta no seu Twitter. “Gente, Beto ainda não foi encontrado. Há denúncias que ele está correndo por aí com um monte de boletos não entregues, se virem ele por favor entrem em contato. Segue um retrato”, brinca a outra.

O LeiaJá procurou o Inep em busca de esclarecimentos sobre os problemas relatados envolvendo os boletos. Até o fechamento desta matéria, não tivemos retorno. Ao Portal Nacional da Educação, o Instituto informou que "o problema será resolvido em até 48h, após a inscrição".

Candidatos poderão se inscrever pela internet. Foto: Nathan Santos/LeiaJáImagens

##RECOMENDA##

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam nesta segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da Página do Participante.

Enem Digital

A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira - inglês ou espanhol. Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Isenção de taxa

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais, mesmo sem o pedido formal, terão isenção da taxa. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência.

Portanto, no ato da inscrição para o Enem 2020, terão isenção de taxa os candidatos que estejam cursando a última série do ensino médio este ano, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica; tenham feito todo o ensino médio em escolas da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada e tenham renda per capita familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ou declarem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação "especializado". As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho. Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

Informações sobre os documentos exigidos para a inscrição do Enem podem ser obtidas na Página do Participante. No mesmo endereço virtual, os candidatos podem conferir outras informações a respeito do Exame. Siga também o @vaicairnoenem.

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) divulgou, nesta sexta-feira (8), a abertura do processo seletivo que visa contratar 1.394 profissionais com ensino médio completo para a função de guarda temporário prisional. Os interessados poderão se candidatar a partir do dia 19 de maio por meio do site do certame.

Do total de vagas, 227 são destinada às mulheres e 1.167 aos homens, além disso, os aprovados receberão uma remuneração de R$ 3.055,69 para uma jornada de 40 horas semanais. Os selecionados atuarão nas cidades de Cascavel, Cruzeiro do Oeste, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Maringá e Ponta Grossa.

##RECOMENDA##

Quem deseja participar do processo seletivo deve custear uma taxa de participação no valor de R$ 75, sendo possível solicitar a isenção do dia 19 a 22 de maio. A seleção será composta por prova de títulos e exame de investigação de conduta.

O processo seletivo tem validade de dois anos e o resultado será publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná. Para mais informações, acesse o edital do certame.

Com o objetivo de apoiar estudantes que não possuem recursos necessários em casa  para manter os estudos em dia para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o professor de matemática Darlan Moutinho promove uma petição. O ato visa o adiamento das provas deste ano. Em todo o Brasil, aulas presenciais foram suspensas devido à pandemia do novo coronavírus.

A iniciativa foi lançada na terça-feira (05) e com apenas dois dias no ar, já totaliza mais de 21 mil assinaturas; uma das metas é chegar a 100 mil. “Alunos começaram a entrar em contato comigo pedindo ajuda, pois não conseguem ter uma rotina em casa, nunca foram adaptados a educação a distância”, comentou Darlan Moutinho. “Nesse momento, existe uma incerteza desde aquele aluno que tem uma situação financeira privilegiada até aquele que não tem a mesma igualdade socioeconômica. Eles não conseguem seguir o planejamento pedagógico e se sentem literalmente perdidos e abandonados. O aluno que não tem condição, ele não tem internet”, acrescentou.

##RECOMENDA##

O professor de matemática acredita que, se o Enem for mantido, será um dos piores momentos da vida desses estudantes que não possuem recursos suficientes para se preparar em casa. “A única coisa que queremos é respeito e mostrar que em um momento como esse, é preciso olhar para o próximo”, finaliza o docente.

O Ministério da Educação (MEC) mantém, até o momento, o cronograma do Enem 2020. As provas impressas estão previstas para 1º e 8 de novembro, quanto a versão digital deverá ser aplicada nos dias 22 e 29 do mesmo mês. Confira aulas e dicas gratuitas para o Exame.

LeiaJá também

--> Enem Seriado: professores repercutem novo tipo de prova

--> 'Você que lute': paródia sobre propaganda do Enem viraliza

Na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) do dia 4 deste mês, foi publicada a autorização do concurso público para a carreira de procurador da Procuradoria Geral. Ao todo, são oferecidas 65 vagas para pessoas formadas em direito, além da formação de cadastro reserva equivalente ao mesmo número de oportunidades.

De acordo com a publicação, o provimento dos cargos será para o ano de 2021 e está condicionado à disponibilidade financeira e orçamentária do Distrito Federal no exercício do mesmo ano.

##RECOMENDA##

O documento foi assinado pelo secretário de Estado de Economia do Distrito Federal, André Clemente. Segundo o aval, o provimento irá depender da existência de vagas na data de publicação do edital de abertura das inscrições e da adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando