Tópicos | dinheiro

O pequeno João Miguel, de 1 ano e 9 meses de vida, morreu na manhã desta quinta-feira (17), meses depois de seu pai ser preso por ter desviado R$ 1 milhão que seria usado para o tratamento da criança que havia sido diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME).

O dinheiro desviado pelo pai havia sido arrecadado em uma "vaquinha virtual". Ao invés de ajudar no tratamento do filho, Mateus Henrique Leroy Alves, 37 anos, usou o dinheiro para viver uma vida de luxo em Salvador, na Bahia. Leroy acabou sendo preso em julho deste ano.

##RECOMENDA##

Nesta quinta-feira (17), João Miguel saiu de Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, com destino a Belo Horizonte, onde tomaria a segunda dose de um medicamento importante para o seu tratamento. No caminho o pequeno passou mal e morreu. 

Foi anunciado nesta quarta-feira (16), que os pescadores das colônias afetadas pelas manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste terão a antecipação do pagamento do seguro-defeso. O Ministério da Agricultura deve adiantar o auxílio para o dia 30 de outubro. Esse pagamento é feito, normalmente, a partir do dia 30 de novembro.

Os estados do Nordeste deverão informar quais as colônias que tiveram a pesca prejudicada pelas manchas do petróleo para que o auxílio seja liberado pelo INSS. O anúncio foi feito pela ministra Tereza Cristina em reunião articulada pelo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), com os senadores da bancada do Nordeste.

##RECOMENDA##

Já está disponível para consulta o quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física  (IRPF) 2019. O lote de restituição inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

O crédito bancário para 2.703.715 contribuintes será realizado no dia 15 de outubro, totalizando R$ 3,5 bilhões. Desse total, R$180.177.859,42 referem-se ao quantitativo de contribuintes com preferência: 4.848 contribuintes idosos acima de 80 anos, 32.634 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.281 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave, e 17.056 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

##RECOMENDA##

Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com o aplicativo, será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre a liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Suspeitos de participação no assalto contra um carro-forte no estacionamento do supermercado Maxxi Atacado, dois policiais militares, lotados no mesmo batalhão, foram presos pela Delegacia de Roubos e Furtos, na tarde desta segunda-feira (30). 

A investida, que resultou em dois vigilantes feridos, além do roubo de R$ 60 mil, aconteceu no dia 29 de agosto, na unidade localizada em Olinda, Região Metropolitana do Recife. 

##RECOMENDA##

Com o soldado e o cabo da Polícia Militar presos nesta segunda-feira, foram apreendidas uma espingarda, uma pistola, uma faca, além de rádios comunicadores. De acordo com o OP9, o cabo já estaria afastado das suas atividades após uma investigação interna da PM. 

A Receita Federal apreendeu hoje (28) pouco mais de 850 mil euros que estavam na bagagem de um passageiro que desembarcou no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Ele havia chegado por um voo procedente de Belém e disse não possuir comprovação da origem do dinheiro.

Considerando a cotação atual, se convertido em reais, o montante encontrado é de quase R$ 4 milhões. As cédulas estavam em uma mala que havia sido despachada. O homem foi abordado pela equipe do Serviço de Vigilância Aduaneira da Alfândega, durante operação de rotina.

##RECOMENDA##

"O passageiro declarou não possuir a comprovação da origem do dinheiro e ser apenas o portador do montante", informou em nota a Receita Federal. A identidade do homem não foi revelada.

Ele foi conduzido à Polícia Federal após a conclusão do trâmite aduaneiro. A Agência Brasil fez contato com a Polícia Federal, mas não obteve retorno.

Com a facilidade de obter crédito, atualmente, muitos consumidores têm recorrido ao cheque especial, que também é uma das modalidades mais caras do mercado. Cerca de 20% dos brasileiros recorrem aos limites especiais durante o ano, segundo aponta o levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). A pesquisa também registrou que 40% dos usuários dessa modalidade de crédito tem o hábito de utilizar o saldo extra todos os meses.

O cheque especial é uma linha de crédito pré-aprovada oferecida pelos bancos que, na maioria das vezes, é usada de maneira automática pelo correntista quando não há saldo suficiente para cobrir os débitos em conta. Em média, os juros cobrados chegam a 320% ao ano, números que são superiores aos cartões de crédito rotativo, segundo o Banco Central.

##RECOMENDA##

Um dado preocupante é que 38% dos entrevistados não analisam as tarifas e juros envolvidos na utilização do limite. Cerca de 25% dos consumidores que recorreram ao cheque especial, precisavam do valor, independente dos custos. Quatro em cada dez usuários (43%) desconhecem o valor dos juros e taxas que os bancos cobram ao usar o limite de cheque especial.

A pesquisa também aponta que 68% dos consumidores que utilizaram o cheque especial, receberam o limite de maneira automática, ou seja, sem solicitar ao banco ou instituição financeira. Entre os motivos para recorrer ao saldo extra, estão os imprevistos como doenças ou compra de medicamentos (25%) e, o descontrole no pagamento de contas (25%).

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, participou hoje (12) de transmissão ao vivo, no Facebook, para esclarecer dúvidas sobre o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

Caixa inicia amanhã (13) o pagamento dos recursos. O banco fará o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário de mês de nascimento.

##RECOMENDA##

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque serão os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, recebem os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Veja o vídeo:

[@#video#@]

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

Pedindo por melhoria salarial, os policiais civis de Pernambuco saíram em protesto pelo Centro do Recife nesta terça-feira (10), na tentativa de chamar a atenção do poder público para as demandas da categoria. Eles reclamam que o Governo do Estado não corrigiu a “distorção gravíssima que aumentou a carga horária dos policiais em 1/3 sem as devidas compensações”, reclamam.

De acordo com Áureo Cisneiros, presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), os civis do estado são os que tem a menor valorização salarial, estando há 10 anos trabalhando mais e ganhando menos. A categoria reclama que duas horas de trabalho de cada policial civil são “surrupiados” pelo Estado que, segundo eles, se nega a atender os ajustes que já foram pedidos. 

##RECOMENDA##

Foram quase três horas de passeata. Os policiais se concentraram na frente da sede do sindicato, localizado na Rua Frei Cassimiro, Santo Amaro, área central do Recife. De lá, a categoria seguiu pela Avenida Cruz Cabugá, entrou na Conde da Boa Vista e finalizou em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco. 

[@#video#@]

O secretário executivo da Casa Civil do Estado, Eduardo Figueiredo, além do também secretário executivo da Secretaria de Defesa Social, Cláudio Borba, receberam 5 representantes da categoria para que as questões fossem discutidas. 

No entanto, o sindicato afirma que esta não é a primeira vez que  o governo recebe a categoria para conversar, tendo o último encontro acontecido em abril deste ano. De lá pra cá, aparentemente, nada do que a categoria reclama foi atendido pelo governo. “Nós estamos aqui pacificamente para que nossas reivindicações sejam atendidas”, diz Áureo. 

Um processo que bloqueou R$ 778 milhões de Thor Batista, filho de Eike Batista, tenta traçar o caminho dos recursos que o ex-megaempresário enviou para o exterior. A ação, movida pelo advogado Bernardo Bicalho, administrador judicial da mineradora MMX, tem o objetivo de garantir o ressarcimento total aos credores da companhia em recuperação judicial, mas cumpre também outra função: a de revelar offshores em paraísos fiscais que cumpririam o papel de ocultar recursos em um momento em que o império de Eike ruía.

Os argumentos para pedir o bloqueio dos bens de Thor - determinado liminarmente pela juíza Cláudia Helena Batista, da 1.ª Vara da Fazenda Empresarial de Belo Horizonte e confirmado por três desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) - trazem evidências da tentativa de ocultar patrimônio com um emaranhado de offshores em paraísos fiscais, que não questionam a origem de recursos.

##RECOMENDA##

Embora o bloqueio tenha sido confirmado, o mérito da ação não recebeu sentença de primeira instância. Apesar de os advogados acreditarem que a família de Eike tenha, nas contas offshore, os recursos necessários para cobrir o bloqueio, eles dizem que o processo de busca por esse dinheiro ainda está em curso. Uma fonte próxima a Eike Batista disse, no entanto, que o empresário "nem de longe" tem recursos suficientes para cobrir essa dívida.

Além de Thor Batista, que até 2013 era dependente de Eike, a decisão inclui seis pessoas jurídicas, sendo quatro delas com sede em paraísos fiscais: a Meisterschaft Holding (em Belize), a Aux Luxembourg Sarl e a Aux LLC (ambas em Luxemburgo) e a 63X Master Fund (Ilhas Cayman). As outras companhias listadas são a holding EBX, controladora da MMX localizada no Rio de Janeiro, e a OTX Fund LLC, dos EUA.

No auge do Grupo "X" - que controlava negócios como a OGX, de petróleo, a OSX, de construção naval, e a LLX, de logística -, o empresário brasileiro chegou a ser o 7.º homem mais rico do mundo em 2012, com fortuna de US$ 34,5 bilhões.

Fraude

O administrador judicial da MMX diz que o bloqueio de ativos visa a garantir que ex-donos de empresas em recuperação judicial não possam cometer fraudes para ocultar patrimônio - realidade na qual ele acredita que Eike Batista se encaixe. Bicalho argumenta que os credores da MMX devem ser ressarcidos integralmente - o valor de R$ 778 milhões do bloqueio se refere à atual dívida da mineradora, sem os descontos negociados no plano de recuperação já aprovado.

A fraude na MMX, segundo o processo, se configura de diferentes formas. Começa pela divulgação de falsas perspectivas de produção: em 2006, ao abrir capital, a mineradora anunciou a intenção de multiplicar sua produção de minério de ferro, superando 36 milhões de toneladas. Mais tarde, a meta foi reiterada e estabelecida para o ano de 2016.

O "pico" de produção da mineradora, no entanto, foi de pouco menos de 7,7 milhões de toneladas de minério de ferro, em 2010. Depois disso, os números só caíram até zerarem, cinco anos depois. Hoje, a MMX está em recuperação judicial, mas não opera e nem emprega ninguém. O administrador judicial diz que a antiga "Vale de Eike" hoje se resume a uma sala de dez metros quadrados em Belo Horizonte.

Bicalho lembra que Eike Batista sabia que esse potencial jamais poderia ser atingido. "Não obstante já houvesse, em 2009, um parecer de consultoria especializada concluindo pela incerteza com relação ao potencial minerário, tal informação jamais foi transmitida ao mercado", argumenta a ação.

Segundo o processo, o lucro do empresário com a venda de ações da mineradora, na época das falsas alegações de capacidade, foi de R$ 634,4 milhões. Dentro das investigações da Operação Segredo de Midas, desdobramento da Lava Jato, Eike chegou a ser preso de agosto. Ele é investigado por suposta manipulação do mercado de ações.

Caminhos

Mas por que o envio do dinheiro ao exterior não foi detectado antes? Segundo o advogado Rodrigo Kaysserlian, presidente do Instituto Brasileiro de Rastreamento de Ativos e auxiliar de Bicalho no processo da MMX, a venda de ações era feita por meio da estrutura propositalmente complexa que Eike montou para seus negócios.

No caso da MMX, a empresa operacional (dona das minas) era denominada MMX Sudeste e controlada pela holding MMX (que emitia as ações em Bolsa). Essa holding, por sua vez, tinha como controladores Eike Batista (como pessoa física) e duas pessoas jurídicas: a Mercato e a offshore Centennial.

A Centennial, segundo os advogados, seria o primeiro elo da cadeia de envio de dinheiro ao exterior na estratégia de aproveitar a bonança passageira para estocar recursos para a tempestade inevitável que viria quando a empresa não cumprisse as metas ambiciosas.

Segundo o processo, a Centennial, que originalmente obteve os recursos financeiros com a venda das ações da MMX, passou a abastecer o fundo 63X, nas Ilhas Cayman. Esse fundo posteriormente repassou dinheiro para outra offshore, localizada em Belize, a Meisterschaft.

A Meisterschaft - palavra que, em alemão, quer dizer "campeonato" - surgiu bem depois da Centennial, que fez parte da criação da holding MMX, em 2005. Segundo as investigações do processo, a empresa foi aberta por Thor Batista depois de uma doação de R$ 130 milhões em espécie recebida do pai em 2013.

Thor, logo após receber o dinheiro, foi aos EUA, em janeiro de 2014, contratou um advogado em Miami e abriu a Meisterschaft em Belize. Isso ocorreu meses antes de a MMX pedir recuperação judicial.

Tanto a criação de estruturas jurídicas complexas quanto doações de pai para filho não são, por si, ilegais. Porém, Kaysserlian diz que "toda fraude financeira é revestida de alguma forma de legalidade". "O repasse ao filho não é ilegal, desde que a doação não seja uma forma de proteger recursos devidos a terceiros."

Outro processo, que corre nos EUA, pede o bloqueio de todas as empresas de Eike e seus parentes no mundo. Tanto Bicalho quando Kaysserlian acreditam que a estrutura de offshores é bem mais complexa do que a já identificada na ação contra Thor Batista. "Podem ser dezenas ou até centenas de pessoas jurídicas", diz Bicalho.

Procurado, o advogado de Thor não quis se pronunciar. Os representantes de Eike não retornaram os contatos.

Múltiplos bloqueios

A disputa pelo dinheiro de Eike - independente do valor que ainda reste nas mãos do empresário - está aquecida. A Justiça bloqueou, no início deste mês, R$ 1,6 bilhão do empresário e de seus dois filhos, Thor e Olin. A medida foi solicitada pelo Ministério Público Federal, no âmbito da Operação Lava Jato.

Além dos processos ligados às outras empresas do grupo, a holding que controla a MMX teve a falência decretada pela Justiça do Rio de Janeiro há pouco menos de duas semanas. No entanto, também se trata de uma decisão da qual cabe recurso.

O administrador judicial da MMX, Bernardo Bicalho, espera ter prioridade no recebimento dos valores. Para sair na frente, conta com a jurisprudência estabelecida no caso do Banco Santos. Segundo ele, embora o argumento de que Eike Batista deva compensar o País como um todo pelos prejuízos de seu grupo econômico seja válido, as pessoas que prestaram serviços ou forneceram produtos sem receber o valor devido devem ser ressarcidas antes.

Foi o que aconteceu no caso do banco controlado por Edemar Cid Ferreira. Tanto os bens da instituição quanto os do controlador estão sendo vendidos, com o valor arrecadado repassado aos credores diretos. É o que Bicalho espera que ocorra no caso da MMX, cujo processo ainda está em primeira instância e cuja conclusão deve se arrastar por anos.

O procurador de falências Eronides Rodrigues dos Santos, do Ministério Público de São Paulo, que participou do rastreamento de ativos do Banco Santos - conseguindo um acórdão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) que garantiu a preferência aos credores diretos da instituição perante o ressarcimento a processos criminais -, diz acreditar que a mesma lógica possa ser aplicada ao caso da MMX.

Possibilidade de retorno

Embora os credores da MMX já tenham aprovado uma recuperação judicial com desconto de mais de 80%, essa realidade pode ser modificada se a decisão tiver sido tomada a partir de uma base falsa. Ou seja: caso agora fique provada a existência de recursos de que não se tinha conhecimento anteriormente, o acordo da recuperação pode revertido.

"Só faz sentido o Estado ter prioridade no recebimento de recursos em crimes contra a sociedade, como o tráfico de drogas", diz o procurador especializado em falência. "Do contrário, a prioridade deve ser das vítimas diretas da empresa em questão." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O jornalista Leo Dias liberou neste sábado (31), no YouTube, uma entrevista com o cantor Leonardo. Pautado pelo bom humor, o bate-papo contou com revelações íntimas do sertanejo.

Pai de seis filhos, incluindo Zé Felipe e João Guilherme, famosos entre o público teen, Leonardo declarou que tem medo de ser preso caso não venha a efetuar o pagamento da pensão alimentícia, e que adquiriu um prédio comercial para suprir a necessidade de todos eles.

##RECOMENDA##

"Aquela pulseira [algemas] de Roberto Carlos não é brincadeira, não. Eu comprei um prédio comercial em Goiânia e falei: 'esse prédio vai dar X por mês e esse dinheiro não me pertence'", disse. Leonardo afirmou que nunca conseguiu cortar a pensão de alguns filhos que passaram dos 18 anos. "Isso quer dizer que eu sou um pai de coração bom, cara", brincou o cantor.

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS): em 2019, a restituição obedece a duas modalidades e, as contas ativas e inativas poderão sacar até R$ 500. Em entrevista ao LeiaJá, o consultor econômico financeiro Tiago Monteiro explicou as exigências e tirou dúvidas sobre a restituição. Acompanhe a matéria, fique atento ao calendário de saques e ainda receba dicas de investimento.

Além do saque imediato, o Governo também disponibilizou o saque aniversário, que a partir de 2020 permitirá a retirada parcial do saldo no mês do aniversário do trabalhador. Vale lembrar que o saque aniversário não é permanente. Quem o deseja deve solicitar a Caixa Econômica Federal partir do dia 1º de outubro. Nessa modalidade, o colaborador perde o direito de receber o valor integral, caso seja demitido sem justa causa.

##RECOMENDA##

Confira as dicas no vídeo:

[@#video#@]

Sobre o valor limite de R$ 500, Tiago lembrou que a maioria dos brasileiros ganha um ou dois salários. Desse modo, a intenção é proporcionar poder de compra ou a possibilidade de quitar dívidas. O consultor também lembrou da relação do fundo com um dos pilares da economia nacional, "boa parte do FGTS é utilizado para financiar imóveis, incluindo o 'Minha Casa Minha Vida'. Então a gente precisou fazer uma gangorra que seja interessante para quem consome e para quem produz", e continuou "se a gente sufocar a construção civil, que depende visceralmente desse capital que tá no FGTS, a gente tá desestimulando um dos setores que mais empregam pessoas no nosso país. O tiro poderia sair pela culatra".

Quem optar por retirar o limite de R$ 500 ainda terá direito à multa de 40% sobre o valor total da conta, bem com a retirada integral do valor do FGTS, caso seja demitido sem justa causa. Para mais informações, contactar a Caixa Econômica Federal atráves do site ou pelo telefone 0800 726 0207.

Fique atento às datas de saque:

Crédito automático aos correntistas Caixa para contas abertas até 24/07/19

Recebimento em outros canais Caixa

Calendário do Saque Aniversário - a partir do Abril de 2020 

Reprodução/ CEF

 

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta segunda-feira (26) a primeira parcela do 13º salários dos aposentados e pensionistas. A data de pagamento varia de acordo com o número final do benefício. O dinheiro será depositado junto com a folha mensal de agosto.

A antecipação vai beneficiar aqueles que, durante o ano, tenham recebido auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, auxílio-reclusão ou pensão por morte e demais benefícios administrados pelo INSS que também façam jus ao abono anual. A parcela dos 50% restantes será paga no fim do ano.

##RECOMENDA##

“É o cronograma normal de pagamento. Você recebe sua aposentadoria, ou sua pensão, acrescido dos 50% [do décimo terceiro]", disse o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, ao anunciar a medida no último dia 5 de agosto, em entrevista à imprensa.

Segundo Marinho, o presidente Jair Bolsonaro, ao assinar a Medida Provisória (MP) 891/2019, transformou a antecipação dos pagamentos em regra. Anteriormente, a gratificação em agosto era determinada com assinatura de decreto presidencial a cada ano.

“Com a medida, a partir de agora, haverá previsibilidade para que, no futuro, os aposentados e pensionistas do INSS possam se programar, uma vez que terão uma garantia real de que receberão esse adiantamento no mês de agosto. Não dependerão mais do poder discricionário do presidente da República na ocasião”, disse o secretário.

A antecipação representará uma injeção de R$ 21,9 bilhões na economia neste terceiro trimestre. Terão direito à primeira parcela do abono anual cerca de 30 milhões de benefícios. Não haverá desconto de Imposto de Renda nessa primeira parcela, que será cobrado apenas em novembro e dezembro, quando for depositada a segunda parte do abono.

Um padre desviou cerca de R$ 400 mil da paróquia para gastar com homens que conheceu em um aplicativo de relacionamentos e o aluguel de uma casa de verão. Joseph McLoone, de 56 anos, foi preso na Filadélfia, Estados Unidos.

O líder religioso regia uma paróquia de Downingtown, no estado da Pensilvânia, desde 2010, mas há cerca de um ano começou a levantar suspeitas de desvio, quando iniciaram as investigações.

##RECOMENDA##

Segundo o Philadelphia Magazine, Joseph abriu uma conta secreta a qual transferia doações da paróquia. Além de arrecadações, a quantia era mantida com pagamentos de celebrações de casamentos, funerais e missas aos falecidos.

O padre utilizava o dinheiro para custear jantares caros, viagens e até alugou uma casa de veraneio em Ocean City, estado de Nova Jersey. Além disso, ele transferiu dinheiro para homens que conheceu em um aplicativo de paquera - Grindr -, um deles era um presidiário.

 

Na última semana, Nego do Borel se envolveu em uma polêmica no Rio de Janeiro após ser parado na blitz da Operação Lei Seca. Se recusando a fazer o teste do bafômetro, ele teve que pagar uma multa de quase R$ 3 mil. Desta vez, o funkeiro voltará a mexer na conta bancária para efetuar um outro pagamento.

O programa "Fofocalizando" revelou nessa quarta-feira (21) que Nego do Borel foi condenado pela Justiça a pagar R$ 20 mil a um motorista de Uber. Em janeiro de 2018, Borel teria gravado um vídeo tirando sarro do profissional que trabalha no aplicativo de transporte.

##RECOMENDA##

Apesar do novo imbróglio vir à tona, Nego do Borel irá recorrer da decisão judicial. A assessoria do artista informou que ele não irá comentar o caso.

Depois de comemorar a morte do neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a jovem Alessandra Strutzel parece estar desesperada para conseguir arrecadar dinheiro para pagar uma indenização de R$ 50 mil. Nas redes, agora a mulher implora para que as pessoas se sensibilizem e façam uma doação para que ela consiga chegar no objetivo da Vakinha. No entanto, até a última atualização da matéria, Alessandra não conseguiu um real sequer.

A defesa do ex-presidente Lula assinou uma petição afirmando que a mulher violou a dignidade da pessoa humana. No último dia 16 de agosto, Alessandra Strutzel compartilhou: "Preciso de ajuda em qualquer quantia pra me ajudar no processo que o ex-presidente da República, Luis (sic) Inácio Lula da Silva, moveu contra minha pessoa por conta de um comentário isolado. Estou desesperada, tenho mãe acamada, me arrependi", escreveu.

##RECOMENDA##

Strutzel, que afirma já ter juntado R$ 947, diz que precisa "levantar essa grana urgente". Internautas estão aproveitando o momento e a situação da jovem para fazer 'chacota' com ela. "Pede para Bolsonaro"; "Se quiser faxina, arrumo umas casas para você arrumar"; "Que sucesso, arrecadou um total de zero reais. Parabéns" - Esses são alguns dos milhares de comentários deixados pelos internautas nas últimas postagens da Alessandra.

O motorista Rafael Carneiro de Araújo, do aplicativo do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), devolveu US$ 18 mil, o equivalente a R$ 72 mil, esquecidos por passageiros no táxi que ele dirigia em Fortaleza. Carneiro informou ao Sinditaxi que os clientes embarcaram em seu carro no Aeroporto Internacional Pinto Martins e seguiram para um hotel na Praia de Iracema.

Araújo foi alertado por outra passageira, em uma corrida posterior, que tinha uma bolsa no banco de trás.

##RECOMENDA##

"Eram três passageiros. Eles achavam que eu não falava inglês e, na conversa durante a corrida, eles falaram que estavam com a quantia de US$ 18 mil, que iam fazer investimento em Fortaleza", afirmou o taxista.

Araújo relatou que ficou com medo ao saber que estava transportando tanto dinheiro.

"Fiquei preocupado, mas fiz meu trabalho. Fiquei calado e os deixei no local", disse.

Ao reconhecer a bolsa, o taxista voltou para o hotel na Praia de Iracema, onde foi informado pela recepção que o trio tinha voltado ao aeroporto. O motorista, então, dirigiu-se ao aeroporto e devolveu a bolsa com o dinheiro aos seus donos.

Recompensa

Os turistas agradeceram e ofereceram uma recompensa de R$ 50, mas Araújo não aceitou.

"Só quem sabia do dinheiro era eu. Entreguei a mochila ao devido dono. Eles quiseram me dar R$ 50. Insistiram para aceitar e pediram meu cartão. Eu não aceitei, e eles jogaram o dinheiro no meu táxi", disse o motorista.

Após a ação, Rafael Carneiro foi homenageado no Sinditaxi.

"Teve gente que me disse: 'Tu é muito besta. Dava ao todo R$ 72 mil. Eu tinha era fugido do Estado'. Eu sou homem de Deus e faço coisas corretas, tenho uma loja de informática, tenho família e tenho vida", declarou o taxista.

Com uma fortuna de US$ 190,5 bilhões, a família Walton, dona da rede de supermercados Walmart, ficou no topo da lista das famílias mais ricas do mundo, segundo a agência "Bloomberg".

Os herdeiros do norte-americano Sam Walton lucraram US$ 70 mil por minuto, US$ 4 milhões por hora e US$ 100 milhões por dia. O Walmart arrecada US$ 514 bilhões por ano graças aos mais de 11 mil pontos de venda em todo mundo. A holding da família, Walton Enterprises, controla metade da rede varejista.

##RECOMENDA##

Na segunda colocação aparece os Mars, dona da fabricante de chocolates que carrega o sobrenome da família. De acordo com a "Bloomberg", a fortuna deles é de US$ 126,5 bilhões. Já na terceira posição está os Kochs, que tem um patrimônio de US$ 124,5 bilhões.

A única representante italiana na lista é a família Ferrero. Com uma fortuna de US$ 29,8 bilhões, os donos da fabricante do creme de avelãs Nutella ocupam a 25ª colocação.

Confira a lista

1 - Walton

Empresa: Walmart

Fortuna: US$ 190,5 bilhões

2 - Mars

Empresa: Mars

Fortuna: US$ 126,5 bilhões

3 - Koch

Empresa: Indústrias Koch

Fortuna: US$ 124,5 bilhões

4 - Al Saud

Empresa: N/A

Fortuna: US$ 100 bilhões

5 - Wertheimer

Empresa: Chanel

Fortuna: US$ 57,6 bilhões

6 - Hermes

Empresa: Hermes

Fortuna: US$ 53,1 bilhões

7 - Van Damme, De Spoelberch, De Mevius

Empresa: Anheuser-Busch InBev

Fortuna: US$ 52,9 bilhões

8 - Boehringer, Von Baumbach

Empresa: Boehringer Ingelheim

Fortuna: US$ 51,9 bilhões

9 - Ambani

Empresa: Indústrias Reliance

Fortuna: US$ 50,4 bilhões

10 - Cargill, MacMillan

Empresa: Cargill

Fortuna: US$ 42,9 bilhões

11 - Thomson

Empresa: Thomson Reuters

Fortuna: US$ 39,1 bilhões

12 - Kwok Empresa: Sun Hung Kai

Fortuna: US$ 38 bilhões

13 - Chearavanont

Empresa: Grupo Charoen Pokphand

Fortuna: US$ 37,9 bilhões

14 - Johnson

Empresa: Investimentos Fidelity

Fortuna: US$ 37,4 bilhões

15 - Cox

Empresa: Cox

Fortuna: US$ 36,9 bilhões

16 - Quandt

Empresa: BMW

Fortuna: US$ 35 bilhões

17 - Pritzker

Empresa: Hotéis Hyatt

Fortuna: US$ 33,7 bilhões

18 - Mulliez

Empresa: Auchan

Fortuna: US$ 33 bilhões

19 - Johnson

Empresa: SC Johnson

Fortuna: US$ 33 bilhões

20 - Albrecht

Empresa: Aldi

Fortuna: US$ 32,6 bilhões

21 - Rausing

Empresa: Tetra Laval

Fortuna: US$ 32,5 bilhões

22 - Hartono

Empresa: Banco Central Asia

Fortuna: US$ 32,5 bilhões

23 - Lauder

Empresa: Estee Lauder

Fortuna: US$ 32,3 bilhões

24 - Hoffmann, Oeri

Empresa: Roche

Fortuna: US$ 31,3 bilhões

25 - Ferrero

Empresa: Ferrero

Fortuna: US$ 29,8 bilhões

Da Ansa

Nesta terça-feira (13), o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), João Carlos Salles, se reuniu com reitores de universidades e institutos federais, além de parlamentares, para findar um acordo que visa desbloquear orçamento das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes). No encontro, esteve presente o ministro da Educação Abraham Weintraub, que salientou que a situação econômica do país exigiu que fosse feito um contingenciamento em ações do MEC e em universidades.

Na ocasião, foram apresentados os argumentos do MEC e da Andifes, que não necessariamente foram concordados. O primeiro corte ocorreu em abril deste ano, no qual foram suspensas 30% das verbas orçamentárias das universidades do país. O governo, por sua vez, alegou que se tratava de um contingenciamento nas despesas discricionárias.

##RECOMENDA##

Segundo o chefe da pasta, para o mês de agosto, há uma expectativa de uma melhor arrecadação no orçamento do Governo Federal, e que, por esse motivo, será possível, segundo ele, operar a liberação das verbas na educação superior a partir de setembro.

 “Na expectativa de uma evolução positiva nos indicadores fiscais do governo, o MEC vem articulando com o Ministério da Economia a possibilidade de ampliação dos limites de empenho e movimentação financeira a fim de cumprir todas as metas estabelecidas na legislação para a Pasta. Caso o cenário econômico apresente evolução positiva neste segundo semestre, os valores bloqueados serão reavaliados” afirmou em nota o Ministério da Educação.

De acordo com a Andifes, ministro e parlamentares entenderam que as verbas suspensas nas universidades se tratam mesmo de cortes, e não de contigenciamentos, e que a pasta não pretende realizar novos bloqueios.

LeiaJá também

--> Sem dinheiro, UFPE suspende uso de ar-condicionado

Na Rússia, uma mulher de 49 anos foi presa após matar o ex-genro e cortar seus testículos. Ela confessou ter cometido o crime porque Dmitry Bogdanov, de 32 anos, estava devendo dinheiro à filha da acusada desde o divórcio. As informações são do jornal britânico Metro.

A vítima foi esfaqueada 27 vezes. A polícia foi acionada pela própria filha da acusada. Segundo a polícia, após cortar os testículos de Dmitry, a agressora ainda os arremessou pela janela.

##RECOMENDA##

Na residência da mulher estavam reunidos a vítima, a autora do crime e o companheiro dela. Eles começaram a discutir porque Dmitry não estaria ajudando financeiramente a ex-namorada a cuidar do filho.

Além da ex-sogra, o companheiro dela também esfaqueou a vítima, disse a polícia. Inicialmente, o casal negou a autoria do crime, mas confessou o ocorrido em seguida.

Um homem foi preso em flagrante após passar notas falsas em estabelecimentos do município de Custódia, Sertão de Pernambuco. Durante a apreensão, nessa segunda-feira (12), ele havia repassado a quantia falsificada de R$ 100 em uma farmácia.

O suspeito, que reside em na Zona Rural do município de Santana do Mundaú, em Alagoas, ainda tentou fugir, mas foi capturado. Ele transportava mais três notas de R$ 100 e revelou o local onde guardava R$ 1.292 falsificados. Autuado, o rapaz foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal de Salgueiro, onde ficou a disposição da Justiça.

##RECOMENDA##

 

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando