Tópicos | PM

A Polícia Militar (PM) prendeu quatro suspeitos de roubar uma unidade das Lojas Americanas em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR), na noite da sexta-feira (14). O grupo rendeu o vigilante durante o crime.

De acordo com a PM, a abordagem criminosa foi feita por três indivíduos no momento em que o vigilante fechava o estabelecimento. Os suspeitos entraram e trancaram a loja com o segurança dentro.

##RECOMENDA##

Dois dos suspeitos foram detidos quando deixavam o local. Foram apreendidos com eles dois revólveres calibre 38 e produtos do roubo.

O terceiro alvo foi encontrado posteriormente com dois celulares roubados do estabelecimento. Outra equipe policial fez o acompanhamento de um veículo possivelmente ligado ao roubo, que trafegava nas proximidades.

O automóvel colidiu com outro carro e o suspeito tentou fugir. Segundo a PM, o homem teria atirado contra a equipe, que revidou e o atingiu.

O suspeito foi atingido no abdômen. Ele apresenta quadro estável, sem risco de morte, no Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife. Os outros três detidos foram encaminhados à Delegacia de Prazeres.

Um soldado da Polícia Militar (PM) foi punido pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS) por agressão verbal e física contra folião durante o bloco Cabeça de Touro, em Engenho do Meio, na Zona Oeste do Recife. O episódio aconteceu em 22 de fevereiro de 2014 e o resultado da apuração da Corregedoria foi divulgado neste sábado (15).

Além das agressões, o soldado identificado como Alex Silva Rodrigues teria retido o aparelho celular da vítima. O folião estaria filmando o bloco carnavalesco e teria registrado a ação de dispersão da Polícia Militar no local.

##RECOMENDA##

Na ocasião, a ocorrência foi encaminhada para a delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelos crimes de desobediência e resistência supostamente praticados pelo folião. No 1º Juizado Especial Criminal da Capital, entretanto, a juíza julgou a denúncia improcedente e absolveu a vítima. Em decorrência do julgamento, o soldado foi denunciado por abuso de autoridade e denunciação caluniosa. O processo se encontra em trâmite na Vara de Justiça Militar.

A Corregedoria diz ter restado provado nos autos a evidência de transgressão disciplinar do militar. O soldado foi punido com 28 dias de detenção.

Na manhã desta sexta-feira (14), em Lajedo, no Agreste de Pernambuco, um cabo da Polícia Militar identificado como Antônio Pereira Matos, conseguiu evitar uma tragédia contra um grupo de estudantes que seguiam em uma van escolar. De acordo com a PM, ao notar o veículo parado, o oficial foi averiguar o que tinha acontecido, no momento que entrou na van constatou que os estudantes estavam sendo atacados por um enxame de abelhas.

Antônio conseguiu espantar os insetos, mas isso lhe custou algumas ferroadas, sendo necessário ser encaminhado para o hospital do município, juntamente com alguns estudantes que também foram feridos. Todos os pacientes ficaram em observação por cerca de três horas na unidade de saúde, sendo liberados em seguida.

##RECOMENDA##

Segundo a PM, a ação do cabo fez com que um transeunte, que viu a iniciativa do policial, fosse até o quartel levar um documento autenticado no cartório reconhecendo a atitude "heróica" do policial.

Uma mulher pediu ajuda a uma equipe da Polícia Militar da Bahia para tomar conta do seu filho de dois meses para que ela pudesse ir ao posto médico em Salvador-BA na manhã desta quinta-feira (13). Segundo a PM, a mãe não tinha com quem deixar a criança.

 "Estávamos na patrulha em frente a unidade médica e ela perguntou se a gente poderia segurar o bebê dela enquanto tomava vacinas. Ela disse que não confiava em ninguém que não fosse a gente para ficar com a criança", relatou o soldado Tiago Souza da Cruz, do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 40ª CIPM.

##RECOMENDA##

 De pronto, o policial pegou o bebê no colo.  "Fiquei bastante emocionado, pois também sou pai e sei que é necessário ter muita confiança para deixar um bem tão precioso com um desconhecido", disse o soldado.

*Com informações da assessoria

Um cavalo da Polícia Militar (PM) morreu eletrocutado durante patrulhamento no centro de São Paulo nesta quinta-feira (13). O animal, chamado Conhaque, encostou em uma tampa de metal energizada e não resistiu. As informações são do portal R7.

A PM fazia patrulhamento na Praça da República. Na região da praça, a fiação é subterrânea e algumas tampas escondem geradores elétricos. No momento do ocorrido, estava chovendo e a equipe buscava abrigo. A polícia acredita que o choque que matou o cavalo também seria fatal para uma pessoa.

##RECOMENDA##

A suspeita é que o acidente tenha sido causado por um cabo desencapado em contato com a tampa de metal. A Prefeitura de São Paulo afirmou que o local do acidente é de responsabilidade da ENEL e que fiscaliza por dia aproximadamente 45 mil postes.

Já a ENEL disse que o cabo da rede do serviço municipal de iluminação pública estava desencapado e que os cabos de responsabilidade da empresa estavam dentro do padrão. A companhia destacou que está realizando inspeções nos pontos estratégicos de maior concentração popular.

Uma mulher grávida de cinco meses foi espancada por um policial militar em São José do Rio Preto, em São Paulo, na tarde desta terça-feira (4). O caso foi filmado por populares, que chegaram a pedir para o oficial não agredir a mulher - que acabou sendo levada algemada para a delegacia. 

De acordo com o UOL, o policial foi identificado como Wesley Viana dos Santos, 34 anos. O PM disse a Polícia Civil que a vítima tinha o xingado de filho da P*** e de verme", além de ter sido, primeiro, agredido pela mulher com um soco no peito. Populares contestam essa versão dada e afirmam que a mulher foi espancada porque estava filmando a ação da PM que estava prendendo um suspeito de tráfico de drogas.

##RECOMENDA##

A Polícia Militar informou que o agente foi afastado de suas atividades e que o caso está sendo investigado por meio de um Inquérito Policial Militar. A corregedoria também investiga o caso. A mulher foi encaminhada para exames médicos em uma unidade de saúde local. 

[@#video#@]

Depois de ser espancado por um policial por conta de seu cabelo black power, o adolescente negro, de 16 anos, diz estar com medo de sair de casa e sofrer um novo caso de racismo, por isso, o jovem diz estar pensando em cortar o cabelo. Além disso, o adolescente aponta que se sente ameaçado e teme que o policial possa agredi-lo novamente. 

Assumindo o seu 'black' há um ano, o jovem diz que essa foi a primeira vez que foi discriminado por conta do cabelo. "Você pra mim é um ladrão. Você é vagabundo. Essa desgraça desse cabelo. Tire aí, vá. Essa desgraça aqui. Você é o quê? Você é trabalhador é, viado?". Essas são as palavras ditas pelo PM que ecoam na cabeça da vítima. 

##RECOMENDA##

O crime contra o adolescente aconteceu no último domingo (2), depois da Festa de Iemanjá, no Rio Vermelho, na Bahia. Ao Correio, o rapaz conta que antes de ser abordado pelo policial tinha levado uma amiga e a sua namorada no ponto de ônibus. "Parei para conversar com um colega que tava de carro. Foi quando a viatura veio e fez a abordagem", lembra.

O policial agressor já foi identificado, afastado e o vídeo da agressão está sendo analisado pela Polícia Militar da Bahia. Por meio de nota, a assessoria da Polícia Militar informou que a corporação "não preconiza com a violência e rechaça todo e qualquer tipo de conduta violenta".

Um policial militar foi afastado das ruas após ser filmado dando socos e chutes em um jovem, além de agredi-lo verbalmente, durante uma abordagem em Salvador no domingo, 2. A Corregedoria informou que vai abrir inquérito para apurar o caso nas esferas administrativa e criminal.

"Você para mim é ladrão, é vagabundo. Olha essa desgraça desse cabelo. Filho da puta!", grita o policial no vídeo gravado por uma pessoa que acompanha a cena de dentro de sua casa.

##RECOMENDA##

O jovem está encurralado, junto a um muro, com as mãos na cabeça. Outros dois rapazes também são abordados.

O rapaz que foi vítima da violência usa black power, penteado que parece ter irritado o PM.

O vídeo mostra o policial agredindo o rapaz com dois socos nas costelas, um tapa no rosto e um chute.

A Polícia Militar da Bahia informou que 'não preconiza a violência e rechaça todo e qualquer tipo conduta arbitrária e preconceituosa por parte de qualquer integrante da corporação'.

COM A PALAVRA, O GOVERNADOR RUI COSTA

O governador Rui Costa (PT) comentou o caso na manhã desta terça, 4, em seu Twitter.

Clique aqui

Ele afirmou que a conduta do policial militar 'é inaceitável, inadmissível e não reflete o comportamento e os ideais da instituição'.

"Determinei apuração rigorosa e imediata da Corregedoria da Polícia Militar com as devidas punições legais aos responsáveis e divulgação para a sociedade das medidas adotadas. Para que esses casos isolados não possam continuar comprometendo a imagem da instituição."

COM A PALAVRA, A POLÍCIA MILITAR DA BAHIA

"O policial militar já foi identificado e já foi ouvido na 19ª CIPM, unidade onde ele é lotado. Ele foi afastado das ruas e cumprirá expediente administrativo. O vídeo foi encaminhado ontem mesmo para a Corregedoria Geral da Polícia Militar para que seja instaurado um feito investigatório com o objetivo de apurar nas esferas administrativa e criminal.

A PM não preconiza a violência e rechaça todo e qualquer tipo conduta arbitrária e preconceituosa por parte de qualquer integrante da corporação."

A Polícia Militar (PM) se posicionou, nesta terça-feira (4), sobre a confusão ocorrida na noite dessa segunda-feira (3) durante a festa de aniversário de fundação do Santa Cruz. Em nota, a PM diz ter sido surpreendida pela invasão de um grupo que supostamente fazia parte de uma das torcidas organizadas do Sport. O tumulto aconteceu no Largo da Santa Cruz, no bairro da Boa Vista, Centro do Recife.

De acordo com a PM, cerca de 80 integrantes do grupo chegaram ao local agredindo os torcedores do Santa Cruz com pedras, paus e garrafas. Os agentes que faziam a segurança da festa tentaram conter os agressores. "Ao mesmo tempo, tricolores também decidiram resistir aos invasores e teve início uma briga generalizada. A ação da PM, no entanto, evitou que o pior acontecesse, dispersando os agressores", relata o texto da corporação.

##RECOMENDA##

Ainda segundo a nota, dois suspeitos foram feridos no momento do conflito e, em seguida, foram detidos pela PM para averiguação. Contudo, eles foram liberados por não haver alguém que representasse contra eles. 

“Dois deles ficaram machucados e acabaram detidos, mas foram liberados porque ninguém quis representar contra eles. Policiais com motos patrulharam a vizinhança para evitar nova aglomeração. Com o fim da confusão, a festa foi reiniciada, só se encerrando às 22h, por determinação dos policiais", afirmou a PM. 

Clubes lamentam briga generalizada

Na noite de ontem, o clube tricolor comunicou que repudiava os atos de violência que se instalaram na festa de comemoração do time e que vai exigir das autoridades a punição dos responsáveis.

[@#video#@]

O Sport também se manifestou em desfavor da briga e disse que se solidarizava com os torcedores tricolores. 

[@#podcast#@]

A atitude desmedida de um Policial Militar gerou revolta nas redes sociais. As imagens de uma abordagem, realizada em Salvador, na Bahia, mostram um jovem negro sendo agredido enquanto recebe insultos racistas por conta do cabelo.

No registro feito sem conhecimento do PM, dois jovens negros aparecem rendidos, em posição de revista. Ele tira o boné de um deles, joga no chão e inicia as agressões. Durante a série de socos e chutes, ele grita "você pra mim é ladrão, com essa desgraça de cabelo"; em seguida, puxa o cabelo do rapaz.

##RECOMENDA##

A assessoria da PM da Bahia informou que o vídeo será analisado pela Corregedoria-Geral e que "não preconiza com a violência e rechaça todo e qualquer tipo de conduta violenta".

Confira

[@#video#@]

Por volta das 7h30 dessa segunda-feira (3), uma viatura da Polícia Militar e um ônibus se envolveram em um acidente no km 46 da BR 101, em Igarassu, município da Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo informações, o ônibus presta serviços para a Jeep. O trânsito ficou retido momentaneamente.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão lateral ocorreu quando a viatura fazia o retorno na rodovia, próximo ao Atacadão do bairro de Cruz de Rebouças.

##RECOMENDA##

Não houve feridos e os motoristas realizaram teste do bafômetro. Os resultados deram negativo para o consumo de bebida alcoólica.

 

A Polícia Militar (PM) prendeu dois homens que roubaram uma igreja em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, na madrugada desta sexta-feira (31). Os suspeitos também vão responder pelo crime de ameaça.

De acordo com a corporação, uma equipe policial fazia rondas quando um religioso informou ter sido ameaçado dentro da igreja por um homem com facão. Quando a polícia chegou ao local, o templo já havia sido arrombado e uma caixa de som, subtraída. Cadeiras também foram danificadas. 

##RECOMENDA##

Após buscas nas redondezas, dois homens foram avistados em uma carroça e abordados. Com eles, a polícia encontrou o equipamento roubado, além de um facão, um serrote e duas tesouras de poda. A dupla foi encaminhada para a delegacia.

Acionada para uma ocorrência com base na Lei Maria da Penha, a Polícia Militar de Pernambuco acabou encontrando um plantio de maconha na casa do suspeito, além de uma estrutura de cultivo montada com estufas e outros objetos. Em sua defesa, o rapaz disse que era engenheiro florestal com licenciatura em ciências agrárias pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e por isso possuía a estrutura para plantio da maconha.

A estrutura estava montada na Rua Olímpio Ferreira Chaves, no bairro de Casa Caiada, em Olinda, Região Metropolitana do Recife. A PM relata que testemunhas afirmam que o suspeito tem um histórico de violência e seria distribuidor do chá alucinógeno de Santo Daime - o que será comprovado depois das investigações da Polícia Civil. 

##RECOMENDA##

Diante dos fatos, o rapaz está sendo acusado de violência doméstica por estar ameaçando a própria mãe, dano ao patrimônio privado e tráfico de drogas.

[@#galeria#@]

Policiais prenderam um homem em flagrante por tráfico de drogas em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, na sexta-feira (24). A cadela Nadia, do 2º Batalhão Especializado (Biesp), localizou crack na residência do suspeito, que tentou subornar a polícia para não ser encaminhado à delegacia.

 Segundo a Polícia Militar (PM), um motociclista com bolsa térmica de entregador de comida estava em atitude suspeita no bairro Fernando Idalino. O efetivo deu voz de parada, mas o suspeito não obedeceu e fugiu. Ele caiu da motocicleta, tentou fugir a pé, mas foi alcançado. Ele portava pequenas quantidades de crack e cocaína.

##RECOMENDA##

Na casa do suspeito, além do crack, foi encontrada uma balança de precisão. O homem foi conduzido ao hospital para atendimento médico em decorrência e, em seguida, para a delegacia.

Na noite desse domingo (19), um entregador por aplicativo foi agredido e ameaçado por um policial armado. O militar teria se incomodado por que o motoboy estacionou o veículo em frente ao condomínio onde mora, em Taguatinga Norte, localizada em Brasília.

"O policial ali chegou me batendo, arrastando o revólver e dizendo que eu era um bosta, que eu sou um lixo", relatou em um vídeo feito após as agressões. Segundo o Jornal de Brasília, o rapaz aguardava pelo cliente, quando o PM ordenou que retirasse a moto da frente da guarita do residencial, apontado como o Edifício Carpe Diem.

O trabalhador negou-se e ameaçou filmar a truculência do agressor, que reagiu sacando a arma e tomando seu celular. “Vai me filmar?”, questiona o policial antes empurrá-lo e tomar o aparelho. Entre xingamentos, o rapaz responde: “pede, por favor, que eu tiro. Sou nenhum cachorro não rapaz”.

Testemunhas se aproximam e ele destaca: “esse cara tá nem em serviço”; o policial rebate: “não interessa”. A ocorrência foi registrada na 12ª delegacia do município.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

A Polícia Militar (PM) prendeu dez pessoas durante o protesto contra o aumento das tarifas do transporte público na capital paulista, realizado na noite de ontem (16).

A manifestação, convocada pelo Movimento Passe Livre (MPL), teve início em frente ao Theatro Municipal, no centro paulistano, e foi interrompida pela ação policial na Praça da República, depois de se deslocar 500 metros.

##RECOMENDA##

Tumulto e agressão

Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo (SSP), os policiais agiram para conter um “princípio de tumulto”. Vídeos nas redes sociais mostram uma manifestante sendo arrastada pelos cabelos ao ser presa.

No Twitter, a PM divulgou filmagens que mostram manifestantes arrastando lixeiras e jogando pedras. A nota da SSP informa que uma policial militar ficou ferida na ação.

Os detidos foram, de acordo com a secretaria, encaminhados ao 2º Distrito Policial por desacato e lesão corporal, sendo oito adultos e dois adolescentes. A manifestante que aparece nas imagens sendo arrastada pelos policiais, Andreza Delgado, foi liberada ainda na noite de ontem.

Pelas redes sociais, ela disse ter ficado “bastante machucada” na abordagem. A SSP não informou se todos os presos já foram liberados.

O ato de ontem foi o terceiro contra o aumento que elevou o preço das tarifas do transporte público na cidade de São Paulo de R$ 4,30 para R$ 4,40.

O reajuste entrou em vigor no dia 1º de janeiro. O MPL marcou mais uma manifestação para a próxima quinta-feira (23), no Terminal Parque Dom Pedro II, na região central da capital paulista.

Um recém-nascido, de apenas um mês e 4 dias, recebeu atendimento emergencial da Polícia Militar e foi salvo de um engasgo, na noite dessa quinta-feira (16). Aflita com a criança sem respirar em seus braços, a mãe invadiu o batalhão do município de São Miguel Paulista, localizado em São Paulo, após não conseguir reanimá-la em casa.

Como de costume, o pequeno Lucas mamou e a mãe o fez arrotar em seguida. No entanto, Cristina Silva Marques percebeu que o filho não respirava e começava a ficar vermelho. "Minha esposa deu de mamar para o Lucas, esperou ele arrotar e depois deu banho como ela sempre faz. Quando se preparava para trocá-lo, percebeu que ele tinha engasgado", descreveu o pai, Elvis Vitor, ao G1.

##RECOMENDA##

Sem sucesso, o casal seguiu às pressas para o batalhão, onde uma equipe realizou a manobra de Heimlich e ventilação boca-a-boca para salvá-lo. "Aí corremos para o posto policial. Lá, fizeram o procedimento e ele voltou. Depois levaram o Lucas para o Hospital de Ermelino Matarazzo, onde ele passou por exames e a médica disse que a respiração dele estava livre", contou Elvis.

A Polícia Militar destacou a eficiência da equipe e comemorou a saúde do pequeno. "O bebê foi prontamente atendido pelos policiais que ali se encontravam e após algumas manobras, voltou a respirar normalmente. Destacando assim, o comprometimento e preocupação de todos e em especial da soldado Renata, que não mediu esforços para salvar a vida do bebê", publicou.

Confira

[@#video#@]

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou inquérito civil para investigar possível homofobia institucional praticada pela empresa 99 e pela Polícia Militar de Pernambuco contra o professor e secretário parlamentar Eliseu Neto. O secretário alega que o motorista do aplicativo 99Pop determinou que ele saísse do veículo após ter beijado o namorado em 4 de janeiro. Segundo a denúncia, policiais militares acionados para a ocorrência ainda empurraram o secretário duas vezes. 

Na portaria, assinada pelo promotor de Justiça Maxwell Vignoli, é solicitado que a empresa 99 apresente os dados de identificação do motorista e que a Polícia Militar informe quais os policiais militares que estavam na ocorrência. À Corregedoria, o MPPE recomenda a adoção de providência administrativa-disciplinar.

##RECOMENDA##

De acordo com a Associação dos Motoristas de Aplicativo de Pernambuco (Amape), o acusado foi descredenciado da plataforma 99Pop. No primeiro momento, a associação repudiou a postura do motorista. Em nota posterior, o grupo disse que prestaria assessoria necessária ao acusado pois ele não teria sido homofóbico. O condutor diz que o casal estava alcoolizado e trocava agressões dentro do carro. Ele prestou queixa por calúnia e difamação.

Por nota, a Polícia Militar informou que o caso é alvo de um procedimento interno de investigação, "no qual o militar envolvido terá direito à ampla defesa e ao contraditório". A 99 disse ter mobilizado uma equipe especializada para oferecer apoio e acolhimento à vítima e ao namorado. A empresa confirmou que o motorista foi banido do aplicativo.

[@#video#@]

Um sargento aposentado da Polícia Militar foi morto com dois tiros na cabeça após reagir a um assalto em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife. Era por volta das 18h, dessa quarta-feira (8), quando três suspeitos subiram no ônibus, nas proximidades da Gerdau, e realizaram a investida.

Segundo informações, Givanilton da Rocha Pessôa, de 59 anos, tentou evitar o assalto realizado pelo trio encapuzado, quando foi baleado. Ferido, o militar ainda foi socorrido ao Hospital Dom Helder Câmara, antes de ser transferido para o Hospital da Restauração, na região Central do Recife. A confirmação da morte veio por volta das 3h40, desta quinta-feira (9).

##RECOMENDA##

Durante a troca de tiros, um dos suspeitos - um adolescente de 17 anos - foi atingido no tórax e foi atendido na Policlínica Jamaci Medeiros. Ele foi apreendido pelo envolvimento no latrocínio. O ônibus que fazia o translado entre o Cabo e o Recife foi atingido por disparos e será vistoriado. As autoridades prosseguem com as investigações para identificar a dupla que conseguiu fugir.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando